Successfully reported this slideshow.

História da ÁFrica

20,506 views

Published on

Published in: Education

História da ÁFrica

  1. 1. África: Raízes de uma grande História
  2. 3. Berberes: Os nômades do deserto Travessia pelo Saara <ul><li>Importante papel na integração da África. </li></ul><ul><li>Atravessavam o Saara em caravanas, ligando as pessoas que viviam ao norte e ao sul do deserto. </li></ul><ul><li>Sua travessia era difícil. Território muito extenso, repleto de pedras e areia. </li></ul><ul><li>A princípio, os berberes usavam cavalos, mas a partir do séc. I passam a usar camelos, trazidos da Arábia. </li></ul><ul><li>A viagem de uma ponta a outra do deserto durava cerca de 3 meses! </li></ul>
  3. 4. <ul><li>Comércio à base de troca: levavam sal e cobre para trocar por ouro e noz de cola. </li></ul><ul><li>O sal era muito valorizado por conservar os alimentos. Em algumas regiões ele valia como ouro! </li></ul><ul><li>Com o tempo a variedade de produtos aumentou: escravos, plumas de aves, esmeraldas, animais selvagens, vinho, cerâmica, vidro, tecidos e metais. </li></ul><ul><li>Mas... </li></ul><ul><li>O principal “produto” das trocas eram as IDEIAS!  intercâmbio cultural. </li></ul>
  4. 5. Os Soninké de Gana: o povo do ouro <ul><li>Um dos primeiros impérios ao sul do Saara(corresponde atualmente aos territórios de Mali, Mauritânia e Senegal) </li></ul>
  5. 6. <ul><li>No princípio eram aldeias da etnia Soninké, que viviam da agricultura e da criação de animais. </li></ul><ul><li>A partir do séc. IV: aldeias se uniram formando um reino. E mais tarde, um império. </li></ul><ul><li>Império de Gana: muita extração de ouro! </li></ul><ul><li>Viviam da pecuária, agricultura, extração de ouro e do comércio. </li></ul><ul><li>Gana era um importante entreposto comercial dos berberes. </li></ul>
  6. 7. Império de Gana- sociedade <ul><li>Os imperadores de Gana eram chamados de ganas ou caia-magas . </li></ul><ul><li>Sociedade estratificada: </li></ul>Todos os Soninké pagavam impostos ao caia-maga  soldados, funcionários para pecuária e lavradores; os soldados pagavam protegendo o reino. Nobres Homens-livres Servos Escravos
  7. 8. Congo: um grande reino banto
  8. 9. <ul><li>Há milhares de anos a etnia banto vivia entre o rio Nilo e o lago Chade ( hoje Nigéria e Camarões). </li></ul><ul><li>Os primeiros bantos viviam da agricultura, caça e metalurgia. Suas armas eram melhores que de povos vizinhos, pois eram de ferro. </li></ul><ul><li>Por terem armas melhores, os bantos conseguiram se expandir, espalhando-se por várias regiões da África. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>Aos poucos, aldeias do sul do rio Congo foram se agrupando e formando tribos. </li></ul><ul><li>Séc. XIV: união das tribos sob uma única liderança ( manicongo )  REINO DO CONGO. </li></ul><ul><li>Embora se submetessem ao rei, as aldeias eram autônomas. Seus chefes distribuíam os deveres aos moradores e cobrava impostos, que eram repassados ao manicongo. </li></ul><ul><li>Para os moradores do Congo, o manicongo tinha poderes sagrados. Por isso, pagar impostos a ele era uma forma de receber proteção divina </li></ul>
  10. 11. O que o manicongo fazia com os impostos? <ul><li>Uma parte era guardada em celeiros, para ser utilizada em época de seca e má colheita. Outra parte era para sustentar sua guarda. E ainda, uma boa quantia era usada para que o manicongo pudesse ostentar seu poder. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>O Reino sobrevivia da agricultura e da pecuária. Em regiões menos férteis praticavam a pesca e a caça. </li></ul><ul><li>Cidades: - artesanato ( cerâmicas, escultura em madeira, cestos, tecelagem, ferro); </li></ul><ul><li>Comércio : excedente trocado com caravanas de comerciantes que passavam pela região. Trocavam por: marfim, cerâmica, jóias de cobre, etc. </li></ul><ul><li>* Moedas: Sal e Zimbo ( concha) </li></ul>
  12. 13. Sociedade do Congo
  13. 14. Nós e a África <ul><li>Dominação portuguesa no século XVII. </li></ul><ul><li>Escravos: trouxeram elementos da cultura africana. </li></ul>

×