Resumo siepe santiago

314 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
314
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Resumo siepe santiago

  1. 1. Texto e leitor: prospectos interativos na construção do sentido parafrástico e polissêmico. No que tange às atuais metodologias utilizadas pelos docentes da redebásica de ensino, vemos a crescente perda do espaço da leitura nas escolasque, mesmo quando utilizada, é explorada de maneira restrita e passiva entreos alunos. Visando trazer novas perspectivas acerca do papel da leitura comobase do ensino multidisciplinar, enfocamos essa em várias perspectivas deforma a evidenciar o vasto campo a ser explorado pelos professores, bemcomo os vetores que implicam neste processo. Como metodologia adotadapara o desenvolvimento do presente trabalho, tomamos uma revisãobibliográfica de aporte teórico básico em Robert Sternberg (2008) e Isabel Solé(1998), partindo do pressuposto de que a compreensão é uma capacidadecognitiva (STERNBERG, 2008) e de que a leitura se baseia em um processointerativo de significação (RUMELHART, 1985) amplamente influenciado pelascondições de produção e pela situacionalidade do leitor no momento da leitura.Além disso, cabe salientar a necessidade de apreciação das ideologias naconstrução dialógico-compreensiva de sentidos na relação autor-texto-leitor,bem como o contexto sócio histórico. Como conclusão parcial deste trabalho,observamos a urgência da adequação dos métodos pedagógicos atuais, tantono ensino de língua materna, quanto em qualquer área de ensino,considerando o aluno/leitor enquanto subjetividade, e acima de tudo, usar otexto enquanto materialidade discursiva e não mais apenas como pretexto parao ensino gramatical. Por este ser um trabalho ainda em desenvolvimento nãopossuímos resultados finais acerca dos processos aqui elencados, mas, o quedesde já se torna evidente é que, embora manifestado nos PCN (1998), na salade aula ainda são utilizados modelos pedagógicos que privilegiam a leituracomo ato de decodificação, onde oralizar é sinônimo de compreender edestacar marcas superficiais é sinônimo de eficiência interpretativa. Nestecontexto, urge a necessidade de desenvolvimento da leitura de maneira queabranja o discurso textual de maneira holística; não mais como segmentaçãode orações sintaticamente construídas em pretexto de ensino de uma pseudolíngua, e sim ato discursivo, reflexo da subjetividade e da concretude sóciohistórica. A presente pesquisa está vinculada ao Programa institucional deBolsa de Iniciação a Docência (PIBID), financiado pela CAPES, daUniversidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), campus Jaguarão. Palavras chave: Leitura; construção de sentido; aprendizagemsignificativa.

×