Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brSwitchingNível Básico -IntermediárioProf. Jefferson Costa
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
Tem37anos; 
Éprofissionaldeinformáticahá20anos,docentehá19; 
Admi...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
Criadoprincipalmentepararesolverosproblemasqueohubapresenta. 
Difere...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
–Nãogerenciáveis-selimitaaapenasconectardispositivosetransmitirdosda...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brCamada de enlace 
•ÉasegundacamadadoModeloOSIetemafunçãodetratardealgo...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
LLC - Controle de ligação lógica 
MAC - Controle de acesso ao meio f...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Controledeligaçãológica(LLC):Forneceumainterfaceparaacamadasuperior...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brProtocolos da camada de enlace (link de dados) 
Camada 2 –Enlaceou lin...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brMétodos de comunicação 
Unicast 
Broadcast 
Multicast 
Enviaamensagemp...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brPadrão Ethernet 
•Nadécadade70,oconsórciodeempresasformadopelaIntel,Xe...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
Quadro Ethernet 
Enquadramento é o processo de encapsulamento da cam...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Preâmbulo:Começacomumpadrãoalternadode“uns” e“zeros”.Esteinformaàse...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Endereçodedestino:endereçoMACdoreceptorquepodeserembroadcast(parato...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Dados:osdadospropriamenteditos,podendoincluirumdatagrama.Segundoaes...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Nocomeço,aformadeondanafiguraabaixo,representadadoscodificadosnorma...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•OJabber(fantasma)édefinidoemvárioslugaresnopadrão802.3comosendoumat...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Umquadropequenoéumquadrodetamanhoinferioraomáximopermitidode64octet...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Umquadrorecebidoquetenhaumaseqüênciadeverificaçãodequadro(FCS)defei...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
Correção de Erros 
•Aodetectarumerroacamadadeenlacedescartaráoquadro...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brDomínio de colisão 
•Odomíniodecolisãoéumaárealógicaondeospacotespodem...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brDomínio de colisão 
•Hub
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brProtocolo de comunicação CSMA/CD 
•ControlaoacessoaomeioemredesEtherne...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brProtocolo de comunicação CSMA/CD
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brAlgoritmo CSMA/CD
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brDomínio de broadcast 
•Umdomíniodebroadcastéumsegmentológicodeumareded...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brDomínio de colisão e broadcast 
•Bridge
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brMicrossegmentação 
•Switch
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brIsolando domínios de broadcast 
•Roteador
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brTrafego em equipamentos ativos 
•Ofluxodedadosocorrenacamada1,2e3domod...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brDefault Gateway
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brSwitchingSimétrico 
•Provê switchingentre a mesma largura de banda (10...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brSwitchingAssimétrico 
•Provê switchingentre diferentes tipos de bandas...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brLatência 
•Latência,oudelay,éotempoqueumframeoupacotelevaparatrafegard...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brJitter 
•Jitteré a variação do atraso.
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brGargalo de rede 
•Pontos de menor capacidade (largura de banda) 
•Exce...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brBackplaneou Switch Fabric 
•CapacidadederepassedequadrosdoSwitch 
•Dev...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brOversubscription 
•Quandoasomadalarguradebandausadaportodasasportaséma...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brNonblocking(sem bloqueios) 
•Ocorrequandooswitchtemumbackplanemaiorque...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brQueuing 
•Mecanismodebufferdoswitchqueéusadoparacontrolarocongestionam...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brMAC 
•Quandoohosttransmiteumpacoteseuendereçoécapturadopelaportaswitch...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brProblemas na CAM 
•Capacidadedearmazenamentobaixo 
•Descartaráumendere...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brEstrutura hierárquica dos Switches
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brCamada de acesso 
•Ofereceaousuárioumacessoasegmentoslocaisderede.Essa...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brCamada de distribuição 
•Éopontodedemarcaçãoentreascamadasdeacessoeden...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brCamada de distribuição 
–Traduçõesdemeiosfísicos 
–Redistribuiçãoentre...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brCamada de core (Núcleo) 
•Éobackbonedeswitchingmaisrápidodarede,oqueéi...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brBackbone de rede 
•Cabeamentoprincipalderede 
•LigaçãodoSwitchCorecomo...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVLAN 
•VirtualLocalAreaNetworkouVirtualLAN–Éumaredelocalvirtualqueagru...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVLAN -Domínio de Broadcast 
•EmumambienteLAN,odomíniodebroadcastaument...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVLAN -Domínio de broadcast 
LAN 
VLAN
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brLayout sem VLAN 
•Naredeabaixotemosumrouteretrêsswitches,sendoumaparac...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brLayout com VLAN 
•AsVLANssegmentamlogicamenteoswitchcriandoassimdomíni...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brPorta de acesso 
•Estetipodeportadeacessopertenceetrafegadadosdeumaúni...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brPorta Trunk 
•EssaportacarregaotráfegodemúltiplasVLANsepertenceporpadr...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brComandos 
•Criar uma porta Trunk 
int fx/xx 
switchport mode trunk 
Ex...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brPorta dinâmica 
DynamicAuto:todasasportasdosswichesCiscovemconfigurada...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brPorta dinâmica 
DynamicDesirable:UmaportaconfiguradacomoDynamicDesirab...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVLAN –PacketTracer
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVLAN –PacketTracer
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brCLI
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brComandos 
•Para entrar no Modo Administrador 
enable 
ou, ena 
•Para e...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brComandos 
•Verificar Vlans(em Modo Administrador) 
show vlanbrief 
shv...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brComandos 
•Remover Vlan(tem que estar em Configuração global) 
no vlan...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brConfigurações de VLAN via Config
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brConfigurações de portas via Config
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brEtherchannel 
•ÉaligaçãológicadedoisaoitolinksEthernetrápidosdeformapa...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brEtherchannel 
•Seumdoscaminhosquecompõeocaminhológicodoetherchannelfal...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brEtherchannel-Comandos 
•Switch1 
ena 
conft 
intrangeg0/1-2 
channel-g...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVTP 
•VTP,VlanTrunkingProtocol,éumprotocolocriadopelaCISCOparatransmit...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVTP 
–Todososswitchesdentrodestedomíniodegerenciamentocompartilhamsuas...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brModos da VTP 
ÉpossívelconfigurarumswitchparaoperaremumdestesmodosdoVT...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brModos da VTP 
•Transparente—switchesVTPtransparentesnãoparticipamnoVTP...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brSenha do VTP 
•SevocêconfigurarumasenhaparaoVTP,asenhadeveráserconfigu...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brRemoção do VTP 
•OVTPgarantequetodososswitchesnodomínioVTPestejamcient...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brMontar uma VTP 
ena 
conft 
ParaverificarmosinformaçõesarespeitodeVTP ...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brMontar uma VTP 
ExecuteestescomandosparamonitoraraoperaçãoeostatusdoVT...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brExemplo 
•ConfigurarduasVLANsnoswitchserver,queserãorepassadasautomati...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brConfigurações no switch Server 
ena 
conft 
CriandoaPortaTRUNK 
intf0/...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brConfigurações no switch Cliente 
ena 
conft 
CriandoaPortaTRUNK 
intf0...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brTestes no switch Cliente 
showvlan 
showvtpcounters 
showvtpstatus
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brSTP 
•STP,SpanningTreeProtocoléumprotocoloquepermiteresolverproblemasd...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brSTP 
•Prove uma topologia de rede redundante livre de loops colocando ...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brAlguns comandos 
•show spanning-tree 
•show spanning-tree active 
•sho...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brSwitches -Layer3 (Camada 3) 
•ÉcapazdeleroendereçodaCamadadeRede,ender...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brExemplo 1 –Roteamento Switch (L3) 
UmSwitchcore,divididoemtrêsVLANs,on...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brExemplo 1 –Roteamento Switch (L3) 
•Habilitando ambiente 
ena 
•Entran...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Adicionando portas as VLANs 
intf0/1 
switchportaccessvlan100 
intf...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Configurar IP em cada VLAN 
(você não é obrigado a utilizar classes...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Sair do terminal 
end 
•Salvar configurações 
wr 
•Verificar roteam...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Ligaroswitch1naportaf0/1doswitchcore. Adicionaraesteswitchdeacessod...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brExemplo 2 –DHCP Switch (L3) 
Umswitchcore,divididoemtrêsVLANs,ondedist...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Habilitando ambiente 
ena 
•Entrando no terminal 
conft 
•Ativar o ...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Criar VLAN (switch core) 
vlan100 
nameteste1 
Exit 
vlan200 
namet...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Adicionando portas as VLANs 
intf0/1 
switchportaccessvlan100 
intf...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Configurar IP em cada VLAN 
(você não é obrigado a utilizar classes...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Configurando o DHCP 1 
ipdhcppool dhcp1 
network 10.0.0.0 255.0.0.0...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.br 
•Sair do terminal 
end 
•Salvar configurações 
wr 
•Verificar roteam...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brVídeo aulas 
•Professor Ramos 
https://www.youtube.com/playlist?list=P...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brReferências 
•http://www.jeffersoncosta.com.br/redes.pdf 
•http://www....
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brReferências 
•http://www.iotecnologia.com.br/entendendo-domnios-de-bro...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brLinks para estudo 
•http://blog.ccna.com.br/2011/01/04/usando-o-rotead...
Professor Jefferson Costa 
www.jeffersoncosta.com.brLinks para estudo 
•http://ciscoluso.blogspot.com.br/2013/05/spanning-...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Switching - Nível Básico / Intermediário

35,616 views

Published on

Essa apostila ajuda a conhecer e trabalhar com as principais funções existentes nos Switches.
Dentre elas:
- Camada enlace
- Padrão Ethernet
- Hierarquia de Switches
- VLAN
- Porta Trunk
- Etherchannel
- VTP
- STP
- DHCP Layer 3

Published in: Education

Switching - Nível Básico / Intermediário

  1. 1. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brSwitchingNível Básico -IntermediárioProf. Jefferson Costa
  2. 2. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Tem37anos; Éprofissionaldeinformáticahá20anos,docentehá19; AdministradorderedeLinux,especialistaemsegurançadainformação; AtuanasáreasdeEthicalHackereForenseComputacional. Site:www.jeffersoncosta.com.br FanPage:www.facebook.com.br/jeffersoncosta.com.br Canalnoyoutube:www.youtube.com.br/jcosta20 Twitter:@ProfJcosta São Paulo 2014 Jefferson Costa
  3. 3. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Criadoprincipalmentepararesolverosproblemasqueohubapresenta. DiferentedoHub,recebeainformaçãoasertransmitidaearepassaapenasparaodestinatário, evitandoexpô-laaoutroscomputadores. Oprocessoérealizadodecodificandoocabeçalhodopacoteelocalizandoasinformaçõesdoreceptordosdados.Oaparelhoguardaosendereçosdosdestinatáriosemumatabelanasuamemória.Destaforma,eleconsegueentregarasinformaçõesunicamenteàmáquinadestinadae,assim, consegueaindadiminuirotráfegodarede. Switch
  4. 4. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br –Nãogerenciáveis-selimitaaapenasconectardispositivosetransmitirdosdadosdentrodarede –Gerenciáveis-Alémdeteramesmafunçãodonãogerenciável,contacomferramentasquepermitemadministrá-loremotamenteouatémesmoverrelatóriossobredeterminadosaspectosdaredeeseuuso. Podem ser classificados como:
  5. 5. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brCamada de enlace •ÉasegundacamadadoModeloOSIetemafunçãodetratardealgoritmosquepermitemumacomunicaçãoeficienteeconfiávelentredoiscomputadoresconectadaspormeiodeumcanaldecomunicação. •Dentreasdiversasfunçõesqueessacamadaexecuta, podemosmencionar: –Forneceumainterfacedeserviçobemdefinidaacamadaderede; –lidacomerrosdetransmissão; –fornececontroledeacessoaomeio; –regulaofluxodedados,detalformaquereceptoreslentosnãosejamatropeladosportransmissoresrápidos.
  6. 6. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br LLC - Controle de ligação lógica MAC - Controle de acesso ao meio físico Camadas OSI Camadas IEEE 802 Protocolos da camada de enlace (link de dados)
  7. 7. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Controledeligaçãológica(LLC):Forneceumainterfaceparaacamadasuperior(rede) •Controledeacessoaomeiofísico(MAC): Acessadiretamenteomeiofísicoecontrolaatransmissãodedados. Protocolos da camada de enlace (link de dados)
  8. 8. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brProtocolos da camada de enlace (link de dados) Camada 2 –Enlaceou link de dados Subcamadas: Ethernet,802.11WiFi,IEEE802.1Q,802.11g,HDLC,Tokenring,FDDI,PPP,Switch,Framerelay,ATM,dentreoutros. •Subcamada LLC •Subcamada MAC
  9. 9. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brMétodos de comunicação Unicast Broadcast Multicast Enviaamensagemparatodosequemseinteressarpoderáescutar Mensagenssãoenviadasdeumcomputadorparaooutro. Mensagenssãoenviadasparaumgrupodeestaçõesquesereúnememumlocalcomcritérioparticular.
  10. 10. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brPadrão Ethernet •Nadécadade70,oconsórciodeempresasformadopelaIntel,XeroxeDEC,desenvolveuopadrãoEthernet,oqualabrangeacamadafísicaecamadadelinkdedados(enlace)domodeloOSI. •Estaespecificaçãopermiteumainterconexãoeficientedeequipamentosetambémasuaimplantaçãoaumcustomoderado. •OpadrãoEthernettrafegaosdadosemformadepacoteschamadosframes.OtamanhodoframeemumaredeEthernetpodeestarentre64e1.518bytes.
  11. 11. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Quadro Ethernet Enquadramento é o processo de encapsulamento da camada enlace. Um quadro é uma unidade de dados de protocolo da camada • Ethernet • IEEE 802.3 7 bytes 1 byte 6 bytes 6 bytes 2 bytes 46 - 1500 bytes 4 bytes Preâmbulo Endereço de destino Endereço de origem Tipo Dados FCS (Frame Check Sequence) SOF 8 bytes 6 bytes 6 bytes 2 bytes 46 - 1500 bytes 4 bytes Preâmbulo Endereço de destino Endereço de origem Tipo Dados FCS (Frame Check Sequence)
  12. 12. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Preâmbulo:Começacomumpadrãoalternadode“uns” e“zeros”.Esteinformaàsestaçõesreceptorasqueumframeestácomeçando.Sincronizaastaxasderelógiodotransmissoredoreceptor. •SOF(start-of-frame):tambémchamadodeSFD,StartFrameDelimiter. •Estebyteéodelimitadordeiníciodeframeevemlogoaseguirdopreâmbulo.Estebyteterminacom2bits“1” consecutivosqueservemparasincronizarapartederecepçãodeframedetodasasestaçõesdaLAN. Quadro Ethernet
  13. 13. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Endereçodedestino:endereçoMACdoreceptorquepodeserembroadcast(paratodos)ouunicast(paraumespecífico).Paraenviaroquadroparatodasasestaçõesnomesmoenlace,essecampodeveconterovalorFF:FF:FF:FF:FF:FFindicandoumendereçodebroadcast.Estecampocontém48bits; •Endereçodeorigem:endereçoMACdotransmissorespecificandoqualestaçãooriginouoquadro.Estecampotem48bits; •Tipo:especificaumnúmeroparaoprotocoloutilizadonacamadaderededomodeloOSI.Algunstipospossíveissão:IP,IPX,ARPetc.Porexemplo,seestecampocontiver0x0800,oprotocoloéoIP.Masseocampocontiver0x0806,oprotocoloéoARP.EstecamposóexistenoEthernetversão2.Estecampocontém16bits; Quadro Ethernet
  14. 14. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Dados:osdadospropriamenteditos,podendoincluirumdatagrama.Segundoaespecificaçãodoprotocoloaquantidademínimadedadosdesseprotocoloéde46bytesemaximode1500bytes; •FCS(FrameCheckSequence):tambémconhecidocomoCRC(CyclicRedundancyCheck),provêdetecçãodeerrosaofazercomparaçõesentreoFCSenviadonatransmissão,comoqueécalculadonarecepção.Senessacomparaçãooresultadofordiferente,oquadroédescartadosemindicaraotransmissorqueissoaconteceu.Achecagemécomputadaapartirdocampoendereçodedestino.Estecampocontém32bits; •Éusadoparagarantirqueamensagemnãofoicorrompidaaolongodocaminho. Quadro Ethernet
  15. 15. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Nocomeço,aformadeondanafiguraabaixo,representadadoscodificadosnormais,algunsciclosàfrentenaamostra, aamplitudedaondaéduplicada.Esseéocomeçodacolisão,ondeasduasformasdeondaestãosesobrepondo. Umpoucoantesdofinaldaamostra,aamplituderetornaaonormal.IstoacontecequandoaprimeiraestaçãoadetectaracolisãointerrompeatransmissãoeosinaldebloqueiodasegundaestaçãodecolisãoaindaéobservadoSinal de colisão
  16. 16. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •OJabber(fantasma)édefinidoemvárioslugaresnopadrão802.3comosendoumatransmissãocomumaduraçãodepelomenos20.000a50.000temposdebits.Noentanto,amaioriadasferramentasdediagnósticorelataojabbersemprequeédetectadaumatransmissãoqueexcedeotamanhodequadromáximopermitido,oqueéconsideravelmenteinferiora20.000a50.000temposdebits.Amaioriadasreferênciasaojabberpodesermaiscorretamentedenominadasquadroscompridos(longframes). Erros da Ethernet
  17. 17. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Umquadropequenoéumquadrodetamanhoinferioraomáximopermitidode64octetos,comumaboasequênciadeverificaçãodequadro(FCS).Algunsanalisadoresdeprotocolosemonitoresderedeschamamtaisquadrosde"runts"(cotocos).Emgeral,apresençadequadrospequenos(shortframes)nãoénenhumagarantiadequearedeestáfalhandoErros da Ethernet
  18. 18. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Umquadrorecebidoquetenhaumaseqüênciadeverificaçãodequadro(FCS)defeituoso, tambémconhecidocomoerrodeChecksumouerrodeCRC,diferedatransmissãooriginalempelomenosumbit.EmumquadrodeerrodeFCS,asinformaçõesdocabeçalhoprovavelmenteestãocorretas,masochecksumcalculadopelaestaçãoreceptoranãoéigualaochecksumincluídonofinaldoquadropelaestaçãotransmissora.Oquadroé,então,descartado. •UmquadrocomvalorválidonocampoLength(tipo),masquenãopossuionúmerocorretodeoctetoscontadosnocampodedadosdoquadrorecebido,éconhecidocomoerrodetamanho(rangeerror).Esteerrotambémaparecequandoovalornocampodecomprimentoéinferioraotamanhomínimopermitidosemenchimentoadicionaldocampodedados.Umerrosemelhante, ForadaFaixa(outofrange),érelatadoquandoovalornocampoLength(tipo)indicadadoscomtamanhosuperioraolimitepermitido. Erros da Ethernet
  19. 19. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Correção de Erros •Aodetectarumerroacamadadeenlacedescartaráoquadrooutentarácorrigi-lo •ÉpossívelrealizaracorreçãodoerrosehouverinformaçãosuficientenocampoFCS •Paracorrigirumquadroaatividademaiscomumésolicitararetransmissãodeste
  20. 20. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brDomínio de colisão •Odomíniodecolisãoéumaárealógicaondeospacotespodemcolidirunscontraosoutros,emparticularnoprotocoloEthernet. •Quantomaiscolisõesocorreremmenorseráaeficiênciadarede.
  21. 21. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brDomínio de colisão •Hub
  22. 22. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brProtocolo de comunicação CSMA/CD •ControlaoacessoaomeioemredesEthernetminimizandoesteproblemaatravésdeumconjuntodemedidasrelativamentesimples: –Antesdetransmitirumpacote,aestação"escuta"omeiofísicoparaverificarseoutraestaçãojáestátransmitindo. Naverdadecadahost,pormeiodoCSMA/CD,verificaseháumaondaportadoraindicandotransmissão. –Casoomeiofísicoestejaocupadoelaespera,casoestejalivreelatransmite. –Emcasodecolisão,eleimediatamenteinterrompeatransmissão,enviandoumJamSignalquerepeteacolisão,informandoaoshostsenvolvidos.Nesseshostsojamsignalativaráumalgoritmodebackoffquefarácomquecadahostespereporumtempoaleatórioecrescente, emcasodereincidênciadecolisão,pararetransmitir.
  23. 23. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brProtocolo de comunicação CSMA/CD
  24. 24. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brAlgoritmo CSMA/CD
  25. 25. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brDomínio de broadcast •Umdomíniodebroadcastéumsegmentológicodeumarededecomputadoresemqueumcomputadorouqualqueroutrodispositivoconectadoàredeécapazdesecomunicarcomoutrosemanecessidadedeutilizarumdispositivoderoteamento. •Umdomíniodebroadcastpodeserdefinidocomo“oraiodeaçãodeumpacotebroadcast”.Entãoseumhostemiteumbroadcastodomíniodebroadcastdestehostiráatéondeobroadcastemitidoporelefor
  26. 26. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brDomínio de colisão e broadcast •Bridge
  27. 27. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brMicrossegmentação •Switch
  28. 28. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brIsolando domínios de broadcast •Roteador
  29. 29. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brTrafego em equipamentos ativos •Ofluxodedadosocorrenacamada1,2e3domodeloOSI.Depoisnodestinoelesobeascamadasatéaaplicação
  30. 30. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brDefault Gateway
  31. 31. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brSwitchingSimétrico •Provê switchingentre a mesma largura de banda (10/10 Mbps ou 100/100 Mbps)
  32. 32. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brSwitchingAssimétrico •Provê switchingentre diferentes tipos de bandas. É necessária bufferização.
  33. 33. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brLatência •Latência,oudelay,éotempoqueumframeoupacotelevaparatrafegardaestaçãodeorigematéodestinofinal
  34. 34. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brJitter •Jitteré a variação do atraso.
  35. 35. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brGargalo de rede •Pontos de menor capacidade (largura de banda) •Excesso de Trafego
  36. 36. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brBackplaneou Switch Fabric •CapacidadederepassedequadrosdoSwitch •Deveserpelomenosasomadetodasasportas
  37. 37. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brOversubscription •Quandoasomadalarguradebandausadaportodasasportasémaiorqueacapacidadedobackplanedoswitch •OsSwitchescontrolamaoversubscriptionusandobuffersdeentradaparaarmazenarosquadros
  38. 38. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brNonblocking(sem bloqueios) •Ocorrequandooswitchtemumbackplanemaiorqueasomadetodasasvelocidadesdetodasasportas •Oidealéqueoswitchsejasemprenonblocking
  39. 39. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brQueuing •Mecanismodebufferdoswitchqueéusadoparacontrolarocongestionamento
  40. 40. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brMAC •Quandoohosttransmiteumpacoteseuendereçoécapturadopelaportaswitch •ArmazenadonaTabelaCAM(ContentAddresableMemory)doswitch
  41. 41. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brProblemas na CAM •Capacidadedearmazenamentobaixo •Descartaráumendereçoparaarmazenaroutro •DescartebaseadoemFIFO(first-in/first- out)ouemtráfego •Enviaráparatodasasportas
  42. 42. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brEstrutura hierárquica dos Switches
  43. 43. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brCamada de acesso •Ofereceaousuárioumacessoasegmentoslocaisderede.EssacamadaécaracterizadaporLANscomlargurasdebandacompartilhadasecomswitchesemumaambientedecampus. •Amicrosegmentação,usando-seswitchesdeLAN, oferecemaiorlarguradebandaagruposdetrabalho, dividindoosdomíniosdecolisãonossegmentosEthernet.
  44. 44. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brCamada de distribuição •Éopontodedemarcaçãoentreascamadasdeacessoedenúcleoemumarede.Essacamadapodetermuitosatributos,comoodeimplementarasseguintesfunções: –Políticaparagarantirqueotráfegoenviadoapartirdeumadeterminadaredesejaencaminhadoporumainterface,enquantoosdemaistráfegossãoencaminhadosporumaoutrainterface –Segurança –Agregação(resumo)deendereçosouáreas –Acessopordepartamentoougrupodetrabalho –Definiçãododomíniodebroadcast –RoteamentoentreVLANs
  45. 45. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brCamada de distribuição –Traduçõesdemeiosfísicos –Redistribuiçãoentredomíniosderoteamento –Demarcaçãoentreprotocolosderoteamentoestáticoedinâmico –Filtragemporendereçosdeorigemoudedestino –Filtragemdeportasdeentradaoudesaída –Ocultaçãodosendereçosderedeinternapelafiltragemderota –MecanismodeQoS
  46. 46. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brCamada de core (Núcleo) •Éobackbonedeswitchingmaisrápidodarede,oqueéimprescindívelparacomunicaçõesdealtavelocidadeedisponibilidade.Essacamadaapresentaasseguintescaracterísticas: –Oferecegrandeconfiabilidade –Ofereceredundância –Oferecetolerânciaafalhas –Adaptaseaalteraçõescomfacilidade –Oferecebaixalatênciaeboagerenciabilidade –Evitaamanipulaçãolentadospacotescausadaporfiltrosououtrosprocessos –Possuiumdiâmetrolimitadoeconsistente
  47. 47. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brBackbone de rede •Cabeamentoprincipalderede •LigaçãodoSwitchCorecomosSwitchesWorkstation •EspinhaDorsal
  48. 48. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVLAN •VirtualLocalAreaNetworkouVirtualLAN–Éumaredelocalvirtualqueagrupaumconjuntodemáquinasdemaneiralógicaenãofísica.
  49. 49. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVLAN -Domínio de Broadcast •EmumambienteLAN,odomíniodebroadcastaumentacomaadiçãodeestaçõesedeswitchesdarede. •Nestecenário,todasasestaçõesrecebemotráfegodebroadcast,causandoaquedadedesempenhodarede. •Parareduziresteproblema,segmentamosaredecomousodeVLANs. •CriamosasVLANseadicionamosportasdoswitchaestaVLAN,criandoassimumdomíniodebroadcastemcadaumadasredesvirtuais.
  50. 50. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVLAN -Domínio de broadcast LAN VLAN
  51. 51. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brLayout sem VLAN •Naredeabaixotemosumrouteretrêsswitches,sendoumaparacadasetor. •Cadaswitchtemtodasassuasportasemumdomíniodebroadcast. •Afunçãodorouteréderotearpacotesentreostrêsdomíniosdebroadcast.
  52. 52. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brLayout com VLAN •AsVLANssegmentamlogicamenteoswitchcriandoassimdomíniosdebroadcastlógicosnummesmoswitch. •Abaixoentãotemostrêsdomíniosdebroadcastemummesmoswitch.
  53. 53. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brPorta de acesso •EstetipodeportadeacessopertenceetrafegadadosdeumaúnicaVLAN. switchportmodeaccess
  54. 54. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brPorta Trunk •EssaportacarregaotráfegodemúltiplasVLANsepertenceporpadrãoatodasasVLANsdadatabasedoswitch. Temosdoistiposdeportastrunk: –TrunkISL:TodotráfegoquepassaporumaportatrunkISL(Inter-SwitchLink)deveserencapsuladoemumframeISL.SeumframenãoencapsuladochegaaumaportatrunkISLeleédescartado.OISLéumpadrãocriadopelaCisco,masnãosãotodososswitchesCiscoquesuportamISL. –Trunk802.1Q:Asportastrunk802.1Q(padrãodoIEEE) aceitamtráfegocomesemtag.CasoumframesejatagueadoeleseráencaminhadoparaaVLANreferida.SeumpacotechegarsemtagàportatrunkeleseráencaminhadoparaaVLANdefault(porpadrãoéaVLAN1,maspodeserdefinidapelousuário).
  55. 55. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brComandos •Criar uma porta Trunk int fx/xx switchport mode trunk Exemplo: int f0/24 switchport mode trunk
  56. 56. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brPorta dinâmica DynamicAuto:todasasportasdosswichesCiscovemconfiguradasdestaforma,porpadrão.ElasetornaráumaportatrunkautomaticamenteseforconectadaaoutraportatrunkouaumaportaDynamicDesirable. SeconectadaaumaportadeacessoaportaDynamicAutotorna-seumaportadeacessotambém. switchportmodedynamicauto
  57. 57. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brPorta dinâmica DynamicDesirable:UmaportaconfiguradacomoDynamicDesirablesetornatrunkautomaticamenteseforconectadaaoutraportaDynamicDesirable,trunkouDynamicAuto. Ouseja,umaportaDynamicDesirableseráaccessapenasquandoconectadaaoutraportadotipoaccess. switchportmodedynamicdesirable
  58. 58. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVLAN –PacketTracer
  59. 59. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVLAN –PacketTracer
  60. 60. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brCLI
  61. 61. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brComandos •Para entrar no Modo Administrador enable ou, ena •Para entrar no Terminal de configuração (Configuração global) (Primeiro tem que estar no Modo Administrador) configure terminal ou, conft •Acessar uma Vlan(tem que estar em Configuração global) vlanx Exemplo:vlan2 •Dar nome a Vlan(tem que estar em Configuração global) nameNomedaVLan Exemplo: nameteste •Finalizar o terminal end
  62. 62. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brComandos •Verificar Vlans(em Modo Administrador) show vlanbrief shvlanbrief •Inserir uma porta a Vlan(tem que estar em Configuração global) intNúmerodaPorta switchportaccessVlanx Exemplo: intf0/9 switchportaccessvlan2 •Inserir um range de portas em uma vlan(tem que estar em Configuração global) intrange fastEthernetx/x -x switchportaccess vlanx Exemplo: intrange fastEthernet0/1 -12 switchportaccess vlan2 Exemplo: intrange f0/1 -12 switchportaccess vlan2
  63. 63. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brComandos •Remover Vlan(tem que estar em Configuração global) no vlanx onde x é o número da vlan. •Salvar (em Modo Administrador) wr •Verificar portas (em Modo Administrador) show run •Nomear o Switch (tem que estar em Configuração global) hostnameswitch •Sair do modo Administrador ou do último comando exit
  64. 64. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brConfigurações de VLAN via Config
  65. 65. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brConfigurações de portas via Config
  66. 66. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brEtherchannel •ÉaligaçãológicadedoisaoitolinksEthernetrápidosdeformaparalela. •Essajunçãodetroncostambéméreferenciadacomo“agregação”,ousimplesmentelinkaggregation. •Alémdoaumentodethroughput,queéaquantidadededadostransferidosdeumlugaraoutro,ouaquantidadededadosprocessadosemumdeterminadoespaçodetempo. •Atécnicadelinkaggregationtambéméumótimomecanismoparaseevitaros50segundosdeespera(STA)entreosestadosdeblockingeforwardingemcasosdefalhasnoenlace,umavezqueoSpanning- treeProtocol(STP)consideraoetherchannelcomosendoapenasumúnicocaminho.
  67. 67. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brEtherchannel •Seumdoscaminhosquecompõeocaminhológicodoetherchannelfalhar,oSTPnãoteráqueserrecalculado. Suaprincipalfinalidadeéadefornecertolerânciaafalhaselinksdealtavelocidadeentreswitches, roteadoreseservidores.
  68. 68. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brEtherchannel-Comandos •Switch1 ena conft intrangeg0/1-2 channel-group1modeactive end •Switch2 ena conft intrangeg0/1-2 channel-group1modepassive end
  69. 69. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVTP •VTP,VlanTrunkingProtocol,éumprotocolocriadopelaCISCOparatransmitirinformaçõesdeVLANpelosswitchesdarede. •MantémaconsistênciadaconfiguraçãodeVLANsemredesgrandes. •Protocolodemensagensqueusaquadrosdetroncodacamada2paragerenciaraadição, aexclusãoearenomeaçãodeVLANs.
  70. 70. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVTP –TodososswitchesdentrodestedomíniodegerenciamentocompartilhamsuasinformaçõesdeVLAN. –UmSwitchpoderáparticipardeapenasumdomínioVTP. –SwitchesemdomíniosdiferentesnãocompartilhaminformaçõesVTP.
  71. 71. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brModos da VTP ÉpossívelconfigurarumswitchparaoperaremumdestesmodosdoVTP: •Servidor—NomododeservidorVTP,vocêpodecriar, modificareexcluirVLANs,bemcomoespecificaroutrosparâmetrosdeconfiguração,comoversãoeremoçãodoVTP, paratodoodomínioVTP.OsservidoresVTPanunciamsuaconfiguraçãodeVLANparaoutrosswitchesdomesmodomínioVTPesincronizamessaconfiguraçãocomoutrosswitchescombasenosanúnciosrecebidosatravésdelinksdetronco.ServidorVTPéomodopadrão. •Cliente—OsclientesVTPcomportam-sedamesmamaneiraqueosservidoresVTP,masnãoépossívelcriar,alterarnemexcluirVLANsnessesclientes.
  72. 72. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brModos da VTP •Transparente—switchesVTPtransparentesnãoparticipamnoVTP.OsswitchesVTPtransparentesnãoanunciamsuaconfiguraçãodeVLANnemsincronizamessaconfiguraçãocombasenosanúnciosrecebidos.Contudo,elesencaminhamosanúnciosVTPrecebidosatravésdesuasportasdetronconoVTPVersão2.
  73. 73. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brSenha do VTP •SevocêconfigurarumasenhaparaoVTP,asenhadeveráserconfiguradaemtodososswitchesnodomínioVTP.Eladeveráseramesmaemtodososswitches.AsenhadoVTPconfiguradaéconvertidaporalgoritmoemumapalavrade16bytes(valorMD5)queécarregadoemtodosospacotesVTPdeanúncioderesumo.
  74. 74. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brRemoção do VTP •OVTPgarantequetodososswitchesnodomínioVTPestejamcientesdetodasasVLANs.Noentanto,existemsituaçõesemqueoVTPpodecriartráfegodesnecessário. TodososunicastsebroadcastsdesconhecidosemumaVLANinundamtodaaVLAN.Todososswitchesnaredereceberãotodososbroadcasts,mesmoemsituaçõesnasquaispoucosusuáriosestejamconectadosaessaVLAN.AremoçãodeVTPéumrecursousadoparaeliminarouremoveressetráfegodesnecessário.
  75. 75. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brMontar uma VTP ena conft ParaverificarmosinformaçõesarespeitodeVTP vtp? Estecomandoparadefinironomedodomínio vtpdomainname Estecomandoparadefiniromodo vtpmode[client|server|transparent]
  76. 76. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brMontar uma VTP ExecuteestescomandosparamonitoraraoperaçãoeostatusdoVTP: showvtpstatus showvtpcounters
  77. 77. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brExemplo •ConfigurarduasVLANsnoswitchserver,queserãorepassadasautomaticamenteaoswitchcliente, atravésdaVTP.
  78. 78. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brConfigurações no switch Server ena conft CriandoaPortaTRUNK intf0/24 switchportmodetrunk ConfiguraraVTP vtpmodeserver vtpdomainjefferson CriandoasVLANs vlan10 nameADM exit vlan20 nameFIN exit
  79. 79. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brConfigurações no switch Cliente ena conft CriandoaPortaTRUNK intf0/24 switchportmodetrunk ConfiguraraVTP vtpmodeclient vtpdomainjefferson
  80. 80. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brTestes no switch Cliente showvlan showvtpcounters showvtpstatus
  81. 81. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brSTP •STP,SpanningTreeProtocoléumprotocoloquepermiteresolverproblemasdeloopemredescomutadascujatopologiaintroduzaanéisnasligações,auxiliandonamelhorperformancedarede. •OprotocoloSTPpossibilitaainclusãodeligaçõesredundantesentreoscomutadores,provendocaminhosalternativosnocasodefalhadeumadessasligações.Nessecontexto,eleserveparaevitaraformaçãodeloopsentreoscomutadoresepermitiraativaçãoedesativaçãoautomáticadoscaminhosalternativos.
  82. 82. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brSTP •Prove uma topologia de rede redundante livre de loops colocando uma das portas em estado bloqueado (blocking)
  83. 83. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brAlguns comandos •show spanning-tree •show spanning-tree active •show spanning-tree summary •spanning-tree vlanid priority ? •spanning-tree vlanid port-priority ? Dentreoutros,
  84. 84. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brSwitches -Layer3 (Camada 3) •ÉcapazdeleroendereçodaCamadadeRede,endereçoIP •Funcionarácomoumroteador •Temumhardwarededicadopararealizaradistribuiçãodopacote •Écomumentemaisbaratoqueumroteador •NãoteminterfaceWAN
  85. 85. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brExemplo 1 –Roteamento Switch (L3) UmSwitchcore,divididoemtrêsVLANs,ondecadaVLANestáligadaaumswitchdeacessocomdoiscomputadores.
  86. 86. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brExemplo 1 –Roteamento Switch (L3) •Habilitando ambiente ena •Entrando no terminal conft •Ativar o roteamento do protocolo IP iprouting
  87. 87. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Adicionando portas as VLANs intf0/1 switchportaccessvlan100 intf0/2 switchportaccessvlan200 intf0/3 switchportaccessvlan300Exemplo 1 –Roteamento Switch (L3)
  88. 88. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Configurar IP em cada VLAN (você não é obrigado a utilizar classes diferentes) intVlan100 ipaddress10.0.0.1 255.0.0.0 no shutdown intVlan200 ipaddress172.16.0.1 255.255.0.0 no shutdown intVlan300 ipaddress192.168.0.1 255.255.255.0 no shutdownExemplo 1 –Roteamento Switch (L3)
  89. 89. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Sair do terminal end •Salvar configurações wr •Verificar roteamento show iprouteExemplo 1 –Roteamento Switch (L3)
  90. 90. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Ligaroswitch1naportaf0/1doswitchcore. AdicionaraesteswitchdeacessodoiscomputadoresedefiniroIPdeacordocomorange(10.0.0.0). •Ligaroswitch2naportaf0/2doswitchcore. AdicionaraesteswitchdeacessodoiscomputadoresedefiniroIPdeacordocomorange(172.16.0.0). •Ligaroswitch3naportaf0/3doswitchcore. AdicionaraesteswitchdeacessodoiscomputadoresedefiniroIPdeacordocomorange(192.168.0.0). Exemplo 1 –Roteamento Switch (L3)
  91. 91. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brExemplo 2 –DHCP Switch (L3) Umswitchcore,divididoemtrêsVLANs,ondedistribuiIP(viaDHCP)paracadaumadelas. Cadaswitchdeacesso,queestáligadoaoswitchcore, distribuiestesIPsentresoscomputadoresconectados.
  92. 92. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Habilitando ambiente ena •Entrando no terminal conft •Ativar o roteamento do protocolo IP iprouting Neste “Exemplo 2”, caso não queira que as VLANsdiferentes se comuniquem, não utilize esse comando. Caso já tenha utilizado o comando, desative o roteamento: no iproutingExemplo 2 –DHCP Switch (L3)
  93. 93. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Criar VLAN (switch core) vlan100 nameteste1 Exit vlan200 nameteste2 exit vlan300 nameteste3 exitExemplo 2 –DHCP Switch (L3)
  94. 94. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Adicionando portas as VLANs intf0/1 switchportaccessvlan100 intf0/2 switchportaccessvlan200 intf0/3 switchportaccessvlan300Exemplo 2 –DHCP Switch (L3)
  95. 95. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Configurar IP em cada VLAN (você não é obrigado a utilizar classes diferentes) intVlan100 ipaddress10.0.0.1 255.0.0.0 no shutdown intVlan200 ipaddress172.16.0.1 255.255.0.0 no shutdown intVlan300 ipaddress192.168.0.1 255.255.255.0 no shutdownExemplo 2 –DHCP Switch (L3)
  96. 96. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Configurando o DHCP 1 ipdhcppool dhcp1 network 10.0.0.0 255.0.0.0 default-router10.0.0.1 dns-server 10.0.0.100 ipdhcpexcluded-address10.0.0.1 10.0.0.100 •Configurando o DHCP 2 ipdhcppool dhcp2 network 172.16.0.0 255.255.0.0 default-router172.16.0.1 dns-server 172.16.0.100 ipdhcpexcluded-address172.16.0.1 172.16.0.100 •Configurando o DHCP 3 ipdhcppool dhcp3 network 192.168.0.0 255.255.255.0 default-router192.168.0.1 dns-server 192.168.0.100 ipdhcpexcluded-address192.168.0.1 192.168.0.100Exemplo 2 –DHCP Switch (L3)
  97. 97. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br •Sair do terminal end •Salvar configurações wr •Verificar roteamento show iprouteExemplo 2 –DHCP Switch (L3)
  98. 98. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brVídeo aulas •Professor Ramos https://www.youtube.com/playlist?list=PL00BB47ED11D946BC •Jefferson Costa https://www.youtube.com/playlist?list=PLmdpRwEuGm7Wa5ASjzKa_EkCbul2lVRFN
  99. 99. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brReferências •http://www.jeffersoncosta.com.br/redes.pdf •http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2013/05/entenda-diferenca-entre-hub-switch- roteador-e-modem.html •http://pt.kioskea.net/contents/371-a-placa-de-rede •http://www.ic.unicamp.br/~ripolito/peds/st564/material/Camada_de_Enlace-1.pdf •http://www.tcpipguide.com/free/t_MessageAddressingandTransmissionMethodsUnicastBroa.htm •http://www.hugoazevedo.eti.br/html/ethernet.html •http://www.seti.h1.ru/IEEE%20802.3.htm •http://docente.ifrn.edu.br/tadeuferreira/disciplinas/2012.1/redes-i-eja/Aula12.pdf •http://albt.tripod.com/anexo5.htm
  100. 100. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brReferências •http://www.iotecnologia.com.br/entendendo-domnios-de-broadcast-e-domnios-de-coliso •http://www.inf.ufg.br/~fabrizzio/tcpip/parte02.pdf •http://dietinf.ifrn.edu.br/lib/exe/fetch.php?media=corpodocente:tadeu:aula_enlace_4.pdf •http://www.josewagner.com.br/per/per_aula_06.pdf •http://www.comutadores.com.br/modelo-de-rede-hierarquica-parte-1-de-2/ •http://www.brainwork.com.br/2009/03/27/tipos-de-portas-em-um-switch/ •http://www.cisco.com/c/en/us/support/docs/lan-switching/8021q/17056-741-4.html •http://standards.ieee.org/getieee802/download/802.3-2002.pdf
  101. 101. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brLinks para estudo •http://blog.ccna.com.br/2011/01/04/usando-o-roteador-switch-cisco-como-um-servidor- dhcp/ •http://edvanbarros.wordpress.com/2012/10/08/roteador-cisco-como-servidor-dhcp/ •http://www.ti-redes.com/switching/configura%C3%A7%C3%B5es%20basicas/comandos- basicos-de-switches-cisco/ •http://ptconfigs.blogspot.com.br/2011/06/roteamento-com-switch-layer-3.html •http://slideplayer.com.br/slide/345284/ •http://www.dltec.com.br/blog/cisco/ccna/configurando-roteamento-entre-vlans-em-um- switch-layer-3-cisco/ •http://edvanbarros.wordpress.com/2013/03/19/roteando-vlans-com-switch-layer-3-cisco/ •http://www.cisco.com/cisco/web/support/BR/8/83/83259_21.html
  102. 102. Professor Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.brLinks para estudo •http://ciscoluso.blogspot.com.br/2013/05/spanning-tree-e-port-mirroring.html •http://labcisco.blogspot.com.br/2013/09/manipulacao-do-stp-na-otimizacao-de.html •http://technator.blogspot.com.br/2011/01/cisco-configurando-spanning-tree_19.html •http://www.rotadefault.com.br/tag/stp/ •http://www.cisco.com/cisco/web/support/BR/8/82/82594_5.html •http://hamiltoncorrea.blogspot.com.br/2009/11/definindo-prioridade-em-uma-ponte- raiz.html •http://books.google.com.br/books?id=ft4- AgAAQBAJ&pg=PA231&lpg=PA231&dq=como+colocar+portas+bloqueio+encaminhar+stp&source=bl&ots=lsxaxq9VmE&sig=jdOKOFJT4z2kRt7bE9JaiEL0EdQ&hl=pt- BR&sa=X&ei=VBf6U9G_FsnjsAS7Dw&ved=0CGAQ6AEwCA#v=onepage&q&f=false

×