Feelinks Identidade

354 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
354
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Feelinks Identidade

  1. 1. manual de identidade<br />abril 2010<br />
  2. 2. Para uma comunicação eficaz, é fundamental utilizar o logótipo segundo regras,<br />que ajudem a estabilizar, normalizar e uniformizar a sua identificação visual.<br />Este Manual de Identidade constitui um guia de consulta simples para uma<br />correcta utilização do logótipo feelinks.<br />
  3. 3. 1 | apresentação da identidade<br />2 | fases do logótipo<br />3 | o logótipo<br />4 | cores<br />5 | aplicação em diferentes fundos<br />6 | descodificar a tipografia<br />
  4. 4. apresentação da identidade<br />A aplicação multimédia idealizada tem como base o conceito do “Jogo do Novelo”.<br />O novelo será o objecto utilizado que permitirá ao utilizador realizar a sua apresentação, ao entrar no jogo, exprimindo uma determinada emoção.<br />O jogo terá como objectivo conhecer o estado de espírito de cada participante, sendo este colocado face a diferentes emoções. Este irá escolher aquela que mais se adequa a si próprio nesse determinado momento. Ao realizar essa escolha acabará assim por fazer parte de um grupo.<br />Tendo em mente estas noções base, procuraremos criar um ambiente interactivo, participativo e envolvente.<br />Enquadrando o conceito e teoria, podemos então passar a enumerar o contexto visual que irá compor a instalação.<br />
  5. 5. evolução do logótipo<br />Ao longo do processo de concepção do logótipo, surgiu inicialmente a expressão LinkedEmotions (2) para representar o conceito. <br />Contudo, esta expressão, juntamente com a marca gráfica associada (3), foi colocada de parte por conferir ao projecto uma noção demasiadamente institucional.<br />Assim, a evolução passou pela escolha de elementos mais orgânicos (4 e 5) cuja representação vai de encontro à fluidez e ligação das emoções das pessoas.<br />
  6. 6. o logótipo<br />A representação final da identidade surge da junção das palavras inglesas “Feel” (sentir) e “Links” (ligações). Surge então o logótipo que representa o “sentir as ligações”.<br />Procurou-se com o logótipo idealizado representar a ideia base do jogo original. A construção da palavra “fellinks” com uma só linha, com os respectivos elos de ligação, simboliza a passagem do novelo pelos diversos participantes do jogo, unindo-os pelos diversos sentimentos, aqui representados pelas cores da paleta escolhida.<br />
  7. 7. feelinks<br />
  8. 8. as cores<br />A cor cor-de-rosa é emocionalmente descontraída, que influi nos sentimentos, convertendo-os em amáveis, suaves e profundos. Faz-nos sentir carinho, amor e protecção. Afasta a solidão e converte-nos em pessoas sensíveis. Enquanto que o vermelho, reflecte mais a parte sexual, o rosa está relacionado ao amor altruísta e verdadeiro.<br />O esquema de cores escolhido é muito amplo, uma vez que pretendemos representar o conjunto de emoções das diversas pessoas do ambiente interactivo. Os diversos significados emocionais são mostrados pela cor. A partilha de sentimentos e emoções é representada pelo gradiente horizontal das cores. O gradiente permite reforçar a identificação das duas palavras inglesas, que juntas, definem a nossa identidade.<br />255<br />0<br />255<br />RGB: 0.0.255<br />A cor azul é uma cor fresca, transmite tranquilidade e está associada com a parte mais intelectual da mente. Representa a noite. Ajuda a controlar a mente, a ter clareza de ideias e a ser criativo. <br />0<br />0<br />255<br />
  9. 9. as cores<br />Essas definições são apenas associações psicológicas comuns ao ser humano,<br />porém, a cor é uma questão de vários factores e é individual, portanto é necessário que avalie a influência da cor de acordo com a percepção de cada um, no físico, emocional, mental e espiritual e assim utilizar as cores com sabedoria, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e como elemento de autoconhecimento, aumentando a percepção sobre nós mesmos.<br />“Não é possível contentar-se com a associação para explicar a acção da cor sobre a alma. A cor, não obstante, é um meio de exercer sobre ela uma influência direta”.<br />“A cor é a tecla. O olho o martelo. A alma o piano de inúmeras cordas”.<br />KANDINSKY, Wassily. Do espiritual na arte.São Paulo: Martins Fontes, 2000.<br />
  10. 10. aplicação sobre diferentes fundos<br />monocromia<br />
  11. 11. aplicação sobre diferentes fundos<br />fotografia<br />
  12. 12. aplicação sobre diferentes fundos<br />fotografia<br />
  13. 13. tipografia<br />¿Como te sienteshoy?<br />Instalação Interactiva<br />Universidade de Aveiro<br />Abril 2010<br />

×