Corporeidade aula 1

4,958 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,958
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
19
Actions
Shares
0
Downloads
277
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Corporeidade aula 1

  1. 1. CORPOREIDADE AULA I
  2. 2. DEFINIÇÕES  CORPOREIDADE: é a maneira pela qual o cérebro reconhece e utiliza o corpo como instrumento relacional com o mundo.  Porto diz: a relação com o mundo se dá PELO/NO corpo que surge DO/NO ser. Corpo que SENSAÇÃO/AÇÃO ao mesmo tempo
  3. 3. ASSIM:  SENSAÇÃO/AÇÃO: OCORRE AO MESMO TEMPO, constituindo uma unidade que está presente no mundo e pelas minhas ações me expresso como SER-NO- MUNDO.  Sou CORPO/INSTRUMENTO DO MUNDO: pelas minhas ações me expresso como SER/NO MUNDO
  4. 4. VAMOS TRABALHAR  A imagem e vivências da corporeidade humana ao longo da história  Identificação dos paradigmas científicos que influenciam suas diversas concepções  Estudo das contribuições da corporeidade  VIVÊNCIAS das possibilidades de IDENTIFICAR E PERCEBER o corpo, de modo sensível e reflexivo  As relações do corpo com sigo mesmo e com o mundo
  5. 5.  O corpo como lugar de construção de saberes, de abrigo de múltiplas inteligências, emoções e iniciativas crítico-criativo.
  6. 6. O corpo é o princípio e a condição estruturante da existência humana e o veículo do ser no mundo. Dessa forma ele não pode ser encarado somente sob o ponto de vista físico ou "coisificado", mas dentro de uma perspectiva mais ampla já que não estamos no mundo diante do nosso corpo; estamos no nosso corpo, ou melhor, nós somos o nosso corpo.(MERLEAU-PONTY,1994)
  7. 7.  Através de suas manifestações corporais o ser humano se comunica e se expressa, deixando transparecer suas carências, privações, necessidades, dificuldades existenciais e emocionais. Em cada palavra da linguagem corporal, cresce o diálogo entre os homens e o corpo proporciona diversas e sucessivas leituras. (CUNHA, 1994)
  8. 8.  Fonseca (1996,p.9) ressalta que "o essencial é a intencionalidade, a significação e a expressão do movimento, e desta forma o movimento põe em jogo toda a personalidade do indivíduo". A motricidade é a projeção de um mundo (o próprio homem) em outro mundo (envolvimento), sendo, portanto inconcebível perceber o homem sem movimento e envolvimento.
  9. 9. PLANO DE ENSINO  Aulas expositivas e dialogadas, apoiadas em textos e vídeos. Leituras sobre temas relacionados. Apresentação de seminários.
  10. 10. AVALIAÇÃO  NP1 - AVALIAÇÃO TEÓRICA - 10  NP2 – SEMINÁRIO 2,0 + AVALIAÇÃO TEÓRICA 8,0
  11. 11. BIBLIOGRAFIA  GONÇALVES, M. A. S. Sentir, pensar e agir: corporeidade e educação. 4º Ed. Campinas: Papirus, 2000.  ARANHA, M. L. A Filosofando. 3º Ed. São Paulo: Moderna, 2002.

×