Programa de Mobilização da Indústria Nacional de            Petróleo & Gás Natural            Guarulhos, 13 de Abril de 2011
Objetivo do PROMINP“Maximizar a participação da indústrianacional de bens e serviços, em bases   competitivas e sustentáve...
Gestão do PROMINP                                           MME – Ministro                                           MDIC ...
Plano de Negócios x Investimentos da Petrobras                                     4º Trimestre de 2010
Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G     Elementos Conceituais e Papel dos Agentes                         ...
Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G                Elementos Conceituais e Papel dos Agentes              ...
Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G    Elementos Conceituais e Papel dos Agentes                          ...
Diagnóstico da Indústria Nacional           Abastecimento                                                      2000   2001...
Diagnóstico da Indústria Nacional           Exploração & Produção                                               2000   200...
Diagnóstico da Indústria Nacional           Gás, Energia & Transporte Dutoviário                                          ...
Diagnóstico da Indústria Nacional           Transporte Marítimo                                                   2000   2...
Decomposição da Demanda e Cadeia de     Suprimento                   Cadeia de Suprimento de B&S                         B...
Demandas de Materiais & Equipamentos                                                                                      ...
Demandas de Equipamentos             PN 2009-2013  Demanda anual por família  Qtd                                         ...
Qtd                                                                                                                       ...
Demandas de Equipamentos                         PN 2009-2013  Demanda trimestral por família e por sub-família   Qtd     ...
Demandas de Equipamentos                  PN 2009-2013  Demanda trimestral por equipamento                                ...
Levantamento de Componentes        Exemplo de Válvulas                            3                            2          ...
Qtd                                                                                           Qtd                         ...
Portal de Oportunidades da Cadeia deSuprimentos do Setor de Petróleo de GásNatural                                        ...
Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G    Elementos Conceituais e Papel dos Agentes                          ...
Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalMapa Geral de Competitividade                                         ...
Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalSetores de Alta Competitividade AÇÕES                                 ...
Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalSetores de Média Competitividade                        Ampliação da  ...
Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalSetores Sem produção nacional                                         ...
Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G            Ações de Suporte à Competitividade - Infra-estrutura       ...
Inserção de Micro e Pequenas EmpresasConvênio Petrobras x SebraeConvênio              Recursos Financeiros             Emp...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobiliza...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural

933 views

Published on

Published in: Technology, Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
933
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

"As oportunidades do setor petrolífero", por José Renato Ferreira, Coordenador Executivo do Prominp - Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural

  1. 1. Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo & Gás Natural Guarulhos, 13 de Abril de 2011
  2. 2. Objetivo do PROMINP“Maximizar a participação da indústrianacional de bens e serviços, em bases competitivas e sustentáveis, naimplantação de projetos de óleo e gás no Brasil e no exterior.”
  3. 3. Gestão do PROMINP MME – Ministro MDIC – Ministro MME PETROBRAS – Presidente e Diretor de Serviços BNDES – Presidente Comitê IBP – Presidente Diretivo ONIP – Diretor Geral MME – Secretário de Petróleo e Gás MDIC – Secretário do Ministério do Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Renováveis - MME PETROBRAS – Gerente Executivo de Engenharia PROMINP – Coordenador Executivo Comitê ONIP – Diretor Associações – Presidente / Diretor (CNI, ABCE, Executivo ABDIB, ABEMI, ABIMAQ, ABINEE, ABITAM e SINAVAL) Coordenador Executivo IBP – Diretor BNDES – Diretor PETROBRAS MME MCT MTE Comitês Setoriais IBP MMA ABEMI MDS BNDES PETROBRAS ABIMAQ MECE&P TM GE&TD ABAST Associações IBP ABINEE ANP Outros ABDIB Associações IND P&GComitê Temático de Meio Ambiente - MA Comitê Temático de Tecnologia - TEC
  4. 4. Plano de Negócios x Investimentos da Petrobras 4º Trimestre de 2010
  5. 5. Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G Elementos Conceituais e Papel dos Agentes SUPRIMENTO Indústria Operadoras Nacional de P&G Competitividade Poder de Compra da Indústria Demandas de B&S (Escala)IndústriaOperadoras P&G
  6. 6. Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G Elementos Conceituais e Papel dos Agentes PIDD - P&G SUPRIMENTO Indústria Operadoras Nacional de P&G Competitividade Poder de Compra (Cadeia de Suprimento) da Indústria Demandas de B&S • Associação com Empresas Nacionais (Escala) • Implantação de Fábricas no Brasil ei s Ações de s ng sa ra tra pre Sustentabilidadees em Ações de Suporte Ações de Fomento Infra- Tributação Financiamento estrutura Tecnologia Pessoas Indústria Física Operadoras P&G Governo Agentes Combinados (Prominp)
  7. 7. Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G Elementos Conceituais e Papel dos Agentes PIDD - P&G SUPRIMENTO Operadoras Indústria de P&G Competitividade Poder de Compra Nacional da Indústria(Cadeia de Suprimento) Demandas de B&S (Escala) Ações de Sustentabilidade Ações de Suporte Ações de Fomento Infra- Tributação Financiamento estrutura Tecnologia Pessoas Física
  8. 8. Diagnóstico da Indústria Nacional Abastecimento 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 REDUC - HDT Nafta de Coque REFAP - URFCC REF AP - HDT Diesel 1 REFAP - CoquePN 2004- 2008 PN 2004- 2008 REDUC - Coque REVAP - Propeno REVAP - Coque REVAP - HDT de Nafta de Coque REVAP - HDT Diesel 1PN 2005 - -2009 PN 2005 2009 REDUC - HDS de Gasolina REGAP - HDT de Nafta de Coque REGAP - Reforma REPAR - HDT de Nafta de CoquePN 2006 - -2010 PN 2006 2010 REPAR - Coque REPLAN - HDS de Gasolina 1 REPLAN - HDS de Gasolina 2 RPBC - HDT de Nafta de Coque RPBC - HDS de GasolinaPN 2007- 2011 PN 2007- 2011 REPAR - HDT DIESEL II REPAR - Propeno REFAP - HDS de Gasolina RLAM - HDT Diesel F-I REPLAN - PropenoPN 2008 - -2012 PN 2008 2012 REDUC - HDT Diesel REGAP - HDT de Diesel REF AP - HDT Diesel 2 REPAR - HCC REPLAN - HDT DieselPN 2009 - -2013 PN 2009 2013 RPBC - HDT Diesel RECAP - HDT Diesel REGAP - Propeno RLAM - Reforma REVAP - HDS de Gasolina RECAP - HDS de Gasolina REGAP - HDS de Gasolina REGAP - Coque RLAM - HDS de Gasolina 3000 RLAM - HDS de Gasolina 5000 REPAR - HDT Diesel REPAR - HDS de Gasolina REPLAN - HDT Nafta Coque REDUC - HCC REPLAN - HCC RLAM - Coque RLAM - HDT Nafta de Coque REPAR - Reforma REVAP - Reforma REPLAN - Revamp Destilação REPLAN - Reforma RPBC - Reforma REMAN - HDT Diesel REMAN - HDS de Nafta LUBNOR - HDT Diesel REPAR - Revamp Destilação Petroquímica Suape Petroquímica Citepe REF INARIA ABREU E LIMA COMPERJ Refinar ia de RN - Unidade de Gasolina Refinaria de RN - HDS de Diesel REFINARIA PREMIUM I REFINARIA PREMIUM II
  9. 9. Diagnóstico da Indústria Nacional Exploração & Produção 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 P-43 de Barracuda P-48 de Caratinga P-50 de Albacora Leste PPER-1PN 2004 - -2008 PN 2004 2008 P-54 de Roncador P-52 de Roncador P-51 de Marlim Sul PRA-1PN 2005 - -2009 P-53 de Marlim Leste PN 2005 2009 P-34 de J ubarte P-55 de Roncador P-56 de Marlim Sul P-57 de J ubartePN 2006 - -2010 PN 2006 2010 UTGC - Módulo 1 P-47 de Marlim QAV Guamaré UTGN Fazenda AlegrePN 2007- 2011 Terminal Norte Capixaba PN 2007- 2011 UTGN Guamaré URGN Bahia Gas oduto Manati UTGN Estação de SãoPN 2008 - -2012 PN 2008 2012 PMNT-1 UTGC Fase II Golfinho Mexilhão UTGCA - Módulo 1PN 2009 - -2013 Cachalote / Baleia Franca PN 2009 2013 Peroá Fase II Marlim Sul Módulo 4 Ronc ador Módulo 4 (P62) UPCGN III - TECAB UTGC - Módulo 2 UTGC - Módulo 3 UTG Sul Cabixaba UTGC - Módulo 4 Uruguá/Tambaú (BS500) UTGCA - Módulo 2 UTGCA - Módulo 3 Marlim Leste Jabuti Papa-Terra Módulo I (P61) Espadarte Módulo III (RJS-504) Papa-Terra Módulo II (P63) Badejo UEP Membro Siri P-58 Bonito (UEP BO) P59 P60 Ronc ador Módulo 4 (P62) F PSO Iara FPSO FPSO Guará FPSO replicante 1 FPSO replicante 2 FPSO replicante 3 FPSO replicante 4 FPSO replicante 5 FPSO replicante 6 FPSO replicante 7 FPSO replicante 8 28 Sondas Offshore
  10. 10. Diagnóstico da Indústria Nacional Gás, Energia & Transporte Dutoviário 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Gasoduto Campinas - Rio de Janeiro Gasoduto Catu - Carmópolis Gasoduto Carmópolis - Pilar Gasoduto Aratu - CamaçariPN 2004 - -2008 PN 2004 2008 Gasoduto GASFOR II Gasoduto Cacimbas - Vitória Gasoduto Coari - Manaus Gasoduto Urucu - Port o Velho Gasoduto At alaia - ItaporangaPN 2005 - -2009 Gasoduto Cabiúnas - Vitória - GASCAV PN 2005 2009 Gasoduto GLP - Duto Urucu - Coari Gasoduto Cacimbas - Catu - GASCAC Gasoduto Caraguatatuba - Taubaté Ecomp Catu - Gasoduto Catu-CarmópolisPN 2006 - -2010 Ecomp de Campos Elísios PN 2006 2010 Ecomp de Taubaté Ecomp Coari - Malha Norte Usina Termelét rica de Açu - Termoaçu Usina Termelétrica de Cubatão Fechamento do ciclo da UTE Três LagoasPN 2007- 2011 PN 2007- 2011 Gasoduto Nordestão II Gasoduto Itu - Gasan Gasoduto Araçatuba - Chapecó -POA Gasoduto Uruguaiana - Porto AlegrePN 2008 - -2012 Ecomp REDUC - Gasoduto Campinas-Rio PN 2008 2012 Usina Termelétrica de Manaus Fechamento do ciclo da UTE Canoas Fechamento do ciclo da UTE Ibirité - Fase Gasoduto Paulínea - JacutingaPN 2009 - -2013 Gasodut o Gasbel II PN 2009 2013 Gasoduto Pilar-Ipojuca Ecomp Serra do Mel Gasoduto Japeri - REDUC Oleoduto Cacimbas - Barra do Riacho Gasodut o Gaspal II Gasoduto GASDUC III Gasoduto OSVAP Ecomp de TECAB Ecomp de Silva Jardim Ecomp de Aracruz Ecomp de Guararema Ecomp de Vale do Paraíba Ecomp de Piúma Ecomp Prado Biodisel Montes Claros Biodisel Candeias BIODIESEL QUIXADÁ Usina Termelétrica Termoceará Gasoduto Açu- Serra do Mel GNL - Baía de Guanabara GNL - Porto de Pecém Biodisel Palmeira das Missões Gasoduto Gasan II Ecomp Juaruna - Malha Norte Ecomp Candeias Ecomp de Pilar Gasoduto Ipojuca - Jaboatáo Plano Diretor Dutoviário SEDA Sudeste Ecomp de Itajuípe - GASCAC GNL - Terceira Planta Ecomp Aracati Ecomp Macaíba Ecomp de Cacimbas Ecomp de Replan-Repar SEDA Centroeste
  11. 11. Diagnóstico da Indústria Nacional Transporte Marítimo 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 PANAMAX (4)PN 2004 - -2008 PN 2004 2008 SUEZMAX (10) GLP (3)PN 2005 - -2009 PN 2005 2009 PRODUTOS CLAROS (4) AFRAMAX (5)PN 2006 - -2010 PN 2006 2010 Bunker (3)PN 2007- 2011 Afretamento - Gaseiro (3) PN 2007- 2011 Emb. Apoio - AHTS 18000 (46)PN 2008 - -2012 PN 2008 2012 Emb. Apoio - PSV 3000 (49) Emb. Apoio - AHTS 21000 (8)PN 2009 - -2013 PN 2009 2013 Emb. Apoio - T 15000 (10) Emb. Apoio - PSV 4500 (15) Emb. Apoio - OSRV (18) Afretamento - Bunker (6) Afretamento - Produtos Claros (10) Produtos Claros - 45k (3) Gaseiro SR 2000 (2) Produtos 30k - Cl (3) Gaseiro P 4000 (3) Produtos 30k - E (2) Suexmax - DP (4) Aframax - DP (3)
  12. 12. Decomposição da Demanda e Cadeia de Suprimento Cadeia de Suprimento de B&S Bens & Serviços Implantação / C&M Fornecedores Operadoras MGE EPC de P&GSub-componentes/Serviços Auxiliares Integrador Demandas de B&SSub-fornecedores (Escala) Estaleiro PME Demanda Demanda DemandaSub-componentes Equipamentos /Materiais Planta / Unidade Cadeia de Valor
  13. 13. Demandas de Materiais & Equipamentos DIAGNÓSTICO CARTEIRA DE INVESTIMENTOS (Conjunto de projetos) Regionalização da Demanda Demanda de M&E 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 R ED U C - HD T N af ta d e C oq ue RED UC - C oq ue R ED U C - HD S d e Gasolina RED UC - HD T D iesel R ED U C - HC C R EGAP - HD T d e N af ta d e C oq ue R EGA P - HD S d e Gasolina R EGA P - Pro peno REGA P - HDT de D iesel REGA P - C oq ue R EGA P - Ref orma REF AP - UR FC C REFA P - C oq ue R EF AP - HD T D iesel 1 R EF A P - HD S d e Gasolina R EF A P - HD T Diesel 2 RLA M - HD S d e Naf t a C raq uead a (U -3 9 ) R LAM - HD S d e N aft a Craq ueada (U-6 ) R LAM - HD T D iesel F -II R LAM - HDT Diesel F -I RLA M - Ref orma R LA M - R evamp Dest ist ilação R LAM - C oq ue RLA M - HD T N af ta d e C oq ue R EPA R - Pro peno REPAR - C oq ue REPAR - HD T D iesel R EPAR - HD T d e N af ta d e C oq ue R EPA R - HD S de Naf t a C raq uead a R EPA R - Ref orma Bombas REPAR - R evamp D est ilação R EPA R - HC C R EV A P - Pro peno R EV A P - HD T Diesel 2 R EV AP - HD T D iesel 1 R EV A P - Ref orma REVA P - C oq ue R EV AP - HD T d e N af ta d e C oq ue R EV A P - HD S d e Gasolina R EPLA N - Pro peno R EPLAN - R evamp D est ilação R EPLA N - Revamp - U nid ade d e C oq ue REPLA N - HDS de Gaso lina 1 REPLAN - HDS d e Gaso lina 2 REPLA N - HDT Naf t a C oq ue R EPLA N - Ref orma R EPLAN - HD T D iesel R EPLA N - HC C RPBC - HD T d e N af ta d e C oq ue RPB C - HD S d e Gasolina RPB C - Ref orma R PBC - HD T D iesel REC AP - HD T D iesel R EC A P - HD S d e Gasolina 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 PMNT-1 UTGN Estação de São Gasoduto Manati Compressores URGN Bahia UTGN Guamaré QAV Guamaré Albacora Complementar Espadarte RJS-409 Cachalote Baleia Franca Golfinho Módulo I Golfinho Módulo II P-34 de Jubarte P-57 de Jubarte Famílias de PPER-1 UTGN Cacimbas Peroá Fase II UTGN Fazenda Alegre Terminal Norte Capixaba (TNC) UTGN II P-50 de Albacora Leste P-43 de Barracuda P-48 de Caratinga Frade Equipamentos P-53 de Marlim Leste P-47 de Marlim Válvulas P-51 de Marlim Sul P-56 de Marlim Sul Marlim Sul Módulo 4 Mexilhão UTGN Mexilhão PRA-1 P-52 de Roncador P-54 de Roncador P-55 de Roncador Roncador Módulo 4 Piranema 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Gasoduto Gas bel Gas oduto Cabiúnas - Vitória - GA SCA V Gasoduto Cac imbas - Catu - GA SCA C Gas oduto Cac imbas - Vitória Gasoduto A talaia - Itaporanga Tubulação Gas oduto Carmópolis - Pilar Gas oduto Catu - Carmópolis Gas oduto A ratu - Camaç ari Gasoduto GA SFOR II Gas oduto Nordestão II Gasoduto Coari - Manaus Gas oduto GLP - Duto Urucu - Coari Gas oduto Campinas - Rio de Janeiro Gas oduto Caraguatatuba - Taubaté Gas oduto Uruguaiana - Porto A legre Gasoduto Paulínea - Jac utinga Gasoduto Uruc u - Porto Velho Plano Diretor DutoviárioECOMP Serra do Mel - Gasoduto GA SFOR II ECOMP Catu - Gas oduto Catu-Carmópolis ECOMP Juaruna - Malha Norte ECOMP Coari - Malha Norte ECOMP Cajual - Malha Norte ECOMP Cotia - Malha Norte ECOMP Codajás - Malha Norte ECOMP Caapiranga - Malha Norte ECOMP de Taubaté Cogeraç ão de Fazenda A legre Us ina Termelétrica de Cubatão Us ina Termelétrica de Manaus Us ina Termelétrica de A çu - Termoaç u Fec hamento do c iclo da UTE Canoas Fec hamento do c ic lo da UTE Três Lagoas 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 SUEZMAX Demanda M&E XX PANAMAX AFRAMAX GLP Produtos Claros Embarcações de Apoio Total Brasil
  14. 14. Demandas de Equipamentos PN 2009-2013 Demanda anual por família Qtd Qtd QtdUnidades 5.000 Bombas 18.300 Qtd Unidades Compressores 3.200 Bombas 800 Compressores 4.000 600 3.000 400 2.000 1.000 200 0 0 2010 2011 2012 2013 2014 2010 2011 2012 2013 2014 Qtd QtdUnidades Válvulas Unidades Trocadores de Calor Qtd300.000 834.000 Qtd 1.400 3.900250.000 1.200 Trocadores Válvulas200.000 1.000 de Calor 800150.000 600100.000 400 50.000 200 0 0 2010 2011 2012 2013 2014 2010 2011 2012 2013 2014
  15. 15. Qtd Qtd 500 1.000 1.500 2.000 2.500 0 20.000 40.000 60.000 80.000 0 100.000 120.000 Qtd Qtd Unidades Unidades2010_T1 2010_T12010_T2 2010_T22010_T3 2010_T32010_T4 2010_T42011_T1 2011_T12011_T2 2011_T22011_T3 2011_T32011_T4 2011_T42012_T1 2012_T12012_T2 2012_T22012_T3 2012_T3 Bombas Válvulas PN 2009-20132012_T4 2012_T42013_T1 2013_T12013_T2 2013_T22013_T3 2013_T3 Demanda trimestral por família2013_T4 2013_T42014_T1 2014_T12014_T2 2014_T2 Bombas Válvulas2014_T3 2014_T3 18.3002014_T4 834.000 2014_T4 Qtd Qtd Demandas de Equipamentos 0 100 200 300 400 500 600 0 50 100 150 200 250 300 Unidades Unidades Qtd Qtd2010_T1 2010_T12010_T2 2010_T22010_T3 2010_T32010_T4 2010_T42011_T1 2011_T12011_T2 2011_T22011_T3 2011_T32011_T4 2011_T42012_T1 2012_T12012_T2 2012_T22012_T3 2012_T32012_T4 2012_T42013_T1 2013_T1 Compressores2013_T2 2013_T2 Trocadores de Calor2013_T3 2013_T32013_T4 2013_T42014_T1 2014_T12014_T2 2014_T22014_T3 2014_T3 de Calor 3.900 3.200 Trocadores2014_T4 2014_T4 Compressores
  16. 16. Demandas de Equipamentos PN 2009-2013 Demanda trimestral por família e por sub-família Qtd QtdUnidades 2.500 Qtd Bombas 18.300 Unidades Qtd 300 Compressores 3.200 Bombas Compressores 2.000 250 200 1.500 150 1.000 100 500 50 0 0 2014_T4 2014_T4 2013_T3 2014_T1 2014_T2 2014_T3 2013_T3 2013_T4 2013_T4 2010_T1 2010_T4 2011_T1 2011_T2 2011_T3 2011_T4 2012_T1 2012_T4 2013_T1 2013_T2 2014_T1 2014_T2 2014_T3 2010_T2 2010_T4 2011_T2 2011_T3 2011_T4 2012_T1 2012_T2 2012_T3 2013_T1 2013_T2 2010_T2 2010_T3 2012_T2 2012_T3 2010_T1 2010_T3 2011_T1 2012_T4 Bomba Alternativa Bomba Centrífuga Bomba Dosadora Bomba - Outras Compressor Alternativo Compressor Centrífugo Compressor Rotativo Parafuso Turbo-compressor Qtd QtdUnidades Válvulas Unidades Trocadores de Calor Qtd120.000 834.000 600 Qtd 3.900100.000 500 Trocadores Válvulas 80.000 400 de Calor 60.000 300 40.000 200 20.000 100 0 0 2014_T4 2013_T3 2014_T1 2014_T2 2014_T3 2013_T4 2014_T4 2010_T2 2010_T4 2011_T2 2011_T3 2011_T4 2012_T1 2012_T2 2012_T3 2013_T1 2010_T1 2010_T3 2011_T1 2012_T4 2013_T2 2013_T3 2013_T4 2010_T1 2010_T4 2011_T1 2011_T2 2011_T3 2011_T4 2012_T4 2013_T1 2013_T2 2014_T1 2014_T2 2014_T3 2010_T2 2010_T3 2012_T1 2012_T2 2012_T3 Válvula Borboleta Válvula de Retenção Válvula Diafragma Trocador de Calor - Casco e Tubo Trocador de Calor - Condensador de Válvula Esfera Válvula Gaveta Válvula Globo Trocador de Calor - Placa Superfície Válvula - Outras
  17. 17. Demandas de Equipamentos PN 2009-2013 Demanda trimestral por equipamento Válvula Gaveta_Aço Carbono_Forjado_DN Até 1 1/2" Qtd Válvula Gaveta Válvula Gaveta_Aço Carbono_Forjado_DN = 2" Até 12"Unidades Qtd Válvula Gaveta_Aço Carbono_Fundido_DN Até 12"50000 Válvula Gaveta_Aço Carbono_Fundido_DN = 14" até 24"45000 Válvula Gaveta_Aço Carbono_Fundido_DN > 24"40000 Válvula Gaveta_Aço Inox_Forjado_DN Até 1 1/2"35000 Válvula Gaveta_Aço Inox_Fundido_DN Até 1 1/2"30000 Válvula Gaveta_Aço Inox_Fundido_DN = 2" Até 12"25000 Válvula Gaveta_Aço Inox_Fundido_DN = 14"20000 Válvula Gaveta_Aço Liga_Forjado_DN Até 1 1/2" Válvula Gaveta_Aço Liga_Forjado_DN = 2" Até 12"15000 Válvula Gaveta_Bronze_Fundido_DN Até 1 1/2"10000 Válvula Gaveta_Bronze_Fundido_DN = 2" Até 12" 5000 Válvula Gaveta_Ferro Fundido_Fundido_DN = 2" Até 12" 0 Válvula Gaveta_Ferro Fundido_Fundido_DN = 14" 2012_T4 2013_T1 2013_T2 2013_T3 2013_T4 2012_T3 2014_T1 2014_T2 2014_T3 2014_T4 2012_T2 2010_T1 2010_T2 2010_T3 2010_T4 2011_T1 2011_T2 2011_T3 2011_T4 2012_T1 Válvula Gaveta_Ni/Br/Al_Fundido_DN Até 1 1/2" Válvula Gaveta_Ni/Br/Al_Fundido_DN = 2" Até 12" Válvula Gaveta_Indefinido_Indefinido_Indefinido Válvula Gaveta_Aço Inox_Forjado_DN = 14"
  18. 18. Levantamento de Componentes Exemplo de Válvulas 3 2 1 • Esfera; • Gaveta; • Globo; • Retenção; Válvula Válvula • Segurança e Alívio. NÃO EXAUSTIVOExemplo de Válvula Gaveta • Bucha; • Gaxeta; 1 2 3 • Prisioneiros. Corpo Corpo Obturador Obturador Acessórios Acessórios PTFE PTFE Fundido Fundido Fundido Fundido Cobre Cobre Forjado Forjado Forjado Forjado Fundido Fundido Forjado Forjado
  19. 19. Qtd Qtd (kg) (unid.) 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2010_T12010_T1 2010_T22010_T2 2010_T32010_T3 2010_T42010_T4 2011_T12011_T1 2011_T22011_T2 2011_T32011_T3 2011_T42011_T4 2012_T12012_T1 2012_T2 Forjado2012_T2 2012_T3 Parafusos2012_T3 PN 2009-2013 2012_T42012_T4 2013_T12013_T1 2013_T22013_T2 2013_T32013_T3 2013_T42013_T4 2014_T12014_T1 2014_T22014_T2 2014_T32014_T3 2014_T4 de Forjados 8 milhões 15,4 Mil Ton parafusos2014_T4 Qtd (unid.) Demandas de Componentes 0 20.000 40.000 60.000 80.000 100.000 120.000 Qtd (kg) 0 2.000.000 4.000.000 6.000.000 8.000.000 10.000.000 2010_T12010_T1 2010_T22010_T2 2010_T32010_T3 2010_T42010_T4 2011_T12011_T1 2011_T22011_T2 2011_T32011_T3 2011_T42011_T4 2012_T12012_T1 Gaxetas 2012_T22012_T2 2012_T32012_T3 Fundido 2012_T42012_T42013_T1 2013_T12013_T2 2013_T22013_T3 2013_T32013_T4 2013_T42014_T1 2014_T12014_T2 2014_T2 660.0002014_T3 Gaxetas 2014_T3 70 Mil Ton2014_T4 2014_T4 de Fundidos
  20. 20. Portal de Oportunidades da Cadeia deSuprimentos do Setor de Petróleo de GásNatural cerca de 4.000 empresas cadastradas
  21. 21. Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G Elementos Conceituais e Papel dos Agentes PIDD - P&G SUPRIMENTO Indústria Operadoras Nacional de P&G Competitividade Poder de Compra(Cadeia de Suprimento) da Indústria Demandas de B&S (Escala) Ações de Sustentabilidade Ações de Suporte Ações de Fomento Infra- Tributação Financiamento estrutura Tecnologia Pessoas Física
  22. 22. Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalMapa Geral de Competitividade Fontes: Instituto de Economia da UFRJ e Petrobras
  23. 23. Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalSetores de Alta Competitividade AÇÕES Incentivo a produção Ampliação da doméstica de Capacidade Produtiva Fontes: Instituto de Economia da UFRJ e Petrobras componentes
  24. 24. Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalSetores de Média Competitividade Ampliação da Atualização Tecnológica / AÇÕES Associação com empresa estrangeira Capacidade Produtiva Fontes: Instituto de Economia da UFRJ e Petrobras
  25. 25. Diagnóstico de Competitividade da Indústria NacionalSetores Sem produção nacional Importação / AÇÕES Incentivar implantação de empresas estrangeiras no Brasil Fontes: Instituto de Economia da UFRJ e Petrobras
  26. 26. Política Industrial Dirigida por Demanda – PIDD-P&G Ações de Suporte à Competitividade - Infra-estrutura Adequação do Parque Supridor Nacional SUPRIMENTO DE BENS E SERVIÇOS ROTAS DE ATUAÇÃO Importação 5. Incentivar a instalação de empresas estrangeiras no Brasil 4. Incentivar a associação de empresas nacionais com Ampliação da empresas estrangeiras Capacidade de Fornecimento 3. Incentivar o desenvolvimento Nacional de B&S de novos entrantes nacionais Importação 2. Desenvolver a competitividade dos setores de Média Competitividade 1. Ampliar a capacidade produtivaIndústria dos setores de altaNacional competitividade Demanda Atual Demanda Futura
  27. 27. Inserção de Micro e Pequenas EmpresasConvênio Petrobras x SebraeConvênio Recursos Financeiros Empresas Participantes Petrobras Sebrae 3.000 Micro e Pequenas Empresas 50% 50% Rodadas de Negócio Convênio 2005 - 8 rodadas Nacional R$ 120 MM (estimado) (âncora) 2006 - 10 rodadas R$ 44 MM R$ 470 MM (estimado) 2007/2008 - 21 rodadas R$ 950 MM (estimado) 2009 - 12 rodadas Contrapartida R$ 425 MM (estimado) R$ 28 MM (estimado) 2010 - 14 rodadas R$ 630 MM (estimado) Total – 65 rodadas 82 empresas / R$ 2.595 Bi (estimado)15 Estados instituições

×