Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Slide Predicação

4,857 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Slide Predicação

  1. 1. Professora Jociane Araujo Peres da Luz. Língua Portuguesa. PREDICAÇÃO O predicado é a declaração feita a respeito do sujeito, desde que existente. O predicado pode ser, ainda, classificado em predicado nominal ou verbal. Predicado nominal expressa um estado ou uma característica do sujeito. O verbo que liga o sujeito ao predicado é conhecido como verbo de ligação (ser, estar, andar, ficar, continuar, parecer, permanecer). Predicado verbal é o resultado da conexão entre o sujeito e verbo e entre verbo e complementos. Quando essa conxão se faz sem necessidade de complementos, diz-se que o verbo é de predicação completa. Se, pelo contrário, é indispensável o complemento, tem-se um verbo de predicação incompleta.
  2. 2. Exs.: O último ônibus já partiu . A noiva partiu o bolo. Na primeira frase , o verbo partir é de predicação completa, ou seja, não necessita de complemento para esclarecer o sentido ; já, na 2º frase , o verbo partir é de predicação incompleta, pois exige que o termo bolo lhe ofereça o sentido . Então, o predicado verbal pode ser classificado em INTRANSITIVO ou TRANSITIVO.
  3. 3. Intransitivo: é o verbo capaz de constituir sozinho o predicado, dispensando complementos verbais (objeto direto ou objeto indireto). Ex.: O cantor emudeceu. Transitivo: é o verbo que precisa de complemento para ter seu sentido na frase. Quando se liga a esse complemento diretamente, ele é chamado de VERBO TRANSITIVO DIRETO. Já o verbo que se liga a seu complemento por meio de uma preposição é chamado de VERBO TRANSITIVO INDIRETO .
  4. 4. Transitivo Direto: é o verbo que exige complemento não preposicionado ( sem preposição ), denominado objeto direto. Ex.: Comprei um novo vestido hoje. (quem compra, compra algo ou alguma coisa; se compra, compra o quê ? “um novo vestido hoje” é o objeto direto do verbo comprar). Transitivo Indireto: é o verbo que exige um complemento obrigatoriamente regido de preposição chamado de objeto indireto. Ex.: Os homens precisavam de orientação. (quem precisa, precisa de algo ou de alguma coisa; se precisa, precisa de quê ? “de orientação” é o objeto indireto do verbo precisar).
  5. 5. Transitivo Direto e Indireto: é o verbo de sentido incompleto que pede dois complementos: um objeto direto e um objeto indireto. Ex.: O garoto ofereceu um livro ao colega. O verbo oferecer é transitivo direto e indireto. Quem oferece, oferece alguma coisa a alguém. Ofereceu alguma coisa = Um brinquedo (sem preposição). Ofereceu para alguém = ao colega(com preposição). ao = combinação da preposição a com o artigo definido o.
  6. 6. OBJETO DIRETO é o termo que integra a significação do verbo sem auxílio de preposição obrigatória . O objeto direto pode ser substituído por: o, os, a, as, no, nos, na, nas, lo, los, la, lãs, ao, aos. Ex.: O governo criou mais um imposto . O governo criou - o . OBJETO INDIRETO é o termo que integra a significação do verbo com auxílio de preposição obrigatória. (preposições: a, ante, até, após, para, perante, com, contra, de, desde, em, entre, sob, sobre, trás). Ex.: Não acredito na história da Arca de Noé .
  7. 7. Aluno: __________________________________ Turma: ____________ Data: ____/_____/____ ATIVIDADES Sublinhe o verbo e classifique-o em verbo transitivo ou verbo intransitivo. 1. O jardineiro cortou a grama rapidamente. 2. O velho telhado do paiol queimou durante a noite. 3. A banda do colégio tocava seu repertório 4.Ayrton Senna morreu no primeiro dia do mês de maio. 5. O cão atacou o ladrão no quintal da casa. 6.Um rojão caiu no pátio do colégio durante a festa junina.
  8. 8. Leia o texto abaixo e, após sua leitura: 1. Classifique as frases em negrito em nominal ou verbal. Se for verbal, classifique-a em com verbo transitivo ou verbo intransitivo; 2. Retire do texto e transcreva duas frases que tenha objeto direto e uma frase que tenha objeto indireto.
  9. 9. DRÁCULA, de Bram Stoker . O sol poente alongava as sombras das colinas quando o cocheiro reduziu a marcha dos cavalos para controlá-los melhor. A diligência deixava o vale, suas fazendas nevoadas e seus pomares. A estrada agora era ladeada de encostas mais abruptas, cobertas, até meia altura, de florestas de pinheiros. “ Com certeza são mais de três horas de viagem para chegar ao desfiladeiro de Borba”, calculou Jonathan Harker. Além dele, havia mais quatro passageiros na carruagem. Eram camponeses moldávios , cujas barbas se misturavam às peles de suas roupas. Eles tinham conversado, por muito tempo, numa língua inicialmente desconhecida de Jonathan. À medida que escurecia , eles iam se calando, embalados pelo movimento do veículo . Ao sair de um trecho em ziguezague, a carruagem parou numa espécie de terraço ; os passageiros viram o vulto do cocheiro dar a volta e acender as lanternas. Os pavios das lâmpadas de azeite projetaram seu halo sobre o caminho pedregoso, adensando ainda mais a escuridão mais além. O silvo do chicote, um grito súbito, e os cavalos seguiram viagem. Um dos camponeses, que tirara da bolsa queijo e pão, começou a reparti-los com os companheiros. (Luc Lefort. adapt. Drácula. São Paulo: Ática, 2004)

×