Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Marco Teórico
José Carlos Rosatti
Engº Agrº
Introdução
É o resultado da seleção das:
 teorias,

 conceitos,

 conhecimentos científicos,

 métodos e procedimentos...
É um Procedimento Metodológico
“Revisão da Literatura”
 Em que para produzir um conhecimento

cientifico novo, mais avanç...
Exemplo
 Teoria da evolução das espécies de

Charles Darwin.
Foi publicada em 1859 (século XIX)
Mas foi baseada em estudo...
Elaboração do Marco Teórico
 Definição do tema;

 Seleção das teorias;

 Conceitos e Conhecimentos científicos;
 Seleç...
Definição do Tema (objeto da pesquisa)
 Escolha de um fenômeno entre a infinidade

de fenômenos do universo

O qual não p...
Universo Científico
Universo científico:
Todas as teorias,
métodos, conceitos e
conhecimentos
científicos existentes
Seleção das Teorias
 Com a definição do tema, a quantidade de

teorias utilizadas na pesquisa, dependerá da
multiplicidad...
Exemplo
Tema: “A poluição do ar na Cidade do México
em 2006”




Quantidade e composição de agentes patogênicos
inorgâni...
Correspondência entre Objeto de
pesquisa e Marco teórico

O objeto de pesquisa determina o Marco
teórico
Escolha dos Conceitos
São os veículos do conhecimento na ciência pois refletem os
fenômenos da realidade ou são capazes de...
Exemplos do Uso de Conceito


Na analogia da viagem:
Se o ponto final de minha viagem é Londres, não posso
mover-me de ca...
Seleção dos Métodos
Métodos: técnicas que são usadas para
descrever, explicar e predizer a pesquisa.
Uma análise da realid...
Exemplo
Comprovação de uma Hipótese por meio de
modelos de computação.
A força de ascensão que exerce o ar sobre
a asa de ...
Marco Histórico
É resultante da aplicação da teoria (do Marco
Teórico) a uma fase do passado (pretérito) do
objeto de pesq...
Exemplo


Para conhecer a opinião atual da população
paraguaia sobre a guerra da Tríplice Aliança , é
necessário que se f...
Descrição Científica
 é a atividade que reproduz (registra)

conceitualmente, e se possível, da forma
quantitativa, as pr...
Conclusões


É importante a definição correta do tema ou objeto;
Com o Marco Teórico:



Será possível estabelecer quais...
Conclusão Final
 A delimitação do objeto de pesquisa,
 A elaboração do Marco Teórico e a

 Posterior formulação das hip...
Referências
 DIETERICH, H.

Novo Guia para a
pesquisa científica. 1. ed. Blumenau:
FURB, 1999. 263 p.
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Marco teórico

25,661 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Marco teórico

  1. 1. Marco Teórico José Carlos Rosatti Engº Agrº
  2. 2. Introdução É o resultado da seleção das:  teorias,  conceitos,  conhecimentos científicos,  métodos e procedimentos, que o pesquisador requer para descrever e explicar objetivamente o objeto de pesquisa, em seu estado histórico, atual ou futuro (DIETERICH, 1999).
  3. 3. É um Procedimento Metodológico “Revisão da Literatura”  Em que para produzir um conhecimento cientifico novo, mais avançado que o existente, é necessário conhecer os atuais conhecimentos teóricos e metodológicos e considera-los como ponto de partida para a nova pesquisa.
  4. 4. Exemplo  Teoria da evolução das espécies de Charles Darwin. Foi publicada em 1859 (século XIX) Mas foi baseada em estudos que remontam o século XVII e XVIII. Tal como trabalho de George Buffon (17071788): “Que percebeu que existiam espécies que pareciam vir de um tronco comum “
  5. 5. Elaboração do Marco Teórico  Definição do tema;  Seleção das teorias;  Conceitos e Conhecimentos científicos;  Seleção dos métodos;’  Marco histórico;  Descrição científica.
  6. 6. Definição do Tema (objeto da pesquisa)  Escolha de um fenômeno entre a infinidade de fenômenos do universo O qual não pode ser explicado de forma imediata ou sem a utilização da teoria.
  7. 7. Universo Científico Universo científico: Todas as teorias, métodos, conceitos e conhecimentos científicos existentes
  8. 8. Seleção das Teorias  Com a definição do tema, a quantidade de teorias utilizadas na pesquisa, dependerá da multiplicidade de interesses da pesquisa
  9. 9. Exemplo Tema: “A poluição do ar na Cidade do México em 2006”   Quantidade e composição de agentes patogênicos inorgânicos como o chumbo, o ozônio, o nitrogênio, o pó, etc. Teorias: Física e Química ou/e Presença de microorganismos patogênicos, como protozoários, bactérias, fungos e vírus. Teorias: biologia e, provavelmente, a medicina humana
  10. 10. Correspondência entre Objeto de pesquisa e Marco teórico O objeto de pesquisa determina o Marco teórico
  11. 11. Escolha dos Conceitos São os veículos do conhecimento na ciência pois refletem os fenômenos da realidade ou são capazes de representa-los Exemplo: Se, numa viagem de Maringá a Blumenau de carro, o objetivo será atingido guiando-se pelos sinais de trânsito na estrada, ao deixar de ver estes sinais, perde-se o caminho que levava ao final da exploração do desconhecido.   ‘ Os conceitos são os veículos para chegar ao ponto final da pesquisa. No Marco Teórico, deve-se escolher os conceitos mais adequados ao tema.
  12. 12. Exemplos do Uso de Conceito  Na analogia da viagem: Se o ponto final de minha viagem é Londres, não posso mover-me de carro, porque o mar me impede de chegar. O meio adequado seria, obviamente, o avião.  Ave é a palavra que nomeia todos os animais que têm asas, bico e penas. O termo ave expressa um conceito porque, rotula através de uma única palavra, as regularidades e os atributos que todos os animais classificados como tal apresentam.
  13. 13. Seleção dos Métodos Métodos: técnicas que são usadas para descrever, explicar e predizer a pesquisa. Uma análise da realidade é científica ou objetiva quando se realiza mediante o uso adequado do método.  A escolha do método mais adequado é feito no Marco Teórico
  14. 14. Exemplo Comprovação de uma Hipótese por meio de modelos de computação. A força de ascensão que exerce o ar sobre a asa de um avião em diferentes velocidades, ou com diferentes perfis de asa, podem ser simulados em computadores muita avançados, dando em segundos resultados que a medição em túneis de vento produziriam em semanas de experimentos.
  15. 15. Marco Histórico É resultante da aplicação da teoria (do Marco Teórico) a uma fase do passado (pretérito) do objeto de pesquisa. Já o Marco Teórico é a base de análise do fenômeno escolhido como tema/objeto de pesquisa,
  16. 16. Exemplo  Para conhecer a opinião atual da população paraguaia sobre a guerra da Tríplice Aliança , é necessário que se faça uma pesquisa de opinião representativa no país. (Marco Teórico)  Para conhecer a opinião dos paraguaios durante a intervenção militar, é necessário analisar sistematicamente os jornais, pasquins e outras manifestações de opinião pública do país durante a agressão, a fim de poder inferir - não com muita precisão, certamente - sobre a opinião geral no país durante a agressão.’ (Marco Histórico)
  17. 17. Descrição Científica  é a atividade que reproduz (registra) conceitualmente, e se possível, da forma quantitativa, as propriedades do objeto de pesquisa;  É feita em consonância com o Marco Teórico;  é um instrumento utilizado paralelamente ao Marco Teórico, agindo diretamente sobre o objeto de pesquisa.
  18. 18. Conclusões  É importante a definição correta do tema ou objeto; Com o Marco Teórico:  Será possível estabelecer quais as teorias que permitirão a compreensão sistemática do objeto de pesquisa (tema);  Direcionar o estudo para a definição dos métodos, conceitos e dos conhecimentos que serão utilizados durante o trabalho, já que estes são partes integrantes da respectiva teoria.
  19. 19. Conclusão Final  A delimitação do objeto de pesquisa,  A elaboração do Marco Teórico e a  Posterior formulação das hipóteses: Somente descansarão sobre bases seguras quando o pesquisador tiver proposto a comprovação de suas hipóteses. Só a partir deste momento é que seu trabalho adquire certa definição (DIETERICH, 1999).
  20. 20. Referências  DIETERICH, H. Novo Guia para a pesquisa científica. 1. ed. Blumenau: FURB, 1999. 263 p.

×