Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Cubismo

1,281 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Cubismo

  1. 1. Movimentos Artísticos Cubismo! Nos começos do século XX surgiu uma importante correnteestilística, o cubismo. Impulsionado em 1907-08 por P. R. Picasso (1881-1973) eG. Bracque (1882-1963), teve as suas fontes de inspiração naobra de Cézanne, que trouxe na sua última fase a visão múltiplade um objecto visto simultaneamente a partir de vários ângulos(Nature morte auxoignons, 1895-1900), e na arte negra africana. Fig.1- Pablo Picasso. Fig.2- George Bracque.
  2. 2. Fig.3- Paul Cézanne. A importância do cubismo reside fundamentalmente nofacto de ter rompido, definitivamente, com a representaçãoespacial, em três dimensões, herdada do Renascimento, paraaplicar uma visão múltipla, que permitiu representar um objecto“decomposto em todas as suas facetas”. Assim, abandonou-se aperspectiva linear convencional para se passar a pintar osvolumes mediante a sobreposição de planos. Fig.4- Cubismo.
  3. 3. A cor perdeu a sua preponderância, a favor da forma, echegou-se inclusivamente a substituir a matéria pictórica pelautilização de papéis de jornal, maços de cigarros, cartões, telas,etiquetas, etc., coladas à tela. “Aquilo que pretendiam aointroduzir no quadro ou no desenho estes elementos (…) era,mais do que nunca, renunciar os artifícios do pincel, substituindoa superfície pintada à mão pelo objecto já feito”, os Papierscollés ou collages. Fig.5- Diferença entre o cubismo, o futurismo e o dadaísmo.
  4. 4. Na sua evolução, o cubismo desenvolveu-se em duas fases:o denominado cubismo analítico (1910-12), representado porBracque, Picasso e J. Gris, com que se chegou a um máximo deesquematização geométrica, com a multiplicação de planosentre os quais se intercalaram “detalhes reais” como referência;e o cubismo sintético (1913-14), no qual reapareceu a cor comoelemento expressivo, chegando a uma maior simplificação dasformas. Fig.6- Comparação entre o cubismo analítico e o cubismo sintético João Pedro Pinheiro dos Santos

×