AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                           FOLHAS SOLTAS | Ano XIV...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011        DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO                ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011                                                  ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Folhas Soltas Nº1 (2011/2012)

816 views

Published on

Edição Nº1 (Dezembro) do Jornal "Folhas Soltas" do Agrupamento de Escolas de Maceda e Arada (AEMA)

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
816
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Folhas Soltas Nº1 (2011/2012)

  1. 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 FOLHAS SOLTAS | Ano XIV | Nº1 I folha e meia O NATAL ESTÁ À PORTA! ÍNDICE DESPORTO ESCOLAR ....................... 3 AMBIENTE E SAÚDE ......................... 4 SOCIEDADE .......................................6 ACTIVIDADES DO AGRUPAMENTO ... 8 ESCRITA CRIATIVA .......................... 17 MATEMÁTICA .................................. 19 PASSATEMPOS ............................... 20 ECO-ESCOLAS Mais uma vez, a Escola EB23 de Maceda esteve presente na cerimónia de atribuição do galardão Eco-Escolas. ACTIVIDADES DO AGRUPAMENTO CORTA-MATO Pré-Escolar 1º Ciclo EB 23A Desfolhada no J.I. da Estrada São Martinho na EB1 da Estrada Feira do Livro
  2. 2. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 EDITORIALM ais um Natal se avizinha, mais uma época que seespera de Paz e Harmonia! esta época será ultrapassada. Talvez em nenhum outro momento concreto as gentes portuguesas e em espe- cial a classe docente, tenham sentido tanto essa neces-A nossa escola/agrupamento vem mudando dia-a-dia sidade de acalentar uma esperança, crescentementereforçando laços sérios de trabalho e de amizade, graças baseada no espírito de Natal. É curioso notar que, nosao trabalho silencioso de muitos que dão sempre algo de últimos anos, vimos a assistir a uma espécie de parado-si sem publicidade barata. Isto é Natal. xo global: ao mesmo tempo que se acentua a vertenteDepois de um ano/período de trabalho, o tempo de Natal material e consumista da quadra, confirma-se tambémé quase sempre de (re)temperança, de recobro de forças que são cada vez mais os jovens que, por esta altura,e de grande amenidade familiar e nós somos quase uma se dedicam a causas de solidariedade e de Humanida-família. Seja para gozo de umas breves férias na terra de de. Sinal dos tempos, sinal de esperança, que a todosorigem e com a família mais próxima, seja para recolhi- cabe registar, incentivar e acarinhar.mento espiritual ou moral, seja para, por contraste, incre- Encaremos pois o tempo de Natal como um ímparmento de uma nova época de trabalho, o tempo natalício momento da vida, independentemente de credos,é, por tradição e norma, sinal de alegria, movimento, cor opções ou posições. Não desperdicemos na nossa vida,e sentimento. Claro que nem todos, infelizmente, podem a nível pessoal ou a nível profissional, o que cada umdar e usufruir, sempre, desses momentos, pois rebanhos de nós tem de bom e sabe dar sem cobrar, não a deite-e ovelhas tresmalhadas andam por todo o lado... Mas, mos a perder. Esta atitude de esperança num Futurona simplicidade de um pequeno gesto ou no olhar de um melhor, só depende de nós. O Natal é amanhã. O Natalqualquer amigo, conhecido ou vizinho, seja em que cir- é sempre.cunstância for, é sempre possível viver a celebração Oxalá o novo ano de 2012 possa ser já o tal da comple-natalina, na sua mensagem de Paz e de Amor, na sua ta mudança, o tal do definitivo “pontapé na crise”, o taldimensão de Alegria e de Amizade. da afirmação de um tempo novo para o País, para aO ano que agora está prestes a findar deixará inevitavel- Europa e, afinal, para o Mundo.mente marcas e lembranças em cada um de nós, umas “Que o espírito natalício traga aos nossos cora-menos boas, algumas tão-só de normalidade, outras, ções a fé inabalável dos que acreditam em umcom certeza, de excelente memória. Mais do que recor- novo tempo de paz e amor” (Fernando Waki).dar momentos menos felizes ou de banalidade – que sóa todos e a cada um interessarão na sua dimensão Um Feliz Natal 2011 e bom descanso para todos!vivencial, didática e humana –, impõe-se neste final de Feliz Ano Novo 2012!ano rememorar os melhores e os mais alegres, aqueles A Diretoraque nos farão sempre pensar em 2011 com, pelo Brites Maria Ferreira Marquesmenos, um pequeno sorriso. E, ainda assim, terão sidomuitos os sucessos coletivos no nosso agrupamento e, FICHA TÉCNICAdecerto, bastantes os regozijos individuais.Ao tempo de Natal segue-se, depois, a expetativa da pas- Propriedadesagem de ano, sempre na esperança de que o tempo Agrupamento de Escolas de Maceda e Aradaque entra de novo permita cumprir o espírito de Natal E-mailque se acaba de experimentar. E, mais uma vez, gira e Jornal.fsoltas.aema@gmail.comvolta a (des)andar o ciclo anual do Homem, sempre e Blog folhassoltas-aema@blogspot.comsempre guiado pela ideia do cumprimento de metas epela necessidade de ultrapassar barreiras, por vezes Coordenação e Execução gráfica Branca Santosbastante difíceis, mas não impossíveis de se ultrapassa- Paulo Santosrem. Nós não seremos diferentes. O contexto atual em Colaboradoresque vivemos, as circunstâncias das más vontades de uns Comunidade Escolare das más influências de outros, a conjetura socioeconó- Tiragemmica do país, levam-nos a “galgar” um caminho um tanto 300 Exemplaresou quanto sinuoso, mas com a esperança e fé de quePÁGINA 2
  3. 3. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Desporto Escolar XVI CORTA-MATO ESCOLARN o passado dia 18 de Novembro de 2011, à seme-lhança de anos letivos anteriores, realizou-se, na Escola cas, que foram favoráveis à realização da atividade, proporcionando, um corta-mato escolar bem competiti- vo, atrativo e animado. De salientar, que este decorreuE.B. 2,3 de Maceda, mais um Corta-Mato (Fase Escola), com um grande empenho e entusiasmo por parte deevento organizado e dinamizado pelo Grupo de Educa- todos os seus intervenientes (alunos, professores eção Física, integrado no Plano Anual de Atividades do funcionários), valorizando ainda mais este evento.Agrupamento (PAAA). Durante a competição, realizaram-se oito provas, desdeO Corta-Mato é uma especialidade do atletismo que, os escalões de Infantis “A” até Juvenis, de ambos osenquanto modalidade individual, promove aspetos rela- sexos, tendo participado cerca de 320 alunos do 4.º aocionados com o domínio físico, tais como adaptações 9.º ano de escolaridade. Em todos os escalões/sexocardiovasculares, circulatórias, respiratórias, melhoran- Infantis “A”, Infantis “B”, Iniciados e Juvenis, fez-se o apuramento para o Corta-Mato Distrital, sendo que, os 6 primei- ros classificados de cada prova representarão a Escola, no res- petivo escalão. Mais uma vez tivemos a presença dos alunos do 4º ano das escolas do 1º CEB do Agrupamento (Estrada, Outei- ral e Murteira), que comparece- ram em grande número e tive- ram uma presença de grande registo, principalmente, ao nível dos resultados desportivos. O Grupo de Educação Física congratula-se pelo grande sucesso desta atividade e enal- tece o comportamento dos alu- nos, que participaram nasdo a capacidade física de resistêncial, ou seja, a capaci- várias provas, particularmente os alunos com Necessi-dade de realizar as tarefas diárias sem excessiva fadiga dades Educativas Especiais, e também, a presença ee “livre” de problemas de saúde. No entanto, o principal apoio efusivo dos seus familiares, que compareceramobjetivo da realização desta atividade, inserida no des- em grande número.porto escolar, é desenvolver o gosto pelo desporto, par- Aos Bombeiros Voluntários de Esmoriz, à Guarda Nacio-ticularmente pela prática do atletismo, promovendo e nal Republicana, aos professores e aos funcionários dafomentando o convívio e a prática desportiva da comu- escola, agradecemos toda a colaboração prestada.nidade escolar, numa perspetiva interdisciplinar. Consulte na página seguinte os seis melhores resulta-A organização e dinamização do grupo de Educação dos, por escalão e sexo, apurados para o CORTA-MATOFísica, revelou-se exemplar, quer na sua orgânica, quer DISTRITAL.na sua dinâmica, aproveitando as condições climatéri- Os Professores do Desporto Escolar PÁGINA 3
  4. 4. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Desporto Escolar XVI CORTA MATO ESCOLAR - RESULTADOS INFANTIS A - FEMININOS INFANTIS A - MASCULINOS INFANTIS B - FEMININOS INFANTIS B - MASCULINOS1º MARIANA SANTOS 5ºC 16 RODRIGO OLIVEIRA 4ºO 18 1º MARA RESENDE 6ºC 8 ANTÓNIO NUNES 6ºD 42º RITA MIRANDA 5ºB 21 JOSÉ CAVADAS 4ºE 9 2º PATRÍCIA ADREGO 7ºB 13 JOÃO AMARO 7ºB 63º INÊS MOREIRA 5ºA 9 JOÃO SANTOS 4ºO 13 3º BRUNA RODRIGUES 6ºB 3 RAFAEL OLIVEIRA 7ºA 174º LILIANA ROCHA 5ºA 14 JOÃO TEQUES 5ºC 11 4º RAFAELA RESENDE 6ºD 15 NUNO SOARES 7ºC 125º MÓNICA SANTOS 4ºO 16 TIAGO MONTEIRO 5ºA 22 5º INÊS OLIVEIRA 6ºC 5 BRUNO SANTOS 7ºB 26º CAROLINA SANTOS 5ºC 4 JOÃO BRANDÃO 5ºA 13 6º SARA SANTOS 7ºC 16 JOÃO PAULO RESENDE 6ºA 10 INICIADOS - FEMININOS INICIADOS - MASCULINOS JUVENIS - FEMININOS JUVENIS – MASCULINOS1º JOANA COELHO 9ºA 12 PEDRO NADAIS 8ºC 13 1º MICAELA LARANJEIRA 8ºC 11 CRISTIANO MOTA 9ºB 72º ALÍCIA OLIVEIRA 8ºD 1 RUI SILVA 9ºC 12 2º DANIELA SÁ 9ºA 9 LUCIANO SANTOS CEF 123º IRINA FERNANDES 8ºB 6 RAFAEL VASCONCELOS 7ºC 16 3º ANA VALENTE CEF 1 CARLOS OLIVEIRA CEF 24º ANA PEREIRA 8ºA 1 TIAGO FRAGOSO 8ºB 14 4º MICAELA SANTOS CEF 13 RUI BARROS CEF 155º BÁRBARA SILVA 8ºB 3 JOÃO PEDRO CARDOSO 8ºB 10 5º CARLOS PEREIRA 9ºA 56º INÊS SANTOS 8ºA 14 LEANDRO GOMES 9ºB 24 6º ROGÉRIO CAMARINHA CEF 14 Os Professores do Desporto Escolar Ambiente e Saúde O PES NO CORTA MATO ESCOLAR N o passado dia 18 de Novembro, teve lugar o Corta- mato escolar, da responsabilidade dos professores de ca, bem como os acom- panhantes escolhidos. Os resultados revelaram Educação. Esta atividade reveste-se de uma importân- que a maioria dos inquiri- cia extrema para a Promoção da Educação para a Saú- dos pratica exercício de, pois promove a prática da atividade física junto da regularmente, sendo a população escolar e o desenvolvimento de atitudes pro- escola, o local de eleição motoras da saúde. para o fazerem. Outras A equipa responsável pela Promoção da Educação para instituições, como clubes a Saúde esteve presente na iniciativa, colaborando de futebol ou piscinas através da monitorização da tensão arterial e ritmo car- públicas, são locais tam- díaco, bem como realizou um levantamento referente bém frequentados pelos aos hábitos e prática de exercício físico, na população alunos, da nossa escola, para a prática desportiva. escolar. Relativamente à duração e frequência com que prati- A amostra contou com 41 indivíduos (docentes e alu- cam a atividade física, verificou-se que a maioria dos nos), mas maioritariamente constituída por alunos, com alunos pratica exercício físico, 3 a 5 vezes por semana, idades entre os 10 e 12 anos, do sexo feminino. dedicando 2 ou mais horas a essa atividade. As questões realizadas pretendiam averiguar se os alu- Por último, os participantes foram inquiridos sobre o nos praticavam regularmente exercício, onde o faziam, tipo de acompanhantes para a realização de exercício, quantas vezes e quais as horas destinadas a essa práti- tendo-se apurado que a maior parte dos alunos pratica exercício, na companhia dos colegas da escola. Deste modo foi possível concluir que, os alunos consi- deram a escola, como um local de referência para a prática de atividade física e que dedicam, na sua maio- ria, pelo menos duas horas à sua prática. A escola assu- me assim, no entender da população escolar, um polo de divulgação da prática desportiva e da promoção da sua realização através de eventos importantes como o Corta-mato. A Equipa da Promoção da Educação para a Saúde PÁGINA 4
  5. 5. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Ambiente e Saúde PROJETO 100 DIFERENÇAS - PESN o âmbito da Promoção da Educação para a Saúde,decorreu no dia 6 de Outubro, a 1ªsessão de informa- sibilização para a problemática da violência de jovens. Os alunos demonstraram grande interesse e participa- ram ativamente nesta atividade.ção/sensibilização relativa ao projeto 100 diferenças. A Equipa da Promoção da Educação para a Saúde Esta atividade, dinamizada pela Cruz Vermelha Portu-guesa, destina-se aos alunos do 9ºano e consta de 3sessões, com apresentação de um trabalho final, porparte dos alunos. Este projeto tem como objetivos adiminuição de estereótipos de género, a promoção daresponsabilidade individual (no desenvolvimento deuma mudança de atitudes e comportamentos) e a sen- ECO-ESCOLASO Eco-Escolas é um Programa Internacional que pre-tende encorajar ações e reconhecer o trabalho de quali- estiveram presentes várias escolas do país, algumas das quais mostraram atividades interessantes que têm desenvolvido no âmbito da educação ambiental.dade desenvolvido pela escola, no âmbi- Este galardão é um símbolo da atitude pro-to da Educação Ambiental/EDS. Fornece motora de uma educação para a sustentabi-fundamentalmente metodologia, forma- lidade que tem orientado várias ações nação, materiais pedagógicos, apoio e nossa escola. Espera-se que venha a serenquadramento ao trabalho desenvolvi- também uma motivação para ações vindou-do pela escola. ras até porque assim está consignado noNo passado dia 7 de outubro a Escola EB projeto educativo do agrupamento.23 de Maceda esteve presente, repre- Decerto que o presente ano trará iniciativassentada por 5 alunos e 2 professores, no interessantes que todos iremos apreciar verevento de entrega das Bandeiras Verdes, símbolo da reconhecidas.participação das escolas portuguesas no Programa Eco- O coordenador do Programa EcoescolasEscolas, promovido pela ABAE (Associação Bandeira Joaquim AparícioAzul da Europa) no ano letivo 2010/11. Neste evento 10 PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDADÁVEL- Tomar sempre o pequeno almoço (um pro- - Evitar o consumo de sumos, refrigerantes eduto lácteo, uma peça de fruta e um deriva- bebidas alcoólicas;do de cereais); - Comer mais vezes peixe do que carne e reduzir- Não ficar mais do que três horas sem a quantidade habitual destes alimentos, poden-comer, fazendo entre 5 e 6 refeições diárias; do substitui-los, 1 a 2 vezes por semana, por- Beber cerca de 2 litros de água, começan- ovos confecionados sem gordura.do em jejum e ao longo de todo o dia de pre- - Praticar exercício físico de forma regular. Umaferência no intervalo das refeições; simples caminhada diária com cerca de meia- Reforçar as refeições principais, com sala- hora.da crua ou legumes cosidos e reduzir as - Cozinhar de forma simples à base de cozidos,quantidades de batata, arroz, massa e legu- grelhados e estufados sem gordura, dando pre-minosas; ferência ao azeite como gordura.- Comer devagar, mastigando bem os ali- - Inferir diariamente um produto lácteo magro.mentos e não “encher” demasiado o estô-mago; Conselho da turma B do 8º ano PÁGINA 5
  6. 6. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Ambiente e Saúde HASTEAR DA BANDEIRA ECO-ESCOLAS N o dia 23 de Novembro comemorou-se o dia da conservação das Flores- tas Naturais - Autóctones. As espécies autóctones (dizem respeito aos seres vivos originários do próprio território onde habitam) são as mais adaptadas ao clima e solos do nosso país. A nossa escola decidiu comemorar o dia da Floresta Autóctone realizando duas atividades que abrangessem a comunidade, foram elas o hastear da bandeira do Programa internacional Eco-escolas e a plantação, no jardim da escola, de espécies autóctones, oferecidas pelo Departamento do Ambiente da Câmara Municipal de Ovar. O hastear da bandeira Eco-escolas foi acompanhado, pelo entoar de can- ções alusivas ao tema da Natureza, pelo Clube de Música da nossa escola. Posteriormente os alunos da turma A, do 6º ano acompanhados pelo respeti- vo Diretor de Turma, professor coordenador do Programa Eco-escolas, plan- taram, no jardim da nossa Escola, com auxílio da Assistente Operacional, Rosa Reis, 3 espécies autóctones a saber: um Loendro, uma lavandula e um Ruscus. O Professor Joaquim Aparício FEIRA DO OUTONO N o dia 11 de Novembro realizou-se na nossa escola, mais uma feira de Outono, organizada pelos grupos disciplinares de Ciências da Natureza e Ciências Naturais. Esta iniciativa contou com a colaboração entusiástica de toda a comunidade escolar, tanto na angariação, como na aquisição dos produtos. Nesta feira podiam encontrar-se variados produtos hortícolas, frutos, mel, ovos e compotas. A atividade permitiu, para além do convívio entre a comuni- dade educativa, divulgar os produtos da terra, típicos desta região. Sociedade A UNICEF A UNICEF é uma agência das Nações Unidas, que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças, ajudar a dar resposta às suas necessidades básicas e contribuir para o seu pleno desenvolvimento. A UNICEF rege-se pela Convenção sobre os Direitos da Criança, e trabalha para que esses direitos se convertam em princípios éticos permanentes eem códigos de conduta internacionais para as crianças. É a única organização mundialque se dedica especificamente às crianças. Em termos genéricos, trabalha com osgovernos nacionais e organizações locais em programas de desenvolvimento a longoprazo nos setores da saúde, educação, nutrição, água e saneamento e também, emsituações de emergência para defender as crianças vítimas de guerras e outras catás-trofes. Atualmente, trabalha em 158 países de todo o mundo. Ilustração de Ana Cunha e Joana Silva e João Resende 6.º A Cátia Gomes 8.º CPÁGINA 6
  7. 7. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Sociedade OS DIREITOS DAS CRIANÇASN a primeira Guerra Mundial (1914-1918) morrerammilhares de homens, mulheres e crianças.Uns anos mais tarde, depois da Segunda Guerra Mun-dial, criou-se a ONU (Organização das Nações Unidas),para proteger os direitos de todas as pessoas e tam- Direitos da Criança:bém das crianças.  Todas as crianças são iguais e têm os mesmosAs crianças têm deveres, claro, mas também têm direi- direitos, não importa sua cor, raça, sexo, religião,tos. Direito a uma família que as acolha, direito a cari- origem social ou nacionalidade.nho e amor, direito a poderem brincar e a poderemviver a sua infância como crianças normais.  Todas as crianças devem ser protegidas pela famí-A UNICEF foi uma organização criada pela ONU, com o lia, pela sociedade e pelo Estado, para que possamobjetivo especifico de se dedicar à proteção das crian- se desenvolver fisicamente e intelectualmente.ças, em todo o mundo.  Todas as crianças têm direito a um nome e a umaA ONU também escreveu a Convenção sobre os Direitos nacionalidade.das Crianças, a 20 de novembro de 1989. Esta conven-  Todas as crianças têm direito a alimentação e ao ção tinha como objetivos: atendimento médico, antes e depois do seu nasci- 1.º- Dizer não à discriminação. mento. Esse direito também se aplica à sua mãe. 2.º- As crianças têm prioridade em  As crianças portadoras de dificuldades especiais, todas as ações. físicas ou mentais, têm o direito a educação e cui- 3.º - Educação para todas as crian- dados especiais. ças.  Todas as crianças têm direito ao amor e à com- 4.º - As crianças têm direitos e têm de preensão dos pais e da sociedade.ser ouvidas.  Todas as crianças têm direito à educação gratuita eAinda hoje muitas crianças não veem os seus direitos ao lazer.respeitados, mas a maior prova do que dizemos está  Todas as crianças têm direito de ser socorridas emem África. primeiro lugar em caso de acidentes ou catástrofes.Há crianças que se acham infelizes só porque os pais  Todas as crianças devem ser protegidas contra onão lhe dão algo que eles querem, por isso antes de abandono e a exploração no trabalho.amuarem só porque não têm algo, pensem nas crian-ças de alguns países africanos e no que elas sofrem  Todas as crianças têm o direito de crescer emtodos os dias. ambiente de solidariedade, compreensão, amizadePor todas as crianças, pensem e tentem espalhar um e justiça entre os povos.bocadinho de Paz no Mundo, sejam mais Amigos e Soli- Diogo Ferreira Silva 6.º Bdários. Patrícia Fonseca e Catarina Reis 6º B Ilustração Micaela Silva 8.º C PÁGINA 7
  8. 8. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento Pré-Escolar A DESFOLHADA NO NOSSO JARDIM DE INFÂNCIAE ste ano letivo fizemos uma desfolhada como antiga-mente. As crianças vestiram-se de forma tradicional, osmeninos usaram chapéus e coletes e as meninas saiasrodadas e lenços coloridos.A desfolhada foi realizada em conjunto com os avozi-nhos do Centro de Dia e as crianças do infantário doCentro Social. O senhor Dionísio tocava acordeão e Apareceu o cirandeiro, quetodos cantavam canções populares. apesar de grande e vestido de preto não assustou nin- guém. Foi bonito ver duas gerações unidas pela alegria e boa disposição. Os mais idosos transmitiram a sabedoria e experiência, os mais jovens a inocência e a avidez de aprender.Foi oferecido às crianças boroa e água com groselha, Ficam as imagens para a posteridade….para simbolizar as merendas que se faziam nas desfo-lhadas. Jardim de Infância de Estrada Maceda Atividades do Agrupamento OUTONO S. MARTINHO 1º Ciclo Outono é tempo das cores Da dança das folhas Da chuva e do vento É tempo de São Martinho. N a semana do S. Martinho fizemos várias atividades para relembrar esta data tão tradicional no nosso país: As pessoas agasalham-seO vento é mais forte a soprar Fazendo as folhas bailar Até no chão irem parar. Os alunos na escola Não se cansam de apanhar Folhas lindas estaladiças Para depois desenhar. Puzzles – pintamos, colamos, recortamos e no fim jogamos.Alunos do 3º B (EB1 Estrada) Fizemos ainda variados trabalhos com castanhas, quadras, poesias e provérbios. EB1 de Estrada—Maceda (3ºano)PÁGINA 8
  9. 9. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento 1º Ciclo FRUTOS DO OUTONO VÍTOR Queria ser uma romã É pequenino porque é muito saborosa. e bom aluno. Mas podia ser uma maçã Um pouco chato que é muito gostosa. Mas muito simpático Tão amoroso. Ou então podia ser um kiwi Tão corajoso. que é mesmo verdinho. De todos nós ele é amigo. Mas se fosse um limão, Brinca contigo, brinca comigo. era amargo e muito amarelinho. O nosso amigo Vitinho Queria ser um belo figo É por vezes palhacinho. porque é muito, muito docinho. Pois faz piadas Mas se fosse um dióspiro, muito engraçadas. seria mesmo molezinho. Ele está sempre a sorrir Queria ser uma espiga de milho E gosta de nos fazer rir. que dá um rico pãozinho. Mesmo doente Mas se fosse uma castanha está sempre contente. comiam-me no São Martinho. É a melhor atitude para se ter saúde.Queria ser uma uva, uma pêra e uma noze também uma abóbora ou um marmelo. Já são horas São só frutos do outono, de vermos as tuas melhoras. como no tempo dos meus avós. Temos muita saudade Da tua amizade. 2.º ano (EB1 Estrada) Os amigos do Vítor, Turma do 2º ano (EB1 de Estrada) Turma do 4º A (EB1 de Estrada)A EB1 e JI de Estrada Maceda estão no Facebook! www.facebook.com/eb1jiestradamaceda Visita-nos ! E não te esqueças… clica em Gosto! 2º Ano (EB1 de Estrada) Turma do 4º B (EB1 de Estrada) PÁGINA 9
  10. 10. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento EB 23 QUADROS DE EXCELÊNCIA 2010-2011 À semelhança do ano anterior, novamente, a EB 2,3 de Maceda congratula-se por distinguir um número significativo dos seus alunos, pelos resultados académicos alcançados, no passado ano letivo. A atribui- ção da referida distinção decorrerá, no próximo dia 13 de janeiro de 2012, no Auditório da Junta de Fre- guesia de Maceda. Espera-se que na distinta cerimónia, toda a comunidade educativa de Maceda e Arada esteja presente, para congratular os seus alunos merecedores de estima e consideração. Fotografia Não Autorizada Marco Silva 5.º A Bruno Mendes 5.º B Joana Rocha 5.º B Patrícia Fonseca 5.º B Tiago Costa 5.º C Fotografia Fotografia Fotografia Fotografia Não Não Não Não Autorizada Autorizada Autorizada AutorizadaCláudia Morais 6.º A Rafael G. Sá 6.º A João H. Branco 6.º B Pedro Fidalgo 6.º B Sara L. Gomes 6.º D Ana S. Gomes 6.º D Fotografia Fotografia Fotografia Não Não Não Autorizada Autorizada AutorizadaBeatriz Duarte 6.º D Bruna S. Costa 7.º A Daniela Felício 7.º A Rodrigo Ferreira 7.º A Ana S. Cunha 7.º C Luciano Oliveira 7.º C Fotografia Não AutorizadaPedro Nadais 7.º C Sofia Ferreira 8.º A Jéssica Costa 8.º B Emanuel Reis 8.º C Sara Ferreira 8.º C Andreia Augusto 9.º APÁGINA 10
  11. 11. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento “PRESIDENTES PÓS 25 DE ABRIL” EB 23 (COMEMORAÇÕES DO CENTENÁRIO DA REPÚBLICA)O sucesso obtido, quer a nível concelhio, quer a nívelnacional, pelo trabalho produzido no âmbito da ativida-de designada "Presidentes da 1ª República", desenvol-vido há dois anos pela turma do 5º A, na disciplina deEVT e exposto no átrio e Biblioteca Escolar do Agrupa-mento de Escolas de Maceda e Arada e no Museu deOvar, levou à prolongação da participação do agrupa-mento nas comemorações do Centenário da República,com a produção de um novo trabalho, realizado no anoletivo 2010-2011, designado "Presidentes Pós 25 deAbril". Ambos projetaram a imagem do nosso agrupa-mento e, simultaneamente, ajudaram a promover odesenvolvimento dos alunos, investindo na qualidadedas suas aprendizagens.O último trabalho foi dado a conhecer, também, à Presi-dência da República, nomeadamente através do Diretordo Museu da Presidência da República, Dr. Diogo Gas-par, que teve a amabilidade de escrever um pequenotexto sobre os trabalhos realizados, para inserir na edi-ção dos calendários, que transcrevemos:“… o projeto que, por iniciativa própria, nos chega do Mais acrescentou:Agrupamento de Escolas de Maceda e Arada, deixa-nos “ (…) Manteremos o contacto para dar continuidade aosprofundamente sensibilizados, tendo merecido, da nos- projetos que mantém no âmbito das comemorações, esa parte, a nossa maior consideração. Aproveitando a quem sabe, receber os alunos do agrupamento decelebração do Centenário da República, a comunidade escolas (…) no próximo dia 5 de Outubro, dia em que aeducativa de Ovar soube, exemplarmente, envolver e República comemora os 101 anos e o Museu, o seu 7ºmobilizar os jovens para o conhecimento da história da aniversário, visita essa que muito nos honraria.”República e dos seus Presidentes. O trabalho desenvol- Acrescenta-se ainda que, o Museu da Presidência auto-vido constitui um exemplo notável de projeto pedagógi- rizou a utilização do seu logótipo nos calendários e aco, cruzando vários saberes e disciplinas e um modelo venda, na loja do mesmo Museu, de exemplares dosde parceria entre a escola e a comunidade envolvente. calendários a imprimir.Uma última palavra de louvor deve dirigir-se, natural- Os Professores de EVTmente, aos jovens que, com um surpreendente talento, Maria de Lurdes Natáriosouberam materializar uma ideia e estar à altura do Domingos de Jesus da Cruz Fariadesafio. A todos, os nossos parabéns.” O grupo de Educação Especial vem, por este meio, agradecer às empresas colaboradoras, todo o apoio prestado aos alunos da E.B. 2/3 de Maceda, no âmbi- FELIZ NATAL e PRÓSPERO ANO NOVO! to da sua formação pré profissional: Deficiprodut - Marroquinaria de peles e curtu- mes; Propal - produtos associados de panificação e afins; Café Minimercado Natá- lia, Centro Social e Paroquial de Maceda, Café S. Pedro, Lux HealthClub. Os alunos e os professores de Educação Especial desejam a todos um Santo Natal e um Próspero 2012! PÁGINA 11
  12. 12. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento FEIRA DE OUTONO EB 23N o dia 11 de novembro, no período da manhã, realizou-se no polivalente da nossa escola, uma feira de produtosagrícolas e compotas caseiras.Os alunos e as suas famílias ofereceram produtos dassuas hortas, como batatas, hortaliças (couves, espinafres,grelos e outros), tomates, cebolas, xuxus e frutas. Outrosalunos ofereceram compotas e marmelada feita por familia-res. O dinheiro angariado, com as vendas, será utilizadopara a aquisição de materiais necessários à realização deatividades escolares.A feira foi aberta a toda a comunidade escolar e os encar-regados de educação também puderam visitar a escola ecomprar alguns produtos. Esta atividade permitiu ainda mostrar os produtos, habi-tualmente, cultivados na nossa zona. Por outro lado, estetipo de atividades traz movimento e alegria à escola. Texto - Joana Rocha 6.º B Ilustração - Ana Cunha 8.º C VISITA DE ESTUDA À IMPRENSA LOCALN o dia 26 de outubro de 2011 fizemos uma visita deestudo ao Jornal Praça Pública e à Rádio Antena Varei- cada na respetiva secção. Depois de prontas, as notícias são enviadas para uma tipografia, em Coimbra, onde o jornal é impresso. Em seguida, dirigimo-nos à Rádio, onde nos foi descrito a função dos diversos gabinetes, desde da elaboração dos anúncios, da gravação das músicas que através de um programa informático é retirado o que é supérfluo (os enganos, as pausas entre músicas,…) ou colocar as mesmas ao mesmo nível sonoro, das entrevistas, cuja capacidade máxima para cinco entrevistados. Aqui, grande parte dos programas são previamente gra- vados, principalmente os noturnos, permitindo assim que a rádio esteja a emitir através de programas infor-ra, em Ovar, por volta das 19h30. máticos sem qualquer presença humana.Fomos bem recebidos no Jornal Praça Pública pelos A transmissão da rádio é feita através de uma antenajornalistas Dinis Amaral e a Sandrina Oliveira. instalada nos Bombeiros Voluntários de Ovar e tambémDeste modo, ficamos a saber como as notícias são pro- pela internet através de um aparelho que permite aduzidas. Estas chegam ao jornal através de fontes e audição até 300 utilizadores e que mostra a cadacolaboradores, os quais cooperam, com jornal, gratuita- momento quantas pessoas estão online.mente ou, muitas vezes, espontaneamente através de Na nossa opinião esta visita foi positiva, já que nos per-populares. Depois, os jornalistas analisam a informação mitiu obter mais esclarecimentos/informações sobre orecebida para lhe dar ou não, o necessário seguimento, funcionamento destes dois meios de comunicaçãoou seja, só depois de elaborada e revista pelos jornalis- social a nível regional.tas, através de um corretor ortográfico e sobretudo de Formandos dos cursos EFA, Nível Secundárioum programa informático (Pager Maker), é que é colo-PÁGINA 12
  13. 13. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento EB 23EB 2,3 DE MACEDA PREMIADA NO CONCURSO “ATIVIDADES SEGURANET 2010-11” A EB23 de Maceda recebeu no dia 14/junho/2011 o prémio de vencedora mensais). As respostas certas dadas, pelas equipas, a estes Desafios levam à aquisição de pontos, que con- duzirão à conquista de prémios e à participação no do concurso Atividades SeguraNet (ver evento regional SeguraNet, por parte da escola. Cada http://www.seguranet.pt), no ano letivo escola pode concorrer com o número de equipas (cerca 2010-2011, em virtude de ter conquis- de 3 elementos) de alunos, professores e encarregados tado 15840 pontos nos desafios do de educação que conseguir mobilizar. concurso SeguraNet, o que a classifica Estão de parabéns os professores, sobretudo do grupoem 19.º lugar a nível nacional (1.º do distrito, 2.º da de informática da equipa PTE da escola, que consegui-zona da DREC), o que será notável tendo em conta que ram mobilizar os alunos e levá-los a participar coma escola possui cerca de meio milhar de alunos, segura- sucesso nos desafios mensais, ao longo do ano. Maismente muito menos que a quase totalidade das escolas do que estes, estão de parabéns todos os alunos e par-com melhor classificação. ticipantes nos desafios SeguraNet da nossa escola,Na sessão de receção dos prémios, no auditório da pois, serão com certeza, mais responsáveis ainda na utilização das Tecnologias de Informação e Comunica- ção com segurança. O Professor de TIC José SilvaEAMCC de Coimbra, a escola foi representada peloCoordenador PTE e pelo aluno Emanuel Reis do 8.º C,que perante a plateia composta por professores, alunose encarregados de educação de várias escolas de todoo país, prestaram um depoimento sobre o decurso dasatividades SeguraNet na escola, tendo esse privilégiosido concedido somente a duas escolas nessa sessão. Ilustração Luciano Oliveira 8.º CO concurso SeguraNet tem como objetivo promover autilização esclarecida, crítica e segura das TIC pelosalunos, professores e encarregados de educação. Paraisto, pretende-se que, em cada escola, se constituamequipas de alunos apoiados por um professor e equipasde encarregados de educação, que respondam aosdiversos desafios propostos (em média 5 questões ÁRVORE DE NATALO NATAL motiva os alunos para atividades práticas, alusivas a esta data festiva:postais, coroas, enfeites e esta linda árvore com pinhas coloridas, vivenciando oespírito natalício, no ambiente escolar. As Professoras de Educação Especial PÁGINA 13
  14. 14. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento O 5.º C E O CORTA-MATO EB 23N o dia 18 de novembro de 2011, sexta-feira, realizou-se a prova de corta-mato na minha escola-E.B.2,3 deMaceda. Chegámos à escola por volta das 8 horas e 25minutos, uns alunos no autocarro e outros com os pais,de carro. O tempo não estava mau, mas estava enevoa-do. se, porque se sentiram mal dispostos. Desta turma Assim que entrámos na (5ºC) chegaram em 1º lugar, a Mariana Santos, em 4º escola, dirigimo-nos para a lugar o João Teques e em 6º lugar a Carolina Santos. sala 32. Nos primeiros Estamos de parabéns! No fim, fomos ao bufete levantar minutos, a Professora fez a uma “Mariazinha” e uma garrafa de água. chamada e perguntou quem Os Professores Davide Ferreira e Júlio Válega entrega- iria participar nesta ativida- ram as medalhas e ficámos a saber que, no dia 23 de de. De seguida, saímos e janeiro, iríamos a Aveiro competir, no Corta-Mato Distri- fomos para o Ginásio. tal. Alguns de nós já vinham Quase todos gostámos do Corta-Mato, porque foi um equipados de casa, com dia diferente, que envolveu toda a Escola e alguns alu- fato de treino e sapatilhas. nos do agrupamento - os dos 4º anos.Quase todos os alunos que participaram, chegaram à Texto Coletivo 5.º Cmeta, no entanto, houve quem caísse e quem desistis- O CORTA-MATON o dia 18 de novembro de 2011 realizou-se mais umcorta-mato escolar, organizado pelos professores deEducação Física, da nossa escola.Nele participaram alunos de todos os anos letivos danossa escola, bem como os alunos do4.º ano das esco- As provas realizaram-se da parte da manhã e decorre-las do 1.º ciclo de Maceda e Arada. ram sem contratempos, no final das provas foi entregueOs alunos foram divididos por escalões consoante a um lanche a cada aluno e, aos vencedores as respeti-sua idade. Existiam 4 escalões: Infantis A; Infantis B; vas medalhas.Iniciados e Juvenis. Foi uma atividade magnífica, onde todos os alunosOs classificados com os melhores resultados, entre o demonstraram um grande espírito desportivo e um1.º e o 6.º lugar ficaram apurados, para Corta-mato grande gosto pelo desporto.Distrital a realizar-se em Aveiro. Telma Pinto 6.º B ATIVIDADES DA EDUCAÇÃO ESPECIALN o dia 17 de Outubro, o grupo de Educação Especial comemorou o Dia Mundial contra a pobre-za e a Exclusão Social, através da projeção de um filme (editado pelos alunos de E.E) alusivo aotema, no átrio da escola.Foi feita a distribuição de mensagens, em marcadores para livros e afixação de posters realizadospelos alunos.A atividade permitiu sensibilizar toda a comunidade educativa para a problemática, estimular odesenvolvimento de referências éticas, culturais, de atitudes e valores, na família, na escola e nasociedade, bem como promover o espírito de cooperação e de integração na comunidade escolar. A atividade despertou a atenção de todos os agentes da comunidade educativa. A Equipa da Educação EspecialPÁGINA 14
  15. 15. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento ESTRELAS E MENINOS JESUS EB 23 CONCURSO ROSA-DOS-VENTOS N o mês de outubro, as turmas dos 5º e 7º anos parti- ciparam num concurso, que já tem vindo a fazer parte da nossa escola, a construção de rosa-dos-ventos. Os alunos colaboraram com entusiasmo, com a ajudaD ecorre, este ano letivo, mais uma exposição de traba-lhos realizados pelos alunos e suas famílias, alusivos ao de familiares, utilizando materiais variados e coloridos, de acordo com a imaginação de cada um.Natal. O concurso contou com aEste ano, houve grande adesão dos participantes, na colaboração da nossa biblio-construção das Estrelas. Os trabalhos representativos do teca, que muito amavelmen-Menino Jesus, embora em menor número, dado o traba- te se prontificou para a exporlho de minúcia que exigem, revelaram carinho e imagina- os trabalhos.ção. Embora esta atividade estivesse mais direcionada paraAs Estrelas são maravilhosas, radiantes e têm em si o tal os alunos do 5º e 7º anos, pois vai de encontro aos con-brilho especial, que anuncia a vinda do Menino Deus. Con- teúdos programáticos das disciplinas de História e Geo-fecionadas em materiais originais e imaginativos, com grafia de Portugal e Geografia, suscitou o interesse demuito trabalho manual, revelam também o encanto espe- toda a comunidade escolar.cial, desta época. Assim, todas as turmas, des-Não nos desviemos dessa Luz anunciadora, vinda de tes anos letivos, participa-Deus Criança, Deus Humilde, Deus Humano. É um tempo ram na “Apresentação dade oferecer a nossa hospitalidade, acolher todas as pes- rosa-dos-ventos”, cujos dina-soas de boa vontade e de acolher, na nossa vida, novos mizadores foram os profes-valores e novos pensamentos. sores de História e GeografiaFeliz Natal a todos. de Portugal e Geografia, que lecionam estes anos de A Professora de EMRC Susana Pardinhas escolaridade. Aos três melhores trabalhos científicos e com melhor A NOSSA TRADICONAL ÁRVORE NATALÍCIA!!!! apresentação, dos diferentes níveis de ensino, foi atri- P ara manter a tradição da nossa escola, foi executada a buído um prémio, após seleção do júri.. Prémio 1º 5º ano Soraia Pereira 5.º A 7ºano árvore de Natal no dia 2 de António Araújo 5.º B 1º Prémio 2º dezembro no hall principal, Mário Santos 5.º B Rafael Sá 7.º A durante a manhã. Bruna Costa 5.º C 3º Neste ano letivo, a sua prepara- Sofia Ferreira 5º C ção decorreu nas aulas de A Professora Olga Marques Expressão Plástica, com o nosso rentes e prateadas e 2 séries de luzes brancas. querido aluno Miguel Sebastião A professora Lurdes Natário agradece a colaboração e a professora responsável, Lur- das assistentes operacionais, D. Donzília e D. Clara e do des Natário, conforme proposta professor, Belmiro Carvalho. da atividade no PAAA. Os mate- A partir desta data, a nossa escola aclama o Natal que riais utilizados foram: uma base tão próximo está!!! feita em madeira com a forma Para o ano, haverá outra árvore? É claro que sim! de um polígono regular de 6 Feliz Natal! Boas Festas! lados (hexagonal), fitas transpa- A Professora Lurdes Natário PÁGINA 15
  16. 16. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO Atividades do AgrupamentoN a nossa escola, não poderíamosdeixar a efeméride do Dia Mundial da Biblioteca Escolar HORA DO CONTOAlimentação passar despercebida,pela evidente importância que esseassunto assume na nossa vida diá- N a Pré de Maceda as profes- soras Rosa Rebelo e Carla Lei-ria. Assim, as turmas do 6º ano estiveram na BE, com te dinamizaram uma hora deos professores de Ciências da Natureza, para assistirem conto que, para além da leituraa um documentário sobre a temática, verem a roda dos do mesmo teve, no final, umaalimentos elaborada com alimentos verdadeiros, assim animação musical, onde todoscomo, visitarem a exposição de trabalhos elaborados os meninos tiveram oportunidade de colaborar com por alunos da escola. uma canção muito "Gira" sobre uma girafa também ela Esteve também presente, durante muito "Gira". uma semana, uma exposição temá- No Jardim da Murteira a mala mágica dos contos abriu- tica com livros e outros documen- se, mais uma vez, para se soltarem as palavras e os tos sobre "Alimentação". A todos os sonhos que todos os contos encerram dentro de si! presentes foram distribuídos desdo- Obrigada a todos os(as) meninos(as) e às simpáticas bráveis com informações úteis educadoras e assistentes que nos receberam tão bem.sobre: alimentos; nutrientes; a roda dos alimentos; A Professora Bibliotecária Rosa Rebeloregras e dicas para uma alimentação saudável; princi-pais erros alimentares dos portugueses e obesidade. CCBMO - FORMAÇÃO NA BE A Professora Bibliotecária Rosa Rebelo HALLOWEEN N a última semana do mês de setembro, e à seme- lhança do ano letivo anterior, aos novos alunos da EB 2,3 de Maceda, isto é, aos alunos do 5.º ano, a BE pres- tou uma formação sobre a utilização do Catálogo Coleti- vo da Biblioteca Municipal de Ovar. Esta atividade pretendeu familiarizar, os recém-chegados alunos, com esta ferramenta, para queA comemoração do Halloween não podia deixar deestar presente na tua B.E. A B.E. foi alvo de um assim todos possam tirar um maior partido, das inúme- ras possibilidades existentes na requisição de livros e DVD’s, nas Bibliotecas do Concelho de Ovar.“feitiço”, que transformou toda a sua decoração!!! E Equipa da BE – Professora Branca Santosforam várias as atividades desenvolvidas. Não faltou oconcurso de Jack’o’lanterns, o concurso de cartazesalusivos ao Halloween, apresentações multimédia, tra-balhos e muito mais. A Professora Bibliotecária Rosa Rebelo O ACORDO ORTOGRÁFICON o início do mês de outubro, esteve patente na BE uma exposição sobre o Acor-do Ortográfico. Implementado nas escolas, desde o início deste ano letivo, é tem-po de começar a usar as novas regras de escrita. Apesar de estar em vigor desde 13 de Maio de 2009, o Novo Acordo Ortográficoserá implementado gradualmente, existindo um período transitório de seis anos,pelo que até 2015 será a fase de adaptação à nova grafia.Para apoiar neste processo de transição existem várias ferramentas, nomeadamente, o Vocabulário Ortográfico doPortuguês e o conversor ortográfico Lynce, disponíveis no sítio da Internet http://www.portaldalinguaportuguesa.org/. Equipa da BE – Professora Branca SantosPÁGINA 16
  17. 17. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Atividades do Agrupamento FEIRA DO LIVRO Biblioteca Escolar Está patente na nossa Biblioteca Escolar a Feira do Será que existe melhor maneira de dizer a alguém que gostámos Livro, até à próxima quinta- dela, do que lhe oferecer feira, para que todos os ele- um bom livro de poesia? mentos da nossa Comunida- O que existe melhor do de Escolar, a possam visitar e, que um bom livro de con- quem sabe, adquirir uma tos para pôr uma criançaprenda de Natal muito especial: Um livro! a sonhar?Um bom livro é o convite ideal para se sentar calma- Um bom livro pode-mente e encontrar a paz, tantas vezes perdida, na con- rá fazer-nos rir, chorar, fusão e euforia do Natal sonhar, viajar... apenas dos nossos dias. mergulhando no seu Querem melhor ideia mundo de palavras... que ler um bom livro, A nossa Feira do Livro pretende mostrar a todos alguns no nosso sofá, acon- dos melhores livros (e mais bonitos!) que existem no chegado com uma mercado. manta quentinha e uma Passem por lá! boa chávena de chá? A Professora Bibliotecária Rosa Rebelo Escrita Criativa O REGRESSO À ESCOLAU m novo ano letivo aproxima-se. O dia começou maiscedo do que era habitual. Cerca das sete horas e trinta vência, na sala de aula. A manhã terminou e de regresso a casa fui revivendo os momentos do reencontro com os meus amigos.minutos, o despertador começou a chatear! Texto coletivo 6.º BToca a levantar! Visto-me ainda ensonado(a). Não queroacreditar! Vai começar tudo de novo! Só me apetecechorar! Bem, lá terá que ser!Num trago bebo o leite, que a minha mãe preparou. O tempo está-se a esgotar e o meu pai sempre a repe-tir a mesma frase: “Vá lá, despacha-te! Caso contrárioficas apeado(a)!”Lá vou eu! O caminho é-me familiar e curto. Cheguei!Muitos dos meus colegas já tinham chegado e conver-savam, animadamente sobre as suas férias.Chegou a hora da entrada, dirigimo-nos para a sala deaula. A professora chegou e fez-nos entrar, na sala deaula. Qual não foi o nosso espanto, a nossa professorade Língua Portuguesa, era a professora Branca Santos.Constámos também, que existiam dois novos colegas,na turma.Durante toda a manhã, tivemos aulas de apresentação,onde os professores enumeraram o material necessá-rio, a cada disciplina, e as regras de trabalho e de convi- Ilustração de Hugo Freitas 8.º D PÁGINA 17
  18. 18. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Escrita Criativa NATAL Com o Natal chegou LER É VOAR... uma época de alegria. Ler é voar,Prendas luzes e presentes onde a nossa imaginação nos levar.e eu com a tua companhia. Chegar a sítios nunca descobertos. Vamos passar o Natal Chegar ao mundo da fantasia. a brincar e a saltar. Chegar ao mundo todo coberto, O Natal é isso mesmo todo coberto de alegria. é tempo de celebrar. Ler faz-nos aprender, A árvore de Natal o que são os sentimentos, vamos todos enfeitar. que por vezes nos fazem rir, chorar e sofrer. Luzes, fitas e bolinhasconstantemente a rodopiar. Bruno Mendes 6.º B Jesus falava LER É VIVER... através da oração, distribuía paz Ler é Viver amor e paixão. Sem conhecer fronteiras. É amar Jesus libertou As coisas ligeiras. e ajudou o seu povo. A todos Feliz Natal e Ler é aprender um Próspero Ano Novo. Conhecer e estar informado. Patrícia Fonseca 6.º B Tiago Costa 6.º C LER LER É...Ler é a paisagem Sem ler o que podemos fazer?Ler é o ideal, Sem ler o que podemos aprender?Ler é um mundo Sem imaginação o que poderemos ser?Fora do normal! Tatiana Moura 6.º CLer é um batimentoUm batimento de emoção, Viajar sem sair do lugar. (Diogo Rodrigues 6.º B)Ler é o fogo, Viajar para um mundo novo. (António Pinto 6.º B)O fogo da paixão! É abrir uma porta de sentimentos cada vez que folhea-Ler é algo diferente mos uma página dum livro. (Joana Rocha 6.º B)do que ver televisão, É Aprender, é saber… (Bruna Silva 6.º B)É algo mais importanteLer é uma paixão! É estar de bem com as palavras. (Ivan Pinho 6.º B)A leitura é verde Ler é saber Ler éVermelha ou rosa. Ler é imaginar Uma porta que se abrePoesias em verso Ler é conhecer Para o desconhecidoTextos em prosa! Ler é amar. Do meu mundoJá chegou ao fim Ler é sonhar Rafael Ribeiro 6.º Besta opinião, Ler é sentirse tens mais alguma Ler é melhorarEscreve uma canção! Ler é descobrir Patrícia Fonseca 6.º B Telma Pinto 6.º BPÁGINA 18
  19. 19. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 Matemática OLIMPÍADAS DA MATEMÁTICA N o passado dia 9 de Novembro realizou-se, na nossa escola, a primeira eliminatória das XXX Olimpíadas Portuguesas de Matemática. Esta atividade contou com a participação de três alunos, por turma que, durante 2 horas, puseram à prova os seus conhecimentos, nas diferentes categorias. Assim destacaram-se nas Pré-Olimpíadas (5.º ano) as alunas Mariana Pinto do 5.ºB, Inês Moreira do 5.ºA e Daniela Rodrigues do 5.ºA. Na Categoria Júnior (6.º e 7.º anos) os alu- nos Inês Ferreira do 7.ºC e Marco Silva do 6.ºA. Na Categoria A (8.º e 9.º anos) os alunos Rodrigo, Daniela Felício e Dário Lucas do 8.ºA. A Professora Rosa Rodrigues CURIOSIDADE COM NÚMEROS CONHECES O NÚMERO MÁGICO? DE 3 ALGARISMOS1089 é conhecido como o número mágico. Vê porque: Escolhe um número de três algarismos:Escolhe qualquer número de três algarismos distintos: Ex: 234 por exemplo, 875. Repete este número naAgora escreve este número de trás para frente e subtrai frente do mesmo:o menor do maior: 234234 Agora divide por 13: 875 - 578 = 297. 234234 / 13 = 18018Agora inverte também esse resultado e faz a soma: Agora divide o resultado 297 + 792 = 1089 por 11: 18018 / 11 = 1638 Divide novamente o resultado, só que agora por 7: 638 / 7 = 234 O resultado é igual ao número de três algarismos que tu tinhas escolhido: 234 PÁGINA 19
  20. 20. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MACEDA E ARADA | FOLHAS SOLTAS | DEZEMBRO 2011 PassatemposCRUZADA MATEMÁTICAS PÁGINA 20

×