Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Influência da Tecnologia na Leitura

1,046 views

Published on


Com o avanço da tecnologia a internet e o livro acabaram de certa forma, sendo aliados, porém o livro digital vem se tornado uma forma mais contemporânea de leitura que futuramente pode substituir ou não, por completo, os livros tradicionais.

Published in: Marketing
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Influência da Tecnologia na Leitura

  1. 1. FACULDADE DE CIÊNCIAS GERENCIAIS DE MANHUAÇU FACIG Projeto integrador: Influência da Tecnologia na Leitura Grupo: Méllane Hermisdorf Souza Hastenreiter Jéssica Ferraz Pagano Elson Sathler CURSO: MARKETING PERÍODO: 3° Manhuaçu-MG 2014
  2. 2. SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO.............................................................................. 5 1.1. PROBLEMA DA PESQUISA ...................................................6 1.2. JUSTIFICATIVA ........................................................................7 1.3. OBJETIVOS DA PESQUISA ....................................................8 1.3.1. OBJETIVO GERAL 1.3.2. OBEJETIVOS ESPECÍFICOS 2. METODOLOGIA DE PESQUISA ................................................9 2.1. UNIDADE DE ANÁLISE 2.2. TIPO DE PESQUISA 2.3. CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA E COLETA DE DADOS 2.4. ANÁLISE DOS DADOS 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS.......................................................18 3.1. FEEDBACK 4. ANEXO……………………………………................………….…..22 5. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ...............................................26
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO "A palavra livro provém do latim liber, um termo relacionado com a cortiça da árvore. Um livro é um conjunto de folhas de papel ou de qualquer outro material semelhante que, uma vez encadernadas, formam um volume." Fonte: http://conceito.de/livro O livro é uma das formas mais antigas de armazenamento e compartilhamento de informação. Desde os primórdios, após a criação da escrita, o livro tem sido usado para registrar a história da humanidade, perdurando por gerações até a atualidade. Hoje, existem livros de todos os tipos: estudo, histórias, contos, crônicas, livros de receitas, dicionários, bíblias etc, e continuam sendo muito usados. Considerado o melhor companheiro de muitas pessoas, o livro é uma porta aberta para um mundo novo, imaginário, com fantasias, emoções e sensações novas, que possibilita uma fuga temporária da rotina do mundo real. Com o avanço da tecnologia, os amados livros convencionais passaram a dividir espaço com os e-books, que são versões digitais dos livros comuns, que podem ser baixadas pela internet e armazenadas em smartphones ou tablets. Esse avanço trouxe muitas vantagens sobre os livros convencionais, como a economia de espaço (já que é possível armazenar centenas de livros na memória de um tablet que pesa metade de um livro comum e mede um terço do tamanho), praticidade, rapidez e conveniência. Por outro lado, os e-books possuem também uma série de desvantagens, como o esforço visual de ficar durante muito tempo na frente de um computador ou tablet, o fato de ficar se preocupando com o nível de bateria do aparelho ou a fragilidade do mesmo, que pode facilmente ser danificado ao cair no chão, ao contrário do livro comum. Este trabalho tem como objetivo estudar a influência da tecnologia na leitura, que mudanças a chegada dos livros digitais trouxe para o universo dos leitores. Será que o consumo de livros convencionais diminuiu? O consumo de livros digitais tornou-se a preferência dos leitores? Além disso, essa pesquisa explora a percepção e a tendência de mercado em relação a tecnologia e livros, que ainda é um tema que é ainda é pouco falado na nossa região.
  4. 4. 1.1. PROBLEMA DA PESQUISA Com o avanço da tecnologia a internet e o livro acabaram de certa forma, sendo aliados, porém o livro digital vem se tornado uma forma mais contemporânea de leitura que futuramente pode substituir ou não, por completo, os livros tradicionais. Quando se tem o preço do e-book reduzido ou gratuito na rede, o livro digital fica mais popular, ocupando parte do mercado editorial em todo o mundo. Pode ser cansativo para os usuários, mas de certa forma esse estilo de leitura vem crescendo muito, pois permite aos leitores ter acesso gratuito a obras internacionais de forma fácil é econômico. Encontramos hoje na rede muitos sites que fazem da literatura um meio para faturar, comercializar e-books livros novos ou usados, promover discussões acerca de algum título, permitindo ao leitor buscar por dicas de compra e ainda possibilita descobrir novos autores. Com toda essa mudança no cenário da literatura, as possibilidades de expansão de livros, até que ponto a tecnologia auxilia ou atrapalha os livros convencionais?
  5. 5. 1.2. JUSTIFICATIVA A tecnologia digital está mudando os paradigmas do mercado editorial, é um momento de desafios, mas também de oportunidades para as editoras e principalmente, para autores e leitores. O livro de papel atravessou séculos sendo simples e prático, é um instrumento de registro de transmissão de idéias, que leva entreterimento e informação aos leitores. O livro sempre teve um grande poder, podendo ser levado á qualquer lugar e á qualquer hora possibilitando a troca de conhecimento entre mais pessoas. A tecnologia evolucionou a forma como todos nós nos comunicamos, daí surgem os livros digitais que veio com algumas vantagens e que conquistaram os leitores. Preço baixo, mais acessíveis e portátil são algumas vantagens que alguns leitores destacam, embora, a preferência de grande parte seja os livros de papel.
  6. 6. 1.3. OBJETIVOS DA PESQUISA 1.3.1. Objetivo Geral Este trabalho tem como objetivo avaliar as preferências dos leitores por livros, em meio aos avanços tecnológicos que modificaram a literatura e os hábitos de leitura. 1.3.2. Objetivos Específicos ● Avaliar a preferência dos leitores por livros e livros digitais. ● Identificar os novos hábitos após o avanço da literatura com os livros digitais. ● Analisar os dados obtidos através do questionário aplicado sobre as contribuições para a literatura e suas consequências, boas e ruins. ● Analisar as possíveis consequências futuramente com base nas escolhas de hoje.
  7. 7. 2. METODOLOGIA DE PESQUISA 2.1. Unidade de Análise Para a unidade de análise deste trabalho, foi feito um questionário na web utilizando o Google Docs, enviado para 180 pessoas, de idades inferior a 18 anos e acima de 45 e com todos os níveis de escolaridade. O Google Docs é um dos pacotes de serviços online mais completos da atualidade, integrado ao serviço de e-mail do Google. Esta ferramenta é muito versátil, admite vários usos, como questionário simples, ficha de cadastro, pesquisa de opinião, enquete etc. Além disso, ele pode ser facilmente compartilhado por email ou através do link direto, o que transforma esse recurso em uma opção muito interessante para professores, alunos, pesquisadores e profissionais cujo trabalho envolva a aplicação de questionários. Os formulários do Google são ferramentas úteis que ajudam a planejar eventos, enviar pesquisas, aplicar testes em alunos e colher informações de modo direto e fácil. Os questionários foram enviados para pessoas de Manhuaçu e região, com ajuda das redes sociais. 2.2 Tipo de Pesquisa Quanto ao tipo de pesquisa, será realizado de forma exploratória e explicativa. E a técnica utilizada, levantamento de dados através de questionários por meio da web (Google Docs).
  8. 8. 2.3 CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA E COLETA DE DADOS
  9. 9. 2.4 ANÁLISE DOS DADOS GRÁFICO 1 Verifica-se que nesse gráfico que a maioria das pessoas que responderam o questionário é mulher, sendo 58,5 % do sexo feminino e 41,5% do sexo masculino. GRÁFICO 2 Ao analisar o gráfico 2 percebe-se que a maioria dos entrevistados tem entre 18 e 25 anos, sendo 54,5% temos também de 25 a 25 16,5 %, 5,5% de 35 a 45 anos, 0,5 % acima de 45 anos e 23% menos de 18. GRÁFICO 3 Nota-se que a maioria dos entrevistados tem o ensino médio completo e superior incompleto, sendo 58,5 médio completo e superior incompleto e 17,5 % superior completo 17,5 médio incompleto, 4 % fundamental completo e 2,5 fundamental incompleto. GRÁFICO 4 Os resultados do gráfico 4 mostram que 80,5 dos entrevistados tem costume de ler e somente 19,5 não tem o hábito de leitura. GRAFICO 5 O gráfico 5 aponta que a o que mais os influencia na leitura é ninguém com 47% seguidos da internet com 26 % da escola e amigos com 22 % cada dizem também que 18 % vem dos pais 14 % da família e 5 % dos professores. GRÁFICO 6 Observa-se nesse gráfico que entre as pessoas que responderam os questionários 86% acham q um livro é um bem indispensável e 14 % acham que não. Gráfico 7 Conforme observado no gráfico 37,5% dos entrevistados costumam ler livros diariamente 16,5% semanalmente, 12,5% mensalmente 29 % às vezes e 4,5% Nunca GRÁFICO 9
  10. 10. Este gráfico mostra que 3,5 % dos entrevistados não possuem nem um livro em suas residências, 6% possuem mais de um, 11,5 % possui mais de cinco, 13,5 % possui mais de dez, 7,5% possui mais de quinze, 8 % possui mais de vinte, 2,5%possui mais de vinte e cinco e 47,5 possui mais de 30 livros em sua residência. GRÁFICO 10 Observa-se nesse gráfico que 52% das pessoas que responderam os questionários não tem costume de ler livros pela internet, e 48% leêm livros pela internet. GRAFICO 11 A análise desse gráfico evidência que a maioria dos que os entrevistados não mudaram os hábitos de leitura após os livros digitais, sendo 67,5% não mudaram e 32,5 mudaram. GRAFICO 12 O gráfico 12 mostra que a maioria dos entrevistados não tem costume de adquirir e-books, sendo 82% não adquirem e somente 18 % adquirem. GRAFICO 13 Nota-se nesse gráfico que das pessoas que responderam os questionários 49,5 % possuem livros digitais e 50,5% não possui. GRAFICO 14 Este gráfico mostra que 91% dos entrevistados preferem livro de papel e somente 9% preferem livros digitais. Gráfico 15 Conforme observado no gráfico 48% dos entrevistados não possuem nenhum livro digital, 12% tem um, 10% tem ate cinco, 1,5 % quinze, 2,5% tem até vinte, 0,5% tem até vinte e cinco e 17% tem mais de trinta. Gráfico 16
  11. 11. No gráfico 16 analisa-se que 1,5 dos entrevistados q possuem livros digitais possuem porque são agíeis e fáceis, 25% porque é portátil e pratico, 18% porque é econômico, e 48% não possui. Gráfico 17 Neste gráfico notamos que na opinião dos entrevistados 67,5% acreditam que mesmo com a chegada dos livros digitais não será extinto os livros convencionais, 8 % acreditam que sim, e 24,5 que talvez. Grafico 18 Na analise do gráfico 69,5 % dos entrevistados acreditam que numa escala de 0 a 10 a importância do livro é nota 10. Grafico 19 Conforme observado no gráfico 90,5% dos entrevistados não gostariam que no futuro houvessem somente livros digitais, 4,5% sim e 5 % talvez. Grafico 20 Conforme observado no gráfico 61,5% dos entrevistados costumam procurar indicações de livros na internet, 14,5 % não e 24,5 % ás vezes. Grafico 21 A maioria que é 22% , na escala de 0 á 10 responderam 8 de quanto a internet influencia na compra de livro.
  12. 12. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS Pode-se afirmar que a tecnologia cada vez mais influencia no comportamento das pessoas, como mostra no gráfico 20 e 21, á pouco tempo se pensava em livros digitais e agora já se fala na extinção do livro de papel, as pessoas estão aceitando os livro digitais, por causa do aquecimento global, falta de espaço, praticidade, menor preço entre outros motivos como mostra no gráfico 16, porem, hoje em dia as pessoas aceitam livros de digitais, mas ainda preferem o de papel como mostra no gráfico 14. A tecnologia criou mais acessibilidade no modo que algumas pessoas que não tem livraria na sua cidade possam comprar ou baixar da internet. Toda essa tecnologia modificou os paradigmas do mercado editorial, é um momento de oportunidades e desafios, tanto para as editoras quanto para os leitores. Pelo opinião dos entrevistados, percebemos que no gráfico 17, 67,5% acreditam que mesmo com a chegada dos livros digitais não serão extinto os livros convencionais, e como mostra o gráfico 19, 90,5% dos entrevistados não gostariam que no futuro houvessem somente livros digitais. Concluímos que em nossa pesquisa, o livro digital só é preferível em algumas circunstâncias pela vantagem de preço e acessibilidade, mas entre o livro de papel e o digital, o de papel continua sendo a preferência dos leitores, e a maioria (90,5%) não querem sua extinção no futuro.
  13. 13. 3.1. Feedback Buscando saber a opinião dos entrevistados, foi disponibilizado para os entrevistados um espaço para que eles colocassem Elogio / Sugestão / Dúvida / Crítica. Pensando na importância de um contato mais direto com todos os envolvidos no processo, resolvemos fazer um Feedbaak. A palavra feedback traduzida literalmente do inglês significa “comentários”. Então estão aqui alguns comentários de alguns dos entrevistados. “Gostaria de ter acesso ao resultado final.” “Parabéns por se importar com a leitura pois quem lê aprende muito e pode ensinar. Eu prefiro os livros de papel mesmo… Mas quando acontece deu não conseguir o que eu estava procurando, eu pego o digital mesmo, o que não pode é ficar sem é ficar sem” “Embora os livros digitais (e aplicativos de leitura) sejam práticos, por poderem ser lidos em celulares e onde você estiver, nada substitui o livro impresso, que pra mim é uma ARTE. Toda vez que leio via web e gosto do livro, eu acabo comprando, só pra ter o livro em casa.” “Na pergunta 5: Senti falta da opção amigos, que seria a minha resposta” “A gente aprende muita coisa com os livros” “Acredito que os livros impressos disputarão mercado com os livros digitais, e que a nova geração prefira, talvez, os ebooks. Porém para os leitores "a moda antiga" e colecionadores de livros, nada substituirá o livro impresso.” “A internet mudou minha forma de leitura em todos os aspectos, inclusive através do acesso a lojas virtuais com mais variedades e preços mais baixos. Acho que esse é um dos principais fatores em que a tecnologia me auxilia na leitura.” “Eu sou mais a favor dos livros de papel mesmo, e acredito que será bem difícil acabar com isso e passar a ser todos digitais.”
  14. 14. “Uma excelente iniciativa seria uma biblioteca digital móvel,uma não,VARIAS. “Gostei do questionário, na verdade gostei da iniciativa do tema pois, no momento onde tecnologia esta tomando conta do mundo, é uma ótima iniciativa saber as preferências dos livros de papel ou digital.” “Prefiro mil vezes os livros físicos, mas infelizmente tenho que ler em pdf, por motivos econômicos e porque também muitas vezes não tem os livros que quero nas livrarias.” “ Parabéns pela pesquisa faz refletir o que pode acontecer em um futuro não muito distante... Assim podendo acabar com as bibliotecas do mundo, e deixando muito mais do que só uma carência de livros…” “Atualmente, ninguém me influencia a ler, mas meus pais me influenciaram quanto ao hábito da leitura.” “Gostei da pesquisa, mas faltou especificar para que fim ela será utilizada.” “Boa sorte na faculdade! Super interessante abordar esse tema.” “Na minha opinião faltou perguntar se as pessoas compram livros por sites da internet ,ou se preferem livrarias.” “Acho muito boa essa pesquisa... mas acredito que deveria perguntar coisas para pessoas como eu que não compra livros digitais e entender como poderia me cativar, para eu virar uma possível compradora.” “Gosto de comprar na livraria, acho melhor ir até uma livraria e lá poder escolher o livro que eu quero, podendo ao mesmo tempo ver muitos ao meu redor, e querer compra-los, e que às vezes na Internet parece que alguns livros são chatos ou me dá menos vontade ás vezes de comprar.” “Gosto de comprar na livraria, porque embora a modernidade seja interessante, importante e prática nada tira o prazer de ter o livro físico nas mãos, o cheiro de novo, o prazer da escolha, a cruel duvida sobre as opções.”
  15. 15. “Gosto de comprar em sites, devido ao preço ser bem mais acessível.” “Não compro livros, encontro a maioria na internet gratuitamente.” “Gosto de livros de papel, pois gosto de pegar na mão, folear, ler em lugares onde não tem internet.” “Compro livros em sites, a variedade de escolhas é maior, e você acha livros com preços mais acessíveis.” “Não compro livros , eu sempre ganho livros, ou leio manga pela internet , mais tenho vontade de comprar” “Compro livros em sites, porque eu moro numa cidadezinha onde as duas únicas livrarias que têm não atendem às minhas necessidades, sem contar que sempre encontro uma promoção bacana nas lojas online” Goste de comprar em livrarias, pelo clima da livraria, entrar sentir o aroma do ambiente... a textura as capas... um café. Tudo proporciona a volta a livraria ou até mesmo a compra dos livros.”
  16. 16. 4. Anexo
  17. 17. 5. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA BERTUCCI, Janete Lara de Oliveira. Metodologia básica para elaboração de trabalho de conclusão de cursos (TCC): ênfase na elaboração de TCC de pós-graduação Lato Sensu. 1ª ed; 4ª. Reimpr. São Paulo: Atlas, 2012. KOTLER, Philip & ARMSTRONG, Gary. Princípios de Marketing. 9ª ed; 4ª reimpr. São Paulo: Pearson, 2003 KOTLER, Philip. Administração de Marketing: A Edição do Novo Milênio. 10ª ed; 8ª reimpr. São Paulo: Pearson, 2000

×