Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Introdução à medicina integrativa para a saúde mental (in Portuguese)

152 views

Published on

This is the first of three lectures that Dr. Cady will present in Sao Paulo, Brazil, for Laboratorio Great Plains. In it, he reviews key concepts of integrative medicine, functional testing, and a rational style of thinking through a patient's problems down to the fundamental level. IgG food allergies, depression, low testosterone, and nutrient deficiencies are all covered

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to like this

Introdução à medicina integrativa para a saúde mental (in Portuguese)

  1. 1. Introdução à Medicina Integrativa para a Saúde Mental Louis B. Cady, MD Founder, CEO Cady Wellness Institute
  2. 2. “Há dois objetos de educação médica: curar os doentes e avançar a ciência.” - Dr. Charles H. Mayo, MD “A glória da medicina é que sempre está indo para frente, que sempre há mais para aprender.” - Dr. William J. Mayo
  3. 3. “Há mais coisas no céu e na terra do que são sonhadas em sua filosofia terrestre, Horatio.” “Hamlet” – by William Shakespeare
  4. 4. Um caso de depressão? Sintomas na apresentação: • 43 anos de idade, exercícios aeróbicos, masculino, ciclista competitivo / representante farmacêutico. Bebe batidos de proteínas (whey). • Mente e emoções: – Depressão – Dificuldade com memória, atenção – Período de atenção curto – Fraqueza, fadiga, perda de energia • Diversos : – Fadiga – Apatia/letargia – Apnéia do sono (previamente revisada) – Dificuldade em sair da cama no meio da manhã – Úlceras de Pressão Recorrentes
  5. 5. TRATAMENTO
  6. 6. Clássica "apresentação atípica" • A história continuou: • Esgotado / cansado com vários sintomas vagos por 3 anos. Tirando cochilos no carro pela tarde enquanto trabalhava. • Intermitentemente nauseada nos últimos dois anos. Médico o ignorou. • Transtorno de déficit de atenção conhecida. Iniciado em lis- dexamfetamine por médico de família • História passada: as 41 anos - diagnosticado com febre manchada de Rocky Mountain. Tratado com Doxiciclina • Ulcer dx pelo gastro, com + h. pylori. • Rx: macrodantina + metronidazol. • "A sensação de pinos e agulhas sob a pele começou - maio de 2009 (o anti-histamínico - não funcionou).
  7. 7. Intervenções de Diagnóstico • Estudo do sono - não revelador • Possibilidade de alergia alimentar IgE por dermatologista. Anti-histamina utilizada. Sxs parava e depois voltava. • Dificuldade: consultou o médico responsável pela dor. Nenhuma ajuda. • Testosterona transdérmica experimentada (T normal baixo) - sem ajuda. • Colecistoctomia - Sept 2009 • Constipação grave dezembro de 2009 - foram dias sem evacuação intestinal • Colonoscopia - benigna. Possível "supercrescimento bacteriano do intestino delgado". ABX utilizado. • Dx'ed com possíveis Lyme's - mais ABX.
  8. 8. Outros Procedimentos dx/tx: - CT brain – normal - CT abdomen – normal - HIDA (vesícula biliar) scan – anormal - (vesícula biliar subsequentemente removida) - MRI – lombar inferior - essencialmente normal mas com disco ligeiramente abaulado - MRI – torácica e cervical - bom - Colonoscopia e sigmoidoscopia - benigna. - Biópsia muscular – “dano nos nervos” - Stress EKG e Stch Echocardiogram - normal.
  9. 9. Mais sintomas na apresentação • pele seca / quebradiça; pele enrugada e inchada • círculos escuros sob os olhos • Erupção persistente com sensações de pinos e agulhas na pele • "Peso" nas pernas; falta de ar • exaustão com pouco esforço • certos alimentos fazem mal • dificuldade em perder peso • Precisa beber café para começar a manhã. • Cansado 1 a 3 horas depois de comer • Sente-se tonto ou fraco. • Classificdo com excesso de peso
  10. 10. Avaliação Lab– Maio de 2011 – Testosterona 460 {300 – 890} – % Testosterona Livre1.4%(L) {1.6 – 2.9%} – CBC mostra ANEMIA • RBC 3.87 (L) {4.5 – 6.0} HGB 12.8 (L) {14 – 17} • HEMATOCRIT 37% (L) {42 – 51%} – TFT’s • TSH 1.13 • FTI 4.50 (L) • T4 thyroxine 4.9 (L) {6.1 – 12.2} • T3% uptake 36.4% {32 – 48.4$} – cortisol da manhã 10.4 {5 – 23} – Ferro 103 {76 – 198} – 25-OH Vitamina D baixa (fora do lab)
  11. 11. Hipóteses de trabalho, tratamento • Anemia - etiologia não está clara • Hipoadrenia • Eliminar a síndrome da fadiga pós-viral • Hipotiroidismo subclínico • Possíveis sintomas de baixa testosterona • Possíveis sensibilidades de alimentos de IgG (produtos lácteos?) • Provável candida (por história) • Baixa Vitamina D • História da depressão e TDAH - no tratamento • História da doença de Lyme - alegadamente tratada
  12. 12. Plano de Tratamento Inicial • Considere a transição para a tireoide porcina composta • Considerar a testosterona • Dieta sem leite. (com base no histórico) • Comece Xymogen IgG 2000 DF • NutraProbióticos - um por dia • Realizar mais exames, incluindo IgG
  13. 13. Intervenções e acompanhamento • 14/06/2011 – Começou dieta sem leite. Medicamentos de linha de base (incluindo Lexapro, T4), continuação. Probióticos. Minimizar a exposição ao fermento de cerveja. • 30/06/11 - melhor energia. "Shiners alérgicos" desapareceram. (Laboratório revisado) • Rx: começou DHEA - 50 mg SR; 5HTP - até 100 mg por dia para serotonina baixa documentada. Menor aumento na tireóide Rx. Começou a Nistatina.
  14. 14. Exames mais relevantes (pedidos antes da consulta):
  15. 15. Outras intervenções e status atual • Testosterone cypionate – 100mg cc IM q wk. • Armour thyroid – (necessário por um tempo), depois não • Suplementos - além do multivitamínico de alta potência duas vezes ao dia (incluindo o zinco) … – Suplementação Adrenal– 2 vezes ao dia – DHEA 50 mg SR diariamente – B-12 – líquido – Vitamina C – 2500 mg por dia divididos em 4 – 5 dosagens – Vitamina D – 5,000 IU diariamente – IGF2000 DF (Xymogen) – Uma colherada diariamente. – Cálcio e 5HTP – Coenzima Q10 400 mg por dia • Continua 70 mg lis-dexamfetamine e 20 mg escitalopram
  16. 16. Zinco & Testosterona • Nível baixo do Zinco associado com nível baixo de testosterona – Tsai, E.C., Boyko, E.J., Leonetti, D.L., & Fujimoto, W.Y. (2000). Low serum testosterone level as a predictor of increased visceral fat in Japanese-American men. International Journal of Obesity and Related Metabolic Disorders, 24, 485-491. • Por Departamento de Agricultura dos EUA, 60% dos homens dos EUA entre 20 e 49 anos de idade não tem o suficiente • Fast food = baixo zinco = inflamação do tecido testicular = diminuição da testosterona – El-Sewedy MM et al. J Pharm Pharmacol. 2008 Sept;60 (9):1237- 42.
  17. 17. Inadequate micronutrient intake in men and women in southern Brazil 1,222 adultos 22 – 63 anos de idade em Florianópolis1,222 adultos 22 – 63 anos de idade em Florianópolis Estima-se Ingestão inadequada de micronutrientesEstima-se Ingestão inadequada de micronutrientes Ingestão inadequada de Vitaminas A, C, D, e E (52-100%)Ingestão inadequada de Vitaminas A, C, D, e E (52-100%) Ingestão de Cálcio (87.3%) e ferro (13.7%) inadequada em mulheres Ingestão de Cálcio (87.3%) e ferro (13.7%) inadequada em mulheres 25.1% deficiência de Zinco em homens25.1% deficiência de Zinco em homens
  18. 18. Função T vs Cognitiva Rosario ER. JAMA. 292(2004):1431-2
  19. 19. Função T vs Cognitiva • 400 homens vivendo independente, 40-80 anos de idade – 100 em cada década – MMSE 21-30, média 28 – TT: 208-1141ng/dL; Bio-avail T 78-470ng/dL • T Mais elevado = melhor desempenho cognitivo na categoria IDADE MAIS VELHA • Homens com testosterona no quintil mais baixo - pior do que os homens no quintil mais alto • Testosterona Bio-disponível mais alta mais significativo do que Testosterona TOTAL , idade, nível de inteligência, humor, tabagismo e álcool. Muller M. Neurology. 64(2005):866-71
  20. 20. T vs Humor em homem • Estudo: 278 homens, >45, seguidos por 2 anos • Em comparação com pacientes eugonadais, homens hipogonadais c/TT <200ng/dL tinham – 4 vezes aumenta o risco de depressão – Tempo significativamente menor para o diagnóstico de depressão • Risco de depressão inversamente relacionado ao TT c/significado estatístico <280ng/dL Shores MM, Arch Gen Psychiatry. 61(2004):162-7
  21. 21. Baixa Vitamina D ligada à depressão [Muhlestein JB et al. Am Heart J, 2010; 159(6):1037-43. (citation from Dr. Shaw) • 7,358 pacientes >/= 50 anos com diagnóstico de CV e SEM HX de depressão • “Os níveis de vitamina D foram significativamente associados com um risco aumentado de depressão, em comparação com níveis ótimos de vitamina D ". • Nível Ideal: > 50 ng/ml – Normal 31 – 50 ng/ml – Baixo: 16 – 30 ng/ml; “muito baixo = < 15 ng/ml
  22. 22. 1/8/2011 retorno: Dieta estritamente sem leite. • “Alguns dias não me sinto tão quente em termos de nível de energia. Mas melhorou. Estou pensando mais claramente.” • Perdeu 3,5kg (por escolha) • Rodou de bicicleta em calor extremo no domingo por 1 hora. • “Eu sou capaz de sair e fazer coisas que eu sinto fazer - trabalhando na casa, saindo com minha família e indo pescar.”
  23. 23. 13/09/2011 • Saiu e andou de bicicleta por três horas pela primeira vez em anos. • "Mas eu cheguei em casa arrasado". • Trabalhando em tempo integral como representante farmacêutico. Já não cochila. • Doença de Lyme diagnosticada com base em novos laboratórios. O tratamento começou.
  24. 24. 13/9/2012 – um ano mais tarde • Vigoroso. Trabalhando em volta da casa. • Sem limite para atividades (ou distância para seus passeios) • Carreira indo bem • Anda bem de bicicleta • Aproveitando a vida.
  25. 25. O tratamento - revisão rápida (alguns tinham diminuído um ano depois) • Testosterone cypionate – 100mg cc IM q wk. • Porcine thyroid – (precisou por um tempo), depois não • Suplementos – Além de in addition to multivitamínico de alta potência duas vezes ao dia (incluindo o zinco)... – Suplemento adrenal - 2 vezes ao dia – DHEA 50 mg SR diariamente – B-12 – líquido – Vitamina C – 2500 mg por dia em 4 – 5 dosagens – Vitamina D – 5,000 IU diariamente – IGF2000 DF (Xymogen) – uma colherada periodicamente. – Cálcio e 5HTP – Coenzima Q10 400 mg por dia • Continua 70 mg lis-dexamfetamine e 20 mg escitalopram
  26. 26. CORPO M IN D A Ç Õ ES
  27. 27. A estória de Alan • 24/2/2010 – “ADHD dificulta sua capacidade de se concentrar e compreender informações. Ele fica sobrecarregado. Falta a confiança na leitura. O professor acredita que ele é capaz.” • Estória passada: “uma criança ocupada. “Não ficada quieto em uma cadeira.” • ADHD dx em jardim da infância. Rx múltiplos, incl. Abilify • Nã Apresentação: – 20 mg sais de anfetamina XR pela manhã, 3 mg guanfacine ER pela manhã, 5 mg aripiprazole às 4 da tarde. – “Coração acelarado” por dois meses. – Hx de Reconstrução do estimulante e ter que pressionar a dose – Fezes como alcatrão desde o início em Abilify • Escala de Medição: – DSM-IV 9/8 antes de medicamento; DSM-IV 9/4 EM medicamentos
  28. 28. Resumo do tratamento e novos desenvolvimentos • Medicamentos ajustados. Estimulante baixado e iniciado com L-tirosina (aumentou para 1 grama duas vezes ao dia). • Mudou para Concerta + Ritalin (a.m.), Intuniv, Risperdal e Depakote (250 mg 3x / dia) • 11/9/10 e 12/6/10 - "colapso" na escola. "Eu vou te matar", quando ele estava chateado. Chutando a mesa na escola e não olhando para o professor. • Teste de OAT e painel de IgG Alergia painel.
  29. 29. 7 de dezembro, 2 010
  30. 30. Teste de Ácidos Orgânicos – 12/23/2010 Pertains to energy production, Kreb cycle, B vitamins, CoQ10, Mg
  31. 31. Intervenções • 1/5/2011: – Escola insistindo que ele era “autista” (fusões) – Na consulta, removemos o trigo, amendoim, e leite da dieta – Iniciou CoQ10, Complexo B de alta potência, ácido alfa lipóico, Vit C & Vit E • 2/08/2011 – Alan - “Pela primeira vez, acho que o medicamento está funcionando.” (sem mudanças no Rx). Barlean’s Lemon Zest adicionado.
  32. 32. Liquidação do caso • 4/1/2010 – cinco semanas de "comportamento incrível" na escola com "sem explosões".” – “As autoridades escolares estão maravilhadas.” – Ganhou ESTUDANTE DA SEMANA(!!) • 31/5/2011 – concluiu o ano letivo; sem explosões. • 30/811 – algumas explosões, mas não o "tipo explosivo como ele teve no ano passado.” • 12/21/11- marcou "distinto" em matemática e "proficiente" em leitura. (continua suplementos e dieta) • 2/17/2012 – “Cansado.” RX: baixa Concerta de 54 para 36 mg • Tendo mais colapso na escola. Novos exames encomendados.
  33. 33. Resultado de IgG– 29/3/2012
  34. 34. - Iniciou com nistatina,, líquido – 50,000 IU três vezes ao dia. Também Probiótico. - ELIMINAMOS LEITE e TRIGO
  35. 35. Progresso! Repetimos o teste de IgG 06/28/2012 IgG Original 3/9/2012
  36. 36. Teste de Ácidos Orgânicos– 26/06/2012 • Arabinose com cândida • Todos os marcadores de vitamina B melhoraram. • Coenzime Q10 alto normal • HVA, VMA, 5HIAA – todos aumentaram • Vit C baixo mas com solubilidade em água e amostra da da manhã
  37. 37. Alan – conclusão 7/31/2012 • Concluímos bem o ano letivo. • "Foi mais interativo e jogando no playground". • Subiu 17 pontos no teste de leitura estadual. No nível escolar em matemática. • Brincando mais do lado de fora e andando de bicicleta. • A vitamina C aumentou para 500 mg duas vezes ao dia • Iniciou com Cúrcuma para inflamação • ESTÁVEL. De volta em 30/9/2012.
  38. 38. PRECISAMOS REALMENTE DE TODOS ESSES SUPLEMENTOS E VITAMINAS??? Iodine, selenium, and iron
  39. 39. “Na pendência de fortes evidências ... de ensaios randomizados, parece prudente que todos os adultos tomem suplementos vitamínicos ". Fletcher & Fairfield, JAMA 2002
  40. 40. Ames & Micronutrient Triage - deconstruído 1. Ingestão dietética inadequada de vitaminas / minerais é generalizada. [Estados Unidos e Brasil não são exceções!] – Consumo excessivo de alimentos ricos em energia e micronutrientes e refinados – Deficiências em muitos micronutrientes causam danos no DNA em células humanas cultivadas ou vivas. 1. Proposta: O dano do DNA e a doença de aparecimento tardio são consequências de uma alocação de triagem baseada na escassez de micronutrientes. – A seleção natural favorece a sobrevivência a curto prazo em detrimento da saúde a longo prazo. Ames B. Proc Natl Acad Sci U S A. 2006 Nov 21;103(47):17589-94. Epub 2006 Nov 13.
  41. 41. Ames & Micronutrient Triage - deconstruído 4. Se a proposta estiver correta, "deficiências de micronutrientes que desencadeiam a resposta de triagem aceleraram câncer, envelhecimento e decadência neural, mas deixam funções metabólicas críticas, como a produção de ATP, intactas 5. “Um suplemento multivitamínico-mineral é uma maneira de baixo custo para garantir a ingestão da dieta recomendada de micronutrientes ao longo da vida.” Ames B. Proc Natl Acad Sci U S A. 2006 Nov 21;103(47):17589-94. Epub 2006 Nov 13.
  42. 42. America do Norte 85% América do Sul 76% Ásia 76% África 74% Europa 72% Australia 55% % Depleção mineral do solo durante os últimos 100 anos, por continente. Source: UN Earth Summit Report 1992
  43. 43. • “Iron deficiency impairs thyroid hormone synthesis by reducing activity of heme- dependent thyroid peroxidase.” – Zimmermann MB, Kohle J. Thyroid. 2002 Oct;12 (10):867-78 – Subclinical hypothyroidism assoc. with Fe deficiency. – Nekrasova TSA, 2013 Kloin Med (Mosk).2013; 91 (9):29-33. – Fe deficiency associated with Thyroid microsomal antibody levels. – Wang YP et al. J Formos Med Assoc. 2014 Mar;113(3):155-60. – Fe salts + T4 worked best. – Ravanbod M et al. Am J Med. 2013 May;126(5):420-4. Considere a deficiência de FERRO 136 citations search on “iron deficiency hypothyroidism” as of 8/27/2017
  44. 44. Deve ter selênio para fazer Liotironina (T3) Se+  THYROID HORMONE Deve ter iodo e ferro para fazer hormônio da tireóide
  45. 45. Must have iodine to make T4! Source: Office of Dietary Supplements, NIH accessed 8/11/2013 http://ods.od.nih.gov/factsheets/Iodine-QuickFacts/ Louis B. Cady, MD
  46. 46. CONCLUSÕES: Apenas alguns estudos foram realizados e as populações matriculadas da região sul / sudeste do Brasil. A informação real de identificação e antecedentes: a análise de prevalência de Transtorno de Deficiência de Iodo é complexa porque foi detectado viés devido à influência de estudos individuais e heterogeneidade muito alta. IDD pode ainda ser alto em algumas áreas, mas isso permanece desconhecido mesmo após essa avaliação de meta-análise. É urgente a geração de um programa nacional de análise do estado do iodo em todas as regiões. CONCLUSÕES: Apenas alguns estudos foram realizados e as populações matriculadas da região sul / sudeste do Brasil. A informação real de identificação e antecedentes: a análise de prevalência de Transtorno de Deficiência de Iodo é complexa porque foi detectado viés devido à influência de estudos individuais e heterogeneidade muito alta. IDD pode ainda ser alto em algumas áreas, mas isso permanece desconhecido mesmo após essa avaliação de meta-análise. É urgente a geração de um programa nacional de análise do estado do iodo em todas as regiões.
  47. 47. Fontes / localização da deficiência de iodo: • Água potável clorada ou fluorada • Não usando sal iodado • Consumo de NaCL em alimentos processados • Consumo de soja e "goitrogênios" - repolho, brócolis, couve-flor e couves de Bruxelas • Estar grávida • Pessoas vivendo em solos deficientes em iodo e comendo alimentos locais Louis B. Cady, MD
  48. 48. 24 citations as of September 4, 2017 • “O nível baixo do selênio está associado ao aumento do risco de doença da tireóide. O aumento da ingestão de selênio pode reduzir o risco em áreas com baixo consumo de selênio.” – Wu Q et al. Low population selenium status is associated with increased prevalence of thyroid disease. J Clin Endocrinol Metab. 2015 Nov;100 (11):4037-47. • “Demonstramos ... os efeitos benéficos obtidos pelo tratamento com selenomettionina em pacientes afetados pelo hipotireoidismo subclínico.” – Nordio M. Combined treatment with myo-inositol and selenium ensures euthryoidism in subclinical hypothyroidism patients with autoimmune thyroiditis.
  49. 49. From Chet Holmes - Grow Your Business 10X web presentation
  50. 50. Talvez a capacidade não só de adquirir a confiança do paciente, mas de merecer, de ver o que o paciente deseja e precisa, vem através do sexto sentido que chamamos de intuição, que por sua vez vem de ampla experiência e profunda simpatia e devoção a o paciente, dando ao possuidor capacidade notável de alcançar resultados. ...William J. Mayo, 1935

×