Como planejar tipos_de_conteúdos

10,207 views

Published on

como planejar tipos de conteúdos.

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
10,207
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
147
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Como planejar tipos_de_conteúdos

  1. 1. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos PLANO DE CURSOEDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS CICLO I 1º SEMESTRE 2007
  2. 2. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos
  3. 3. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Caros educadores da EJA, tempo estimuladora, possibilitando o diálogo e a reflexão contínuos. É indispensável organizar Iniciamos mais uma etapa no processo nossas ações deixando espaço para o de ensino e aprendizagem com os jovens e intercâmbio de saberes. Percebemos que a adultos de nosso município com a certeza de escola atual compete com outros locais de proporcionar-lhes um espaço acolhedor, que aprendizagem que “parecem” mais leve em conta necessidades próprias, considere interessantes. Assim sendo, esta escola deve PLANO DE CURSO seus anseios, suas características, seus valores. ser um espaço vivo, onde os educandos Nossos alunos passam por momentos sensíveis possam manifestar suas preocupações,EDUCAÇÃO DE JOVENS em suas existências. Assumem decisões que problemas, interesses, conhecimentos prévios e E ADULTOS transformarão, para sempre, suas vidas, motivações; onde a cidadania possa ser abrindo novos portais de acesso ao exercida a cada momento; onde todos se conhecimento. Seus mundos, antes restritos em sintam incluídos. CICLO I possibilidades de um saber sistematizado, jamais serão os mesmos. Esses educandos Para que esse processo aconteça de rompem barreiras impostas pela sociedade em forma significativa, é preciso insistir na 1º SEMESTRE utilização de propostas que reforcem a que vivem, com o intuito de ter um 2007 reconhecimento social, adquirir auto-estima, disponibilidade do aluno para a aprendizagem, alcançar melhores oportunidades, ou até ou seja, proporcionar ao aluno momentos em ingressar no mercado de trabalho, esforçando- que ele possa estabelecer relações entre seus se por estudar mesmo depois de uma jornada conhecimentos prévios de um assunto e o que profissional diária. está aprendendo a respeito dele. Entretanto, na EJA, muitas vezes, os educandos não aceitam Cabe a nós professores compreender esse fato, pois não acreditam que seus essa realidade peculiar e repensar nossa práxis, conhecimentos sejam válidos. Estar propenso a de forma a torná-la coerente e ao mesmo aprender requer ousadia para expressar suas
  4. 4. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultosdúvidas, vontade em buscar soluções e quem espera na pura espera vive um tempo de de socialização, convivendo em igualdade comcoragem para tentar novos caminhos. O que espera vã. A espera só tem sentido quando, as pessoas, sem precisar desvelar umanem sempre é bem visto por alunos jovens e cheios de esperança, lutamos para concretizar incapacidade tão estigmatizada.adultos, porque não crêem que possam adquirir o futuro anunciado”.conhecimentos sem a mera transmissão de Esses fatores relacionados à leitura einformações prontas e acabadas pelo professor. Dando continuidade a esta linha de escrita e à matemática, também estãoAqui está nosso grande desafio. Se desejamos raciocínio, apresentamos, a seguir, algumas presentes nas dificuldades apresentadas pelosque nossos alunos sejam curiosos e reflexões didáticas para o ano de 2007. estudantes do Ciclo II; porém, sua clientela éinvestigativos, precisamos propor bastante diferenciada. Temos duas realidadesprioritariamente atividades que exijam essa neste Ciclo: adolescentes, oriundos do ensino regular diurno, que apresentam déficits depostura, e não a passividade; valorizar o REFLEXÕES DIDÁTICASprocesso, e não apenas a rapidez na realização; aprendizagem e que, por força da idade, vêmesperar estratégias criativas e originais, e não a para a EJA, e adultos jovens que buscam a O Ciclo I e o Ciclo IImesma resposta de todos. Se nós, professores, certificação de conclusão do Ensinonão acreditamos na capacidade para aprender Fundamental, almejando melhores condiçõesde nossos alunos, eles provavelmente O público escolar destes dois ciclos é trabalhistas e salariais, pois, atualmente,corresponderão a essa expectativa. O trabalho formado por alunos que possuem podemos afirmar que o nível de escolaridadepedagógico com jovens e adultos exige uma características próprias e, portanto, merecem funciona como um pré-requisito, ou seja, arelação de confiança, de cumplicidade, em que enfoques didáticos diferentes. O Ciclo I, em sua possibilidade de pleitear um cargo público ouse estabeleçam vínculos afetivos entre todos, maioria, é composto por adultos de meia idade, mesmo uma vaga no mercado de trabalhoeducadores e educandos, de maneira a superar que não tiveram acesso à escolarização ou que supõe a posse de um certificado formal.as árduas histórias pessoais em busca de uma precisaram abandonar a escola, ainda muitoeducação plena. jovens, criando uma auto-imagem inferiorizada. Leitura e escrita, centro de tudo Têm muitas dificuldades relacionadas à leitura Como diz Paulo Freire, (...) “não há e à produção escrita e dominam noçõescomo falar em esperança se os braços se matemáticas aprendidas de maneira informal Todo o trabalho com EJA deve partir dacruzam e passivamente se espera. Na verdade, ou intuitiva. Desejam ampliar as possibilidades consciência dessas peculiaridades. Assim
  5. 5. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultossendo, apontamos o eixo “leitura e escrita” à mudança de postura do aluno diante de suascomo norteador de todas as áreas, não apenas dificuldades de escrita. É necessário fazer com É receita de biscoito,à de Linguagem. A escola, como um todo, deve que ele incorpore uma visão diferente da uma lista de compras, recados colados na geladeira, um bilhete de amor,proporcionar ambientes estimuladores, fazendo palavra. Ler e escrever devem fazer parte de telegramas de parabéns e cartascom que os alunos leiam, falem e registrem sua vida e não podem representar um fator de de velhos amigos.suas idéias. Os professores, nos dois Ciclos, exclusão ou uma barreira. Cabe ao professor,devem definir estratégias e procedimentos que de qualquer área, administrar o confronto entre É viajar por países desconhecidos,incluam ações de leitura e de produção de a “língua” que cada aluno pratica e a língua sem deixar sua cama,textos, nas mais variadas disciplinas, valorizada pela escola e pela sociedade. Para é rir e chorarintegrando todos os segmentos em um projeto isso, é necessário adotar princípios comuns que com personagens, heróis e grandes amigos.comum. auxiliem o aluno, pouco a pouco, a dominar a modalidade escrita da linguagem. É um Atlas do mundo, Segundo a Proposta Curricular - EJA sinais de trânsito, manuais,(MEC), os textos do gênero de imprensa ou de instruções, guias,divulgação científica, por exemplo, podem ser e orientações em bulas de remédios, Letramento não é um gancho para que você não fique perdido.lidos e escritos em Ciências, Geografia, História, em que se pendura cada sim enunciado,Língua Portuguesa e Língua Estrangeira. Se não é treinamento repetitivo Letramento é, sobretudo,procedimentos comuns forem adotados nesses de uma habilidade, um mapa do coração do homem,componentes curriculares, o aluno terá a nem um martelo um mapa de quem você é, quebrando blocos de gramática.chance de, muitas vezes na semana, exercitá- e de tudo que você pode ser.los. Observar marcas de segmentação textual, Letramento é diversãoconstruir sínteses de partes do texto, garantir, é leitura à luz de vela (Kate M. Chong,na elaboração de uma composição, um plano ou lá fora, à luz do sol. estudante norte-americana de origem asiática, ao escrever sua história pessoal de letramento.)na forma de um rascunho etc. são atividadesque podem ser trabalhadas em todas as áreas. São notícias sobre o presidenteOutro ponto importantíssimo que tem que ser o tempo, os artistas da TV...trabalhado por todas as áreas está relacionado ... nos jornais de domingo
  6. 6. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos O Livro Didático Acreditamos, com isso, valorizar o trabalho com freqüentes de abandono escolar. EJA, dando mais credibilidade e consistência ao curso, pois como afirma Paulo Freire, o aluno Devemos, então, desmistificá-la. Mostrar Atendendo às solicitações dos jovem ou adulto vê, com desconfiança, um aos discentes que uma avaliação é umeducadores, realizamos algumas adequações curso sem livros e os educadores sentem falta instrumento de trabalho pedagógico que servepara este ano. de um material que os ajude a sistematizar o para orientar as ações de aprendizagem tanto que está sendo estudado. pelo professor quanto pelo próprio aluno. Faze- No Ciclo I, continuaremos com a los perceber que a partir dos resultadosColeção Viver e Aprender, da Global Editora; É claro que, por melhor que seja, o livro obtidos, podemos tomar decisões para aporém, como nos foi sugerido pelos docentes, didático nem sempre atende a todas as melhoria do processo de ensino-aprendizagem,adotamos o volume Alfabetização para as circunstâncias de trabalho pedagógico. Assim como, por exemplo, retomar alguns conteúdosturmas de Alfabetização e Termo I, ficando o sendo, o professor poderá complementá-lo com que não foram bem assimilados, ou, ainda,vol. 1 para o Termo 2 e assim por diante. outros recursos, explorando diversas aprofundar assuntos de fácil compreensão, O Ciclo II receberá a Coleção para EJA linguagens, realizando atividades como estudos tornando a sala de aula um espaço vivo emda Editora Suplegraf. Uma indicação de 98% do meio, orientando pesquisas mais pertinentes busca de conhecimento.dos educadores. Realizamos, no segundo e/ou fazendo uso dos laboratórios de informática, de acordo com os conteúdos Propor debates, logo no início das aulas,semestre de 2006, reuniões em horário de sobre por que, como, quando e de que modoserviço, por componente curricular, em que conceituais, procedimentais e atitudinais. serão as avaliações, apresentar diversastodos os professores foram convidados a possibilidades, além das provas teóricas, taisparticipar da análise do material disponível e A Avaliação como: seminários, trabalhos em grupo,opinar a respeito das razões de sua escolha. observações sistemáticas, uso de fichas,Assim, pudemos atender, com satisfação, uma emprego de testes, trabalho com projetos,reivindicação de participação nas decisões. É comum entre os alunos jovens e auto-avaliações, entrevistas, registro do Outro ponto, também importante a ser adultos o medo da avaliação, muitas vezes contrato didático, observação do professor,esclarecido, é que teremos a possibilidade de trazido de experiências negativas anteriores, questões ou situações-problema, atividades queentregar os livros aos alunos por semestre. até mesmo da infância, sendo o baixo exigem justificativas, mapas conceituais, entre rendimento nas “provas” uma das causas mais outras, dando ênfase às concepções que
  7. 7. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultosnorteiam a sua utilização. Pois, o que importa é obrigatoriamente, o termo anterior. Assim atitudinal.o sentido da avaliação, que deve ser um sendo, as Avaliações Diagnósticas, instituídascontínuo diagnóstico das situações de ensino- pela SEDUC/DEPED enfocarão habilidades e Esta divisão é enfatizada na Propostaaprendizagem. competências, prioritariamente as de leitura, Curricular/MEC para EJA, transcrita abaixo: compreensão e produção de textos e de • Os conteúdos de natureza Cada aluno deve ser estimulado a raciocínio lógico-matemático. Serãocomentar seu desempenho, apresentando conceitual, que envolvem a considerados instrumentos sinalizadores e abordagem de conceitos, fatos ejustificativas para os resultados, tanto positivos estarão fora do cômputo da síntese bimestral,quanto negativos. Nesse momento, cabe a nós, princípios, referem-se à construção ativa sendo realizadas, apenas, no início do semestre das capacidades intelectuais para operareducadores, uma participação efetiva, letivo.reavaliando, juntamente com a turma, nosso com símbolos, signos, idéias e imagensdesempenho profissional, demonstrando O Plano de curso capazes de representar a realidade.engajamento ao processo. Precisamos • Os conteúdos de naturezademonstrar que a avaliação ajuda a Considerando as sugestões enviadas pelos educadores no decorrer do segundo procedimental expressam um sabercompreender aspectos que devem ser revistos, fazer, que envolve tomar decisões eajustados ou reconhecidos como adequados, semestre de 2006, as orientações do Departamento Pedagógico, a Proposta realizar uma série de ações, de formaindividual ou coletivamente. Que, para o aluno, ordenada e não-aleatória, para atingiré um instrumento de tomada de consciência de Curricular para EJA e o material didático adotado, apresentamos, para este ano, um uma meta. Os conteúdossuas conquistas, dificuldades e possibilidades e procedimentais sempre estão presentesque, para a escola, possibilita reconhecer documento dividido em ciclos e termos. nos projetos de ensino, pois realizarprioridades e localizar ações educacionais que Priorizamos, para o Ciclo I, um uma pesquisa, desenvolver umdemandam maior apoio. agrupamento em áreas de conhecimento, e, experimento, fazer um resumo, As diagnósticas para o Ciclo II, em componentes curriculares. construir uma maquete são proposições de ações presentes nas salas de aula. Conhecendo a realidade da Educação de Ao escolhermos os conteúdos a seremJovens e Adultos, sabemos que os inscritos trabalhados, além dos conceituais, precisamos • Os conteúdos de naturezapara um determinado termo não cursaram considerar os de natureza procedimental e atitudinal, que incluem normas,
  8. 8. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos valores e atitudes, permeiam todo o definidas previamente. Mas, é um trabalho • Como? (Ações) conhecimento escolar. (...) Por isso, é dinâmico que será repensado e reconstruído • Para quem? (Público-alvo) imprescindível que a equipe escolar continuamente. Dessa forma, exige uma • Quando? (Cronograma) adote uma posição crítica em relação flexibilidade no uso do tempo. aos valores que a escola transmite, • Com quê? (Recursos Materiais) explícita ou implicitamente, em suas Deve ser interdisciplinar? • Com quem? (Recursos Humanos) atitudes cotidianas. Não, obrigatoriamente. Porém, um • Como saber? (Avaliação do Projeto) projeto visa estabelecer ligações entre vários A consciência da importância desses pontos de vista, contemplando uma pluralidade • Onde pesquisar? (Bibliografia).conteúdos é essencial para garantir-lhes de dimensões. Ou seja, ganhará mais riqueza e Apenas depois de realizado estetratamento apropriado, visando ao significado se for compartilhado e construído primeiro momento de reflexão e sistematizaçãodesenvolvimento amplo, harmônico e conjuntamente com outras áreas de de idéias, é que o projeto terá um perfilequilibrado dos alunos e tendo em vista sua conhecimento. definido e poderá ser colocado em prática.vinculação à função social da escola. Além disso, não podemos esquecer de Reflexão e prática Os Projetos levantar os conhecimentos prévios dos alunos sobre o tema a ser estudado, construindo Esperamos que as reflexões acima O trabalho por meio de projetos ainda hipóteses e incentivando a curiosidadecausa polêmica entre os docentes, pois certas possibilitem a construçaõ e a manutenção de científica. uma EJA flexível e democrática, no qual odúvidas aparecem com freqüência. Tentaremoselucidar algumas delas: Apresentamos, a seguir, um objetivo seja de rompimento com qualquer encadeamento bem simplificado de forma de exclusão e com o academicismo, Por onde começar? proposituras, com o intuito de facilitar a onde o trabalho produtivo de toda a escola O elemento central de um projeto é a elaboração desse trabalho. aliado a uma práxis humana formem a matéria-resolução de problemas, isto é, o desafio de prima da Educação de Jovens e Adultosencontrar soluções para uma situação. • O quê? (Nome do Projeto) durante todo o ano letivo. • Por quê? (Justificativa) Quanto tempo deve durar? Um bom trabalho a todos em 2007. Um projeto deve ter etapas de duração • Para quê? (Objetivos)
  9. 9. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Plano de Curso EJA Ciclo I Linguagens (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira e Arte) Objetivos Gerais• Desenvolver a possibilidade de compreender e expressar, oralmente e por escrito, opiniões, valores, sentimentos eValorizar a Matemática como instrumento para interpretar informações sobre o mundo, reconhecendo sua importância em informações. nossa cultura.• Entender a comunicação como troca de idéias e valores culturais, sendo estimulado a prosseguir os estudos.Identificar em situações práticas, as principais funções do número: quantificar, ordenar e codificar.• Valorizar a língua como veículo de comunicação e expressão das pessoas e dos povos.Ler e escrever, comparar e ordenar números naturais familiares presentes nos contextos cotidianos.• Respeitar a variedade lingüística que caracteriza a comunidade dos falantes da Língua Portuguesa.Resolver problemas envolvendo contagem, medidas e alguns significados da adição e da subtração.• Expressar-se oralmente com eficácia em diferentes situações, interessando-se por ampliar seus recursos expressivos eConstruir procedimentos pessoais para efetuar cálculos exatos e aproximados e saber explicá-los. enriquecer seu vocabulário.• Dominar o mecanismo e os recursos do utilizando unidades de medidas mais usuais.Medir e fazer estimativas sobre medidas, sistema de representação escrita, compreendendo suas funções.Identificar valores de cédulas e moedas,fontes de informação, aprendizagem, lazercédulas e moedas e ler anotações• Interessar-se pela leitura e escrita como estabelecer relações entre valores de e arte. convencionais do Sistema Monetário Brasileiro.• Desenvolver estratégias de compreensão e fluência na leitura.Interpretar e construir representações espaciais, trajetos itinerários simples, utilizando elementos de referência e• Buscar e selecionar textos de acordo com suas necessidades e interesses. estabelecendo relações entre eles.Coletar, organizar eescrito com dados sobrede forma adequada dodiferentes situações comunicativas, interessando-se pela• Expressar-se por interpretar eficiência e fatos e fenõmenos a cotidiano. correção ortográfica e gramatical.
  10. 10. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Objetivos Gerais• Analisar características da Língua Portuguesa e marcas lingüísticas de diferentes textos, interessando-se por aprofundar seus conhecimentos sobre a língua.• Comparar suas experiências de vida com a de outros povos.• Identificar, no universo que o cerca, as línguas estrangeiras que cooperam nos sistemas de comunicação, percebendo- se como parte integrante de um mundo plurilíngüe e compreendendo o papel hegemônico que algumas línguas desempenham em determinado momento histórico.• Vivenciar uma experiência de comunicação humana no que se refere a novas maneiras de se expressar e de ver o mundo, refletindo sobre os costumes e possibilitando maior entendimento de seu próprio papel como cidadão do país e do mundo em que vive.• Reconhecer que o aprendizado de uma ou mais línguas lhe possibilita o acesso a bens culturais da humanidade construídos em outras partes do mundo.• Construir conhecimento sistêmico sobre a organização textual e sobre como e quando utilizar a linguagem nas situações de comunicação, tendo como base os conhecimentos da língua materna.• Adquirir consciência lingüística e consciência crítica dos usos que se fazem da língua estrangeira que está aprendendo.• Ler e valorizar a leitura como fonte de informação e prazer, utilizando-a também como meio de acesso ao mundo do trabalho e dos estudos avançados.• Utilizar outras habilidades comunicativas de modo a poder atuar em situações diversas.• Comparar as experiências pessoais de vida com a de outros povos.
  11. 11. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Objetivos Gerais• Identificar, dentro do universo pessoal, as línguas estrangeiras que cooperam nos sistemas de comunicação, percebendo-se como parte integrante de um mundo plurilíngë e compreendendo o papel hegemônico que algumas línguas desempenham em determinado momento histórico.• Adquirir consciência lingüística e consciência crítica dos usos que se fazem de uma língua estrangeira.• Experimentar e explorar as possibilidades de cada linguagem artística.• Experimentar e conhecer materiais, instrumentos e procedimentos artísticos diversos em Arte (artes visuais, dança, música, teatro), de modo a utilizá-los em trabalhos pessoais, identificá-los e interpretá-los na apreciação e contextualizá-los culturalmente.• Construir uma relação de autoconfiança com a produção artística pessoal e o conhecimento estético, respeitando a própria produção e a dos colegas, sabendo receber e elaborar críticas.• Identificar, relacionar e compreender a arte como fato histórico contextualizado nas diversas culturas, conhecendo, respeitando e podendo observar as produções presentes no entorno, assim como as demais do patrimônio cultural e do universo cultural e natural, identificando a existência de diferenças nos padrões artísticos e estéticos de diferentes grupos.• Observar as relações entre a arte e a leitura da realidade, refletindo, investigando, indagando, com interesse e curiosidade, exercitando a discussão, a sensibilidade, argumentando e apreciando arte de modo sensível.• Identificar, relacionar e compreender os diferentes âmbitos da arte, do trabalho e da produção artística. Plano de Curso
  12. 12. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos EJA Ciclo I Linguagens – Termo 1 Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais Vivência de situações de aperfeiçoamento dos recursos expressivos para • Valorização das variedades• Linguagem Oral • lingüísticas que caracterizam a que os alunos possam falar com mais desenvoltura perante o grupo. o Recursos expressivos comunidade dos falantes nas da fala • Realização de debates exercitando a argumentação em defesa de idéias diferentes regiões do país. próprias, a exposição de dúvidas e a identificação de diferentes opiniões Argumentos e debate expressas pelos colegas. • Valorização das diferentes o em defesa de idéias Domínio do mecanismo de representação da escrita. opiniões, como possibilidades próprias • diferenciadas de compreensão do • Escrita de textos legíveis que comuniquem idéias, sentimentos e pontos mundo. o Récita e leitura em voz de vista. alta • Identificação dos tipos de texto mais usuais. • Interesse, iniciativa e autonomia• Escrita • Relação do formato dos textos com seu conteúdo. para ler textos diversos adequados à própria condição. o Mecanismos de • Uso de estratégias de leitura, como a capacidade de antecipar o conteúdo representação da do texto a partir do título ou das ilustrações. escrita • Atitude receptiva diante de • Acompanhamento de leituras em voz alta, feitas pelo educador. leituras desafiadoras e• Leitura disponibilidade para a ampliação do repertório, a o Tipos de textos partir de experiências com material diversificado e recomendações de terceiros.
  13. 13. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais o Formato de textos Tempo • Percepção de lacunas e/ou incoerências ao ouvir uma narração de fatos, • Interesse pela leitura e escrita experiências ou o reconto de textos. como fontes de informação,• Tratamento de de leitura o Estratégias aprendizagem, lazer e arte. Informação de palavras • Contato com textos reais que expressem idéias por escrito, mesmo que • Interesse por trocar impressões e • Coleta, ainda não conheçam todas as letras nem saibam juntá-las. informações com outros leitores,• Leitura de imagens: e sistematização • Leitura de textos que tratam de temas familiares e assuntos de interesse posicionando-se a respeito dos análise de dados do aluno, demonstrando compreensão por meio da exposição oral das textos lidos, fornecendo o apreciação significativa idéias principais. indicações de leitura e • Tabelas e gráficos o produção cultural e considerando os novos dados • Conscientização de que o sistema de escrita é um sistema de recebidos. histórica representação dos sons da fala.• Música • Estabelecimento de relações entre letras e sons e as convenções da • Interesse por freqüentar os• Dança forma gráfica da escrita. espaços mediadores de leitura – • Leitura fluente, com o reconhecimento de palavras e sentenças, bibliotecas, livrarias,• Teatro bancas de revistas -, sabendo antecipando o que está escrito. orientar-se dentro da • Leitura compreensiva, com ampliação do vocabulário, refazendo o especificidade desses espaços e percurso de autores na interpretação e inferência do que está escrito, sendo capaz de localizar um texto relacionando o que se lê com a vida e bagagem de conhecimentos. desejado. • Identificação das variadas funções da escrita e dos diversos papéis que podem assumir seus usuários em diferentes eventos. • Reconhecimento de que o domínio dos usos sociais da • Reconhecimento de uma ampla gama de textos, de diferentes portadores linguagem oral e escrita pode de textos e gêneros textuais. possibilitar a participação política • Audição de músicas brasileiras de várias vertentes e as influências que se e cidadã, e também transformar estabelecem entre elas e as músicas internacionais. as condições dessa participação, conferindo-lhe melhor qualidade.
  14. 14. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e AdultosConteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Interesse pela literatura, • Estabelecimento de relações entre os diferentes estilos de dança com considerando-a forma de épocas e povos. expressão da cultura. • Interpretação pessoal e coletiva das danças. • Utilização da escrita para expressar conhecimentos, opiniões, • Reconhecimento da necessidade necessidades, desejos e a imaginação, apropriando-se criativamente dos de dominar os saberes modelos disponíveis. envolvidos nas práticas sociais mediadas pela linguagem como • Recitação ou leitura em voz alta de textos poéticos breves, previamente ferramenta para a continuidade preparados. da aprendizagem fora da escola. • Respostas a perguntas utilizando conhecimentos novos, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Reconhecimento de que o domínio da linguagem escrita • Acompanhamento de leituras em voz alta feitas pelo educador, em Língua pode ampliar as possibilidades de Portuguesa ou Estrangeira. acesso ao trabalho. • Compreensão e seguimento de instruções verbais, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Reconhecimento da necessidade • Vivência de atividades de escuta, leitura ou produção de textos orais ou e importância da língua escrita no escritos, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. processo de planejamento prévio de textos orais. • Experimentação, pesquisa e criação dos meios de divulgação do espetáculo teatral como: cartazes, faixas, programas e outros. • Preocupação com a qualidade • Experimentação, pesquisa e criação com os elementos e recursos da das produções escritas próprias. linguagem teatral, como: maquiagem, máscaras, figuras, adereços, música, cenografia, iluminação e outros. • Representação e comunicação das formas visuais, concretizando • Apreciação e leitura visual de produções e de diversos meios de idéias próprias. comunicação de imagens.
  15. 15. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Plano de Curso EJA Ciclo I Linguagens – Termo 2 Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Conto de fatos e experiências cotidianas sem omitir partes e informações • Valorização das variedades• Linguagem oral importantes. lingüísticas que caracterizam a • Reconto de textos narrativos (contos, fábulas, anedotas, histórias, notícias comunidade dos falantes nas o Narração etc.). diferentes regiões do país. o Descrição • Percepção de lacunas e/ou incoerências ao ouvir uma narração de fatos, experiências ou o reconto de textos. • Valorização das diferentes o Récita e leitura em voz • Dramatização de situações reais ou imaginadas. opiniões, como possibilidades alta • Descrição de lugares, pessoas, objetos e processos. diferenciadas de compreensão do o Instruções, perguntas e • Percepção de imprecisões ou lacunas ao ouvir a descrição de lugares, mundo. respostas objetos e processos. • Recitação ou leitura em voz alta de textos poéticos breves, previamente • Posicionamento crítico diante de o Definição e preparados. textos, de modo a reconhecer a exemplificação • Acompanhamento de leituras em voz alta, feitas pelo educador, em Língua pertinência dos argumentos o Argumentação e Portuguesa ou Estrangeira. utilizados. debate • Elaboração, compreensão e seguimento de instruções verbais em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Interesse, iniciativa e autonomia • Identificação de lacunas ou falta de clareza em esclarecimentos dados por para ler textos diversos outrem. adequados à própria condição. • Pedido de esclarecimentos sobre assuntos tratados ou atividades propostas.
  16. 16. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais Tempo • Respostas a perguntas utilizando conhecimentos novos em Língua • Atitude receptiva diante de Portuguesa ou Estrangeira. leituras desafiadoras e•• Sistema alfabético e Tratamento de • Vivência de atividades de escrita, leitura e produção de textos orais e disponibilidade para a ampliação ortografia Informação escritos em Língua Estrangeira. do repertório, a partir de •o Coleta, O alfabeto • Identificação da posição pessoal e do outro em relação a diferentes temas experiências com material sistematização e tratados. diversificado e recomendações Letras, sílabas e o análise de dados • Defesa de posições, fundamentando argumentos com exemplos e de terceiros. palavras informações. • Tabelas e gráficos o Segmentação das • Reconhecimento dos argumentos apresentados na defesa de uma • Interesse pela leitura e escrita palavras posição, avaliando a pertinência dos exemplos e das informações que os como fontes de informação, fundamentam. aprendizagem, lazer e arte. o Sentido e • Identificação da grafia das letras nos tipos mais usuais (letra de forma e posicionamento da cursiva maiúscula e minúscula). • Interesse por trocar impressões e escrita na página • Estabelecimento de relação entre letras e sons da fala. informações com outros leitores, o Ortografia • Distinção de letras, sílabas e palavras. posicionando-se a respeito dos • Distinção de vogais e consoantes. textos lidos, fornecendo o Acentuação • Percepção sonora sobre a sílaba como uma unidade sonora onde há indicações de leitura e sempre uma vogal e que pode conter um ou mais fonemas. considerando os novos dados • Apresentação das variedades e combinações de letras utilizadas para recebidos. escrever. • Análise das palavras em relação à quantidade de letras e sílabas. • Interesse pela literatura, • Uso da escrita no sentido correto (da esquerda para a direita, de cima considerando-a forma de para baixo). expressão da cultura. • Alinhamento da escrita, seguindo pautas e margens. • Utilização dos espaços ou traços para separar títulos, conjuntos de exercícios etc. • Percepção sobre a possibilidade de que o som pode ser grafado de diferentes maneiras.
  17. 17. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Percepção das diferenças entre a pronúncia e a grafia convencional das • Interesse por freqüentar os palavras. espaços mediadores de leitura – • Identificação de sílabas, terminadas em consoante, nas palavras, tentando bibliotecas, livrarias,• Leitura e escrita de grafá-las corretamente. distribuidoras, editoras, bancas textos • Identificação de encontros consonantais, cuja segunda letra é R ou L (BR, de revistas, lançamentos, o Listas CR, DR, FR, GR, PR, TR; BL, CL etc.), nas palavras, tentando grafá-las exposições, palestras, debates, corretamente. depoimentos de autores –, o Quadras, versos e • Identificação dos encontros vocálicos orais (AI, OU, UA ETC.) e nasais sabendo orientar-se dentro da rimas (ÃO, ÃE etc.), nas palavras, tentando grafá-los corretamente. especificidade desses espaços e o Receitas e instruções • Identificação dos dígrafos: CH, NH, LH, RR, SS, QU e GU e das vogais sendo capaz de localizar um texto nasais formadas por acréscimo de M e N, tentando grafá-los desejado. o Formação e ordenação corretamente. de palavras • Utilização dos sinais de acentuação e as marcas sonoras que • Reconhecimento de que o o Jornais escritos representam, tentando empregá-los na escrita. domínio dos usos sociais da • Identificação de listas. linguagem oral e escrita pode o Cartas • Produção de listas em forma de coluna ou separando seus itens com possibilitar a participação política vírgulas ou hífens. e cidadã, e também transformar o Textos de informação • Escrita de diferentes tipos de listas (de compra, de nomes de pessoas, de as condições dessa participação, histórica cidades, instrumentos de trabalho, animais etc.). conferindo-lhe melhor qualidade. o Textos de informação • Ordenação de listas, por ordem alfabética, em Língua Portuguesa ou científica Estrangeira. • Reconhecimento da necessidade • Consulta de listas telefônicas, classificados de empregos, guias de e importância da língua escrita no itinerários etc., compreendendo sua organização. processo de planejamento prévio • Identificação das partes que compõem uma receita (títulos, lista de de textos orais. ingredientes, modo e tempo de preparo, ilustração e fotografias).
  18. 18. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Utilização de títulos, ilustrações e outros elementos gráficos como chaves • Reconhecimento de que o• Leitura de imagens de leitura para prever conteúdos de receitas e instruções. domínio da linguagem escrita o Apreciação significativa • Leitura de manuais de equipamentos identificando as partes que os pode ampliar as possibilidades de compõem. acesso ao trabalho. o Produção cultural e • Redação de receitas ou instruções de procedimentos simples (como troca histórica de pneus, lâmpadas, tirar manchas de tecidos etc.). • Reconhecimento da necessidade • Realização de atividades seguindo instruções escritas em Língua de dominar os saberes• Música Portuguesa ou Estrangeira. envolvidos nas práticas sociais • Leitura de formulários e questionários. mediadas pela linguagem como • Observação de modelos de formulários comuns e compreensão de sua ferramenta para a continuidade• Dança diagramação e seu vocabulário (data de nascimento, sexo, estado civil, da aprendizagem fora da escola. nacionalidade etc.) em Língua Portuguesa ou Estrangeira.• Teatro • Leitura e preenchimento de formulários simples em Língua Portuguesa ou • Preocupação com a qualidade Estrangeira. das produções escritas próprias, • Observação de um questionário: numeração das perguntas, respostas de tanto no que se refere aos múltipla escolha, espaços para respostas por extenso etc. aspectos formais – discursivos, • Preenchimento de questionários curtos com opiniões ou dados pessoais textuais, gramaticais, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. convencionais –, quanto à • Identificação dos recursos visuais utilizados em textos de anúncios, apresentação estética. folhetos, cartazes etc. E compreensão de sua função: tipo e tamanho das letras, cores, ilustrações, tamanho do papel. • Análise oral da linguagem usada nos textos quanto à clareza e objetividade.
  19. 19. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e AdultosConteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Localização de informações específicas em anúncios e folhetos explicativos em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Análise crítica de mensagens publicitárias. • Escrita de cartazes, anúncios ou folhetos, considerando o tipo de mensagem que se quer transmitir, o tipo de linguagem e apresentação visual adequada. • Observação da configuração desses textos, reconhecendo e nomeando seus elementos (título, verso e estrofe). • Observação dos recursos sonoros desses textos: repetições sonoras, rimas. • Leitura e análise de textos, oral e coletivamente, atentando para a linguagem figurada, observando que se trata de um recurso que pode sugerir interpretações diversas. • Criação e escrita de títulos para poesias e letras de música. • Escrita de pequenos versos, poemas ou letras de música, ou reescrita, introduzindo modificações em textos de outros autores. • Consulta em livros e antologias poéticas. • Pesquisa do nome, de breves dados bibliográficos e de alguns poemas de grandes poetas brasileiros. • Pesquisa do nome, de breves dados bibliográficos e de algumas canções de grandes cancionistas brasileiros. • Apreciação e reconhecimento do valor literário de textos poéticos. • Leitura e escrita de bilhetes, atentando para as informações que devem conter, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Identificação dos elementos que compõem uma carta: cabeçalho, introdução, desenvolvimento e despedida.
  20. 20. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e AdultosConteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Preenchimento correto de envelopes para postagem segundo as normas do correio. • Escrita de cartas pessoais. • Reconhecimento da função, organização e temática dos jornais. • Identificação dos elementos gráficos e visuais que compõem o jornal e sua função (diagramação, fotografia, ilustrações, tamanho e tipo de letras, gráficos e tabelas). • Identificação e leitura de manchetes e títulos, prevendo o conteúdo das notícias. • Leitura e utilização de legendas de fotografias como chave de leitura para prever o conteúdo das matérias. • Reprodução oral do conteúdo de notícias lidas em voz alta pelo professor, identificando o que aconteceu, com quem, onde, como, quando e quais as conseqüências. • Escrita de manchetes para notícias lidas pelo professor, utilizando linguagem adequada. • Leitura e identificação de elementos que compõem as notícias e reportagens (o que, quando, como, onde, com quem e quais as conseqüências). • Consulta em diferentes jornais, utilizando índice, informações contidas na primeira página e identificando cadernos e seções. • Escuta de textos lidos pelo professor, identificando elementos como título, personagens, complicação e desfecho. • Leitura de historietas e anedotas. • Produção de textos coletivos de pequenas histórias do cotidiano, anedotas ou contos conhecidos. • Reconhecimento do valor cultural dos textos e das histórias ficcionais.
  21. 21. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e AdultosConteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Observação da organização e consulta de dicionários, enciclopédias, livros didáticos e paradidáticos. • Observação dos sinais de pontuação nos textos. • Identificação dos sinais de pontuação mais usuais (ponto, vírgula, ponto de interrogação) compreendendo suas funções nos textos (relação do uso do ponto final com o uso da letra maiúscula no início das frases). • Observação das palavras que sofrem flexão (plurais, tempo e pessoas verbais). • Observação da concordância nominal e verbo-nominal em frases e textos. • Discussão, reflexão e comunicação sobre o trabalho de apreciação de imagens pela fala, escrita ou por registro. • Audição de músicas brasileiras de várias vertentes e as influências que se estabelecem entre elas e as músicas internacionais. • Estabelecimento de relações entre os diferentes estilos de dança com épocas e povos. • Interpretação pessoal e coletiva das danças. • Experimentação, pesquisa e criação dos meios de divulgação do espetáculo teatral como: cartazes, faixas, programas e outros. • Experimentação, pesquisa e criação com os elementos e recursos da linguagem teatral, como: maquiagem, máscaras, figuras, adereços, música, cenografia, iluminação e outros. • Representação e comunicação das formas visuais, concretizando idéias próprias. • Apreciação e leitura visual de produções e de diversos meios de comunicação de imagens.
  22. 22. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Plano de Curso EJA Ciclo I Linguagens – Termo 3 Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Conto de fatos e experiências cotidianas sem omitir partes e informações • Valorização das variedades• Linguagem oral importantes. lingüísticas que caracterizam a • Reconto de textos narrativos (contos, fábulas, anedotas, histórias, notícias comunidade dos falantes nas o Narração etc.). diferentes regiões do país. o Descrição • Percepção de lacunas e/ou incoerências ao ouvir uma narração de fatos, experiências ou o reconto de textos. • Valorização das diferentes o Récita e leitura em voz • Dramatização de situações reais ou imaginadas. opiniões, como possibilidades alta • Descrição de lugares, pessoas, objetos e processos. diferenciadas de compreensão do o Instruções, perguntas e • Percepção de imprecisões ou lacunas ao ouvir a descrição de lugares, mundo. respostas objetos e processos. • Recitação ou leitura em voz alta de textos poéticos breves, previamente • Posicionamento crítico diante de o Definição e preparados. textos, de modo a reconhecer a exemplificação • Acompanhamento de leituras em voz alta, feitas pelo educador, em Língua pertinência dos argumentos o Argumentação e Portuguesa ou Estrangeira. utilizados. debate • Elaboração, compreensão e seguimento de instruções verbais em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Interesse, iniciativa e autonomia • Identificação de lacunas ou falta de clareza em esclarecimentos dados por para ler textos diversos outrem. adequados à própria condição. • Pedido de esclarecimentos sobre assuntos tratados ou atividades propostas.
  23. 23. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais Tempo • Respostas a perguntas utilizando conhecimentos novos em Língua • Atitude receptiva diante de Portuguesa ou Estrangeira. leituras desafiadoras e•• Sistema alfabético e Tratamento de • Vivência de atividades de escrita, leitura e produção de textos orais e disponibilidade para a ampliação ortografia Informação escritos em Língua Estrangeira. do repertório, a partir de •o Coleta, O alfabeto • Identificação da posição pessoal e do outro em relação a diferentes temas experiências com material sistematização e tratados. diversificado e recomendações Letras, sílabas e o análise de dados • Defesa de posições, fundamentando argumentos com exemplos e de terceiros. palavras informações. • Tabelas e gráficos o Segmentação das • Reconhecimento dos argumentos apresentados na defesa de uma • Interesse pela leitura e escrita palavras posição, avaliando a pertinência dos exemplos e das informações que os como fontes de informação, fundamentam. aprendizagem, lazer e arte. o Sentido e • Identificação da grafia das letras nos tipos mais usuais (letra de forma e posicionamento da cursiva maiúscula e minúscula). • Interesse por trocar impressões e escrita na página • Estabelecimento de relação entre letras e sons da fala. informações com outros leitores, o Ortografia • Distinção de letras, sílabas e palavras. posicionando-se a respeito dos • Distinção de vogais e consoantes. textos lidos, fornecendo o Acentuação • Percepção sonora sobre a sílaba como uma unidade sonora onde há indicações de leitura e sempre uma vogal e que pode conter um ou mais fonemas. considerando os novos dados • Apresentação das variedades e combinações de letras utilizadas para recebidos. escrever. • Análise das palavras em relação à quantidade de letras e sílabas. • Interesse pela literatura, • Uso da escrita no sentido correto (da esquerda para a direita, de cima considerando-a forma de para baixo). expressão da cultura. • Alinhamento da escrita, seguindo pautas e margens. • Utilização dos espaços ou traços para separar títulos, conjuntos de exercícios etc. • Percepção sobre a possibilidade de que o som pode ser grafado de diferentes maneiras.
  24. 24. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Percepção das diferenças entre a pronúncia e a grafia convencional das • Interesse por freqüentar os palavras. espaços mediadores de leitura –• Leitura e escrita de textos • Identificação de sílabas, terminadas em consoante, nas palavras, tentando bibliotecas, livrarias, o Poesia grafá-las corretamente. distribuidoras, editoras, bancas • Identificação de encontros consonantais, cuja segunda letra é R ou L (BR, de revistas, lançamentos, o Contos de Fadas CR, DR, FR, GR, PR, TR; BL, CL etc.), nas palavras, tentando grafá-las exposições, palestras, debates, o Cartas formais e corretamente. depoimentos de autores –, informais • Identificação dos encontros vocálicos orais (AI, OU, UA ETC.) e nasais sabendo orientar-se dentro da (ÃO, ÃE etc.), nas palavras, tentando grafá-los corretamente. especificidade desses espaços e o Biografia e • Identificação dos dígrafos: CH, NH, LH, RR, SS, QU e GU e das vogais sendo capaz de localizar um texto Autobiografia nasais formadas por acréscimo de M e N, tentando grafá-los desejado. o Textos de informação corretamente. histórica • Utilização dos sinais de acentuação e as marcas sonoras que • Reconhecimento de que o representam, tentando empregá-los na escrita. domínio dos usos sociais da o Textos de informação • Identificação de listas. linguagem oral e escrita pode científica • Produção de listas em forma de coluna ou separando seus itens com possibilitar a participação política vírgulas ou hífens. e cidadã, e também transformar • Escrita de diferentes tipos de listas (de compra, de nomes de pessoas, de as condições dessa participação, cidades, instrumentos de trabalho, animais etc.). conferindo-lhe melhor qualidade. • Ordenação de listas, por ordem alfabética, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Reconhecimento da necessidade • Consulta de listas telefônicas, classificados de empregos, guias de e importância da língua escrita no itinerários etc., compreendendo sua organização. processo de planejamento prévio • Identificação das partes que compõem uma receita (títulos, lista de de textos orais. ingredientes, modo e tempo de preparo, ilustração e fotografias).
  25. 25. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Utilização de títulos, ilustrações e outros elementos gráficos como chaves • Reconhecimento de que o• Leitura de imagens de leitura para prever conteúdos de receitas e instruções. domínio da linguagem escrita o Apreciação significativa • Leitura de manuais de equipamentos identificando as partes que os pode ampliar as possibilidades de compõem. acesso ao trabalho. o Produção cultural e • Redação de receitas ou instruções de procedimentos simples (como troca histórica de pneus, lâmpadas, tirar manchas de tecidos etc.). • Reconhecimento da necessidade • Realização de atividades seguindo instruções escritas em Língua de dominar os saberes• Música Portuguesa ou Estrangeira. envolvidos nas práticas sociais • Leitura de formulários e questionários. mediadas pela linguagem como • Observação de modelos de formulários comuns e compreensão de sua ferramenta para a continuidade• Dança diagramação e seu vocabulário (data de nascimento, sexo, estado civil, da aprendizagem fora da escola. nacionalidade etc.) em Língua Portuguesa ou Estrangeira.• Teatro • Leitura e preenchimento de formulários simples em Língua Portuguesa ou • Preocupação com a qualidade Estrangeira. das produções escritas próprias, • Observação de um questionário: numeração das perguntas, respostas de tanto no que se refere aos múltipla escolha, espaços para respostas por extenso etc. aspectos formais – discursivos, • Preenchimento de questionários curtos com opiniões ou dados pessoais textuais, gramaticais, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. convencionais –, quanto à • Identificação dos recursos visuais utilizados em textos de anúncios, apresentação estética. folhetos, cartazes etc. E compreensão de sua função: tipo e tamanho das letras, cores, ilustrações, tamanho do papel. • Análise oral da linguagem usada nos textos quanto à clareza e objetividade.
  26. 26. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e AdultosConteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Localização de informações específicas em anúncios e folhetos explicativos em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Análise crítica de mensagens publicitárias. • Escrita de cartazes, anúncios ou folhetos, considerando o tipo de mensagem que se quer transmitir, o tipo de linguagem e apresentação visual adequada. • Observação da configuração desses textos, reconhecendo e nomeando seus elementos (título, verso e estrofe). • Observação dos recursos sonoros desses textos: repetições sonoras, rimas. • Leitura e análise de textos oral e coletivamente, atentando para a linguagem figurada, observando que se trata de um recurso que pode sugerir interpretações diversas. • Criação e escrita de títulos para poesias e letras de música. • Escrita de pequenos versos, poemas ou letras de música, ou reescrita, introduzindo modificações em textos de outros autores. • Consulta em livros e antologias poéticas. • Pesquisa do nome, de breves dados bibliográficos e de alguns poemas de grandes poetas brasileiros. • Pesquisa do nome, de breves dados bibliográficos e de algumas canções de grandes cancionistas brasileiros. • Apreciação e reconhecimento do valor literário de textos poéticos. • Leitura e escrita de bilhetes, atentando para as informações que devem conter, em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Identificação dos elementos que compõem uma carta: cabeçalho, introdução, desenvolvimento e despedida.
  27. 27. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e AdultosConteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Preenchimento correto de envelopes para postagem segundo as normas do correio. • Escrita de cartas pessoais. • Reconhecimento da função, organização e temática dos jornais. • Identificação dos elementos gráficos e visuais que compõem o jornal e sua função (diagramação, fotografia, ilustrações, tamanho e tipo de letras, gráficos e tabelas). • Identificação e leitura de manchetes e títulos, prevendo o conteúdo das notícias. • Leitura e utilização de legendas de fotografias como chave de leitura para prever o conteúdo das matérias. • Reprodução oral do conteúdo de notícias lidas em voz alta pelo professor, identificando o que aconteceu, com quem, onde, como, quando e quais as conseqüências. • Escrita de manchetes para notícias lidas pelo professor, utilizando linguagem adequada. • Leitura e identificação de elementos que compõem as notícias e reportagens (o que, quando, como, onde, com quem e quais as conseqüências). • Consulta em diferentes jornais, utilizando índice, informações contidas na primeira página e identificando cadernos e seções. • Escuta de textos lidos pelo professor, identificando elementos como título, personagens, complicação e desfecho. • Leitura de historietas e anedotas. • Produção de textos coletivos de pequenas histórias do cotidiano, anedotas ou contos conhecidos. • Reconhecimento do valor cultural dos textos e das histórias ficcionais.
  28. 28. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e AdultosConteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Observação da organização e consulta de dicionários, enciclopédias, livros didáticos e paradidáticos. • Observação dos sinais de pontuação nos textos. • Identificação dos sinais de pontuação mais usuais (ponto, vírgula, ponto de interrogação) compreendendo suas funções nos textos (relação do uso do ponto final com o uso da letra maiúscula no início das frases). • Observação das palavras que sofrem flexão (plurais, tempo e pessoas verbais). • Observação da concordância nominal e verbo-nominal em frases e textos. • Discussão, reflexão e comunicação sobre o trabalho de apreciação de imagens pela fala, escrita ou por registro. • Audição de músicas brasileiras de várias vertentes e as influências que se estabelecem entre elas e as músicas internacionais. • Estabelecimento de relações entre os diferentes estilos de dança com épocas e povos. • Interpretação pessoal e coletiva das danças. • Experimentação, pesquisa e criação dos meios de divulgação do espetáculo teatral como: cartazes, faixas, programas e outros. • Experimentação, pesquisa e criação com os elementos e recursos da linguagem teatral, como: maquiagem, máscaras, figuras, adereços, música, cenografia, iluminação e outros. • Representação e comunicação das formas visuais, concretizando idéias próprias. • Apreciação e leitura visual de produções e de diversos meios de comunicação de imagens.
  29. 29. Prefeitura Municipal de Santos Estância Balneária SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO Coordenadoria de Políticas Educacionais Seção de Educação de Jovens e Adultos Plano de Curso EJA Ciclo I Linguagens – Termo 4 Conteúdos Conceituais Conteúdos Procedimentais Conteúdos Atitudinais • Conto de fatos e experiências cotidianas sem omitir partes e informações • Valorização das variedades• Linguagem oral importantes. lingüísticas que caracterizam a • Reconto de textos narrativos (contos, fábulas, anedotas, histórias, notícias comunidade dos falantes nas o Narração etc.). diferentes regiões do país. o Descrição • Percepção de lacunas e/ou incoerências ao ouvir uma narração de fatos, experiências ou o reconto de textos. • Valorização das diferentes o Récita e leitura em voz • Dramatização de situações reais ou imaginadas. opiniões, como possibilidades alta • Descrição de lugares, pessoas, objetos e processos. diferenciadas de compreensão do o Instruções, perguntas e • Percepção de imprecisões ou lacunas ao ouvir a descrição de lugares, mundo. respostas objetos e processos. • Recitação ou leitura em voz alta de textos poéticos breves, previamente • Posicionamento crítico diante de o Definição e preparados. textos, de modo a reconhecer a exemplificação • Acompanhamento de leituras em voz alta, feitas pelo educador, em Língua pertinência dos argumentos o Argumentação e Portuguesa ou Estrangeira. utilizados. debate • Elaboração, compreensão e seguimento de instruções verbais em Língua Portuguesa ou Estrangeira. • Interesse, iniciativa e autonomia • Identificação de lacunas ou falta de clareza em esclarecimentos dados por para ler textos diversos outrem. adequados à própria condição. • Pedido de esclarecimentos sobre assuntos tratados ou atividades propostas.

×