Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Vacinas

Aula Teórica ICS 045 - UFBA - Vacinas

  • Be the first to comment

Vacinas

  1. 1. Vacinas: características, tipos, vantagens e desvantagens
  2. 2. Conceitos Imunização – Estimulação deliberada da resposta imune adaptativa. Vacinação – Método de estimulação de resistência a doenças infecciosas utilizando microorganismos ou partículas desses. Adjuvantes – Moléculas que aceleram e aumentam a respostas imunes antígeno-específica. Cobertura vacinal - Porcentagem mínima da população que deve ser vacinada para garantir que a cepa selvagem circule em baixa prevalência.
  3. 3. Introdução  Resistência Natural  Imunidade naturalmente adquirida:  Ativa: através das infecções.  Passiva: através da placenta e do leite materno.  Imunidade artificialmente adquirida:  Ativa: vacinas.  Passiva: soros.
  4. 4. Imunização passiva Utilizada em casos de imunodeficiências primárias de linfócitos B, e quando o paciente apresenta quadro de infecção por não ter sido vacinado. 1-Imunoglobulinas: Imunoglobulina humana normal na profilaxia da hepatite A, hepatite B, sarampo, rubéola e varicela. 2- Soros: Anti-diftérico Anti-rábico Anti-tetânico
  5. 5. Variolação: primeira aplicação de vacina que se conhece na história da humanidade. Nódulo dos ordenhadores Em 14 de maio de 1796 Jenner retirou o líquido da pústula da paciente infectada com o cowpox vírus (vírus da varíola bovina) e aplicou no braço de um indivíduo.
  6. 6. Doenças erradicadas pelo uso de vacinas • Varíola • Difteria • Varicela • Poliomielite • Tétano Neonatal
  7. 7. Vacinas - memória imunológica MØ IL-12 Th0 Th1 Ativação MHC II CD80 CD86 CD40 Expansão IL-2 Diferenciação Th1 Memória Th0 Basófilo IL-4 Th2 Th2 CD4 B BPlasmócitos Memória
  8. 8. Cinética da resposta imune de anticorpos após imunização
  9. 9. Características das Vacinas Efetivas • Segura • Protetora • Oferecer proteção sustentada. • Induzir anticorpos neutralizantes. • Induzir células T protetoras. Considerações práticas: - baixo custo por dose. - Estabilidade biológica. - Facilidade de administração. - Poucos efeitos colaterais.
  10. 10. Tipos de Vacinas  Vacinas com microrganismos vivos atenuados: - Vantagem: maior eficácia. - Desvantagem: indução de reações inflamatórias locais e sistêmicas, e perigo de causar doença. EX: Sarampo, caxumba, rubéola, pólio (Sabin) e BCG.  Vacinas com com microrganismos mortos ou inativados: - Vantagem: menor tendência de induzir reação. - Desvantagem: requer doses de reforço para manutenção da imunidade. EX: DPT, pólio (Salk), Raiva, febre tifóide e cólera.
  11. 11. Tipos de Vacinas • Vacinas produzidas a partir de sub-unidades: induzem boa resposta imune humoral. Virais: Hepatite B, Influenza e Febre Amarela. Bacterianas: Polissacarídeos do Hemophilus influenza, do pneumococo e do meningococo, associados à proteínas. • Vacinas neutralizadoras de toxinas. Tétano e Difteria. • Vacinas de DNA : para proteção que depende mais de resposta imune celular. Leishmaniose, esquistossomose, hanseníase, tuberculose, malária e sífilis.
  12. 12. Vacinas de primeira geração • Vacinas compostas por patógenos vivos atenuados ou inativados: • Pólio • Sarampo • Raiva • Tuberculose
  13. 13. Vacinas de segunda geração • Vacinas compostas por proteínas recombinantes : • Hepatite B
  14. 14. Vacinas de terceira geração Vacinas compostas por genes que codificam importantes imunógenos. Vacinas de DNA http://biology.kenyon.edu/slonc/bio38/scuderi/partii.html
  15. 15. Veículos utilizados na vicinação: lipossomos
  16. 16. Vacinas gênicas em testes clínicos Vacina Proteína codificada Tipo de resposta Hepatite B HB antígeno de superfície Humoral/Celular Herpes Glicoproteinas Humoral/Celular HIV prevenção Proteínas do envelope Regulatória/Celular HIV terapia tat, nef, e Humoral/Cellular Malária Circunsporozoito Celular
  17. 17. Características Organismo organismo morto Vacina de DNA vivo, atenuado ou subunidade Indução de Sim Pouco comum Sim CD8+ CTL Indução de Sim Sim Sim CD4+ T helper Estabilidade Pouco comum Pouco comum Sim ao calor Barato Não Não Sim Comparação entre as vacinas tradicionais e de DNA
  18. 18. Vacinas - memória imunológica Diferenciação MØ IL-12 Th0 Th1 Ativação MHC II CD80 CD86 CD40 Expansão IL-2 Th1 Memória Th0 Basófilo IL-4 Th2 Th2 CD4 B BPlasmócitos Memória
  19. 19. Adjuvantes • São moléculas ou complexos macro-moleculares que potenciam a resposta imune e aumentam a duração da resposta a antígenos, não causando por si próprios efeitos deletérios ao hospedeiro. • Exemplos – CFA - Complete Freund’s adjuvant – IFA - Incomplete Freund’s adjuvant – Citocinas – Ligantes de TLR – Hidróxido de Alumínio
  20. 20. Vacinas humanas que utilizam sais de alumínio como adjuvantes • DPT (difteria, pertussis e tétano) • DT (difteria e tétano) • DTH (difteria, tétano e vírus B da hepatite) • HAV (Hepatite A) • Streptoccocus pneumoniae •HPV (papiloma vírus) •Meningococcus
  21. 21. Propriedades dos Adjuvantes • Aumentam e mantém a imunogenicidade à antígenos. • Modulam a resposta imune permitindo a redução da quantidade de antígeno e o número de imunizações. • Melhoram a eficácia das vacinas em recém nascidos, idosos e indivíduos imunodeprimidos. • Os componentes e formulação (óleo em água, tamanho de partícula) são fundamentos para aumentar o potencial da vacina.
  22. 22. TLR Reed, S. 2008
  23. 23. O uso de citocinas como adjuvantes
  24. 24. Resposta imune induzida por imunoestimulantes - Citocinas • IL-12 - Leishmaniose, vírus da artrite encefalite. Afonso LC, 1994; Cheevers W, 2000. • GM-CSF - Leishmaniose e câncer. Almeida R, 2004, ; Egilmez NK, 2007. • IL-1-alpha, IL-12, e IL-18 - HIV. Staats H, 2001.
  25. 25. Uso de citocinas como adjuvantes • Problemas – Meia vida in vivo – Efeito sistêmico – Efeitos colaterais Vacinas de DNA http://biology.kenyon.edu/slonc/bio38/scuderi/partii.html
  26. 26. O uso de citocinas como adjuvantes Ampr Pvu I (4376) pCI/mIL12 5649 bp mIL12 Intron SV40 pA CMVp T7 f1 ori Bam H I (2985) Bgl II (5645) Eco R I (1064) Hin d III (749) Nhe I (1053) Not I (2740) Xho I (1059) Kpn I (1080) Kpn I (1760) Nco I (514) Nco I (1095) Nde I (388) Nde I (3571) Pvu I (3024) Sac I (722) Sac I (1736) Cla I (1290) Cla I (1572) Cla I (2978) Pst I (831) Pst I (2233) Pst I (2705) Xba I (1082) Xba I (1546) Xba I (1957) Rosinha, GMS. 2002.
  27. 27. Perfil de citocinas produzidas após imunização associada com o gene da IL-12 murina 0 1000 2000 3000 4000 5000 6000 IL-4 IFN-γ TNF-α pg/ml GroEL GroEL+IL-12 * * GroEL = Heat shock protein from B. abortus Oliveira, SC, dados não publicados.
  28. 28. Efeito do CpG na resposta imune à OVA Tratamento Título de IgG IgG1:IgG2A IFN-γ anti-OVA OVA* 1.0 7:1 1.0 OVA + CpG 3.2 2.8:1 2.3 OVA + Alum 2.3 OVA + CPG + Alum 13.6 NR 1.1 OVA + IFA 44 7:1 0.7 (OVA + CPG) + IFA 19.3 2:1 5.5 Adaptado de Klinman et al 2009 *Camundongos BALB/C foram imunizados com OVA (20ug) mais 50ug de CpG sozinho ou associado a Alum ou a adjuvante incompleto de Freund (IFA)

×