Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Projecto curricular de sala 3 anos (leandra vital)

40,567 views

Published on

Published in: Technology
  • Be the first to comment

Projecto curricular de sala 3 anos (leandra vital)

  1. 1. Projecto Curricular de Sala Jardim de Infância Sala dos 3 Anos Coordenadora Pedagógica: Natália Correia Educadora de Infância: Leandra Vital Ajudantes de Acção Educativa: Margarida Lucena Teresa Alves Ano Lectivo: 2010/2011 Carnide, Outubro de 2010
  2. 2. Vocês dizem: é cansativo estar com crianças. E não há dúvida que têm razão. Depois acrescentam: Porque temos de nos pôr ao nível delas, porque temos de nos baixar, inclinar, curvar, tornar pequenos. Mas aí vocês estão enganados. O que mais cansa não é isso, o que mais cansa é sermos obrigados a elevarmo-nos até à altura dos seus sentimentos. A esticarmo-nos, a alongarmo-nos, a ficar nos bicos dos pés. Para não as magoar. Janusz Korczak
  3. 3. ÍNDICE INTRODUÇÃO…………………………………………………………….…………..………….3 I – CARACTERIZAÇÃO DO GRUPO DE CRIANÇAS 1.1 Características Gerais das Crianças com Três Anos………..……………………………..……………………..……….………...5 - Desenvolvimento Físico - Desenvolvimento Social - Desenvolvimento Intelectual 1.2 Características do Grupo 1.2.1 Dados a nível de estrutura………………………………………………………………..……………………………..…………….7 1.2.2 Dados a nível de dinâmica………………………………………………………………………………………………….…………9 1.3 Mapa de Progressão de Idades das Crianças da Sala durante o Ano Lectivo de 2010/2011……………………………………………………………………….………….….....11 II – CARACTERIZAÇÃO DA EQUIPA EDUCATIVA..………….……………………………..12 III – CARACTERIZAÇÃO DA SALA DE ACTIVIDADES 3.1 Organização dos Espaços e Materiais……………………………………………………....…………………………………………….14 3.2 Planta da Sala de Actividades…....…………………………………………………….....…………………………………….……........17 IV – PLANO DE ACTIVIDADES SOCIO-PEDAGÓGICAS 4.1 Plano de Rotinas 4.1.1 Rotina diária………………….………...…………………………………………………………………………………………………………………………….18 4.1.2 Rotina semanal das actividades extra-curriculares………………………………………………………………………….……………….19 4.2 Actividades Livres e Espontâneas…....………………...………………………………….....…….……………………………….......20 4.3 Actividades Estruturadas com vista ao Desenvolvimento Global………………………………………………….......22 4.4 Planificações Mensais de Actividades da Sala………………………………………………………………………………..........26 MÊS DE SETEMBRO DE 2010………………………………………………………………………………….………….……………………………………27 MÊS DE OUTUBRO DE 2010……………………………………………………………………………………………….…………………….……………..28 MÊS DE NOVEMBRO DE 2010…………………………………………………………………………………………………….…………..……….........29 MÊS DE DEZEMBRO DE 2010…………………………………………………………………………………………………….……………………………30 MÊS DE JANEIRO DE 2011…………………………………………………………………………………………………………….…………………..……….31 MÊS DE FEVEREIRO DE 2011……………………………………………………………………........................................................................32 MÊS DE MARÇO DE 2011……………………………………………………………….…………………...............................................................33 MÊS DE ABRIL DE 2011………………………………………………………………………………………………………………….………..…………........34 MÊS DE MAIO DE 2011………………………………………………………………………………………………………………….………..…………………35 MÊS DE JUNHO DE 2011……………………………………………………………………………………………………………….……………….............36 MÊS DE JULHO E AGOSTO DE 2011…………………………………………………………………………………………...…………………………..37 4.5 Recursos Humanos, Materiais e Logísticos…………………………………………………….………………………………………..38 V – PRINCÍPIOS EDUCATIVOS PARA O GRUPO DE CRIANÇAS 5.1 Estratégias Metodológicas……………………………………………….………………………………………..…………………………….40 5.2 Metodologia de Avaliação…....………...………………………………………………………..…………………..………………..……..43 CONCLUSÃO..…………………………………………………………….………..…………..45 BIBLIOGRAFIA..……………………………..……………………..………….………………46
  4. 4. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 3 INTRODUÇÃO O Projecto Educativo da instituição tem como tema “Palmo e Meio a Crescer”, tema este que vigora na instituição há dois anos e que vai continuar a ser desenvolvido durante o presente ano lectivo, sendo o último ano da sua vigência. No entanto, o subtema escolhido para este ano tem o nome de “A Segurança e os Valores”, sendo comum a todas as valências educativas da instituição e sendo desenvolvido por cada educadora de acordo com a faixa etária do grupo a que se destina. Um Projecto Curricular de Sala é um projecto educativo/pedagógico que diz respeito ao grupo de crianças e contempla as opções e intenções educativas do Educador e as formas como prevê orientar as oportunidades de desenvolvimento e aprendizagem de um grupo. Assim, o presente Projecto Curricular da sala dos três anos, que terá um período de vigência de um ano, tem como finalidade adequar estas temáticas às características deste grupo de crianças, em geral, e aos interesses e necessidades específicas de cada criança, em particular. Neste projecto defini um conjunto de objectivos gerais a alcançar ao longo deste ano lectivo e que foram tidos em conta para o planeamento de toda a intervenção educativa com as crianças. Destes objectivos, mediante esta temática, destacam-se os seguintes:  Promover a progressiva construção da identidade pessoal;  Possibilitar, à criança, a interacção com diferentes valores e perspectivas, para que esta vá aprendendo a tomar consciência de si e do outro;  Potenciar o desenvolvimento de condutas, hábitos e atitudes pró-sociais (colaboração, altruísmo, reciprocidade, respeito, entre outros);  Reconhecer a família como estrutura essencial à vida humana;  Progredir na aquisição de hábitos e atitudes relacionados com a segurança pessoal;  Incentivar a participação das famílias no processo educativo. Estes objectivos tornam-se fundamentais, uma vez que neste nível de escolaridade do grupo é crucial ter como grande meta o promover do desenvolvimento pessoal e social da criança, bem como o contribuir para a igualdade de oportunidades e para o sucesso das suas aprendizagens. Com crianças desta idade e de acordo com as características deste grupo, abordar este subtema passa essencialmente por trabalhar na sala os valores e a segurança a partir de diversas situações que surgem no quotidiano. Assim, pretende-se que através de uma adequação não só ao ambiente educativo como ao meio em que a instituição se encontra inserida, numa perspectiva de flexibilidade; partindo do que a criança já sabe, valorizando os seus saberes como fundamento de novas aprendizagens; e
  5. 5. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 4 praticando uma pedagogia diferenciada, centrada na cooperação, em que cada criança beneficia do processo educativo desenvolvido com o grupo, se alcancem os objectivos gerais propostos para este ano lectivo. O projecto encontra-se organizado, essencialmente, em cinco partes. Na primeira parte do projecto, apresentarei uma breve caracterização do grupo de crianças. Nesta parte, focarei aspectos relativos às características gerais das crianças com três anos; às características das crianças do grupo (dados a nível de estrutura e de dinâmica); e apresentarei uma tabela com os dados referentes à progressão de idades das crianças durante este ano lectivo. A segunda parte destinar-se-á à caracterização da equipa educativa, onde mencionarei os elementos que a constituem, a sua formação, o seu horário e o seu papel enquanto adulto da sala. Na terceira parte do projecto, abordarei as principais características da sala de actividades, no que diz respeito à organização dos espaços e materiais, ilustrada com a planta da sala. A quarta parte, referente aos planos de actividades sócio-pedagógicas, estará dividida em cinco pontos. O primeiro, segundo e terceiro ponto, relacionar-se-ão respectivamente com a descrição das rotinas do grupo, a abordagem das actividades livres e espontâneas e das actividades estruturadas com vista ao desenvolvimento global. No quarto ponto apresentarei uma planificação das actividades gerais da sala para cada mês do ano lectivo; e no quinto, e último ponto, farei uma listagem dos recursos humanos, materiais e logísticos necessários no decorrer do ano. Relativamente aos princípios educativos do educador para o grupo de crianças, respeitante à quinta e última parte do projecto, mencionarei não só a minha intencionalidade educativa, os meus objectivos e as minhas estratégias metodológicas para o grupo, mas também focarei os meios a utilizar para observar e avaliar as crianças. No fim do projecto, encontrar-se-á uma secção de referências bibliográficas, que foram essenciais para que pudesse ir fundamentando todas as minhas opções pedagógicas ao longo do presente projecto.
  6. 6. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 5 I – CARACTERIZAÇÃO DO GRUPO DE CRIANÇAS 1.1 Características Gerais das Crianças com Três Anos Desenvolvimento Físico  As crianças dos três aos quatro anos possuem uma intensa necessidade de exploração sensorial e motora. Imitam facilmente os movimentos que observam nos outros, são activas, desembaraçadas e mostram-se espontâneas;  Nesta idade, a coordenação dos movimentos melhora, principalmente na direcção vertical e na horizontal. A criança encontra-se num processo de desenvolvimento contínuo e progressivo, que lhe permite ter um maior equilíbrio e uma maior estabilidade. Por outro lado, vai tornando-se mais confiante à medida que adquire um maior controlo do seu próprio corpo. As crianças nesta faixa etária conseguem jogar à bola, correr, virarem-se, saltarem;  Desde os três anos que as crianças são capazes e gostam de executar jogos de encaixe, construir torres, recortar papel com os dedos, manipular massas plásticas, como plasticina, barro, argila, e de realizar jogos com água e areia;  Gostam dos jogos de mesa, embora precisem da intervenção do adulto para lhes proporcionar modelos de jogo e para lhes organizar o trabalho. No jogo com blocos, geralmente, sobrepõem-nos, empilham-nos e alinham-nos. Também constroem enormes estradas, montanhas ou edifícios. Dá-lhes imenso prazer derrubar as suas construções;  Os lápis atraem crianças destas idades, divertindo-se a fazer garatujas. Em geral, enchem a folha de papel variando os seus movimentos, usando cores diferentes e rabiscando em todos os sentidos, traçando linhas horizontais, verticais ou circulares, sem respeitarem, muitas vezes, os limites do papel em que desenham. Esta experiência livre permite-lhes a descoberta das possibilidades dos materiais e das mãos. Inicialmente não há intenção de representar o que quer que seja que se assemelhe à realidade, predominando a experimentação. Representam a figura humana como um girino que irá evoluindo até chegar ao homem-batata;  Nesta faixa etária, as crianças têm grande curiosidade por tudo o que as rodeia, o que as leva à constante manipulação e exploração dos objectos;  As crianças sentem-se mais crescidas e, de dia para dia, vão começando a tornar-se mais autónomas, capazes de realizar mais tarefas sozinhas e de resolver determinadas situações do seu quotidiano sem recorrer à ajuda do adulto;  Relativamente ao controlo dos esfíncteres, em geral, o controlo do esfíncter diurno está completamente adquirido, enquanto o controlo do esfíncter nocturno poderá se encontrar em
  7. 7. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 6 fase de aquisição. Nestas idades, as crianças vão sozinhas à casa de banho e necessitam de muito pouca ajuda nesse campo;  A partir dos três anos, começa a surgir o interesse pelos órgãos genitais e começam a despertar e a interessar-se pelas diferenças físicas entre o sexo masculino e o sexo feminino. Desenvolvimento Social  Nesta fase, as crianças realizam mais contactos sociais e passam menos tempo em jogos solitários, não sendo indiferentes à presença das outras crianças. Começam, igualmente, a estabelecer fortes laços de afinidade com alguns dos seus pares, com os quais se sentem melhor e mais se identificam, partilhando com eles o maior número de brincadeiras/actividades. Gostam da companhia das outras crianças e começam, cada vez mais, a partilhar um pequeno projecto ou um jogo. Interessam-se pelos outros e pedem os seus brinquedos. Geralmente necessitam do adulto para resolver os problemas com os seus pares;  São, ainda, bastante instáveis, imprevisíveis e mudam constantemente de desejos e decisões;  São capazes de explicar-se e de contar o que estão a fazer. O interesse e o gosto em conversar caracterizam uma tomada de consciência do “outro”, e o facto de os chamarem à atenção de forma mais ou menos “exibicionista”, prova que os outros não lhe são indiferentes;  No entanto, o espírito de colaboração é reduzido, pois a criança, ainda, não ultrapassou por completo a fase egocêntrica. Por outro lado, a criança desta idade começa a aceitar brincadeiras que envolvam pequenos grupos. Estes diversos relacionamentos com os seus pares permitem à criança a descoberta de si própria e a sensação de se sentir uma entre muitas. É nesta faixa etária que começa a surgir o espírito de competição;  Nesta idade, ainda, é frequente a existência de algumas birras e choros, mas geralmente são breves, pois há uma maior facilidade de conversação, capaz de controlar melhor os seus impulsos e os seus sentimentos. Esta é a idade do negativismo e do protesto, importantes para a sua auto-afirmação. Desenvolvimento Intelectual  As crianças desta idade percebem claramente a existência da realidade exterior, independente delas. A sua atitude é mais realista e objectiva. Têm grande interesse e curiosidade pelo mundo que as rodeia, fazendo constantemente perguntas como “Porquê?”, “Como?”, “Onde?”, “Quando?”;  Neste período, a Linguagem é um dos domínios que sofre mais mudanças, uma vez que o seu vocabulário passa de mil para duas mil palavras, e a sua comunicação verbal aprimora-se
  8. 8. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 7 bastante, adquirindo um maior número de expressões. A palavra “eu” é uma das mais frequentes nas suas longas conversas. A linguagem oral começa a ser um meio de comunicação, empregando orações muito simples. Formulam perguntas, mas utilizam, ainda, os tempos verbais em forma lógica. A articulação e a pronúncia são imperfeitas, evoluindo ao longo do tempo;  Nesta faixa etária, as crianças são capazes de seguir instruções e de regular as suas actividades por iniciativa própria. As tarefas são desempenhadas com mais atenção e cuidado. A sua concentração tende a aumentar, possibilitando-lhes permanecer mais tempo a realizar uma determinada actividade. Em geral, as acções que exigem concentração são acompanhadas por monólogo;  O pensamento, nesta fase, é mais consecutivo e combinatório do que sintético;  As crianças comovem-se ao ouvir as histórias e gostam de as reproduzir utilizando a expressão dramática. Por isso, gostam do jogo dramático, recriando papéis da vida familiar e alguns animais domésticos. Gostam bastante de se disfarçar;  Nesta idade, as crianças têm sentido de humor, gostam do cómico e do disparatado. Adoram cantar canções e inventá-las. Interessam-se por livros de imagens e têm preferência pelas imagens de animais e seus filhotes. Gostam de contos e pedem que lhos repitam muitas vezes. Dão vida própria aos seus brinquedos e fazem alguma diferença entre o real e o fantástico, ainda que seja de forma reduzida;  São capazes de relatar determinados acontecimentos/histórias, apesar de, ainda, ser bastante comum misturarem a ficção com a realidade. Gostam de usar a fantasia, inventando pretextos com muita facilidade;  A sua orientação temporal, ainda, não se encontra muito desenvolvida, uma vez que vivem, acima de tudo, no presente. No entanto, com recurso a situações bastante concretas, vão sendo capazes de conseguir compreender o passado e o futuro;  Geralmente, distinguem as cores primárias e algumas secundárias e relacionam-nas com alguns objectos. 1.2 Características do Grupo 1.2.1 – Dados a nível de estrutura O grupo de crianças da sala dos três anos é constituído por vinte e oito crianças, onze crianças do sexo masculino e dezassete crianças do sexo feminino.
  9. 9. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 8 Tendo em conta que, na instituição, o critério de definição dos grupos de crianças por salas é o ano de nascimento, poder-se-á dizer que é um grupo homogéneo no que diz respeito às idades, caracterizando-se pela existência de uma organização horizontal, uma vez que até ao final do ano de 2010 todas as crianças do grupo terão completado os três anos de idade. Das vinte e oito crianças que constituem o grupo, dezoito completaram os três anos até ao mês de Agosto e as restantes dez completam-nos após o mês de Setembro, inclusive. Assim, as crianças têm idades compreendidas entre os dois anos e nove meses e os três anos e sete meses (dados relativos ao mês de Setembro). Neste grupo não existe nenhuma criança com necessidades educativas especiais. A maioria das crianças que compõe o grupo já frequentou a instituição na valência de Creche, na sala de dois anos, à excepção de seis crianças que entraram este ano pela primeira vez. Das seis crianças novas, duas vêm de casa dos avós, três vêm da Creche, numa outra instituição, e da sexta criança não são conhecidos dados relativos a este assunto. Das vinte e duas crianças que já frequentaram a instituição, metade está na instituição desde a sala Berçário. Uma das crianças que integrava o grupo dos dois anos mudou de instituição no fim do ano lectivo passado. As crianças transitaram da sala de dois anos para a sala de três anos com dois adultos de referência: a Educadora de Infância e uma Ajudante de Acção Educativa. Actualmente, nenhuma criança do grupo usa fralda durante o dia e apenas uma criança usa fralda no momento da sesta. No entanto, ainda não há um controlo total dos esfíncteres por parte de todas as crianças do grupo, uma vez que algumas delas, por vezes, ainda têm alguns descuidos. Relativamente ao uso das chuchas ou fraldas de pano, apenas duas crianças, que entraram este ano, necessitam destes objectos no momento da sesta. No que diz respeito ao momento das refeições, em geral, são crianças com uma certa autonomia neste campo, apesar de algumas delas ainda precisarem de ajuda para terminar as refeições. Algumas crianças do grupo têm restrições alimentares, uma das quais é alérgica à proteína do leite de vaca. No que se refere ao acompanhamento diário ao Jardim de Infância, a maioria das crianças é acompanhada, à entrada, por um dos pais, outras por ambos. Do mesmo modo, no momento da saída, algumas crianças são acompanhadas pelos pais, outras são acompanhadas pelos avós ou outros familiares. Grande parte do grupo de crianças chega cedo à instituição e sai tarde, o que faz com que algumas crianças permaneçam muitas horas neste espaço. É um grupo assíduo e pontual, apesar de uma ou outra criança chegar com alguma frequência atrasada. Relativamente ao contexto familiar, de forma geral, são famílias pouco numerosas. Das vinte e oito crianças, treze crianças têm irmãos, dos quais dez frequentam a mesma instituição (três na
  10. 10. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 9 Creche, cinco no Jardim de Infância e dois no ATL). A maioria das crianças do grupo pertence a famílias nucleares [pai, mãe, filhos(s)], e cinco crianças vivem em situação de famílias monoparentais, por motivo de divórcio. Quanto ao nível socio-económico do grupo de crianças, poder-se-á dizer que é médio, não havendo crianças carenciadas. 1.2.2 – Dados a nível de dinâmica Este grupo de crianças caracteriza-se por ser, como a maioria dos grupos, um grupo onde é visível uma certa heterogeneidade, sobretudo a nível cognitivo, na medida em que existem graus de desenvolvimento, necessidades, interesses e participações diferentes. Os aspectos relacionados com o nível de desenvolvimento das crianças (faixa etária) são bastante visíveis ao nível das necessidades e interesses do grupo, níveis de concentração e de envolvimento, e da atenção e do carinho que precisam por parte dos adultos. Relativamente às suas características, de um modo geral, é um grupo interessado, participativo e bastante curioso. São crianças que gostam e aderem bem a novas actividades e a novas experiências. Interessam-se bastante pelos trabalhos de mesa, oferecendo-se de forma sistemática para a sua realização. Porém, ainda têm pouca capacidade de concentração e, por vezes, dispersam-se, o que é próprio da idade. É um grupo que gosta de ajudar os adultos e de participar nas suas tarefas, mostrando-se bastante prestáveis neste sentido. O grupo encontra-se numa fase onde, ainda, predominam os conflitos interpessoais, necessitando da intervenção do adulto como mediador na resolução de certos conflitos, uma vez que a maioria das crianças, ainda, faz bastantes “queixinhas” e resolve maioritariamente os seus conflitos entre pares com agressões. Por outro lado, como não saíram por completo da fase do egocentrismo, ainda, disputam brinquedos ou objectos, que frequentemente dá origem a momentos de birras e de choros. A nível físico-motor, as crianças encontram-se numa fase de desenvolvimento adequada à faixa etária em que se inserem, não havendo nenhum caso de atraso motor. As crianças que constituem o grupo, de um modo geral, demonstram uma evolução ao nível da autonomia, dentro das suas idades, tendo em conta que já adquiriram capacidades motoras que lhes permite isso mesmo. No entanto, apesar desta certa autonomia que possuem e de ser notório o progressivo interesse em quererem fazer as coisas sozinhas, mostrando que são capazes, as crianças necessitam do apoio dos adultos da sala, de saber que o adulto está presente sempre que precisam, que este as incentiva e encoraja para novas descobertas e que as aplaude e elogia nas novas conquistas.
  11. 11. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 10 Neste momento, o grupo apresenta alguma dificuldade em compreender, acatar e cumprir as regras da sala. Algumas crianças do grupo, em determinadas situações revelam-se bastante desafiadoras para com os adultos. São crianças que têm bastante dificuldade em explorar e brincar nas diferentes áreas de interessa da sala, uma vez que saltam de área para área com muita frequência e de forma bastante rápida, levando consigo brinquedos e objectos de uma área para a outra, que acabam por misturar e espalhar pela sala. Assim, são crianças que, ainda, brincam de forma desordenada e bastante barulhenta. De um modo geral, o grupo de crianças da sala dos três anos é um grupo que apresenta algumas fragilidades ao nível do Saber Ser e do Saber Estar. Alguns dos seus principais interesses, prendem-se com a audição de música variada, bem como a participação em actividades musicais que impliquem cantar, sobretudo canções mimadas, e dançar. Interessam-se bastante pela aprendizagem de novas canções, correspondendo a momentos que lhes captam bastante atenção. Gostam muito de ver livros e de ouvir histórias. A maioria das crianças gosta de brincar e de explorar livremente os diferentes jogos e as várias áreas de interesse da sala, apesar de, ainda, não o fazerem correctamente. Gostam de manipular os diversos objectos da sala, que acontece maioritariamente de uma forma consciente, pois utilizam-nos para um determinado fim, onde predomina o jogo simbólico, tão presente nestas idades e tão visível neste grupo. Gostam do cómico e do disparatado, como é próprio da idade, onde os momentos ligados à brincadeira, ao “faz de conta”, à imaginação, à magia e ao encantamento, são, ainda, importantes para a aquisição de capacidades básicas. Neste momento, o grupo de crianças encontra-se em fase de adaptação, uma vez que mesmo as crianças que vêm da Sala dos Dois Anos se estão a apropriar de um novo espaço e de uma nova rotina, própria da nova valência que estão a conhecer este ano lectivo, o Jardim de Infância. No entanto, as crianças que entraram este ano pela primeira vez na instituição encontram-se numa fase de adaptação e integração mais complexa, onde tudo é novo e desconhecido. Porém é notória uma progressiva evolução por parte destas seis crianças, uma vez que, aos poucos, vão acompanhando o grande grupo e tomando conhecimento dos espaços da instituição e da existência de uma rotina diária.
  12. 12. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 11 1.3 Mapa de Progressão de Idades das Crianças da Sala durante o Ano Lectivo 2010/2011 Nome da Criança (codificado) Data de Nascimento Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto F. D. 09.09.07 3 Anos 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m An. M. 17.09.07 3 Anos 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m Al. M. 17.09.07 3 Anos 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m S. L. 20.09.07 3 Anos 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m M. T. 13.10.07 35 m 3 Anos 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m R. Co 25.10.07 35 m 3 Anos 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m B. R. 23.11.07 34 m 35 m 3 Anos 36 m 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m R. S. 25.11.07 34 m 35 m 3 Anos 36 m 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m C. Tr. 29.11.07 34 m 35 m 3 Anos 36 m 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m F. O. 28.12.07 33 m 34 m 35 m 3 Anos 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m I. N. 25.02.07 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m 52 m 53 m 54 m R. D. 10.03.07 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m 52 m 53 m R. Ce. 12.03.07 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m 52 m 53 m Mart. A. 03.04.07 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m 52 m L. G. 08.04.07 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m 52 m M. M. 25.04.07 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m 52 m M. B. E. 09.05.07 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m B. D. 23.05.07 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m Z. N. 30.05.07 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m 51 m D. C. 05.06.07 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m Rit. R. 07.06.07 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m M. D. 09.06.07 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m M. I. V. 10.06.07 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m V. F. 14.06.07 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m C. A. 21.06.07 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m 50 m Ric. R. 06.07.07 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m C. Ta. 08.07.07 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos 49 m Mari. A. 19.08.07 37 m 38 m 39 m 40 m 41 m 42 m 43 m 44 m 45 m 46 m 47 m 4 Anos
  13. 13. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 12 II – CARACTERIZAÇÃO DA EQUIPA EDUCATIVA A equipa da sala dos três anos é constituída por três adultos: uma Educadora de Infância e duas Ajudantes de Acção Educativa. A Educadora de Infância, que integra a equipa educativa, é licenciada em Educação de Infância pela Escola Superior de Educação de Lisboa, sendo o presente ano lectivo, o segundo ano que se encontra a trabalhar na instituição. A Educadora da sala acompanha este grupo de crianças, à excepção daquelas que entraram este ano pela primeira vez, desde o ano lectivo passado, tendo feito, nos primeiros meses, a substituição da anterior educadora e, posteriormente, um trabalho conjunto com a mesma, no decorrer do seu Estágio Profissional. No que concerne às Ajudantes de Acção Educativa, uma delas tem o Curso de Auxiliar de Apoio e Vigilância e encontra-se na instituição desde 2006, enquanto a outra ajudante que completa a equipa da sala tem o Curso de Técnica de Apoio à Infância, e no decorrer do presente ano lectivo encontra-se a realizar o seu Estágio Profissional. O grupo dos três anos está sob a responsabilidade pedagógica e educativa da Educadora da sala, cabendo-lhe a “planificação, organização e avaliação do ambiente educativo, bem como das actividades (…), com vista à construção de aprendizagens integradas”. Também faz parte do desempenho da Educadora, mobilizar “o conhecimento e as competências necessárias ao desenvolvimento de um currículo integrado, no âmbito da expressão e da comunicação e do conhecimento do mundo” (Perfil específico de desempenho profissional do educador de infância, Decreto-Lei n.º 241/2001, 30 de Agosto). Deste modo, tendo por base a concepção e o desenvolvimento do presente Projecto Curricular de Sala, a Educadora tem como função adequar da melhor maneira possível tudo o que é realizado com o grupo de crianças, desde a rotina diária às actividades, não descurando a participação e o envolvimento em todas as suas rotinas. As Ajudantes da equipa da sala têm como função apoiar e dar continuidade ao trabalho que está a ser realizado, uma vez que existe uma complementaridade entre a função da Educadora e a função das Ajudantes, tendo em conta que a gestão da rotina diária e do grupo de crianças é assegurada pelos três adultos da sala. Este aspecto assume particular importância porque “Quando os adultos trabalham em conjunto para estabelecer e manter contextos de aprendizagem activa para as crianças (…) descobrem que podem prestar às crianças de quem cuidam um serviço educativo com uma abordagem consistente, porque definem juntos os objectivos e planeiam em conjunto quais as estratégias para os concretizar. Quando os adultos partilham o controlo com os outros elementos da equipa verificam muitas vezes que, em
  14. 14. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 13 consequência é também mais fácil partilhar o controlo com as crianças” (Hohmann e Weikart, 2007, p. 98). Assim, a parceria educativa e a dinâmica da equipa da sala, relativamente à partilha de tarefas, ao envolvimento, à cooperação e à dedicação de cada um, facilita a concretização dos objectivos e promove interacções ricas e harmoniosas, para a construção de um ambiente de aprendizagens activas e de bem – estar, servindo como “modelo de interacção com os outros, que se apoia em relações cooperantes, resolução de problemas construtiva, e iniciativa pessoal” (Mary Hohmann e David Weikart, 2003). A Educadora tem um horário de trinta e cinco horas semanais, podendo ser das 8:30 às 16:30 ou das 9:00 às 17:00, com uma hora de almoço fixa, das 13:00 às 14:00, e uma hora de planeamento, das 14:00 às 15:00. O horário é rotativo com as outras duas Educadoras do Jardim de Infância para permitir, à Educadora, um maior contacto com os Pais/Encarregados de Educação que deixam as suas crianças mais cedo no Jardim de Infância. Quanto aos horários das Ajudantes de Acção Educativa da sala, estes são rotativos semanalmente em conjunto com as restantes Ajudantes do Jardim de Infância. Por motivos de organização e funcionamento desta valência, os horários podem ser das 7h30 às 16h, das 9h30 às 18h, das 10h às 19h e das 10h30 às 19h30, perfazendo as Ajudantes um total de trinta e oito horas semanais. No entanto, tanto os horários das Educadoras de Infância como os horários das Ajudantes de Acção Educativa podem ser alterados, no decorrer do ano lectivo, caso se verifique necessário. Para concluir, importa referir que um trabalho de equipa e um bom clima de interacções estabelecidas, faz com que exista uma boa organização e dinâmica entre os adultos da sala, que é fundamental e ideal para que as crianças se sintam bem e para que de algum modo a ausência dos familiares seja minimizada. Deste modo, considero muito importante o espírito de cooperação e entreajuda entre todos os intervenientes, tendo sempre como objectivo primordial um ambiente equilibrado e harmonioso, capaz de proporcionar uma boa formação pessoal para cada criança e um óptimo local de trabalho para os adultos.
  15. 15. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 14 III – CARACTERIZAÇÃO DA SALA DE ACTIVIDADES 3.1 Organização dos Espaços e Materiais A sala dos três anos situa-se no primeiro andar do edifício do Centro Social Paroquial de Carnide, cujo acesso é feito por umas escadas. A sala encontra-se na zona do andar destinada ao Jardim de Infância, ao lado da sala dos quatro anos. É nesta sala que as crianças passam grande parte do seu dia, uma vez que a sala para além de ser utilizada como a sala de actividades das crianças do grupo dos três anos é, também, usada para o seu momento de repouso. No entanto, as crianças dispõem de outros espaços alternativos, como a casa de banho do Jardim de Infância, onde se realizam os momentos de higiene; o refeitório, onde fazem as refeições; a Igreja, onde têm a actividade extra-curricular de Despertar Religioso; o ginásio, onde têm as actividades extra-curriculares de Ginástica e Música, e, ainda, o recreio, para onde vão no fim do dia e sempre que o tempo assim o permita. Tendo em conta que “o espaço na educação constitui-se como uma estrutura de oportunidades (…) que favorecerá ou dificultará o processo de crescimento pessoal e o desenvolvimento de actividades instrutivas” (Zabalza, 1992, p.120), poder-se-á dizer que a sala de actividades dos três anos é uma sala bastante ampla. É um espaço iluminado com alguma luz natural, tendo duas janelas, uma em cada parede da sala, que permitem o contacto visual para o exterior, de onde se pode ver apenas uma parte do parque, devido à presença de uma árvore bastante grande mesmo em frente à janela, e o ginásio. No entanto, recorre-se frequentemente à luz artificial para iluminar melhor a sala de actividades. Por motivos de segurança e por falta de protecções adequadas, estas janelas encontram-se sempre fechadas, só podendo ser abertas quando os estores estão baixos. Por este motivo, na sala existe um aparelho de ar condicionado, que é ligado sempre que é necessário de forma a manter a sala ventilada e a uma temperatura agradável. Habitualmente, a sala encontra-se organizada da mesma forma, à excepção do momento de repouso, em que o espaço livre é ocupado pelos catres de cada criança. No entanto, a presente organização da sala não é algo rígido, podendo ser alterado sempre que se verifique necessário. Importa referir que a sala contempla uma divisão própria, relativamente pequena, para a arrumação dos catres da sala dos três e dos quatro anos. Relativamente aos materiais existentes, a sala de actividades possui uma parede com bastantes armários, onde estão guardados alguns materiais pedagógicos; materiais de escritório, que não estão acessíveis às crianças; alguns jogos e brinquedos que não estão a uso; e vários materiais de desgaste e de desperdício utilizados por todas as salas da instituição.
  16. 16. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 15 Existem, ainda, dois móveis na sala que arrumam outro tipo de materiais. O móvel junto à entrada da sala está dividido em cinco prateleiras, onde são colocados, de cima para baixo, os lençóis das crianças, todas as Segundas-Feiras ou sempre que os pais tragam lençóis lavados; as garrafas ou cantis de água; os brinquedos de casa; os cadernos de desenho e as capas individuais. O outro móvel, que se encontra na mesma parede mas um pouco mais à frente, está divido em pequenos compartimentos e guarda diferentes materiais da sala para uso da equipa e alguns lápis e canetas diversos, que se encontram ao alcance das crianças, para que estas os possam utilizar. Nas paredes da sala, existem dois pequenos placards para exposição de trabalhos das crianças; na parede do lado direito da porta de entrada, encontra-se afixado um quadro cor-de- rosa, onde são colocadas recados importantes para os pais; e, ainda, existe, nessa mesma parede, um pequeno quadro de cortiça onde são afixados alguns recados e informações para a equipa da sala. Dentro da sala, do lado esquerdo da porta da entrada, situam-se os cabides individuais das crianças, devidamente identificados, onde são pendurados os casacos, os chapéus e as batas das crianças. Fora da sala, existe uma grande caixa branca, onde são guardadas as malas de todas as crianças. Existe, ainda, ao lado da porta da sala, um espaço reservado a informações gerais, mais relacionadas com a instituição, e destinadas aos pais. Assim, todos os materiais, equipamentos, brinquedos e acessórios existentes na sala dos três anos são bastante adequados às crianças, sendo escolhidos e organizados de acordo com a faixa etária do grupo. Por último, para terminar a descrição dos espaços e materiais existentes na sala, importa referir a existência de áreas de interesse. Deste modo, poder-se-á dizer que na sala existem oito áreas, de acordo com as diferentes explorações que proporcionam às crianças, e que estão equipadas com móveis e materiais adequados à sua idade. Na minha opinião, a organização do espaço e a disposição dos materiais na sala deve ser cuidada, uma vez que “o tipo de equipamento, os materiais existentes e a forma como estão dispostos condicionam, em grande medida, o que as crianças podem fazer e aprender.” (Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar, 2002, p.37). Deste modo, na sala existem as seguintes áreas:  Área da Garagem – Esta área é constituída por um tapete com algumas estradas e sinais, uma pequena garagem de madeira e um conjunto de carros e aviões de diferentes tamanhos, cores e materiais.
  17. 17. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 16  Área das Construções e dos Animais – Neste espaço existem três caixas, duas de plástico e com tampa, e uma de madeira, aberta e com rodinhas. Nas caixas de plástico estão arrumados, respectivamente, os legos em forma de coelho e os animais de plástico, enquanto na caixa de madeira estão guardados outro tipo de legos.  Área das Trapalhadas – Actualmente, esta área está limitada a um baú de plástico, onde estão guardadas algumas roupas para os bebés da casinha e algumas roupas e acessórios para as crianças se “mascararem” dentro sala, como saias, lenços, malas, vestidos, calças e chapéus.  Área da Casinha – Nesta área, as crianças têm à sua disposição uma pequena cozinha de madeira, com prateleiras, lava-loiça, forno e fogão. Têm um armário mais alto com algumas prateleiras e gavetas, onde estão guardados alguns objectos de plástico como legumes, frutas, talheres, copos, chávenas, pratos e tachos. Existe, ainda, uma mesa de pequenas dimensões, com três cadeiras e uma cama de bonecas, com duas bonecas devidamente vestidas.  Área de Grande Grupo – Esta área é constituída por pequenas almofadinhas em borracha, onde cada criança se senta numa grande roda. No entanto, como as almofadas só são dispostas quando fazemos reunião de grande ou pequeno grupo, este é um espaço que nem sempre é utilizado como sendo a Área de Grande Grupo.  Área da Biblioteca – Nesta área existe uma pequena estante metálica de parede, onde estão guardados os livros existentes e de fácil acesso às crianças, bem como dois sofás pequenos de esponja revestidos com uma espécie de capa plástica, e três almofadas, também elas de pequenas dimensões.  Área dos Jogos de Mesa – Esta área é composta por duas mesas em “meia-lua” e seis cadeiras. Mesmo ao lado da mesa, existem um espaço com três prateleiras de acesso livre e fácil às crianças, onde são guardados alguns puzzles, jogos de encaixe, jogos de enfiamentos, entre outros.  Área de Trabalhos de Mesa – Sensivelmente no espaço central da sala de actividades, mas mais encostado a um dos lados, estão situadas quatro mesas pequenas todas juntas, que formam uma mesa bastante grande, com dez cadeiras, utilizada para realizar trabalhos manuais específicos. Para que se consiga perceber melhor como esta sala está disposta e quais os materiais e as áreas que a constituem, apresento, de seguida, a planta da sala que a ilustra.
  18. 18. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 17 3.2 Planta da Sala de Actividades Legenda das Áreas de Interesse: A – Área da Garagem; B – Área das Construções e dos Animais; C – Área das Trapalhadas; D – Área da Casinha; E – Área de Grande Grupo; F – Área da Biblioteca; G – Área dos Jogos de Mesa; H – Área de Trabalho de Mesa. Legenda de alguns Espaços e Materiais: 1- Porta da sala; 2- Cabides individuais das crianças; 3- Garagem de madeira; 4- Tapete da garagem com estradas e sinais; 5- Caixa aberta com peças de lego; 6- Caixa com tampa com os legos do coelho; 7- Caixa com tampa com os animais de plástico; 8- Divisão para guardar os catres; 9- Baú com roupas diversas; 10- Placard para exposição de trabalhos; 11- Pequena cozinha em três peças, com uma pequena cama de bonecas; 12- Mesa pequena com três cadeiras; 13- Janela com vista para o exterior; 14- Sofá pequeno de esponja revestido com uma espécie de capa plástica; 15- Estante metálica de parede para livros à altura das crianças; 16- Mesa redonda, dividida em duas “meias- luas”, com seis cadeiras à sua volta; 17- “Meia-lua” de uma mesa, com três cadeiras à sua volta; 18- Quatro mesas pequenas juntas, que forma uma grande mesa de trabalho, com dez cadeiras à sua volta; 19- Móvel com prateleiras onde são arrumados diversos materiais da sala; 20- Pequeno quadro de cortiça; 21- Quadro de recados; 22- Pilar da sala.
  19. 19. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 18 IV – PLANO DE ACTIVIDADES SOCIO-PEDAGÓGICAS 4.1 Plano de Rotinas 4.1.1 Rotina diária A rotina diária é fundamental por se tornar securizante para a criança, servindo também como fundamento para a compreensão do tempo. A rotina confere ao quotidiano da criança um ritmo e uma sequência que ela conhece, e que lhe transmite segurança e oportunidade de saber o que irá acontecer no momento seguinte. Por outro lado, uma boa organização da rotina é basilar para os próprios adultos, pois permite-lhes adequar da melhor maneira o ambiente educativo ao grupo de crianças com que estão a trabalhar. Deste modo, a rotina diária da sala dos três anos encontra-se organizada em momentos distintos e sequenciados, que as crianças demonstram conhecer ao anteciparem certos momentos da rotina. Poder-se-á, então, dizer que a rotina diária deste grupo de crianças tem características muito próprias, tendo em conta as suas idades, as actividades extracurriculares e a organização e horários da própria instituição. Assim, para prever e organizar um tempo simultaneamente estruturado e flexível em que os diferentes momentos tenham sentido para as crianças, a rotina da sala dos três anos encontra-se dividida do seguinte modo: HORAS ROTINA A partir das 7h30 Entrada e recepção no hall do Jardim de Infância 8h30 às 9h20 Acolhimento e exploração livre das áreas de interesse da sala de actividades 9h15 às 9h30 Arrumação da sala 9h30 às 10h00 Realização de uma grande roda e distribuição das almofadas Reunião em Grande Grupo: - Comer a bolacha; - Cantar a canção dos “Bons Dias”; - Conversa em grande grupo; - Introdução e explicação das actividades a realizar; - Divisão de tarefas e/ou distribuição das crianças pelas actividades. Beber água 10h00 às 11h00 Realização de actividades e/ou exploração livre das áreas de interesse 11h00 às 11h30 Arrumação da sala
  20. 20. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 19 Higiene e preparação para o almoço 11h30 às 12h15 Almoço 12h15 às 12h45 Higiene e preparação para o repouso 12h45 às 15h00 Repouso 15h00 às 16h00 Higiene e preparação para o lanche Conto de histórias, realização de jogos colectivos, canto de canções e/ou exploração livre de algumas áreas de interesse 16h00 às 16h30 Lanche 16h30 às 18h30 Recreio ou sala de actividades Até às 19h30 Saída Importa referir que a rotina diária acima apresentada corresponde a um dia-tipo das crianças na sala dos três anos. No entanto, por ser uma rotina flexível, por vezes, e de acordo com determinadas situações passíveis de surgir no dia-a-dia vivido na sala, torna-se necessário que esta sofra algumas alterações. 4.1.2 Rotina semanal das actividades extra-curriculares No que diz respeito ao quotidiano das crianças é, ainda, importante referir que no decorrer deste ano lectivo, as crianças passam a frequentar semanalmente três actividades extra- curriculares: o Despertar Religioso, a Ginástica e a Música. Estas aulas realizam-se fora da sala de actividades, em diferentes espaços da instituição e com professores especializados nas respectivas áreas. As crianças frequentam as várias actividades divididas em dois grupos, tendo as mesmas actividades em dias iguais, mas em horários diferentes. Assim, a rotina semanal ligada às actividades extra-curriculares encontra-se organizada da seguinte forma: HORÁRIOS E LOCAIS ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES 1.º Grupo 2.º Grupo Despertar Religioso 2.ª Feira (Igreja) 9h45 às 10h15 2.ª Feira (Igreja) 10h15 às 10h45 Ginástica 3.ª Feira (Ginásio) 9h30 às 10h00 3.ª Feira (Ginásio) 10h00 às 10h30 Música 5.ª Feira (Ginásio) 9h30 às 10h15 6.ª Feira (Ginásio) 10h15 às 11h00
  21. 21. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 20 4.2 Actividades Livres e Espontâneas Para além das actividades que são pensadas, planeadas e dirigidas pelo Educador, existe um outro tipo de actividades que é igualmente importante e fundamental, designado por actividades livres e espontâneas. Estas actividades dizem respeito a todos os momentos vivenciados pela criança sem a intervenção directa do adulto, onde de uma forma livre e não direccionada a criança explora tudo o que a rodeia. Dentro da sala de actividades, as crianças dispõem de vários espaços e materiais que estão agrupados por áreas de interesse, onde é propício a existência deste tipo de momentos. Aqui, a criança pode explorar e brincar livremente, interagir com os seus pares, de forma não solicitada por factores externos à sua vontade, desenvolvendo competências e aprendendo a se conhecer a si e aos outros. Deste modo, é fundamental que as áreas existentes na sala sejam apelativas e do agrado das crianças e, acima de tudo, que sejam adequadas à sua idade. No decorrer do ano lectivo, estas áreas podem ser alteradas, fechadas, enriquecidas com novos objectos, ou podem mesmo ser acrescentadas novas áreas, de acordo com os interesses e as necessidades que vão surgindo no grupo. Actualmente, as crianças dispõem de oito áreas de interesse na sala, adequadas e apropriadas para a faixa etária em que se inserem, e que são as seguintes:  Área da Garagem: É uma área onde as crianças têm oportunidade de explorar as potencialidades dos carros, como andar para a frente, para trás, rápido, devagar, bem como de brincar ao “faz de conta”, sozinhos ou com os seus pares.  Área das Construções e dos Animais: Neste espaço as crianças têm à sua disposição diferentes peças e legos, com os quais produzem várias construções improvisadas, criam diferentes objectos ou simplesmente empilham-nos para os derrubarem a seguir. Nesta área, também, se encontram diversos animais, através dos quais as crianças reproduzem vários sons e rugidos.  Área das Trapalhadas: Esta área é bastante apreciada pelo grupo de crianças, uma vez que é uma grande novidade na sala, onde as crianças podem vestir e despir roupas, usar chapéus, malas, lenços, mascarando-se e desmascarando-se ao dramatizarem diferentes personagens.
  22. 22. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 21  Área da Casinha: Esta área é uma área de interesse bastante requisitada e apreciada pelas crianças do grupo, que sempre que podem adoram lá estar a fazer diversas brincadeiras. Ainda retiram com bastante frequência todos os objectos de dentro das prateleiras e das gavetas para os colocarem dentro do forno e do frigorífico ou simplesmente para os espalhar pelo chão, acabando por não conferir, muitas das vezes, a utilidade desejada aos diferentes objectos existentes. Este espaço adquire um papel muito importante nas suas vidas, pois ali desenvolvem o sentido de partilha, socializam, brincam ao “faz de conta” e imitam o que conhecem do quotidiano familiar.  Área de Grande Grupo: Esta área é muito importante na sala, na medida em que este espaço serve para momentos de grande grupo, como a reunião em grande grupo, o comer a bolachinha, a apresentação e explicação de actividades, o conto ou leitura de histórias, o canto de canções, serve para conversas matinais ou sempre que os adultos queiram falar com as crianças sobre algum tema ou assunto importante, captando melhor a atenção do grupo. Nesta área, a organização do grupo de crianças e dos adultos não é feita sempre da mesma forma, uma vez que tanto podem estar todos reunidos numa grande roda, como as crianças podem estar todas juntas, lado a lado, viradas de frente para os adultos. Assim, a Área de Grande Grupo, é uma área que permite momentos de concentração, de conversa em grupo, de aproximação entre todos, estimulando diálogos, partilha de novidades, emoções e experiências.  Área da Biblioteca: Neste espaço encontram-se os livros que as crianças podem manipular, maioritariamente livros de imagens ou de pequenas histórias. Nos momentos de brincadeira livre, algumas crianças costumam visitar esta área, sozinhas ou em pequeno grupo, para verem as diferentes imagens dos livros, para inventarem histórias com as mesmas, ou para as contarem aos seus pares. Assim, a Área da Biblioteca é uma área de interesse que se torna bastante importante, na medida em que, pela utilização, exploração e compreensão da sua utilização como espaço de lazer, se vai fomentando nas crianças o gosto e o interesse destas pelo livro. Porém, a maioria das crianças deste grupo ainda tem uma certa dificuldade em manipular correctamente os livros da sala, não tendo interiorizado os cuidados a ter com os mesmo, uma vez que é prática recorrente os livros serem rasgados, pisados ou simplesmente abandonados no chão da sala.
  23. 23. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 22  Área dos Jogos de Mesa: Neste espaço, o grupo tem à sua disposição alguns jogos didácticos, que explora livremente. Facilmente e com alguma frequência, as crianças vão buscar os jogos para os tentarem fazer, mesmo que nem sempre os consigam terminar, ou simplesmente para brincarem com as suas diferentes peças.  Área de Trabalhos de Mesa: É nesta área ampla que as crianças realizam os seus desenhos, pinturas, colagens, recortes, em diferentes actividades, que podem ou não ser dirigidas pelo adulto. Para além dos diversos momentos que as crianças vivenciam nestes espaços reservados para as diferentes áreas, os momentos que estão ligados à audição de vários géneros musicais são, também, momentos extremamente importantes, uma vez que as crianças adoram dançar livremente pela sala. Numa fase posterior, as crianças também irão ter à sua disposição os respectivos cadernos de desenho e uma nova área direccionada para a modelagem de diferentes tipos de massa, nomeadamente plasticina e respectivos utensílios. Também o recreio, um espaço alternativo à sala de actividades e comum a outras salas da instituição, é um local propício às brincadeiras livres e espontâneas das crianças. Neste espaço é- lhes permitido explorar todo o equipamento e a área envolvente, através de uma enorme liberdade de movimentos que leva a criança a testar e a desenvolver a sua motricidade global, e a iniciar algumas brincadeiras em pequenos grupos. É um espaço que, de certa forma, privilegia o contacto com a natureza, uma vez que praticamente todo ele é circundado por árvores de grande porte, onde as crianças se sentem “livres” para correr, saltar, gritar. 4.3 Actividades Estruturadas com vista ao Desenvolvimento Global No decorrer do presente ano lectivo pretende-se proporcionar ao grupo de crianças um conjunto de actividades estruturadas com vista ao seu desenvolvimento global através das áreas de conteúdo, que constituem as referências gerais a considerar no planeamento e avaliação das situações e oportunidades de aprendizagem. Distinguem-se três áreas de conteúdo: Área de Formação Pessoal e Social; Área de Expressão e Comunicação, agrupada em três domínios; e a Área de Conhecimento do Mundo. Tendo em conta que o desenvolvimento e a aprendizagem são vertentes indissociáveis do processo educativo, as áreas de conteúdo são consideradas como “âmbitos de saber, com uma estrutura própria e com pertinência sócio-cultural, que incluem diferentes tipos de
  24. 24. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 23 aprendizagem, não apenas conhecimentos, mas também atitudes e saber-fazer” (Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar, 2002, p.47). Dado que a criança aprende a partir da exploração do mundo que a rodeia, as áreas de conteúdo supõem a realização de diversas actividades, de que são exemplo as actividades enunciadas de seguida. ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL  Conversar em grande e pequeno grupo;  Contactar e utilizar os vários instrumentos de trabalho existentes na sala de actividades (Mapa das Presenças, Mapa dos Aniversários, Mapa do Tempo);  Realizar actividades em grande grupo, em pequeno grupo ou a nível individual;  Aprender e cantar canções;  Ouvir e reproduzir lengalengas, trava-línguas, rimas, poesia;  Ouvir histórias e contos;  Realizar passeios/saídas ao exterior;  Fazer jogos individuais e colectivos com regras;  Participar em festas e comemorações diversas;  Executar a higiene diária;  Explorar as diferentes áreas de interesse;  Participar e envolver na rotina diária;  Promover momentos que privilegiem o desenvolvimento da identidade, a independência, a autonomia e a partilha do poder. ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO - Domínio das Expressões Motora, Dramática, Plástica e Musical: . Expressão Motora  Realizar sessões de movimento;  Fazer jogos de expressão corporal;  Realizar jogos de orientação espacial;  Realizar sessões de relaxamento dentro da sala de actividades;  Fazer recorte, colagem, rasgagem, pintura, desenho, modelagem;  Vestir e despir a roupa;  Abotoar e desabotoar botões, nomeadamente da bata;  Calçar e descalçar os sapatos;  Subir e descer escadas;
  25. 25. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 24  Correr, saltar e brincar no parque. . Expressão Dramática  Imitar sons e gestos de canções;  Explorar as várias áreas de interesse;  Imitar diferentes movimentos;  Pequenas dramatizações. . Plástica  Modelar plasticina, massa de cores;  Desenhar com diversos materiais;  Pintar de formas diversas;  Fazer digitinta;  Realizar recorte e colagem;  Fazer picotagem. . Expressão Musical  Escutar, aprender e cantar canções;  Ouvir músicas de diferentes géneros musicais;  Dançar livremente ou com algumas orientações ao som de várias músicas;  Identificar e imitar sons do quotidiano;  Fazer jogos de ritmo. - Domínio da Linguagem e abordagem à Escrita  Conversar em grande e pequeno grupo, fomentando o diálogo;  Cantar canções com e sem mímica;  Ouvir e reproduzir lengalengas, trava-línguas, rimas, poesia;  Ouvir histórias e contos;  Debater regras e algumas tarefas em grande grupo, nomeadamente o que se pode ou não fazer em determinada situação, quem faz o quê, como se faz, entre outras;  Executar determinados recados;  Ver livros, revistas, jornais, imagens reais, entre outros;  Observar e analisar imagens, fotografias, trabalhos, entre outros;  Fazer desenhos livres e desenhos orientados;
  26. 26. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 25  Fazer registos diversos, de actividades em conjunto, de saídas/passeios, de determinadas situações ou alturas do ano;  Contactar e visitar bibliotecas;  Identificar todos os trabalhos, individuais e colectivos, com os nomes dos intervenientes e as frases explicativas dos diferentes processos de elaboração do trabalho. - Domínio da Matemática  Contactar e utilizar os vários instrumentos de trabalho existentes na sala de actividades (Mapa das Presenças, Mapa dos Aniversários, Mapa do Tempo);  Realizar jogos de grande e pequeno grupo;  Participar e envolver na rotina diária;  Realizar jogos de construções;  Fazer jogos de encaixe, puzzles, enfiamentos;  Realizar actividades com blocos lógicos;  Concretizar trabalhos com a orientação e apoio dos adultos;  Realizar actividades de mesa, individuais ou em pequeno grupo, com o apoio do adulto, de forma a adquirir algumas noções básicas de matemática e de orientação espacial (em cima, em baixo, dentro, fora, entre, à direita, à esquerda, ao lado, antes, depois, perto, longe, entre outras);  Participar em actividades de culinária;  Participar em actividades e/ou jogos orientados, para aplicar a noção de número, forma, cor e tamanho;  Estimular o raciocínio lógico com actividades que incluam correspondência, associação, medição, peso, comparação, numeração, classificação, seriação, ordenação, entre outros;  Resolução de pequenos problemas. ÁREA DE CONHECIMENTO DO MUNDO  Realizar saídas/passeios;  Trocar experiências e vivências entre as crianças/adultos do grupo e entre estas e as restantes crianças/adultos da instituição;  Realizar actividades de culinária;
  27. 27. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 26  Fazer trabalhos e realizar actividades sobre diversos temas importantes e pertinentes, ligados a épocas festivas ou a outros assuntos, como as estações do ano, a alimentação, o corpo humano;  Realizar algumas experiências simples;  Fazer actividades ligadas ao semear de plantas. 4.4 Planificações Mensais de Actividades da Sala De seguida, será apresentado um conjunto de planificações, uma para cada mês do ano, onde se encontram enumeradas algumas actividades a realizar no decorrer deste ano lectivo. Importa referir que estas planificações mensais têm implícita uma continuidade e uma intencionalidade educativa. No entanto, foram elaboradas numa perspectiva globalizante e integrada, de acordo com um conjunto de linhas orientadoras inerentes às diferentes áreas de conteúdo, onde a construção articulada do saber implica que as diferentes áreas a contemplar não possam ser vistas como compartimentos estanques. Deste modo, as planificações mensais apresentadas, não têm um carácter rígido, mas sim um carácter flexível e adaptável aos interesses e necessidades surgidos no dia-a-dia vivido com o grupo de crianças, funcionando apenas como um suporte para a organização do ambiente educativo por parte do Educador. Assim, a maioria das actividades enumeradas tem por base o tema do Projecto Educativo da instituição “Palmo e Meio a Crescer”, em geral, e a temática para este ano lectivo “A Segurança e os Valores”, em particular. Grande parte das actividades planeadas para este ano tem subjacente a abordagem a algumas noções de segurança pessoal em diferentes contextos, mas acima de tudo, o favorecimento, de acordo com a fase de desenvolvimento em que o grupo se encontra, da aquisição de espírito crítico e da interiorização de valores espirituais, estéticos, morais e cívicos. Para além destas actividades, existe, ainda, um outro conjunto de actividades planificadas que estão ligadas a épocas sazonais, a datas festivas e a visitas e passeios previstos na calendarização anual.
  28. 28. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 27 MÊS DE SETEMBRO DE 2010 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Receber as crianças na nova sala, através da exploração livre dos espaços e materiais da sala de actividades e do recreio;  Adaptar as crianças novas ao grupo de crianças, à equipa educativa, à sala de actividades e à instituição;  Permitir a apropriação da nova rotina diária por parte das crianças;  Cantar canções conhecidas das crianças e aprendizagem de novas canções;  Contar histórias familiares das crianças e contar novas histórias;  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre o Outono e as suas principais características;  Dar a conhecer canções relacionadas com o Outono;  Realizar trabalhos de pintura e colagem relacionados com o Outono, com recurso às folhas apanhadas pelas crianças e suas famílias;  Mostrar livros com imagens reais;  Desenhar livremente com lápis de cor;  Conversar em grande e em pequeno grupo;  Estabelecer brincadeiras entre adulto- criança. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Livros de histórias;  Livros com imagens reais;  Folhas A3 brancas;  Folhas A3 de papel manteiga;  Lápis de cor;  Pincéis e guaches;  Pincéis e cola líquida;  Folhas de Outono. LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Recreio;  Outros espaços da instituição. FAMÍLIAS:  Colaborar e cooperar na fase de adaptação das crianças;  Apanhar as folhas do Outono com as suas crianças. PARCEIROS:  Equipa educativa da instituição;  Restantes salas da valência Jardim de Infância.  Favorecer a adaptação e a plena inserção das crianças às novas crianças, aos novos adultos, à nova sala e à nova rotina diária;  Estimular as relações adulto-criança, criança- criança e adulto-adulto;  Conhecer as principais características do Outono;  Fomentar a progressiva aquisição e interiorização das regras da sala;  Favorecer a tomada de consciência de si e do outro;  Permitir a interiorização de valores básicos de socialização;  Favorecer o sentimento de pertença a um grupo;  Desenvolver a motricidade global e a motricidade fina;  Fomentar o uso correcto do lápis e do pincel;  Sensibilizar as famílias para a importância da sua participação na vida pré- escolar das crianças.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.
  29. 29. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 28 MÊS DE OUTUBRO DE 2010 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Fazer jogos de encaixe e puzzles;  Dançar livremente pela sala, ao som de diferentes músicas;  Fazer e explorar massa mágica;  Explorar livremente as áreas de interesse da sala;  Gravar CD com as três canções aprendidas na actividade extracurricular de música;  Contar histórias ligadas ao tema da alimentação;  Conversar sobre os alimentos que devemos comer e aqueles que devemos evitar;  Realizar um trabalho colectivo relacionado com o tema da alimentação;  Comemorar o Dia Mundial da Alimentação, através da afixação do trabalho realizados no hall do Jardim de Infância;  Realizar um trabalho colectivo para decorar o refeitório no dia de aniversário da instituição;  Comemorar o aniversário da instituição (27), com um pequeno Festival da Canção na igreja da escola, e um lanche de convívio, no refeitório. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Brinquedos e objectos existentes na sala;  Jogos de encaixe;  Puzzles;  CD’s;  Rádio e leitor de CD’s;  Farinha Maizena;  Livros;  Imagens reais de alimentos saudáveis;  Cartolinas;  Cola;  Papel cenário;  Lápis de cera ou guaches;  Pincéis;  Aventais e manguitos. LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Recreio;  Igreja S. Lourenço;  Refeitório. FAMÍLIAS:  Participar no trabalho relacionado com a alimentação. PARCEIROS:  Restantes salas da valência de Jardim de Infância;  Valência Creche, ATL e valência Sénior.  Fomentar as relações adulto- criança e criança- criança;  Conhecer, identificar e nomear diferentes tipos de alimentos;  Incutir valores ligados a uma alimentação saudável e à importância da mesma;  Alargar e enriquecer o vocabulário;  Fomentar o desenvolvimento da linguagem oral;  Respeitar as regras da sala e da organização da mesma;  Incutir valores de cooperação e entreajuda;  Incentivar a participação das famílias no processo educativo.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.
  30. 30. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 29 MÊS DE NOVEMBRO DE 2010 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Fazer jogos de grupo;  Realizar a primeira saída ao exterior para visitar a Quinta Pedagógica dos Olivais, segundo o tema “Aromas e Sabores”;  Conversar em grande grupo acerca do São Martinho, das castanhas e das suas características;  Preparar castanhas na sala;  Aprender e cantar canções sobre o São Martinho e as castanhas;  Partilhar as canções aprendidas com as restantes salas do Jardim de Infância, com a valência Creche, a valência ATL e a Valência Sénior;  Realizar um magusto na instituição, onde serão servidas castanhas ao lanche;  Ler um livro relacionado com o Dia Internacional dos Direitos da Criança;  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre os direitos das crianças;  Pedir a colaboração das famílias na realização de um trabalho que assinale a comemoração deste dia;  Explorar massa de sal;  Introduzir o Mapa de Presenças e o Mapa de Aniversários. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Livro dos Direitos da Criança;  Castanhas;  Imagens reais;  Farinha, água e sal. LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Refeitório;  Quinta Pedagógica dos Olivais. FAMÍLIAS:  Envolver no dia a dia das crianças no pré-escolar, participando em comemorações importantes. PARCEIROS:  Equipa da Quinta Pedagógica dos Olivais;  Restantes salas do Jardim de Infância;  Valência Creche, ATL e valência Sénior.  Ser capaz de perceber e respeitar as regras de um jogo de grupo;  Provar e explorar as castanhas, e conhecer as suas principais características;  Reconhecer o São Martinho como uma festividade;  Promover momentos de partilha e socialização com outras crianças e adultos da instituição;  Contactar com os Direitos das Crianças;  Estimular a capacidade de atenção, concentração e memorização;  Fomentar o desenvolvimento da linguagem oral;  Alargar e enriquecer o vocabulário;  Estimular a aquisição de alguns conceitos de quantidade e de número;  Promover a aquisição de determinadas noções de segurança numa saída da escola para o exterior.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.
  31. 31. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 30 MÊS DE DEZEMBRO DE 2010 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Fazer jogos de encaixe, relacionados com as cores;  Realizar um jogo específico de identificação de cores primárias, localizando objectos das respectivas cores dentro da sala de actividades;  Fazer e explorar massa de cores;  Realizar uma saída à Aula Magna para assistir ao espectáculo “Floresta de Água”;  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre a chegada da época natalícia;  Contar histórias de Natal;  Cantar e ouvir canções de Natal;  Decorar a sala com enfeites natalícios, recorrendo à picotagem, ao recorte e à colagem;  Construir o presente de Natal para as famílias;  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre os valores inerentes ao Natal;  Realizar uma Festa de Natal para as famílias. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Brinquedos e objectos existentes na sala;  Jogos de encaixe;  Farinha, água, sal e corante alimentar;  Livros de histórias;  Materiais necessários para a construção do presente de Natal e dos enfeites natalícios;  Rádio e leitor de CD’s;  CD’s;  Tesouras, picos (lápis) e esponja. LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Aula Magna;  Local a escolher para realizar a Festa de Natal. FAMÍLIAS:  Estar presente na Festa de Natal. PARCEIROS:  Equipa da Focus Musical, responsável pelo espectáculo na Aula Magna;  Restantes salas do Jardim de Infância;  Valência Creche, ATL e valência Sénior.  Identificar e conhecer as cores primárias;  Classificar objectos segundo a sua cor;  Sensibilizar a criança para os valores inerentes ao Natal;  Promover a interiorização de valores como a amizade e o respeito pelo outro;  Desenvolver a motricidade global e a motricidade fina;  Estimular o equilíbrio e a coordenação óculo- motora;  Aperfeiçoar, contínua e constantemente, a postura certa à mesa e a correcta manipulação dos talheres;  Interiorizar, contínua e constantemente, os hábitos de higiene;  Incentivar a participação das famílias no processo educativo.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.
  32. 32. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 31 MÊS DE JANEIRO DE 2011 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre o Dia dos Reis;  Comemorar o Dia dos Reis, com um lanche de convívio;  Realizar trabalhos relacionados com o Dia dos Reis;  Conversar em grande grupo sobre a chegada do Inverno e sobre as suas principais características;  Contar histórias relacionadas com o Inverno;  Aprender e cantar canções ligadas ao Inverno;  Realizar trabalhos sobre o Inverno;  Contactar com poemas e lenga- lengas;  Realizar actividades de sequências com recurso a objectos de formas e tamanhos diferentes;  Fazer jogos em pequeno grupo com recurso aos blocos lógicos;  Realizar jogos colectivos;  Fazer digitinta. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Livros diversos;  Material necessário para realizar os trabalhos ligados ao Dia dos Reis e ao Inverno;  Jogos de sequências existentes;  Blocos lógicos;  Tintas de digitinta;  Aventais e manguitos. LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Refeitório. FAMÍLIAS:  Participar em pequenos trabalhos ligados a algumas épocas festivas. PARCEIROS:  Restantes salas do Jardim de Infância;  Valência Creche, ATL e valência Sénior.  Conhecer e identificar as principais características do Inverno;  Fomentar a progressiva autonomia na hora da refeição;  Fomentar o desenvolvimento da linguagem oral;  Alargar e enriquecer o vocabulário;  Fomentar o correcto manuseamento de livros;  Estimular a capacidade de atenção, concentração e de memorização;  Desenvolver a destreza manual;  Fomentar a progressiva aquisição de confiança (“ser capaz de fazer”);  Estimular o sentido de responsabilidade;  Classificar objectos segundo o seu tamanho (grande e pequeno);  Classificar objectos segundo a sua forma (círculo, quadrado e triângulo);  Completar e fazer sequências;  Incentivar à contínua autonomia nos diferentes campos.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.
  33. 33. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 32 MÊS DE FEVEREIRO DE 2011 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Realizar jogos colectivos e jogos em pequeno grupo;  Contactar com lengalengas, poemas e trava-línguas;  Pintar e desenhar livremente;  Conversar sobre o Dia dos Namorados, de forma muito superficial e muito direccionada para os amigos;  Explorar livremente as áreas de interesse da sala;  Dançar livremente pela sala, ao som de diferentes músicas;  Criar uma semana direccionada para as famílias, onde os pais poderão participar com diferentes actividades, de acordo com as habilidades de cada um. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Brinquedos e objectos existentes na sala;  Livros diversos;  CD’s;  Rádio e leitor de CD’s. LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Ginásio. FAMÍLIAS:  Colaborar e participar no dia-a-dia vivido pelas crianças no pré-escolar. PARCEIROS:  Restantes salas da valência Jardim de Infância;  Valência Creche, ATL e valência Sénior.  Contactar com diferentes tipos de texto;  Promover a contínua e progressiva autonomia nos momentos de higiene e nos momentos das refeições;  Fomentar o desenvolvimento da linguagem oral;  Alargar e enriquecer o vocabulário;  Estimular a capacidade de atenção/concentração;  Desenvolver o equilíbrio e a coordenação óculo-motora;  Contactar com diversos géneros musicais;  Estimular o trabalho em equipa;  Promover o respeito pelas regras da sala e pelos outros;  Reconhecer o Dia dos Namorados como um dia comemorativo;  Enaltecer o valor da amizade;  Incentivar a participação de todos no arrumar da sala e dos materiais;  Promover a valorização de valores cruciais ligados à família;  Incentivar a participação das famílias no processo educativo das crianças.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.
  34. 34. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 33 MÊS DE MARÇO DE 2011 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre o Carnaval;  Aprender e cantar canções relacionadas com o Carnaval;  Realizar trabalhos de pintura e colagem ligados ao tema do Carnaval;  Decorar a sala para a festa de Carnaval;  Realizar o Baile de Carnaval;  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre a chegada da Primavera e as suas principais características;  Realizar trabalhos relacionados com a Primavera;  Decorar a sala com motivos primaveris;  Plantação de sementes num vaso para a sala, de forma a assinalar a comemoração do Dia da Árvore;  Mostrar livro relacionado com a figura paternal;  Construir o presente para o Dia do Pai;  Convidar os pais para virem à sala comemorar o seu dia com os filhos;  Realizar uma saída ao Coliseu dos Recreios para assistir ao espectáculo “A Tartaruga”. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Livros;  Materiais necessários para a construção do presente para o Dia do Pai e para a realização dos trabalhos ligados às diferentes festividades;  Imagens reais;  CD’s;  Rádio e leitor de CD’s;  Vaso, terra, sementes e água. LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Coliseu dos Recreios. FAMÍLIAS:  Mascarar as crianças, em casa, para o Baile de Carnaval, na sala.  Comemorar o Dia do Pai, na sala, com os filhos. PARCEIROS:  Restantes salas do Jardim de Infância;  Valência Creche, ATL e valência Sénior.  Vivenciar o Carnaval;  Conhecer as principais características da Primavera;  Desenvolver a motricidade global e a motricidade fina;  Fomentar o desenvolvimento da linguagem oral;  Alargar e enriquecer o vocabulário;  Estimular a capacidade de atenção/concentração;  Estimular a capacidade e a memória auditiva;  Ser capaz de identificar as várias fases de plantação de uma semente e de crescimento da sua planta;  Promover a aquisição de valores ligados aos cuidados a ter com a Natureza;  Enaltecer valores ligados à família e à sua importância;  Incentivar a participação das famílias no processo educativo;  Proporcionar o convívio familiar em contexto escolar;  Valorizar noções de segurança numa saída da escola para o exterior.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.
  35. 35. Centro Social Paroquial de Carnide Projecto Curricular de Sala ___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sala dos 3 Anos – Ano Lectivo 2010/2011 34 MÊS DE ABRIL DE 2011 Áreas de Conteúdo Actividades (estratégias/procedimentos) Recursos Envolvimento Metas a alcançar Estratégias de Avaliação  Área de Formação Pessoal e Social;  Área de Expressão e Comunicação: - Domínio das expressões motora, dramática, plástica e musical, - Domínio da Linguagem oral e abordagem à escrita, - Domínio da Matemática;  Área de Conhecimento do Mundo.  Conversar em grande e em pequeno grupo sobre a Páscoa e a sua tradição;  Fazer uma actividade de culinária para comemorar esta época festiva;  Contar histórias relacionadas com a Páscoa;  Cantar canções alusivas à Páscoa;  Realizar trabalhos de pintura e colagem relacionados com a Páscoa;  Realizar a Festa da Páscoa na igreja da escola;  Explorar plasticina, utilizando os seus diferentes utensílios;  Contar novas histórias, poemas, lengalengas e trava-línguas;  Explorar livremente as áreas de interesse da sala;  Assistir a um Quinteto de Cordas, na igreja da escola, promovido pela Focus Musical. HUMANOS:  Educadora;  Ajudantes;  Crianças. MATERIAIS:  Brinquedos e objectos existentes na sala;  Livros diversos;  Diferentes tipos de papel;  Tintas;  Pincéis;  Aventais, manguitos;  Farinha, água, corante alimentar;  Ingredientes e utensílios de cozinha necessários à confecção da receita;  CD’s;  Rádio e leitor de CD’s; LOGÍSTICOS:  Sala de actividades;  Igreja S. Lourenço;  Refeitório. FAMÍLIAS:  Colaborar nas solicitações feitas para a participação em determinadas actividades e/ou trabalhos. PARCEIROS:  Restantes salas do Jardim de Infância;  Valência Creche, ATL e valência Sénior;  Equipa do serviço da cozinha da instituição.  Conhecer o simbolismo que está associado à Páscoa;  Desenvolver a aquisição de conceitos de quantidade e de número;  Fomentar o desenvolvimento da linguagem oral;  Alargar e enriquecer o vocabulário;  Promover a progressiva autonomia nos momentos de higiene e nos momentos das refeições;  Desenvolver a motricidade global e a motricidade fina;  Incentivar a participação das famílias no processo educativo.  Observar a criança;  Observar e registar os comportamentos e atitudes das crianças, a nível individual e a nível de grupo;  Avaliar os produtos finais resultantes de cada actividade;  Proporcionar momentos de conversa em grande e em pequeno grupo;  Conversar com as crianças sobre as actividades realizadas;  Registar situações, opiniões, aspectos que se verifiquem pertinentes;  Fazer reuniões de equipa de sala e da instituição;  Estabelecer diálogos constantes com as famílias.

×