Servir e marchar

3,924 views

Published on

Apresentação de imagens com fundo musical e textos reflexivos

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,924
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2,308
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Servir e marchar

  1. 1. SÉRIE FONTE VIVA/PIETRO UBALDI Arte da Imagem, Arte da Música e Arte do Pensamento SERVIR E MARCHAR Arte da Imagem: de Igor Zanin Arte da Música: Paul Mauriat Arte do Pensamento: Emmanuel/Pietro Ubaldi
  2. 2. “ Se quisermos fugir à dor e conquistar a felicidade, qualquer que seja a nossa filosofia ou religião, temos de compreender que existem LEIS , existem Leis , existem Leis ; se continuarmos violando-as, como costumamos fazer, teremos tanto sofrimento que acabaremos por compreender que existem Leis e, se não quisermos continuar sofrendo, não há outro caminho a não ser o de nos ajustarmos a elas. Pietro Ubaldi Este o tema deste trabalho Admire a beleza e harmonia da Natureza, por ajustadas à Lei de Deus, e medite sobre o texto, ao som da arte musical de Paul Mauriat.
  3. 3. Se é difícil a produção de fruto sadio na lavoura comum, para que não falte o pão do corpo aos celeiros do mundo,
  4. 4. é quase sacrificial o serviço de aquisição dos valores espirituais que significam o alimento vivo e Imperecível da alma.
  5. 5. Planta-se a semente da boa-vontade, mas obstáculos mil lhe prejudicam a germinação e o crescimento.
  6. 6. A invasão de vermes simbolizados nos aborrecimentos de toda sorte. É a aluvião de futilidades da vida inferior.
  7. 7. As trovoadas da incompreensão. A lama da infeja e do despeito.
  8. 8. Os granizos da maldade. A canícula da responsabilidade.
  9. 9. A secura do desentendimento. O escalracho da ignorância.
  10. 10. As nuvens de preocupações. A poeira do desencanto.
  11. 11. Todas as forças imponderáveis da experiência humana como que se conjugam contra aquele que deseja avançar no roteiro do bem.
  12. 12. Enquanto não alcançarmos a herança divina a que somos destinados, qualquer descida é sempre fácil...
  13. 13. A elevação, porém, é obra de suor, persistência e sacrifício.
  14. 14. Não recues diante da luta, se realmente já podes interessar o coração nos climas superiores da vida.
  15. 15. Não obstante defrontado por toda a espécie de dificuldades, segue para a frente, oferecendo ao serviço da perfeição quanto possuas de nobre, belo e útil .
  16. 16. Recorda o conselho de Paulo e não te imobilizes. Movimenta as mãos cansadas para o trabalho e ergue os joelhos desconjuntados, na certeza de que para a obtenção da melhor parte da vida é preciso servir e marchar, incessantemente.
  17. 17. IMAGENS e MÚSICA: recebidas, via e.mail. PPS “Salut au Printemps”, de Daimyo TEXTOS: da obra FONTE VIVA – Psicografada por Chico Xavier FORMATAÇÃO: J. Meirelles [email_address] <ul><li>TEXTO: do Livro A FONTE VIVA, psicografado por Chico Xavier, com adaptações de Pietro Ubaldi. </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Tema: “Portanto, tonai a levantar as mãos cansadas e os joelhos desconjuntados” Paulo (Hebreus 12:12 </li></ul></ul></ul></ul><ul><li>FORMATAÇÃO: J. Meirelles </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×