Laboratório de ensino e aprendizagem FEUP / FPCEUP

1,596 views

Published on

Published in: Education, Technology, Design
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,596
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Laboratório de ensino e aprendizagem FEUP / FPCEUP

  1. 1. Políticas e pedagogia no ensino superior: Desafios de Bolonha [FPCEUP :: 2009-05-13] O laboratório de Ensino e Aprendizagem da FEUP e FPCEUP Ana Mouraz, Rui Trindade (FPCEUP) J. Martins Ferreira (FEUP) Francisco de Goya [ Caprichos ]
  2. 2. Apresentação e objectivos <ul><li>Porquê esta iniciativa? </li></ul><ul><li>Arranque e actividades em curso </li></ul><ul><ul><li>Micro-formação </li></ul></ul><ul><ul><li>Observação de pares </li></ul></ul><ul><ul><li>Plano de formação 09/10 </li></ul></ul><ul><li>Em discussão </li></ul><ul><ul><li>Validar o desenvolvimento de competências </li></ul></ul><ul><ul><li>Validação de ECTS </li></ul></ul>Docentes Estudantes
  3. 3. Micro-formação: Uma proposta de sensibilização pedagógica <ul><li>Sessões (relativamente) informais </li></ul><ul><li>Curta duração </li></ul><ul><li>Temas práticos e actuais </li></ul><ul><li>Confronto de perspectivas e discussão </li></ul><ul><li>Periodicidade entre quinzenal e mensal </li></ul><ul><li>Disponibilização de todos os conteúdos em formato electrónico via Moodle </li></ul>
  4. 4. Micro-formação: O sítio Moodle Todas as sessões disponibilizam os conteúdos apresentados pelos animadores e o registo de vídeo das apresentações
  5. 5. Micro-formação: Sessões planeadas para 2008/09-2S <ul><li>E-learning e dinamização do trabalho colaborativo  </li></ul><ul><li>Realizar uma ficha de unidade curricular  </li></ul><ul><li>Contabilização do esforço pedido numa unidade curricular  </li></ul><ul><li>Saber interpretar os resultados dos inquéritos pedagógicos </li></ul><ul><li>Realizar um relatório de unidade curricular </li></ul>
  6. 6. Observação de pares ( peer observation of teaching ) <ul><li>Racional: Porque a melhor forma de aprender ainda é ensinar… </li></ul><ul><li>Modelo: Observação de pares cruzada (FEUP + FPCEUP) </li></ul><ul><li>Arranque experimental para validar a grelha e o procedimento de observação </li></ul>
  7. 7. Observação de pares: Sítio Moodle
  8. 8. Observação de pares: Grelha e procedimento (Prof.ª Amélia Lopes) Preparação Realização Reflexão
  9. 9. Formação de base <ul><li>Pretende construir um programa de formação fundamental, prático, focado nos jovens docentes, embora aberto a todos </li></ul><ul><li>Modelo: </li></ul><ul><ul><li>Duração de cada sessão: meio-dia (1h15m teoria, intervalo, 1h15m prática) </li></ul></ul><ul><ul><li>Responder a necessidades práticas </li></ul></ul><ul><ul><li>Reconhecimento institucional </li></ul></ul>
  10. 10. Formação de base: Valências <ul><li>Comunicação : </li></ul><ul><ul><li>Comunicar com grupos de alunos de diversas dimensões; Comunicar em situações de (acompanhamento e) avaliação; Utilizar meios auxiliares na comunicação com os alunos [proposta do Dr. Manuel Firmino] </li></ul></ul><ul><li>Pedagógicas </li></ul><ul><li>E-learning </li></ul>
  11. 11. Formação de base: Valências <ul><li>Comunicação </li></ul><ul><li>Pedagógicas : </li></ul><ul><ul><li>Planeamento de uma unidade curricular, Planeamento da avaliação, Bolonha a desafiar modos de aprender e ensinar </li></ul></ul><ul><li>E-learning </li></ul>
  12. 12. Formação de base: Valências <ul><li>Comunicação </li></ul><ul><li>Pedagógicas </li></ul><ul><li>E-learning : </li></ul><ul><ul><li>Estruturação de conteúdos e formas de utilização, Conteúdos (inter)activos (excepto para a avaliação), Testes e outros recursos de avaliação </li></ul></ul>
  13. 13. Em discussão <ul><li>É fundamental o envolvimento dos estudantes </li></ul><ul><li>Formas possíveis: </li></ul><ul><ul><li>Projectos de caracterização e melhoria do ensino e aprendizagem, e.g. validar o desenvolvimento de competências </li></ul></ul><ul><ul><li>Validação de ECTS </li></ul></ul>
  14. 14. Em discussão: Validar o desenvolvimento de competências <ul><li>DL 107/2008: (…) as componentes de trabalho experimental ou de projecto (…) e a aquisição de competências transversais devem desempenhar um papel decisivo. </li></ul><ul><li>O raciocínio argumentativo inscreve-se no grupo dessas competências transversais ( Argumentar, precisa-se! É um projecto do LEA a desenvolver em 2009/10) </li></ul>
  15. 15. Em discussão: Validar o desenvolvimento de competências <ul><li>Os estudantes são frequentemente convidados a </li></ul><ul><ul><li>Sustentar conclusões de processos experimentais </li></ul></ul><ul><ul><li>A escolher, argumentativamente, uma opção teórica ou técnica </li></ul></ul><ul><ul><li>A organizar projectos cujas linhas de intervenção precisam ser sustentadas </li></ul></ul>
  16. 16. Em discussão: Validar o desenvolvimento de competências <ul><li>O projecto em discussão pretende </li></ul><ul><ul><li>Analisar documentalmente as fichas de unidade curricular do 1.º ciclo (FEUP e FPCEUP) para aferir a forma como endereçam aquela competência transversal </li></ul></ul><ul><ul><li>Estudar os padrões lógicos de raciocínio argumentativo usados numa selecção de trabalhos produzidos pelos estudantes </li></ul></ul>
  17. 17. Em discussão: Validação de ECTS <ul><li>DL 107/2008: O relatório de concretização do Processo de Bolonha deve incluir informação sobre as mudanças operadas, designadamente em matéria pedagógica, no sentido de uma formação orientada para o desenvolvimento das competências dos estudantes, organizada com base no sistema europeu de transferência e acumulação de créditos (ECTS) </li></ul>
  18. 18. Em discussão: Validação de ECTS <ul><li>A correspondência entre os ECTS de uma unidade curricular e o trabalho exigido aos estudantes influi no sucesso educativo e na concretização do Processo de Bolonha </li></ul><ul><li>A formação de docentes desempenha aqui um papel importante, mas o envolvimento dos estudantes é fundamental para quantificar essa correspondência </li></ul>
  19. 19. Conclusão <ul><li>Os objectivos e plano de actividades do laboratório de ensino e aprendizagem FEUP / FPCEUP , não sendo apenas uma resposta aos desafios de Bolonha, constituem um importante passo para melhorar a pedagogia no ensino superior </li></ul><ul><li>O sentido de propriedade das reformas é essencial para o sucesso e tem que abranger docentes e estudantes </li></ul>
  20. 20. Políticas e pedagogia no ensino superior: Desafios de Bolonha [FPCEUP :: 2009-05-13] Obrigado pela vossa atenção! Ana Mouraz, Rui Trindade (FPCEUP) J. Martins Ferreira (FEUP) Francisco de Goya [ Caprichos ]

×