I D A D E M D I Aok

837 views

Published on

Escola Estadual Edwards
Três Lagoas, de março de 2009
Disciplina: História
Professora: Ana Maria Queiroz
Professor STE: José Miguel
Aluno(a):
Nº: Fase: Turma:

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
837
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

I D A D E M D I Aok

  1. 1. <ul><li>Escola Estadual Dom Aquino </li></ul><ul><li>Três Lagoas, de março de 2009 </li></ul><ul><li>Disciplina: História </li></ul><ul><li>Professora: Ana Maria Queiroz </li></ul><ul><li>Professor STE: </li></ul><ul><li>Aluno(a): </li></ul><ul><li>Nº: Ano: Turma </li></ul>
  2. 2. Produzindo o conhecimento <ul><li> Consulte os slides para ajudá-lo(a) produzir um texto no power point, abordando uma (s) da(s) figura(s) em exibição. Se necessitar de mais subsídios, pesquise na Internet. </li></ul><ul><li>Obs: Você criará (inserir) um novo slide (figura e texto). </li></ul>
  3. 3. Revisando o Conhecimento <ul><li>Reveja os slides em estudo; </li></ul><ul><li>Desenvolva no word as questões apresentadas no slide a seguir. </li></ul><ul><li>ATENÇÃO: se necessitar, volte à Internet. </li></ul>
  4. 4. Exercícios de Revisão <ul><li>1) Qual era a principal fonte de inspiração da cultura medieval? </li></ul><ul><li>2) Qual era o tratamento dado ao corpo na Idade Média? </li></ul><ul><li>3) Numa sociedade baseada na economia feudal, qual é o tipo de propriedade mais importante? </li></ul><ul><li>4) Compare o tipo de trabalho de um servo feudal com o de um empregado assalariado no Brasil de hoje. </li></ul><ul><li>5) Relacione o papel da Igreja Católica com a vida cultural européia medieval. </li></ul>
  5. 5. Na Idade Média… Breve História do Quotidiano
  6. 6. O SEU LUGAR NO TEMPO <ul><li>A Idade Média é subdividida em três períodos: </li></ul><ul><li>a Alta Idade Média que decorre do século V (queda do Império Romano) ao X; </li></ul><ul><li>a Idade Média Clássica que se estende do século XI ao XIII; </li></ul><ul><li>e a Baixa Idade Média , correspondente aos séculos XIV e XV (descoberta da América). </li></ul>
  7. 7. VIAGEM NO TEMPO…
  8. 8. CARACTERÍSTICAS … <ul><li>Perda da unidade política </li></ul><ul><li>(vários estados: Portugal foi o 1º estado europeu a estabelecer-se com fronteiras, a partir do séc. XIII); </li></ul><ul><li>Permanente estado de guerra </li></ul><ul><li>(nos intervalos, os senhores entretinham-se com torneios de cavalaria e jogos bélicos e ainda na administração das suas terras cultivadas pelos servos que não tinham quaisquer direitos) </li></ul><ul><li>Perda da unidade linguística </li></ul><ul><li>(substituição do latim pelas diferentes línguas nacionais = literaturas nacionais); </li></ul>
  9. 9. FEUDALISMO… <ul><li>sistema político, econômico e social; </li></ul><ul><li>Sociedade Feudal : hierarquizada: </li></ul><ul><li>Clero (padres, bispos, papa), </li></ul><ul><li>Nobreza (reis, condes, senhores feudais, duques, cavaleiros), </li></ul><ul><li>Servos (camponeses). </li></ul>
  10. 10. A ARTE DA GUERRA <ul><li>guerras constantes pela aquisição de territórios; </li></ul>
  11. 11. O PAPEL DO CLERO <ul><ul><li>DEUS era a medida de todas as coisas: época teocêntrica. </li></ul></ul><ul><ul><li>A FÉ influenciava o pensar e o viver medieval, ao nível: </li></ul></ul><ul><ul><li>POLÍTICO: </li></ul></ul><ul><li>Poder do Papa sobre os estados (bula papal); </li></ul><ul><li>Incentivo das guerras religiosas (Cruzadas). </li></ul><ul><li>CULTURAL E ARTÍSTICO: </li></ul><ul><li>fundou as primeiras escolas; </li></ul><ul><li>os alunos aprendiam apenas a teoria (ESCOLÁSTICA – saber baseado na teoria e não na experimentação); </li></ul><ul><li>a arquitectura virava-se para a construção de castelos e de catedrais; </li></ul><ul><li>a pintura representava cenas relacionadas com Deus e com os Santos; </li></ul><ul><li>a escultura dedicava-se às estátuas de Santos para colocar nas igrejas. </li></ul>
  12. 12. A ARQUITETURA Castelo de Liechtenstein (Áustria) Sé Velha de Coimbra
  13. 13. A PINTURA E A TAPEÇARIA Tapeçaria: A Senhora e o Unicórnio Retábulo de Fra Filippo Lippi
  14. 14. PINTURA <ul><li>Nos afrescos, mosaicos haviam cenas relacionadas com as Escrituras e a vida dos Santos </li></ul>
  15. 15. A ESCULTURA E A ARTE DO VITRAL Escultura Religiosa Vitral: rosácea da janela principal da Sainte Chapelle, em Paris
  16. 16. ARTES MENORES <ul><li>Arte sacra, paramentos, iluminuras, ourivesaria… </li></ul>
  17. 17. A MÚSICA Pauta e letra de um cântico Gregoriano O Canto Gregoriano é um tipo de música vocal, não acompanhada por instrumentos, utilizada pelo ritual da liturgia católica romana. O seu introdutor na Idade Média foi Gregório Magno, monge e Papa missionário, nascido em Roma em 540. Gregório Magno
  18. 18. A MÚSICA Mas existiam também as cantigas profanas , associadas aos Trovadores (aqueles que compunham as poesias e as melodias) e aos Jograis (aquele que cantava a cantiga e que, normalmente, era o próprio Trovador). As Cantigas podiam ser de Amigo, de Amor, de Escárnio e de Maldizer. Serão trovadoresco nos aposentos do rei
  19. 19. INSTRUMENTOS MUSICAIS
  20. 20. DANÇA <ul><li>As formas mais populares de dança medieval foram a ESTAMPIE (dança sapateada) e o SALTARELLO (dança saltitante). </li></ul><ul><li>São músicas construídas por parte, cada qual repetida uma vez. Se por exemplo é composta por uma A , B e C, elas repetem-se uma após a outra, podendo ser tocadas por um ou dois instrumentos ou um grupo numeroso de instrumentista. </li></ul>
  21. 21. VIDA QUODIANA… A Fé influenciava o viver medieval <ul><li>Aceitação do sofrimento, da doença, das provações com o fim de salvação das almas; </li></ul><ul><li>Morte, pestes, flagelos, guerras – enorme miséria. </li></ul>
  22. 22. O Feudo: unidade de produção <ul><li>Feudo: propriedade do senhor feudal que concedia a autorização de uso para a família do servo em troca do pagamento de obrigações; </li></ul><ul><li>Instalações do feudo : castelo (habitação do senhor feudal e sua família), vila camponesa, igreja, moinho, estábulo, terras de produção . </li></ul>
  23. 23. A vida dos Camponeses <ul><li>Trabalhavam para manter a nobreza e o clero </li></ul><ul><li>Trabalhavam muito e eram mal pago, acreditando que, desta forma, mereceriam um lugar no céu; </li></ul><ul><li>Trabalhavam do nascer ao pôr-do-sol, regressavam às casas feitas de madeira e lama. </li></ul>
  24. 24. O CORPO <ul><li>Pouca atenção dada ao corpo e à saúde; </li></ul><ul><li>Os instintos sexuais eram reprimidos porque se consideravam pecado (condenação à fogueira daqueles que não seguiam estas regras); </li></ul><ul><li>O vestuário era largo, de maneira a esconder a forma do corpo e os cabelos das mulheres deveriam ser cobertos porque eram considerados um símbolo de sensualidade e de tentação. </li></ul>
  25. 25. A MORTE… <ul><li>Obsessão pela MORTE – esqueleto com foice que a todos ceifa </li></ul><ul><li>Valorização da morte em combate pela fé cristã. </li></ul>
  26. 26. SOCIEDADE MEDIEVAL <ul><li>Em constante movimento por caminhos e estradas: mendigos, mercadores, peregrinos, estudantes, bandidos, cavaleiros sem senhores, monges sem convento… </li></ul><ul><li>Mulheres: submissão total ao marido </li></ul><ul><li>Povo – cuidavam da horta, da alimentação dos animais, fiavam e teciam… </li></ul><ul><li>Damas – estavam fechadas em casa, só saíam para casar (função principal). </li></ul><ul><li>(a partir do séc. XII, o papel da mulher melhora: recebe algum reconhecimento na sociedade, pois os maridos partem para a guerra e deixam-na encarregue do castelo, da casa…) </li></ul>
  27. 27. Literatura Medieval <ul><li>Estava também ligada às regras da Igreja; </li></ul><ul><li>A Lírica Trovadoresca baseava-se em pequenas composições em verso que falavam do amor puro e espiritual sem que houvesse referência ao contacto físico. </li></ul><ul><li>O Teatro era baseado no antigo e no novo testamento, na vida de Cristo, dos apóstolos e dos santos, embora algumas peças tivessem carácter cómico. </li></ul>
  28. 28. O TEATRO Noite de representação no paço real <ul><li>O teatro em Portugal parece ter-se iniciado com Gil Vicente, pelo menos de uma forma habitual no quotidiano medieval. No entanto, antes de Gil Vicente (entre os séculos XIII e XV) existiam já duas grandes classes de teatro: </li></ul><ul><li>O Religioso </li></ul><ul><li>O Profano </li></ul><ul><li>As representações eram feitas, por vezes, nos palácios ou, mais vulgarmente, nas ruas e nas feiras. </li></ul>
  29. 29. GIL VICENTE <ul><li>Vive nos finais da Idade Média. </li></ul>
  30. 30. <ul><li>Informações em: </li></ul><ul><li>http://dizquesim.blogs.sapo.pt/ </li></ul><ul><li>http://arrobas.blogs.sapo.pt/973.html </li></ul><ul><li>http://swissbite.blogs.sapo.pt/tag/ </li></ul><ul><li>http://www.joraga.net/gilvicente/index.htm </li></ul>

×