Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Renascimento

80,928 views

Published on

Trabalho do aluno Lucas Sampaio 2° ano do Ensino Médio

Renascimento

  1. 1. Renascimento
  2. 2. <ul><li>“ Renascimento, época de grandes transformações na mentalidade européia” </li></ul><ul><li>“ Renascimento – História, Cultura e Arte” </li></ul>
  3. 3. Introdução <ul><li>O Renascimento foi um movimento cultural e simultaneamente um período da história européia, considerado como marcando o final da Idade Média e o inicio da Idade Moderna. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O Renascimento é normalmente considerado como tendo começado no século XIV em Itália e no século XVI no norte da Europa . Também é conhecido como Rinascimento (em italiano). </li></ul>
  5. 5. <ul><li>O Renascimento está associado ao humanismo , o interesse crescente entre os académicos europeus pelos textos clássicos, em latim e em grego , dos períodos anteriores ao triunfo do Cristianismo na cultura européia. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>No século XVI encontramos paralelamente ao interesse pela civilização clássica, um menosprezo pela Idade Média , associada a expressões como &quot;barbarismo&quot;, &quot;ignorância&quot;, &quot;escuridão&quot;, &quot;gótico&quot;, &quot;noite de mil anos&quot; ou &quot;sombrio&quot; (Bernard Cottret). </li></ul>
  7. 7. <ul><li>O seguinte extracto de Pantagruel (1532), de Rabelais costuma ser citado para ilustrar o espírito do renascimento: </li></ul>
  8. 8. Todas as disciplinas são agora ressuscitadas, as línguas estabelecidas: Grego, sem o conhecimento do qual é uma vergonha alguém chamar-se erudito, Hebraico, Caldeu, Latim (...) O mundo inteiro está cheio de académicos, pedagogos altamente cultivados, bibliotecas muito ricas, de tal modo que me parece que nem nos tempos de Platão , de Cícero ou Papinianus , o estudo era tão confortável como o que se vê a nossa volta. (...) Eu vejo que os ladrões de rua, os carrascos, os empregados do estábulo hoje em dia são mais eruditos do que os doutores e pregadores do meu tempo .
  9. 9. <ul><li>Fases do Renascimento </li></ul>Costuma-se dividir o Renascimento em três grandes fases, correspondentes aos séculos XIV ao XVI.
  10. 10. <ul><li>Trecento </li></ul>
  11. 11. <ul><li>O Trecento (em referência ao século XIV ) manifesta-se predominantemente na Itália , mais especificamente na cidade de Florença , pólo político, econômico e cultural da região. Giotto , Boccaccio e Petrarca estão entre seus representantes. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Características gerais: rompimento com o imobilismo e a hierarquia da pintura medieval - valorização do individualismo e dos detalhes humanos </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Quattrocento </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Durante o Quattrocento ( século XV ) o Renascimento espalha-se pela península itálica, atingindo seu auge. Neste período actuam Botticelli , Leonardo da Vinci , Rafael e, no seu final, Michelangelo (que já prenuncia certos ideais anti-clássicos utilizando-se da linguagem clássica, o que caracteriza o Maneirismo , a etapa final do Renascimento), considerados os três últimos o &quot;trio sagrado&quot; da Renascença. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Características gerais: inspiração greco-romana (paganismo e línguas clássicas), racionalismo, experimentalismo. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Cinquecento </li></ul>
  17. 17. <ul><li>O Renascimento torna-se no século XVI um movimento universal europeu , tendo, no entanto, iniciado sua decadência. Ocorrem as primeiras manifestações maneiristas e a Contra reforma instaura o Barroco como estilo oficial da Igreja Católica . Na literatura atuaram Ludovico Ariosto , Torquato Tasso e Nicolau Maquiavel . Já na pintura, continuam se destacando Rafael e Michelangelo . </li></ul>
  18. 18. ARQUITETURA <ul><li>Procura de uma harmonia racional </li></ul><ul><li>Regras modulares e proporções modulares: </li></ul><ul><ul><li>Simetria </li></ul></ul><ul><ul><li>Regularidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Alinhamento e proporção </li></ul></ul><ul><li>Riqueza da ornamentação </li></ul>
  19. 19. BRUNELLESCHI - Santa Maria das Flores 1420-36, Florença
  20. 20. MIGUEL ÂNGELO Cúpula de S. Pedro 1546-61, Vaticano
  21. 21. Esculturas <ul><li>Grande naturalismo : </li></ul><ul><ul><li>Liberdade das posições e movimentos </li></ul></ul><ul><ul><li>Representações anatómicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Rigorosa proporcionalidade </li></ul></ul><ul><ul><li>O Homem como tema privilegiado </li></ul></ul><ul><li>Crescente capacidade e domínio técnico </li></ul><ul><li>Libertação da escultura em relação à arquitectura </li></ul>
  22. 22. MIGUEL ÂNGELO David , 1501-03
  23. 23. DONATELLO David ,1430-40
  24. 24. GHIBERTI Porta do paraíso
  25. 25. MIGUEL ÂNGELO Pietà do Vaticano 1498-1501
  26. 26. Pintura <ul><li>Elementos técnicos: </li></ul><ul><ul><li>Perspectiva rigorosa </li></ul></ul><ul><ul><li>Pintura a óleo </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilização da tela </li></ul></ul><ul><li>Elementos formais e estéticos </li></ul><ul><ul><li>Cenários arquitecturais </li></ul></ul><ul><ul><li>Naturalidade e realismo anatómicos </li></ul></ul><ul><ul><li>Equilíbrio e harmonia </li></ul></ul><ul><ul><li>Temas de inspiração religiosa, mitológicos e laicos (retrato) </li></ul></ul>
  27. 27. LEONARDO DA VINCI Mona Lisa
  28. 28. RAFAEL Madonna
  29. 29. BOTTICELLI - A Primavera
  30. 30. BOTTICELLI – O Nascimento de Vénus BOTTICELLI – Nascimento de Vênus
  31. 31. Leonildo Cardoso Marques Tércio Rocha Pimentel Sales Larissa Ramos de Almeira Taynnara Sara Lucas Sampaio Leite

×