Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Ardência bucal por Xerostomia

7,463 views

Published on

Aula ministrada pela Profa. Dra. Juliana Stuginski Barbosa, especialista em DTM e Dor Orofacial.
Site www.julianadentista.com

Published in: Health & Medicine
  • Login to see the comments

Ardência bucal por Xerostomia

  1. 1. www.julianadentista.com
  2. 2. Ardência bucal
  3. 3. Uma série de condições tem como sintoma a ardência bucal Abordagem inicial em pacientes com ardência bucal: »Anamnese »Histórico médico e odontológico »Exames clínico: odontológico, neurológico »Exames laboratoriais
  4. 4. Lesões orais (ex. lichen planus, língua geográfica). Candidíase oral Falhas em prótese ou restaurações Xerostomia: disfunções autoimunes (ex. doença de Sjögren), efeito de medicação Herpes simplex ou herpes zoster Trauma ao nervo língual ou mandibular após cirurgia oral Deficiência nutricional (vitamina B, ferro e zinco) Alergia a alimentos ou materiais odontológicos Refluxo esofágico, presença de Helicobacter pylori Diabetes não controlada Neurinoma do acústico Hipotireoidismo
  5. 5. Xerostomia Problemas sistêmicos Medicamentos Radioterapia
  6. 6. Saliva • Facilita a deglutição • Lubrifica a cavidade oral • Equilibra a microbiota • Protege tecidos orais contra traumas físicos e microbianos • Mantém pH equilibrado • Previne desmineralização dental Hipossalivação é associada a alteração do paladar (disgeusia)
  7. 7. Etiologia Problemas sistêmicos • Condições inflamatórias ou autoimunes (como síndrome de Sjögren ou cirrose biliar primária) • Amiloidose (doença degenerativa) • Esclerose relacionada a Imunoglobulina G4 • Sarcoidose (doença granulomatosa) • Imunodeficiência (AIDS, hepatite C) • Aplasia ou agenesia da glândula salivar • Linfoma
  8. 8. Síndrome de Sjögren• Doença autoimune crônica; • Caracterizada por uma infiltração inflamatória dos linfócitos nas glândulas exócrinas, provocando diminuição na sua produção; • Afeta, principalmente, as glândulas salivares e lacrimais, podendo causar secura também na pele, nariz e vagina; • Sintomas: sede, sensação de queimação, inflamação da língua e dos lábios, dificuldade de deglutição e cáries sérias, entre outros.
  9. 9. Síndrome de Sjögren • Razão homem: mulher – 1:9 • A maioria em menopausa ou pós menopausa • Etiologia não é conhecida, mas vários fatores provavelmente estão envolvidos, dentre os quais os genéticos, viróticos e hormonais. • O tratamento depende dos sintomas e do seu grau de severidade. • A Síndrome de Sjögren pode não representar risco iminente de vida, mas certamente provoca profundas alterações na vida do paciente. Com uma conduta terapêutica apropriada, a qualidade de vida pode ser melhorada. • Lágrimas artificiais e substitutos de saliva podem amenizar os sintomas de ressecamento.
  10. 10. Etiologia Radioterapia
  11. 11. Etiologia Medicamentos • Anti colinérgicos • Anti histamínicos • Anti hipertensivos: inibidores da enzima angiotensina, bloqueadores do receptor de angiotensina, alfa e beta bloqueadores adrenérgicos, diuréticos • Opióides • Antidepressivos, antipsicóticos • Relaxantes musculares
  12. 12. Etiologia Fisiologica e psicogênica • Desidratação • Respiração oral • Depressão e Ansiedade
  13. 13. Xerostomia Sinais e sintomas • Dentes • Aumento de cáries • Desmineralização em esmalte • Erosão e/ou atrição • Aumento acúmulo de placa • Aumento sensibilidade dentária
  14. 14. Xerostomia Sinais e sintomas • Mucosa oral • Mucosite • Descamação da mucosa oral • Atrofia • Estomatite de alergia ou contato • Candidíase recorrente • Lesões traumáticas • Ardência bucal com intolerância a alimentos e líquidos salgados, apimentados e amargos • Eritema generalizado e gengivite não específica
  15. 15. Xerostomia Sinais e sintomas • Língua • Seca, fissurada • Atrofia de papilas • Eritema • Bordas dentadas
  16. 16. Xerostomia Sinais e sintomas • Lábios • Secos • Descascado • Fissurado • Queilite angular
  17. 17. Xerostomia Sinais e sintomas • Glândulas salivares • Redução de secreção salivar • Saliva espessa • Edema da glândula • Sialodenite recorrente em paródita e submandibular
  18. 18. Xerostomia Sinais e sintomas • Cavidade oral • Alergia e reação ao contato • Halitose • Dificuldade para falar, mastigar e deglutir • Alteração do paladar
  19. 19. • Deficiência nutricional • Desidratação • Perda de peso • Aumento da sede • Mudanças na preferência alimentar Xerostomia Sinais e sintomas
  20. 20. Xerostomia Diagnóstico 1. Anamnese 2. Exame físico 3. Sialometria 4. Exames de sangue 5. Biópsia
  21. 21. Xerostomia 1. Anamnese 1. A quantidade de saliva em sua boca parece ser pouca? 2. Quando você se alimenta a quantidade de saliva parece ser pequena? 3. Você ingere líquidos para ajudar a engolir alimentos secos? 4. Você tem dificuldade para engolir?
  22. 22. Xerostomia 2. Exame Físico • Realizar exame físico completo em cabeça e pescoço •Observar característica da saliva •Inspecionar e palpar as glândulas salivares maiores para identificar nódulos, edema ou dolorimento
  23. 23.  Sialometria não estimulada:  0,3 a 0,5 ml / min  Sialometria estimulada:  = ou > 1,0 ml/ min Sialometri a Xerostomia 3. Sialometria
  24. 24. Xerostomia 4. Exames de sangue • Ao suspeitar de problemas sistêmicos ou doenças autoimunes, como Sjögren • Hemograma completo • Fator reumatóide, FAN (fator antinuclear), Anticorpos SS-A (Anti- Ro) e SS-B (Anti-La)
  25. 25. Xerostomia 5. Biópsia • Ao suspeitar de problemas sistêmicos ou doenças autoimunes, como Sjögren • Histologia de glândulas salivares maiores
  26. 26. Xerostomia Tratamento • Educação do paciente • Controle das condições sistêmicas e uso de medicamentos (consultar o médico) • Medidas preventivas • Tratamento farmacológico (estimulantes salivares) • Tratamento paliativo
  27. 27. Xerostomia Medidas preventivas • Aumento no número de visitas ao cirurgião-dentista • Controle dos problemas secundários (ex.: candidíase) • Tabagismo: reduzir ou parar • Manter hidratação adequada • Fluorterapia
  28. 28. Xerostomia Farmacologia • Indicado para pacientes em radioterapia e/ou condições sistêmicas • Pilocarpina 5 mg • Cevimelina 30 mg Contra indicação: asma, glaucoma, hipersensibilidade, e usado com cuidado em pacientes que ingerem beta bloqueadores. Efeitos colaterais: sudorese, náusea, rinite, cefaleia, sinusite e diarreia.
  29. 29. Xerostomia Cuidados paliativos
  30. 30. Xerostomia Cuidados paliativos

×