Educação Pública e Gestão do Conhecimento

6,265 views

Published on

Apresentação sobre a aplicação dos conceitos de Gestão do Conhecimento na educação pública

Published in: Education
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Muito bom esse slide!!
    Show de bola mesmo!!
    Adorei!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
6,265
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
26
Actions
Shares
0
Downloads
199
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Educação Pública e Gestão do Conhecimento

  1. 1. Gestão do Conhecimento na Educação Pública Fevereiro| 2009
  2. 2. Agenda Contexto – Por que gestão do conhecimento? Benchmarks Mundiais Gestão do Conhecimento e Educação Pública Ferramentas disponíveis Abordagem TerraForum
  3. 3. Agenda Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Benchmarks Mundiais Gestão do Conhecimento e Educação Pública Ferramentas disponíveis Abordagem TerraForum
  4. 4. Agenda Contexto – Por que gestão do conhecimento? Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos Comuns Gestão do Conhecimento e Educação Pública Ferramentas disponíveis Abordagem TerraForum
  5. 5. Agenda Contexto – Por que gestão do conhecimento? Benchmarks Mundiais Gestão do Conhecimento e Educação Pública Gestão do Conhecimento Contribuições para a Educação Resultados Esperados Ferramentas disponíveis Abordagem TerraForum
  6. 6. Agenda Contexto – Por que gestão do conhecimento? Benchmarks Mundiais Gestão do Conhecimento e Educação Pública Ferramentas disponíveis Métodos de GC x Ferramentas Tecnológicas Educacionais Ferramentas Educacionais Abordagem TerraForum
  7. 7. Agenda Contexto – Por que gestão do conhecimento? Benchmarks Mundiais Gestão do Conhecimento e Educação Pública Ferramentas disponíveis Abordagem TerraForum Desafios a serem superados Diagnóstico Planejamento Modelagem
  8. 8. Contexto – Por que gestão do conhecimento?
  9. 9. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Sociedade hiperconectada Comportamento dos jovens na internet - Brasil Influências na aprendizagem
  10. 10. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Sociedade hiperconectada Comportamento dos jovens na internet - Brasil Influências na aprendizagem
  11. 11. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Sociedade hiperconectada Dado Fonte Total de 64,5 milhões Datafolha – Dez/2008 usuários 24,5 milhões (aumento Usuários de 14,7% em realação Ibope NetRatings – Dez/2008 residenciais a 2007) Acesso em centros 49% dos internautas NIC Br (CGI Br) – 2007 públicos de acesso pago Acesso na 15% NIC Br (CGI.br) - 2007 escola
  12. 12. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Sociedade hiperconectada Dado Fonte Domínios visitados 54 Datafolha – Dez/2008 por internauta 53% já incluiram algum conteúdo na web Outras 26% já publicaram Ibope NetRatings – Dez/2008 informações opiniões 20% já reclamaram de empresas Tempo médio de navegação por pessoa por mês no Brasil – 22 horas e 5 minutos 3º lugar no mundo – atrás da França e Alemanha Fonte – Nielsen Net Ratings - Dezembro/2008
  13. 13. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Sociedade hiperconectada Comportamento dos jovens na internet - Brasil Influências na aprendizagem
  14. 14. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Comportamento dos jovens na internet - Brasil Dado Fonte Horas de TV 3,4 horas de tv por dia MTV Brasil por dia 33% dos jovens entre 16 e Datafolha – Preferência Jul/2008 17 preferem a internet à TV “Em média um jovem no Brasil acessa mais de 2.000 páginas de internet por mês, 56% a mais que um adulto.” Fonte: Ibope Netratings Dado Fonte Não somente em Acesso via 68% é de usuários entre 10 casa. lan house e 15 anos NIC (CGI Br) - 2007
  15. 15. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Comportamento dos jovens na internet - Brasil 2.000 páginas acessadas por mês Quais as páginas acessadas por esse jovem e que informações elas veiculam?
  16. 16. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Comportamento dos jovens na internet - Brasil Pesquisa com 855 internautas – Outubro de 2008 – Ong Safernet
  17. 17. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Comportamento dos jovens na internet - Brasil Pesquisa com 855 internautas – Outubro de 2008 – Ong Safernet Dado Redes de 80% relacionamento Comunicadores 72% instantâneos Horas conectados 47% ficam mais de 4 horas por dia Amigos virtuais 79% possuem (37% - mais de 20) Vida sem internet 22% ficaria perdido O que a internet é? 26% - meu principal meio de diversão 53% dos jovens tiveram contato com conteúdo agressivo ou impróprio para sua idade.
  18. 18. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Comportamento dos jovens na internet - Brasil Como este comportamento influencia a aprendizagem dos jovens?
  19. 19. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Sociedade hiperconectada Comportamento dos jovens na internet - Brasil Influências na aprendizagem
  20. 20. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Influências na aprendizagem Pesquisa da Fundação MacArthur – EUA - Living and learning with new media Estudo etnográfico realizado de 2005 a 2008, examinando a participação dos jovens na nova “ecologia midiática”. 738 entrevistados 72 participantes de grupos focais 5.194 horas de observação 10.468 perfis de redes sociais coletados Principais formas de relacionamento entre jovens Comunicador instantâneo Celulares Redes sociais Jogos
  21. 21. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Influências na aprendizagem Gêneros de participação do jovem nas novas mídias Hanging Out Messing around Geeking out Encontrar-se com Atividade sem propósito Envolvimento intenso com determinada Definição algum amigo ou grupo específico mídia ou tecnologia. Discutir um gosto Aprender a respeito e participar de Buscar informações musical, falar de comunidades e domínios de Objetivo aleatoriamente, televisão, filmes, jogar conhecimento bem específico experimentar, jogar online, ou falar de jogos, Obter reconhecimento, reputação Amizade, Interesse em Motivação Amizade Interesse em conhecimento conhecimento Formas de Sugestões e feedbacks de pares para Auto-direção aprendizagem Expressão pessoal melhorias em produções Experimentação associados aos Comunicação Em algumas comunidades há também Exploração gêneros feedbacks de especialistas Nas novas mídias os jovens encontram o contexto adequado para: Desenvolver e negociar normas sociais com seus pares. Criar novos “letramentos”, baseados em códigos específicos
  22. 22. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Influências na aprendizagem Gêneros de participação do jovem nas novas mídias Hanging Out Messing around Geeking out Encontrar-se com Atividade sem propósito Envolvimento intenso com determinada Definição algum amigo ou grupo específico mídia ou tecnologia. Discutir um gosto Aprender a respeito e participar de Buscar informações musical, falar de comunidades e domínios de Objetivo aleatoriamente, televisão, filmes, jogar conhecimento bem específico experimentar, jogar online, ou falar de jogos, Obter reconhecimento, reputação Amizade, Interesse em Motivação Amizade Interesse em conhecimento conhecimento Sugestões e feedbacks de pares para Aspectos de Auto-direção Expressão pessoal melhorias em produções aprendizagem Experimentação Comunicação Em algumas comunidades há também associados Exploração feedbacks de especialistas Que o papel da escola e do educador neste novo contexto?
  23. 23. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Na sociedade do conhecimento, o cidadão pleno precisa desenvolver habilidades para: 1. Acessar efetivamente às fontes de conhecimento e informações 2. Avaliar e validar as informações 3. Organizar e proteger informações 4. Processar as informações, gerar novos conhecimentos e estruturando novos produtos de mídia 5. Atuar em rede, colaborando, publicando e disseminando informações e conhecimentos
  24. 24. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI 1. Acessar efetivamente às fontes de conhecimento e informações Definição de foco e uso de conceitos associativos Elaboração de questões pertinentes Definição de técnicas e estratégias de busca Uso de redes de colaboração virtual
  25. 25. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI 2. Avaliar e validar as informações Capacidade de julgamento, interpretação e questionamento Compreensão do uso de fontes e referências Técnicas de teste e validação da informação Uso de redes de colaboração e validação por pares
  26. 26. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI 3. Organizar e proteger as informações Capacidade de filtrar, classificar e armazenar informação Manutenção e atualização da lista de contatos e de “quem sabe o que” Desenvolvimento de métodos e rotinas para proteger e manter a informação facilmente recuperável
  27. 27. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI 4. Processar as informações, gerar novos conhecimentos e publicá-los Habilidades de escrita, comunicação oral e síntese Operação de ferramentas de produção, estruturação e publicação de conteúdos em diferentes meios, como: eletrônico, impresso, digital... Capacidade de monitoramento dos fluxos informacionais para atualização do conteúdo Identificação dos alvos da comunicação e interação
  28. 28. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI 5. Atuar em rede, colaborando, publicando e disseminando informações e conhecimentos Habilidades para comunicação e expressão Capacidade de comprometimento com os pares Capacidade de dar e receber feedbacks
  29. 29. Contexto – Por que gestão do conhecimento? Tendências Mundiais Habilidades para o século XXI Quais os desafios para os modelos educacionais nessa realidade? Atitude socrática: busca incessante, mas nunca plenamente atendida, da informação, do conhecimento e da verdade Fluxos “multidirecionais”, ‘multi-informacionais” e “multisensoriais” de conhecimento (ao invés do fluxo unidirecional professor-aluno) Foco na capacidade de crítica, questionamento, expressão e elaboração, além da apreensão do conteúdo em si Capacidade de aprendizagem e inovação Uso constante de projetos de “descobertas” e “criação” Domínio do uso das novas tecnologias de informação e comunicação baseadas na Internet
  30. 30. Benchmarks Mundiais
  31. 31. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Os países e cidades mais competitivos e com o melhor desempenho acadêmico no mundo se orientam por estratégias de Gestão do Conhecimento.
  32. 32. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns OECD – Organization for Economic Co-operation and Development PISA – Program for International Student Assessment PISA 2006 Finlândia – 563 pontos Coréia do Sul – 522 pontos Brasil – 390 (36º colocado) Finlândia Coréia Brasil
  33. 33. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Digitalização da Educação 1ª Fase – 1988 – Preparando professores para a sociedade baseada na informação e conhecimento Treinamento básico em computação oferecido para 25% de todos os professores anualmente de 1997 a 2000 2ª Fase – 2001 – Aprimoramento dos métodos de ensino e aprendizagem.baseados nas TICs Treinamento oferecido para 33% de todos os professores anualmente de 2001 a 2003 Professores podem fazer este treinamento 3 vezes ao ano
  34. 34. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns EDUNET – Gestão Educacional Integrada (1/2) Lançamento – 11/09/1996 Operação piloto em 174 escolas entre 2001 e 2003, em cooperação com empresas de TI 51 modelos de ensino-aprendizagem pré-configurados para o desenvolvimento de materiais para e-learning
  35. 35. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns EDUNET – Gestão Educacional Integrada (2/2) 5,74 milhões de usuários em 2005 Cyber Teachers – Resposta a qualquer dúvida postadas pelos estudantes em até 24 horas Comunidade aberta a estudantes de outras regiões e/ou países 460.000 materiais de apoio às aulas disponibilizados online 20.000 comunidades virtuais em funcionamento Redução de 24,9% do tempo de coleta de materiais dos professores
  36. 36. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns NEIS Project – National Education Information System Certificados online – Lançado em 2005 2006 – Sistema de aprovação digitalizado foi introduzido para elementary, middle, high e special schools – Diminuição no trabalho operacional de professores, que tem mais tempo para se dedicar às atividades de aprendizagem Economia de 60 bilhões de wons em 2006 (R$ 108.399.362)
  37. 37. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns KERIS – Korea Education & Research Information Service Lançado em 2006 Objetivos Aprimorar a competitividade do e- learning produzido na Coréia Aprimorar a educação Desenvolver serviços avançados de administração educacional
  38. 38. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Finlândia – Escolas como organizações de aprendizagem Estratégia Passando do currículo nacional ao local Implementação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) na educação Estratégia de informação como parte do currículo local Formação de uma rede de escolas
  39. 39. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Finlândia – Escolas como organizações de aprendizagem Estratégia – TICs na Educação (1/2) Todas as escolas avaliam seu próprio currículo e criam uma estratégia para o uso das TICs na educação, voltadas para a qualidade e para a aprendizagem, abrangendo: Compartilhamento/disseminação de métodos e materiais de aprendizagem Treinamento da equipe de funcionários Suporte técnico e pedagógico à aplicação das TICs Segurança no uso da internet Habilidades dos estudantes na sociedade da informação
  40. 40. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Finlândia – Escolas como organizações de aprendizagem Estratégia – TICs na Educação (2/2) Quatro segmentos de atuação: Computadores para escolas Desenvolvimento de redes Capacitação de professores Desenvolvimento de métodos de ensino Visão de Futuro TICs como parte do ambiente escolar como fontes de informação, meios de comunicação Inovações organizacionais Comunidades virtuais Suporte entre parceiros
  41. 41. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Finlândia – Fatores que influenciam os resultados do PISA Frequencies of computer use at home and performance on the mathematics among 580 Finnish students Conclusão 560 Quanto maior a Average 540 frequência de uso do computador em 520 casa, melhores são os resultados no exame do PISA. 500 Never Less than once Between once a A few times Almost every a month week and once each week day a month Girls Boys
  42. 42. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Cidade de Tampere – “Construindo uma sociedade do conhecimento regional humanamente sustentável” Objetivos: Facilitar interação entre diferentes participantes, baseado no cultura compartilhada, reciprocidade e confiança mútua Criar sinergias e facilitar aprendizagem coletiva Promover disseminação de informação tácita Desenvolver parcerias em rede Criar redes além das fronteiras Atrair competência global
  43. 43. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns E-learning – Internet desde as creches e incentivo à participação da população em projetos web Fatores de sucesso (1/2) Capacitação dos professores para: Habilidades técnicas para uso das novas tecnologias Formação em metodologias e técnicas para produção de conteúdo Parceria com universidades locais – inclusive para capacitação dos professores em gestão Parceria com desenvolvedores locais – Ex – Microsoft Formação de E-Bases – Unidades de suporte com materiais e equipe para treinamento dos professores para o uso de quaisquer tipos de software e/ou metodologias de aprendizagem específicas
  44. 44. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns E-learning – Internet desde as creches e incentivo à participação da população em projetos web Fatores de sucesso (2/2) “eSkills come before eLearning” – “Digital Literacy” no currículo das creches Equipamentos próprios para crianças Pessoal treinado e atividades em conjunto com os pais Acesso gratuito e treinamento nas bibliotecas para os cidadãos interessados (NetSquare) Inovação – Uso das tecnologias de forma integrada, buscando a eliminação do trabalho burocrático e favorecendo a dedicação dos estudantes às atividades educacionais Integração do e-learning às demais atividades educacionais Formação do e-Learning Cluster, para o desenvolvimento dos cursos, envolvendo: a biblioteca local, empresas de e-learning e a prefeitura, em intensa colaboração e compartilhamento Coordenação do e-learning Cluster e avaliação do nível de colaboração
  45. 45. Benchmarks Mundiais OECD - PISA Coréia do Sul Finlândia Aspectos comuns Podemos destacar alguns aspectos comuns às iniciativas demonstradas: Grande capacidade de infra-estrutura de redes Formação de alianças e redes com parceiros locais, como universidades (públicas e privadas) e desenvolvedores locais; Integração dos processos de gestão educacional por meio de sistemas informatizados Intercâmbio e colaboração envolvendo a participação de elementos de outros países Estratégia de atuação centralizada na busca de: Formação de redes Aprendizagem colaborativa Envolvimento da coletividade Aprendizagem para a inovação
  46. 46. Gestão do Conhecimento e Educação Pública
  47. 47. Gestão do Conhecimento e Educação Pública Gestão do Contribuições para a Resultados esperados Conhecimento educação Processo de Gestão do Conhecimento Direcionamento Estratégico Governança Inovar/criar Proteger Codificar Ciclo de GC Disseminar Organizar Compartilhar Taxonomia Ferramentas de TI © TerraForum Consultores
  48. 48. Gestão do Conhecimento e Educação Contribuições para a Gestão do Conhecimento Resultados esperados educação A Gestão do Conhecimento pode apoiar a educação pública em diferentes processos: Secretaria de Educação Departamentos/ Conselho Municipal de Gerências Educação Unidades de Ensino Gestão Educacional Pública Educação Infantil Ensino Fundamental Diretores EJA EJA Gestão EMEI NEI IMI EE CI CII EE I II Escolar Professores Estudantes Processo de Aprendizagem Pais Comunidade © TerraForum Consultores
  49. 49. Gestão do Conhecimento e Educação Contribuições para a Gestão do Conhecimento Resultados esperados educação Por meio de diferentes métodos. Inovação e Codificação Organização Compartilhamento Disseminação Proteção criação Base de Comunidades de Prática Conhecimento Comunidades de interesse Mapeamento de processos Gestão Memória de Projetos Educacional Taxonomia Pública Gestão de Documentos Páginas amarelas Gestão Escolar Ferramenta de busca Educação a Distância Fluxo de Aprendizagem Portal educacional Lições aprendidas Producão compartilhada de conteúdo © TerraForum Consultores
  50. 50. Gestão do Conhecimento e Educação Contribuições para a Gestão do Conhecimento Resultados esperados educação Métodos que podem ser aplicados de diversas formas. Gestão Educacional Processo de Ferramentas de Gestão Escolar Pública Aprendizagem suporte Bases de conhecimento Planos de aulas Wikispaces Legislação específica Conteúdo específico Base de Materiais de apoio Gestor de documentos Diretrizes curriculares das aulas Conhecimento Modelos de Blogs Diário Oficial Conteúdos de apoio documentos RSS LMS Agrupamentos em torno Social Networks Comunidades de de temas de interesse - - Ambientes Virtuais de interesse dos estudantes – Aprendizagem Ex: Filmes, HQs... Comunidades reunindo professores de uma Social Networks Comunidades de disciplina de diferentes - Comunidade de diretores Ambientes Virtuais de prática unidades escolares Aprendizagem Construção de projetos interdisciplinares Sistemas de Gestão Atividades extra Escolar Educação a Educação continuada Educação continuada curriculares Ambientes Virtuais de distância Reforço escolar Aprendizagem Virtual Classes Pesquisa na base de Softwares web (Google, Ferramentas de Pesquisa na base de Pesquisa na base de conhecimento Yahoo) busca conhecimento conhecimento Gestores de documentos © TerraForum Consultores
  51. 51. Gestão do Conhecimento e Educação Contribuições para a Gestão do Conhecimento Resultados esperados educação Métodos que podem ser aplicados de diversas formas. Gestão Educacional Ferramentas Gestão Escolar Fluxo de Aprendizagem Pública de suporte Mapeamento de Otimização dos fluxos de Otimização dos fluxos de - Workflows processos gestão da educação pública gestão escolar Portais Wikispaces Blogs Memória de Registro de - experiências e resultados de projetos - Ex: Canteiro de Projetos LMS projetos Compartilhamento de insights e impressões Apresentação Social Networks Portfólios Portfólios digitais das digitais Páginas Amarelas Registro de especialistas em disciplinas específicas produções escolares Repositórios de perfis © TerraForum Consultores
  52. 52. Gestão do Conhecimento e Educação Contribuições para a Gestão do Conhecimento Resultados esperados educação Métodos que podem ser aplicados de diversas formas. Gestão Educacional Ferramentas de Gestão Escolar Fluxo de Aprendizagem Pública suporte Divulgação de ementas de Monitoramento de resultados Divulgação de disciplinas e planos de aula Acesso às bases de documentos e Relacionamento com pais e conhecimento diretrizes estudantes Relacionamento com Relacionamento com Softwares de Integração das rotinas de gestão professores, pais e diretores toda a comunidade portais (SAP, escolar (frequência, avaliação, Relacionamentod os Portal escolar WebSphere, etc...) estudantes entre si educacional Prestação de contas Sharepoint, etc...) Integração entre diferentes Integração com estudantes de Integração com Softwares livres unidades escolares outras unidades fornecedores (Moodle) Monitoramento de notícias do Desenvolvimento de projetos Educação continuada segmento inter-unidades Monitoramento de Desenvolvimento de projetos inter- Divulgação de portfolios notícias do segmento unidades digitais Gestores de Resolução de atividades e documento Produção exercícios em pares e/ou WikiSpaces Elaboração de Elaboração de planos de aula compartilhada grupos Blogs documentos oficiais Elaboração de materiais de apoio de conteúdo Desenvolvimento de projetos Apresentação em grupo Base de Conhecimento Bases de Classificação dos itens da base de conhecimento (Legislação, Documentos, Planos de aula, conhecimento Taxonomia Materiais de apoio, etc.) Portais Educacionais © TerraForum Consultores
  53. 53. Gestão do Conhecimento e Educação Contribuições para a Gestão do Conhecimento Resultados esperados educação Otimização na gestão dos processos educacionais Disseminação de boas e melhores práticas de gestão Gestores, estudantes e Diminuição da necessidade de professores mais dedicação a processos preparados para o burocráticos novo contexto Implementação de uma cultura de melhoria contínua Co-criação e protagonismo Melhora nos resultados estudantil dos indicadores Incorporação de fluxos de inovação na educação © TerraForum Consultores
  54. 54. Ferramentas Disponíveis
  55. 55. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Os processos de Gestão do Conhecimento, operacionalizados em métodos, se desenvolvem com base em ferramentas tecnológicas. Inovar/criar Proteger Codificar Ciclo de GC Disseminar Organizar Compartilhar Ferramentas de TI
  56. 56. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas As ferramentas tecnológicas educacionais dispõem de recursos que suportam esses processos. Ferramentas/ Base de Comunidades Comunidades Educação a Ferramentas Gestão de Memória de Páginas Portal Produção de Taxonomia Métodos conhecimento de interesse de prática distância de busca documentos projetos Amarelas Educacional conteúdo Ambientes virtuais de aprendizagem /LMS Apresentação Bases de conhecimento Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e Vídeos Folksonomy tools Instant Messaging FlashMeeting Tutorial RSS Calendário Gestor de documentos Virtual Classes Sistemas de Gestão Escolar
  57. 57. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Seguem cases de aplicações de algumas das ferramentas de tecnologia educacional mais utilizadas na área. Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  58. 58. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  59. 59. Cases – Sistema de Gestão Escolar Microsoft Learning Gateway Atores do Processo Educacional - O Learning Gateway possibilita a interação integrada entre as atividades dos diferentes participantes do processo educacional, quais sejam: Educação Formal Diretor Professor Estudante/Aprendiz
  60. 60. Microsoft Learning Gateway Framework 60 Agrupamento de Aprendizes - O Learning Gateway oferece recursos para a formação de grupos entre os aprendizes, conforme critérios de localidade, função, cargo, etc. Educação Formal Turmas Disciplinas PROFESSOR – Cada grupo de aprendizes está sob responsabilidade de um especialista/supervisor. DIRETOR – O administrador acompanha os resultados obtidos em todos os grupos de aprendizes.
  61. 61. Interface Diretor 61
  62. 62. Interface Diretor 62 Possibilidade de comunicação e identificação de perfis de usuários (e-mail, IM, eventos)
  63. 63. Interface Diretor 63 Possibilidade de criação de Workspaces para gerenciamento de tarefas, agendas e documentos
  64. 64. Interface Diretor 64 Cada Workspace pode ser configurado com as informações que forem necessárias. Cada administrador indica os usuários que tem acesso a cada Workspace
  65. 65. 65 Interface Professor
  66. 66. Interface Professor 66 Learning space customizado para atividades de aprendizagem e colaboração entre os aprendizes
  67. 67. Interface Professor 67 Learning Space
  68. 68. Interface Professor 68 A partir da learningspace é possível endereçar atividades de aprendizagem para aprendizes específicos
  69. 69. Interface Professor 69 A partir daí é possível monitorar o desenvolvimento das atividades pelos aprendizes. Recebe alerta do cumprimento.
  70. 70. Interface Professor 70 Monitor de resultados dos aprendizes
  71. 71. Interface Professor 71 Do monitor chega-se diretamente à lista de atividades disponibilizadas, e de lá para a atividade em si
  72. 72. Interface Professor 72 A partir da atividade, é possível visualizar os aprendizes que a fizeram
  73. 73. Interface Professor 73 Compartilhamen to de boas práticas e documentos (repositório central) - recurso de busca (qualquer mídia digital), por outros gerentes e/ou supervisores.
  74. 74. 74 Interface do Aprendiz
  75. 75. Interface do Aprendiz 75 Na página inicial o aprendiz tem acesso a um painel completo com as informações relacionadas às suas atividades. A princípio podemos ver as classes e/ou disciplinas de que ele participa.
  76. 76. Interface do Aprendiz 76 E possível também enviar tarefas e/ou atividades cumpridas para os supervisores.
  77. 77. Interface do Aprendiz 77 Os aprendizes são inseridos nos Workspaces criados pelos supervisores, e tem oportunidade para interagir com os colegas do mesmo Workspace, além de desenvolver atividades.
  78. 78. Interface do Aprendiz 78 A partir da lista é possível acessar à atividade.
  79. 79. Interface do Aprendiz 79 A partir da lista é possível acessar à atividade.
  80. 80. Interface do Aprendiz 80 Nesse caso os exercícios são corrigidos automaticamente
  81. 81. Interface do Aprendiz 81 Acessando ao próprio exercício, é possível visualizar o feedback de cada resposta dada.
  82. 82. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  83. 83. Cases – Ambientes Virtuais de Aprendizagem SharePoint Learning Kit Estudante acessa à tarefa Resolve a Professor insere atividade documento/recurso numa Por meio do biblioteca documento, o professor atribui tarefa ao estudante Submete a correção Professor acessa o resultado e corrige e encaminha feedback
  84. 84. Cases – Ambientes Virtuais de Aprendizagem Software Livre – NineHub Portal baseado no Moodle (software livre), que oferece recursos para a criação e gerenciamento de atividades de aprendizagem
  85. 85. Cases – Ambientes Virtuais de Aprendizagem Virtual Class Ambiente virtual com recursos para: Apresentações síncronas Disponibilidade de materiais de apoio Realização de testes Relacionamento em rede Folksonomy
  86. 86. Cases – Ambientes Virtuais de Aprendizagem Cases nacionais Educom.TV Projeto de formação a distância de 2.200 professores da rede pública estadua de São Paulo, com duração de 7 meses. http://www.usp.br/educomtv TONOMUNDO Projeto resultante da parceria entre a Escola do Futuro e a Telemar, propicia a implementação de uma rede de comunicação via Internet entre escolas públicas de ensino fundamental, localizadas em 16 Estados brasileiros, com conteúdos pedagógicos, possibilitando acesso aos alunos e aos professores como ferramenta didática. http://www.tonomundo.org.br
  87. 87. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  88. 88. Cases – Base de Conhecimento Portal - AskAsia Biblioteca de planos de aula compartilhados Artigos de base também disponíveis
  89. 89. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  90. 90. Cases – Ferramentas de Autoria Articulate CourseLab Desenvolvimento de tutoriais e materiais instrucionais Conversão de arquivos powerpoint em animações digitais
  91. 91. Cases – Ferramentas de Autoria Projeto voltado ao desenvolvimento de simulações didáticas baseads nos conceitos de física e química, planejadas por estudantes e professores de escolas públicas. O projeto já alcançou 8.000 estudantes. http://www.labvirt.fe.usp.br
  92. 92. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  93. 93. Cases – Blogs Concurso de Blogs Edublogs Interatividade - Fluxo aberto e contínuo de comunicação, favorecendo a constante aprendizagem, e a disseminação viral; Multimídia – Nos blogs é possível publicar textos, podcasts, apresentações e também animações em flash Possíveis aplicações educactivas – Diário pessoal, portfólio de trabalhos, relato de notícias e eventos, auto- apresentação; Colaboração em torno de temas específicos, trabalho colaborativo, cursos e-learning , organização pessoal...
  94. 94. Cases – Blogs Projeto de formação de professores da rede municipal de São Paulo para a utilização de rádio e podcasts http://blogandonasondasdoradio.blogspot.com
  95. 95. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  96. 96. Cases – Wikis Primary Math Wikis in Education Recursos que possibilitam a produção de conteúdo de forma compartilhada, com recursos multimídiae registro automático de todo o histórico de modificações. Possíveis aplicações educativas Postagem de tarefas e guias de estudo; Organização de artigos e materiais de referência; gerenciamento compartilhado de um calendário; Postagem de questões para debate; Participação de pais; Criação de jornais estudantis;
  97. 97. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  98. 98. Cases – Social Networks Ning Ellg Formação de redes educacionais Estabelecimento de conexões entre os aprendizes Comunicação – Blog, wiki, podcast, apresentações Recursos para auto-gestão – Workflow, calendário Encaminhar para colegas Compartilhhamento de referências e links de interesse
  99. 99. Cases – Social Networks Espaço virtual de interação e colaboração entre crianças previamente cadastradas, com recursos que proporcionam aprendizagem a partir de atividades lúdicas, desenvolvido pelo Banco Real e pela Escola do Futuro. http://www.brincandonarede.com.br
  100. 100. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  101. 101. Cases – Podcasts e Vídeos Teacher Tube iGovSP Divulgação de produções Colaboração – Postagem de comentários Ranking de visitações Encaminhar para colegas
  102. 102. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  103. 103. Cases – Folksonomy Compartilhamento de referências Classificação espontânea do conhecimento
  104. 104. Ferramentas Disponíveis Métodos x Ferramentas Ferramentas Sistemas de Gestão Escolar Ambientes virtuais de aprendizagem Bases de conhecimento Ferramentas de Autoria Blogs Wikispaces Social Networks Podcasts e vídeos Folksonomy tools Apresentação
  105. 105. Cases – Apresentações Slideshare Scribd Compartilhamento de apresentações e documentos Colaboração – Postagem de comentários Ranking de visitações Encaminhar para colegas
  106. 106. Abordagem TerraForum
  107. 107. Abordagem TerraForum Desafios(1) Oportunidades(2) • Nível de conforto com a visão antiquada de • Conscientizar sobre a potencial melhoria da métodos de ensino aprendizagem Educação com novos métodos • Diferentes níveis de familiaridade e pré- • Identificar, envolver e reconhecer aqueles disposição à utilização de novas tecnologias com níveis mais altos de pré-disposição. no grupo de funcionários • Propiciar a troca e aprendizado constante de melhores práticas • Existência de funcionários com foco na • Explicitar a inter-relação entre oportunidades manutenção do espaço conquistado e não na de melhoria na Educação e na vida melhoria da Educação Pública profissional, • Monitorar a adequação do foco. • Histórico recente de experiências de Gestão • Pesquisar e consolidar as iniciativas na de Conhecimento e Inovação na Educação Educação, Pública Brasileira • Co-criar modelo customizado para SE • Resultados a serem alcançados são em • Definir e explicitar indicadores de melhoria prazos maiores que o calendário político com cronograma de apuração e expectativas eleitoral de resultados 1 – Fonte: Terraforum - experiência e contato com Educadores e Gestores em Eventos e Mestrado na PUC-SP 2 – Fonte: Terraforum - experiência em Projetos de Gestão de Conhecimento e Gestão de Mudança
  108. 108. Abordagem TerraForum A implementaçaõ de um programa de ações em Gestão do Conhecimento contempla o seguinte processo: Diagnóstico Planejamento Modelagem Estuturação das Mapeamento de públicos Definição de visão de Iniciativas e necessidades longo prazo Taxonomia Levantamento de Definição de escopo e Modelo de Governança oportunidades objetivos Plano de implementação Análise de conteúdo e Elaboração de processos existentes propostas de valor Métricas
  109. 109. Abordagem TerraForum Diagnóstico Planejamento Modelagem Objetivos: • Compreender o contexto, as características e os principais desafios da educação pública • Identificar os principais desafios • Estabelecer as bases para o desenvolvimento do Projeto Atividades: Entrevistas com stakeholders - alta gestão e áreas-chave Análise de documentação referente à dinâmica e prioridades do órgão Análise da documentação e práticas atuais referentes a gestão de pessoas Análise da documentação e práticas atuais referentes à educação Análise de documentação e práticas atuais referentes a processos decisórios Pesquisa sobre demandas de educação Entrevistas complementares Alinhamento e definição das necessidades e fatores críticos de sucesso Elaboração de Relatório de Diagnóstico, Desafios e Fatores Críticos de Sucesso Produtos: • Relatório de diagnóstico evidenciando principais desafios da educação pública • Direcionamento e fatores críticos de sucesso validados
  110. 110. Abordagem TerraForum Diagnóstico Planejamento Modelagem Objetivos: • Definir a visão e o direcionamento estratégico do projeto • Promover visão compartilhada sobre o projeto • Detalhar planejamento do projeto • Identificar e engajar áreas-chave e stakeholders a serem envolvidos Atividades: Engajamento da equipe de projeto e stakeholders Identificação da visão compartilhada para o projeto Detalhamento de escopo do projeto e objetivos a serem alcançados Detalhamento das propostas de valor Produtos: • Escopo e objetivo definidos • Equipe de projeto e stakeholders engajados • Propostas de valor estabelecidas
  111. 111. Abordagem TerraForum Diagnóstico Planejamento Modelagem Objetivos: •Prover planejamento detalhado do processo de implementação do programa •Orientar a gestão de mudanças, antecipar obstáculos e potencializar resultados •Estabelecer parâmetros para a implementação das iniciativas de Gestão do Conhecimento Atividades: Alinhamento das definições-chave e definição de milestones Faseamento do plano de implementação e definição das métricas iniciais Análise de fatores críticos de sucesso e riscos do projeto Detalhamento dos objetivos, metas e plano de implementação Definição das ações de gestão de mudanças Desenvolvimento do plano de comunicação e lançamento Definições de estrutura e equipe de operação Consolidação do Plano de Implementação e Evolução Produtos: • Plano de implementação detalhado • Plano de comunicação e plano de gestão de mudanças
  112. 112. Obrigado! TerraForum Consultores

×