Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Sinais Pontuação Língua Portuguesa

20,367 views

Published on

Published in: Education

Sinais Pontuação Língua Portuguesa

  1. 1. LÍNGUA PORTUGUESA - Profᵃ. Jociane Araujo Peres da Luz. ???... !!! ,,, : “ “ ;; _ _ SINAIS DE PONTUAÇÃO ???... !!! ,,, : “ “ ;;; _ A pontuação marca, na escrita, a coesão entre palavras e partes do texto, torna mais preciso seu sentido e aponta as diferenças de entonação na leitura.
  2. 2. Como a nossa língua não é constituída apenas de palavras os sinais de pontuação tornam mais preciso o sentido do que falamos. Na fala temos a entonação da voz, gestos, expressões faciais e corporais. Na escrita, não temos estes recursos. Então, é através da pontuação que, de certa forma, podemos utilizar estes recursos tornando mais claro e precioso o sentido dos textos. Os primeiros sinais de pontuação surgiram no início do Império Bizantino (330 à 1453 d.C.). Mas a sua função era diferente das atuais. O que hoje é ponto final servia para separar uma palavra da outra. Os espaços em brancos entre as palavras só aparecem no século VII, na Europa. Foi quando o ponto passou a finalizar a frase. O ponto de interrogação é uma invenção italiana, do século XIV. O de exclamação surgiu no século XIV. Os gráficos italianos também inventaram a vírgula e o ponto e vírgula no século XV. Os dois pontos surgiram no século XVI. A aspa surgiu no século XVII.
  3. 3. PONTO é empregado no final de frases declarativas. Os estudantes estão lendo as normas de sinais de pontuação. PONTO DE INTERROGAÇÃO é empregado no final de frases interrogativas (perguntas). O que os estudantes estão lendo? PONTO DE EXCLAMAÇÃO é empregado no final de frases exclamativas, com a finalidade de indicar estados emocionais (espanto, surpresa, dor, alegria). Como é bom estudar na EJA! DOIS PONTOS são usados para introduzir uma explicação, um esclarecimento, uma citação ou a fala de uma personagem. O interesseiro chegou e pediu: dê-me uma cópia do testamento.
  4. 4. TRAVESSÃO é utilizado no discurso direto para indicar mudança de interlocutor. – Você gostou do presente? - Amei! RETICÊNCIAS podem indicar interrupções na fala ou sugerir alegria, ironia, silêncio, dúvida, ameaça, surpresa, etc. – Eu não acredito ... você vai fazer isso ... - Bom ... digamos ... que eu vou tentar... quer dizer...
  5. 5. VÍRGULA é utilizada para: * Separar termos quando não vêm unidos pelas conjunções e, ou e nem. Gosto de rosas, cravos, orquídeas e azaleias. * Isolar um aposto. Vera, minha amiga da escola, recomendou este livro. * Isolar um vocativo. Carolina, durma bem. * Isolar o adjunto adverbial, quando ele é extenso ou quando se quer destacá-lo. À noite, costumo estudar na Eja. * Isolar expressões explicativas, como: isto é, por exemplo, ou melhor, a saber, ou seja. Você, por exemplo, pode se formar este ano. * Isolar o nome de um lugar anteposto à data. Florianópolis, 30 de maio de 2011.
  6. 6. Leia um trecho de um texto: O Testamento Um homem rico, sem filhos, sentindo que morreria, pediu um papel e caneta e escreveu assim: “ Deixo meus bens à minha irmã não ao meu sobrinho jamais será paga a conta do mecânico nada aos pobres”. Não teve tempo de pontuar, morreu. Eram quatro concorrentes: a irmã, o sobrinho, o mecânico e os pobres. Atividade: Como você pontuaria a frase escrita pelo falecido contemplando cada um dos concorrentes?
  7. 7. Que pontuação usar? Para provar que existem diversas possibilidades, quantas formas você encontra para pontuar a frase abaixo? Você pode considerá-la como um diálogo ou a reflexão de uma só pessoa. Só não pode mudar a ordem das palavras. Meu relógio sumiu não está na gaveta
  8. 8. Veja abaixo, algumas das respostas possíveis, com a interpretação de cada uma. — Meu relógio sumiu. Não está na gaveta! Afirmação e constatação indignada de quem fala — Meu relógio sumiu? — Não está na gaveta? Diálogo com questão em dúvida e resposta em réplica. — Meu relógio sumiu não, está na gaveta. Negação do sumiço do objeto e afirmação do local onde o objeto se encontra — Meu relógio sumiu? Não está na gaveta? Dúvida do narrador e um princípio de desespero pela situação — Meu relógio sumiu? — Não, está na gaveta! Dúvida na questão e certeza na resposta
  9. 9. Meu relógio sumiu... Não está na gaveta.. . Reflexão do personagem, pode ser que ele esteja pensando em outra possibilidade... — Meu relógio sumiu, não? — Está na gaveta! Dúvida na pergunta e certa rispidez na resposta. CEREJA, William Roberto; MAGALHÃES, THEREZA Cochar. Português Linguagens.8ᵒ ano. - 5ᵃ ed refor. – São Paulo: Atual, 2009. pp. 169-175. http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/pontuar-genero-leitor-423523.shtml. Em 29/05/2011.

×