Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação João Areias

1,161 views

Published on

Relatório efectuado para conclusão do Curso de Especialização Tecnológica de Gestão de Redes e Sistemas Informáticos (Nível V de Qualificação Profissional), ministrado na Lusoinfo - Sistemas de Informação na Maia (Porto)

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Apresentação João Areias

  1. 1. Apresentação do Relatório da Componente de Trabalho do Curso de Especialização Tecnológica – Gestão de Redes e Sistemas Informáticos (481228)<br />Formando: João Paulo Martins Areias<br />Formador Orientador da Lusoinfo: Dr. Hélder Mota<br />Entidade Acolhedora: Lusoinfo II Multimédia, Lda<br />Formador Orientador da Empresa: Dr.ª Maria João<br />
  2. 2. Objectivos do estágio<br />Integração de uma equipa de apoio ao Manual Digital para prestação de apoio nas instituições que o adquiriram;<br />Aplicação de conhecimentos adquiridos durante a formação;<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  3. 3. Objectivos do estágio<br />Aquisição de novos conceitos e conhecimentos na área das tecnologias de informação e comunicação;<br />Interacção com o mundo do trabalho.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  4. 4. Apresentação da Empresa Acolhedora<br />As 400 Horas de estágio foram levadas acabo na empresa Lusoinfo II – Multimédia, Lda. com sede na Maia.<br />Integrando uma equipa de apoio ao Manual Digital.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  5. 5. Apresentação da Empresa Acolhedora<br />Quem é a Lusoinfo II – Multimédia, Lda. ?<br />A Lusoinfo II – Multimédia, Lda. é uma empresa que se dedica às novas Tecnologias de Informação e Comunicação, esta empresa nasceu da necessidade de se separar a vertente da formação leccionada pela Lusoinfo – Sistema de Informação, Lda da criação do projecto Manual Digital. <br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  6. 6. Apresentação da Empresa Acolhedora<br />O projecto do Manual Digital já está no mercado vai para 3 anos e está a ser comercializado principalmente pela Câmaras Municipais as quais depois o distribuí às escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico através dos docentes das AEC’s, assim como também por algumas entidades particulares, ex. Colégio de Ermesinde e Escola Portuguesa de Macau.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  7. 7. Apresentação da Empresa Acolhedora<br />Actualmente já está a ser desenvolvido o Manual Digital II, o qual conta com uma parceria entre várias instituições sendo um dos seus objectivos principais a melhor utilização dos recursos educativos, tanto no ambiente escolar como no ambiente doméstico. <br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  8. 8. Apresentação da Empresa Acolhedora<br />Por esse motivo estão a ser desenvolvidos conteúdos passíveis de serem usados nos diferentes tipos de equipamentos informáticos.<br />Os parceiros da Lusoinfo II – Multimédia, Lda. neste projecto são:<br /> A Universidade do Minho através do Instituto da Educação;<br /> Grupo de Investigação GraphicsInteractionandLearningTechnologies (GILT) do Instituto Superior de Engenharia do Porto.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  9. 9. Apresentação da Empresa Acolhedora<br />A Lusoinfo II – Multimédia, Lda. espera dar um salto qualitativo apostando na divulgação do Manual Digital numa escala alargada, não só a nível nacional como também internacional, principalmente nos países do PALOP.<br />Contribuindo para este facto a empresa conseguiu um financiamento através do QREN e a assinatura de protocolos de I&D com as entidades referenciadas. <br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  10. 10. Apresentação da Empresa Acolhedora<br />Este projecto teve inicio em Outubro de 2010 e prevê-se que tenha uma duração de 3 anos, sendo integrado no programa de financiamento de projectos co-financiados pelo QREN através do Programa Operacional do Norte (ON.2), foi contemplado com 70% do orçamento de 598,3 mil euros, porém o investimento global previsto para os três anos é de 1 milhão de euros.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  11. 11. Apresentação do Manual Digital<br />O que é o Manual Digital ?<br />O Manual Digital surgiu de uma necessidade de se produzir uma ferramenta de trabalho e interacção entre os docentes, os alunos, os Pais e Encarregados de Educação do 1º Ciclo do Ensino Básico.<br /> É certo que já existia algo no mercado, mas não satisfazia todas as necessidades. <br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  12. 12. Apresentação do Manual Digital<br />O Manual Digital inclui conteúdos pedagógicos multimédia, integrados num ambiente inovador de aprendizagem o qual vai permitir alargar o tempo de aprendizagem para fora das salas de aulas, concebendo percursos de aprendizagem diferenciados e associando-os muitas das vezes a actividades lúdicas.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  13. 13. Apresentação do Manual Digital<br />Na formação escolar o Manual Digital é um auxiliar didáctico pois ajuda a dinamizar as aulas e vai também motivar alguns alunos no interesse pelos conteúdos pedagógicos.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  14. 14. Apresentação do Manual Digital<br />A nível doméstico ajuda não só no processo evolutivo como também no processo educativo, já que é possível o acesso e uso das tecnologias existentes e as quais são facultadas aos alunos, podendo os adultos também participar.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  15. 15. Apresentação do Manual Digital<br />O Manual Digital veio também dinamizar a interligação das Câmaras Municipais com a Comunidade Educativa.<br />Com a distribuição do Manual Digital pelas Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico, as Entidades estão a garantir o principio da igualdade para todos e a apostar na formação de novos cidadãos.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  16. 16. João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  17. 17. Apresentação do Manual Digital<br />Como conclusão pode-se dizer que o Manual Digital ostenta várias vantagens para os utilizadores e o qual associado ao programa e-escolinhas apresenta um potencial a diversos níveis.<br />Para uma melhor rentabilização do Manual Digital as salas de aulas deviam estar já preparadas com os quadros interactivos e o acesso à Internet, o que iria proporcionar uma maior cumplicidade entre a turma e docente.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  18. 18. Estruturação do Manual Digital<br />O Manual Digital divide-se em três partes:<br />A aplicação;<br />Os cadernos de actividades para as AEC’s de Inglês no 3º e 4º Ano;<br />O Backoffice.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  19. 19. Estruturação do Manual Digital<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  20. 20. Estruturação do Manual Digital<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  21. 21. Estruturação do Manual Digital<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  22. 22. Estruturação do Manual Digital<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  23. 23. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />O estágio realizado na Empresa Lusoinfo II – Multimédia, Lda., assentou na prestação de apoio nas entidades que o adquiriram, ou seja, foi prestado o apoio na instalação do Manual Digital nas Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico bem como resolução de alguns problemas. <br />Elaboração de tutoriais para auxiliar em algumas tarefas realizadas.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  24. 24. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />A primeira abordagem ao Manual Digital foi nas instalações da Lusoinfo II – Multimédia, Lda., onde me foi apresentada a aplicação, formação sobre o seu funcionamento e instalação.<br />Seguidamente hora de colocar as “mãos na massa” e passar para o terreno. <br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  25. 25. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Concelho de Esposende<br />O primeiro contacto com a realidade surgiu nas Escolas do Concelho de Esposende onde deu para começar a perceber a realidade das instalações escolares que temos em Portugal.<br />O apoio prestado foi na instalação do Manual Digital nas salas de aulas e resolução de alguns problemas nos “Magalhães”.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  26. 26. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Concelho de Esposende<br />As primeiras dificuldades começaram por aparecer quando nos apercebemos que depois de instalar o Manual Digital e este não se conseguia ligar à rede, o licenciamento desaparecia.<br />Alguns PCs apresentavam vírus e não deixavam efectuar alterações nas pastas, foi necessário recorrer a linhas de comado em DOS.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  27. 27. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Concelho de Esposende<br />Houve necessidade de se criar uma solução nova para estas situações, os programadores efectuaram um novo licenciamento.<br />No que diz respeito às instalações escolares, deparámo-nos com algumas antigas e em más condições e também um centro escolar novo com todo o equipamento.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  28. 28. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Comportamento da aplicação nos Magalhães<br />Após algumas experiências com um “Magalhães” chegou-se à conclusão que devido ao Controlo Parental não era possível licenciar a aplicação, como tal foi elaborado um tutorial para explicar como alterar o Controlo Parental.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  29. 29. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Concelho da Maia<br />Aqui neste Concelho a realidade das escolas já era bastante diferente e posso dizer que deveria servir de exemplo para outros concelhos, a aposta na educação é essencial, pois é daqui que irão sair os futuros cidadãos.<br />Neste Concelho a visita efectuada às escolas foi para instalar os projectos de saúde e prestar alguma assistência.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  30. 30. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Projectos de Saúde<br />A Câmara da Maia vem desenvolvendo vários projectos na àrea da saúde e como tal solicitou que os mesmos fizessem parte do Manual Digital Vrs.Professor, como tal houve necessidade de se percorrer as 40 Escolas do 1º Ensino Básico do Concelho e instalar nos computadores dos professores e salas de aulas.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  31. 31. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Ao mesmo tempo nas salas de aulas foram instaladas os 4 anos do Manual Digital e nas salas de informática só se instalou o 1º e 2º Ano.<br />Neste Concelho todas as salas de todas as escolas, estavam apetrechadas com quadro interactivo e computadores, só faltava mesmo o acesso à rede e à internet.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  32. 32. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Concelho de Famalicão<br />O Concelho de Famalicão adquiriu o Manual Digital para o 3º e 4º Ano e como tal havia necessidade de se efectuar uma deslocação pelas escolas do Concelho, como não era do nosso conhecimento a localização das mesma tivemos necessidade de obter 1º as moradas e contactos e depois através do Google Earth, tentar planear as visitas de forma a que fosse possível efectuar uma média de 5 escolas/dia <br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  33. 33. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Neste Concelho a realidade vivida já foi bastante diferente à do Concelho da Maia, pois as Escolas não se encontravam também apetrechadas, não tinham quadros interactivos e a maioria nem sequer tinham projectores, alguns computadores das salas de aulas eram antigos (SO.Windows 98).<br />Não era possível instalar o Manual Digital neste Sistema Operativo.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  34. 34. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Durante as visitas efectuadas às escolas “debatemo-nos” com algumas dificuldades :<br /><ul><li>Factor Humano:
  35. 35. Nem sempre estavam a contar com a nossa visita,
  36. 36. Falta de comunicação para trazerem os “´Magalhães”
  37. 37. Factor Temporal:
  38. 38. Nem sempre foi possível cumprir todas as marcações efectuadas para o mesmo dia, </li></ul>João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  39. 39. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br /><ul><li> Factor Espaço:
  40. 40. Algumas escolas não tinham condições para pudermos realizar as tarefas, falta de tomadas.
  41. 41. Factor Equipamento:
  42. 42. Alguns “Magalhães” encontravam-se com problemas, tanto a nível de hardware como de software, </li></ul>João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  43. 43. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br /> Em todo este percurso foi também dado muito valor à comunicação pois além da prestação técnica que se foi prestando, efectuou-se serviço de relações públicas.<br />Divulgação do MD®, formação em algumas vertentes e esclarecimento de dúvidas.<br />Como exemplo da comunicação que tivemos que efectuar foi o de se explicar aos docentes o porque da não instalação do MD® aos alunos do 1º e 2º Ano .<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  44. 44. “O melhor meio para alcançar a felicidade é contribuir para a felicidade dos outros.” (Baden-Powell)<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  45. 45. Componente de Formação em Contexto de Trabalho<br />Conclusão final<br />Durante a realização deste estágio deu para aplicar alguns conhecimentos adquiridos durante o Curso assim como alguns outros que nos foram instruídos pelas pessoas responsáveis da “Formação em Contexto de Trabalho”.<br />Conhecimento da realidade que se vive nas Escolas, a falta de condições e as promessas que ainda estão por cumprir.<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />
  46. 46. Fotos<br />João Areias – CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos<br />

×