Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
História da Cultura e
das Artes
12.º ano
Naturalismo e Realismo
Prof. Carlos Pinheiro

1
Contexto histórico… Século XIX – década de 30
 Surgem as primeiras crises económicas do capitalismo industrial e liberal....
NATURALISMO
O interesse manifesto na realidade, chegou também à arte e isto vai fazer notarse pela primeira vez em França,...
NATURALISMO

As pequenas bisnagas de zinco inventadas pouco tempo antes e que permitiam aos
artistas levarem para toda a p...
NATURALISMO
Características:
• Pintura da Natureza, captada ar livre, inaugurando a pintura fora dos ateliers.
• Maior fid...
REALISMO
Foi influenciado pela “Escola de Barbizon” e pelo Naturalismo e surgiu por volta de
1848-50 a foi até 1870.
Estev...
Charles Daubigny (1817-1878)

A colheita– Daubigny, 1851
O moinho de Gobelle,Daubigny,
1852. Óleo sobre tela, 57x92 cm

Charles Daubigny (1817-1878)
A Primavera,Daubigny,
1862. Óleo sobre tela, 133 cm x240 cm

Charles Daubigny (1817-1878)
A Neve,Daubigny,
1873. Óleo sobre tela, 90 cm x 120 cm

Charles Daubigny (1817-1878)
A floresta de inverno ao nascer do sol
1845 -1846. Óleo sobre tela,

Théodore Rousseau (1812-1867)
Théodore Rousseau (1812-1867)

O Pescador
1853. Óleo sobre tela,
Théodore Rousseau (1796-1875)

Paisagem de Barbizon
Óleo sobre tela, 1850 . 24 × 32 cm
Jean-Baptiste-Camille Corot (1796-1875)

Floresta de Fontainebleau -1846
Óleo sobre tela,
Jean-Baptiste-Camille Corot (1796-1875)

Recordação de Mortefontaine
Óleo sobre tela, 1864. 65 cm x 89 cm
Jean-Baptiste-Camille Corot (1796-1875)

A Villa d’Auray -1867-70
Óleo sobre tela, 1864. 49.3 × 65.5 cm
Gustave Courbet (1819-1877)

As Peneiradoras do Trigo
1855. Óleo sobre tela .131 × 167 cm
Gustave Courbet (1819-1877)

Os britadores de Pedra
1849. Óleo sobre tela . 165 × 257 cm
Intitulada pelo artista de O Meu Ateliê – Uma Alegoria Real, ou ainda Resumo de Sete Anos da Minha Vida, esta
obra represe...
Honoré Daumier (1808-1879)

O Vagão de Terceira Classe
1862. Óleo sobre tela . 67 × 93 cm
Honoré Daumier (1808-1879)

Os Jogadores de Xadrez
1863. Óleo sobre tela . 24 × 32 cm
Honoré Daumier (1808-1879)

A Lavadeira
1863. Óleo sobre madeira. 49 × 33 cm
Jean François Millet (1814-1875)

As respigadoras do Trigo
1857. Óleo sobre tela. 83.5 × 110 cm
Jean François Millet (1814-1875)

Angelus
1857-59. Óleo sobre tela. 55.5 × 66 cm
Jean François Millet (1814-1875)

O Semeador
1850. Óleo sobre tela.
Jean François Millet (1814-1875)

Os apanhadores de batatas
1855. Óleo sobre tela. 54 cm x 65.2 cm
Jean François Millet (1814-1875)

Caçando pássaros à noite
1874. Óleo sobre tela. 74 cm x 93 cm
Naturalismo e Realismo na Pintura
Naturalismo e Realismo na Pintura
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Naturalismo e Realismo na Pintura

  • Login to see the comments

Naturalismo e Realismo na Pintura

  1. 1. História da Cultura e das Artes 12.º ano Naturalismo e Realismo Prof. Carlos Pinheiro 1
  2. 2. Contexto histórico… Século XIX – década de 30  Surgem as primeiras crises económicas do capitalismo industrial e liberal.  O problema dos operários era um dos mais importantes na sociedade do século XIX;  Organização do movimento operário começava, traduzindo-se em várias greves e manifestações;  A situação política complicara-se em quase todos os países (revoluções liberais e nacionalistas que ora apoiavam alas mais conservadoras ora apoiavam alas mais liberais);  Desenvolvimento bastante acentuado na Imprensa, principalmente com os jornais que se aproveitam destes acontecimentos para encher as suas páginas e para conseguir fazer chegar mais rápido, as notícias ao maior número de pessoas;  As pessoas estão cada vez mais instruídas o que leva à laicização do pensamento e das mentalidades;  Dá-se um interesse pela realidade, pelo racionalismo, pragmatismo e materialismo na vida quotidiana, na sociedade, na economia, política e cultura.
  3. 3. NATURALISMO O interesse manifesto na realidade, chegou também à arte e isto vai fazer notarse pela primeira vez em França, onde um grupo de pintores, na década de 30 do século XIX, saiu da agitação urbana e do rigoroso academismo da época e se instala na Floresta de Fontainebleau, na aldeia de Barbizon onde desenvolveu um tipo de pintura. A Escola de Barbizon iniciou de uma nova corrente estilística na pintura: o Naturalismo, uma tendência que atravessou a 2.ª metade do século XIX.
  4. 4. NATURALISMO As pequenas bisnagas de zinco inventadas pouco tempo antes e que permitiam aos artistas levarem para toda a parte pequenas porções de tintas variadas, tinham favorecido o aparecimento deste novo método artístico. Sem estas bisnagas a pintura ao ar livre não tinha sido possível.
  5. 5. NATURALISMO Características: • Pintura da Natureza, captada ar livre, inaugurando a pintura fora dos ateliers. • Maior fidelidade possível aos fenómenos da Natureza. • Rejeição do subjetivismo e sentimentalismo exagerados dos românticos (abandono da maior parte das temáticas relacionadas ao romantismo como as fantasias, temas históricos e literários). • Representação objetiva do real visível: paisagem, retrato e cenas do quotidiano. • A luz e a atmosfera criadas pelos efeitos da luz desempenham um papel primordial: ar torna-se num véu suave, e a luz numa substância atmosférica, que preenche todo o espaço pictórico.
  6. 6. REALISMO Foi influenciado pela “Escola de Barbizon” e pelo Naturalismo e surgiu por volta de 1848-50 a foi até 1870. Esteve ligado aos acontecimentos sociais e políticos que marcaram a França dessa época visando a captação da realidade social, com toda a fidelidade possível em relação àquilo que observa, completamente isento de subjetividade. Para os realistas a arte é um meio de denúncia social e política. A sua fonte de inspiração foi por isso a vida quotidiana que se transformou num dos principais temas da sua pintura, fazendo uso de pessoas anónimas e comuns. Os pintores realistas foram fiéis à realidade tanto do local que pretendiam retratar como das figuras humanas e tiveram tendência para simplificar a técnica de claroescuro, praticando uma composição bastante natural sem alterar o enquadramento das cenas captadas.
  7. 7. Charles Daubigny (1817-1878) A colheita– Daubigny, 1851
  8. 8. O moinho de Gobelle,Daubigny, 1852. Óleo sobre tela, 57x92 cm Charles Daubigny (1817-1878)
  9. 9. A Primavera,Daubigny, 1862. Óleo sobre tela, 133 cm x240 cm Charles Daubigny (1817-1878)
  10. 10. A Neve,Daubigny, 1873. Óleo sobre tela, 90 cm x 120 cm Charles Daubigny (1817-1878)
  11. 11. A floresta de inverno ao nascer do sol 1845 -1846. Óleo sobre tela, Théodore Rousseau (1812-1867)
  12. 12. Théodore Rousseau (1812-1867) O Pescador 1853. Óleo sobre tela,
  13. 13. Théodore Rousseau (1796-1875) Paisagem de Barbizon Óleo sobre tela, 1850 . 24 × 32 cm
  14. 14. Jean-Baptiste-Camille Corot (1796-1875) Floresta de Fontainebleau -1846 Óleo sobre tela,
  15. 15. Jean-Baptiste-Camille Corot (1796-1875) Recordação de Mortefontaine Óleo sobre tela, 1864. 65 cm x 89 cm
  16. 16. Jean-Baptiste-Camille Corot (1796-1875) A Villa d’Auray -1867-70 Óleo sobre tela, 1864. 49.3 × 65.5 cm
  17. 17. Gustave Courbet (1819-1877) As Peneiradoras do Trigo 1855. Óleo sobre tela .131 × 167 cm
  18. 18. Gustave Courbet (1819-1877) Os britadores de Pedra 1849. Óleo sobre tela . 165 × 257 cm
  19. 19. Intitulada pelo artista de O Meu Ateliê – Uma Alegoria Real, ou ainda Resumo de Sete Anos da Minha Vida, esta obra representa o pintor em frente da tela, pintando uma paisagem da sua terra natal, Ornans, rodeado por personagens da sociedade parisiense do seu tempo: o seu núcleo de amigos e protetores (à direita); figuras da política e da vida mundana (à esquerda). Paradoxalmente, esta multidão, que deveria estar no ateliê para ver a obra do artista, parece distraída ou demasiado absorta nos seus pensamentos. A única figura que verdadeiramente olha o quadro é a criança junto ao pintor. Courbet usou esta obra como manifesto da pintura realista. Gustave Courbet (1819-1877) O Ateliê 1855. Óleo sobre tela . 359 × 598 cm
  20. 20. Honoré Daumier (1808-1879) O Vagão de Terceira Classe 1862. Óleo sobre tela . 67 × 93 cm
  21. 21. Honoré Daumier (1808-1879) Os Jogadores de Xadrez 1863. Óleo sobre tela . 24 × 32 cm
  22. 22. Honoré Daumier (1808-1879) A Lavadeira 1863. Óleo sobre madeira. 49 × 33 cm
  23. 23. Jean François Millet (1814-1875) As respigadoras do Trigo 1857. Óleo sobre tela. 83.5 × 110 cm
  24. 24. Jean François Millet (1814-1875) Angelus 1857-59. Óleo sobre tela. 55.5 × 66 cm
  25. 25. Jean François Millet (1814-1875) O Semeador 1850. Óleo sobre tela.
  26. 26. Jean François Millet (1814-1875) Os apanhadores de batatas 1855. Óleo sobre tela. 54 cm x 65.2 cm
  27. 27. Jean François Millet (1814-1875) Caçando pássaros à noite 1874. Óleo sobre tela. 74 cm x 93 cm

×