Criterios turismo sustentavel

786 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
786
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Criterios turismo sustentavel

  1. 1. PREFÁCIOO turismo sustentável está em ascensão: a procura do consumidor está a crescer, osoperadores turísticos têm vindo a desenvolver novos programas “verdes” e ecológicos,e os governos têm criado novas políticas de forma a encorajar práticas sustentáveis noturismo. Mas o que significa "turismo sustentável" realmente? Como pode sermedida e comprovada de forma credível, a fim de conquistar a confiança doconsumidor, promover a eficiência, e lutar contra falsos argumentos?The Global Sustainable Tourism Criteria é um esforço para chegar a um definiçãocomum e universal de turismo sustentável, e será o mínimo que qualquer negócio naárea do turismo deve aspirar alcançar. Eles são organizados em torno de quatrotemas principais: planeamento de sustentabilidade; maximizar os benefícios sociais eeconómicos para a comunidade local, melhorando o património cultural; e reduzirimpactos negativos ao meio ambiente. Embora os critérios sejam inicialmentedestinados para o alojamento e setor das viagens organizadas, estes têm aplicabilidadepara a indústria do turismo na sua globalidade.Os critérios fazem parte da resposta da comunidade de turismo para os desafiosglobais da Organização das Nações Unidas – Objetivos de Desenvolvimento do Milénio.A redução da pobreza e sustentabilidade ambiental - incluindo as alterações climáticas- são as principais questões abordadas através dos critérios.A partir de 2007, uma coligação de 27 organizações - the Partnership for GlobalSustainable Tourism Criteria – uniu-se para desenvolver os critérios. Desde então, estaaliança ajudou cerca de 100 mil agentes de turismo, analisou mais de 4.500 critérios demais de 60 certificações existentes e outros conjuntos de critérios, e recebeu asobservações de mais de 1500 indivíduos. Os Critérios de Turismo Sustentável têm sidodesenvolvidos de acordo com o Código ISEAL de Boas Práticas, e como tal serásubmetido a uma consulta e receberá a entrada de novos parâmetros a cada dois anosaté o feedback não ser único. Alguns dos usos esperados dos critérios incluem oseguinte:  Servir como normas básicas para empresas de todos os tamanhos para se tornar mais sustentável e ajudar as empresas a escolher os programas de turismo sustentável que preenchem estes critérios universais;  Servir como orientação para as agências de viagem na escolha de fornecedores e programas de turismo sustentável;  Ajudar os consumidores a identificar programas de turismo sustentável e as empresas;  Servir como um denominador comum para meios de informação para reconhecer os prestadores de turismo sustentável;  Ajuda na certificação e noutros programas de voluntariado garantindo que os seus padrões correspondem a uma base totalmente aceite;  Oferecer programas do setor governamental, não governamental, privada e um ponto de partida para o desenvolvimento de requisitos de um turismo sustentável, e
  2. 2.  Servir como directrizes básicas para a educação e de formação, tais como escolas de hotelaria e universidades.Os critérios indicam que deve ser feito, não como fazê-lo ou se o objetivo foialcançado. Este papel é cumprido por indicadores de desempenho, disponibilizandomateriais educativos e acesso a ferramentas para a implementação, que são umcomplemento indispensável para os Critérios Globais do Turismo Sustentável. Aparceria concebeu estes critérios como o início de um processo para tornar asustentabilidade um hábito padrão em todas as formas de turismo.Critérios Globais para Turismo SustentávelA. Demonstrar gestão sustentável eficiente.  A.1. A empresa tem que mostrar a longo prazo que o sistema de gestão de sustentabilidade é adequado à sua realidade e escala, e que não descura aspectos, tais como: ambiente, qualidade, sociocultural, saúde e questões de segurança.  A.2. A empresa está em conformidade com toda a legislação relevante, seja internacional ou local e regulamentos (incluindo, entre outros, aspectos de saúde, segurança, trabalho e meio ambiente).  A.3. Todos os funcionários recebem formação periódica sobre o seu papel na gestão do meio ambiente, sócio-cultural, de saúde, práticas e de segurança.  A.4. A satisfação do cliente é medida e ações corretivas são tomadas sempre que necessário.  A.5. Os meios promocionais são claros e completos e não prometem mais do que pode ser entregue pela empresa.  A.6. Concepção e construção de edifícios e infra-estruturas: o A.6.1. conformidade com o ambiente local e requisitos das áreas protegidas ou de património; o A.6.2. respeitar o património natural ou cultural na sua localização e design, avaliação do impacto e direitos de aquisição do terreno; o A.6.3 utilizar princípios apropriadas de construção sustentável; o A.6.4 facilitar o acesso de pessoas com necessidades especiais.  A.7. Ceder informações sobre interpretação da paisagem natural, da cultura local e do património cultural que é oferecido aos clientes, bem como explicar o comportamento correcto a ter aquando as visitas a áreas naturais com espécies vivas e património cultural.B. Maximize benefícios sociais e económicos para a comunidade local e minimizar osimpactos negativos.  B.1. A empresa apoia ativamente iniciativas para o desenvolvimento da comunidade social e de infra-estrutura, incluindo, entre outros, educação, saúde, saneamento e.  B.2. Os moradores locais são empregados, inclusive em cargos de gerência. A formação é oferecida e considerada como imprescindível.
  3. 3.  B.3. Serviços locais e de comércio justo e bens são adquiridos pela empresa, sempre que disponíveis.  B.4. A empresa oferece os meios para os pequenos empresários locais desenvolverem e venderem produtos sustentáveis que são baseadas na natureza da região, história e cultura (incluindo alimentos e bebidas, artesanato, artes de performance, produtos agrícolas, etc.)  B.5. Um código de conduta para as atividades em comunidades indígenas e locais tem sido desenvolvido, com o consentimento e em colaboração com a comunidade.  B.6. A empresa tem implementado uma política contra a exploração comercial, em especial de crianças e adolescentes, incluindo a exploração sexual.  B.7. A empresa é equitativa na contratação de mulheres e minorias locais, inclusive em cargos de gerência, enquanto restringem o trabalho infantil.  B.8. A proteção internacional ou nacional legal de funcionários é respeitado, e os funcionários são pagos um salário mínimo.  B.9. As atividades da empresa não comprometem a prestação de serviços básicos, como água, energia ou saneamento, para as comunidades vizinhas.C. Maximize os benefícios para o património cultural e minimizar os impactosnegativos.  C.1. A empresa segue as normas estabelecidas ou um código de comportamento para visitar culturalmente ou historicamente locais sensíveis, a fim de minimizar o impacto do visitante e maximizar o prazer.  C.2. Artefactos históricos e arqueológicos não são vendidos, comercializados ou apresentados, excepto conforme permitido por lei.  C.3. O negócio contribui para a protecção de locais históricos, arqueológicos, culturais e propriedades espiritualmente importantes, e não impedem o acesso a eles por moradores locais.  C.4 O negócio usa elementos da arte local, arquitetura, ou o património cultural nas suas operações, design, decoração, comida, ou lojas; respeitando os direitos de propriedade intelectual das comunidades locais.D. Maximize os benefícios ao meio ambiente e minimizar os impactos negativos.  D.1. Conservação dos recursos o D.1.1. Política de compra de produtos ecologicamente correctos para materiais de construção, bens de capital, alimentos e consumíveis. o D.1.2. A compra de bens descartáveis e consumíveis é medida, e o negócio pretende ativamente reduzir seu uso. o D.1.3. Consumo de energia deve ser medido, fontes indicadas e medidas para reduzir o consumo global deve ser adoptada, ao incentivar o uso de energia renovável.
  4. 4. o D.1.4. Consumo de água deve ser medido, fontes indicadas e medidas para diminuir o consumo global devem ser adoptadas. D.2. Redução da poluição o D.2.1. Emissões de gases de efeito estufa de todas as fontes controladas pela empresa são medidos, e os procedimentos são implementados para reduzir e compensá-los como uma forma de alcançar a neutralidade climática. o D.2.2. Águas residuais, incluindo a água cinza, são tratadas de forma eficaz e reutilizadas sempre que possível. o D.2.3. Um plano de gestão de resíduos sólidos é implementado, com metas quantitativas para minimizar os resíduos que não são reutilizados ou reciclados. o D.2.4. O uso de substâncias nocivas, incluindo pesticidas, tintas, desinfetantes para a piscina, e materiais de limpeza, é minimizado; substituído, quando disponíveis, por produtos inócuos, e todos que usam químicos serão adequadamente geridos. o D.2.5. O negócio implementa práticas para reduzir a poluição do ruído contaminantes, luz, esgotos, erosão, destruição do ozono, ar, solo e compostos. D.3. Conservação da biodiversidade, ecossistemas e paisagens o D.3.1. Espécies selvagens são apenas colhidas na natureza, consumidos, exibidos, vendidos ou comercializados internacionalmente, como parte de uma atividade regulada que garante que sua utilização é sustentável. o D.3.2. Nenhum dos animais selvagens em cativeiro é realizada, exceto para as atividades devidamente regulamentadas, e espécies vivas de espécies protegidas só serão mantidas por pessoas autorizadas e devidamente equipadas para cuidar deles. o D.3.3. A empresa utiliza espécies nativas para paisagismo e restauração, e toma medidas para evitar a introdução de espécies exóticas invasoras. o D.3.4. O negócio contribui para o apoio de conservação da biodiversidade, incluindo o apoio em áreas naturais protegidas e áreas de alto valor de biodiversidade. o D.3.5. Interações com a vida selvagem não devem produzir efeitos adversos sobre a viabilidade das populações na natureza, e qualquer perturbação dos ecossistemas naturais é minimizado, reabilitados, e há uma contribuição para a conservação.

×