Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

7ano atividade 18 a 27

2,879 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

7ano atividade 18 a 27

  1. 1. Atividade 18 Domínios das pradarias – Áreas de transição Exercícios de Aplicação
  2. 2. <ul><li>01. C.C.B.B. A. A. B.C </li></ul><ul><li>02. Pantanal Mato-Grossense e mata dos cocais. Porque o domínio próximos se misturam. </li></ul><ul><li>03. B.C.A </li></ul><ul><li>04. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>04. É a maior planície inundável do mundo.Formação vegetal complexa (cerrados, florestas, caatingas).Vegetação de gramíneas, árvores de porte médio, arbustos e plantas rasteiras. Importantes rios e uma das maiores biodiversidades do planeta. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>05. </li></ul><ul><li>A) Paraguai; </li></ul><ul><li>B) desmatamento, poluição das águas e incêndios. </li></ul><ul><li>06. Resposta pessoal. </li></ul>
  5. 5. Atividade 20 Os contrastes regionais do Brasil Exercícios de Aplicação p. 214
  6. 6. <ul><li>01.C. E. E. C </li></ul><ul><li>02. Permite uma grande diversidade natural e socioeconômica. </li></ul><ul><li>04.Triangulo. </li></ul><ul><li>05. o Sertão Nordestino, onde há pouca umidade, e o sul do Brasil, onde as temperaturas são mais baixas no inverno. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>06. As maiores concentrações demográficas ocorrem próximas ao litoral. A economia é voltada para a exportação. </li></ul><ul><li>07. A. A. C. B. </li></ul>
  8. 8. Atividade 21 As macrorregiões do IBGE Exercícios de Aplicação p. 216
  9. 9. <ul><li>01. IBGE significa Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, responsável pela coleta e divulgação de dados oficiais sobre os indicadores socioeconômicos e pela caracterização física e política do território. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>02. Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. O problema que essa divisão apresenta é que a separação entre as regiões é definida pelos limites dos estados. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>03. B. B. B. A. A. </li></ul><ul><li>04. C. C. B. B. A. A. </li></ul><ul><li>05. Foram os critérios naturais, sociais e econômicos. </li></ul><ul><li>06. Bahia, que se limita com os seguintes estados: Goiás (Centro-Oeste), Minas Gerais e Espírito Santo (Sudeste), Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Piauí (Nordeste) e Tocantins (Norte). </li></ul>
  12. 12. Atividade 22 Os complexos econômicos regionais Exercícios de Aplicação P. 217
  13. 13. <ul><li>01. o critério geoeconômico, isto é, nessa divisão, os aspectos naturais são secundários. </li></ul><ul><li>02. É caracterizado por conflitos sociais e econômicos: altas taxas de analfabetismo, mortalidade infantil, concentração de renda, seca, etc. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>03. D. C. A. B. </li></ul><ul><li>04. </li></ul><ul><li>A) Foi utilizado o critério geoeconômico de acordo com a formação histórico-econômica do Brasil. </li></ul><ul><li>B) </li></ul>
  15. 15. <ul><li>04. B) É o complexo mais populoso e densamente povoado do país, com as principais áreas agrícolas (mais modernas) e também os principais centros industriais. É nesse espaço que estão as grandes cidades, contendo a maior parte das regiões metropolitanas. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>04. </li></ul><ul><li>C) pelo geógrafo Pedro Pinchas Geiger, em 1967. Não é oficial. </li></ul><ul><li>D) É o espaço de povoamento mais recente. Está coberta por uma densa floresta e o clima é o equatorial. Possui uma economia baseada no extrativismo mineral e vegetal e na lavoura de subsistência. </li></ul>
  17. 17. Atividade 23 Amazônia legal – Características Exercícios de Aplicação p. 181
  18. 18. <ul><li>01.V. V. F. V. F. </li></ul><ul><li>02. No início da colonização, a Amazônia era território da Espanha, que estava interessada nas riquezas minerais da região dos Andes. Portugal passou, então, a explorar o território amazônico, limitando-se a fazer o reconhecimento da área e o extrativismo vegetal (drogas do sertão). </li></ul><ul><li>Aestratégia portuguesa para a posse e a exploração foram as instalações de fortes e de missões religiosas na Amazônia, levando os índios a explorar as &quot;drogas do sertão&quot; </li></ul>
  19. 19. <ul><li>03. A região Norte leva em conta os limites dos estados, enquanto a Amazônia legal tem por base a existência da floresta, que extrapola os limites estaduais (oeste do Maranhão, maior parte do Mato Grosso e extremo norte de Goiás). </li></ul><ul><li>04. Nos séculos XVI e XVII, os portugueses instalaram fortes e missões religiosas na Amazônia, levando os índios a explorar as “drogas do sertão”. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>05. O povoamento da Amazônia se organizou por meio da rede de circulação de rios e igarapés, sendo uma ocupação linear. </li></ul><ul><li>Até meados do século XX, as vias fluviais continuaram a ser as únicas “estradas” da Amazônia. A outra forma usada era a via aérea. </li></ul><ul><li>06. É uma imensa região natural, individualizada por elementos da natureza, como o clima, a vegetação e a hidrografia, estende-se por 6,5 milhões de km2 e está localizada no norte da América do Sul. </li></ul>
  21. 21. Atividade 24 O ecossistema da floresta Amazônica Exercícios de Aplicação P. 183
  22. 22. <ul><li>01. B. </li></ul><ul><li>02. </li></ul><ul><li>A) Equatorial, úmido, latifoliada equatorial diversificada, sempre verde fechada e densa. </li></ul><ul><li>B) planícies, depressões marginais e planaltos. A erosão. </li></ul><ul><li>C) mata de igapó de várzea e de terra firme. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>03. B. C. A </li></ul><ul><li>04. B. </li></ul>
  24. 24. Atividade 25 A ocupação da Amazônia legal: Amazônia de ontem e de hoje – Colonização de exploração Exercícios de Aplicação P. 185
  25. 25. <ul><li>01. No passado, a densidade demográfica da Amazônia era muito baixa e a atividade econômica se fundamentava na coleta ou extrativismo vegetal, na pesca e agricultura de subsistência. Aexploração dos recursos naturais era limitada e a floresta era preservada. </li></ul><ul><li>Atualmente, as migrações aumentaram, provocando rápida urbanização, e os planejamentos regionais de mineração e agropecuária provocaram intenso desmatamento; há conflitos pela posse de terras e violência. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>02. A principal atividade foi a extração do látex da seringueira, árvore nativa da Amazônia. </li></ul><ul><li>Nesse período, Manaus e Belém tiveram grande crescimento, porque passaram a ser ponto de circulação de pessoas, produtos de consumo, borracha e material de construção. </li></ul>
  27. 27. <ul><li>03. A exploração da borracha da Amazônia entrou em decadência porque o Reino Unido começou a produzir látex no Sudeste Asiático, com o cultivo de seringais. </li></ul><ul><li>04. Por causa da exploração da borracha, muitos brasileiros se instalaram na área do atual estado do Acre, na época pertencente à Bolívia. </li></ul><ul><li>A compra do estado do Acre foi paga com uma parte em dinheiro e a outra com o compromisso de o Brasil construir a ferrovia Madeira-Mamoré (saída da Bolívia para o oceano Atlântico). Esse acordo foi assinado em 1903. </li></ul>
  28. 28. <ul><li>05. Os fatores são: o crescimento da população, a criação da Sudam e o aumento da exportação de produtos primários, como os minérios (ferro, alumínio), a madeira etc. </li></ul><ul><li>06. Antigos personagens: seringueiro (trabalhador do seringal), seringalista (dono do seringal) e indígenas </li></ul><ul><li>Novos personagens: posseiros, grileiros, peões, empresários, colonos </li></ul>
  29. 29. <ul><li>07. Porque o mais importante, a preservação da biodiversidade do ecossistema, não é considerado pelos governos e pelos grandes projetos econômicos. </li></ul>
  30. 30. Atividade 26 Os problemas da Amazônia P. 187
  31. 31. <ul><li>01. C </li></ul><ul><li>02. Os grandes projetos públicos ou particulares que se desenvolveram após a criação da Sudam. </li></ul><ul><li>Os conflitos pela posse da terra. </li></ul>
  32. 32. <ul><li>03. São eles: Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, Fordlândia (foram abandonados) e a exploração de manganês, na Serra do Navio, no Amapá, que não favoreceu a ecologia e nem os trabalhadores locais. </li></ul>
  33. 33. <ul><li>04. C. A. B. </li></ul><ul><li>05. C. B. A. A. B. C. C. </li></ul><ul><li>06. </li></ul><ul><li>A) Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia. </li></ul><ul><li>B) 1966. </li></ul><ul><li>C) Atrair capital para os projetos regionais. </li></ul>
  34. 34. <ul><li>6. </li></ul><ul><li>E) Zona Franca de Manaus, Projeto Grande Carajás e os da construção de hidrelétricas. </li></ul><ul><li>7. </li></ul><ul><li>A) ferro, Carajás </li></ul><ul><li>B) Trombetas. </li></ul><ul><li>C) desmatamento, extinção das espécies vegetais e animais e poluição dos rios. </li></ul>
  35. 35. Atividade 27 As lutas pela terra Exercícios de Aplicação p. 189
  36. 36. <ul><li>01. F. D. C. B. A </li></ul><ul><li>02. A Amazônia foi transformada em um grande investimento de capital. Os grandes projetos e a construção de rodovias atraíram para a Amazônia migrantes do Centro-Sul e Nordeste. Com isso, desencadeou-se uma série de conflitos envolvendo posseiros, grileiros, peões, indígenas e jagunços. </li></ul>
  37. 37. <ul><li>03. São queimadas, desmatamentos, morte de índios e violência contra seringueiros e posseiros. </li></ul>
  38. 38. <ul><li>04. Muitas tribos perderam suas terras porque foram expulsas pelos jagunços; as comunidades perderam muitas terras e muitas foram contagiadas por doenças transmitidas pelos brancos </li></ul>
  39. 39. <ul><li>05. Conceição do Araguaia, no Pará, Tocantinópolis, no Tocantins, e Imperatriz, no Maranhão. Amazônia oriental: região do Bico do Papagaio </li></ul>
  40. 40. Atividade 28 O significado de desenvolvimento na Amazônia e suas consequências Exercícios de Aplicação p. 190
  41. 41. <ul><li>01. A primeira forma é derrubar a mata, exterminar a fauna e a flora, acabar com os indígenas, expulsar os posseiros e transformar o local em grandes fazendas e empresas mineradoras ou extrativas. </li></ul>
  42. 42. <ul><li>A segunda forma é a preservação da Amazônia, com a implantação de projetos econômicos, sem comprometer o equilíbrio ecológico. São as propostas de desenvolvimento sustentável </li></ul>
  43. 43. <ul><li>03. Os projetos extrativistas (castanha-do-Brasil, óleos, essências vegetais), de pecuária orgânica, de manejo de peixes e de valorização do artesanato regional. </li></ul>
  44. 44. <ul><li>04. A propriedade capitalista e especulativa está voltada para a obtenção de lucros a curto prazo e tem a terra como mercadoria . </li></ul><ul><li>A propriedade comunal e familiar é aquela em que a terra não é apenas mercadoria, mas um meio de trabalho, fonte de vida para o sustento da família e da comunidade, preservando-se assim o meio ambiente e a sobrevivência das pessoas </li></ul>

×