Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Presença social, interação e aprendizagem online

7,123 views

Published on

  • Be the first to comment

Presença social, interação e aprendizagem online

  1. 1. Presença Social, Interação e Aprendizagem Online<br />Por Juliana Antunes<br />Lisboa - Jun/2010<br />
  2. 2. Introdução<br /> Este serviu o propósito de criar (REA), no âmbito da unidade curricular "Materiais e Recursospara e-Learning", do Professor José Mota, e apresentar o trabalho de elaboração de um Recurso Educacional Aberto integrado na 4ª Edição do Mestrado em Pedagogia do e-Learning, da Universidade Aberta. <br /> Este recurso é abrangido pela licença <br />
  3. 3. Objectivos <br />O objectivo principal deste recurso é apresentar as principais ideias sobre Presença Social e Interação na Aprendizagem Online dos principais intelectuais que estudaram o tema na actualidade. No final desta leitura, terá informação para:<br />Compreender o conceito de Presença e quais os diversos tipos existentes.<br /> Conhecer as caracteristas da Presença Social nos ambientes de aprendizagem on-line.<br />Saber a importância da interação social nos contextos de aprendizagem on-line.<br />Identificar as barreiras existentes e como superá-las.<br />
  4. 4. Para ilustrar este recurso sobre a Presença Social, Interação e Aprendizagem Online, vou contar-lhes a história da Rita.<br />Curiosa e sedenta por aprender, ela resolveu fazer um Mestrado para melhorar a sua qualificação profissional. <br />
  5. 5. Logo surgiram outras preocupações e receios...<br />Será que vou conseguir me relacionar com os colegas?<br />Será que vou conseguir estudar<br />sozinha?<br />E terei auxílio dos professor à distância?<br />
  6. 6. Rita é secretária em um grande empresa e têm uma rotina de trabalho bastante intensa. Sua preocupação neste momento é conseguir conciliar ofício com os estudos e por isso optou pelo Ensino à Distância.<br />
  7. 7. Apesar dos receios, Rita persistiu...<br />
  8. 8. Pouco tempo depois, ficou surpreendida com o que descobriu e experênciou...<br />Os meus colegas são tão agradáveis e com experiências tão diferentes. Vou aprender imenso com eles!<br />Que bom que os Professores estão sempre a propor actividades e consigo comunicar facilmente com eles por e-mail!<br />
  9. 9. Mas o que fez a Rita perder rapidamente os seus receios?<br />Certamente que foi a sua integração aos colegas, o sentimento de presença social e interação que foram proporcionados. Estes elementos além de facilitadores, também foram motivacionais para ela. <br />Estou ansiosa para a aula de hoje porque vamos debater um assunto interessante.<br />
  10. 10. Rita estabeleceu relações interpessoais e sentiu que a sua presença no ambiente da formação era importante e notada pelos colegas e professores. <br />Preciso partilhar este link que encontrei com o grupo. Vai ajudar-nos nas pesquisas.<br />
  11. 11. Ela está satisfeita com a escolha que fez e agora tem novos amigos! Só há uma coisa que gostaria neste momento...<br />!<br />
  12. 12. Meu chefe bem podia ser também virtual para não ter que vê-lo mau-humorado todos os dias!!!<br />
  13. 13. A situação representada é um exemplo da presença social na aprendizagem online. Veremos a seguir os principais conceitos dos estudiosos desta temática.<br />
  14. 14. Significado de Presença(1)<br />A experiência da presença é um produto da mente do indivíduo e esta varia de acordo com as suas capacidades motoras, as suas percepções, estados mentais, características, necessidades, preferências, experiência, etc. <br />A percepção muda constantemente à medida que avançamos e interagimos com o mundo em tempo real. Esta mudança ocorre tanto com a estimulação do ambiente físico como do ambiente midiatizado. <br />(1) Estar lá: Conceitos, efeitos e avaliação da utilização da presença em ambientes mediados. (G. Riva, F. Davide, W. A. IJsselsteijn (Eds.) <br />
  15. 15. Significado de Presença(1)<br />Para Slater e os seus colaboradores, as variáveis que determinam a presença de um utilizador são: as características dos meios de comunicação; e do utilizador. Relativamente às características do meio comunicação, a forma da comunicação e o conteúdo da comunicação, têm um impacto significativo sobre o sentido da presença dos indivíduos, conduzindo a diferentes níveis de presença. <br />(1) Estar lá: Conceitos, efeitos e avaliação da utilização da presença em ambientes mediados. (G. Riva, F. Davide, W. A. IJsselsteijn (Eds.) <br />
  16. 16. Os diversos tipos de Presença<br />Um dos modelos que tem contribuído para acompreensão do contexto online como um contexto social é ode “comunidade de inquirição” proposto por Garrison e colaboradores. De acordo com este modelo, a aprendizagem tem lugar numa comunidade, através da articulação entre três elementos básicos que constituem os pré-requisitos fundamentais da experiência educacional a nível da formação no ensino superior:<br />Presença Cognitiva – é um elemento vital na experiência educativa e define-se pelo facto de os participantes construírem o significado e o conhecimento através da comunicação.<br />
  17. 17. Os diversos tipos de Presença<br />Presença Social - refere-se ao modo como os participantes são capazes de se projectar pessoalmente enquanto indivíduos (social e emocionalmente) na comunidade, funcionando como um suporte da presença cognitiva e facilitando indirectamente o pensamento crítico empreendido pela comunidade de aprendentes.<br />Presença de Ensino - é um elemento da responsabilidade do professor, embora, em determinadas circunstâncias, os estudantes assumam também uma parte dessa responsabilidade.<br />
  18. 18. Presença Social<br />A presença social é permeada pela formação de um mundo coerente que dá sustentação e significado a cada um de seus membros.<br />Short et al. caracterizam os meios de comunicação em termos do seu potencial para comunicar pistas sócio-emocionais de tal forma que a outra pessoa na comunicação é percebida como “fisicamente” presente. Eles definem presença social como o “grau de relevância da outra pessoa na interacção e consequente relevância das relações interpessoais.<br />
  19. 19. Interação social<br />A interacção social é considerada unanimemente como um dos factores primordiais no desenvolvimento humano, nas relações interpessoais, na comunicação e no processo de ensinoaprendizagem.<br />Designam um espaço social como “positivo” se o espaço social for caracterizado por relações de trabalho efectivo, uma forte coesão de grupo, confiança, respeito e integração, satisfação, e um forte sentido de comunidade. Um espaço social positivo determina, reforça e sustenta a interacção social que se está a estabelecer entre os membros do grupo.<br />Esse espaço social positivo é importante porque facilita e reforça a interacção social, o que, por sua vez, influencia a eficácia da aprendizagem colaborativa.<br />
  20. 20. Interação social<br />A educação online possibilita níveis de interacção elevados entre os participantes (tutor e estudante e entre estudantes), possuindo por isso potencialidades para expressar modelos de ensino-aprendizagem que se baseiam na interacção social.<br />Só o entendimento de que a interacção social é o elemento capaz de reduzir a distância e, portanto, criar proximidade poderá contribuir para que seja conceptualizada como uma parte inseparável do processo de ensino-aprendizagem.<br />
  21. 21. Relações Interpessoais na Aprendizagem Online<br />“Ensinar e aprender online implica o estabelecimento de relações interpessoais e educacionais ou seja, de interacções ou transacções. São estas que suportam, quer a aprendizagem, quer o ensino e, que afastam o acto de aprender e o acto de ensinar de um acto mecânico, socialmente descontextualizado,isolado.”<br />Interacção e presença social em ambientes virtuais deaprendizagem - Deise Francisco; Lina Morgado; Glaucio Machado; António Quintas Mendes<br />
  22. 22. Barreiras das Relações Interpessoais na Aprendizagem Online<br />A aprendizagem online é uma promissora nova geração de ferramentas educativas que possibilitam que os alunos estejam geográfica e temporalmente dispersos, permitindo a formação de grupos de aprendizagem distribuída compostos por membros provenientes de culturas diferentes. Entretanto há algumas barreiras que precisam ser ultrapassadas para o sucesso da aprendizagem:<br />
  23. 23. Barreiras das Relações Interpessoais na Aprendizagem Online<br />Não há uma pedagogia adequada.<br />Os media CMC-digitais baseiam-se em texto, deixando de fora as indicações não-verbais (gestuais) e outros sinais de retorno que dificultam a formação de impressões.<br />Os ambientes de ensino online podem não corresponder aos critérios de concepção de interacção e de usabilidade.<br />A melhor forma de ultrapassar essas barreiras e de conseguir uma efectiva aprendizagem colaborativa em grupos de aprendizagem depende em grande parte do surgimento de um espaço social positivo, o que indica que se estabeleceu uma comunidade de aprendizagem.<br />
  24. 24. Conclusão<br />“ A presença social é necessária para reforçar e promover a interacção social on-line, que é o principal veículo de aprendizagem social", e “se a presença social for baixa, o estabelecimento da aprendizagem social, da interacção social, não ocorre.”<br />Determinar Sociabilidade, Espaço Social e Presença Social em Grupos Colaborativos (A)Síncronos - KAREL KREIJNS, M.Sc., 1 PAULA. KIRSCHNER, Ph.D., 2 WIM JOCHEMS, Ph.D., 2 e Hans van Buuren, MA3<br />
  25. 25. Referências<br /><ul><li>Quintas-Mendes, A. ; Morgado, L. ; Amante, L.(2010) - Comunicação Mediatizada por Computador e Educação Online: da Distância à Proximidade
  26. 26. Garrison, R. (2007) - "Researching the community of inquiry framework: Review, issues, and future directions".
  27. 27. Huan Ho et al. (2007) - "Evaluating online conversation in an asynchronous learning environment".
  28. 28. Ijsselsteijn, W. et al. (2003) - "Being There: the experience of presence in mediated environments“.
  29. 29. Kehrwald, B. (2008) - "Understanding Social Presence in text-based online learning environments“.
  30. 30. Kreijns, K. et al. (2004) - "Determining Sociability, Social Space, and Social (A)synchronuous Collaborative Groups“.
  31. 31. Riva,G. et al. ( 2004) - "The Layers of Presence: A Bio-Cultural Approach to Presence in Natural and Mediated Environments".
  32. 32. Resumosdestesartigosrealizadospelosalunos da 4ª edição MEPL no âmbito da disciiplinaComunicaçãoEducacional do Professor António Quintas Mendes</li></li></ul><li>Recursos Técnicos Utilizados<br />http://www.designcomics.org/<br />http://office.microsoft.com/en-us/powerpoint/<br />http://www.slideshare.com<br />http://www.getpaint.net/<br />

×