Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Fogo na pauta: gestão, operação e criação de conteúdo

870 views

Published on

Slides utilizados no treinamento "Fogo na pauta: gestão, operação e criação de conteúdo", organizado pela Katon e ministrado por Renata Checha e Fred Fagundes.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Fogo na pauta: gestão, operação e criação de conteúdo

  1. 1. PORQUE FAZER O CURSO?
  2. 2. PORQUE FAZER O CURSO?
  3. 3. PARCEIRO
  4. 4. APOIO A Redação, APP Goiás, Coletivo Centopeia, Clube de Criação de Goiás, Publicitantes e Ponto Get Coworking.  
  5. 5. O CONSUMIDOR DIGITAL quem é? onde vive? de que se alimenta
  6. 6. DOS BABY-BOOMERS À GERAÇÃO Z: Web 2.0, inteligência coletiva e convergência
  7. 7. MODERNIDADE LÍQUIDA HIPERMODERNIDADE TRIBOS URBANAS CAUDA LONGA
  8. 8. NOVAS MODALIDADES E FENÔMENOS DE SOCIALIDADE: Privacidade, FOMO e cultura do avatar
  9. 9. 3 BE´S: Be There Be Relevant Be Useful
  10. 10. Ganha quem for mais… Encontravel
  11. 11. COMPORTAMENTO DE CONSUMO DA INFORMAÇÃO ONLINE - Menos tempo - Mais urgência - Mais tangência Sobra informação, falta sentido.
  12. 12. AS TRÊS VERDADES DE JOHN - Tidal wave - No more time - More complicated
  13. 13. GERAR SENTIDO CONVOCAR AÇÃO
  14. 14. CAPITAL SOCIAL -  -  -  Rede Social Conceituação A construção do Capital Social depende da formação de laços.
  15. 15. CAPITAL SOCIAL -  -  -  -  Laços fortes (visão comunitarista) Laços fracos (visão individualista) Investimento Social (tempo, confiança etc) Como funciona em cada rede?
  16. 16. CAPITAL SOCIAL Por que o Capital Social é importante na rede? RELEVÂNCIA
  17. 17. DINÂMICA DE COMUNIDADES
  18. 18. TENDÊNCIAS 2014 -  -  -  Era da impaciência Tecnologia telepática Comunicação Icônica
  19. 19. STORYTELLING E A ESTRUTURA DA NARRATIVA Desenvolvendo a identidade da marca
  20. 20. STORYTELLING
  21. 21. STORYTELLING Uma tese de doutorado vira um livro para passar uma mensagem. EMOCIONAL > INTELECTUAL
  22. 22. STORYTELLING É possível usar um personagem para, a partir do ponto de vista dele, passar pelo que ele sentiu, e entender como ele pensa. Dica: "No Fio a Navalha" (2010), de Giovana Dealtry.
  23. 23. STORYTELLING A história não precisa vender. Ela precisa fazer você sentir a necessidade de comprar.
  24. 24. h#p://vimeo.com/42360935  
  25. 25. STORYTELLING As histórias transmitem mensagens por gerações. Por exemplo: a receita mais antiga da história chegou até nós porque estava contida numa história mitológica de uma antiga civilização.
  26. 26. STORYTELLING
  27. 27. STORYTELLING O avesso da publicidade e jornalismo. -  Imperativo -  Lead ou pirâmide invertida
  28. 28. STORYTELLING Exemplos de resultado.
  29. 29. STORYTELLING Obrigado por fumar (2005)
  30. 30. STORYTELLING A marca ganhando vida.
  31. 31. STORYTELLING 1 . Um estalo intelectual 2 . Busca por um objetivo 3 . Desenhe a vida do personagem 4 . Conheça (e inclua) os obstáculos
  32. 32. STORYTELLING SEJA REAL
  33. 33. STORYTELLING Passos para aprofundar no tema: -  Quais funções e histórias para tipos de função; -  Como contar uma história pra vender ideias; -  Onde encontrar histórias em empresas e contá-las;
  34. 34. PRODUÇÃO DE CONTEÚDO Pilares para distribuição e geração de conteúdo
  35. 35. CONTEÚDO Nós já sabemos escrever. O que precisamos é de ORGANIZAÇÃO .
  36. 36. CONTEÚDO VOCÊ PRECISA ESTABELER 1 . Frequência, mapeamento de datas e oportunidades 2 . Palavras chaves 3 . Métricas de acompanhamento 4 . Categorias, temas, objetivos 5 . Formatos: posts, artigos, vídeos
  37. 37. CONTEÚDO VOCÊ PRECISA OFERECER 1 . Serviço 2 . Suporte aos objetivos 3 . Demonstrar credibilidade 4 . Sinceridade ao cliente
  38. 38. CONTEÚDO CICLO DE VIDA DO CONTEÚDO   Criado   Atualizado   Adaptado   Publicado   Arquivado   Eliminado  
  39. 39. CONTEÚDO MENOS LIKES; MAIS DIÁLOGO
  40. 40. CONTEÚDO O ALGORÍTIMO EM FREQUENTE MUDANÇA
  41. 41. CONTEÚDO CARACTERÍSTICAS 1 . Multimidialidade 2 . Interatividade 3 . Personalização 4 . Atualização Contínua 5. Regionalização
  42. 42. CONTEÚDO
  43. 43. CONTEÚDO
  44. 44. CONTEÚDO
  45. 45. CONTEÚDO Cerveja de verdade, pessoas de verdade, conversas de verdade. E em cinco praças - bem – diferentes.  
  46. 46. CONTEÚDO Foram selecionados 5 blogueiros locados nas cidades para a produção de conteúdo focado na região.  
  47. 47. CONTEÚDO PROJETO EDITORIAL   LINHA NARRATIVA   IMERSÃO  
  48. 48. CONTEÚDO
  49. 49. CONTEÚDO
  50. 50. CONTEÚDO
  51. 51. CONTEÚDO
  52. 52. CONTEÚDO
  53. 53. CONTEÚDO
  54. 54. CONTEÚDO
  55. 55. CONTEÚDO RESULTADO Queda de rejeição e a possibilidade de novas experiências de conteúdo e interação com fãs
  56. 56. CONTEÚDO
  57. 57. CONTEÚDO O QUE FEZ A KAISER? 1. Planejamento e definição de política editorial 2 . Sinceridade com o cliente 3 . Contou histórias 4 . Falou a verdade
  58. 58. h#p://www.youtube.com/watch?v=DaU1Pv4u1ws  
  59. 59. EXERCÍCIO
  60. 60. DIFERENTES CONTEÚDOS Serviço, vendas, institucional
  61. 61. CONTEÚDO QUAL A NOSSA META?
  62. 62. CONTEÚDO VENDAS? SERVIÇO? INSTITUCIONAL?
  63. 63. CONTEÚDO NÃO IMPORTA. AINDA SÃO PESSOAS. AINDA É HUMANAS.
  64. 64. VENDAS APARECER PARA VENDER 1. Blog; 2 . Newsletter; 3 . Faça o Facebook trabalhar para você; 4 . Frequente troca de informação.
  65. 65. VENDAS APARECER PARA VENDER 1. Blog; maior visibilidade 2 . Newsletter; segmentação 3 . Faça o Facebook trabalhar para você; exposição 4 . Frequente troca de informação; papel de vendedo
  66. 66. VENDAS VOCÊ PRECISA 1. Descrições originais de produtos; 2 . Usar a opinião do público; 3 . Possibilitar discussões; ex: Amazon 4 . Arrumar a fachada da loja.
  67. 67. SERVIÇOS NÃO DEIXE O CLIENTE NA MÃO 1.  2.  3.  4.  Imagine o problema antes; Ofereça todas as maneiras de contato; Deixe uma pesquisa visível; Respeite seu conceito.
  68. 68. SERVIÇOS Quanto menor o barulho, maior a satisfação
  69. 69. INSTITUCIONAL Venda-se.
  70. 70. INSTITUCIONAL 1.  2.  3.  4.  5.  Identifique: necessidade – lucro? comunicar? Crie: conceito – vender? serviço? Execute: canais – blog? Monitore: o que estão falando por aí? Relacione-se.
  71. 71. CANAIS As diferentes linguagens
  72. 72. LINGUAGEM
  73. 73. INSTITUCIONAL alcance + engajamento
  74. 74. INSTITUCIONAL redes imediatas
  75. 75. INSTITUCIONAL redes de arquivo
  76. 76. SERVIÇOS REDES IMEDIATAS 1.  2.  3.  4.  Característica mobile; Usuário com desejo resposta imediato; Pode usar a ansiedade em ser favor; Maior visibilidade entre amigos.
  77. 77. SERVIÇOS REDES IMEDIATAS 1.  2.  3.  4.  Incentivo a clique de vendas; Serviço ou informação; Menos concorrências; Humanização frequente.
  78. 78. SERVIÇOS REDES DE ARQUIVO 1.  2.  3.  4.  Possibilidade de criar uma história; Maior espaço para descrição de produto; Opção de bate-papo; Canal institucional de forte apelo (e busca).
  79. 79. RELACIONAMENTO
  80. 80. RELACIONAMENTO
  81. 81. RELACIONAMENTO RELACIONAMENTO 1.  2.  3.  4.  Identifique formadores de opinião; Apresente-se antes de apresentar o produto; Faça o papel de relações públicas; Estude a cultura da web.
  82. 82. RELACIONAMENTO
  83. 83. RELACIONAMENTO RELACIONAMENTO – COMO? 1.  2.  3.  4.  Press kit; Conteúdo; Participação de eventos; Traga o blogueiro para o seu lado.
  84. 84. RELACIONAMENTO COMPRA DE OPINIÃO?
  85. 85. RELACIONAMENTO COMPRA DE OPINIÃO?
  86. 86. RELACIONAMENTO COMPRA DE OPINIÃO?
  87. 87. RELACIONAMENTO o que queremos dizer o que o target quer ouvir Os meus problemas são mais importantes
  88. 88. SERVIÇOS MINHA CASA, MINHAS REGRAS
  89. 89. RELACIONAMENTO MINHA CASA, MINHAS REGRAS 1.  2.  3.  4.  Faça um FAQ – quem, pq fazemos e qdo; Modere comentários – sem dó; Elimine, explicando o motivo; Sempre dê uma segunda chance. <3
  90. 90. PARA PRODUZIR CONTEÚDO DIGITAL:
  91. 91. CONTEÚDO DIGITAL -  -  -  -  -  Criar storylines e enredos Narrativas com começo, meio e fim Transmutar o estado do público Sensibilizar, motivar e mobilizar Complementação transmedia.
  92. 92. BLOCOS DE INFORMAÇÃO -  -  -  -  Apresentação Relação Envolvimento Call to action
  93. 93. VERIFICAR CRONOGRAMA E DEFINIR ESTRUTURA DE POSTAGEM
  94. 94. CONSTRUA HIPÓTESES FAÇA PESQUISAS VALIDE SEUS ARGUMENTOS
  95. 95. Disponível  em:  h#p://www.cafecomblogueiros.com.br/blogosfera/blogs-­‐regionalizados-­‐e-­‐uma-­‐boa/  
  96. 96. ESCREVA DESENHE GRAVE CRIE!
  97. 97. PRIMEIRA REVISÃO: GEROU SENTIDO?
  98. 98. SEGUNDA REVISÃO: E O PORTUGUÊS?
  99. 99. SELECIONE COMPLEMENTOS E CONVERGIBILIDADES
  100. 100. CRIE UM TÍTULO
  101. 101. TÍTULOS -  -  -  -  -  -  Utilize verbos propositivos Numere Pode até causar um pouquinho Prometa (desde que cumpra) Força nas palavras-chave Desafie o leitor e gere curiosidade
  102. 102. QUANDO POSSÍVEL, ACERTE O SEO (COMPORTAMENTO DE BUSCA É TUDO!)
  103. 103. DINÂMICA P2P
  104. 104. OPERAÇÃO
  105. 105. DE QUE É FEITA UMA EQUIPE DE SOCIAL MEDIA? -  -  -  -  -  -  -  Redatores Designers Videomakers Ilustradores Pesquisadores Analistas de relacionamentos Planejadores... E por aí vai!
  106. 106. PARA DAR CERTO -  Organização -  Controle -  Resultado
  107. 107. EQUIPE FOCADA >>>>> EQUIPE DESCOLADA
  108. 108. METODOLOGIA: SCRUM
  109. 109. FUNDAMENTOS -  Transparência -  Agilidade (quebrar tarefas) -  Feedback
  110. 110. OUTRAS METODOLOGIAS -  Getting Things Done (GTD) -  Pomodoro
  111. 111. NO FIM DAS CONTAS, O QUE IMPORTA?
  112. 112. 1) ACOMPANHAR PAUTA RIGOROSAMENTE
  113. 113. 2) GERAR HISTÓRICO DE AÇÕES
  114. 114. 3) ENTENDER COMO A EQUIPE OCUPA AS SUAS HORAS PRODUTIVAS
  115. 115. 4) DAR VOZ À EQUIPE E TORNÁ-LOS PARTE DO PROCESSO
  116. 116. 5) AVALIAR O QUE DEU CERTO, O QUE DEU ERRADO E O QUE PODE SER APERFEIÇOADO
  117. 117. 6) ESTRUTURAR SISTEMAS DE BENCHMARK
  118. 118. COMO EXTRAIR INSIGHTS?
  119. 119. INSIGHTS -  O que vem de dentro -  O que vem de fora
  120. 120. INPUTS INTERNOS -  Objetivos de negócio -  Social Mission -  Interações on e off
  121. 121. INPUTS EXTERNOS -  Monitoramento de redes e canais -  Clipping -  Imersões -  Pesquisa
  122. 122. FRENTES DE COLETA -  Marca -  Produtos e Serviços -  Pessoas e Mídia -  Concorrência -  Mercado -  Tendências de consumo
  123. 123. CRUZAMENTOS -  Perfis -  Históricos -  Transações -  Clientes -  Preferências -  Outros dados
  124. 124. OUTPUTS (AUTOMAÇÃO E PESSOAS)
  125. 125. Obrigada! @renatachecha renatachecha.com.br gowebz.com.br

×