ConteúdoConteúdo ........................................................................................................ ...
Conteúdo     EEC - Easy Export Control ............................................................................. 107  ...
ApresentaçãoBem-vindo ao Release 4 do Protheus 8!A Microsiga disponibiliza o Release 4,contendo todas as melhoriasdesenvol...
Notas de Release 4 - Protheus 8      Resumo das Principais Melhorias      Apresenta um breve descritivo das principais fun...
Notas do Release 4 - Protheus 8                                                              Infra-estruturaAtualizando a ...
Notas de Release 4 - Protheus 8         Se a integridade referencial estiver ativa, o atualizador de versão irá desativá-l...
Notas do Release 4 - Protheus 8Relatórios personalizáveis      Imagine configurar um relatório definindo cores, bordas, ca...
Notas de Release 4 - Protheus 8          As especificações de tamanho do papel são as padrões do mercado, conforme o      ...
Notas do Release 4 - Protheus 8       Na configuração dos parâmetros de impressão, os dados devem ser separados por       ...
Notas de Release 4 - Protheus 8          Para a seção principal, é possível definir:               Altura da linha        ...
Notas do Release 4 - Protheus 8Para as seções específicas é possível definir:Propriedades         Imprimir:         Se ser...
Notas de Release 4 - Protheus 8               Margem esquerda               O espaço em pontos para margem esquerda da seç...
Notas do Release 4 - Protheus 8       Borda       Para separação das seções, podem-se aplicar bordas superior, inferior e ...
Notas de Release 4 - Protheus 8          Os campos das tabelas de dados, utilizadas no relatório, são disponbilizados para...
Notas do Release 4 - Protheus 8Fórmulas  A criação de fórmulas permite realizar cálculos com as células selecionadas para ...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Acumuladores          Os acumuladores permitem criar células com total, média, mínimo ...
Notas do Release 4 - Protheus 8Nesse caso, basta dar um duplo clique sobre o nome da célula à direita parainclui-la no cam...
Notas de Release 4 - Protheus 8               Célula               Para apresentação do acumulador como coluna, pode-se de...
Notas do Release 4 - Protheus 8CFG - Configurador   Atualização programada dos dicionários de dados      Com o objetivo de...
Notas de Release 4 - Protheus 8                                                              Novos AmbientesPLS - Planos d...
Notas do Release 4 - Protheus 8    Auditoria: O sistema é baseado em regras de auditoria e permite que os    gestores tenh...
Notas de Release 4 - Protheus 8          Através de ferramentas de BI, disponíveis no Protheus 8, o sistema dispõe de uma ...
Notas do Release 4 - Protheus 8SGI - Sistema de Gestão de Indicadores     O SGI é uma ferramenta web de análise de Indicad...
Notas de Release 4 - Protheus 8          A implementação da Gestão de Indicadores, torna possível:               Rastreame...
Notas do Release 4 - Protheus 8                              Ambientes Business IntelligenceBSC- Balanced Scorecard  Permi...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Maximização do mapa estratégico          Para facilitar a “Visualização do mapa estrat...
Notas do Release 4 - Protheus 8Integração com o SigaDW - Datawarehouse   A integração do SigaBSC com o SigaDW foi disponib...
Notas de Release 4 - Protheus 8DW - Datawarehouse          Nesse release, a interface do ambiente SIGADW - Datawarehouse- ...
Notas do Release 4 - Protheus 8                                         Ambientes AdministrativosCTB - Contabilidade Geren...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Mudança no relatório "Balancete modelo 1"          No relatório “Balancete Modelo 1” (...
Notas do Release 4 - Protheus 8Flexibilidade para apresentação do termo “Folha”, no cabeçalho derelatórios contábeis   Cri...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Mudança no relatório “Balanço Patrimonial”          Criada a pergunta “Dem. Período An...
Notas do Release 4 - Protheus 8Comparativo de Centro de Custo x Conta de 12 meses com quebrapor grupo   Implementada a per...
Notas de Release 4 - Protheus 8ATF - Ativo Fixo     Cálculo de depreciação acelerada proporcional          Implementada a ...
Notas do Release 4 - Protheus 8Cálculo de depreciação a partir do mês subseqüente ao da aquisição   Para permitir que o cá...
Notas de Release 4 - Protheus 8FIN - Financeiro     Tratamento diferenciado, na geração dos impostos de IRRF para     pess...
Notas do Release 4 - Protheus 8Tratamento sobre não-incidência de IRPJ, na fonte - Art. 64 da Lein 9.430   Disponibilizado...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Geração de dados para SEFIP - Integração Financeiro e Gestão de     Pessoal          I...
Notas do Release 4 - Protheus 8   Antes da criação do parâmetro, caso o título estivesse com os campos “Taxa de   Permanên...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Contabilização on-line dos movimentos do caixinha          Implementada a possibilidad...
Notas do Release 4 - Protheus 8   Com esta melhoria, é possível selecionar se o reprocessamento será tratado, ou não.   Em...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Cálculo da variação monetária - Alteração de taxa          A rotina Contabilização da ...
Notas do Release 4 - Protheus 8Importação do arquivo texto da AFIP RG 1817   Criada a rotina de “Import. AFIP” (FINA995) p...
Notas de Release 4 - Protheus 8     Tratamento diferenciado na geração dos impostos de IRRF de     acordo com o artigo 34 ...
Notas do Release 4 - Protheus 8Posicionamento da tabela SE5 - Movimentação Bancária, nacontabilização do recibo   Implemen...
Notas de Release 4 - Protheus 8PCO - Planejamento e Controle Orçamentário     Flexibilidade na configuração da validação d...
Notas do Release 4 - Protheus 8Implementação de relatórios pré-configurados com controle deacesso   Implementados recursos...
Notas de Release 4 - Protheus 8PMS - Gestão de Projetos     Relatório "Apontamento de Notas Fiscais de Entrada "          ...
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Notas do release 4 protheus 8
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Notas do release 4 protheus 8

20,337 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
20,337
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
146
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Notas do release 4 protheus 8

  1. 1. ConteúdoConteúdo ........................................................................................................ iApresentação...................................................................................................1Infra-estrutura ..................................................................................................3 Atualizando a Versão .......................................................................................3 Relatórios personalizáveis..................................................................................5Configurador.................................................................................................. 17Novos Ambientes............................................................................................ 18 PLS - Planos de Saúde.................................................................................... 18 SGI - Sistema de Gestão de Indicadores .............................................................. 21Ambientes Business Intelligence .......................................................................... 23 BSC - Balanced Scorecard ............................................................................... 23 DW - Datawarehouse..................................................................................... 26Ambientes Administrativos................................................................................. 27 CTB - Contabilidade Gerencial........................................................................... 27 ATF - Ativo Fixo........................................................................................... 32 FIN - Financeiro............................................................................................ 34 PCO - Planejamento e Controle Orçamentário........................................................ 44 PMS - Gestão de Projetos ................................................................................ 46 GE - Gestão Educacional................................................................................. 49 OFI, VEI, PEC - Concessionárias ........................................................................ 59Ambientes Materiais......................................................................................... 61 FAT - Faturamento ........................................................................................ 61 COM - Compras............................................................................................ 65 EST - Estoque/Custos..................................................................................... 72 OMS - Gestão de Distribuição........................................................................... 79 TMS - Gestão de Transportes ........................................................................... 80 PCP - Planejamento e Controle da Produção ......................................................... 93 GCT - Gestão Contratos.................................................................................. 97 WMS - Gestão de Armazenagem ..................................................................... 101 TEC - Field Service...................................................................................... 102 MNT - Manutenção de Ativos......................................................................... 104 i
  2. 2. Conteúdo EEC - Easy Export Control ............................................................................. 107 EDC - Easy Drawback Control......................................................................... 109 EFF - Easy Financing Control .......................................................................... 110 EIC - Easy Import Control .............................................................................. 111Ambientes Recursos Humanos .......................................................................... 112 APT - Processos Trabalhistas ......................................................................... 112 GPE - Gestão Pessoal ................................................................................... 113 PON - Ponto Eletrônico................................................................................. 119 RSP - Recrutamento e Seleção de Pessoal.......................................................... 123 TCF - Terminal de Consulta do Funcionário......................................................... 124 MDT - Medicina e Segurança do Trabalho.......................................................... 125 APD - Avaliação de Desempenho e Performance.................................................. 131Ambientes Qualidade...................................................................................... 134 QAD - Controle de Auditorias......................................................................... 134 PPAP – Aprovação de Processos de Peças Produtivas ........................................... 135 QDO - Controle de Documentos ...................................................................... 137 QIP - Inspeção de Processos .......................................................................... 139 QIE - Inspeção de Entrada.............................................................................. 141 QNC - Controle de Não-conformidades.............................................................. 142 ICE - Gestão de Riscos ................................................................................. 143 QMT - Metrologia........................................................................................ 144Ambientes Automação Comercial....................................................................... 146 LOJA - Controle de Lojas .............................................................................. 146CRM.......................................................................................................... 153 TMK - Call Center ....................................................................................... 153 CRD - Fidelização e Análise de Crédito.............................................................. 155Ambientes Saúde .......................................................................................... 156 HSP - Gestão Hospitalar................................................................................ 156ii
  3. 3. ApresentaçãoBem-vindo ao Release 4 do Protheus 8!A Microsiga disponibiliza o Release 4,contendo todas as melhoriasdesenvolvidas para o Protheus 8desde seu lançamento, os novosambientes Planos de Saúde e Gestãode Indicadores, além de uma série deinovações.A grande novidade são os RelatóriosPersonalizáveis que trazem interfacediferenciada destinada à criação deleiautes de relatórios por seção ecélulas, permitindo a definição defontes, cores, ajuste no tamanho decolunas e linhas, uso de fórmulas efunções, apresentação de gráficos,exportação para Excel, entre outrasfuncionalidades, sempre buscando oferecer a sua empresa ferramentas de alta qualidade.Este release é destinado aos clientes que utilizam as versões Protheus 8 Release 1, 2 ou 3,AP7 ou anteriores, que desejam migrar para o Release 4 do Protheus 8, beneficiando-se detodas as melhorias desenvolvidas para o produto desde seu lançamento.As notas do Release 4 do Protheus 8 estão organizadas, apresentando os seguintes assuntos: Infra-estrutura Atualizando a Versão - descreve a mudança efetuada no MP710TO811 para este release. Relatórios Personalizáveis - apresenta os detalhes e telas da nova funcionalidade. Configurador - apresenta as implementações e melhorias relacionadas à infra- estrutura do Protheus, tais como exportação de consulta genérica para Excel. Novos Am bientes Apresenta um breve descritivo dos novos ambientes. O CPR Microsiga - Centro Permanente de Resultados oferece demonstrações dos novos ambientes do Protheus 8. Agende a sua visita pelo site da Microsiga. 1
  4. 4. Notas de Release 4 - Protheus 8 Resumo das Principais Melhorias Apresenta um breve descritivo das principais funcionalidades implementadas nos ambientes do Protheus. Os detalhes sobre as melhorias sistêmicas desenvolvidas ao longo deste período foram documentados em boletins técnicos e estão disponíveis no FTP da Microsiga. Clientes da versão Protheus 8 Os clientes do Protheus 8 devem executar o atualizador de versão MP710TO811 caso desejem utilizar os novos ambientes. Observa-se, portanto, que a atualização para este release é recomendável, porém não é obrigatória, exceto para os novos ambientes. Todavia, a partir deste release, os updates e patches liberados pela Microsiga devem ser aplicados sobre este último repositório e, caso o MP710TO811 não tenha sido executado, os novos ambientes não estarão prontos para utilização. Clientes da versão AP7 Os clientes da versão AP7 e anteriores devem consultar também documentos anteriores de Notas de Release da versão Protheus 8.2
  5. 5. Notas do Release 4 - Protheus 8 Infra-estruturaAtualizando a Versão Para a atualização de versão do Release 4 do Protheus, é necessário executar o programa MP710TO811 conforme orientação do Guia de Instalação. Porém, no Release 4 do Protheus, o processo de atualização exibe uma tela adicional para atender tanto aos clientes que estão atualizando o produto a partir da versão AP7, quanto aos que já utilizam as versões Protheus 8 - Release 1, 2 ou 3, e querem utilizar os novos ambientes. Desta forma, após acessar o MP710TO811 e informar a senha do Administrador, será apresentada a janela "Atenção" para o seja informada a partir de qual versão será realizada a atualização. Esta informação é muito importante para que o ambiente seja preparado corretamente: Se estiver utilizando a versão Advanced Protheus 7, marque a caixa "Atualizar 7.10 para 8.11 R4" Se já estiver utilizando uma versão anterior Protheus 8 - Release 1, 2 ou 3, marque a caixa "Atualizar 8.11 R? para 8.11 R4" Após a escolha e confirmação, o sistema retorna à tela anterior para dar continuidade ao processo de atualização. Prossiga a atualização conforme descrito no Guia de Instalação. 3
  6. 6. Notas de Release 4 - Protheus 8 Se a integridade referencial estiver ativa, o atualizador de versão irá desativá-la antes de iniciar o processo de atualização de versão. Desta forma, ao final desse processo, será necessário executar a rotina que ativa a integridade referencial, através do ambiente Configurador, opção “Base de Dados/Integridade”.4
  7. 7. Notas do Release 4 - Protheus 8Relatórios personalizáveis Imagine configurar um relatório definindo cores, bordas, cabeçalho, títulos das colunas e linha de totais que permita classificar a informação por qualquer campo, aumentar ou diminuir o tamanho de linhas e colunas. Em que seja possível trocar a posição das colunas, omitir ou exibir campos, totalizar, agrupar, exportar para Excel etc. Pensando em todas essas vantagens, criou-se nova funcionalidade de Relatórios Personalizáveis que permite ao usuário modificar os relatórios padrões, criando leiautes próprios. Vale lembrar que nem todos os relatórios podem ser personalizados. Relatórios que tenham leiaute pré-definido por lei e formulários (boletos , notas-fiscais etc) não poderão ser alterados. Os relatórios personalizados são gravados com extensão .PRT, diferenciando-se dos relatórios convencionais que recebem a extensão .##R. Tela inicial simplificada A tela inicial dos relatórios personalizados é simplificada para permitir a configuração das opções básicas de impressão, oferecendo agilidade para o usuário que deseja emitir rapidamente seus relatórios com leiautes já gravados ou no formato padrão distribuído pela Microsiga. Na janela, é possível a seleção da impressora e modo de impressão (gravação em arquivo, envio para spool de impressão do Windows/Linux, envio do relatório em html por e-mail, exportação para Excel no formato XML). A saída da impressão pode ser local, na máquina do usuário; ou no servidor, respeitando as permissões de senha do usuário. 5
  8. 8. Notas de Release 4 - Protheus 8 As especificações de tamanho do papel são as padrões do mercado, conforme o formato escolhido, o Protheus irá ajustar a impressão. Além disso, é possível escolher a orientação do papel, se Retrato ou Paisagem, porém em alguns relatórios essa opção não é aplicável devido à necessidade de otimização da largura para apresentação dos dados. O título do relatório pode ser alterado livremente de forma a representar o assunto demonstrado. Também é possível alterar a organização dos dados, selecionando uma das chaves disponíveis. O campo "Layout" permite selecionar o modelo de relatório para impressão. À medida que novos leiautes forem gravados para um relatório, seus nomes serão listados nessa caixa. A opção "Preview" faz a exibição na tela do relatório gerado, possibilitando, na seqüência, o seu envio para impressora ou a cancelamento da impressão. A execução em segundo plano envia o relatório imediatamente para fila de impressão e libera o Protheus para outras operações. A opção "Agendar" tem a mesma finalidade, porém com um horário programado para impressão do relatório. Para que seja possível utilizar o agendamento, é necessária a configuração prévia do recurso de Schedule através do ambiente Configurador. O botão "Parâmetros" traz as perguntas para definição dos critérios de impressão. Nesse release, alguns relatórios permitem que sejam especificados intervalos de dados não contíguos ou individualizados.6
  9. 9. Notas do Release 4 - Protheus 8 Na configuração dos parâmetros de impressão, os dados devem ser separados por hífen e ponto e vírgula, seguindo o padrão Windows. Por exemplo: Para emitir a relação dos funcionários, pode-se configurar o parâmetro "Códigos" com 000001- 000006;000020-0000100;0000110.Personalizando os relatórios O botão "Personalizar" apresenta janelas para construção de uma nova aparência para o relatório. Configurando o leiaute por seção No lado esquerdo da janela Personalizar, apresentam-se as seções do relatório que representam os diferentes grupos de informações exibidos, por exemplo, os dados da Relação de Comissões são divididos nas seções ou quebras: Relatório de Comissões, Identificação do Vendedor, Dados dos Títulos e Valores Totais. Seção principal A primeira seção é a principal e define as características gerais de todo o relatório. 7
  10. 10. Notas de Release 4 - Protheus 8 Para a seção principal, é possível definir: Altura da linha A altura padrão para todas as linhas do relatório. É recomendável que essa configuração seja definida, considerando-se o tamanho da fonte utilizada. Para cada seção, também se poderá definir altura das linhas. O sistema irá aplicar de forma diferenciada as alturas das linhas. Espaçamento A margem esquerda em pontos para todo o relatório. Também será possível definir a margem esquerda de cada seção, criando indentações na disposição dos dados. Número inicial da página O número da página do relatório em que se deve iniciar a impressão. Esse recurso é útil quando se deseja reiniciar a impressão a partir de uma página do relatório. Fonte A fonte e o tamanho de letra que serão utilizados em todo relatório. São listadas todas as fontes disponíveis no ambiente operacional, porém o tamanho da fonte está limitado a dezesseis (16) pontos. A apresentação ou inibição dos dados de: cabeçalho do relatório, rodapé, páginas inicial de configuração dos parâmetros, informações ou observações adicionais, respeitando a permissão da senha do usuário. Seções específicas Ao abrir a árvore das seções, são apresentadas as seções específicas do relatório, que podem receber atributos individualmente. Basta posicionar sobre o título da seção e configurá-la. Por exemplo: para a seção Vendedor, utiliza-se destaque com bordas e para a seção Dados dos títulos, destaque em cor. Note que existem três áreas para configuração das seções: Propriedades (apresentada automaticamente); Células e Filtro (apresentadas na parte inferior da janela).8
  11. 11. Notas do Release 4 - Protheus 8Para as seções específicas é possível definir:Propriedades Imprimir: Se será ou não impressa a seção e seus títulos, se as células (campos) serão apresentadas em formato colunas ou em linhas. Se marcada a opção linhas, em "Colunas (células em linha)", é possível definir quantas células por linha devem ser impressas. Caso a seção seja inibida, somente seus totais de valores serão apresentados, como em um relatório sintético. Cabeçalho das colunas: Se os cabeçalhos das colunas (nomes dos campos) devem ser exibidos. É possível configurar a apresentação do cabeçalho acima de cada coluna (topo da página) e repeti-lo sempre que houver quebra de página. Altura e espaçamento entre linhas A altura da linha e o espaçamento entre elas podem ser ajustados. É recomendável que essa configuração seja definida, considerando-se o tamanho de fonte utilizado. 9
  12. 12. Notas de Release 4 - Protheus 8 Margem esquerda O espaço em pontos para margem esquerda da seção. Para a impressão, será considerada a margem do relatório mais a da seção. Quebra linha na impressão de colunas Quando o relatório possui muitas colunas, dependendo do tamanho da fonte utilizada, pode ocasionar o truncamento de informações. Assim, com essa opção marcada, se não couberem todas as colunas na mesma linha, o sistema continuará a impressão dos dados na linha seguinte. Ajustar células Se for utilizado um tamanho grande de fonte, pode ser necessário ajustar o tamanho da colunas para que seja possível balancear o espaço utilizado e prevenir que os dados não sejam truncados. O Protheus proporciona automaticamente todos os tamanhos das colunas, aproximando as informações conforme a quantidade de posições dos campos. Mesmo assim, pode ocorrer o truncamento dos títulos e dos dados da coluna caso não haja espaço suficiente. Também é possível realizar o ajuste individual de células, veja no tópico "Células". Quebrar página antes Cada seção será impressa em uma nova página. Cor Pode-se definir cores em RGB para o fundo e para a fonte da seção. Para seleção, gira-se o triângulo na direção da cor desejada e arrasta-se o ponto interno até o tom desejado; ou digita-se as quantidades de vermelho, verde e azul para compor a cor.10
  13. 13. Notas do Release 4 - Protheus 8 Borda Para separação das seções, podem-se aplicar bordas superior, inferior e laterais, basta clicar em cada lado.Células As células são as colunas dos campos apresentados pelas seções do relatório. Para adicionar ou inibir colunas e definir seus atributos, basta clicar sobre a barra "Célula", apresentada na parte inferior da janela. 11
  14. 14. Notas de Release 4 - Protheus 8 Os campos das tabelas de dados, utilizadas no relatório, são disponbilizados para que se possam adicionar novas colunas. Para adicionar ou remover células no relatório, basta clicar sobre elas e utilizar os botões com as setas. As células também podem ser movimentadas para cima ou para baixo, modificando suas posições no relatório. Na lado direito da janela, são definidas as propriedades de cada célula: Título É sugerido o título do campo, mas pode ser alterado. Tamanho Quantidade de posições reservadas para exibição dos dados da célula. É sugerido o tamanho do campo. Máscara Formato para apresentação dos dados em sintaxe AdvPl. É sugerida a máscara padrão do campo. Alinhamento e alinhamento do título Alinhamento dos dados das células e do título. Com o alinhamento automático, o Protheus analisa o tipo do campo e alinha à esquerda se caractere e memo, à direita se numérico, ao centro se data ou lógico. Auto ajustar Da mesma forma que o ajuste da seção, é possível definir individualmente o ajuste automático da largura da célula. Quebra linhas para texto longo Se o campo for do tipo caracter ou memo, será efetuada a quebra automática de linha para exibição de todo o texto. Considerar o tamanho do cabeçalho Na impressão das colunas, se a largura da célula for menor que o cabeçalho, será considerado o tamanho do cabeçalho. Se essa caixa não for habilitada, utilizando a função de auto ajuste, até mesmo o cabeçalho da célula poderá ser truncado para que seja possível ajustar a visualização dos dados. Cor e borda Da mesma forma que a configuração da seção, podem-se especificar bordas, cor de fundo e fonte para uma célula.12
  15. 15. Notas do Release 4 - Protheus 8Fórmulas A criação de fórmulas permite realizar cálculos com as células selecionadas para o relatório. É possível criar estruturas complexas de fórmulas, utilizando comandos em AdvPl. A elaboração de fórmulas deve ser realizada criteriosamente, pois pode comprometer a performance do processamento do relatório. Para cada linha impressa da célula, o Protheus precisa calcular a fórmula novamente. Para defini-las, clica-se no campo "Fórmula" e, em seguida", no botão . No lado direito da janela, são relacionadas as células do relatório. Para utilizar uma célula na fórmula, dê um duplo clique sobre ela. A área da fórmula irá representá-la como CELL (<ordem>). A partir daí as fórmulas podem ser compostas com funções AdvPl , utilizando comandos de repetição como If, Whlile, For, ou com simples operações matemáticas. Para editar uma fórmula, clica-se no botão . 13
  16. 16. Notas de Release 4 - Protheus 8 Acumuladores Os acumuladores permitem criar células com total, média, mínimo e máximo, baseado em outras células numéricas e também criar células de contagem de ocorrências, baseado em qualquer dado. A partir de um acumulador também são criados gráficos para apresentação ao final do relatório. Acumulador Define o tipo do acumulador que será criado: se totalizador, valor mínimo, valor máximo, média ou contador de ocorrências. Agrupar por Os acumuladores são criados baseados em uma célula agrupadora, por exemplo: para criar um acumulador que totalize as comissões faturadas pela venda de cada cliente, é necessário os valores precisam ser agrupados por cliente.14
  17. 17. Notas do Release 4 - Protheus 8Nesse caso, basta dar um duplo clique sobre o nome da célula à direita parainclui-la no campo "Agrupar por". É possível agrupar o acumulador por mais deuma célula.FórmulaÉ o dado que será acumulado. Por exemplo: Comissão.Pode-se utilizar expressões em AdvPL para composição do acumulador.Imprimir no final do relatórioOs acumuladores podem ser impressos separadamente ao final de relatóriocomo uma estatística dos dados apresentados.GráficoA partir do acumulador podem-se criar diferentes tipos de gráficos (barra, linha,pizza etc). Os gráficos são gravados em arquivos .BMP com o mesmo nome doarquivo do relatório.Se existirem vários acumuladores com gráficos, os arquivos .BMP serãogravados em seqüência (matr1501.bmp, matr1502.bmp, etc) no diretório despool. Se excluído o arquivo .BMP, o gráfico deixará de ser exibido.Para definição do gráfico, é necessário informar o tipo, o título do gráfico, onome para a série e a apresentação ao final do relatório. 15
  18. 18. Notas de Release 4 - Protheus 8 Célula Para apresentação do acumulador como coluna, pode-se definir um título, tamanho e máscara. Um acumulador pode ser utilizado apenas para criação de gráfico; assim, se não houver interesse em apresentá-lo no relatório, basta desmarcar a opção "Imprimir". Caso seja habilita a impressão, a cada linha, o sistema irá acumular os valores da coluna. Filtros Os filtros selecionam os dados do relatório a partir de condições definidas pelo usuário. Para definir um filtro, são utilizadas as tabelas da seção principal. Portanto, para definir um filtro, posicione sobre a seção principal e clique na barra "Filtro", apresentada na parte inferior da janela. Os campos da tabela principal estarão disponíveis para composição dos filtros. Após a configuração do relatório, clique no botão "Salvar" para gravar o modelo e utilizá-lo sempre que necessário. Em seguida, na janela inicial de configuração do relatório, clique no botão "Imprimir" para gerar o relatório.16
  19. 19. Notas do Release 4 - Protheus 8CFG - Configurador Atualização programada dos dicionários de dados Com o objetivo de facilitar o processo de atualização dos dicionários de dados, o administrador poderá programar o horário da atualização automática, utilizando o botão “Agendar”. Ressalta-se que o processo de atualização deve ser utilizado em modo exclusivo; ou seja, nenhum usuário poderá utilizar o sistema durante a realização do processo. Se no momento agendado, o sistema estiver sendo utilizado, a atualização automática não será efetuada e outra data deverá ser agendada. Quando o usuário estiver com o sistema aberto, porém sem processos em uso por inatividade - time out, o processo se realizará normalmente. Exportação de consultas genéricas para Microsoft Excel Disponibilizada na consulta genérica (LERDA), a funcionalidade de exportação direta de dados para o aplicativo Microsoft Excel. A exportação é processada pelo botão “Exp. Excel”, quando se deve informar a quantidade de registros da tabela selecionada que serão exportados para o Excel. Por uma questão de performance, o número máximo de registros que poderão ser exportados é 999 e não pode ser aumentado. Tratamento para controle de exclusão de fórmulas Para que seja possível controlar exclusões de fórmulas que estejam em utilização por algum TES – Tipo de Entrada e Saída, criou-se o parâmetro MV_CFGX19A". Quando esse parâmetro estiver ativado, nessa situação, a fórmula não poderá ser excluída, garantindo a integridade dos processamentos fiscais. Integridade Referencial x Ambientes Protheus Para alguns ambientes do Protheus, o recurso de integridade referencial diretamente no SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados) está em fase de desenvolvimento. Antes de ativar o uso da integridade referencial, consulte o help-desk Microsiga para certificar-se que a implementação está disponível para o ambiente. 17
  20. 20. Notas de Release 4 - Protheus 8 Novos AmbientesPLS - Planos de Saúde O Protheus 8 Gestão de Planos de Saúde foi desenvolvido para atender aos segmentos de cooperativas médicas e odontológicas, autogestão, medicina de grupo e seguradoras, atendendo toda a regulamentação da Lei 9.656 e contemplando todas as exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Integrado às demais funcionalidades do Protheus 8, dispões de todos os recursos necessários para o perfeito gerenciamento de processos, tornando mais eficiente e competitiva a administração das empresas do setor. Tendo como característica a grande possibilidade de parametrizações, o PLS permite grande flexibilidade para definição de coberturas, carências, taxas e preços de planos, formas de cobrança e regras negociadas com as diversas classes de prestadores, como médicos, clínicas, hospitais e laboratórios. Tais parametrizações podem ocorrer em diversos níveis, permitindo a criação de regras genéricas para toda a empresa, como também criando regras específicas até o nível de beneficiário. As funcionalidades do Protheus 8 Gestão de Planos de Saúde têm como principais objetivos prover a empresa com ferramentas para aumentar a produtividade em atividades operacionais como credenciamento da rede de prestadores, gestão de vendas e contratos, processos de atendimento e autorizações, controle de contas médicas, cobrança e pagamento, bem como oferecer meios para um efetivo processo de auditoria de autorizações com informações on-line de todo o histórico de beneficiário, prestador e procedimentos. Funções operacionais: Credenciamento de prestadores. Gestão de vendas: O sistema possui recursos para efetuar simulações de vendas, comparativos entre empresas (concorrentes) que indicam fatores críticos de sucesso/insucesso durante o processo de negociação de contratos, gerando informações em planilhas e gráficos. Também é possível estabelecer regras de comissões, levando-se em conta variáveis como metas de vendas, regras de comissionamento por produto, quantidades, períodos (tempo), times de vendas, entre outros. Gestão de contrato: Uma característica do sistema é atender de forma automatizada e configurada toda a negociação comercial, gerando a partir da venda do plano os contratos em modelos configurados e integrados aos sistema (através da integração do sistema com o MS-Word), emissão dos boletos no final da negociação, carteirinha e demais funcionalidades ainda no processo de negociação, em que o grande objetivo é fazer com que o cliente possa sair da sua empresa com tudo pronto e de forma automática. Atendimento/Autorização.18
  21. 21. Notas do Release 4 - Protheus 8 Auditoria: O sistema é baseado em regras de auditoria e permite que os gestores tenham total controle sobre autorizações realizadas, exames negados, glosas realizadas e demais informações importantes para a tomada de decisões. Controle de contas médicas. Controle de reembolso. Cobrança. Pagamento. Funções de controle Regras de coberturas. Regras de carências. Regras de atendimento dos prestadores. Regras de valorização de serviços e procedimentos. Auditoria. Livros ANS, que permitem o atendimento às exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar. SIB (Sistema de Informações de Beneficiários). SIP (Sistema de Informações de Produto). Agenda médica - permite o controle da agenda dos médicos que prestam serviços nos pontos de atendimento. Regras de contabilização da ANS, totalmente integradas ao ERP, abrangendo vários níveis de hierarquização do plano de saúde. Integração on-line com financeiro, permitindo uma total automação de cobrança e dos pagamentos a serem realizados. Controle gerencial por naturezas financeiras. Utilização do conceito da Curva de Gauss para análise do desempenho da rede de atendimento. Controle de capital social - prevê a distribuição de dividendos para cooperados mediante resul tados obtidos.Além destas funcionalidades, o sistema possui um portal exclusivo paracredenciados e usuários que permite efetuar autorizações de exames através daInternet, consultar/imprimir os extratos de utilizações, extratos da rede deatendimento e efetuar a consulta ao guia médico. 19
  22. 22. Notas de Release 4 - Protheus 8 Através de ferramentas de BI, disponíveis no Protheus 8, o sistema dispõe de uma série de consultas gerenciais pré-formatadas, oferecendo informações que irão auxiliar sua empresa na tomada de decisões. Os helps em Html que compõem a documentação do Planos de Saúde estão em desenvolvimento. Portanto, ainda não disponíveis nesse release.20
  23. 23. Notas do Release 4 - Protheus 8SGI - Sistema de Gestão de Indicadores O SGI é uma ferramenta web de análise de Indicadores Chave da Performance (KPI, Key Performance Indicator), que permite fácil análise dos scorecards (painéis) e dos indicadores, além de possibilitar o acompanhamento de planos de ações definidos, visando o alcance das metas empresariais estabelecidas. Sua concepção foi intrinsecamente estruturada pela metodologia de gestão para alcance das metas: o PDCA – Plan, Do, Check, Action, (planejar, executar, avaliar e agir) desde o planejamento até a ação ou tomada de decisão. Uma vez que a organização analisou sua missão, seus investidores e definiu suas metas, torna-se necessário um meio para medir o progresso. Por meio do SGI, realizam-se medições que antecipadamente refletem os fatores críticos de sucesso, tornando possíveis o rastreamento, o monitoramento e ação sobre os Indicadores Chave da Performance (KPI). Toda pessoa responsável por algum departamento ou indicador dentro da empresa deve ser usuário desta ferramenta para acompanhamento de performance. A gestão deve garantir a implementação do que foi efetivamente estruturado e definido na estratégia, bem como avaliá-la e revê-la constantemente, não permitindo que o planejamento estratégico torne-se apenas mais um estudo da alta administração sem conexão com a realidade do dia-a-dia. Assim, é fundamental para o sucesso de uma estratégia o envolvimento das pessoas que irão atuar na empresa, mantendo-as alinhadas e capacitadas a pensar sistematicamente sobre o futuro e não somente para agir no presente. 21
  24. 24. Notas de Release 4 - Protheus 8 A implementação da Gestão de Indicadores, torna possível: Rastreamento de indicadores chave da performance. Aplicação de métricas para as medidas. Aplicação de planos de ação para as medidas. Análise de performance e tendências, com apoio de múltiplos indicadores. Listar os indicadores chave, incluindo Real x Planejado x Projeção. Armazenar informações de qualidade e essenciais. Análise de dados através de filtragens, segmentação e artifícios de drill-down. Definir regras de cálculos, incluindo cálculo automático dos indicadores. Propicia visão geral da performance do negócio em todos os níveis da organização. Habilita toda organização a operar a gestão da performance. Integra todos os dados da corporação em um único ponto de análise. Integra-se com planilha Excel e base de dados do Protheus.22
  25. 25. Notas do Release 4 - Protheus 8 Ambientes Business IntelligenceBSC- Balanced Scorecard Permissão de acesso ao menu “Organização” Implementada rotina que possibilita ao usuário Administrador acessar e alterar o perfil dos usuários, por meio do menu “Organização”, opção “Segurança do Usuário ou Grupo”. Para garantir a segurança sobre a configuração do perfil dos usuários, os novos usuários cadastrados no BSC serão criados com a restrição de direito “Não Acessa a Organização”. Para os usuários já cadastrados, a permissão continua como “Acessa a Organização” e não deve ser alterada pelo administrador, mantendo desta forma, a configuração anteriormente estabelecida. Alem disso, ao acessar o BSC, a primeira tela a ser apresentada será a “Área de Trabalho”, ao invés da tela “Organização”, independente do usuário possuir acesso ou não. Agendamento de processos para notificação de iniciativas em atraso e a vencer Na rotina “Agendamento de Processos”, implementou-se recurso de notificação de iniciativas (planos de ação) com atraso na execução e com vencimento próximo. A partir de agora, é possível agendar o envio de e-mails relativos ao vencimento das iniciativas a vencer em até sete dias e também as já vencidas. Os e-mails serão enviados aos responsáveis pelas iniciativas, alertando-os sobre o vencimento. Somente os administradores possuem permissão para cadastrar o envio de notificações, no “Agendamento de Processo”. É necessário que o servidor de e-mail esteja configurado no SIGABSC e que cada responsável tenha o e-mail informado em seu cadastro. 23
  26. 26. Notas de Release 4 - Protheus 8 Maximização do mapa estratégico Para facilitar a “Visualização do mapa estratégico”, foi implementado nesta opção o botão “Maximizar”. Com este novo recurso, ao clicar no botão “Maximizar” do mapa estratégico, a tela será ampliada ao máximo, permitindo melhor visualização. Escolha do responsável nos retornos e avaliações Implementado tratamento para que seja apresentada, automaticamente, como responsável pelo retorno ou avaliação, a pessoa associada ao usuário corrente, evitando assim que seja inserida uma informação importante em nome de outra pessoa. Antes, o SIGABSC permitia que, nos cadastros de “Retornos das Tarefas” e nas “Avaliações dos indicadores,” o usuário escolhesse o responsável pelo respectivo cadastro. A partir de agora, não será mais possível informar este responsável manualmente, assegurando, desta forma, a origem da informação. Melhorias nos relatórios Os relatórios de Iniciativas/Tarefas e o de Planos de Ações receberam novos parâmetros e informações: Relatórios de Iniciativas/Tarefas: pode-se filtrar por importância, urgência e situação das tarefas e iniciativas. Agora, também são exibidas as informações sobre a situação e porcentagem concluída. Relatório de Indicadores: pode-se filtrar por data de análise (permitindo avaliações retroativas), por situação do objetivo (atingido e não atingido), além de mostrar cores de acordo com o atingimento ou não do indicador. Criação de webservices para o Gestão de Pessoal (GPE) Para disponibilizar informações do Balanced Scorecard, no ambiente Gestão de Pessoal, foram desenvolvidos os webservices: 1. GetTasksGrades: Retorno do percentual de atingimento individual das tarefas, permitindo saber quanto cada responsável atingiu em cada tarefa estipulada. 2. GetIndGrades: Retorno do percentual de performance cada indivíduo baseado na análise dos indicadores dos quais ele é responsável. Os webservices podem ser usados em customizações, principalmente de consultas, acrescentando análises de performance em itens como Avaliação e Desempenho e Remuneração Variável.24
  27. 27. Notas do Release 4 - Protheus 8Integração com o SigaDW - Datawarehouse A integração do SigaBSC com o SigaDW foi disponibilizada de duas formas: Pela chamada de consultas do SigaDW dentro dos painéis do SigaBSC sem apresentação de telas de identificação do usuário (login). Pela importação direta dos dados do SigaDW. 25
  28. 28. Notas de Release 4 - Protheus 8DW - Datawarehouse Nesse release, a interface do ambiente SIGADW - Datawarehouse- está totalmente remodelada. Seu novo design e forma de navegação, proporcionam mais agilidade na construção dos cubos e consultas. Contando com assistentes (wizards) que facilitam a definição de entidades. Além da nova interface, outras importantes melhorias foram criadas: Nova biblioteca gráfica com mais recursos para elaboração e apresentação dos gráficos. Unificação das telas de Definição e de Execução da consulta, permitindo uma grande agilidade na mudança das visões. Novo desktop para o usuário final que passa ter opções de acesso às consultas através de uma árvore ou de painéis no estilo Microsoft Outlook. Área Meus Favoritos que permite relacionar as consultas mais acessadas e links para documentos diversos. Filtros de seleção disponíveis também para construção dos gráficos. Criação de atributos diretamente no cubo (filtros e indicadores virtuais), disponibilizando-os para qualquer consulta. Integração com Crystal Reports - permite a execução de um relatório em Crystal através de consultas com drill-down. Histórico de ocorrências - em cada análise gráfica, pode-se gravar uma ocorrência (observação) com a imagem do gráfico. Esse histórico ficará disponível para consulta.26
  29. 29. Notas do Release 4 - Protheus 8 Ambientes AdministrativosCTB - Contabilidade Gerencial Agilidade nos lançamentos intercompany Criado tratamento para permitir o transporte de lançamentos entre empresas/filiais com estruturas de cadastros iguais (plano de contas / centros de custo / itens contábeis / classes de valor), evitando a necessidade de cadastrar roteiro do intercompany em nível “analítico” (código a código). O cadastro Intercompany passa a apresentar marcadores (checkbox), permitindo a geração dos lançamentos contábeis na empresa/filial destino, utilizando o mesmo código de entidade da empresa/filial de origem. Novo relatório "Conta x Centro de Custo x Item Contábil x Classe Valor x 12 meses" Disponibilizado relatório “CTAxCCxITxCVx12M” (CTBR295) que permite a comparação de movimentos ou saldos acumulados entre os tipos de saldos de cada período do calendário contábil. A análise de valores poderá ser efetuada com qualquer combinação entre as entidades Conta Contábil, Centro de Custo, Item Contábil e Classe de Valor. Serão apresentados os valores para cada período do calendário contábil com uma linha para cada “Tipo de Saldo”, selecionado nas perguntas “Tipo de Saldo” e “Saldo a Comparar”. Opcionalmente, serão demonstradas, também, a variação percentual e a diferença em valor entre os saldos. A apuração dos saldos ou movimentos será feita conforme a combinação de entidades selecionadas através das perguntas “Usa Conta”, “Usa Centro de Custo”, “Usa Item” e “Usa Classe de Valor”. Histórico de rateio off-line / rateio baseado em valor Criado tratamento para armazenar o histórico dos rateios off-line processados, ficando disponível sua consulta através do botão “Histórico”, na tela do Cadastro de “Rateios off-line” (CTBA270). Além da consulta ao histórico, foi criado recurso de cálculo automático do percentual de rateio, baseado em quantidades através dos seguintes campos: "Unidade de Medida" (CTQ_UM) e "Valor na Unidade de Medida" (CTQ_VALOR). Ao informar o valor/quantidade na tela de cadastro, os percentuais de rateio serão atualizados automaticamente, tomando por base o valor informado na linha, contra o somatório de todas as linhas. 27
  30. 30. Notas de Release 4 - Protheus 8 Mudança no relatório "Balancete modelo 1" No relatório “Balancete Modelo 1” (CTBR040), foi alterada a configuração da pergunta “Quebra por Grupo“, que passa a ter três opções: Quebra por grupo (equivalente à antiga configuração “Sim”) Com a quebra “por grupo” serão efetuadas quebras de página no relatório de acordo com os grupos de contas associados ao cadastro do Plano de Contas. Para esta opção, é necessário cadastrar os “Grupos Contábeis”, no item “Configurações Contábeis/Grupos Contábeis” (CTBA130) e associar o grupo às contas contábeis no “Plano de Contas”. Quebra por código (equivalente à antiga configuração “Não”) Com esta opção serão efetuadas quebras de página de acordo com o código da conta do Plano de Contas, sendo efetuada quebra de página a cada mudança na conta sintética de nível 1 (conta de nível um ou conta mãe). Essa configuração só tem efeito se efetuada impressão, considerando-se inclusive contas sintéticas. Não quebra (novo) Com esta opção o relatório não terá quebra de página forçada, exceto pela quebra normal de limite de página. Tratamento para a montagem do histórico de lançamentos contábeis aglutinados Implementado o campo “Histórico Aglutinado” (CTK_HAGLUT) com o objetivo de tratar a montagem do histórico de lançamentos contábeis aglutinados, principalmente, nos casos em que o sistema está configurado com o parâmetro “MV_AGLHIST” (aglutinação considerando o histórico) com conteúdo “T”. Com essa implementação, o histórico aglutinado passa a ser montado na interpretação da regra de contabilização (função DetProva) e armazenado na tabela de contra-prova. Nos casos em que o histórico aglutinado não estiver preenchido, no cadastro de Lançamentos Padrões, será considerado o histórico padrão para gravação do lançamento e para aglutinação.28
  31. 31. Notas do Release 4 - Protheus 8Flexibilidade para apresentação do termo “Folha”, no cabeçalho derelatórios contábeis Criado tratamento para substituir a palavra "Folha" do cabeçalho padrão dos relatórios contábeis, no ambiente Contabilidade Gerencial através da criação do parâmetro "MV_CTBPAG". Nos casos em que é efetuada a impressão frente e verso de acordo com a interpretação fiscal, o termo utilizado deve ser “Página” e não “Folha”. Para esta situação, pode-se configurar o parâmetro MV_CTBPAG, substituindo a palavra “Folha” por qualquer outra palavra.Controle de usuários concorrentes, no reprocessamento de saldoscontábeis Criado tratamento que visa bloquear a execução da rotina de Reprocessamento de Saldos por mais de um usuário, na mesma empresa e filial, de maneira simultânea / concorrente, situação que, eventualmente, poderia provocar inconsistências nas tabelas de saldo, mesmo após a execução do reprocessamento. O tratamento envolve os parâmetros "MV_CTBLCKU" e "MV_CTBLOCK", que permitem habilitar ou desabilitar o controle de concorrência entre usuários, na execução simultânea da rotina de Reprocessamento de Saldos.Mudança no relatório “Demonstrativo de Resultados” 1. Criada a pergunta “Considerar” com as seguintes opções de escolha: Mov. Período - o sistema apresentará somente a movimentação do período, sem somar o saldo anterior. Permite que o usuário trabalhe com mais de um calendário em aberto e apresente o demonstrativo somente do exercício contábil que foi selecionado, sem acumular ao exercício anterior. Saldo Acumulado - o valor apresentado corresponderá ao movimento do período, somado ao saldo anterior. Trata-se da forma como o relatório era impresso antes da criação dessa pergunta. 2. Criada a pergunta "Saldos Zerados ?" com as seguintes opções de escolha: Sim - as entidades serão impressas independente do valor de seu saldo. Corresponde à forma como o relatório era impresso antes da criação dessa pergunta. Não - as entidades que tiverem saldo igual a 0 (zero) não serão apresentadas. Essa pergunta existe na maioria dos relatórios do ambiente Contabilidade Gerencial. Se a quantidade de entidades contábeis cadastradas que não tiveram movimentação for muito grande, a opção “Não” permite tanto a redução do tamanho do relatório, como a melhoria da sua performance. 29
  32. 32. Notas de Release 4 - Protheus 8 Mudança no relatório “Balanço Patrimonial” Criada a pergunta “Dem. Período Anterior?“ com as seguintes opções de escolha: Sim - as colunas de saldos referentes ao período anterior àquele solicitado serão demonstradas. Esta opção refere-se à condição a que o relatório atendia antes da criação dessa pergunta. Não - as colunas referentes ao saldo anterior ao período solicitado não serão impressas. Essa opção melhora a visualização e facilita a interpretação do balanço, pois traz o saldo somente do exercício contábil selecionado. Semáforo para processamentos simultâneos de rotinas off-line e on- line Para melhoria de performance e garantia da consistência das informações durante a gravação e atualização das tabelas de saldos, implementou-se o controle semáforo/ bloqueio de processos, quando executadas as rotinas on-line de forma concorrente com processamentos denominados batch ou off-line. O controle de “semáforo por processo” ou “serialização por processo” atua permitindo que processos de integração e manutenção de lançamentos sejam executados simultaneamente aos processamentos em batch, efetuando a seguinte ação: enquanto houver o processamento off-line em execução, serão bloqueadas as execuções de novos processos on-line ou off-line. Esse controle aplica-se tanto a ambientes configurados com atualização de saldos on-line quanto off-line; ou seja, é válido independente da configuração dos parâmetros “MV_ATUSAL” e “MV_SLDCOMP” e do uso de stored procedures no ambiente Contabilidade Gerencial. O controle de “serialização por processo” será habilitado automaticamente como padrão (default) após aplicação dos pacotes de atualização correspondentes, através de patch emergencial ou atualizações no FTP (não é necessária modificação de parâmetros e/ou configurações). Na necessidade de reconfigurar a serialização, deve-se criar o parâmetro “MV_CTBSER”. Novo relatório “Diário Geral Modelo 2” Desenvolvido o relatório “Diário Geral Modelo 2” (CTBR113) com o objetivo de demonstrar o diário, aglutinando os lançamentos por documento fiscal em formulário de 132 colunas. É ideal para empresas que tenham código de conta contábil com mais de 20 caracteres e lançamentos totais que ultrapassem a casa dos bilhões.30
  33. 33. Notas do Release 4 - Protheus 8Comparativo de Centro de Custo x Conta de 12 meses com quebrapor grupo Implementada a pergunta “Quebra por Grupo?” no relatório “Comparativo de Centro de Custo x Conta de 12 meses”, cujo objetivo é apresentar os totais conforme os grupos contábeis cadastrados para as contas. A totalização será calculada por centro de custo, considerando as contas contábeis de um mesmo grupo contábil.Descrição das contas em diferentes idiomas nos relatórios“Balancete Modelo 2” e “Balancete Modelo 3” Implementada a pergunta “Descrição na Moeda?” nos parâmetros de configuração para impressão dos relatórios “Balancete Modelo 2” (CTBR050) e “Balancete Modelo 3” (CTBR060) que permite visualizar a descrição das contas contábeis conforme as moedas utilizadas. Com isso, a apresentação da descrição dessas contas será feita em diferentes idiomas. Todas as contas contábeis também deverão ter sua descrição cadastrada na moeda configurada para permitir visualizá-las na impressão dos balancetes, uma vez que o sistema buscará esta informação na tabela CT1 – Cadastro de Plano de Contas, nos campos CT1_DESCXX (sendo XX o código da moeda).Nova rotina para apuração de resultados O principal objetivo da apuração de resultados é efetuar o levantamento e cruzamento dos valores de receitas e despesas em um determinado período (exercício, mês e ano), obtendo destes lançamentos contábeis o resultado que poderá ser lucro ou prejuízo do período. Com esta finalidade foi implementada uma nova rotina de apuração de resultados (CTBA211) que traz maior abrangência, desempenho e integridade para a geração dos lançamentos de apuração. A principal modificação, comparando-a com a original, está no uso do conceito “movimento” na apuração de resultados. O efeito desta mudança poderá ser visto nos fechamentos em exercícios consecutivos, evitando impacto entre as apurações, caso algum período não tenha sido encerrado. Nessa situação, poderá se apurar o resultado de um determinado exercício “E” tendo o exercício “E-1” pendente de apuração. 31
  34. 34. Notas de Release 4 - Protheus 8ATF - Ativo Fixo Cálculo de depreciação acelerada proporcional Implementada a rotina “Depreciação acelerada” (ATFA171) que facilita o cálculo da depreciação acelerada sobre bens móveis em decorrência de um desgaste maior, causado pela utilização por tempo de uso operacional superior ao normal. De acordo com o RIR/99, depreciação acelerada é aquela reconhecida e registrada contabilmente, relativa à diminuição acelerada do valor dos bens móveis, resultante do desgaste pelo uso em regime de operação superior ao normal, calculada com base no número de horas diárias de operação e para a qual, a legislação fiscal, igualmente, acata sua dedutibilidade. No que concerne aos bens móveis poderão ser adotados, em função do número de horas diárias de operação, os seguintes coeficientes de depreciação acelerada sobre as taxas normalmente utilizáveis (RIR/1999, art. 312): 1,0 – para um turno de 8 horas de operação. 1,5 – para dois turnos de 8 horas de operação. 2,0 – para três turnos de 8 horas de operação. Com esta melhoria, a empresa poderá utilizar o bem em um período determinado do mês, aplicando uma taxa específica de 15% (bem operante por 16 horas), que corresponderá à depreciação acelerada, justificado pelo excesso de utilização deste bem neste período e para o restante do mês utilizará a taxa normal de depreciação de 10%, calculado pela rotina “Cálculo mensal” (ATFA050). Tratamento de valores negativos na inclusão de bens Implementada melhoria com o objetivo de permitir a inclusão de bens com valores negativos. O sistema permitia a digitação de valores negativos apenas para os tipos de ativos iguais a “05” (Reavaliação negativa). Para que esse tratamento seja possível, foram criados os seguintes parâmetros: MV_N3TPNEG – indica os tipos de bens que podem ser inseridos com valores negativos. MV_N1TPNEG – indica as classificações do bem (campo “Classificac.” - N1_PATRIM) que podem ser inseridas com valores negativos.32
  35. 35. Notas do Release 4 - Protheus 8Cálculo de depreciação a partir do mês subseqüente ao da aquisição Para permitir que o cálculo da depreciação seja feito a partir do mês subseqüente ao da aquisição, foi criado um novo conteúdo para configuração do parâmetro “MV_TIPDEPR”: 0 – Proporcional: calcula a depreciação pela quantidade de dias do mês, proporcional entre a data de início da depreciação e a data do primeiro cálculo. 1 – Mês cheio: calcula a depreciação integral no mês de aquisição independente da data de início da depreciação. 2 – Mês subseqüente ao da aquisição (novo): define que a depreciação do bem começará somente no primeiro dia do mês subseqüente à data de sua aquisição.Novo conceito de correção monetária do Ativo Fixo - Artigo 41 daLei de Rendas DL 824 Implementada nova rotina de correção monetária para o cálculo de depreciação do ativo fixo conforme Artigo 41 da Lei de Rendas DL 824. Antes, a correção monetária do ambiente Ativo Fixo era calculada por meio da variação da taxa da moeda. A partir de agora, com base nessa legislação o bem pode sofrer correção conforme os percentuais mês a mês de depreciação do bem cadastrado na opção “Tabela IPC”. 33
  36. 36. Notas de Release 4 - Protheus 8FIN - Financeiro Tratamento diferenciado, na geração dos impostos de IRRF para pessoas físicas Criado o parâmetro MV_VCTIRPF para tratamento diferenciado na geração dos impostos de IRRF em casos de títulos a pagar de fornecedores pessoas físicas. Caso o conteúdo do parâmetro esteja igual a “E”, indica que o título de IRRF será gerado a partir da data de emissão do título; caso esteja com “V”, será gerado a partir da data de vencimento do título e caso esteja com “C”, será gerado a partir da data de contabilização do título. Validação de valor mínimo recebido na baixa a receber O novo parâmetro “MV_VLBXREC” permite validar, no momento da baixa de um título no contas a receber, se o sistema deve permitir ou não o recebimento de um valor menor que a soma dos valores de juros, multa e desconto. Caso o conteúdo do parâmetro seja “1”, a baixa poderá ser efetivada normalmente; caso seja “2”, será apresentada uma tela de aviso em que o usuário deverá confirmar ou não a efetivação da baixa; caso seja “3”, o sistema não apresentará nenhum aviso e não permitirá a baixa. Recálculo dos Tributos de PIS, Cofins e CSLL na baixa de contas a receber Na rotina de “Baixas a Receber”, foi implementado recurso que permite executar o recálculo dos tributos de PIS, Cofins e CSLL, considerando a data de baixa dos títulos. Para isto, deve ser criado o parâmetro “MV_IMPBXCR”, que habilita a exibição do botão para recálculo. O recálculo dos tributos pelo novo botão é realizado mediante o seguinte tratamento: se o somatório dos títulos em aberto no mês para o cliente ultrapassar o valor mínimo de retenção (5.000,00 – MV_VL10925), os títulos de abatimento dos tributos gerados pela emissão serão regerados com novos valores. se o somatório dos títulos em aberto no mês para o cliente não atingir o valor mínimo de retenção (5.000,00 – MV_VL10925), os títulos de abatimento dos tributos gerados pela emissão serão excluídos.34
  37. 37. Notas do Release 4 - Protheus 8Tratamento sobre não-incidência de IRPJ, na fonte - Art. 64 da Lein 9.430 Disponibilizado tratamento para não incidir o cálculo de IRPJ – Imposto de Renda para Pessoa Jurídica - quando realizada aquisição ou venda de/para fornecedor, ou cliente enquadrado pelo SIMPLES – Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte. Para este tratamento, foram criados os campos “Calc. IRRF” (A2_CALCIRF), na tabela cadastro de Fornecedores, e “Calc. IRRF” (A1_CALCIRF), na tabela cadastro de Clientes, que permitem configurar a necessidade do cálculo do imposto de renda, conforme o fornecedor/cliente.Permissão para cancelamento da baixa de títulos conciliados O parâmetro “MV_BXCONC” define se será permitido o cancelamento da baixa de títulos que sofreram conciliação bancária. Caso o conteúdo do parâmetro seja “1”, o sistema permitirá o cancelamento da baixa do titulo; caso seja “2”, será apresentada uma mensagem advertindo que o cancelamento não pode ser efetuado.Permissão para cancelamento da baixa de títulos principais comimpostos de PIS, Cofins e CSLL já baixados Criado o parâmetro "MV_CB10925" para definir se será permitido o cancelamento da baixa de títulos principais que já tiveram títulos de impostos de PIS / Cofins / CSLL baixados. Caso seja possível o cancelamento, os títulos de impostos baixados também poderão ser cancelados ou excluídos, ou ainda permanecerem como pagos. Se o parâmetro for configurado com “1”, o sistema permitirá o cancelamento da baixa do título principal; se configurado com “2”, será exibida uma mensagem advertindo de que o cancelamento não pode ser efetuado, pois existe um título “filho” de imposto que já sofreu baixa.Validação de valor mínimo pago na baixa Criado o parâmetro MV_VLBXPAG para validar no momento da baixa de um título do contas a pagar, se o sistema deve permitir ou não a baixa com o valor menor que a soma dos valores de juros, multa, correção e desconto. Caso o conteúdo do parâmetro seja “1”, a baixa será realizada normalmente; caso seja “2”, o sistema apresentará uma tela de aviso, em que o usuário deverá confirmar ou não a efetivação da baixa; caso seja “3”, uma tela de aviso será apresentada ao usuário, não permitindo a efetivação da baixa e sugerindo a inserção de novos valores. 35
  38. 38. Notas de Release 4 - Protheus 8 Geração de dados para SEFIP - Integração Financeiro e Gestão de Pessoal Implementada rotina que tem por objetivo realizar a integração entre os ambientes Financeiro e Gestão de Pessoal quanto à geração de dados para a SEFIP - Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social. Com esta integração, é permitido que os títulos de fornecedores que sejam pessoa física e que possuem retenção de valores para a Previdência Social, tenham seus dados lançados nos arquivos de movimentos mensais (SRC) para futuro tratamento da rotina de geração de dados para SEFIP (Gestão de Pessoal). No processo de integração, será verificado através do CNPJ/CPF, se o fornecedor está cadastrado como funcionário na tabela de cadastro de funcionários (SRA). Caso não exista cadastro, o sistema incluirá, automaticamente, um registro para este funcionário, utilizando como matrícula o código "900000". Este código será incrementado à medida que novas inclusões no cadastro de funcionários se fizerem necessárias. Com isso, deve-se atentar para o correto cadastro do CNJP/CPF, tanto no cadastro de fornecedores (SA2), como no cadastro de funcionários (SRA). Gravação de histórico do maior valor de nota/título do fornecedor No cadastro de Fornecedores, implementou-se o campo “Maior Nota” (A2_MNOTA), que será atualizado automaticamente com o valor da maior nota/título de entrada do fornecedor. Caso o lançamento seja proveniente do ambiente Compras, este campo será atualizado com o maior valor de nota de entrada registrado na tabela S F1- “Cabeçalho de Nota Fiscal de Entrada” para o fornecedor. Caso o lançamento seja proveniente do ambiente Financeiro, este campo será atualizado com o maior valor do título registrado na tabela SF2 - “Contas a Pagar” para o fornecedor. O sistema já disponibilizava o campo “Maior Compra” (A2_MCOMPRA) para gravação do valor da maior parcela gerada para pagamento das compras devidas ao fornecedor, independente do valor total da nota fiscal. Com a criação do campo “Maior Nota” (A2_MNOTA), o sistema passa a gravar também o maior valor total da nota fiscal, independente do número de parcelas do título. Tratamento para baixas de títulos em atraso que tenham “Taxa de Permanência” e “Porc. Juros” Criado o parâmetro MV_FINJRTP para tratar baixa de títulos em atraso que tenham, no Contas a Pagar e no Contas a Receber, preenchidos os campos “Taxa de Permanência” (respectivamente, E2_VALJUR e E1_VALJUR) e “Porc. Juros” (respectivamente, E2_PORCJUR e E1_PORCJUR).36
  39. 39. Notas do Release 4 - Protheus 8 Antes da criação do parâmetro, caso o título estivesse com os campos “Taxa de Permanência” e “Porc. Juros” preenchidos, o sistema sempre assumia, na baixa, a “Taxa de Permanência”. Com a criação do parâmetro, caso os dois campos estejam preenchidos, é possível selecionar as seguintes opções: 1 = Aplica somente a taxa de permanência. 2 = Aplica somente juro. 3 = Aplica a taxa de permanência e juros.Alteração da forma de tributação de aplicações financeiras Realizada alteração no cálculo do IR de aplicações financeiras nas rotinas de “Resgate” (FINA181) e “Apropriações Mensais” (FINA183) para atender ao dispositivo da Lei 11.033, art. 1o., incisos I a IV e § 2º incisos I e III, que trata das diversas taxas de IR para aplicações financeiras. O tratamento é efetuado quando o campo “% Imposto IRF” (EH_TAXAIRF) estiver com conteúdo em branco no cadastro da Aplicação. Quando esse campo está preenchido, o sistema considera a alíquota nele informada; caso contrário, utiliza as alíquotas definidas pela Lei 11.033.Indicação do nome do fornecedor na “Cópia de Cheques” Para que seja possível indicar qual nome do fornecedor será impresso na “Cópia de Cheques” (FINR490), criou-se o parâmetro MV_COPCHQF com as seguintes opções de configuração: 1 = Nome reduzido. 2 = Razão social.Impressão da GPS – Guia da Previdência Social, no ambienteFinanceiro Realizada melhoria para que seja possível gerar a impressão da GPS – Guia da Previdência Social a partir dos títulos de INSS, registrados no contas a pagar. Quando um título de INSS for gerado a partir de um pagamento efetuado a determinado fornecedor, será impresso o nome desse fornecedor, na guia, para identificar em nome de quem será efetuado o recolhimento do INSS. Caso exista um título de INSS sem fornecedor específico; ou seja, título de INSS incluído manualmente (campo “Tipo” (E2_TIPO) = INS), o nome do fornecedor não será impresso na guia. A impressão é baseada nos títulos a pagar emitidos na competência determinada nos parâmetros, somando todos os títulos de INSS por fornecedor. Será apresentada uma guia para cada fornecedor solicitado. 37
  40. 40. Notas de Release 4 - Protheus 8 Contabilização on-line dos movimentos do caixinha Implementada a possibilidade de efetuar a contabilização on-line dos movimentos do caixinha. Antes, a contabilização somente era efetuada no encerramento do caixinha através da opção “Fechamento”. Serão utilizados os seguintes lançamentos padronizados para essa contabilização: 572 – Inclusões de movimentos de gastos/antecipações. 579 – Exclusões dos movimentos. Configuração das taxas de aplicações CDI Criado tratamento para tratar aplicações financeiras que utilizam a variação CDI no cálculo do rendimento, baseado no cadastro da taxa da moeda (SM2). Através do parâmetro MV_BASECDI será verificada se a taxa de CDI refere-se a uma base mensal ou anual. A forma como está registrada a taxa é determinante para que o financeiro efetue o cálculo do rendimento de uma aplicação financeira do tipo CDI, utilizando a variação de forma correta. O cálculo do rendimento é efetuado de acordo com os dados informados no cadastro de Aplicações Financeiras através dos campos “Operação” (EH_TIPO), “Taxa Nominal” (EH_TAXA), “Moeda” (EH_MOEDA) e “Valor da Operação” (EH_VALOR). Reprocessamento da geração de dados para a DIRF Efetuada melhoria na rotina “Geração de Dados para a DIRF” (FINA401) para permitir que os dados gerados sejam reprocessados. A geração de dados para a DIRF, a partir dos títulos de tributos incluídos no financeiro, ocorre da seguinte forma: 1. Ao incluir um título a pagar, o usuário informa “1-Sim” no campo “Gera Dirf” (E2_DIRF). 2. Periodicamente, o usuário aciona a rotina “Gera dados p/DIRF” (FINA401) e informa os parâmetros solicitados. 3. A rotina processa os títulos de tributos (Campo “Tipo” (E2_TIPO = TX)) que tenham o campo “Gera Dirf” (E2_DIRF) igual a “1-Sim” e grava “2-Não” nesse campo, após o processamento. 4. Essa operação cria as informações necessárias nos arquivos SRL - Cabeçalho DIRF/Informe de Rendimentos e SR4 - Itens DIRF/Informe de Rendimentos para posterior utilização no ambiente Gestão de Pessoal, como por exemplo, impressão de relatórios, geração do arquivo para envio à Receita Federal, entre outros.38
  41. 41. Notas do Release 4 - Protheus 8 Com esta melhoria, é possível selecionar se o reprocessamento será tratado, ou não. Em caso de reprocessamento, os dados da DIRF, registrados nos arquivos SRL e SR4, serão excluídos e os dados dos títulos de tributos do ambiente financeiro que já foram processados serão novamente enviados aos arquivos SRL e SR4.Gravação dos códigos de retenções de tributos de PIS, Cofins eCSLL Para que seja possível flexibilizar códigos diferenciados de retenção de impostos, foram criados os campos “Cód. Ret. PIS” (E2_CODRPIS), “Cód. Ret. Cof.“ (E2_CODRCOF) e “Cód. Ret. CSL” (E2_CODRCSL) na tabela de Contas a Pagar. Caso a nota fiscal, a ser incluída pelo ambiente de Compras ou pelo ambiente Financeiro, retenha PIS, Cofins ou CSLL e os campos “Cód. Ret. Pis” (E2_CODRPIS), “Cód. Ret. Cof.” (E2_CODRCOF) ou “Cód. Ret. Csl” (E2_CODRCSL) estejam preenchidos, o sistema irá gravá-los na duplicata “pai”, ignorando os códigos pré- definidos atualmente no sistema, que são: “5952” quando o título retém os três impostos: PIS, Cofins e CSLL. “5979” quando o título retém somente PIS. “5960” quando o título retém somente Cofins. “5987” quando o título retém somente CSLL. Nos impostos “Filhos”, o sistema gravará os códigos de retenção no campo “Cód. Retenção” (E2_CODRET) de acordo com a informação dos novos campos. Quando não estiverem preenchidos, o sistema fará a gravação do campo utilizando o mesmo tratamento da duplicata “Pai”. Os códigos de retenções dos impostos devem estar cadastrados na Tabela “37” do arquivo “SX5”.Gravação da data de inclusão de títulos a pagar em borderôs queretenham PIS, Cofins e CSLL Para gravar a data de inclusão de títulos a pagar em borderôs que retenham impostos de PIS, Cofins e CSLL (FINA241), foi criado o campo “Dt. Borderô” (E2_DTBORDE) na tabela de Contas a Pagar, que irá controlar a retenção dos impostos da Lei 10925 quando forem gerados no pagamento do título; ou seja, na baixa do título ou na geração de borderôs de pagamentos (MV_BX10925 = 1). De acordo com a Lei 10925, a retenção dos impostos é efetuada mensalmente por fornecedor, considerando a data de vencimento real dos títulos, porém com a criação do campo “Dt. Borderô” (E2_DTBORDE), o sistema passará a verificar também a data de geração dos borderôs para efetuar a retenção dos impostos de PIS, Cofins e CSLL. 39
  42. 42. Notas de Release 4 - Protheus 8 Cálculo da variação monetária - Alteração de taxa A rotina Contabilização da Variação Monetária é utilizada quando existem movimentações em moeda estrangeira no ambiente Financeiro da qual resulta uma diferença que denominamos variação monetária e que para ela deve haver um lançamento contábil correspondente mensal enquanto os títulos a pagar ou a receber permanecerem em aberto. Foram criadas duas novas perguntas "Taxa de Venda da Moeda" e "Taxa de Compra da Moeda" que possibilitam alterar a taxa da moeda para correção na execução da rotina de variação monetária. Com base nas taxas informadas, o sistema atualizará os novos campos “Tx. Cor. Moeda“ (E1_TXMDCOR) e “Tx. Cor. Moeda” (E2_TXMDCOR). Estes valores serão utilizados no próximo cálculo da variação monetária para determinar o valor inicial. Além disso, serão utilizados nas rotinas de baixas do Contas a Pagar e do Contas a Receber que também calculam a variação monetária para os títulos. Nova opção de taxa de conversão nos relatórios Aging de Fornecedores e de Clientes Incluída a pergunta “Converte valores pela?” (Taxa do dia, Taxa do movimento), nos relatórios “Aging de Fornecedores” e “Aging de Clientes”, que permite escolher a taxa de conversão que deseja utilizar na impressão do relatório. Assim serão possíveis os seguintes tratamentos: Taxa do dia – será considerada, na conversão, a taxa diária da moeda referente à data de inclusão do título (tabela SM2 – Moedas). Taxa do movimento – será considerada, na conversão, a taxa informada no campo “Taxa moeda” (E2_TXMOEDA), fornecida na inclusão do título a pagar ou a receber. Nova opção de taxa de conversão, no relatório “Títulos a Pagar 2” A pergunta “Converte valores pela?” (Taxa do dia, Taxa do movimento) foi incluída no sistema, permitindo que o usuário escolha a taxa de conversão que deseja utilizar na impressão do relatório. Dessa forma, serão possíveis os seguintes tratamentos: Taxa do dia – será considerada, na conversão, a taxa diária da moeda referente à data de inclusão do título (tabela SM2 – Moedas). Taxa do movimento – será considerada, na conversão, a taxa informada no campo “Taxa moeda” (E2_TXMOEDA), fornecida na inclusão do títul o a pagar.40
  43. 43. Notas do Release 4 - Protheus 8Importação do arquivo texto da AFIP RG 1817 Criada a rotina de “Import. AFIP” (FINA995) para importação do arquivo texto (.txt) com a classificação tributária por CUIT, disponível na Internet, página da AFIP. Com base neste arquivo, será possível verificar se o CUIT do fornecedor está incluso na relação do governo para obrigatoriedade de retenção de ganâncias. Neste caso, o campo “Insc. Imposto” (A2_INSCGAN) deve estar atualizado com conteúdo “S”. A rotina “Import. AFIP” possui três opções, que podem ser executadas em seqüência: 1. Importação do arquivo texto para a nova tabela FI3 – cadastro de Contribuintes de Retenção. 2. Emissão de relatório com divergências entre o campo “CUIT” do cadastro de fornecedores comparado ao conteúdo do arquivo importado. 3. O sistema faz a verificação de todos os CUITs do cadastro de fornecedores, pesquisando no tabela FI3; caso o CUIT seja encontrado, o campo “Insc. Imposto” (A2_INSCGAN) é atualizado com “S”; caso não seja encontrado, o campo é atualizado com “N”.Relatório “Resumo de recebimentos em dinheiro por cliente”(FINR275) Para que seja possível facilitar a inclusão de dados, no programa da Declaração Informativa do México, declaração esta que inclui todos os clientes que pagaram mais de 150.000 pesos, foi criado relatório que apresenta os valores pagos por cliente em dinheiro, em um determinado período. Serão apresentados os dados do cliente (nome, endereço e RFC) e os valores pagos no período selecionado. O relatório permite a quebra por filial do sistema.Conversão automática de valores na baixa parcial da ordem de pago Na janela “Opção de Pagamento Diferenciado”, foi incluída a coluna “Vl. Moeda Selecionada”, que exibirá a conversão do valor a pagar. Desse modo, ao se tratar de uma baixa parcial, basta informar o valor a pagar na coluna “Vl. a pagar”, na moeda original, e o sistema automaticamente o converterá para a moeda selecionada, evitando cálculos manuais de conversão. 41
  44. 44. Notas de Release 4 - Protheus 8 Tratamento diferenciado na geração dos impostos de IRRF de acordo com o artigo 34 da Lei 10.833 De acordo com o artigo 34 da lei 10.833 de 29 de dezembro de 2003, as entidades da administração pública federal ficam obrigadas a efetuar as retenções na fonte para o Imposto de Renda, CSLL, COFINS e contribuição do PIS/PASEP, quando se tratar de um título a pagar. O artigo 35 da Lei 11.196 de 21 de novembro de 2005 determina que o recolhimento ao Tesouro Nacional deve ser realizado pelo órgão público que efetuar a retenção ou de forma centralizada pelo estabelecimento matriz da pessoa jurídica, até o último dia útil da quinzena subseqüente àquela quinzena em que tiver ocorrido o pagamento à pessoa jurídica fornecedora dos bens ou prestadora do serviço. Para adequação às leis, implementou-se o parâmetro “MV_VENCCRC”, que deve conter os códigos de retenções que se enquadram no artigo, separados pelo símbolo “#” para que o Sistema possa verificar o código de retenção do título de IRRF a ser gerado com vencimento diferenciado. Exclusão de movimentos de prestação de contas em adiantamentos do caixinha Criado o parâmetro “MV_PCTCAIX” que permite excluir um movimento de prestação de contas lançado para um adiantamento do caixinha, através da rotina “Movimentos do Caixa” (FINA560). Esse recurso permite ao usuário refazer a prestação de contas. Para configuração do parâmetro estão disponíveis as seguintes opções: 1 - exclui o movimento de prestação de contas e estorna o valor ao caixinha (conteúdo padrão). 2 - exclui o movimento de prestação de contas e disponibiliza o valor para novas movimentações. Cadastro de moedas até a 99ª moeda O Protheus já está configurado com cinco moedas, sendo uma padrão e quatro alternativas. Além dessas, é possível configurar outras pelo parâmetro MV_MOEDAPX e pelos respectivos campos M2_TXMOEDX, na tabela SM2 – Moedas do sistema. Esse parâmetro limitava o uso de até nove moedas. Dessa forma, foi implementada melhoria que permite cadastrar até a 99ª moeda. Para configurar as moedas da décima à nonagésima nona, é necessário criar os parâmetros MV_MOEDPXX (XX é o número da moeda que se quer cadastrar) e, na tabela SM2 – Moedas, os respectivos campos M2_TXMOEXX (XX é o número da moeda a ser cadastrada).42
  45. 45. Notas do Release 4 - Protheus 8Posicionamento da tabela SE5 - Movimentação Bancária, nacontabilização do recibo Implementado o posicionamento da tabela SE5 - Movimentação Bancária na contabilização dos movimentos de baixas efetuados pela rotina “Recebimentos diversos” (FINA087a), permitindo que seus dados sejam utilizados na composição do lançamento padrão 575 – Inclusão de Recibos Diversos - para a geração da contabilização on-line e off-line.Período de acúmulo de bases de cálculo de IRRF Implementada melhoria que disponibiliza, na rotina “Contas a pagar” (FINA050), a possibilidade de agrupar os valores para gerar a base de cálculo de IRRF utilizando três opções diferentes de data, são elas: 1 - pela data de emissão. 2 - pelo vencimento. 3 - pela data de contabilização. Para selecionar a data pela qual deseja-se obter o valor acumulado da base de cálculo de IRRF, foram implementados os parâmetros “MV_AMCIRPF” e “MV_AMCIRPJ”, respectivamente para pessoas físicas e pessoas jurídicas. Mesmo com esta nova configuração, por meio da rotina “Fornecedor” (Mata020), no campo “Mínimo de IR”, o sistema verificará se o valor do imposto calculado atende à condição de valor mínimo necessário para efetuar o recolhimento do imposto, conforme o disposto no art. 724 inciso II do RIR.Reposição do caixinha com valores variáveis Implementada a reposição do Caixinha com valores variáveis, cuja finalidade é permitir a reposição manual do caixa com valor diferente do cadastrado. Isso permite que haja reposição de valores a maior, sem que os valores originais para reposição sejam alterados. O parâmetro "MV_RPCXMN" define se: 1 - permite reposição manual do caixinha com valores acima do limite (padrão). 2 - não permite. 43
  46. 46. Notas de Release 4 - Protheus 8PCO - Planejamento e Controle Orçamentário Flexibilidade na configuração da validação de bloqueios Nos lançamentos de bloqueio, rotina “Bloqueios/Por Processo”, é possível configurar a validação do bloqueio por processo, a cada linha ou somente no final da digitação da grade. A vantagem de validar o processo somente no final é o ganho de performance na digitação, já que o sistema não valida linha a linha digitada. Porém, utilizando o bloqueio desta forma, corre-se o risco de perder a digitação de todos os valores informados na grade. Portanto, o bloqueio padrão continua sendo a validação linha a linha. O usuário tem a possibilidade de configurar o modo com que o sistema efetuará a validação. Essa implementação somente é válida para os processos cujas interfaces possuam grade de digitação. Relatório Cubos Comparativos – Demonstrativo Resumido de Saldos/Movimentos por Período Criado o relatório “Cubos Comparativos – Dem. Resumido de Saldos/Movimentos por Período”, para demonstrar os saldos dos movimentos (crédito-débito), entre duas configurações de cubos selecionadas pelo usuário e a variação entre elas, apresentada em percentual e em valor. A configuração dos parâmetros é a mesma do relatório já existente em que este foi baseado, o relatório “PCOR520 – Cubos Comparativos – Demonstrativo de Saldos por Período”, porém, apresenta novo leiaute e a possibilidade para impressão em modo coluna do bloco de impressão “Res. Mov. (C1-D1) / Res. Mov. (C2-D2) / Diferença Res/ Dif. Res. %”. Geração de lançamentos orçamentários utilizando saldos, contas e centros de custo do ambiente Contabilidade Gerencial Criada rotina “Lançamentos de Saldos Contábeis” para gerar lançamentos orçamentários no ambiente Planejamento e Controle Orçamentário (SIGAPCO) com base nos saldos contábeis por conta contábil (Tabela CT7) e por conta contábil e centro de custo (Tabela CT3). Dessa forma, é possível refletir os saldos contábeis de uma conta ou de um grupo de contas no ambiente Planejamento e Controle Orçamentário. O sistema permite que sejam selecionados quais saldos (real, orçado, gerencial, etc.) serão copiados da Contabilidade.44
  47. 47. Notas do Release 4 - Protheus 8Implementação de relatórios pré-configurados com controle deacesso Implementados recursos para permitir a impressão dos relatórios com parâmetros previamente configurados com controle de acesso por entidade (ALF), possibilitando, desta forma, a impressão de acordo com a necessidade de cada usuário. Para esta melhoria, foram criados dois novos cadastros e uma nova tela para impressão dos relatórios. Cadastro de Relatórios Cadastro de Pré-Configuração dos Relatórios Impressão de Relatórios Pré-Configurados (PCOR540) Para o Planejamento e Controle Orçamentário, o cadastro de relatórios será preenchido automaticamente, ao acessar a rotina. Para ativar o controle de acesso na impressão dos relatórios pré-configurados, foi disponibilizado o parâmetro “MV_PCO_ALF“. Este parâmetro indica se, na impressão dos relatórios pré-configurados, o sistema verifica, ou não, se o usuário tem acesso.Total por série nas consultas de saldos de cubos Nas consultas de saldos de cubo por data (PCOC330) e por período (PCOC340), foi identificada a necessidade de totalizar os valores das séries exibidas para cada nível do cubo selecionado. Para atender essa necessidade, foi criada uma nova pergunta nas consultas, “Exibe Total das Séries?”, que permite ao usuário indicar se a consulta deve exibir uma linha totalizadora, ao final dos valores das chaves de cada nível do cubo. Ao realizar a consulta de saldos na data, no gráfico que corresponde à linha totalizadora, são exibidos os valores das chaves de cada nível. Ao consultar os saldos por período, o gráfico da linha totalizadora será exibido ao posicionar o cursor sobre essa linha. 45
  48. 48. Notas de Release 4 - Protheus 8PMS - Gestão de Projetos Relatório "Apontamento de Notas Fiscais de Entrada " Desenvolvido o relatório que apresenta as notas fiscais apontadas em tarefas de um ou mais projetos. Através dos parâmetros, disponíveis na geração desse relatório, é possível selecionar os projetos e fornecedores desejados. Markup na tarefa Para permitir que o usuário determine se a tarefa deve utilizar markup, tanto para orçamento quanto para projetos, foi criado o campo “Utiliza Markup” . A atualização deste campo pode ser efetuada através da rotina de “Gerenciamento de Projetos”, opção “Alterar Estrutura”, ou ainda, por meio da rotina de “Gerenciamento de Orçamentos”. Se o campo não for preenchido ou tiver conteúdo “1=Sim”, o percentual do markup é pesquisado na EDT e caso não se encontre, aplica-se o informado no orçamento ou projeto. Tratamento para considerar recurso no planejamento/empenho Criado o campo “Gera Planej.” (AFA_GERPLA), no cadastro de Projetos (Modelo 2), para indicar ao sistema se, no momento da geração da necessidade de produção da rotina “Gerenciamento de Execução” (PMSA220), o recurso (produto) deve ser considerado no planejamento/empenho. No cadastro de Projetos (Modelo 2), deve-se alterar cada recurso (produto) do item da estrutura do projeto, indicando se deve ou não gerar o planejamento. Acompanhamento da rentabilidade Disponibilizado o botão “Rentabilidade”, na rotina “Painel de Controle”, com o objetivo de demonstrar, através de consulta, o acompanhamento da rentabilidade de um projeto a partir de comparativos de valores vendidos, previstos e realizados. A consulta pode ser impressa ou ainda exportada para o Excel. As informações estão distribuídas da seguinte forma: Totalizadores: Os totalizadores subdividem as informações rentáveis do projeto, permitindo a fácil visualização do cálculo da margem. São eles: Faturamento bruto, Impostos, Faturamento líquido, Custos diretos, Horas alocadas, Despesas diretas, Despesas indiretas e Margem.46

×