Primeira guerra

2,559 views

Published on

Material sobre a I Guerra Mundial.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,559
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
82
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Primeira guerra

  1. 1. A Primeira Guerra Mundial 1914 - 1918
  2. 2. Fatores que desencadearam a Guerra:- Disputas Imperialistas entre os países europeus- Nacionalismo exacerbado- Corrida armamentista (“Paz armada”)
  3. 3. Rivalidades Anteriores à 1ª Guerra Mundial ALEMANHA x FRANÇA- Disputa pelo Marrocos (sob influência francesa, interesse dos alemães- Disputa pela Alsácia- Lorena (região rica em minério de ferro e carvão)
  4. 4. ALEMANHA x RÚSSIA- Estrada De ferro Berlim-Bagdá. A Alemanha queriaa ligar-se aos campos de petróleo passando pelos Bálcãs, região de interesse russo ALEMANHA x REINO UNIDO- Disputas por campos de petróleo, rotas marítimas e mercados consumidores
  5. 5. ÁUSTRIA x RÚSSIA- Rússia buscava saída para o Mediterrâneo, contrapondo-se a interesses austríacos ÁUSTRIA x SÉRVIA- Os sérvios, apoiados pelos russos pretendiam dominar a região dos Bálcãs (povoada por Bósnios, Croatas e Eslovenos, sob o domínio austríaco), dentro da ideologia PAN- ESLAVISTA de que os povos eslavos deveriam se unir
  6. 6. O Sistema Europeu de AliançasTríplice Entente – Inglaterra - França - Rússia (Pan-Eslavismo)Tríplice Aliança – Alemanha - Império Austro-Húngaro - Itália
  7. 7. Obs. A Itália disputava com a França territórios no norte da África, no entanto, tinha antigas disputas fronteiriças com a Áustria, por isso assina acordos secretos com a França e a Rússia, prometendo neutralidade em caso de uma guerra geral europeia)
  8. 8. Europa às vésperas da Primeira Guerra Mundial
  9. 9. A Questão Balcânica- Bálcãs: principal caminho entre a Ásia e a Europa- Países compõem a região: Sérvia, Montenegro, Albânia,Grécia, Bulgária e Romênia- Tem suas origens na desagregação do Império TurcoOtomano, que dominava a região desde do séc. XIV
  10. 10. - Com a desagregação do Império Turco surgem na região: Sérvia, Grécia, Romênia e Bulgária- Disputam hegemonia na região: Russos (Pan- eslavismo) X Austríacos Guerras Balcânicas:- 1912 – Liga Balcânica (Bulgária, Grécia, Montenegro e Sérvia), busca conquistar territórios sob o domínio Otomano (havia uma disputa entre esses países sobre a partilha dos territórios conquistados)- 1913 – Bulgária – com apoio austríaco - ataca Sérvia
  11. 11. - Intercedem pela Sérvia: Montenegro, Romênia e Grécia, contra Bulgária e Áustria- Bósnia e Hezergovina (territórios anexados ao Império Austro-Húngaro desde 1908) se rebelam contra domínio austríaco- O imperialismo austríaco nos Bálcãs se via claramente ameaçado- A Sérvia com respaldo russo passa a apoiar os movimentos nacionalistas eslavos dentro do Império Austríaco
  12. 12. - 1914 - o arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono austríaco, visita Sarajevo, capital da Bósnia- Ferdinando pretendia anunciar a formação de um grande império que elevaria a Sérvia e a Hezergovina à mesma condição política desfrutada pela Áustria e pela Hungria, de modo a preservar a presença austro- húngara nos Bálcãs. - Em 28 de junho de 1914 – Ferdinando e sua esposa Sofhie são assassinados por Gravilo Princep, um ativista de uma organização secreta nacionalista (Mão-Negra)
  13. 13. - Império Austro-Húngaro ameaça sérvios militarmente e realiza exigências compensatórias- A Sérvia, com apoio russo não atende às reivindicações- Os austríacos declararam guerra aos sérvios.- O problema nos Bálcãs aciona as alianças que marcaram o desenvolvimento da Primeira Guerra Mundial.- Os russos declararam guerra ao Império Austro- Húngaro
  14. 14. - Os alemães apoiam a Áustria e declararam guerra contra os franceses- A Inglaterra entra no conflito para cumprir os acordos de apoio militar firmados junto à França- A Alemanha tomou a iniciativa da guerra através do Plano Schlieffen, que previa uma rápido avanço para o Ocidente, forçando a derrota da França e, em seguida deslocando-se para o Oriente para enfrentar a Rússia
  15. 15. O Desenrolar da Guerra- 1914 – Guerra de Movimento, com avanços nas fronteiras e formação de novos fronts- 1915 – Guerra de trincheiras- Conforme a abertura de novos fronts outros países foram arrastados para o conflitoEntente – Itália Potências Centrais – Turquia - Romênia (Aliados) - Bulgária - Grécia - Japão
  16. 16. • 1917 – Saída da Rússia, envolvida por sua revolução interna:- Tratado de Brest-Litovski - Rússia assina “paz em separado” com os alemães- Entrada dos EUA na guerra ao lado da Entente (Agora, denominados Aliados): prejudicados pela guerra submarina alemã no Atlântico Norte e interesses econômicos
  17. 17. - Janeiro de 1918 – 14 Pontos de Woodrow Wilson: propunha uma paz sem vencedores, com o retorno às fronteiras anteriores à 1914, o desarmamento e o estabelecimento de uma Liga das Nações, encarregada de zelar pela paz no mundo pós guerra- A Alemanha assina o Armistício proposto que lhe assegurava sua integridade territorialJaneiro de 1919 – inicia-se Conferência de Paz, sem a presença alemã, maiores pesos de decisões: Wilson (EUA), Lloyd George (Ingl.) Clemenceau (Fr.) e Orlando (It.)
  18. 18. Clemenceau Wilson FRANÇA ESTADOS UNIDOS Lloyd INGLATERRA
  19. 19. - Junho de 1919 – é assinado o Tratado de Versalhes entre Alemanha e os Aliados Alemanha:- considerada culpada pela guerra- obrigada a fazer grandes concessões territoriais- obrigada a pagar uma indenização aos Aliados de 30 bilhões de dólares (dívida extinta em 1932)- Proibida de usar certas armas- Desmilitarização de suas fronteiras e obrigada a entregar sua marinha para os Aliados
  20. 20. • Tratado de Saint-Germain: desmembra o Império Austro-Húngaro: Áustria Independente e surgimento de novas nações: Polônia, Tchecoslováquia, Hungria e Iugoslávia (antigo domínio sérvio)• Tratado de Neuilly: concessão de territórios da Bulgária à Grécia• Tratado de Trianon: Hungria reconhece culpa na guerra• Tratado de Sèvres: desmembra o Império Turco e concede territórios à França (Síria e Líbano) e à Inglaterra (Palestina, Iraque Arábia)

×