Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Genetica forense

2,644 views

Published on

Genética Forense em ppt.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Genetica forense

  1. 1. Genética Forense SARAIVA CASTRO JULLIE KENNYA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS ESCOLA NORMAL SUPERIOR LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BIOLOGIA MOLECULAR MANAUS – AM 2015 Profº Dr. CLEITON FANTIN
  2. 2. INTRODUÇÃO 2 1º caso de identificação criminal ocorreu em 1985, na Inglaterra Casos de paternidade, tipagem de evidências biológicas coletadas em cenas de crimes, assim como na identificação de restos mortais. Conhecimento científico, tecnológico e métodos de análise
  3. 3. Introdução 3 Atualmente a identificação humana por DNA Forense, já é aceita em processos judiciais em todo o mundo. Método SRT (Short Tanden Repeats) http://thumbor.cadaminuto.com.br/unsafe/800x600/smart/http://est atico.cadaminuto.com.br/imagens/14067399970109.jpg
  4. 4. Introdução 4 A tipagem do DNA forense se baseia nos princípios fundamentais e nas mesmas técnicas da área médica e genética: diagnóstico e mapeamento genético Qualidade e quantidade de DNA extraído - Sem contaminação - Material genético íntegro http://www.nemumpoucoepico.com/wp- content/uploads/2013/04/image_preview.jpeg
  5. 5. Uso forense do DNA 5 O DNA Forense é usado na esfera criminal e na esfera civil https://scenacriminis.files.wordpress.com/2015/02/laboratorio.jpg
  6. 6. Amostras biológicas de interesse forense 6 Qualquer tipo de tecido Células - Núcleo - Mitocôndrias
  7. 7. Amostras biológicas de interesse forense 7 Sangue, urina, fezes, cabelo, saliva, unha, ossos, sêmen, suor... - Responsáveis pela coleta - Condições a cada nova transição
  8. 8. Informações sobre o DNA • Localização do DNA • Cromossomo • Citoplasma – mitocôndrias 8 Fonte: Google Imagens
  9. 9. • Tipos de polimorfismos • Polimorfismo de comprimento • STR (Short Tandem Repeat) • VNTR (Variable Number of Tandem Repeat) • Polimorfismo de sequência • Técnicas de detecção do DNA • A reação em Cadeia Polimerase (PCR), descrita em 1985, por Kary Mullis • PCR Multiplex 9 Regiões hipervariáveis da molécula de DNA
  10. 10. Perfil do DNA • Perfil do DNA – para se obter deve segui os seguintes passos: • Coleta da Amostra • Isolamento do DNA • Corte do DNA • Separação dos fragmentos • Transferência do DNA • Hibridização de sondas • Perfil do DNA 10
  11. 11. Exames comparativos do DNA 11 1) Seleção de intervalos específicos do DNA; 2) Perfis de DNA são comparados entre si; 3) Presença ou ausência de vínculo genético; 4) Testes estatísticos são realizados. http://msalx.mundoestranho.abril.com.br/2014/01/13/1554/Ecos0/640px- cbp_chemist_reads_a_dna_profile.jpeg?1389635788
  12. 12. Banco de dados criminais É usado para: • Comparação dos perfis genéticos dos suspeitos • Provar a inocência ou a culpa de alguém • Identificar restos mortais • Identificar amostras biológicas 12
  13. 13. Banco de dados criminais Utilizado pelo FBI: • CODIS (Combined DNA Index System) • Em todo o país – EUA 13 http://blog.segr.com.br/wp-content/uploads/2015/04/informatica_forense8.jpg
  14. 14. Referências • AMABIS, J.M & MARTHO, G.R. Identificando pessoas pelo DNA: uma simulação. Folha de São Paulo, 2007. • BONACCORSO, N. Análise forense de DNA. Monografia apresentada em 2000. • BÓREM, A.; FERRAZ, D. A; SANTOS, F. R. DNA e direito. Revista Biotecnologia, Ciência e Desenvolvimento, Brasília-DF, nº 22 p.42-44, 2001 • CARRAPA, A; ZÃO, A; COELHO, J; SANTOS, J; PEDROSA, S. Técnicas de Análise de DNA aplicadas a diagnóstico. Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Departamento de Biologia Celular e Molecular. Porto, 2005. • DOLINSKY, L. C & PEREIRA, L. M. C. V. Genética forense. Saúde & Ambiente em revista, v. 2, n.2, p.11-22, 2007. • LIMA, L. O. Direito Médico – Utilização do Polimorfismo em Análises Forenses. Saúde & Ambiente em revista, v.7, n.1, p.10, 2006. • PANETO, G.G Utilização do DNA mitocondrial no contexto forense brasileiro. Monografia apresentada em Araraquara, 2006. • SILVA, L.L.R.S & BINSFELD, P. EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA GENÉTICA FORENSE NO JUDICIÁRIO BRASILEIRO, 2005. • ZAHA, A. Biologia Molecular Básica. 3 ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 2003. 14

×