O Reporter 128

2,898 views

Published on

Published in: Health & Medicine, Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,898
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
47
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Reporter 128

  1. 1. Apae busca Alunos pedem Ponte integração alternativa para preocupa com festa acesso ao moradores junina campus da Unijuí de três bairros Educação 21 Geral 8 Bairro 5 O REPÓRTER Ano 2 - Nº 128 IJUÍ, SÁBADO, 27 DE JUNHO DE 2009 R$ 1,50 Gastos com saúde atingem 26% do orçamento Saúde 16 Lideranças esperam que pacote agrícola se torne realidade Rural 7 O golpe contra o tráfico Polícia 23 Perondi alerta para o fim da proteção ao trabalhador Abertura do Política 4 comércio aos Amador: cadê os sábados vai “craques” do futebol da cidade? parar na justiça Geral 9 Esporte 24 CMYK
  2. 2. 2 O REPÓRTER O REPÓRTER SÁBADO, 27 de junho de 2009 Grupo de Trabalho será formado para elaborar projetos para o município Prefeitura de Ijuí prevê investimento de R$ 3 milhões na compra de máquinas Baixou às comissões da Câmara de Vereadores de Ijuí na ses- são ordinária semanal realizada segunda-feira, o projeto da pre- feitura que solicita autorização para o próprio poder executivo obter financiamento de R$ 3 milhões junto ao BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, através do Banrisul. O dinheiro vai ser investido na compra de duas patro- las, um carregador e uma retroescavadeira hidráulica para a Se- cretaria Municipal da Agricultura. O secretário, Júlio Gabbi, disse que espera a aprovação já na sessão do legislativo da próxima segunda-feira, 29, em função do prazo bastante curto para firmar parceria por meio do programa Pró-Vias. Júlio Gabbi enfatizou que, se necessário, vai se reunir com os vereadores afim de explicar a necessidade da aprovação da matéria. Ele disse que atualmente a Secretaria Municipal de Prefeito Ballin esteve reunido com engenheiros e arquitetos durante esta semana Desenvolvimento Rural possui, por exemplo, três patrolas, mas duas estão bastante desgastadas pelo tempo de uso. O prefeito Fioravante Ballin esteve reunido com aproximadamente 30 Engenheiros e Arquite- tos na noite de terça-feira, na prefeitura. O encontro foi muito produtivo na avaliação do prefei- to e também dos presentes, que parabenizaram a iniciativa do Executivo em integrar os profis- sionais com o Poder Público em benefício da comunidade. O encaminhamento da reunião dá conta de que a Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ijuí (Asenai) irá se reunir para a PT tem encontro hoje formação de um grupo de trabalho que, conforme o interesse de cada profissional, irá contri- buir nas mais diversas demandas da cidade. O Partido dos Trabalhadores de Ijuí promove encontro hoje, a Várias sugestões acerca de demandas do município foram levantadas. Entre elas destaca-se partir das 9h, em sua sede, na Rua 14 de Julho. Os filiados vão a criação de uma marca que identifique Ijuí e, a partir desse conceito, sejam trabalhados pro- discutir, escolhendo também os delegados para o congresso es- jetos arquitetônicos a serem executados nos trevos de acesso, no Parque de Exposições, pra- tadual dos dias 18 e 19 de julho. Estes delegados, posteriormen- ças e rótulas. Outra sugestão diz respeito a se ouvir a comunidade para a definição dessa te, vão escolher o candidato do PT ao Governo do Estado. Dis- marca para o município, sendo que a questão das etnias teve muito destaque nas falas dos putam a indicação três nomes: o Ministro da Justiça, Tarso Gen- presentes. ro; o Deputado Federal, Adão Villaverde e o Prefeito de São Leo- poldo, Ari Vanazi. PONTOS DE VENDA JORNAL O REPÓRTER Viagens para a Argentina terão máscaras HCI promove palestra sobre • BIG MERCADO cirúrgicas para prevenir vírus A Influenza A (H1N1) • BIOFARMA CENTRO • BIOFARMA IMIGRANTES Todos os ônibus de empresas gaúchas que fazem viagens da • BIOFARMA MATRIZ Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile, rumo ao Brasil, terão más- caras cirúrgicas para distribuir entre os passageiros, caso al- • COTRIJUI guém manifeste sintomas da Influenza A (H1N1). Isto ficou acer- • FARMÁCIA MODELO tado em reunião feita na Secretaria Estadual da Saúde com Gio- • FARMÁCIA SÃO LUCAS vani Luigi, da Estação Rodoviária de Porto Alegre e Sindicato • FRANGOS IJUÍ das Estações Rodoviárias do Rio Grande do Sul, Émerson Alves e Luiz Ney Cardoso, representantes da Associação Nacional de • FRUTEIRA SANTA FÉ Transportes Terrestres. Não está definida a data para implanta- • LIVRARIA PROGRESSO ção da ideia, que ainda depende de detalhes de distribuição do • LOTÉRICA TIO PATINHAS equipamento. No mesmo encontro foi definido que em todos os • MERCADO CARDOSO ônibus internacionais haverá folhetos produzidos pela Anvisa, Ministério da Saúde e Secretaria de Vigilância Sanitária, com ori- • MERCADO PONTO ECONÔMICO entações sobre prevenção contra a doença. As medidas visam • MERCADO TIA LUCINDA colaborar com a Anvisa no sentido do controle da transmissão • PADARIA DAMIÃO do vírus A H1N1. • PADARIA LA BAGETTI • POSTO BURMANN • POSTO DO GANSO • POSTO TIGRÃO Teatro da Unijuí recebe prêmio • QUIOSQUE • SAGA VIDEO especial em Festival LOCADORA (Ajuricaba) No último final de semana, o Grupo de Teatro da Unijuí partici- • POSTO STADLER (Ajuricaba) pou do 2º Festival de Teatro Independente de Santa Maria (FE- TISM), com o espetáculo “O Inspetor Geral”. O grupo recebeu o • COTRIJUI (Augusto Pestana) O Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) promoveu uma palestra Prêmio Especial do Júri, que levou em conta o processo de cria- • MERCADO E AÇOUGUE ção, adaptação, trabalho dos atores e harmonia. Alguns atores com o objetivo de esclarecer a seus colaboradores dúvidas so- AOZANI (Bozano) do grupo aproveitaram para se aperfeiçoar, participando de uma bre Influenza A (H1N1). A palestra foi ministrada pela equipe do oficina de “clown”, realizada durante o festival e ministrada por Controle de Infecção Hospitalar, a médica Patrícia Vanny e pela • CASA COLONIAL SABOR E SAÚDE Luana Michelotti. enfermeira Cínthia Cristina Oliveski. O REPÓRTER Diretor Administrativo: Enzo Luis Mânica REDAÇÃO Envie sugestões, comentários, críticas e dúvidas para a redação pelo e-mail PARA ANUNCIAR Escreva para comercialoreporter@yahoo .com.br ou pelo telefone (55) 3333 7426. Os artigos publica- dos com assinatura não traduzem ne- Impressão: E.L. Mânica e Cia Ltda. E.L. Mânica e Cia Ltda. Editor Chefe: redacaooreporter@yahoo.com.br; para cessariamente a CNPJ: 09.475.474/000164 Av. David José Martins, 1356 - Ijuí - RS - CEP.: 98700-000 Sandro Silvello o endereço Av. David José Martins, 1356, PARA ASSINAR opinião do jornal e CEP 98700-000, Ijuí, RS; ou pelo telefone Para receber o jornal O REPÓRTER em são de inteira res- Telefone geral: (55) 3332 2000 (55) 3332 5985. casa ligue para (55) 3333 7426 ponsabilidade de seus autores.
  3. 3. SÁBADO, 27 de junho de 2009 O REPÓRTER O REPÓRTER 3 Acidente na BR 285 envolve três veículos A TOCA DA ONÇA Larry Antonio Wizniewsky Tudo isso só acentua o ridí- nada, da vaidade, do simples O Bem de Chagas e o culo que envolveu a cobertura nariz de uma Miss. dada pela mídia ao caso da As causas do fracasso, no Mal dos Homens Miss RGS, que responsabilizou entanto, têm também culpas Não é de se duvidar que, um cirurgião plástico por seu sociológicas. Conforme Heller quando comemoramos o cen- irrisório sexto lugar no concur- “O tipo de pele de Bruna des- tenário da descoberta da do- so de Miss Brasil. Bruna Felis- favorece. Como ela tem uma ença de Chagas, muito do des- berto, a infausta beldade acu- origem de índio, de negro jun- conhecimento dos brasileiros sou o cirurgião Nelson Heller to, a pele dela é dura, grossa, sobre a vida e a obra de Carlos de tê-la desfigurado, detonan- difícil de trabalhar”. É isso aí, Chagas, deva-se ao fato de que do o seu nariz em uma cirurgia a Miss Rio Grande do Sul é pelo a enfermidade por ele desco- plástica desastrosa. Segundo a duro. Eis a causa real do fra- berta leve, exatamente, o nome Miss RGS, após o concurso, ela casso. Não há, na visão de He- de doença ou mal de Chagas. passou a ser alcunhada de Bru- ller, operação plástica que dê Ao falar-se desta enfermidade, na Jackson e a internet foi in- jeito nisso. Para complicar Bru- A Polícia Rodoviária Federal de Ijuí atendeu a um aciden- muitos ainda imaginam corpos vadida com fotos do “antes” e na é, além de brasileira, pobre. te de trânsito com lesões corporais na BR 285, no quilôme- cobertos de feridas ensangüen- “depois” da transformação na- Ela bancou os custos de hos- tro 460, ao final da tarde de quarta-feira. Envolveram-se no tadas. Tremenda injustiça. Há sal. “Ela passava o dia vendo pital de duas cirurgias comple- acidente três veículos e duas pessoas ficaram feridas. Con- cem anos atrás, o Brasil teve estas barbaridades na internet mentares, feitas para tentar re- forme o relato, Honorato José da Silva, conduzia um veículo um vislumbre de grandeza e es- e chorando” confidenciou a verter o estrago inicial. Seu Omega, quando ao ingressar na BR cortou a frente de um perança, quase inéditos, nas progenitora da moça, Miriam nome foi parar no SPC, com caminhão, causando danos materiais ainda num terceiro áreas da biomedicina e das hu- Felisberto. uma dívida de mais 20 mil re- veículo. Saíram feridos o condutor do Omega, Honorato da manidades. Já o cirurgião defendeu-se ais, “Fora o dinheiro que a mi- Silva , que apresentou visíveis sintomas de embriaguez e Num trabalho único na his- com todos os argumentos cien- nha irmã e a minha mãe gasta- negou-se a realizar o teste do bafômetro, bem como Maurí- tória da ciência, Carlos Chagas tíficos de sua essencial ciência. ram comigo”. cio Roberto Almeida da Conceição, de 25 anos. Os dois feri- e sua equipe descobriram, no Segundo ele a parte superior Digam o que disserem, a vai- dos foram medicados no HCI e liberados. Os policiais rodo- prazo recorde de 7 meses o do nariz de Bruna “era muito dade é a grande doença da hu- viários disseram que, com a negativa do motorista em se agente da doença, seu vetor, os largo, não fotografava bem”. manidade. Enquanto o nariz de submeter ao teste do bafômetro, foi feito um termo de cons- hospedeiros e suas manifesta- Assim, além de mexer no nariz, uma idiota e as ações cirúrgicas tatação de embriaguez. ções clínicas. Outras patologi- ele usou a gordura da lipoaspi- de um imbecil a serviço do nada, as levaram anos para terem ração da cintura da moça para forem mais importantes do que este ciclo determinado. Foi um erguer um pouco as maçãs do a erradicação de uma doença Corede realiza encontro em julho feito único na história da bio- medicina. Hoje a doença que rosto, e compensar tudo. Hel- ler informa que “Eu tiro a gor- descoberta há cem anos, o bem de Chagas será sempre derrota- O Conselho Regional de De- participar prefeitos, presiden- atinge populações pobres e ca- dura com uma lipoaspiração do pelo mal dos homens, a vai- senvolvimento do Noroeste tes de Câmaras de Vereadores rentes, é negligenciada e seus normal, centrifugada e mistu- dade da ignorância. Colonial realiza reunião no dia e dos Conselhos Municipais números voltam a assustar, rada COM CÉLULAS TRONCO (Obs.: A íntegra das entrevis- 9 de julho. O encontro vai ser de Desenvolvimento. Na pau- assim como a tuberculose, a (!). Depois, minha enfermeira tas e das barbaridades está na desenvolvido, conforme o pre- ta, conforme Bedin, a articu- febre amarela, a dengue e ou- extrai o sangue da pessoa, cen- revista Piauí deste mês. A vida sidente Gilmar Bedin, a partir lação para a Consulta Popular, tras doenças que pareciam trifuga e tira dele os fatores de de Carlos Chagas espera por um das 14h no auditório da sede cuja votação ocorre no dia 5 pertencer ao passado. É sabi- crescimento, as plaquetas e as jornal para ser mostrada como acadêmica da Unijuí. Devem de agosto. do que os grandes laboratóri- células tronco. A isso é adicio- um exemplo para todos os bra- os não têm interesse em inves- nada a gordura”. Como se vê, sileiros. Por enquanto a Miss e tir em doenças “de pobre”. ciência de ponta a serviço do o idiota estão ganhando...). OAB solicita apoio para aquisição de terreno para sede A Ordem dos Advogados do Ballin. Conforme o documento, prefeito e o Secretário de Go- Brasil (OAB) solicitou apoio ao a necessidade de uma nova sede verno e Articulação Institucio- Executivo para aquisição de um se dá considerando que o local nal, Darci Pretto da Silva, a pre- terreno para construção da nova onde está instalada atualmente sidente da 23ª Subseção da sede da Casa dos Advogados. O é longe de onde está localizado OAB/RS Izaura Melo de Freitas, encontro aconteceu na tarde o Poder Judiciário, o Fórum da o vice-presidente, Sandro Bine- dessa terça-feira, quando repre- Vara do Trabalho e do Ministé- llo e o tesoureiro, Flávio Frie- sentantes da OAB entregaram rio Público. drich, para colocar a reivindi- um ofício ao prefeito Fioravante Estiveram reunidos com o cação de apoio do executivo.
  4. 4. 4 O REPÓRTER POLÍTICA SÁBADO, 27 de junho de 2009 Perondi alerta sindicalistas para o fim da fonte que abastece o seguro-desemprego O deputado gaúcho sos o seguro-desemprego. as centrais sindicais: mobili- Segundo Perondi, os recur- zem-se. O Fórum Sindical assi- disse que a Reforma sos do seguro-desemprego vão nou o manifesto do Movimen- Tributária poderá levar ficar dentro de um novo impos- to em Defesa dos Direitos So- to, o IVA (Imposto Sobre Valor ciais Ameaçados pela Reforma a extinção da rede Agregado). Com isso, terá que Tributária, mas o movimento social que protege o disputar recursos com todos precisa de mais. Todos os tra- os setores do Governo e outros balhadores do Brasil precisam trabalhador grupos econômicos e empresa- saber que o seguro-desempre- riais. Perondi explicou que im- go perderá sua fonte exclusi- O deputado Darcísio Pe posto é para tudo e o PIS é ex- va”, alertou Perondi. rondi (PMDB-RS) tem clusivo para o seguro-desem- O parlamentar gaúcho dei- ocupado diariamente a prego e para o Fundo de Am- xa claro que é a favor da re- tribuna da Câmara para alertar paro ao Trabalhador (FAT). forma tributária, mas que seja os parlamentares e, principal- O relator, deputado Sandro feita com justiça social. “É mente a sociedade civil, sobre Mabel (PR-GO), ao fixar um preciso que o Fórum Sindical os riscos que a Reforma Tribu- percentual do IVA, estabelece de todas as Centrais entrem tária, em tramitação na Casa, um limite de recursos para o de forma mais firme, com trará a toda a rede de proteção seguro-desemprego. “Esse ano toda sua capilaridade, com social, que inclui as áreas de houve um desembolso enor- todo o seu poder de mobili- saúde, assistência social, pre- me em razão da crise interna- zação do País para dizer: sim, vidência, ensino fundamental e cional e não está faltando di- o Fórum Sindical quer a refor- emprego. Falando diretamente nheiro para o seguro-desem- ma tributária, mas não esta aos sindicalistas e centrais de prego. Não se colocou limites que acaba com o seguro-de- trabalhadores, Perondi alertou e não se colocou teto”, expli- semprego. Reforma tributária sobre o fim do PIS, a fonte ex- cou Perondi. sim, mas preservando os di- clusiva que abastece de recur- Faço aqui um apelo a todas reitos sociais”. Perondi alertou da tribuna da Câmara dos Deputados sobre o perigo do fim da rede de proteção social Bohn Gass comemora R$ 15 bilhões para Proposta da Bancada do PP à LDO permitirá que Municípios agricultura familiar e cobra ação de Yeda tenham redução de contrapartida em repasses O líder da bancada do PT na denado pelo Ministério do De- A Comissão de Finanças, Pla- mente de 10%, 20% e 30% para dade financeira dos municípios. Assembleia Legislativa, depu- senvolvimento Agrário, segun- nejamento, Fiscalização e Con- 6%, 10%, 15%, 20%, 25% e 30% “A proposta, que será enca- tado Elvino Bohn Gass, avalia do Bohn Gass, conferem às po- trole da AL-RS apreciará na escalonados de acordo com o minhada como emenda de Co- como excepcional o anúncio de líticas públicas para a agricul- próxima emenda da bancada Índice de Desenvolvimento missão, será um importante que o Governo Lula vai desti- tura familiar, uma qualidade estadual do Partido Progressis- Humano, que afere a capacida- avanço para o equilíbrio finan- nar, no próximo Plano Safra da nunca antes vista no Brasil. “O ta ao projeto 85/2009, relativa de de contrapartida de cada ceiro dos municípios, que já Agricultura Familiar (2009/10), Governo Lula reagiu com vigor à Lei de Diretrizes Orçamentá- município. Das verbas oriun- sofrem com sérios prejuízos de a quantia de R$ 15 bilhões. à crise alimentar mundial quan- rias (LDO) para 2010. A propo- das da consulta popular, a con- arrecadação. Queremos que “Para que se tenha uma idéia, do criou o Mais Alimentos, um sição do PP previa inicialmen- trapartida será de 50% destes todos os municípios tenham é um valor 525% superior ao programa que, por sua abran- te que os recursos previstos percentuais redefinidos. recursos garantidos e as obras último Plano Safra do governo gência, aquece não só a agri- para repasse aos municípios “Houve um importante ga- da Consulta Popular valoriza- de FHC em 2002. Mas não é só cultura, mas toda a cadeia pro- para obras decorrentes da nho para as administrações, das”, diz o deputado estadual o recorde no aporte de recur- dutiva. Depois, o governo an- Consulta Popular, fossem de pois agora com a apreciação da Jerônimo Goergen. sos que merece ser ressaltado. tecipou-se à crise financeira exclusiva responsabilidade do proposta da bancada progres- O texto elaborado pela ban- Também a melhoria das condi- lançando o Programa de Ace- Poder Executivo Estadual, sem sista o menor repasse de mu- cada progressista afirma que a ções de acesso ao crédito, a leração do Crescimento (PAC). exigência de contrapartida por nicípios que tenham obras da Consulta Popular é realizada ampliação do Seguro Agrícola É por essas e outras que o parte dos municípios onde se consulta popular será de 3%”, sem a participação dos legis- e do público atingido pelo Pro- mundo reconhece a condição localizarem as demandas. A avalia o Coordenador da Ban- lativos e executivos munici- naf são ações concretas que privilegiada do nosso país no emenda foi acolhida na Comis- cada Hermes Dutra. pais. Conforme o líder partidá- agem diretamente na vida dos enfrentamento desta turbulên- são de Finanças, porém com al- A bancada Progressista enten- rio, deputado Adolfo Brito, o agricultores familiares”. cia econômica planetária”. gumas alterações. Foi reduzida de que a revisão da contraparti- objetivo é disponibilizar que os Bohn Gass chama a atenção, Bohn Gass lamenta que, em a participação dos municípios da é necessária para que obras recursos provenientes da Con- ainda, para o fato de que o Se- nível estadual, o governo Yeda nos convênios com o Estado, não deixem de ser executadas sulta cheguem a suas finalida- guro Agrícola, agora, vai pro- esteja na contra-mão disso caindo os índices respectiva- por insuficiência de disponibili- des com menos empecilhos. teger também os contratos de tudo, mantendo uma política investimento. “Antes, o seguro de não investimentos em áre- só beneficiava os financimen- tos de custeio, só a lavoura. as essenciais como a agricul- tura. “Enquanto Lula faz muito Westphalen comemora aprovação da Agora, vai ajudar os agriculto- res que não conseguiram pagar bem o seu papel, aqui no Esta- do o que se vê é o contrário. Lei de Inovação Tecnológica dívidas bancárias de investi- Passados quatro meses em mento. Esta ampliação é uma 2009, até agora o governo tu- A Assembléia Legislativa trará importantes benefícios do governo do Estado com a novidade muito significativa cano não conseguiu investir aprovou por unanimidade nes- para o Estado, a partir do en- inovação e a pesquisa” ressal- num Estado como o Rio Gran- nem 4% do que previu naquele ta quarta-feira (17) a Lei de in- volvimento de universidades, ta Westphalen. Para o progres- de do Sul, onde a seca tem sido orçamento que foi anunciado centivo à Inovação Tecnológi- empresas e comunidade cien- sista, que começou a construir uma constante sacrificando a como sendo realista”.Por fim, ca (LIT). O líder do governo e tífica na prospeção de novas a proposta quando ainda era renda dos homens e mulheres Bohn Gass lembra que está em ex-secretário Estadual de Ciên- pesquisas. titular da pasta estadual, a lei do campo”. tramitação na Assembléia Le- cia e Tecnologia, deputado Pe- “A aprovação deste novo irá gerar crescimento econômi- A combinação das melhorias gislativa um projeto de lei de dro Westphalen (PP), comemo- marco regulatório é um sonho co, emprego, renda e desenvol- anunciadas com o Programa sua autoria que prevê a criação rou a aprovação da matéria, que está se tornando realida- vimento sustentável aos muni- Mais Alimentos, também coor- de um Plano Safra Estadual. destacando que a legislação de, e mostra o compromisso cípios gaúchos.
  5. 5. SÁBADO, 27 de junho de 2009 BAIRRO O REPÓRTER 5 Moradores reclamam de situação de ponte da Rua Cristóvão Colombo Moradores da Rua ças do Storch, que estudam na escola Ruy Ramos, do São José, Cristóvão Colombo precisam passar pela ponte, o manifestam sua que acaba gerando problemas. “É o único meio que temos para indignação com passar”, disse o morador, acres- relação à situação da centando que a pinguela está ca- indo e providências não são pinguela, que pode cair adotadas. Ele denunciou ainda a qualquer momento, a precariedade da construção, que pode cair a qualquer mo- conforme denúncia de mento. Observou que são pro- moradores messas atrás de promessas, mas nada está sendo feito. Ele O s moradores da Rua disse que a qualquer momento Cristóvão Colombo, no a pinguela pode cair e alguém trecho que faz divisa pode se ferir. Já o secretário de entre os Bairros Storch, São desenvolvimento urbano, Nel- José e Boa Vista, apresenta um son Copetti, disse que a constru- problema antigo que está pre- Situação da pinguela da Rua São Cristovão preocupa moradores de três bairros devido ao estado precário ção da ponte no local é estima- ocupando os moradores da- da em R$ 142 mil e a obra está quela região. Há uma pinguela mas executadas, conforme quei- rador que entrou em contato que vem desde a gestão passa- inserida no PPA 2010-2013, con- sobre o riacho existente no lo- xas apresentadas, são efetuadas com a redação disse que existe da”, comentou o morador, que forme pedido da comunidade. cal que se encontra em condi- pelos próprios moradores des- um sério risco de acidente no lo- pediu para não ser identificado. Acrescentou que não existe data ções precárias. Todas as refor- de que a ponte desabou. O mo- cal. “Isso é um problema antigo, Disse também que muitas crian- certa para a realização da obra. Secretário anuncia obras em bairros O secretário de Desenvolvimento Urbano, Nel- son Copetti, anunciou as prioridades e linhas de trabalho do setor envolvendo a recuperação de vias, novos calçamentos e melhorias em trechos de asfalto. Ele confirmou que uma das priorida- des em termos de bairro é a Rua Ana Barros, onde está localizada a creche do Bairro Glória. Acres- centou que a Rua São Paulo e trechos da Avenida 21 de Abril também devem ser recuperados. Sobre calçamentos, disse ter encaminhado pedi- do para a licitação de 10 mil metros de calçamento em ruas de diversos bairros, acreditando no início do trabalho em poucos dias. “Melhoramentos de calçamentos irregulares que apresentaram proble- mas também tiveram licitação encaminhada para mais 2.500 metros, atendendo solicitações de vári- as comunidades”, disse o secretário. Um dos exemplos citados por Copetti está na Rua Leopoldo Hepp, que liga a Avenida Getúlio Vargas, no Bairro Assis Brasil, num trecho bas- tante danificado, onde a primeira quadra está sendo recuperada. Nelson Copetti confirma a realização de reformas nas ruas CMYK
  6. 6. 6 O REPÓRTER SÁBADO, 27 de junho de 2009 ECONOMIA Líder sindical comenta pesquisa do Dieese O líder do Sindicato dos CUT) divulgaram um levanta- estudo, os bancos fizeram tos, por outros novatos, com papel social a ser cumprido, mento sobre a evolução do 8.236 desligamentos (96% por vencimentos mais reduzidos. além do respeito à legislação Bancários de Ijuí, Paulo emprego e desemprego nos demissão e por pedido de de- Mesmo assim, o coordenador trabalhista. Em muitos paí- Scherer, analisa o setor bancos no primeiro trimestre missão) e 6.882 contratações. de política sindical, Paulo ses do mundo, disse ele, a de- de 2009. Este é o primeiro le- No ano passado foram criados Scherer, teme que venha a missão sem justa causa é de empregos na área vantamento do gênero no país. 3.139 empregos no mesmo pe- ocorrer um efeito cascata. proibida. No Brasil, Scherer bancária As pesquisas foram feitas com ríodo, 10.184 desligados, con- Ao analisar a pesquisa do lembra que a situação é dife- base nos dados do Cadastro tra 13.323 admissões. Dieese, Scherer disse se sur- rente. Geral de Empregados e Desem- O Sindicato dos Bancários preender com o comporta- Desta forma, lembra ele, os O Departamento Intersin pregados (Caged) e serão di- de Ijuí não percebeu ainda a mento dos banqueiros, pois empregadores podem demi- dical de Estatística e vulgadas trimestralmente a ocorrência de demissões da mesmo com a crise, a lucra- tir seus funcionários sem ale- Estudos Socioeconômi- partir de agora. forma como vem ocorrendo, tividade continua alta. Lem- gação efetiva, utilizando cos (Dieese) e a Confederação Os bancos fecharam 1.354 segundo pesquisa do Dieese, brou que mesmo no capita- como argumentos a reade- Nacional dos Trabalhadores do postos de trabalho de janeiro com substituições de profis- lismo, em que o objetivo das quação de quadros ou um Ramo Financeiro (Contraf- a março deste ano. Segundo sionais com salários mais al- empresas seja lucro, há um novo modelo organizacional. Juros do crédito caem e inadimplência aumenta em maio As taxas de juros de emprés- das pessoas físicas a redução percentuais, chegando a 46,6% caso do cheque especial, no as pessoas jurídicas (empre- timos caíram e a inadimplência foi maior – passou de 48,8% ao ano. No caso do emprésti- entanto, houve aumento de sas), no mesmo período, o aumentou, segundo dados das para 47,3% ao ano. No caso das mo para a compra de bens, in- 166,3% ao ano, em abril, para percentual passou 2,9% para operações de crédito divulga- empresas houve recuo na taxa clusive veículos, chegou ao 167,8% em maio. 3,2%. No caso das pessoas fí- dos pelo Banco Central (BC). anual de 28,8% para 28,5%. menor patamar da série histó- De acordo com o BC, a taxa sicas, a taxa subiu de 8,4% De abril para maio, a taxa A taxa para o crédito pesso- rica iniciada em julho de 1994. geral de inadimplência pas- para 8,6%. A inadimplência geral de juros passou de 38,6% al, que inclui operações consig- Essa taxa passou de 32,7% ao sou de 5,2% para 5,5% de abril corresponde ao percentual para 37,9% ao ano, a menor nadas em folha de pagamento, ano, em abril, para 31,6% ao para maio, a maior desde se- em atraso acima de 90 dias desde maio de 2008. No caso teve redução de 2,2 pontos ano, em maio deste ano. No tembro de 2000 (5,7%). Para em relação ao total. TENDÊNCIAS Prof. Dr. Argemiro Luís Brum (CEEMA/DECon/UNIJUÍ) Fundo Monetário Internacional a presidente Cristina Kirchner, cinco meses de 2009. Como zada, e assim por diante. Hoje, O EMPRÉSTIMO DO um pouco mais de dinheiro do cuja popularidade está abaixo tem sido praxe nos últimos embora seja necessário, au- que historicamente o fez, trans- de 30%, decidiu que para cada anos, tal resultado somente foi mentar a disponibilidade de BRASIL AO FMI formando esse crédito naquilo dólar que as empresas argen- conseguido graças ao sucesso recursos é aumentar a “bola de Causa estranheza, para mui- que o Fundo define como Direi- tinas importarem nos segmen- do agronegócio. Apenas esse neve” do endividamento e tos, o fato do Brasil anunciar to Especial de Saque (DES). Ou tos de calçados, brinquedos e setor da economia nacional inadimplência dos produtores que emprestará US$ 10 bilhões seja, não há nada de novo no eletrodomésticos, as mesmas registrou um superávit de US$ rurais, sejam eles empresariais ao FMI. Na prática, apenas es- processo. Apenas o fato de que serão obrigadas a exportarem 19,7 bilhões no mesmo perío- ou familiares, para usar expres- tamos seguindo o ritmo dos estamos ampliando nossas apli- outro dólar. Ou seja, um dólar do. Ou seja, o agronegócio ge- sões caras ao atual governo. novos tempos da economia bra- cações no Fundo, e aumentan- importado somente será per- rou um resultado comercial sileira e das necessidades mun- do o DES, graças a nossa me- mitido se for exportado outro que permitiu cobrir o déficit diais. É bom lembrar que em 02 lhor saúde econômico-financei- dólar. Tal medida atinge em dos demais setores da econo- ATENÇÃO AOS PREÇOS de abril passado, quando ocor- ra. Todavia, não se pode negar cheio setores exportadores mia. Não é por nada que o go- reu a reunião do G20 em Lon- que vivemos, nos últimos 15 brasileiros, que encontrarão verno, para a próxima safra FUTUROS DA SOJA dres, visando construir meca- anos, novos tempos. Além de maiores dificuldades para ven- agrícola 2009-10, acaba de Uma breve análise do com- nismos para enfrentar a crise termos conseguido pagar nos- der no mercado vizinho seus anunciar um aumento substan- portamento das cotações da mundial, uma das decisões foi sa dívida com o Fundo, há al- produtos. Dentre eles, encon- cial de recursos para o setor soja em Chicago, de agora até de que os países melhorariam guns anos atrás, após termos a tramos o segmento de calça- primário, com o todo chegan- o final do ano, nos obriga a as reservas existentes no Fun- ele recorrido por 17 vezes ao dos, importante para a econo- do a R$ 107,5 bilhões. O pro- chamarmos a atenção para do. Isso porque o FMI não pos- longo dos 64 anos de sua histó- mia gaúcha. Esse setor, aliás, blema, no entanto, não está uma tendência de recuo im- sui recursos suficientes para ria, agora temos condições de acaba de registrar um recuo de exatamente no volume de re- portante. Nessa última quin- enfrentar tamanha crise, fato igualmente a ele emprestar, au- 27,3% em volume e 28,6% em cursos e sim na capacidade de ta-feira (25), enquanto o mês que o deixou apenas com o pa- mentando nosso poder político valor nas suas exportações glo- pagamento dos produtores ru- de julho fechou a US$ 11,96 pel de indicar orientações a se- e, com isso, melhorando nossa bais nos primeiros cinco meses rais. Uma grande maioria es- por bushel, o mês de novem- guir, porém, sem ações concre- posição internacional. de 2009, em relação ao mesmo tando inadimplente, tais recur- bro próximo (último mês co- tas. Ora, o Brasil, que vem lu- período do ano passado. Boa sos dificilmente a eles chega- tado do ano) fechou em US$ tando para assumir uma posi- parte também devido a retra- rão. Além disso, nosso setor 10,02 por bushel. Ou seja, ção de maior presença no ce- MAIS PROTECIONISMO ção do mercado argentino. Sem primário precisa de uma ver- uma diferença, para menos, nário internacional, ao partici- falar que tal medida protecio- dadeira política agrícola e não de quase dois dólares por par do G20 foi naturalmente ARGENTINO nista dos argentinos inviabili- apenas de crédito o qual, ali- bushel. Caso o relatório de “convidado” a participar do A crise econômica na Argen- za ainda mais o funcionamen- ás, raramente chega em sua plantio nos EUA, a ser anun- pacote de reestruturação do tina, agravada pela crise mun- to do Mercosul e sua zona de totalidade aos produtores. Po- ciado no próximo dia 30 de Fundo. Assim, para quem bus- dial, continua a provocar rea- livre comércio. lítica agrícola esta que deveria junho, indicar área maior se- ca maior presença no cenário ções protecionistas junto ao privilegiar, dentre outras coi- meada com soja naquele país mundial, essa é uma ocasião. comércio internacional do vi- sas, a geração de renda dos ou o clima local continuar Porém, isso somente é possível zinho país. E, a cada decisão AGRONEGÓCIO CONTINUA produtores; um real seguro colaborando com a safra, os graças a economia nacional ter desse tipo, o governo local agrícola aos recursos postos preços mundiais tenderão a alcançado um nível de estabili- afunda um pouco mais a Nação SUSTENTANDO O na atividade pelos próprios caminhar para os US$ 10,00 e zação sustentável, onde um dos argentina na crise. No velho produtores; um sistema de ir- mesmo abaixo disso, durante pontos altos são as reservas estilo populista e no desespe- COMÉRCIO rigação eficiente; um sistema o segundo semestre. Isso, se cambiais, hoje na altura de US$ ro de criar condições melhores A balança comercial brasilei- interligado de armazenagem e a economia mundial não en- 206,5 bilhões. Na prática, o que para ganhar as eleições parla- ra obteve um saldo positivo de transporte interiorano, no qual contrar pela frente um novo o Brasil fará será investir no mentares desse final de junho, US$ 9,37 bilhões nos primeiros a infraestrutura seja moderni- soluço especulativo.
  7. 7. SÁBADO, 27 de junho de 2009 RURAL O REPÓRTER 7 Lideranças agrícolas falam sobre Plano Agrícola e Pecuário O secretário estadual de precise pegar recursos a juros mais caros, mas que possa fazer uma lavou- agricultura, João Carlos ra com custo menor e, desta forma, ter renda, pois sabemos que o produtor Machado e o presidente da vem, da safra passada, com custos ele- Apromilho, Claudio de Jesus, vadíssimos, o mais alto de toda a his- tória, acrescidos com uma estiagem falaram sobre o anúncio do que deu quebra na produção”. governo, da liberação de R$ Machado destaca que espera que o anúncio se torne em realidade. “Sabe- 107,5 bilhões para a mos que tem muitos produtores, em agricultura função das perdas passadas, que estão sem acesso ao crédito, isso é uma ou- O Programa Fatorama da Rádio tra preocupação. Nós queremos ver de Repórter, ouviu, na terça-feira, que forma o agricultor possa ter um lideranças agrícolas, que fala- prazo para renegociar as dívidas do ram sobre o Plano Agrícola e Pecuário, passado e acessar os novos financia- de R$ 107,5 bilhões, que o presidente mentos, porque o que acontece é que Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Secretário estadual de agricultura, João Carlos Machado o produtor que já teve perdas, que tem Presidente da Apromilho, Claudio de Jesus Agricultura, Reinhold Stephanes, lança- que isso chegue às agências e chegue que renegociar as suas dívidas, ele en- financeiro local, é muita exigência de ram no início da noite de segunda-feira também na conta do produtor, porque tra num risco 2 ou risco 3 e não recebe taxas, cobranças, por parte do sistema em Londrina. O presidente justificou o senão esses anúncios ficam com uma novo financiamento. Isso tem que ser financeiro, e isso acaba encarecendo o aumento de 40% no total de créditos sensação, para a comunidade, de que o olhado, porque este que tem dificulda- dinheiro. Vamos dizer que o juro cobra- neste plano, em relação ao anterior, produtor está super bem atendido nos de, este que não pode pagar, que teve do pelo governo seja de 6,5%, 7%, ou 8%, como alternativa para o país sair mais créditos de financiamento e na verdade prejuízos, é o que mais precisa de fi- mas com isso vem mais uma carga que rápido da crise. Ele garantiu, ainda, aos isso nem sempre ocorre”. nanciamento para poder se recuperar o agente local acaba cobrando do pro- agricultores, que não vai faltar recur- De acordo com Machado, os anúnci- e pagar suas dívidas”. dutor e este custo financeiro acaba indo sos. O PAP prevê R$ 92,5 bilhões para a os são feitos, com ampla publicidade e Para o presidente da Apromilho, Clau- para 12%, 13% ou 15%. Como a margem agricultura comercial e R$ 15 bilhões divulgação. “Mas na realidade não acon- dio de Jesus, o valor do Plano Agrícola de lucro do produtor hoje é muito bai- para a agricultura familiar. tece como divulgado. Então, a expecta- e Pecuário é muito interessante. “Mas é xa, é pequena em cima dos produtos De acordo com o secretário estadual tiva é de que esse recurso realmente importante salientar como esse dinhei- agrícolas, então acaba ficando bastante de agricultura, João Carlos Machado, venha para o produtor, para que ele ro vai chegar nas mãos do produtor, caro esse dinheiro. Mas quanto à quan- houve avanços. “Sabíamos que o minis- possa ter sua lavoura financiada com pois, quando o dinheiro chega no agen- tidade de recursos, entendo que ela deve tro da agricultura vinha trabalhando isso custo compatível, que cubram as des- te financeiro é que começam alguns pro- ser suficiente e é bem interessante para para aumentar. O que se espera agora é pesas que o produtor tem, que ele não blemas. Fazendo uma crítica ao sistema a agricultura brasileira”. Secretário de agricultura quer que estado se torne auto-suficiente no abastecimento de etanol O secretário estadual de agricultura, João opção de renda aos produtores e uma nova de cana. Os trabalhos de pesquisa já mos- uma atividade nova chegando. “É uma nova Carlos Machado, ressaltou nesta semana, atividade na região”. traram isso. Com isso nós conseguimos in- oportunidade. Nós compramos hoje 99% do em entrevista ao Programa Fatorama, que o Machado destaca que o governo do esta- cluir 212 municípios no zoneamento da pro- etanol que consumimos. Temos oportuni- Rio Grande do Sul poderá contar com usi- do lutou muito para Rio Grande do Sul fos- dução de cana. Isso dá em torno de 840 mil dade de consumir aqui, produzir aqui e esse nas de beneficiamento de cana-de-açúcar se incluído no zoneamento da cana-de-açú- hectares e o estudo mostra que nós, do Rio dinheiro ficar aqui, gerando renda e empre- para produção de ácool. Segundo ele, a re- car, o que, a princípio, não estava previsto. Grande do Sul, para nos tornarmos auto-su- gos no nosso estado e também, certamen- gião vai participar ativamente. “Vários pre- “Mas com o trabalho que a Embrapa e a ficientes no abastecimento de etanol, preci- te, estaremos baixando o custo do álcool. É feitos da região participaram da reunião, de- Fepagro tiveram ao longo dos anos nós pro- samos de um plantio de 200 mil hectares”. uma nova oportunidade, um desafio que monstrando interesse em levar uma nova vamos que no estado é viável a produção Segundo Machado, a cana-de-açúcar é esse novo governo está lançando”. DO ÓCIO AO NEGAÓCIO Roberto Macagnan robertomacagnan@hotmail.com plência no pagamento das hi- serem insuficientes as medidas e ajustada macroeconomica- levisão ou de serviços de pe- CRISE GLOBAL: potecas fez o sistema ruir. A propostas. É importante acom- mente, com regras claras e pe- dreiros. Os profissionais desta primeira providência do gover- panhar o desfecho deste deba- renes, acaba por atrair capitais área alegam que os pequenos GOVERNO OBAMA no norte-americano foi no sen- te. que estão alojados nas econo- reparos não compensam eco- tido de minimizar os efeitos da mias desenvolvidas que se res- nomicamente e que preferem AGE PARA REGULAR crise através da injeção gigan- sentem de alternativas em fun- as “grandes” obras. Assim, fica tesca de recursos públicos CONFIANÇA NO ção da crise global. para os famosos “biscateiros” MERCADO! para manter o sistema funcio- a prestação desses serviços. A atual crise global, que ini- nando. Passada esta etapa, BRASIL Insisto neste tema por enten- ciou no mercado financeiro chegou a hora de diagnosticar Os investidores externos de- PEQUENOS der que estas atividades fazem norte-americano e se expandiu as causas da crise. Semana pas- monstram que acreditam na parte da economia local e se para o setor produtivo geran- sada o presidente dos EUA en- economia brasileira, aumen- REPAROS: A FALTA constituem em espaço para do recessão na economia mun- viou ao congresso daquele país tando o capital produtivo emprego e renda. dial, está sendo diagnosticada (berço da crise), uma propos- (compra de empresas e inves- DE QUALIDADE como uma crise de regulação ta de “intervenção” no merca- timentos em novas). No mês de pelo governo dos EUA. Ou seja, do financeiro (regulação), onde maio a entrada de capital ex- CONTINUA! PENSANDO o setor financeiro deixado ao o governo passaria a ter con- terno nesta modalidade che- Numa de nossas primeiras O Banco Mundial revisou a sabor das “leis de mercado” trole sobre as agências de clas- gou a US$ 2.483 bilhões, o mai- colunas chamamos a atenção previsão do PIB brasileiro de criou “produtos” e os ofereceu sificação de risco e integraria or volume para este mês em 62 para o problema da falta de 2009 de – 0,8 % para – 1,1 %. à população, refinanciando o chamado setor não-bancário anos de contabilização pelo qualificação na prestação de Esta previsão está baseada no moradias, mediante hipotecas. ao sistema regulado. A propos- Banco Central. No ano de 2009 serviços de pequenos reparos desempenho do primeiro tri- Essas hipotecas abasteceram o ta está gerando controvérsia o volume investido no país está residenciais em Ijuí. Este pro- mestre do ano. Por outro mesmo mercado financeiro, na sociedade americana. De em US$ 11.234 bilhões. De cer- blema continua, apesar da cri- lado, os indicadores de em- através de um sistema de “se- um lado, os liberais não que- ta forma a crise global está aju- se econômica. É um verdadei- prego, produção industrial e curitização” que nada mais é rem interferência do governo dando o Brasil a receber estes ro martírio quando se necessi- vendas apontam para recupe- do que a venda destas hipote- no mercado e, de outro, os in- recursos. Sendo uma economia ta de consertos no sistema hi- ração do crescimento da eco- cas a investidores. A inadim- tervencionistas que entendem considerada como emergente dráulico, elétrico, sinal de te- nomia.
  8. 8. 8 O REPÓRTER GERAL SÁBADO, 27 de junho de 2009 Turma de estudantes quer João Buracão na Avenida 21 de Abril Uma turma de colocar o João Buracão para de- nunciarmos essa situação que estudantes entrou em é inadmissível”, diz um estudan- contato com o Jornal O te que preferiu não ser identifi- cado. Repórter para protestar A maior cobrança dos estu- contra o trânsito dantes é com o poder público. “Precisamos ter condições de intenso que segue na trafegabilidade, não dá para Rua do Comércio, no deixar a situação dessa forma. O poder público precisa acor- horário das 19h e das dar e dar condições para a ci- 22h e sobre as más dade comportar uma boa infra- estrutura para uma universida- condições da rota de boa, como a que temos na alternativa a esse local cidade”, diz o estudante. Se- gundo os acadêmicos, o poder E studantes reclamam so- público precisa levar em con- bre as más condições sideração o crescimento da ci- das rotas alternativas dade e, principalmente, o mo- para chegar ao Campus da vimento no trânsito dela por Unijuí e sobre as dificuldades conta da universidade, que no trânsito que é intenso na acolhe alunos de toda a região Rua do Comércio. “No horário e agir para solucionar o proble- que estamos indo para o Cam- ma enfrentado diariamente pe- pus é uma loucura, perdemos los estudantes, que precisam muito tempo na sinaleira da enfrentar um trânsito intenso Rua do Comércio, pois são que, às vezes, chega a tomar Alunos cobram melhorias na rota alternativa para o Campus da Unijuí muitos ônibus que precisam mais tempo que a própria via- passar por aquela rota. O pro- gem que fazem de suas cidades to e que essa estivesse em sos carros inteiros”, afirma. os órgãos responsáveis da cida- blema maior é que não temos até Ijuí. boas condições. “Com certeza Alunos que dependem de ôni- de tomem alguma providência uma rota alternativa para fu- Alguns motoristas que enfren- uma rota alternativa, em boas bus ou vêm com seus próprios quanto a isso. Acredito que Ijuí girmos do trânsito intenso, a tam esse caminho algumas ve- condições, nos daria mais tran- carros de outras cidades afir- como uma cidade pólo de uma Avenida 21 de Abril, que se- zes por dia concordam com os quilidade, tanto para chegar- maram estar reivindicando os Universidade do padrão da que gue pela Pedreira, para che- alunos, em dizer que poderia mos até o Campus e a Fidene direitos de ter mais tranquilida- temos precisa oferecer boas garmos ao Campus, está cheia haver uma segunda opção de com mais tempo, como para re- de e boas condições no trânsi- condições aos alunos”, conclui de buracos. Pensamos até em rota para “desafogar” o trânsi- duzir o estresse e manter nos- to. “Portanto, esperamos que o representante dos alunos. Pimenta apresenta PEC para FATORAMA Hélio Lopes profissão de jornalista fatorama.reporter@gmail.com O Deputado Federal, Paulo responsabilidade ética para o Deputado Darcisio Perondi posição de que a casa deseja Aliás,o Inter precisa de 2 a 0 Pimenta (PT), confirmou ao exercício de seu compromisso anunciou ontem no Fatorama a mesmo aprovar esta mudança. para levar a decisão da copa do O Repórter que está coletan- social. “Estamos reparando um liberação de R$ 2,5 milhões de Brasil para os pênaltis. O Grê- do assinaturas para a apre- equívoco cometido pelo STF Ministério da Ciência e Tecno- População ijuiense aplaude a mio, com o mesmo escore, eli- sentação de Projeto de ao desregulamentar a profis- logia para a Unijuí através da operação policial realizada na mina o Cruzeiro da Libertado- Emenda Constitucional, vi- são. O compromisso social do prefeitura, para aplicação no manhã de ontem, que culminou res, graças ao gol marcado na sando regulamentar nova- jornalismo exige profissionais Hospital Veterinário e compra com a prisão de sete pessoas. derrota de 3 a 1 no Mineirão. mente a profissão de jorna- com capacitação técnica e de equipamentos para o Pólo Sessenta e oito policiais militares lista. Ele destacou que está qualificação refinada, expres- Tecnológico. Segundo Perondi, cumpriram mandados de busca Antes da desesperadora jor- com o texto pronto, que pro- sando noções do direito de o dinheiro já está na conta da e apreensão. Os sete detidos fo- nada de quarta e quinta, nossos põe alteração no dispositivo defesa e, do contraditório, as- instituição e permitirá significa- ram autuados por tráfico de representantes entram em cam- da Constituição Federal, a sociadas a conhecimento de tivos avanços, como a criação drogas.A operação foi comanda- po neste domingo pela 8ª roda- fim de estabelecer a neces- sociologia política e da cultu- de empregos diretos e indire- da pelo promotor Valério Cogo. da do Campeonato Brasileiro, tos. O peemedebista, se referiu no mesmo horário. Inter x Cori- sidade de curso superior em ra brasileira. Portanto, não po- ainda ao assunto que interessa Expectativa hoje diante do fun- tiba, no Beiro Rio e Sport x Grê- jornalismo para o exercício demos confundir liberdade de a aposentados e pensionistas de cionamento dos estabelecimen- mio , na ilha do retiro. Início às da profissão de jornalista. O expressão e informação com todo o país. Trata-se de maté- tos comerciais na parte da tar- 18h30. trabalho de coleta de assina- exercício da produção jornalís- ria vinculando o mesmo per - de. Os lojistas vão mesmo bater turas para apresentação da tica”, destaca Pimenta. centual de reajuste concedido de frente com a lei municipal ? A pedida do sábado, aqui em PEC já foi iniciado e dentro O deputado disse, em entre- ao salário mínimo, que passará Ijuí, é o choque de líder e vice- dos próximos dias a Propos- vista ao O Repórter que “ a de- a valer para todos os benefíci- Na área esportiva, mau tempo líder do Estadual de Juvenis. As ta deverá ser protocolada na cisão do STF, adotada na sema- os, independente do valor. Em- aguarda a dupla Grenal na próxi- 15h, no estádio 19 de outubro, Câmara dos Deputados. Pau- na passada, pode ter graves bora o governo não queira, os ma semana. Depois dos fracassos Ipiranga de Erechim x São Luiz. lo Pimenta justifica a altera- consequências, não só por deputados vão votar a matéria, em São Paulo e Belo Horizonte, ção na Constituição como a aquilo que representa para a garantiu Perondi,que teria con- respectivamente, colorados e Fatorama Saúde – hoje, às 10h, única forma viável de garan- sociedade um profissional versado com o presidente da gremistas precisam de escores à presença da médica Miréia tir uma imprensa livre, de- qualificado, mas também em Câmara, Michel Temer, de partir de 2 a 0, diante de Corin- Wayhs, pioneira na área de gine- mocrática e, sobretudo, com relação à ética”, diz. quem ouviu a afirmação e a dis- thians e Cruzeiro. cologia em Ijuí.
  9. 9. SÁBADO, 27 de junho de 2009 GERAL O REPÓRTER 9 Sindilojas decide, em assembleia, ingressar na justiça contra Lei do Comércio A assembleia geral do Ivanilda Pruss, presidente da Associação dos Lojistas do Sindilojas, realizada shopping, disse que é preciso ontem pela manhã, no que os empresários se unam, no sentido de buscar junto a Auditório do Serviço prefeitura um acordo para que Social do Comércio, seja permitido o atendimento em todos os sábados à tarde. através de votação Outros empresários também secreta, autorizou a se posicionaram em defesa do livre comércio, alguns defen- entidade, através da dendo, inclusive, a possibili- assessoria jurídica, a dade de que se lute para a abertura aos domingos. ingressar na justiça Os empresários que se mani- contra a Lei do festaram durante a assembleia relataram que os funcionários Comércio estão desgostosos com esta si- tuação. “Eles dependem de co- A gora é oficial: a assesso missão e, quanto maior for o ria jurídica do Sindilojas seu faturamento, maior é a co- de Ijuí vai ingressar no missão”, comentou um empre- Tribunal de Justiça do Estado sário, acrescentando que se for com Ação Direta de Inconstitu- feita uma pesquisa junto a ca- cionalidade da lei 5.700/08, que tegoria, vai demonstrar que os determina que as lojas podem servidores estão à favor da abrir aos sábados à tarde, so- abertura do comércio à tarde mente nos dois primeiros sá- em todos os sábados. Com re- bados de cada mês. Participa- lação a este sábado, ficou es- ram representantes de 102 tabelecido que vai ficar a cri- empresas. Deste total, 9 se abs- tério de cada lojista decidir tiveram de votar, 62 empresá- pela abertura ou não. O presi- rios votaram favoravelmente dente do Sindilojas, Marco Fer- ao ingresso da ação na justiça reira, lembra que ocorreram 11 e 31 votaram contrariamente. autuações na semana passada Empresários presentes na assembleia geral do Sindilojas aprovaram ingresso na justiça com ação de inconstitucionalidade Durante o encontro, várias e que se corre o risco dos es- foram as manifestações de re- tabelecimentos já autuados se- Caxias do Sul, as lojas já funci- mentou que vai ingresar com a atual lei, as empresas podem presentantes de empresas, to- rem multados, num valor que onam inclusive aos domingos ação de Inconstitucionalidade atuar, existe a possibilidade de dos defendendo que a abertu- ultrapassa os R$ 4 mil. No en- à tarde. O presidente do Sindi- na próxima semana no Tribunal que se tenha ganho de causa ra seja facultada em todos os tanto, Ferreira entende que se lojas disse que a situação pre- de Justiça. Ele reitera que a situ- para que as lojas possam abrir sábados. Outra reflexão feita tem que defender o livre co- cisa ser resolvida. ação deverá ser resolvida num à tarde em todos os sábados, e pelos empresários é no que se mércio, pois em muitas cida- O assessor jurídico do Sindi- prazo de até 14 dias. Como nos não apenas nos dois primeiros, refere ao livre comércio. des pólo, como é o caso de lojas, Antonio Carlos Burtet, co- dois próximos sábados, pela como dispõe a lei atual. Profissionais alertam para que se evite o pânico em torno da Gripe A A confirmação oficial dos dois primei- que passou pela Argentina, apresentou gista acrescenta que a redução das via- cara cirúrgica”, relata a professora. A ros casos de Gripe A H1N1 ou gripe su- quadro suspeito da doença. A médica gens seria ideal, até que se diminua a docente observou, no entanto, que ao ína em Ijuí pode levar as pessoas a en- lembrou que se trata de uma doença transmissão viral. Ela reiterou que a gri- que parece, as pessoas estão mal in- trar em pânico. No entanto, as pessoas de transmissão respiratória, acrescen- pe A (ou suína) não tem uma gravidade formadas sobre a doença, o que aca- ligadas ao setor de saúde acentuam que tando que as máscaras deveriam ser e letalidade intensa, sendo menor do ba gerando um mal-estar. A Unijuí emi- não existe motivo para alarde. O titular equipamentos de proteção individual que a Influenza que circula todos os tiu nota oficial sobre a questão envol- da 17ª Coordenadoria de Saúde, Erlon de uso habitual, especialmente na épo- anos no nosso meio. Ela disse que as vendo suas professoras, acentuando Beck, observa que “apesar da confirma- ca de inverno, quando aumenta a fre- pessoas com baixa imunidade é que que, preventivamente, a Reitoria da ção dos dois primeiros casos, é preci- quência de doenças do trato respirató- têm maior tendência a pegarem a gri- Unijuí está adotando as seguintes me- so lembrar que a letalidade da doença rio de vias aéreas superiores. “Deveria pe. didas para evitar a eventual propaga- não é acentuada”, diz. Ele observa que, ser rotineiro” , comentou a médica, ob- O Repórter conversou com uma das ção da doença: “a) realizar reuniões, a partir de orientação da Secretaria da servando que normalmente as pesso- professoras da Unijuí que teve o caso até o início da próxima semana, nas si- Saúde, é de que se evite viajar com cri- as não usam. Ela ressalta, no entanto, de Gripe A confirmado oficialmente na tuações absolutamente necessárias; b) anças ou pessoas com 60 anos ou mais que as pessoas que atuam na área de quarta-feira. Ela relatou que “o que se evitar, também até o início da próxi- de idade para os países onde há Gripe saúde não estão habituadas a utilizar constata é que na Argentina não exis- ma semana, tomar chimarrão (a não A onde tem um número de casos eleva- o equipamento de proteção individual. te um clima de ansiedade e até mesmo ser que seja individual); c) procurar o dos, como a Argentina. A médica, ao avaliar a possibilidade pânico, como ocorre no Brasil”. A do- serviço de saúde do trabalhador da A médica infectologista que atua na de se criar um clima de pânico, obser- cente relata que viajou para a Argenti- Universidade se surgir qualquer dos 17ª Coordenadoria Regional de Saúde, vou que a ocorrência em países próxi- na e que, no retorno, apresentou um sintomas da nova gripe. Por fim, infor- Jaqueline de Souza, ao avaliar o surgi- mos, como a Argentina, não deve gerar quadro que disse ser como de uma for- mamos que as atividades da Universi- mento de dois casos confirmados de a situação. Ela aconselhou, no entanto, te gripe. “Sentia calafrios, febre alta e dade estão transcorrendo normalmen- Gripe A ou gripe suína, disse que, como que as pessoas, se puderem, evitem as dor no corpo”, comentou a professo- te e que o eventual cancelamento de profissional, concorda com a utilização viagens àquele país neste momento. ra, acrescentando que tomou os cui- qualquer das atividades se dará so- de máscaras, como ocorreu nesta se- “No entanto, a decisão deve ser indivi- dados necessários para evitar a con- mente no caso do surgimento de qual- mana no Ambulatório do Bairro Mun- dual, pois cada um sabe de suas priori- taminação de outras pessoas. “Perma- quer novo foco da doença (o que não dstock, onde o médico Ricardo Pitas, dades”, comentou. A médica infectolo- neci em casa e inclusive utilizei a mas- ocorreu até este momento)”.
  10. 10. 10 O REPÓRTER HISTÓRIA SÁBADO, 27 de junho de 2009 ADEMAR CAMPOS BINDÉ 90 anos da Fábrica de Balas Soberana Fotos: Coleção Família Beck – Acervo MADP Fundada em 1919, a tradicional todo o processo industrial e a diversifi- cação de sua linha de produção. Fábrica de Balas Soberana está A partir do ano de 1946, ocorreu a completando neste ano de 2009 alteração da razão social para Henrique Bergel & Filhos, com a entrada na em- os seus 90 anos de fundação. No presa dos filhos de Henrique Bergel, dia de hoje, que lembra, também, Willybaldo e Reinoldo. Nova alteração aconteceu em 1961, para Henrique Ber- o 122º aniversário de nascimento gel S. A., quando entraram na socieda- de seu fundador, Bruno Henrique de as filhas de Henrique, Elvira, Irena e Anida, e seu neto Léo Weber. Bergel, vamos recordar os fatos A Fábrica de Balas Soberana passou, principais que marcam a história então, por um período de expansão e prosperidade, com sua diversificada e dessa empresa que projeta o nome qualificada produção tornando-se co- do município de Ijuí além fronteiras nhecida de norte a sul do Brasil e al- cançando, inclusive, alguns países vi- zinhos. No entanto, no início da déca- D escendente do casal de imi- da dos anos 1990, a empresa começou grantes alemães Gustavo Ber- a enfrentar sucessivas dificuldades, gel e Catarina Rön Bergel e geradas, especialmente, pela difícil con- nascido na localidade de Languiru, juntura econômica vivida pelo País e então município de Estrela, no dia 27 pelo surgimento de crescente e forte de junho de 1887, Bruno Henrique concorrência, o que levou a sua auto- Bergel veio se fixar em Ijuí no ano de falência, no ano de 1996. Nessa época, 1918. Na sua terra natal, tinha sido o seu fundador não estava mais presen- agricultor e depois funileiro. Logo te, pois falecera no dia 11 de julho de que aqui chegou, foi auxiliar Arthur 1965. Fuchs na sua funilaria. Porém, seu Em setembro de 1997, a massa falida sonho era estabelecer-se por conta da Fábrica de Balas Soberana foi adqui- própria. Em contato com algumas rida pela Família Hildebrandt e Walter, pessoas que haviam exercido ativi- passando a ser integrada pelos sócios dades em fábricas de balas, mesmo Loide Hildebrandt Gaspary, Elzira Ras- sem conhecer o ramo, contando ape- polt, Robinson Walter (como diretor) e nas com sua grande força de vonta- Regis A. Walter. A partir daí, a empresa de, em 1919, resolveu começar a tra- tomou novos rumos, voltando às ativi- balhar por conta própria, montando dades normais a partir de janeiro de uma modesta fabriqueta de balas, na 1998. rua do Comércio, contando com a Com uma visão empreendedora, ini- ajuda de suas três filhas Elvira, Ire- ciam a construção de uma nova unida- Bruno Henrique Bergel, o fundador da Fábrica de Balas Soberana na e Anida. de fabril, no Distrito Industrial, onde Foi um começo modesto e repleto atualmente está instalada a fábrica em de dificuldades e sacrifícios. A pro- uma área de 11 mil metros quadrados, dução era muito artesanal. Mas com sendo 4.800 metros quadrados de área muita perseverança foi vencendo os construída. Recentemente foi ampliada obstáculos. Dois anos depois, cons- sua área de tratamento de efluentes, truiu um pavilhão de madeira na es- visando se adequar à legislação ambi- quina das ruas Bento Gonçalves e 20 ental. A nova administração vem, cons- de Setembro, onde instalou sua fá- tantemente, investindo em novos pro- brica de balas. A produção e as ven- dutos e na modernização de suas em- das aumentavam, mas uma desgra- balagens. ça aconteceu. A fábrica foi destruí- A nível de mercado, a Soberana Indús- da por um violento incêndio, em tria de Balas Ltda. vem atendendo todo 1923. Essa tragédia não abalou o âni- o Brasil e alguns países do exterior, tais mo dos Bergel. Um novo prédio, ago- como África do Sul, Venezuela, Para- ra de alvenaria, começou a ser cons- guai, Uruguai, Benin, Palestina, Angola, truído, e a fábrica voltou a funcionar Panamá e outros. em 1930. Em fevereiro deste ano, os sócios pro- Adotando o nome fantasia de “Ba- prietários visitaram a 39ª ISM, na Ale- las Soberana”, a empresa retomou manha, que é uma das maiores feiras seu crescimento e expandiu seus do setor de doces e candies do mundo, negócios. Com o correr do tempo, a onde apreciaram as últimas novidades Fábrica de Balas Soberana foi se tor- no setor de candies, bem como avalia- nando conhecida em toda a Região ram a tendência de embalagens. A antiga sede da fábrica na década de 1930 Sul do País. Com o objetivo de aten- A Soberana também expõe seus pro- der a crescente demanda, a fábrica dutos em duas feiras na cidade de São se modernizou, ampliando seu espa- Paulo e no mês de agosto próximo de- vem constantemente melhorando sua almente, a empresa conta com ço físico, incorporando novas e mo- verá marcar presença com seus produ- produção, tanto no sabor como em mais de 100 colaboradores, 45 re- dernas máquinas importadas da Ale- tos na Sweet Brasil, em Recife, Pernam- apresentação, buscando sempre pro- presentantes comerciais e vários manha, Inglaterra e Holanda e im- buco, que é a maior feira do setor de dutos inovadores que agradem as cri- distribuidores, alcançando uma plantando novas técnicas de produ- doces e chocolates do País. anças, jovens e adultos, mantendo seu capacidade de produção de 500 ção, o que ensejou a agilização de A Soberana Indústria de Balas Ltda. lema de ser “o lado doce da vida”. Atu- toneladas mensais.
  11. 11. Madelli Móveis: 6 anos de sucesso Arte em gesso: a realização pessoal de Rosinha Com 6 anos de existência no mercado, a Madelli tra- balha com móveis exclu- sivos feitos sob-medida, aliados ao compromisso e respeito ao cliente. Para que possa- mos garantir nossos servi- ços, trabalha- mos somente com produtos de primeira linha. Utilizamos os mais conceituados forne- cedores de acessórios, puxa- É impossível olhar para as peças cri- por dia. adas por Rosa Maria Costa Kommers, As técnicas ela aprende com amigas dores e armados do merca- mais conhecida por Rosinha, sem ad- do orkut. A artista destaca que usa mui- do. Atendemos Ijuí e região mirá-las: são todas belíssimas, contem- ta criatividade para a realização do tra- de forma diferenciada ofere- plando todos os gostos. Há cerca de balho. cendo agendamento prévio e dois anos a artista teve sua primeira A comecialização de suas peças teve entrega em até 30 dias. Nos- experiência com arte em gesso e se início através do incentivo de amigos. so compromisso é proporci- apaixonou por aquilo que hoje, além de Hoje, Rosa já tem o reconhecimento de onar serviços de alta qualida- ser seu hobby é também sua profissão. diversas pessoas da região pelo seu de, satisfazendo assim nos- De acordo com ela, não foi por acaso belo trabalho. sos clientes. Projete os am- que ingressou na área. “Vi uma peça em Além de ser uma alternativa de ren- bientes de sua casa, escritó- gesso e achei linda, foi ali que come- da, a arte em gesso é uma forma que rio, loja, dentre outros, com çou meu interesse por essa arte”. Rosa encontra para esquecer o estres- sugestões da Madelli Móveis. Nestes dois anos Rosinha pintou inú- se do cotidiano. Consulte-nos, Rua Bento meras peças, com as quais ela adornou No momento, a artista está se prepa- Gonçalves, n° 370, fone: 55 uma sala de sua casa. De acordo com a rando para 18ª Feira Estadual do Arte- 3332.4245. artista, ela pinta cerca de duas peças sanato, que vai acontecer em julho. Schirmann: 34 anos de qualidade e confiança O Schirmann completou no dia 1° de abril, 34 anos de qualidade em produtos e uma relação de confiança com seus clientes. A empresa que hoje conta com 103 funcionários, sendo uma equipe de profissionais qualificados para atender de forma eficiente as necessidades de seus clientes. No dia de seu aniversário a em- presa lançou uma campanha com cupons para os clientes que gas- tassem mais de R$200,00 em compras, foram em média 10 mil cartelas sorteadas. O sorteio foi realizado ontem na empresa e teve como ganhadora a empresa Dimagem que foi presenteada com uma moto Traxx 0 km 125 cilindradas. O número sorteado foi o 318 e a empresa deve ter comprado mais de R$400,00 em compras já que tinham dois cu- pons em nome da empresa. Ve- nha conhecer as vantagens que o Schirmann oferece para você na qualidade de produtos, finan- ciamentos e confiabilidade. CMYK

×