Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Ecologia da comunicação e iconofagia

499 views

Published on

Ecologia da comunicação e iconofagia

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Ecologia da comunicação e iconofagia

  1. 1. ECOLOGIA DA COMUNICAÇÃO E ICONOFAGIA Ms. Laércio Torres de Góes
  2. 2. Ecologia da comunicação  Onipresença dos aparelhos eletrônicos de comunicação na vida dos seres humanos (ROMANO, 2004).  Ciência da interação entre as diferentes espécies (comunicação) no interior de um dado domínio (MOLES, 1982).  Capilaridade da comunicação.
  3. 3. Ecologia da comunicação  Quatro capilaridades:  Comunicação presencial  Alfabética  Elétrica  Eólica.
  4. 4. Ecologia da comunicação  Presencial: designa o corpo como base de toda e qualquer comunicação;  Alfabética: se relaciona com o mundo da percepção mediado pela escrita alfabética, levando em consideração o tempo lento da escrita e da leitura.
  5. 5. Ecologia da comunicação  Elétrica: inclui toda tecnologia para transmissão de voz e imagem que inaugurou uma nova relação entre espaço e tempo para os seres humanos.  Eólica: amplia as anteriores, entendendo que o universo está repleto de ondas eletromagnéticas capazes de transmitir informação 24 horas por dia (“ventos da mídia”).
  6. 6. Categorias da comunicação humana  Comunicação primária:  A mídia primária é a primeira mídia do ser humano, o corpo.  “A comunicação começa no corpo e nele termina” (PROSS, 1972).  Haverá sempre uma mensagem para ser lida por um corpo vivo diante de outro corpo.  A mídia primária, ou seja, o corpo, é o principal meio de comunicação do ser humano.
  7. 7. Categorias da comunicação humana  Comunicação secundária:  A escrita, a reprodução por imagens e diversas outras tecnologias  Informação registrada em um suporte por um corpo e lida, mais tarde, por um outro corpo.  Registros rupestres, toda forma de escrita, toda variedade de impressões de jornais, revistas etc..  A mídia secundária é a primária com um amplificador.
  8. 8. Categorias da comunicação humana  Comunicação terciária:  A mídia terciária requer um aparato do emissor e um aparato do receptor.  Pressupõe que ambos os corpos que pretendem se comunicar possuam um aparelho capaz de codificar e decodificar mensagens, como o telefone, o rádio, a televisão, o e-mail etc.  A terciária é a primária com dois amplificadores.
  9. 9. Iconofagia e redes sociais  Era das imagens  Do latim imago  Imagem, em sua origem, é a ausência de uma presença, a segunda existência de um momento.
  10. 10. Iconofagia e redes sociais  Baitello Jr. (2005) qualifica os usuários crônicos de tecnologia da imagem como zumbis contemporâneos.  As imagens se formam, em primeiro lugar, na mídia primária, no corpo do espectador, por mecanismos de percepção que são enviados do mundo para os sentidos humanos.  Traduções de nós mesmos para o mundo. (imagens endógenas).
  11. 11. Iconofagia e redes sociais  As imagens vão seguindo o curso da autorreferência.  Elas representam outras imagens.  Mídia terciária: não há tempo para o exercício lento da contemplação e da decifração das imagens.  Iconofagia: devorar e ser devorado por imagens na contemporaneidade.
  12. 12. Iconofagia e redes sociais  Proliferação das redes sociais: Facebook, Snapchat, Instagram.  Obrigatoriedade de transformar tudo em imagem.
  13. 13. Iconofagia e redes sociais  Os jovens perdem as funcionalidades da mídia primária (corpo) e existem apenas por meio de telas.  O corpo está perdendo vida própria e passa a existir em função das representações de si mesmo.
  14. 14. Fontes LOURENÇO, Denise. Teorias da comunicação. Londrina: Editora e Distribuidora Educacional, 2016.

×