As Redes Sociais como aliadas para Indie Games

1,664 views

Published on

O mercado de jogos digitais, também conhecido como mercado de games tem crescido de forma acelerada no país do futebol. Nas últimas décadas é apontado como o setor mais dinâmico do campo das tecnologias de informação e comunicação, conquistando os quatro cantos do planeta.

Segundo o IBOPE, de cada 13 brasileiros, 10 jogam em computadores. O setor movimenta mais de R$ 1 bilhão por ano e a maior concentração, cerca 35% de empresas de jogos independentes (Indie Games) estão na Capital Paulista. Entretanto, para atender a esta demanda emergente, foram abertos cursos de jogos digitais nas principais cidades do país, ainda assim, há muito o que crescer no setor.

Por ser um setor fruto da economia globalizada, da informação e da comunicação, o grande desafio para um Indie Game é saber lidar com a falta de investimento monetário, impostos altos, falta de incentivos tributários, profissionais especializados, poucas publicações, estatísticas de tendência de mercado, licenças de uso de softwares, plataformas de desenvolvimento e negócios virtuais. É neste contexto que este artigo apresenta um panorama de como as redes sociais são aliadas para Indie Games e como podem ser um instrumento de relacionamento, negócios e um importante catalisador de ideiais e conceitos.

Published in: Technology
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,664
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
32
Actions
Shares
0
Downloads
39
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

As Redes Sociais como aliadas para Indie Games

  1. 1. As Redes Sociaiscomo aliadas paraIndie Gamespor Karen Reis think KAREN REIS É EMPREENDEDORA DIGITAL, PROFESSORA UNIVERSITÁRIA E SÓCIA FUNDADORA DO GRUPO SAUTLINK. COM EXPERIÊNCIA E ciber VIVÊNCIA MULTIDISCIPLINAR EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, MARKETING E GAMES. MESTRE EM TECNOLOGIAS. MESTRE EM TECNOLOGIAS DE INTELIGÊNCIA E DESIGN DIGITAL , PÓS- GRADUADA EM ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING E PSICANÁLISE TRANSCENDENTAL E BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS.
  2. 2. Resumo 03 O poder das startups brasileiras 04 Falta de profissionais especializados 08 A passo de ser um Indie Game 12 Games casuais nas redes sociais 16 Social gaming experience 19 Bibliografia 21As redes sociais como aliadas para Indie GamesO mundo nunca foi tão social e participativo, será este um efeito positivo das tecnologiasdigitais e das interfaces inteligentes? Sumário
  3. 3. ResumoO mercado de jogos digitais, também conhecido como mercado de games tem crescido deforma acelerada no país do futebol. Nas últimas décadas é apontado como o setor maisdinâmico do campo das tecnologias de informação e comunicação, conquistando os quatrocantos do planeta.Segundo o IBOPE, de cada 13 brasileiros, 10 jogam em computadores. O setor movimentamais de R$ 1 bilhão por ano e a maior concentração, cerca 35% de empresas de jogosindependentes (Indie Games) estão na Capital Paulista. Entretanto, para atender a estademanda emergente, foram abertos cursos de jogos digitais nas principais cidades do país,ainda assim, há muito o que crescer no setor.Por ser um setor fruto da economia globalizada, da informação e da comunicação, o grandedesafio para um Indie Game é saber lidar com a falta de investimento monetário, impostos altos,falta de incentivos tributários, profissionais especializados, poucas publicações, estatísticas detendência de mercado, licenças de uso de softwares, plataformas de desenvolvimento enegócios virtuais. É neste contexto que este artigo apresenta um panorama de como as redessociais são aliadas para Indie Games e como podem ser um instrumento de relacionamento,negócios e um importante catalisador de ideiais e conceitos.Palavras chavesstartup, indie games, casual games, designergames, empreendedorismo digital, socialgames, social games experience
  4. 4. SIMPLES e a facilidade de parcelar impostos.O poder das Isso faz com que as empresas consigam durarstartups mais tempo", disse Paulo Moreira à BBC Brasil.brasileiras O tudo ou nada está presente no comando das startups, como se diz popularmente - “matar umO Brasil tem chamado atenção no cenário internacional leão por dia”. Este comportamento de gestãopelo momento de crescimento e novas oportunidades. empresarial é observado em maior presença dosMuitos afirmam que finalmente somos a “bola da vez”, jovens da geração Y do que de geraçõesse somos ou não, essa é outra discussão, mas uma coisa anteriores.é certa os jovens estão mais empreendedores do quenunca e apostam na ousadia e criatividade.Desde a bolha da internet no início dos anos 2000,uma certa cautela vale muito para quem depositasuas fichas em negócios digitais, tambémconhecidos como cibernegócios.Aqui no Brasil estes cibernegócios possuem umacaracterística bem particular, normalmente sãoimpulsionados pelas startups por terem uma basetecnológica e modelos de negócios que ousam nacriatividade e inovação, entretanto, no começo desuas operações possuem um certo grau de risco eincertezas. O jovem contemporâneo da era pós digital nãoSegundo a UHY, rede de consultorias com sede busca segurança no emprego com carteiraem Londres, o número de startups no Brasil assinada como as gerações passadas, masaumentou em média 7,2% por ano entre 2006 e priorizam flexibilidade de horários, novas formas2010. Em 2010, foram registradas mais de 617 mil de trabalhar e amam serem encorajados aempresas iniciantes, contra 467 mil quatro anos empreender.antes. Mas, isso não quer dizer que gerações passadasUm dos motivos apontados pela UHY é facilidade não tenham este espírito empreendedor e nãode abrir uma empresa com o sistema de tributação Brasil, um cibermundo em expansão! 4/22
  5. 5. estão apostando em startups, muito pelocontrário. Sempre há tempo para recomeçar.Nas startups focadas em desenvolvimento dejogos digitais , também conhecidos como IndieGames, temos dois tipos de perfis deempreendedores digitais em destaque.O primeiro é jovem que cursou ou está cursandouma faculdade de jogos digitais, ansioso paraaplicar todos os conceitos em prática e osegundo perfil é o profissional de tecnologia dainformação com talento em artes gráficas com Árvore Games Sustentáveis - produzido por Karen Reisexpertise em programação para ambiente web.Independentemente se o empreendedor digital é ganho de presença e reputação da marcaum recém formado ou já acumula anos de institucional/produtos/serviços, (d) ganhoexperiência, “quando você é empreendedor, significativo de receita e (e) aperfeiçoamento dochama para si a responsabilidade do próprio capital intelectual.futuro e das pessoas que estão apostando com O empreendedor digital, além do investimento dovocê”. capital financeiro se faz necessário oMuitos Indie Games possuem características de investimento no capital intelectual, e este por suanegócios similares, nascem por meio de um vez, torna-se um diferencial competitivo e degrupo de amigos de faculdade ou amigos de sobrevivência para um negócio que estáprofissão, cada um com sua especialidade e começando no vasto mundo de possibilidades docompetência necessária para fazer o negócio ciberespaço.acontecer, pouco capital financeiro e um custo Nas últimas décadas o setor de games tembaixo de manutenção, mas esperam crescer crescido assustadoramente e apontado comorapidamente e gerar lucros para que a empresa setor mais dinâmico do campo das tecnologiasseja sustentável e competitiva. de informação e da comunicação.Apostar em cibernegócios no setor de Games No Brasil esta tendência não se distância dosrequer planejamento estratégico, faro aguçado principais mercados de games, como Estadospara negócios, documentação técnica e conceital Unidos e Japão, muito pelo contrário, o país dode todos projetos de games e muita disciplina na carnaval, da próxima sede da Copa de 2014 ehora de alocar seu tempo entre atividades das Olimpíadas de 2016, atrai cada vez maiscorriqueiras e atividades que farão a diferença investidores entusiasmados com as previsõespara seu negócio a médio e longo prazo, como otimistas do setor, com isso, traz também novosprospecção e captação de: (a) recursos cursos dirigidos à capacitação de profissionaisfinanceiros, (b) parcerias de fato estratégicas, (c) para atender esta demanda. 5/22
  6. 6. 15 dicas para Os fatores são muitos para tal êxito, mas posso elegerempreender um Indie a compreensão real da influência sócio-tecno-culturalGames do mundo ciber como um dos fatores de ampliação da cultura dos games em nosso cotidiano.1. Conheça bem as competências dos sócios fundadores, nesta hora não adianta somente o Os games contagiam os quatro cantos do planeta, em atributo “amizade”; especial os cibergames, ou seja games disponíveis na2. Todo negócio deve começar com verdades e com senso de realidade. Não minta e não internet, podendo ser jogados em multiplataformas: oculte nada de quem está com você nesta empreitada, senão poderá ter grandes perdas PCs, celulares, consoles, consoles portáteis e TV futuramente; digital.3. Faça um inventário de tudo o que cada sócio entrou no negócio e qual o percentual de Os games são produtos da economia globalizada, da participação. Isto vale: dinheiro, recursos tecnológicos, recursos físicos e de instalações, informação e da comunicação. Mesmo com um conhecimento, investimento com marketing e cenário tão promissor nos solos brasileiros para abrir kits promocionais, mailing de relacionamento e investidores, etc; um negócio com base em tecnologia, em especial no4. Seja honesto com os números, mesmo que mercado de games alguns fatores são relevantes para representem um desconforto momentâneo; chamar a atenção de investidores anjos ou5. Faça um plano de negócios, com previsão de resultados financeiros, marca e reputação patrocinadores. para 1 ano, 3 anos e 5 anos;6. Tenha licenças de softwares e certificações Não basta somente produzir games com excelentes de desenvolvimento e publicações; qualidades gráficas, com uma boas narrativas e boas7. Promova alianças estratégicas para mecânicas de jogabilidade, ou seja, divertido. Divertido negócios, marketing e publicações editoriais; por si só, só diverte!8. Participe diretamente ou indiretamente de congressos, feiras, editoriais, concursos, etc; O que uma startup procura é ter e manter9. Construa relações profissionais duradouras e sinceras; sustentabilidade empresarial, de modo a criar valor10.Desenvolva um Hot Site e explore o máximo o não só operacional, mas também alinhar objetivos de poder das redes sociais: construa relacionamentos; faça enquetes e pesquisas; estratégia competitiva. canais de vídeos para trailer e tutoriais; social commerce; sorteios de brindes; conteúdos Foi se o tempo que só se produziam games e os editoriais, etc...; colocavam à venda em caixas. Os esforços eram11.Sua empresa merece um CNPJ e não esqueça de solicitar no contrato social o percentual de reduzidos as ações de marketing promocional e representação para cada sócio. Futuramente publicidade. Mesmo assim, só havia espaço para poderá um diferencial para investidores e patrocinadores; grandes empresas, cito a SONY e a MICROSOFT12.Tenha um contador confiável e acompanhe a GAMES. saúde financeira da empresa;13.Todo produto ou serviço lançado deverá ter um Na era pós digital, convergir os elementos estratégicos contrato de termo de uso, portanto, contrate serviços de assessoria jurídica; tal como comércio eletrônico, mobilidade e gestão de14.Seja um filiado de uma ou mais integradoras conteúdo. Esses agregam consideravelmente valor ao de pagamentos (Paypal, Moip, PagSeguro negócio e quando aliados as plataformas etc); colaborativas, como as redes sociais, maximizam e15.Tenha em mente que você fez o seu melhor para hoje, então não tenha o sentimento de potencializam as chances de sustentabilidade fracasso, a força estará sempre com você, vá adiante, invista no seu sonho. competitiva e criativa. 6/22
  7. 7. Você está preparado para empreender?Podemos citar o 2mundos (http://www. despertou interesse de investidores e2mundos.net/), uma iniciativa de dois executivos do mundo inteiro e agora seráempreendedores brasileiros com uma vasta exportada para vários países.experiência no mercado de jogos digitais O advento da internet, do ciberespaço e anacionais e internacionais. A proposta do imersão em novas tecnologias, dentre elas o2mundos é fazer jogos sociais, ou seja, jogos uso de computação móvel em dispositivospara serem jogados nas redes sociais, em móveis, trouxeram a possibilidade da sociedadeespecial para o Facebook e Orkut. pós digital usufruir de plataformas digitais deOs games lançados pela 2mundos são o Mind relacionamentos, a fim de fornecer e aproximarRacer, um jogo que combina os conceitos de relações humanas, além de fomentarquiz e corrida, desafiando os conhecimentos do mobilizacões e encajamentos sociais até entãojogador em diversas categorias de assuntos, nunca visto.sempre contra o relógio. Além de ser desafiado Sobretudo, há quase um consenso entre ospelo jogo, o jogador também se diverte ao especialistas de tecnologia e de áreas ligadascompetir contra seus amigos das redes sociais. ao estudos fenomenológicos sociais-culturais -Outro jogo da 2mundos e de grande a sociedade contemporânea é uma sociedaderepercussão é o Extreme Makeover Social, globalizada e centrada no uso e na aplicaçãocom uma proposta inovadora e criativa com um da informação, sendo acelerada por meio docunho de responsabilidade social. É 100% uso das redes sociais.gratuito, mas os jogadores que queiram gastar Quando as redes sociais começaram a ganhardinheiro comprando itens virtuais para decorar destaque no cotidiano dos internautas, muitosos cenários também estarão ajudando as pesquisadores e investidores observaram estecomunidades locais. Parte da renda geradapelo jogo será doada para as creches. O jogo Imagem ilustrativa do Game Social “Mind Racer” - produzido por 2Mundos (http://www.2mundos.net/)
  8. 8. fenômeno com uma certa desconfiança e não Redpont Ventures. Na europa mesmo com todaera pra menos. nuvem de crise rondando, temos Atomico e o brasileiro Monashees Capital.Muitas empresas desapareceram da noite prodia desde a bolha da internet, mas nada como otempo para amadurecer todo turbilhão denovidades que vem sendo lançadas nos últimos11 anos.Os motivos são muitos que culminaram a esteamadurecimento dos negócios dirigidos ao Falta de profissionaismundo ciber. Um ponto a ser considerado foram especializadosUS$ 36 bilhões em investimento estrangeiro em Por enquanto, o único fantasma que assombra osstartups brasileiras só em 2009. E este número negócios embrionários na internet é o déficit de capital humano, ou seja, falta de profissionaissó vem crescendo, estima-se que os ativos especializados no mundo ciber.brasileiros estão valorizados entre 30% e 40%.Será que estamos vivendo uma nova bolha?Responder esta questão não é nada fácil, mas Com a expansão e crescente oferta de cursos superiores de tecnologia, segundo o Institutoacreditamos que não, os indícios são realmente Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionaisfavoráveis, ninguém investe se realmente nãotem garantias de retorno, mesmo que seja a Anísio Teixeira - INEP, temos mais 4 mil cursos disponíveis em território nacional, mesmolongo prazo. O brasileiro gosta de tecnologia ereconhece seu bem em si. assim, sofremos com uma defasagem muito grande de profissionais qualificados paraO exemplo disso é o crescimento exponencial atender a demanda e no tempo que o mercadodos smartphones em 2011, ultrapassamos mais precisa.de 47,5 milhões de dispositivos com acesso a Esta realidade não é diferente para Indiebanda larga - 3G, divulgado pela ANATEL(Agência Nacional de Telecomunicações) em Games, posso afirmar que para os Indies Games o poço pode ser maior e fundo, issomarço deste ano. porque para se produzir game é preciso fazerSegundo a Huawei/Teleco a expectativa é de arte a partir de algoritmos matemáticos. Comoque o Brasil tenha 124 milhões de acessos de assim? Não é muito subjetivo, você leitor devebanda larga móvel em 2014. Alguém dúvida estar se questionando, não é?disso? Por essa e outras razões que os Os games ou simuladores virtuais são produtosinvestidores estrangeiros se mostram digitais híbridos e suportados por uma baseinteressados em apostar em startups brasileiras,principalmente as que desenvolvem aplicativos tecnológica específica, só que direcionados em pilares artísticos.para smartphones e tablets.Os principais fundos vem da América - do tio Devido essas características e percepções subliminares, muitos especialistas discutem suaSam - como Benchmark Capital, Tiger Global ou área de enquadramento de pesquisa & 8/22
  9. 9. desenvolvimento. Game é mais tendencioso ao atualizações de ferramentas e conceitos queum enquadramento tecnológico da ciência da cercam o mundo dos games.computação ou da comunicação ou das artes O nome do profissional de games é o Gamegráficas? Designer, ou se preferir designer de games. NasApós diversas pesquisas na área, acredito num Indie Games não é difícil encontrar o(s)mix destas três grandes áreas e isso é comum próprio(s) empreendedor(es) desempenhando onas esferas da cultura ciber. Com isso dificulta papel de designer de games.muito a composição de uma equipe de Paul Schuytema em “Design de Games - umaprofissionais especializados na produção de abordagem prática”, diz, o designer de games égames. o “cara das ideias”, este profissional éOs cursos de games ou se preferirem jogo responsável pelo planejamento do concept art,digitais estão enquadrados no campo da narrativa, storyboard, descrição de personagens,tecnologia, são de curta duração em média de regras, detalhamento de fases e níveis,dois anos e meio, oferecem a titulação de mecânica de jogabilidade, levantamento técnicotecnológo para quem o faz. para publicação, dentre outras funções. Sobretudo, o Game Designer atua como gestorEntretanto observamos, dois anos e meio é um do projeto e exerce o papel de coaching.tempo muito curto para preparar um profissionalde games para o mercado. O estudante que opta Como todo gestor, é desejável que o Gamenesta formação precisa ter em mente a Designer tenha uma série de conhecimentoseducação continuada e complementar com mínimos de todo o processo do desenvolvimentocursos extras, além de investir por horas em de um game. É aquela velha história queestudo e pesquisa, devido as frequentes comanda tem que saber fazer para comandar bem.Empregabilidade | Como fazer para aparecer e acontecer 1 2 3 BLOGCrie sua identidade pessoal. Crie um blog pessoal com conteúdos Esteja nas principais redes sociais. NoLogomarca é um atributo relevantes para seus leitores; não deixe Facebook e Twitter alcance o maiorimportante, mas cuidado com de publicar seu portfólio; faça integração número de seguidores/fãs com postscores e fontes de letras. Faça com redes sociais; insira botões de interessantes no mural, cada curtir ouuma assinatura de e-mail, bookmark; e responda frequentemente retweet vale ouro pra quem estáevidenciando quem é você, os comentários. Se possível faça uma começando. Para o Linkedin capriche noexemplo: Carlos Dias, versão mobile. Uma dica importante: seu currículo, se possível o escreva emDesigner de Games - Casual NUNCA MINTA e em seus posts, inglês, não esqueça fazer integraçãoGames publique as fontes de captura da com SlideShare, Facebook e Twitter. informação. 9/22
  10. 10. Ressalto, para a produção de games há outros papéis queCompetências complementam a função do designer de games, são osque fazem a modeladores, animadores, documentadores técnicos,diferença na programadores, ilustradores, testers, marketing de produtos e relacionamento, dentre outros papéis.hora de lideraruma equipe Para isso, elegi algumas competências que farão a diferença na produção de games, entenda não é necessário dominar comNoção estrutural de linguagem excelência todos os tópicos listados no quadro ao lado, mas sede programação - tiver pelo menos 3, o gerenciamento do projeto será menospreferencialmente em linguagemC#, C++, Javascript ou/e árduo.Objective-C; Então, para ser um designer de games é imprescindível ser umConhecimento em ferramentaspara modelagem 3D (por profissional multidisciplinar, certo? Mais uma questão difícil a serexemplo - Blender, Autodesk respondida, porque é SIM e NÃO. Sim, porque o ideal é terMaya); várias competências reunidas em único profissional, ganha-seSer um bom ilustrador, animador tempo e a economia chega a ser um atrativo para quem estáde cenários e personagens 2D contratando o projeto, além do mais, quanto mais você dominarRedigir documentação técnica econceitual - Game Design algumas técnicas terá mais chance de acompanhar todo o fluxoDocument (GDD); e processo de desenvolvimento do projeto.Faça um cronograma de Saber mais nunca é demais, por outro lado, dependendo dasatividades com metas semanaispara cada membro da equipe; características do projeto o desenvolvimento poderá ser longo eSer um bom contador de talvez nem seja concluído dentro das expectativas.histórias com habilidades paradescrever cenários e Com isso, o melhor caminho é trabalhar em equipe sempre,personagens; cada um com suas potencialidades e funções. Reforço, faça umPropor puzzles (desafios) para cronograma de atividades e o siga à risca. Produzir um gamecada etapa ou fase do jogo -aqui a matemática e a física são exigi alto custo de investimento, planejamento e pesquisa &aliadas e imprescindíveis; desenvolvimento, requer atenção redobrada para não perderHabilidades para produzir audio - oportunidades e aproveito também para ressaltar o cuidado emtrilha e efeitos sonoros; relação a reputação no mercado de nicho como é o de gamesPaciência e ter um olhar clínico no Brasil. O filósofo grego Plutarco já dizia é fácil conservar apara testes e homologacões -Tester Game; reputação; mas, uma vez perdida, é difícil recuperá-la.Ser um bom ouvinte e aceite Uma saída no qual os Indie Games tem utilizado para recrutarsugestões da equipe, issodemonstra segurança e respeito; profissionais são os sites e blogs especializados na cultura gamer, em poucos cliques estas vagas são redirecionadas aCrie e administre um ambientedigital, onde possa trocar principais redes sociais, como o Facebook, Twitter e Linkedin.experiências. Exemplos: Wiki, Estes canais de relacionamento têm se tornado uma ferramentablog ou grupo fechado noFacebook. recorrente na busca por profissionais. 10/22
  11. 11. Desde 2005, com sete anos de cultura gamer,um dos principais canais de interlocução entreos Indie Games e profissionais do ramo é oblog Game Reporter com mais de 3 mil fansdo Facebook e mais de 32 mil seguidores noTwitter. O blog é mantido pelo Editor David deOliveira Lemes (@dolemes) e é tambémProfessor do Departamento de Computação daPontifícia Universidade Católica de São Paulo(PUC-SP) onde leciona nos cursos deTecnologia e Mídias Digitais, Tecnologia emJogos Digitais e Sistemas de Informação.Dolemes como é conhecido nomercado de games, sabe muito bem,o valor de abrir o canal deoportunidades de emprego noGameReporter, não há uma estatísticaexata de quantas vagas sãopublicadas por mês ao longo destessete anos de operação, mas há umacerteza, pelo menos uma vaga surgeno mercado todos os meses e nosúltimos anos o pedido de publicaçãovem crescendo positivamente devido oganho de escabilidade dos Indie Recortes de anúncios de emprego para área de games no Facebook e GameReporterGames no mercado brasileiro.Don Tapscott e Anthony Willians, autores do direção a um mundo no qual o conhecimentolivro “Wikinomics - como a colaboracão em interdisciplinar é valorizado.massa pode mudar o seu negócio”, atribui às De fato, se você é um aspirante no mundo doprofundas mudanças em tecnologias, desenvolvimento de jogos digitais, ter umademografia, negócios, na economia como compreensão real de todas as etapas éfontes que impulsionam participação e a diferencial sustentável e competitivo.colaboração entre pessoas. Essas mudanças,entre outras, estão abrindo caminho em“Para permanecer competitivo invista seriamente em sua rede de relacionamento. Sua rede expande e amplia seus horizontes” por Karen Reis 11/22
  12. 12. ConceptArt A passo de ser um Indie GameSou dono do Embalados por um entusiasmo e motivação singular, jovens recémmeu próprio formados em jogos digitais se arriscam cada vez mais em montar sua própria empresa de games. Os trabalhos de Conclusão de Cursos - TCCsnegócio são a primeira oportunidade de transformar sonho em realidade.A pesquisa da Global Para muitos jovens o Trabalho de Conclusão de Curso,Entrepreneurship Monitor também conhecido como TCC é um fantasma que começa(GEM) em parceria com o assombrar os formandos quando os cursos estão prestes aSebrae, aponta, de 6 a serem concluídos. Quem já fez um cursos superior ou estácada 10 jovens entre 18 a24 anos desejam abrir seu prestes a concluir, sabe muito bem do que estou falando,próprio negócio e ansiedade, insegurança, euforia, são os sintomas mais comunsgarantem ter o espírito para quem está nesta fase da vida.empreendedor. Essa Contudo, se tem observado que os TCCs de jogos digitais sãométrica não se distância fontes inesgotáveis de criatividade e é um bom momento parapara quem sonha em ter testar e aguçar o lado empreendedor dos alunos. Na maioriasua empresa de games das universidades que oferecem cursos superiores em jogosindependentes de digitais, os TCCs são mantidos pelo trabalho escrito de acordosucesso. com as normas da Agência Brasileira de Normas TécnicasViviane Weneck, diz “os (ABNT), seguindo a maioria dos currículos acadêmicos e mais oIndie Games fazem desenvolvimento do protótipo de jogos digital, estes sendomilagre com pouco apresentados à uma banca examinadora ao final do curso.investimentos, aindaassim, produzem games Em geral, os TCCs são fruto de um trabalho em equipe, atéde qualidade e existem produções solos, mas como docente e orientadora decompetitivos. Pare de projetos nesta área, não aconselho se aventurar sozinho naachar que lá fora é melhor, produção de um TCC, pois fazer um protótipo de game jogável éfinaliza.” um desafio em tanto e escrever sobre ele, o desafio é dobrado. Então, o recomendado é não perder tempo querendo fazer tudo sozinho, olhe para os lados e se permita a discutir e rediscutir com que está ao seu lado. 12/22
  13. 13. Um case de sucesso em solos universitários,temos o Hidden Arcade, um grupo de alunosdo Curso Superior de Jogos Digitais da FMU -Faculdades Metropolitanas Unidas, localizadana Capital Paulista. Apresentou em maiopassado o Protótipo de Game - Blood of Fire– The Order of Dragon Heirs, para umabanca examinadora. Composta pelo Ms.Juliano Sobrinho da USP, Dr. Luis CarlosPetry da PUC-SP, além de mais doisprofessores da casa, Ms. Cristiano Tóneis eeu, Ms. Karen Reis, como presidente damesa e orientadora dos Projetos deProtótipos de Jogos Digitais da Instituição.O grupo de alunos Hidden Arcade, formadopor sete pessoas, trouxe para bancaexaminadora, para seus colegas de curso etambém para seus convidados, famíliares eamigos, o verdadeiro contexto do quanto é Screenshot da versão 0.9.3 do game “Blood of Fire – The Order of Dragon Heirs” - produzido por Hidden Arcadeimportante um trabalho em equipe e umaexcelente gestão de projeto. Gomes, Douglas Rodrigues, Rafael Ferreira, Thiago Shinzen e Thyago Paschoal, acertaramO resultado, nota 10 em todos os quesitos de na dose certa, nem mais e nem menos.avaliação. Arrisco afirmar que este resultado sófoi possível pelo engajamento de todos os Um recorte do resumo do TCC, Blood of Fire –participantes, cada um com sua função bem The Order of Dragon Heirs é um jogo paradefinida e as fases do desenvolvimento do jogo entretenimento com temática High Fantasy, um- na pré-produção, produção e pós-produção subgênero da literatura Fantástica. Além disso,foram pensadas minuciosamente. é classificado como um shoot’ em up, um subgênero dos jogos de tiro e de ação queAo longo de seis meses, vale ressaltar, para requer reflexos e raciocínio rápidos.produção de um protótipo de jogo digital jogávele com os ingredientes interface & design bem Portanto, é um projeto voltado a um público deelaborados, storyboard impecável, jogabilidade jogadores mais experientes que buscam gamesfácil e de fácil assimilação, personagens mais desafiadores e possuem pouco ou nenhumencantadores, ou seja, “simplesmente divertido” interesse em jogos de cunho casual.- Adriano Lopes, Alysson da Silveira, Anderson “Pouco dinheiro e tempo são as principais dificuldades dos empreendedores de games” por Alysson da Siveira, Designer de Games da Hidden Arcade 13/22
  14. 14. “Para empreender no mundo 2.0 se faznecessário trazer o seu público junto a você, ele será o seu porta voz, seu replicador e mobililizador de ideias e atitudes.” por Karen ReisA história se trata da Ordem dos Herdeiros do dificuldades de quem está começando são,Dragão, um grupo de pessoas que possuem tempo e dinheiro. E complementa, “Arcar com ossangue dos antigos dragões e que por isso custos de ferramentas, cuidar da divulgação e deherdaram poderes únicos e também a missão de quase todos os aspectos de um jogo, e aindaproteger o mundo, mas um de seus antigos conciliar isso tudo com o trabalho que mantém amembros foi corrompido pelo poder e abriu um renda principal é uma tarefa difícil”.portal com o objetivo de dominar todos os reinos. Mesmo assim, com todos estas dificuldades,Impedir que isso aconteça é a tarefa dada ao Alysson acredita que as redes sociais sãojogador que irá controlar a própria irmã do aliadas para os Indie Games, o Facebook e oantagonista. Twitter são ferramentas úteis para manterOutro ponto a destacar, o Hidden Arcade, contato com os fãs e a melhor forma de divulgartambém se preocupou com a divulgação do conteúdo. E, no Youtube os trailers e conteúdosgame, desde o pré-lançamento do produto, criou- podem ser apresentados através de um canalse uma atmosfera de empolgação para o público, exclusivo promovendo a experiência deformada em especial por alunos, professores, gameplay, finaliza.familiares e colegas convidados, todos queriam Sem dúvida, as redes sociais são aliadas parajogar o Blood of Fire – The Order of Dragon quem está começando, mas todo cuidado éHeirs. pouco. Conta sem conteúdo está fadada aoAtribuo também, o interesse de todos quererem fracasso. Estar e vivenciar o mundo 2.0 -jogar o game, devido o grupo alinhar a produção colaborativo e participativo, requer planejamento,do game com o princípio básico do marketing plano e cronograma de atividades, se possívelmix, conhecido como 4 Ps (Produto, Preço, hora a hora.Praça e Promoção) de Kotler, todavia, houve Não adianta ser amador nesta hora, se fazuma preocupação muito pertinente em criar uma necessário ter um responsável para atender aespaço de interlocução com seu público, nas gestão do conteúdo, o papel do analista de redesredes sociais, em especial o FACEBOOK, com a sociais é mais do que essencial para um Indiefan page exclusiva para projeto. Games. Será seu canal direto com seu público.Alysson da Silveira, um dos participantes do Outro exemplo brasileiro e de perseverança é oHidden Arcade deseja levar a sério sua formação Izotonic, agora sim, considerada um Indieacadêmica e elevar a embrionária Hidden Arcade Games, com sede própria na Capital Paulista.para um Indie Games, mas ressalta, as principais 14/22
  15. 15. Apesar de recém chegada ao mercadocompetitivo e explorável, o Indie, Izotonic teveseu início em solos estudantis, formada tambémpor um grupo de ex-alunos, jovens ousados compouco recurso financeiro, em pouco mais decinco (5) meses, lançou no mercado mobile dois(2) jogos, o Poliedros e Light Firefly.O Poliedros, um game educativo, casual edivertido, tem como objetivo apresentar o estudoda geometria através da tecnologia touch. Empouco tempo de lançamento, já conquistou oprêmio “5 Stars Reviewers’ Choice”, no siteFileDir.com. Já o Light Firefly é um ótimo gamecasual e pode-se treinar a memória com 50 Tela da Fan Page do FACEBOOK da Izotonic em 27/08/2012, 13:00 hsfases, criando graus dificuldades quando sepassa de fase em fase. Ambos games, estão imagens fase a fase da produção dos jogos,disponíveis para iOs da Apple e dispositivos que trazendo para seus fãs de forma colaborativa epossuem o Android do Google. participativa como se faz game.Assim como o Hidden Arcade, a trupê do As redes sociais quando bem gerenciadasIzotonic também aproveita de maneira exercem uma vantagem tangível comparadainteligente as redes sociais a seu favor. Na sua aos outros meios de comunicação, promove a aproximação com seu público, de modo interativo, intuitivo e instantâneo. Tela de abertura do game “Poliedros” - produzido por Izotonicfan page do Facebook, já conquistaram 257seguidores fiéis, em seu mural sempre atentosao conteúdo de qualidade, onde aproveitam eapresentam os novos projetos da empresa comhiperlinks a vídeos, postados no canal própriodo Youtube, por exemplo. Ainda, na sua fan Tela do Canal Youtube da Izotonic, em 27/08/2012, 13:00 hspage, os albúns de fotos são repletos de 15/22
  16. 16. Games casuais nas por sonhos de faturar milhões e cair no gosto de jogadores aficcionados e despreocupados.redes sociais A pesquisa da Flurry Analytics realizada no início do trimestre de 2012, aponta que osOs games casuais nas redes sociais impusionam os internautas gastam o tempo na web comIndies Games. O instituto Gartner, diz que empresas aplicativos (apps) de redes sociais quanto comde jogos sociais devem embolsar US$ 6,2 bilhões em2012, quase o dobro do que ganharam no ano apps de mobile games (tablets e smartphones)passado. Será uma boa opção para quem tem pouco tanto para iOS da Apple quanto para Androiddinheiro e tempo pra investir? (Google), com uma média 24 minutos por dia só destinados a mobile games, ou seja, os gamesMais uma questão difícil de responder. Mas, casuais estão no gosto dos cibernautas dovale a reflexão de oportunidades e ameaças mundo inteiro.mercadológica. Apesar de um cenário muito Os games casuais são jogos simples, rápidosotimista para mercado de games casuais e de fácil jogabilidade. Estão disponíveis emdisponíveis em redes sociais, a volatilidade ambiente web - jogos para computador -assombra os desenvolvedores de games, sendo desktop, notebook ou netbook; e também parana maioria das vezes, estes personagens são os dispositivos móveis - tablets ouos próprios investidores do negócio, engajados smartphones. Tela da Fan Page Oficial do Angry Birds em 27/08/2012, 13:00 hs 16/22
  17. 17. O SuperData Research, especializado emmedições sobre bens digitais, estima que 40,1milhões de brasileiros serão usuários de gamessociais até o fim de 2012. Isso é mais do que odobro do número de jogadores de dois anosatrás no país.Para alguns jogadores, os games casuais sãoum excelente passa tempo e quando estãonas redes sociais e bem projetados, com umajogabilidade simples, uma trilha sonoraenvolvente, podem tornar-se muito viciantes, Curtir Game Social - produzido por Karen Reisum exemplo disso é o Angry Birds dafinlandesa Rovio Entertainment que ano conta com mais de 21 milhões de fans na suapassado faturou US$ 106 milhões, aderiu em página oficial e mais de 13 milhões demaio deste ano aos encantos de jogadores online aficionados em lançarpossibilidades de negócios no Facebook e já pássaros contra porcos para salvar os ovos roubados por seus inimigos - os porcos verdes. A filandesa Rovio demorou um pouco para entrar no Facebook comparado com outras games company de games casuais, mas não deixou por menos lançou também sua loja virtual no Facebook com uma linha de produtos variados, como brinquedos de pelúcia, bolas, moletons, camisetas, mochilas, maletas, travesseiros, chaveiros, imãs de geladeira, acessórios eletrônicos, livros, agenda e não podia faltar os games que encantam o mundo todo. Em uma matéria recente de Leonardo Luís, da Folha em 13 de agosto de 2012, o jornalista expõe o tema do ponto de vista de quem desenvolve games casuais e dá um alerta “A indústria dos games casuais é excessivamente transitória e competitiva em comparação com a dos jogos tradicionais para consoles e PC. Grandes hits somem do mapa em questão deScreenshot do Game Social Angry Bird no Facebook e tela da loja virtual meses, produtores de sucessos não da Rovio Entertainment. 17/22
  18. 18. conseguem emplacar novos jogos, e a pirataria de ginástica, dentre outras opções de interessede games muito baratos é comum.” da mulher.Leonardo finaliza, outro problema para Complementando, as métricas não param por aí,produtores de jogos sociais é transformar mulheres acessam mais redes sociais esucesso em dinheiro. Como os games são, em consultam mais e-mails do que homens, váriosgeral, gratuitos ou muito baratos, é necessário estudos indicam isso já algum tempo, o maisrecorrer a outras formas de receita. Nesse recente realizado pela Universidade de Bath, nosentido, uma peculiaridade no Brasil é que Reino Unido, confirmou as estatísticas.gasta-se pouco em compras dentro dos jogos, Portanto, não deixe de gerenciar bem seussegundo Mathieu Nouzaret, criador do hit canais de relacionamentos sociais, isso vale"SongPop". "O número de compras dentro do também para as Games Stores, tal comoapp no Brasil é cerca de 20 vezes menor que AppStore da Apple ou Android Market donos EUA. Precisamos recorrer a publicidade", Google, uma dose bem servida de marketing dediz. relacionamento faz a diferença, a cadaDiante deste contexto, investir em games comentário, responda sem hesitação. Todos nóscasuais sociais requer plano de ação e reação gostamos de feedback e de um pouco deefetivo, monitoramento das mídias sociais e atenção.integração entre elas. Ou seja, Facebook,T w i t t e r , L i n k e d i n , Yo u t u b e ,SlideShare todos integrados.Destaco ainda, interagir com seusgamers é essencial. Em outrapesquisa, destinada ao públicofeminino, comandada pela SophiaMind Pesquisa e Inteligência, umaagência focada para entender ocomportamento da mulher e suasrelações de consumo, sesurpreendeu quando o assunto égame casual.O resultado foi o seguinte, 45,8%das usuárias de internet jogam jogosonline e destas 34,2 jogam mobile,em média gastam 2,8 horas porsemana jogando jogos casuais ousimuladores de estabelecimentocomerciais, tais como salão debeleza, spa, restaurantes, academia 18/22
  19. 19. Social gaming Seria muito simples, traduzir ao pé da letra estas três palavras “social” = “social” + “gaming”experience = jogando + “experience” = “experiência”, vocêNunca estivemos tão dispostos ao [ciber]social, a leitor acredito que já consiga imaginar o que secolaboracão em massa, a sociedade em rede, a troca trata o “social gaming experience”.de experiência, a (re)ação voluntária, a valorização da Se você pensou, em um lugar onde pessoascidadania e do meio ambiente. Muitos pesquisadoresatribuem este fenômeno a era da informação, da compartilham suas experiências quando jogameconomia globalizada e criativa, do movimentos games, acertou. Todavia, a discussão que tragolíquidos da [ciber]cultura. para fomentar neste artigo é a seguinte, por que as pessoas se encantam tanto com redesDentro deste contexto, negócios surgem para sociais que atingem públicos específicos?atender estrategicamente esta demanda 2.0. O sociólogo espanhol Manuel Castells, em suaUma pergunta que sempre faço aos meus obra “Sociedade em Rede - A era daclientes: Vocês estão preparados para atender informação: economia, sociedade e cultura”, noa demanda 2.0? início dos anos 2000, apontava a influência dasAs respostas na sua maioria é SIM. Até me tecnologias da informação e comunicaçãoespanto com a resposta imperativa, porque eu (TICs) em nosso cotidiano. O autor conclui,mesma tenho muitas vezes dificuldades em “sobre as estruturas sociais emergentes nosrespondê-las ligeramente. Isso porque, domínios da atividade e experiência humanadepende do momento, tudo hoje, na era pós leva como tendência histórica, as funções e osdigital é o “raio X do momento” e dificulta muito processos dominantes na era da informaçãouma ação baseada em previsões. estão cada vez mais organizados em torno das redes.”Afinal, como prever ou estimar métricas nummundo que se movimenta e reinventa a todo Complementa o autor, “Redes constituem ainstante? Pois é, não é uma tarefa fácil. Mas, nova morfologia social de nossas sociedades ecomo tudo na vida tem solução e nós a difusão da lógica de redes modifica de formaconseguimos sempre minimizar os impactos substancial a operação e os resultados doscausados pelos entraves, nada melhor que usar processos produtivos e de experiência, poder eas tecnologias da informação e comunicação à cultura.”nosso favor. Portanto, as observações assinaladas porNos temas anteriores, abordamos “startup no Castells acima nos evidencia o fascínio dasBrasil”, “carência de profissionais pessoas por redes sociais - onde os atributos:especializados em diferentes ciclos do “produção”, “experiência”, “poder” e “cultura”desenvolvimento de games”, “o sonho e aceleram o fator “rede global de capital”, ouconquista do Indie Games”, “games casuais, seja, potencializa o acesso a informação e ocomo porta de entrada no mercado” e por fim, conhecimento de causa.encerraremos este artigo, abordando o “socialgaming experience”. 19/22
  20. 20. Contudo, essa evoluçãoda “rede global decapital”, naturalmente éconduzido por células denicho atraídos porsemelhança, interesses Ranking Games no Alvanista - www.alvanista.come comportamentos emcomum. Com isso, torna Ao criar uma conta, o usuário pode optar emas redes sociais segmentadas mais atraentes, usar sua conta do Facebook ou do Twitter,todos falando com proficiência a mesma língua, facilitando assim, a composição de sua rede decompartilhando e enriquecendo experiências. amigos. Basta enviar um convite, simples assim.Em maio deste ano, foi inaugurado a brasileira No entanto, para realmente haver “gamingAlvanista, a primeira rede social voltada experience”, requer para o jogador tempo eexclusivamente para jogadores ou se preferirem disposição. Normalmente este jogadores nãogamers. Com slogan “rede social para gamersconstruída por fãs e para fãs”.A proposta do Alvanista é que seususuários-gamers possam compartilharsuas experiências de gameplay comoutros usuários-gamers. A rede aindapossibilita eleger os games que maisgostam e o que querem jogar, indicar,criticar ou até sugestões paraenriquecer o catálogo de jogos, quechega a mais de 22 mil, afirma BrunoCavalcante, um dos idealizadores doAlvanista. Mensagem-Convite para amigos do Facebook - www.alvanista.com 20/22
  21. 21. perdem 5 minutos para passar tempo jogandogames casuais, tal como Angry Birds.Estes jogadores, também conhecidos comohardcore gamer, se envolvem com todos osaspectos do game (narrativa, personagens,cenários, trilha, desafios, recompensas,pontuações, etc) e também com o ambienteonde o game será jogado, ou seja, espaçofísico, as instalações, os dispositivos, sistemade aúdio, etc. Tudo precisa estar perfeito paracriar condições de experiência e prazer. BibliografiaFinalizando, a rede social Alvanista surge num CASTELLS, M. A Sociedade em Rede: A era da informação: economia, sociedade e cultura - volumebom momento de amadurecimento social das I. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2007.redes de relacionamento, trata-se também de LÉVY, P. As Tecnologias de Inteligência. Rio de Janeiro: Editora. 34, 1993.um ambiente que propicia direções para _____. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.produtores de games através de indicadores LOPES, A., SILVEIRA, A, GOMES,A, RODRIGUES,(termômetro) e métricas para promover D, FERREIRA, R, SHINZEN, T, PASCHOAL, T.tendências e inovações que circundam a Trabalho de Conclusão de Curso - Blood of Fire – The Order of Dragon Heirs. São Paulo: Faculdadesgamecultura. Metropolitanas Unidas – FMU, 2012. TAPSCOTT, D., WILLIANS, A. Wikinomics - como a colaboracão em massa pode mudar seu negócios. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2006. Webgrafia LUÍS, L. Hits de games casuais somem rápido do mapa, e produtoras não conseguem repetir sucessos. Link http://www1.folha.uol.com.br/tec/ 1135427-hits-de-games-casuais-somem-rapido-do- mapa-e-produtoras-nao-conseguem-repetir- sucessos.shtml, acessado em 27/08/2012. WERNECK, Viviane. Palestra sobre Indie Games. Link www.youtube.com/watch?v=odS5VuN8srM Webreferência 2Mundos_www.2mundos.net Alvanista_www.alvanista.com Gamereporter_gamereporter.uol.com.br/ Izotonic_www.izotonic.com.br UHY Consulting_www.uhy.com/ 21/22
  22. 22. sobre autoraKaren Reis é empreendedora digital, professora universitária e sócia fundadorado Grupo Sautlink, uma empresa especializada em cyberbusiness para fornecer eaproximar cadeias de relacionamento B2B e B2C. Com experiência acadêmica evivência profissional multidisciplinar (tecnologia, marketing e games) nogerenciamento e implementação de cyberbusiness, e-commerce, socialcommerce, social media, business game, business intelligence, dbm/crm social,datamining e na produção de e-magazine/e-books para iPad e Android, atuandoem empresas nacionais e multi-nacionais. É Mestre em Tecnologias de Inteligênciae Design Digital, Pós-Graduada em Administração de Marketing e Psicanálise eBacharel em Administração de Empresas. Pesquisadora em Tecnologias deInteligências e Ambientes Interativos para Gestão de Demanda pela PUCSP/ TIDD;Professora de Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Novas Tecnologias eMarketing Digital nas disciplinas: business games, protótipos de jogos digitais,comércio eletrônico, social learning, tecnologia móvel, métodos quantitativos,pesquisa & análise de mercado. Experiência nos seguintes mercados: serviços,editorial, farmacêutico, perfumaria & cosméticos, alimentar, telecomunicações,saúde animal, material de construção, automobilístico, cartões de crédito,financeiro... Onde encontrar website_ www.karenreis.com.br e-mail_contato@karenreis.com.br facebook/karenreisfigueiredo twitter/karen_reis

×