Anticorpos: estrutura, classes, subclasses e atividades biológicas

98,859 views

Published on

Aula teórica de Imunologia: Anticorpos: estrutura, classes, subclasses e atividades biológicas

Published in: Health & Medicine, Technology
1 Comment
19 Likes
Statistics
Notes
  • Maravilha obrigada
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
98,859
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
318
Actions
Shares
0
Downloads
780
Comments
1
Likes
19
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Anticorpos: estrutura, classes, subclasses e atividades biológicas

  1. 1. Anticorpos: estrutura, classes, subclasses e atividades biológicas 14.09.2009
  2. 2. Estrutura básica dos anticorpos
  3. 3. O que são anticorpos? Anticorpos são proteínas séricas da fração gamaglobulina. Por convenção estabelecida pela OMS, devem ser chamados de imunoglobulinas, abreviados por Ig.
  4. 4. Os anticorpos circulantes, dentre outras ações neutralizam toxinas, opsonizam e ativam o complemento: esses mecanismos são essenciais particularmente contra parasitas extracelulares.
  5. 5. Cada anticorpo é constituído por quatro cadeias polipeptídicas, possuindo dois sítios de ligação para o antígeno. Antígeno cadeias sítios de ligação anticorpo = imunoglobulina
  6. 6. Duas são menores e ditas cadeias leves (L). As outras duas são maiores e denominadas cadeias pesadas (H). Estas cadeias estão unidas por pontes dissulfeto.
  7. 7. Cada cadeia leve possui um domínio variável e um constante. As cadeias pesadas possuem um domínio variável e três ou quatro domínios cons- tantes.
  8. 8. DOMÍNIO VARIÁVEL SÍTIO DE LIGAÇÃO DO ANTÍGENO. DOMÍNIOS CONSTANTES REGIÃO DA DOBRADIÇA Cada domínio se constitui numa alça da cadeia polipeptídica, com cerca de 110 aminoácidos. NH 2 Extremidade amino-terminal (NH 2 ) Extremidade carboxi-terminal (COOH)
  9. 9. Experimentos em que a molécula de anticorpo era digerida por proteases possibilitaram a identificação do pedaço desta molécula capaz de se ligar no antígeno e aquele que possuía outras atividades biológicas. Estes fragmentos foram deno- minados, respectivamente, fragmento que se liga ao antíge- no ( Fab ) e fragmento cristalizável ( Fc ). Os dois Fab ligados entre si, constituem o F(ab`) 2 .
  10. 10. Veja melhor a estrutura espacial. Veja também os fragmentos Fab e Fc: Cadeias pesadas Cadeia leve Fc Fab Sítio de ligação do antígeno
  11. 11. O sítio de ligação com o antígeno é formado, por regiões hipervariáveis. Veja:
  12. 12. Observe-o melhor: As regiões variáveis das cadeias pesadas e leves são mostradas em azul e amarelo. As regiões em vermelho compõem o sítio de ligação, evidenciando os resíduos de aminoácidos das regiões determinantes de complementariedade (CDR), que fazem contato com o antígeno.
  13. 13. Veja as funções do Fab e algumas do Fc: RECEPTOR DE Fc MICRÓBIO 1 - SE LIGA AO ANTICORPO MICRÓBIO 2 - NÃO SE LIGA AO ANTICORPO LIGAÇÃO DO Fc AO FAGÓCITO LIGAÇÃO DO Fc AO COMPLEMENTO Ligação com o antígeno específico Outras atividades funcionais Fab Fc
  14. 14. Você verá agora os principais tipos de anticorpos e suas funções. Para melhor entendê-los, observe como são constituídos:
  15. 15. Nos mamíferos, existem cinco isotipos básicos de cadeia pesada e dois de cadeia leve: . de cadeia pesada:  e   de cadeia leve:  e  O isotipo  humano apresenta quatro subtipos:  e  O isotipo  humano apresenta dois subtipos:  e 
  16. 16. Além das diferenças entre isotipos, os anticorpos podem apresentar en- tre si diferenças alotípicas e idiotípicas:
  17. 17. Cada isotipo de cadeia pesada constitui uma classe de anticorpo. O isotipo de cadeia leve presente em cada anticorpo não interfere na sua classe. Então, como cada anticorpo tem duas cadeias leves e duas pesadas, podemos ter:  .........................IgG  ........................IgA  .........................IgM  .........................IgD  .........................IgE Na espécie humana: IgA pode ser um monômero, um dímero, um trímero ou tetrâmero. IgM pode ser um monômero ou um pentâmero.
  18. 18. Veja as cinco classes: Na espécie humana: IgG tem quatro subclasses: IgG1, IgG2, IgG3 e IgG4 IgA tem duas subclasses: IgA1 e IgA2
  19. 19. Classes e funções dos anticorpos
  20. 20. Veja algumas características gerais das diferentes classes:
  21. 21. <ul><li>Os anticorpos IgG </li></ul><ul><li>- apresentam quatro subclasses: IgG1, IgG2, IgG3 e IgG4; </li></ul><ul><li>neutralizam toxinas (todos); </li></ul><ul><li>fazem opsonização (IgG1, IgG2 e IgG3); </li></ul><ul><li>fixam complemento (IgG1, IgG2 e IgG3); </li></ul><ul><li>são os únicos que podem atravessar a placenta. </li></ul>
  22. 22. Os anticorpos IgG Observe acima algumas diferenças estruturais entre as subclasses deste anticorpo.
  23. 23. <ul><li>Os anticorpos da classe IgM </li></ul><ul><li>- neutralizam toxinas; </li></ul><ul><li>fixam o complemento; </li></ul><ul><li>funcionam como receptor de antígenos na </li></ul><ul><li>superfície dos linfócitos B. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Os anticorpos da classe IgA </li></ul><ul><li>- neutralizam toxinas; </li></ul><ul><li>bloqueiam a ligação de antígenos </li></ul><ul><li>(microrganismos) nas superfícies </li></ul><ul><li>mucosas. </li></ul>
  25. 25. <ul><li>Os anticorpos da classe IgD </li></ul><ul><li>funcionam como receptor de antígenos na </li></ul><ul><li>superfícies dos linfócitos B. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Anticorpos da classe IgE </li></ul><ul><li>promovem a degranulação de mastócitos </li></ul><ul><li>e basófilos, gerando inflamação. </li></ul>
  27. 27. A resposta primária e secundária: a primeira resposta contra um antígeno é fraca e formada princi- palmente por anticorpos da classe IgM. A resposta secundária é bem mais intensa e composta por anticorpos das classes IgG, IgA ou IgE.
  28. 28. Ainda sobre a resposta primária e secundária: Os anticorpos se tornam mais afins e ávidos pelo antígeno ao longo da resposta imune. FIM

×