Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Referências Bibliográficas

112,027 views

Published on

Regras básicas para aplicação em citações, listas de referências e bibliografias

Published in: Education

Referências Bibliográficas

  1. 1. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS regras básicas para aplicação em citações, listas de referências e bibliografias
  2. 2. Índice <ul><li>Referências utilizadas </li></ul><ul><li>Indicação das referências - diferentes normas </li></ul><ul><li>Citação das referências </li></ul><ul><li>Citação no corpo do texto – exemplos </li></ul><ul><li>Lista de referências / bibliografia </li></ul><ul><li>Lista de referências / bibliografia – principais elementos </li></ul><ul><li>Referência de material impresso – exemplos </li></ul><ul><ul><li>Publicações periódicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Publicações não periódicas </li></ul></ul><ul><li>Referência de material não impresso – exemplos </li></ul><ul><ul><li>Documentos on line </li></ul></ul><ul><ul><li>Documentos audiovisuais </li></ul></ul><ul><li>Bibliografia </li></ul>
  3. 3. <ul><li>A autoria/origem dos materiais ou ideias a que recorremos no desenvolvimento dos nossos trabalhos deve ser sempre indicada com clareza </li></ul><ul><ul><li>é, pois, necessário conhecermos formas correctas de indicar as fontes em que recolhemos a informação </li></ul></ul>Referências utilizadas
  4. 4. <ul><li>Entre outros aspectos, importa </li></ul><ul><ul><li>evitar situações que possam ser consideradas como plágio </li></ul></ul><ul><ul><li>permitir que quem nos lê (ou vê) possa conhecer as referências que considerámos relevantes </li></ul></ul><ul><ul><li>permitir a confrontação com a(s) fonte(s) </li></ul></ul>Referências utilizadas
  5. 5. <ul><li>Existem diferentes normas (nacionais e internacionais) que podem ser seguidas na indicação das referências bibliográficas </li></ul><ul><li>Exemplo </li></ul><ul><ul><li>norma portuguesa – NP 405 </li></ul></ul><ul><ul><li>norma  APA (American Psichological Association): </li></ul></ul><ul><ul><li>http://owl.english.purdue.edu/owl/resource/560/01/ </li></ul></ul><ul><ul><li>norma Harvard : http://library.curtin.edu.au/referencing/harvard.pdf </li></ul></ul><ul><ul><li>norma ISO 690-2 : </li></ul></ul><ul><ul><li>http://www.collectionscanada.ca/iso/tc46sc9/standard/690-2e.htm </li></ul></ul>Indicação das referências - diferentes normas
  6. 6. Indicação das referências - diferentes normas <ul><li>Todos os documentos (textos, filmes, fotografias, reproduções de obras de arte, etc.) devem ser referenciados </li></ul><ul><ul><li>a norma portuguesa NP 405 , baseada na norma internacional ISO 690, é uma das que podem ser aplicadas, embora não seja a mais frequente </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>NP 405 - 1 – Documentos impressos (livros, publicações em série) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>NP 405 - 2 – Documentos não impressos (CD, CD-ROM, DVD,…) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>NP 405 - 3 – Documentos não publicados (livros, publicações em série,…) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>NP 405 - 4 – Documentos electrónicos (livros, publicações em série,…) </li></ul></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>Independentemente da norma escolhida, num mesmo trabalho, deve-se seguir apenas um modelo para referenciar todos os documentos utilizados </li></ul><ul><li>Qualquer que seja a norma adoptada, há, para cada caso, um conjunto de elementos considerados essenciais : [1] </li></ul><ul><ul><li>[1] Os exemplos apresentados baseiam-se nos diferentes documentos apresentados na bibliografia e foram adaptados para o modelo APA - síntese disponível em http://library.curtin.edu.au/referencing/apa.pdf </li></ul></ul>Indicação das referências - diferentes normas
  8. 8. Citação das referências <ul><li>A citação permite identificar a fonte onde foi obtida uma ideia, um excerto, uma imagem, etc. </li></ul><ul><li>A citação pode ser apenas uma referência numérica que reenvia para o documento citado, uma referência abreviada (em nota de rodapé) ou uma citação com autor-data-localização (inserida no texto) </li></ul><ul><ul><li>o modelo APA dá preferência ao terceiro caso - citações inseridas no texto </li></ul></ul>
  9. 9. Citação das referências: diferentes modos de citar <ul><li>Citações numéricas (os números remetem para a lista de referências no final do documento) </li></ul><ul><ul><li>Na lista de referências, no final do documento: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>(5) Seeman, P. (1972). The membrane actions of anesthetics and tranquilizers . Pharmacol. Rev . 24: 583-655. ISSN 0031-6997. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>(8) Mennini, T. et.al. (1984). Diazepan increases membrane fluidity of rat </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>hippocampus synaptosomes. FEBS Lett . 173: 255-258. ISSN 0014-5793. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>(15) Goldstein, D. B. (1984). The effect of drugs on membrane fluidity. Pharmacol. Toxicol. 24: 43-64. ISSN 0362-1642. </li></ul></ul></ul>… Segundo Godstein (15) como moduladores de fluidez lipídica, em particular agentes anestésicos gerais e locais (5, p. 585), benzodiazepinas (8)…
  10. 10. Citação das referências: diferentes modos de citar <ul><li>Citações com notas de rodapé </li></ul><ul><ul><li>quando a nota faz referência ao mesmo autor pode usar-se a locução idem ; quando a nota se refere também à mesma obra, usa-se a locução ibidem . [2] </li></ul></ul><ul><ul><li>[1] Boutinet, J.- P. (1996). Antropologia do Projecto. Lisboa: Instituto Piaget, p. 62. </li></ul></ul><ul><ul><li>[2] Idem, ibidem , p. 63. </li></ul></ul>“ O projecto terá de apoiar-se na previsão, no intuito de conhecer o estado esperado do ambiente” [1]
  11. 11. Citação das referências: diferentes modos de citar <ul><li>Citações com notas de rodapé </li></ul><ul><ul><li>quando as notas se referem ao mesmo livro e estão separadas por outra nota, pode usar-se a locução op. cit. – notas [1] , [2] , [3] </li></ul></ul><ul><ul><li>[1] Ferreira, M. S. e Ribeiro dos Santos, M. (1994). Aprender a ensinar / Ensinar a aprender. Porto: Afrontamento, pp. 50-51. </li></ul></ul><ul><ul><li>[2] Barbier, J. M. (1991). Elaboração de Projecto de Acção e Planificação. Porto: Porto Editora, p.46. </li></ul></ul><ul><ul><li>[3] Ferreira, Ribeiro dos Santos (1994), op. cit ., p. 7. </li></ul></ul>
  12. 12. Citação das referências: diferentes modos de citar <ul><li>Citações entre parênteses com autor-data-localização </li></ul><ul><ul><li>as fontes que envolvam vários autores (3 ou mais), da primeira vez que se citem, devem nomear todos os autores; nas seguintes, nomeia-se o primeiro, seguido da expressão et al . </li></ul></ul><ul><ul><li>quando se utiliza uma ideia de um mesmo autor retirada de diferentes fontes, estas são indicadas por ordem cronológica </li></ul></ul>“ Segundo Goldstein (1984, p. 47) como moduladores da fluidez lipídica, em particular, agentes anestésicos gerais e locais (Seeman, 1972), benzodiazepinas (Mennini et. al ., 1984, p. 585).” Jones mantém a ideia da psicologia com disciplina em amplo desenvolvimento (1990, 1993a,b)
  13. 13. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><li>A citação no corpo do texto pode fazer-se de diferentes modos: </li></ul><ul><ul><li>autor e ano (com ou sem parêntesis) citados no texto </li></ul></ul><ul><ul><li>autor não citado no texto </li></ul></ul><ul><ul><li>autor citado no texto </li></ul></ul>Num artigo de 1989, Gould explora algumas das metáforas mais conseguidas. Como metáforas da forma de proceder da natureza, Darwin usou as figuras da árvore da vida e o rosto da natureza (Gould, 1989). Gould (1989) atribui o êxito de Darwin à sua habilidade para fazer metáforas apropriadas.
  14. 14. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><ul><li>citação textual com o nome do autor no texto </li></ul></ul><ul><ul><li>citação textual sem o nome do autor no texto </li></ul></ul>Gould (1989) explica a metáfora darwiniana da árvore da vida “para expressar outra forma de interconectividade – genealógica mais que ecológica – e para ilustrar o êxito e o fracasso da história da vida” (p.14). Darwin usou a metáfora da árvore da vida “para expressar outra forma de interconectividade – genealógica mais que ecológica – e para ilustrar o êxito e o fracasso da história da vida” (Gould, 1989 p.14).
  15. 15. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><ul><li>qualquer um dos exemplos atrás apresentados deve conduzir o leitor à mesma fonte de informação, indicada na lista final de referências </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>neste caso: </li></ul></ul></ul>Gould, S. J. (1989). The wheel of fortune and the wedge of progress. Natural History, 89 (3): 14-21.
  16. 16. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><ul><li>citações secundárias – são usadas quando se expõe uma ideia de um autor recolhida noutro </li></ul></ul>O condicionamento clássico tem muitas aplicações (Watson, 1940, citado em Lazarus, 1982)
  17. 17. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><ul><li>Websites indicados entre parêntesis </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>nas situações em que se pretende apenas referir um W ebsite - sem se pretender citar um documento específico - é suficiente indicar o endereço no texto, sem o incluir na lista final de referências </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>citação de uma imagem inserida num livro </li></ul></ul>Kidpsych é um bom site para crianças (http://www.kidpsych.org). Figura “The 3 dark years” (Sexton, 2005, p. 184).
  18. 18. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><li>Alterações e citação textual </li></ul><ul><ul><li>as alterações (cortes, acrescentos, …) devem ser indicadas entre parênteses rectos </li></ul></ul><ul><ul><li>as citações longas podem ser inseridas no corpo de texto, mas diferenciadas do texto - geralmente, com margens recuadas, tamanho de letra inferior e menor espaçamento entre linhas </li></ul></ul>
  19. 19. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><li>Referência da autoria </li></ul><ul><ul><li>1 autor </li></ul></ul><ul><ul><li>2 autores – referem-se os dois nomes todas as vezes que a referência ocorra </li></ul></ul>(Smith, 2005) (Smith, 2005, p. 123) (Smith e Jones, 2004, pp. 123-126)
  20. 20. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><li>Referência da autoria </li></ul><ul><ul><li>3 / 5 autores </li></ul></ul><ul><ul><li>6 ou mais autores – cita-se apenas o primeiro autor, logo na primeira citação </li></ul></ul>(Smith, Jones, e Garcia, 2003) (Smith et al ., 2003, p. 123) (Smith et al ., 2002, pp. 123-456)
  21. 21. Citação no corpo do texto – exemplos <ul><li>Referência da autoria </li></ul><ul><ul><li>múltiplos autores </li></ul></ul><ul><ul><li>autores colectivos – referem-se por extenso; se são facilmente identificáveis, citam-se por extenso apenas na primeira vez </li></ul></ul>(Adam, 2003; Baca, 2004; Burton, 2002 ) (Organização das Nações Unidas [ONU], 2006) (ONU, 2006)
  22. 22. Lista de referências / bibliografia <ul><li>A cada citação corresponde uma fonte na lista de referências no final do documento </li></ul><ul><ul><li>as referências são apresentadas por ordem alfabética do apelido do autor (ou editor) </li></ul></ul><ul><ul><li>as referências múltiplas ao mesmo autor, ordenam-se por ano de publicação, com a mais antiga primeiro </li></ul></ul>
  23. 23. Lista de referências / bibliografia <ul><li>A lista de referências inclui apenas livros, artigos, etc. que são citados no texto </li></ul><ul><li>A bibliografia é uma lista das fontes consultadas e consideradas relevantes para fundamentar o trabalho </li></ul>
  24. 24. Lista de referências / bibliografia <ul><li>Os elementos essenciais de uma referência bibliográfica são, genericamente, os mesmos para qualquer tipo de documento ou estilo de citação </li></ul><ul><li>Normalmente, incluem: </li></ul><ul><ul><li>autoria, ano de publicação, título, informação relativa à edição (nº de edição, local de publicação, editora) e, se for o caso, localização da informação na obra (número de volume, páginas referenciadas) </li></ul></ul><ul><ul><li>consoante a natureza do documento, incluem outra informação: ISBN ou ISSN, CD, DVD, URL, … </li></ul></ul>
  25. 25. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>Autoria </li></ul><ul><ul><li>1 autor </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>registam-se os dois apelidos se facilitar a identificação do autor </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>2 autores </li></ul></ul>Lobo Antunes, A. Saramago, J. Vala, J. e Monteiro, B.
  26. 26. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>Autoria </li></ul><ul><ul><li>vários autores (3 a 5) </li></ul></ul><ul><ul><li>6 ou mais autores – nomeiam-se até seis autores seguidos da expressão et al. </li></ul></ul>Pierzynski, G., Sims, J. e Vance, G. Ferreira, J.C., Strecht, A., Ribeiro, J.R., Soeiro, A. e Cotrim, G. Rodgers, P., Smith, K., Williams, D., Conway, L., Robinson, W., Franks, F., et al.
  27. 27. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>Autoria </li></ul><ul><ul><li>autor colectivo (organismo, instituição…) </li></ul></ul><ul><ul><li>para clarificar melhor a natureza da entidade, pode acrescentar-se o nome da localidade, a instituição à qual está associada, etc. </li></ul></ul>Universidade de Coimbra, Faculdade de Ciências, Departamento de Química Ministério da Educação
  28. 28. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>Autoria </li></ul><ul><ul><li>várias obras do mesmo autor </li></ul></ul><ul><ul><li>sem indicação do autor - o título da obra será a primeira referência </li></ul></ul>Santos, J.Q. (1995). Fertilização e poluição: Reciclagem agro–florestal de resíduos orgânicos Santos, J.Q. (1996a). Fertilização: Fundamentos da utilização dos adubos e correctivos Santos, J.Q. (1996b). Outro livro publicado no mesmo ano pelo mesmo autor
  29. 29. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>Data </li></ul><ul><ul><li>publicação: indica-se o ano em que foi editada </li></ul></ul><ul><ul><li>artigo em jornal ou revista: normalmente, indica-se a data completa </li></ul></ul><ul><li>Título </li></ul><ul><ul><li>pode ser destacado em itálico </li></ul></ul><ul><ul><li>o subtítulo é escrito a seguir ao título </li></ul></ul>Química: Práticas de Laboratório
  30. 30. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>Edição </li></ul><ul><ul><li>indica-se número da edição disponibilizado na ficha técnica </li></ul></ul><ul><li>Local de publicação </li></ul><ul><ul><li>indica-se o local disponibilizado na ficha técnica </li></ul></ul><ul><ul><li>local não identificado: regista-se entre parêntesis rectos [s.l.] – ( sine loco – sem local) </li></ul></ul><ul><li>Editora </li></ul><ul><ul><li>regista-se o que consta da folha de rosto </li></ul></ul><ul><ul><li>editor não identificado: regista-se entre parêntesis rectos [s.n.] – ( sine nomine – sem nome) </li></ul></ul>
  31. 31. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>Número de páginas </li></ul><ul><ul><li>no caso de se referenciarem as páginas, usa-se a abreviatura p. (pp. para o plural ) antes do número da página, para capítulo em livro , artigo em enciclopédia , etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>normalmente, em artigos de revista ou jornal , usa-se apenas os números relativos às páginas </li></ul></ul>
  32. 32. Lista de referências / bibliografia – principais elementos <ul><li>ISBN e ISSN </li></ul><ul><ul><li>o ISBN ( International Standard Book Number ) / ISSN ( International Standard Serial Number ) identifica a publicação, de acordo com normas específicas </li></ul></ul>ISBN 3-540-06653-5 ISSN 0758-6922
  33. 33. Referência de material impresso – exemplos <ul><li>Publicações não periódicas (livros, folhetos, etc.) </li></ul><ul><li>Autor/Editor, A. A. (data). Título . Local de publicação: Editora, ISBN. </li></ul><ul><ul><li>livro </li></ul></ul><ul><ul><li>enciclopédia ou dicionário </li></ul></ul>Monteiro, M. M. (2007). Área de Projecto - Dossier do Professor . Porto: Porto Editora. ISBN: 978-972-0-06046-4. Sadie, S. (Ed.). (1980). The new Grove dictionary of music and musicians (6th ed., Vols. 1-20). London: Macmillan.
  34. 34. Referência de material impresso – exemplos <ul><li>Publicações não periódicas (livros, folhetos, etc.) </li></ul><ul><ul><li>com indicação do editor </li></ul></ul><ul><ul><li>sem indicação do autor </li></ul></ul>Kastenbaum, R. (Ed.). (1993). Encyclopedia of adult development . Phoenix: Oryx Press. Guidelines and application form for directors, 1990 summer seminar for school teachers . (1988). Washington, DC: National Endowment for the humanities.
  35. 35. Referência de material impresso – exemplos <ul><li>Publicações periódicas (jornais, revistas, etc.) </li></ul><ul><li>Autor, A.A. (data). Título do artigo. Título da publicação , número da publicação: primeira página - última página. </li></ul><ul><ul><li>com autor </li></ul></ul><ul><ul><li>sem autor e páginas descontínuas </li></ul></ul>Paivio, A. (1975). Perceptual comparisons through the mind’s eye. Memory & Cognition, 3: 635-647. Generic Prozac debuts. (2001, 3 de Agosto). The Washington Post , pp. E1, E4.
  36. 36. Referência de material impresso – exemplos <ul><li>Publicações periódicas (jornais, revistas, etc.) </li></ul><ul><ul><li>artigo de revista científica </li></ul></ul><ul><ul><li>artigo de um jornal ou de revista não científica </li></ul></ul>Ramírez, P.M., Castro, E. e Ibáñez, J.H. (2001). Reutilização de águas residuais depuradas provenientes da ETAR de Albacete (S.E. Espanha) em campos hortícolas. Tecnologias do Ambiente, 44: 48-51. Barringer, F. (1993, 7 de Março). Where many elderly live, signs of the future. The New York Times , 12.
  37. 37. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Documentos on line </li></ul><ul><ul><li>as fontes bibliográficas electrónicas incluem bases de dados, publicações periódicas (revistas científicas, jornais, newsletters ), documentos em páginas Web , grupos de discussão, etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>tal como as restantes fontes, devem ser claramente referenciadas </li></ul></ul>
  38. 38. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Documentos on line </li></ul><ul><ul><li>elementos para referência de um ficheiro disponível na Web: </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>nome do autor (quando disponível) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>data da publicação ou data da actualização </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>título ou descrição do documento </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>título do documento completo (se relevante) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>outra informação relevante (nº de volume, página, …) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>data de acesso </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>identificação da base de dados e/ou endereço Web / URL </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>a referência a documentação electrónica pode incluir o ISBN ou ISSN </li></ul></ul>
  39. 39. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Publicações periódicas on line (bases de dados, revistas,.etc.) </li></ul><ul><li>Autor, A.A., Autor, B. B., e Autor, C. C. (data). Título do artigo. Título da publicação , número: páginas. Data de acesso. URL. </li></ul><ul><ul><li>artigo assinado </li></ul></ul>Fredrickson, B. L. (2000, 7 de Março). Cultivating positive emotions to optimize health and well-being. Prevention & Treatment, 3, Artigo 1a. Acedido em 20 de Novembro, 2000. Disponível em http://journals.apa.org/prevention/volume3/pre0030001a.html .
  40. 40. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Publicações periódicas on line (bases de dados, revistas,.etc.) </li></ul><ul><ul><li>artigo não assinado </li></ul></ul><ul><ul><li>artigo acedido na Internet mas com fonte impressa </li></ul></ul>Governo aumenta bonificação para carreiras longas (2006, 25 Setembro). Visaoonline . Acedido em 10 de Outubro, 2006. Disponível em http://visaoonline.clix.pt/default.asp?SqlPage=Content&CpContentId=331684 . VandenBos, G., Knapp, S. e Doe, J. (2001). Role of reference elements in the selection of resources by psychology undergraduates [Versão electrónica]. Journal of Bibliographic Research , 5: 117-123. Acedido em 13 de Outubro, 2001. Disponível em http://jbr.org/articles.html .
  41. 41. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Documentos não periódicos on line (livros, documentos, etc.) </li></ul><ul><li>Autor, A. A. (data) Título da obra . Data de acesso. URL. </li></ul><ul><ul><li>livro </li></ul></ul><ul><ul><li>documento sem data </li></ul></ul>Bryant, P. (1999). Biodiversity and Conservation . Acedido em 10 de Outubro, 2006. Disponível em http://darwin.bio.uci.edu/~sustain/bio65/Titlpage.htm . GNU’s 8th WWW user survey (s/d). Acedido em 8 de Agosto, 2000. Disponível em http://www.cc.gatech.edu/gnu/usersurveys/survey1997 .
  42. 42. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Documentos não periódicos on line (livros, documentos, etc.) </li></ul><ul><ul><li>documento disponível no Website de uma organização </li></ul></ul>Black, J. (2006). Designing games with explanatory transparency for better learning and understanding . Acedido em 10 de Outubro, 2006. Disponível no Website da Columbia University Institute of Learning Technologies em http://www.ilt.columbia.edu/publications/index.html .
  43. 43. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Documentos audiovisuais (documentos multimédia, filmes, registos vídeo, sonoros e cartazes, fotografias, outras imagens) </li></ul><ul><li>Nome (função do responsável principal) (data), Título [suporte]. Local de realização: distribuidor. </li></ul>Sant, G. van (realizador) (2000). Descobrir Forrester [DVD]. EUA: Columbia Pictures. Spielberg, S. (realizador) (1985). A Cor Púrpura [Cassete vídeo]. EUA: Warner Bross.
  44. 44. Referência de material não impresso - exemplos <ul><li>Nota : os elementos a utilizar na referência bibliográfica são retirados, em geral, da ficha técnica/página de rosto. Quando tem de se recorrer à capa, lombada, etc., a informação deve ser apresentada entre parêntesis rectos </li></ul>National Geographic Society (prod.) (1987). In the shadow of Vesuvius. [Video]. Washington, DC: National Geographic Society. Queen (produtor) (2003). Queen: live at Wembley’86 [CD-audio]. UE: Parlaphone. Negreiros, Almada (pint.) (1933). Nós queremos um Estado forte: votai a nova Constituição. [Cartaz]. Lisboa: Lith. de Portugal.
  45. 45. Bibliografia <ul><li>American Psychologica Association (2007). APA style. Acedido em 1 de Novembro, 2007. Disponível em http://www.apastyle.org </li></ul><ul><li>Curtin University of Technology (2007). APA Referencing 2007 . Acedido em 1 de Npvembrp, 2007. Disponível em http://library.curtin.edu.au/referencing/apa.pdf . </li></ul><ul><li>Curtin University of Technology (2007). Harvard Referencing 2007 . Acedido em 1 de Novembro, 2007. Disponível em http://library.curtin.edu.au/referencing/harvard.pdf . </li></ul><ul><li>ISO (2004). Excerpts from International Standard ISO 690-2. Acedido em 31 Janeiro, 2007. Disponível em http://www.collectionscanada.ca/iso/tc46sc9/standard/690-2e.htm . </li></ul>
  46. 46. Bibliografia <ul><li>Many, E., Guimarães, S. (2006). Como abordar… a Metodologia de Trabalho de Projecto e Área de Projecto. Porto: Areal, Editores. ISBN: 972-627-012-7. </li></ul><ul><li>Monteiro, M. (2007). Área de Projecto, Dossier do Professor . Porto: Porto Editora. ISBN: 978-972-0-06046-4. </li></ul><ul><li>Neyhart. D. e Karper, E., Seas, K., Wagner, J. e Brizee, A. (1995, actual. 2007). Owl materials: APA Formatting and Style Guide. Acedido em 31 Janeiro, 2007. Disponível em http://owl.english.purdue.edu/owl/resource/560/01/ </li></ul>
  47. 47. Modelo APA
  48. 48. Modelo Harvard
  49. 49. NP 405-1
  50. 50. NP 405-2 NP 405-2
  51. 51. NP 405-3 NP 405-3
  52. 52. NP 405-4 NP 405-4

×