A utilização de jogos fonológicos para a alfabetizaçãoJéssica Maís Antunes1Jenifer Soares da CostaPatrícia Moura Pinho2Eix...
(1965), é um sistema que a criança deve atingir para entender como o alfabetofunciona. A utilização dos jogos nos permitiu...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A utilização de jogos fonológicos para a alfabetização

652 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
652
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A utilização de jogos fonológicos para a alfabetização

  1. 1. A utilização de jogos fonológicos para a alfabetizaçãoJéssica Maís Antunes1Jenifer Soares da CostaPatrícia Moura Pinho2Eixo Temático: Experiências PedagógicasResumoO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID, em seusubprojeto Alfabetização e Educação Inclusiva, contempla práticas dealfabetização a partir de uma perspectiva inclusiva que auxilia na construçãodos conhecimentos dos alunos que tenham dificuldades acerca da leitura e daescrita. O subprojeto trabalha em uma escola vinculada a rede municipal deensino da cidade de Jaguarão/RS, atuando com turmas desde o pré-escolaraté o quinto ano do ensino fundamental. O grupo é composto por quinzebolsistas, que realizam intervenções em sala de aula uma vez por semanajuntamente com o professor titular da turma. O presente trabalho foidesenvolvido com uma turma de primeiro ano do ensino fundamental, nosegundo semestre de 2012, durante o período regular de aula dos alunos.Primeiramente, para diagnosticar em que níveis de escrita os alunos seencontravam foi feito a testagem das quatro palavras e uma frase, conforme adesenvolvida por Ferreiro e Teberosky (1989). De modo geral, percebemos quea maioria dos estudantes encontrava-se no nível silábico, ou seja, representavacada sílaba com uma letra, às vezes de modo quantitativo (usando letras semcorrespondência fônica), outras de modo qualitativo (usando letras presentesna escrita convencional da palavra). Depois de identificado os conhecimentosde escrita dos alunos a metodologia adotada para ajudar em nossa prática,durante o processo de alfabetização e letramento dos alunos participantes doprojeto, foram à utilização dos jogos fonológicos criados pelo Centro deEstudos em Educação e Linguagem (CEEL). Com o intuito de auxiliar osalunos a avançarem no nível silábico foi utilizado o jogo “Bingo dos SonsIniciais” que trabalha com o aspecto da aliteração e o jogo “Caça Rimas” queconforme o próprio nome já diz, trabalha com a rima. O trabalho com os jogosfonológicos foram recursos importantíssimos para tornarem o processo deaprendizagem dos alunos mais significativo, pois além de contribuírem paravariar as suas estratégias didáticas em sala de aula, foram ferramentasdidáticas que diversificaram o trabalho pedagógico e que despertaraminteresse em aprender jogando/brincando nos educandos. O objetivo de nossotrabalho foi despertar no aluno a consciência fonológica, ou seja, que o alunoperceba a relação existente entre grafema e fonema. Conforme Zorzi (2003),os sons associados às letras são os mesmos da fala e que podem serconsiderados como conhecimento metalinguístico. O desafio encontrado pelosdocentes e bolsistas do subprojeto foi ajudar os educandos a atingir o nívelfonêmico, baseada no modelo fonológico gerativo desenvolvido por Chomsky1Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Pedagogia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoalde Nível Superior (CAPES), jessica_cbc31@hotmail.com2Orientadora. Doutora em Educação. Universidade Federal do Pampa (Unipampa).patriciamourapinho@hotmail.com
  2. 2. (1965), é um sistema que a criança deve atingir para entender como o alfabetofunciona. A utilização dos jogos nos permitiu obter resultados satisfatórios, poisos jogos e a intervenção contribuíram para que alunos avançassem nos níveisalfabéticos.Palavras – chaves: Consciência fonológica. Jogos. AlfabetizaçãoReferências:BRASIL. Manual didático de Jogos para a Alfabetização. Disponível em:<http://www.ufpe.br/ceel/e-books/Manual_de_jogos_did%C3%A1ticos_revisado.pdf>. Acesso em: 23/02/2013.CHOMSKY, Noam. Aspects of the theory of syntax. Cambridge, Mass.:M.I.T.. Press, 1965.FERREIRO, E. & TEBEROSKY, A. – Psicogênese da Língua Escrita. PortoAlegre, Artes Médicas Editora, 1989.ZORZI, Jaime Luiz. Aprendizagem e distúrbios da linguagem escrita:questões clínicas e educacionais. Porto Alegre: Artmed, 2003.

×