Resumo sieif

196 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
196
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Resumo sieif

  1. 1. LEITURA E PRODUÇÃO: UM PROCESSO ANCORADO EM HISTÓRIAS EM QUADRINHOS Renan Cardozo Gomes da Silva (UNIPAMPA- 1º autor) Santiago Bretanha Freitas (UNIPAMPA- 2º autor) Prof. Dr. Luis Fermando da Rosa Marozo (UNIPAMPA- orientador) Eixo 10 Pesquisa em outros contextos educacionais: relações com programas, ensino, pesquisa e extensão. Os quadrinhos são gêneros que circulam por diversos meios que rodeiam o nosso cotidiano, frequentemente presentes em redes sociais, jornais e revistas. Pensando nisso, vemos que sua inserção na escola é oriunda desta circulação em massa, com tudo, ensinar utilizando histórias em quadrinhos pode ser uma tarefa complicada já que, segundo Ramos (2012), elas são um gênero que abarca vários outros gêneros, se classificando em: cartuns, charges, tiras cômicas, dentre outros. Desta forma, seguindo a concepção de leitura como interação entre texto e leitor, de Solé (1998), e de que os quadrinhos são uma rica fonte de ironia e intertextualidade, sendo considerado muito importante para trabalhar diversas questões em sala de aula, sobretudo no se refere às analogias discursivo-interacionistas. Vinculado ao PIBID/CAPES Letras Língua Materna do Campus Unipampa/Jaguarão, este trabalho tem por objetivos refletir sobre a utilização do site Pixton como ferramenta de ensinoaprendizagem dos alunos em sala de aula, abarcando a leitura e produção de histórias em quadrinhos. A atividade apresentada foi desenvolvida na turma de 1ª série do ensino médio da Escola Estadual de Ensino Médio Hermes Pintos Affonso com a proposta de desenvolver um jornal escolar impresso, o qual teve como referente um jornal local; nesta atividade os alunos tinham que desenvolver notícias, reportagens e histórias em quadrinhos, baseados no seu cotidiano fundamentando-se nas seções dos diários da cidade. No que se refere às histórias em quadrinhos, trabalhamos com um roteiro que envolvia questões tanto acerca da estrutura do gênero, quanto de caráter discursivo, tendo como principal finalidade nortear as produções. Com a conclusão deste trabalho observamos motivação por parte dos alunos com relação à proposta, além de estes apresentarem, gradativamente, uma evolução considerável das suas capacidades de produção textual, o que, por sua vez, demonstra também um grau satisfatório de compreensão e interpretação do referido gênero. Além da atividade possuir resultados positivos, também pudemos refletir sobre as
  2. 2. próprias metodologias adotadas, que em alguns casos foram falhas, e, superadas no processo interativo de aprendizagem entre aluno e professor. Palavras-chave: Leitura; Pixton; Histórias em quadrinhos. Referencias BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: língua portuguesa. V. 2. MEC/SEF: Brasília, 2000. BRASIL, Ministério da Educação; Instituto Nacional e Pesquisas Anísio Teixeira; Diretoria de Avaliação para Certificação de Competências. Matrizes curriculares de referência para o SAEB. Brasília: MEC/Inep/Caeb, 2000. EISNER, Will. Quadrinhos e Arte sequêncial. Trad. Luís Carlos Borges. São Paulo: Martins Fontes, 1989. GERALDI, João Wanderlei. Unidades Básicas do ensino de português. In: GERALDI, João Wanderlei (org). O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 2004. MARTINS, Maria Helena. O que é Leitura. 19. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. MORAN, José Manuel. A educação que desejamos: novos caminhos de como chegar lá. São Paulo. Papirus, 2007 PORTO, Márcia. Um Diálogo entre os Gêneros Textuais. Curitiba: Aymará, 2009. PRESTES, Ana Luci Mesquita. Leitura e (re)escritura de textos: subsídios teóricos e práticos para seu ensino. 4 ed. São Paulo: Rêspel, 2001. RAMOS, Paulo. A leitura dos quadrinhos. São Paulo: Contexto, 2012. SOLÉ, Isabel (1998): Estratégias de leitura. Porto alegre: Artes médicas.

×