Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Assessoria de imprensa na era digital

428 views

Published on

Assessoria de imprensa na era digital

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Assessoria de imprensa na era digital

  1. 1. ASSESSORIA DE IMPRENSA NA ERA DIGITAL Ms. Laércio Torres de Góes
  2. 2. Assessoria de Imprensa - Internet • Formação de público • Interesse comum • Salas virtuais, fóruns, listas, grupos nas redes sociais. • Mudança de paradigma: “poucos para muitos” para “muitos para muitos”.
  3. 3. Assessoria de Imprensa - Internet • As audiências não estão mais limitadas ao papel tradicional de “consumidores de informação”. • Públicos instantâneos e mais dinâmicos exercem papel de fiscalização e controle do que é comunicado. • Consumidores e clientes podem organizar-se em torno de um tema comum, fazerem campanhas online, elogiar ou criticar em sites específicos da organização.
  4. 4. Monitoramento da imprensa • As organizações não podem ignorar as listas de discussão da Internet. • Imagem da organização • Clientes/público: providências técnicas para corrigir falhas, receber instruções como corrigir o problema, responder a dúvidas e questionamentos.
  5. 5. Substituindo papel por email • Dinâmica na distribuição da informação com as NTC. • A tecnologia de distribuição de releases evoluiu do papel, passando pelo telefone, telex, fax e, agora, email. • Distribuição de informação mais rápida, para mais jornais e editores específicos. • As informações em meio eletrônico já vêm digitalizadas, facilitando e agilizando sua edição e distribuição. • Rapidez e redução de custo.
  6. 6. Os efeitos do excesso de informação nos MCM • Proliferação de releases via email. • Editores e assessores de imprensa têm de recriar suas funções e rotinas de trabalho para lidar com o excesso de informação. • Rotina de trabalho dos MCM: divulgação de quem escreve sobre o que. • Seleção de informação - gatekeeper
  7. 7. Entrega e disponibilização da informação • Estratégia de entrega (push) e de disponibilização (pull) dos releases eletrônicos. • Regras de etiqueta (Netiqueta): • Evitar mandar releases e mensagens a pessoas que não autorizaram o envio de informações; • Ser parcimonioso; • Não abusar do instrumento do email para mandar qualquer coisa para todo o mundo; • Mandar apenas o que for realmente importante e passível de interesse pelos MCM.
  8. 8. Entrega e disponibilização da informação • Sala de imprensa: disponibilização de informação. • Página desenvolvida no site da organização para jornalistas e editores. • Reúne informações como notícias, eventos, posicionamentos, informações sobre produtos e serviços, lista de contatos, banco de imagens e possibilidades de busca, etc..
  9. 9. Sala de imprensa
  10. 10. Sala de imprensa
  11. 11. Entrega e disponibilização da informação • Informativos eletrônicos: • Banco de notícias • Publicação eletrônica e envio automático. • Enviados por email (entrega - push) e os disponíveis no site (disponibilização – pull). • Diagramação leve, margens à direita e à esquerda, sumário, títulos acompanhados de resumos e instruções para não receber mais o email.
  12. 12. Banco de notícias
  13. 13. Entrega e disponibilização da informação • Banco de imagens: • Fotos escaneadas segundo padrões definidos e disponíveis para consulta e busca na Internet. • Encaminhamento do link por email. • Resolução 300dpi e se possível em duas versões, preto e branco e colorida, como arquivo jpg e jpge.
  14. 14. Integração dos produtos • Dispor de versões eletrônicas para serem distribuídas na Sala de Imprensa de todo o material impresso para divulgação. • Também vídeos, fotos, relatórios de atividades, balanços financeiros, balanço social, etc. • Site para abrigar informações e posicionamentos quando ocorre alguma crise ou para reforçar campanhas publicitárias ou educativas. • Ex.: Blog da Petrobras – Fatos e Dados
  15. 15. Blog da Petrobras – Fatos
  16. 16. Blog da Petrobras
  17. 17. Teleconferência • Coletiva de imprensa. • Utilizar linguagem de vídeo, ou seja, frase pequenas e assuntos bem resumidos. • Os palestrantes ou entrevistados utilizarem ternos escuros com camisas brancas e gravatas também escuras. • Se apenas camisas, que sejam azuis para fazer contraste com o rosto. • Transparências e gráficos devem ser feito com fundo azul escuro e letras brancas. • Kit imprensa para a audiência.
  18. 18. Busca da informação online • Os MCM perderam a exclusividade como distribuidores de informação. • Qualquer um pode publicar e distribuir informação. • As informações mais demandadas na organização devem estar disponíveis no site: endereço, contato, missão, histórico, estrutura organizacional, relatórios, produtos e serviços, parceiros, discursos e artigos, banco de imagens, vídeos e publicações, notícias – banco de releases e busca por palavras-chaves.
  19. 19. Mídia sociais • Twitter, Facebook, G+, Youtube, Instagram, etc.. • Permite interação com o público. • Twitter: uma das principais ferramentas utilizadas pelas organizações. • Geralmente na reprodução de publicações. • Atualizações com informações curtas ou com o título e o link da notícia, criada originalmente para o site da organização.
  20. 20. Mídia sociais • O Facebook destina um espaço exclusivo para ações das organizações na comunicação por meio da rede social, denominado “página do Facebook”. • Se assemelha a um perfil de usuário, com a vantagem de ser mais viral. • A intenção é desenhar o ambiente de acordo com as intenções estéticas e conceituais da marca, criando maior proximidade com o público direto da organização. • Facilita o mapeamento do comportamento do consumidor
  21. 21. Fonte: FILHO, Roberto de Camargo Penteado. Assessoria de Imprensa na Era Digital. In: DUARTE, Jorge (org). Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia. São Paulo: Atlas, 2006.

×