TCC Rádios Comunitárias

7,100 views

Published on

Apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso na FURB em Blumenau SC.

Published in: Education, News & Politics
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
7,100
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
14
Actions
Shares
0
Downloads
96
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

TCC Rádios Comunitárias

  1. 2. COMUNICAÇÃO RADIOFÔNICA: A RÁDIO COMUNITÁRIA COMO FORMA DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL NO MÉDIO VALE DO ITAJAÍ  Leandro E. Brandt Destro Orientador: MsC. Rafael José Bona
  2. 3. INTRODUÇÃO * Produção radiofônica * Informação e Formação Profissional
  3. 4. OBJETIVO GERAL Pesquisar a existência de programas de rádio com enfoque na formação e informação de profissionais no Médio Vale do Itajaí.
  4. 5. O BJETIVOS ESPECÍFICOS * Visitar rádios comunitárias no Médio Vale do Itajaí; *Entrevistar comunicadores de rádios comunitárias; * Identificar emissoras que apresentem programas de rádio que visem à formação e à informação profissional.
  5. 6. METODOLOGIA * Pesquisa descritiva e documental * Revisão bibliográfica * Entrevistas em rádios comunitárias do Médio Vale do Itajai.
  6. 7. DESENVOLVIMENTO A HISTÓRIA DO RÁDIO
  7. 8. DESENVOLVIMENTO A HISTÓRIA DO RÁDIO * Veículo de comunicação que alcança pessoas de classes, idades e culturas diferentes;
  8. 9. DESENVOLVIMENTO A HISTÓRIA DO RÁDIO * Telégrafo e o telefone.
  9. 10. DESENVOLVIMENTO A HISTÓRIA DO RÁDIO * A partenidade do Rádio é questionada pelos autores
  10. 11. HISTÓRIA DO RÁDIO NO BRASIL * Em meio à grande produção de equipamentos de rádio, transmissores e receptores nos países industrializados, onde excedia a demanda interna, houve então a necessidade de exportar para o mercado internacional (MEDEIROS; VIEIRA, 1999).
  11. 12. DESENVOLVIMENTO HISTÓRIA DO RÁDIO NO BRASIL * Pe. Roberto Landell de Moura
  12. 13. DESENVOLVIMENTO HISTÓRIA DO RÁDIO NO BRASIL * Primeira transmissão foi em 1922 no pronunciamento do presidente Epitácio pessoa no Rio de Janeiro
  13. 14. DESENVOLVIMENTO HISTÓRIA DO RÁDIO NO BRASIL * Edgard Roquete Pinto
  14. 15. RÁDIO COMERCIAL * Devido à inserção publicitária pelo decreto 21.111, de 1 0 de março de 1932, que correspondia a 10% da programação veiculada. Então, de interesses educativos passou para interesses mercantis. (ALVES, 2009)
  15. 16. DESENVOLVIMENTO RÁDIO COMERCIAL * Objetivo maior obter lucros através do meio de comunicação.
  16. 17. RÁDIO COMUNITÁRIA * As rádios comunitárias se inserem na comunidade e promovem a participação dos cidadãos, não só no rádio, mas também nos processos culturais e políticos que os afetam (GALARZA, 2003). .
  17. 18. DESENVOLVIMENTO RÁDIO COMUNITÁRIA * Baixa potência e cobertura restrita com finalidades voltadas à comunidade.
  18. 19. DESENVOLVIMENTO RÁDIO COMUNITÁRIA * Comunitárias propriamente ditas;
  19. 20. DESENVOLVIMENTO RÁDIO COMUNITÁRIA * Mistas.
  20. 21. DESENVOLVIMENTO RÁDIO COMUNITÁRIA * Particulares.
  21. 22. DESENVOLVIMENTO RÁDIO COMUNITÁRIA * Confessionais.
  22. 23. DESENVOLVIMENTO RÁDIO EDUCATIVA “ O papel antes hegemônico que a escola possuía diante do tema educador, passou a sofrer interferências de outras instituições formadoras, como os meios de comunicação” (CITELLI, 2000, p. 244).
  23. 24. DESENVOLVIMENTO O RÁDIO NO MÉDIO VALE DO ITAJAÍ
  24. 25. DESENVOLVIMENTO RÁDIO EM SANTA CATARINA
  25. 26. DESENVOLVIMENTO RÁDIO EM SANTA CATARINA * João Medeiros Junior * Blumenau * PRC-4 Rádio Clube de Blumenau.
  26. 27. Medeiros Júnior, entretanto, constatou na pioneira Rádio Clube de Blumenau o poder que o meio exercia ao veicular, como uma espécie de Orson Welles tupiniquim, fatos fictícios para conferir a reação dos ouvintes e mais tarde lembrá-los que se tratava de primeiro de abril, a data instituída como o Dia da Mentira pelos franceses há cinco séculos (ZANDOMÊNICO, 2007, p.2).
  27. 33. DESENVOLVIMENTO RÁDIOS COMUNITÁRIAS NO MÉDIO VALE DO ITAJAÍ
  28. 34. MÉDIO VALE DO ITAJAÍ Apiúna Ascurra Benedito Novo Blumenau Botuverá Brusque Doutor Pedrinho Gaspar Guabiruba Indaial Pomerode Rio dos Cedros ...... Rodeio Timbó
  29. 35. ESTUDO DE CASO Blumenau Indaial Pomerode Rio dos Cedros ...... Rodeio Timbó
  30. 36. RÁDIO COMUNITÁRIA FORTALEZA ADENILSON TELES
  31. 37. RÁDIO COMUNITÁRIA FORTALEZA ADENILSON TELES
  32. 38. RÁDIO PONTE FM
  33. 39. PORTAL RÁDIO FM
  34. 40. RÁDIO PÉROLA FM
  35. 41. RÁDIO TRENTINA FM
  36. 42. COLETA DE DADOS
  37. 43. COLETA DE DADOS Qual é o histórico da rádio?
  38. 44. COLETA DE DADOS Qual é o histórico da rádio? Hoje qual é a programação da rádio?
  39. 45. COLETA DE DADOS Qual é o histórico da rádio? Hoje qual é a programação da rádio? Desses programas, quais estão voltados à informação e formação profissional?
  40. 46. COLETA DE DADOS Qual é o histórico da rádio? Hoje qual é a programação da rádio? Desses programas, quais estão voltados à informação e formação profissional? Se sim, como é desenvolvido esse (s) programa (s)? E quais são os métodos? Quem é o apresentador desse (s) programa (s)?
  41. 47. COLETA DE DADOS Qual é o histórico da rádio? Hoje qual é a programação da rádio? Desses programas, quais estão voltados à informação e formação profissional? Se sim, como é desenvolvido esse (s) programa (s)? E quais são os métodos? Quem é o apresentador desse (s) programa (s)? Se não, há interesse em apresentar um programa neste gênero?
  42. 48. <ul><li>COLETA DE DADOS </li></ul><ul><li>1 - Qual é o histórico da rádio? </li></ul><ul><ul><ul><li>Dificuldades financeiras e viabilidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Perseguições dos meios (Radio Fortaleza) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A burocracia por parte do MC </li></ul></ul></ul>
  43. 49. <ul><li>COLETA DE DADOS </li></ul><ul><li>2 - Hoje qual é a programação da rádio? </li></ul><ul><li>* Programação voltada aos interesses da comunidade </li></ul><ul><li>* Padronização </li></ul>
  44. 50. COLETA DE DADOS 3 - Desses programas, quais estão voltados à informação e formação profissional? * Rádio Fortaleza (Blumenau) já teve. * Rádio Trentina FM (Rodeio).
  45. 51. COLETA DE DADOS 4 - Se sim, como é desenvolvido esse programa (s)? E quais são os métodos? * Não há métodos.
  46. 52. COLETA DE DADOS 5 - Quem é o apresentador desse (s) programa (s)? * Sr. Nereu Miranda
  47. 53. COLETA DE DADOS 6 - Se não, há interesse em apresentar um programa neste gênero? * Sim
  48. 54. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  49. 55. OBRIGADO

×