HISTÓRIA GERAL                                                      ENSINO                            CRISE DO ANTIGO REGI...
espanholas: MéxicoMorellos e Hidalgo (apoio                 Do ponto de vista ideológico, as classes  popular).          ...
1)   (UFV) - O domínio que as metrópoles européias                como situações bastante semelhantes os seguintes     exe...
processo de descolonização em todo o continente     33) através da Doutrina Monroe, os Estados Unidos      americano.     ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Ind a espanhola_texto 9_2007

1,289 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,289
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ind a espanhola_texto 9_2007

  1. 1. HISTÓRIA GERAL ENSINO CRISE DO ANTIGO REGIME MÉDIO INDEPENDENCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA 2º ANO ALUNO: ..............................................................Nº:...... DATA:.../.../121. INTRODUÇÃO  O monopólio comercial afetava os interesses econômicos da elite colonial (pacto A independência da América Espanhola ocorreu colonial)o fim do monopólio comercialnos inícios do século XIX, numa conjuntura interessava à elite colonial e a burguesiainternacional marcada pela Revolução Industrial inglesa.Inglesa, pela independência dos Estados Unidos,  A sociedade colonial era dividida em:Revolução Francesa e guerras napoleônicas.  Chapetones (espanhóis natos): monopolizava o A independência da América Espanhola foi obra da poder político, dominavam os altos cargos daaristocracia criolla, que era formada por grandes administração colonial.proprietários de terra e comerciantes, que, por não  Criollos (descendentes de espanhóis): eliteterem nascidos na Espanha, não podiam exercer os econômica e intelectual, influenciada pelas idéiasaltos cargos políticos e eclesiásticos. Os criollos iluministas.lutavam contra o pacto colonial, que restringia o  Os mestiços (descendentes de espanhóis edesenvolvimento das colônias. Nas suas lutas em prol índios): dedicavam-se ao pequeno comércio e aoda emancipação, essa camada inspirou-se nas idéias artesanato;iluministas e liberais.  índios, constituíam a mão-de-obra explorada na As camadas populares foram afastadas do centro mineração e na agricultura.das decisões durante o processo de independência.  Negro concentrava-se nas Antilhas e formavam a As transformações que acompanhavam o mão-de-obra escrava utilizada nas plantationsdesenvolvimento industrial fizeram surgir a doutrina tropicais.do liberalismo econômico, que defendia o fim doMercantilismo com a sua prática de monopólios e do 4. A GUERRA DE INDEPENDÊNCIApacto colonial.2. A CRISE DO SISTEMA COLONIAL – PACTOCOLONIAL Influência do Iluminismo, da Revolução Industrial, da independência dos Estados Unidos e da Revolução Francesa: embasamento ideológico. Luta pela liberdade econômica, substituição do monopólio comercial pelo regime de livre concorrência.3. A CONJUNTURA HISPANO - AMERICANA Divisão político-administrativa:  Quatro vice-reinadosNova Espanha (México)Nova Granada (Colômbia e Equador)Peru e Prata (Argentina, Uruguai e Paraguai).  Capitanias gerais: Cuba, Guatemala, Venezuela, Flórida e Chile. A economia colonial baseava-se na exportação de matérias-primasdependente do mercado externo monopolizado pela metrópole através do pacto colonial.  A base econômica era a mineração (ouro e A. Fases: prata)México e Bolívia.  Os movimentos precursores (1780-1810): revoltas  A agricultura tropicalAmérica Central e nas de Tupac Amaru (Peru) e de Francisco Miranda Antilhas (sistema de “plantation”); (Venezuela).  A pecuáriaMéxico e Vice-Reinado do Prata.  As rebeliões fracassadas (1810-1816)isolados  O comércio era praticado nas grandes cidades internamente e sem apoio internacional, foram portuárias, como Buenos Aires, Valparaíso, momentaneamente vencidos pelas tropas Cartagena e Vera Cruz. Professor JORGE MARCOS – TEXTOS DE HISTÓRIA – INDEPENDÊCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
  2. 2. espanholas: MéxicoMorellos e Hidalgo (apoio Do ponto de vista ideológico, as classes popular). dominantes coloniais divergiam: ao lado de As rebeliões vitoriosas (1817-1824) liderados por republicanos radicais, como Francisco de Miranda e Simon Bolívar, José Sucre e San Martínapoio Símon Bolívar, encontram-se monarquistas liberais, inglês e norte-americano (Doutrina Monroe “A como o argentino José de San Martín. Assim, o América para os americanos”). movimento de independência ocorreu em torno de determinados líderes - os caudilhos - não possuindo As guerras napoleônicas na Europa e caráter “nacional” (e sim local e regional), nemespecialmente a ocupação do trono espanhol por José ideologia definida.Bonaparte contribuíram para precipitar o movimentode independência. B. AS CONSEQÜÊNCIAS DAA dualidade de poder na Espanha levou à reunião dos INDEPENDÊNCIAcabildos nas diversas partes da América. Num primeiromomento, os cabildos permaneceram leais a FernandoVII, mas depois transformavam-se em JuntasGovernativas que realizaram a independência. A repressão espanhola aos movimentos deindependência conseguiu certo êxito até o ano de 1816,quando os criollos, ajudados pela Inglaterra,retomaram a luta pela independência que triunfou noinício da década de 1820.LEMBRETE IMPORTANTEA ocupação francesa da Espanha detona o processo deindependência da América espanhola Lideres: A América pós-independêcia Depois da independência, a América Espanhola fragmentou-se em uma série de países dominados por grandes famílias da aristocracia criolla, mantendo a mesma estrutura social da época colonial, e sobre esse continente dividido e fraco estabeleceu-se a dominação econômica da Inglaterra.  Conferência do Panamáobjetivo: criar uma confederação pan-americana. O sonho bolivarismo fracassouAmérica Latina fragmentou-se politicamenteo pan- americanismo foi vencido pela política do “divida e domine”. Simon Bolívar  A conquista da independência política, a conseqüente divisão política e a persistência da  Simon BolívarVenezuela, Colômbia e Equador; dependência econômica dos novos Estados.  San MartínArgentina, Chile e Peru.  A independência política não foi acompanhada  SucrePeru (Batalha de Ayacucho); de uma revolução social ou econômica;  O’HigginsPeru e Chile;  Perpetuação da dependência econômica latino-  IturbideMéxico, e sagrou imperador sob o americana em relação ao capitalismo industrial nome de Agustín Iabdica e executadoo inglês. México vira República. EXERCI CI OS Professor JORGE MARCOS – TEXTOS DE HISTÓRIA – INDEPENDÊCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
  3. 3. 1) (UFV) - O domínio que as metrópoles européias como situações bastante semelhantes os seguintes exerciam sobre as diversas colônias americanas marcos tradicionais, EXCETO: começou a sofrer mudanças a partir da segunda metade do século XVIII. Sobre esse período, em se (a) A independência política. tratando dos processos de independência ou (b) A colonização ibérica. emancipação dessas colônias, é correto dizer que: (c) A integração territorial. (d) A forte presença do capital estrangeiro.00) os movimentos de contestação ao controle metropolitano na América tiveram como 4) (PUC-RJ) - Ao longo de todo o século XIX, a conseqüência a libertação econômica e política das tensão entre forças descentralizadoras e colônias, o que resultou na formação de nações centralizadoras caracterizou as relações políticas americanas soberanas, semelhantes às que se em boa parte das regiões latino-americanas recém conhecem hoje. libertadas do jugo colonial. Sobre essas relações, é11) a partilha do território espanhol na América foi correto afirmar que: desencadeada a partir da emancipação das colônias, processo conduzido pela elite criolla, com (A) o aumento das disputas regionais intensificou o apoio de índios, escravos e comerciantes, que teve caudilhismo e favoreceu a solução federalista na o objetivo de manter a forma de governo maioria das antigas possessões espanholas e monárquico. portuguesas na América.22) a Guerra dos Sete Anos teve como conseqüência a (B) à intensificação das disputas entre os caudilhos decretação de impostos para aumentar a pelo controle na região do Prata, sucedeu a arrecadação nas Treze Colônias, o que desencadeou consolidação do domínio dos unitários, favoráveis o confronto armado, entre ingleses e colonos, à centralização política e alfandegária em torno da conhecido como Massacre de Boston. cidade de Buenos Aires.33) a colonização de povoamento nas colônias do norte (C) a diminuição generalizada do comércio e da da América possibilitou o acúmulo de capital e a indústria nas regiões da América Central e Caribe formação de uma elite empresarial dinâmica e decorreu das guerras fratricidas promovidas pelos autogestionada, desencadeando um processo de republicanos ingleses. independência de caráter pacífico e negociado. (D) a crise sem precedentes que atingiu o federalismo44) as revoltas que antecederam a emancipação republicano nos países andinos esteve relacionada política brasileira envolveram membros da elite ao surgimento aí de monarquias constitucionais e rural, classes médias urbanas e escravos, como a governos ditatoriais. Confederação do Equador, a Sabinada e a Balaiada, (E) nas regiões de colonização ibérica, ocorreu a que tinham o intuito de manter a integridade do intensificação dos conflitos entre republicanos e território nacional. democratas, cabendo aos primeiros a defesa de um maior controle por parte do Governo federal em2) (UFU) - Assinale a alternativa que contempla as detrimento da autonomia dos Estados. características da maioria dos países da América Latina, durante a primeira metade do século XIX. 5) (UFBA) A análise do(a) Houve decadência do poder político do mapa e os A caudilhismo, em decorrência da democratização da conhecime sociedade. ntos sobre(b) A formação de um pacto político entre federalistas o processo D C e centralistas garantiu a implantação da república que levou à e a estabilidade política logo após a independência. descoloniz C(c) A adoção do direito de voto para todo habitante ação dos maior de 21 anos, permitiu a ampliação da territórios representatividade popular nos Congressos do nacionais. continente(d) Foram implantadas repúblicas conservadoras e americano autoritárias, onde a instabilidade política e a permitem B marginalização social das camadas populares eram afirmar: B predominantes.(e) O modelo econômico foi reorganizado, B direcionando a produção para o mercado interno de cada país, o que provocou a ampliação da renda média dos trabalhadores. 00 A difusão do pensamento liberal e o nascimento3) (PUC-MG) - A História dos países latino- da consciência regional entre as elites coloniais americanos, apesar das diversidades, apresenta constituíram-se fatores importantes para o Professor JORGE MARCOS – TEXTOS DE HISTÓRIA – INDEPENDÊCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
  4. 4. processo de descolonização em todo o continente 33) através da Doutrina Monroe, os Estados Unidos americano. puderam garantir certa unidade entre os países11 As áreas relativas a B apresentaram, como traço latino-americanos. comum do seu processo de descolonização, o fato 44) a supremacia da Argentina sobre os demais países de contarem com o apoio irrestrito do exército do da região platina transformou-a em superpotência. Brasil monárquico.22 A ação de Simon Bolívar e de San Martin no 7) (UEPG) - Sobre os movimentos de independência comando das lutas pela emancipação das na América Espanhola, que se inserem no contexto colônias latino-americanas contou com o apoio da crise dos estados mercantilistas europeus, da Inglaterra, desejosa de garantir mercados assinale o que for correto. para os seus produtos, e dos Estados Unidos, interessados em garantir espaço na nova 00) Índios e mestiços foram beneficiados no processo conjuntura política. de emancipação das colônias espanholas porque33 Os territórios marcados por C organizaram, após sua tradição de terras comunais foi totalmente a independência, um governo de estrutura respeitada. monárquica fortemente centralizada, tornando- 11) As oligarquias hispano-americanas encamparam os se uma barreira à intervenção de ações baseadas ideais definidos por Bolívar, garantindo a na doutrina do presidente norte-americano, unificação das ex-colônias espanholas. James Monroe. 22) O fato da elite criolla ter sido a promotora da44 O processo de descolonização, tanto na América emancipação colonial determinou, Anglo-Saxônica quanto na América Espanhola, simultaneamente, a finalidade e os limites desta. constituiu-se um nítido fenômeno de negociação 33) O ideário liberal, que esteve presente em todos os política das elites, comprometidas com os processos que puseram fim ao Antigo Regime, modelos burgueses ditados pelo capitalismo inspirou movimentos revolucionários na Europa europeu. que substituíram as classes dominantes e viabilizaram a hegemonia capitalista. Nas colônias6) (UFRS) - A partir da segunda metade do século espanholas, todavia, ele atuou sobre uma base XIX, as antigas colônias espanholas da América muito mais estreita e diluiu-se num contexto sócio- encaminharam-se para uma relativa estabilidade político em que a conservação prevaleceu sobre a econômica e política. Nesta conjuntura, assinale V transformação. ou F. 44) Um dos elementos concretos que abriram espaço às manifestações de descontentamento da elite00) a entrada do capital inglês permitiu aos países criolla foi a decadência da Espanha, que a reforma latino-americanos alicerçarem uma estrutura dos Bourbons não conseguiu deter. econômica segura.11) a característica política mais importante foi o GABARITO caudilhismo, com o poder concentrado nas mãos dos grandes proprietários rurais. 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.22) o México destacou-se dos países vizinhos por ter implantado um regime republicano sólido, que FFVFF D C E VFVFF FVFFF FFVVV buscava atender às massas camponesas empobrecidas. Professor JORGE MARCOS – TEXTOS DE HISTÓRIA – INDEPENDÊCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA

×