Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Biblioteca Escolar Digital

12,998 views

Published on

Apresentação do projecto Biblioteca Escolar Digital da Escola EB 2,3 Padre Alberto Neto

Biblioteca Escolar Digital

  1. 1. B iblioteca E scolar D igital Modelo de desenvolvimento
  2. 2. Questões iniciais <ul><li>Centenas de recursos educativos em formato electrónico (resultado de 350 horas de formação desde 1999/2000); </li></ul><ul><li>Colecção de monografias (domínio público) em formato digital (centenas de exemplares); </li></ul><ul><li>Colecção de fotografias digitais (cerca de 10 mil). </li></ul>
  3. 3. Questões iniciais <ul><li>Armazenar; </li></ul><ul><li>Organizar; </li></ul><ul><li>Providenciar acesso; </li></ul>
  4. 4. Questões iniciais <ul><li>Padrões de metadados: </li></ul><ul><li>Metadados (dados capazes de descrever outros dados): descrevem os atributos e o conteúdo de um documento original. </li></ul><ul><li>Visam criar uma estrutura de descrição padronizada de documentos electrónicos, para tornar mais efectiva a recuperação de informação pelos sistemas de pesquisa na web . </li></ul><ul><li>Fundamento da web semântica (web &quot;inteligente&quot;, capaz de conceder significado real a um ficheiro disponibilizado na web ). </li></ul>
  5. 5. Padrão Dublin Core <ul><li>Conjunto de 15 elementos de metadados, equivalentes a uma ficha catalográfica (padrão ISO 15836). </li></ul><ul><li>Objectivo: descrever um recurso de informação permitindo a sua identificação e localização em termos semânticos . </li></ul><ul><li>Cada um destes quinze elementos pode ser refinado com recurso a um conjunto de qualificadores ( Dublin Core Qualifiers ). </li></ul>
  6. 6. Padrão Dublin Core <ul><li>Principais características: </li></ul><ul><li>Simplicidade na descrição dos recursos - pode ser usado pelos próprios autores dos documentos ou pelos webdesigners sem que conheçam todas as regras de catalogação; </li></ul><ul><li>Interoperabilidade semântica - promove o entendimento comum dos descritores, ajudando a unificar padrões de conteúdo; </li></ul><ul><li>Consenso internacional; </li></ul><ul><li>Extensibilidade - constitui uma alternativa aos modelos de descrição mais elaborados e caros. </li></ul>
  7. 7. Elementos Dublin Core <ul><li>1 Título - Nome dado ao recurso. </li></ul><ul><li>2 Criador - Entidade originalmente responsável pela criação do conteúdo do recurso. </li></ul><ul><li>3 Assunto - O tópico do conteúdo do recurso (palavras-chave). </li></ul><ul><li>4 Descrição - Uma descrição do conteúdo do recurso. </li></ul><ul><li>5 Editor - Entidade responsável por tornar o recurso acessível. </li></ul><ul><li>6 Colaborador - Entidade responsável por qualquer contribuição para o conteúdo do recurso. </li></ul><ul><li>7 Data - D ata associada ao recurso. </li></ul><ul><li>8 Tipo - A natureza ou género do conteúdo do recurso (ex: romance, conto, poesia, relatório, ensaio…). </li></ul><ul><li>9 Formato - A manifestação física ou digital do recurso. (ex. pdf, doc. ppt, jpg) </li></ul><ul><li>10 Identificador - Referência não ambígua ao recurso, definida num determinado contexto (pode ser o ISBN para livros, o URL para páginas web) </li></ul><ul><li>11 Fonte - Referência a um recurso de onde o presente recurso possa ter derivado. </li></ul><ul><li>12 Idioma - A língua do conteúdo intelectual do recurso. </li></ul><ul><li>13 Relação - Uma referência a um recurso relacionado. </li></ul><ul><li>14 Cobertura - A extensão ou alcance do recurso (espacial ou temporal). </li></ul><ul><li>15 Direitos - Informação de direitos (propriedade intelectual, copyright, e outros) sobre o recurso ou relativos ao mesmo. </li></ul><ul><li>http://dublincore.org/ </li></ul>
  8. 9. Equipamento <ul><li>1 servidor; </li></ul><ul><li>3 postos de consulta (2 na Biblioteca, um na Sala de Professores); </li></ul><ul><li>1 digitalizador; </li></ul><ul><li>1 impressora; </li></ul><ul><li>1 ponto de acesso wireless . </li></ul>
  9. 10. Software <ul><li>Critérios: </li></ul><ul><ul><li>Custo; </li></ul></ul><ul><ul><li>Facilidade de utilização. </li></ul></ul>
  10. 11. Greenstone Digital Library software <ul><li>Software open source patrocinado pela UNESCO. </li></ul><ul><li>Utilizado por centenas de instituições em todo o mundo. </li></ul><ul><li>Fácil criação e catalogação de colecções digitais e a sua distribuição (Internet, Intranet, CD/DVD-ROM). </li></ul><ul><li>Disponível em várias línguas. </li></ul>
  11. 12. Greenstone Digital Library software <ul><li>http://www.greenstone.org </li></ul>
  12. 19. Colecção digital <ul><li>Acesso via web , em intranet. </li></ul><ul><li>Acesso privilegiado em 3 computadores (2 na Biblioteca, 1 na sala de professores). </li></ul><ul><li>Acesso via wireless . </li></ul>
  13. 20. Colecções digitais Cerca de 600 fotografias (actividades escolares) catalogadas. Jornal Público (c. 200 exemplares catalogados) em pdf. Literatura lusófona (domínio público) em formato e-book pdf. (c. 1300 exemplares). Poesia de poetas lusófonos em formato htm (recolha da web). 150 documentos Recursos para o ensino aprendizagem de produção própria e recolha web (formato htm, pdf, ppt, word). 300 documentos 600 200 1300 150 300 Total: 2550 documentos
  14. 25. Biblioteca Escolar Digital <ul><li>Objectivos para 2007/08 </li></ul><ul><ul><li>3 mil documentos </li></ul></ul><ul><ul><li>Acesso via Internet em algumas colecções </li></ul></ul>
  15. 26. Referências <ul><li>Dublin Core Metadata Initiative (DCMI) - http://dublincore.org </li></ul><ul><li>Greenstone Digital Library Software </li></ul><ul><ul><li>http://dublincore.org </li></ul></ul><ul><li>New Zealand Digital Library </li></ul><ul><ul><li>http://www.nzdl.org </li></ul></ul><ul><li>Apresentação disponível em </li></ul><ul><ul><li>http://lerparacrer.wordpress.com </li></ul></ul>

×