Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
Loading in …3
×
1 of 30

Algoritmização ds relações sociais em rede, produção de crenças e construção da realidade

1

Share

Download to read offline

Slides da minha defesa de mestrado. O tema aborda como a pessoas processam e lidam com a informação, e como este processo pode influenciar na produção de crenças e construção da realidade. O tema se aprofunda na mediação algoritmica possibilitada pelas plataformas de mídias sociais.

Dissertação disponível em: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/1040

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Algoritmização ds relações sociais em rede, produção de crenças e construção da realidade

  1. 1. Algoritmização das relações sociais em rede, produção de crenças e construção da realidade João Carlos Rebello Caribé Orientador: Arthur Coelho Bezerra
  2. 2. Algoritmos Bolhas Polarização Distorção Heteronomia Influência 2011
  3. 3. BAKSHY, E.; MESSING, S.; ADAMIC, L. Exposure to Diverse Information on Facebook. Facebook. 2015. Facebook’s it’s not our fault study Amostragem pequena e enviesada Usabilidade Amostragem pequena Tufecki Pariser Período de estudo muito longo Ciclos de feedback diferentes
  4. 4. PolarizaçãoO excedente informacional leva ao agrupamento de pessoas com idéias semelhantes (SUNSTAIN,2001). O algoritmo faz a filtragem do conteúdo entregando a informação que considera adequada, sem julgamento de veracidade (ALLCOTT,2017). Síndrome do mundo bom (PARISER,2011). Discussão entre pessoas com idéias parecidas, influencia negativamente as emoções e reforça a polarização (VICARIO, 2016). A exposição a opiniões de laços fracos fornecem novas informações evitando a polarização (BARBERÁ, 2015).
  5. 5. Existem variáveis, características, motivações, contextos, condições ambientais, econômicas, culturais, temporais, psicológicas e emocionais que atuam sobre cada um dos três elementos envolvidos no modelo em estudo. 1 2 A informação esta em transformação, e pode ter valores e significados em cada estado da cadeia de produção da informação. Estes estados são descritos por Capurro (2004), como geração, coleta, organização, interpretação, armazenamento, recuperação, disseminação, transformação e uso. 3 A mediação algorítmica é um fenômeno que está em pleno desenvolvimento.
  6. 6. Internet do Rico x Internet do Pobre
  7. 7. Uma concepção de democracia considera que o povo deve ser impedido de conduzir seus assuntos pessoais e os canais de informação devem ser estreita e rigidamente controlados (CHOMSKY, 2013). A agenda setting determina sobre o que as pessoas irão pensar. A teoria da espiral do silêncio, acusa uma tendência ao silenciamento das opiniões divergentes, devido ao receio do isolamento social. (BEZERRA, CAPURRO e SCHNEIDER,2017). A eficácia da propaganda depende da exploração uma crença ideológica falha, explorando e fortalecendo estas ideologias (STANLEY, 2015). Produção de crenças e desordem informacional
  8. 8. Construção da realidade O mundo social tem uma realidade própria, a cotidiana. Ele é construído pelas práticas humanas e suas consequências, se feito sobre bases voláteis será igualmente volátil. (COULDRY e HEPP, 2017).
  9. 9. Modelo informacional
  10. 10. Ciência da informação e cognitivismo Dulce Amélia Neves (2006) Gercina Ângela Borém Lima (2003) A ciência cognitiva é uma área de estudos interdisciplinares que se inter-relaciona com psicologia cognitiva, ciência da computação, sistemas de informação, inteligência artificial, neurociências e lingüística, entre outras. A partir dessa inter-relação, as pesquisas desenvolvidas sobre a cognição humana têm buscado apreender o modo como as pessoas pensam, interpretam e percebem o mundo.
  11. 11. Clima Humor Fisiologia Estética Linguagem corporal Experiências
  12. 12. Heurísticas Heurística de ancoragem Heurística da disponibilidade Heurística da representatividade Viés de confirmação
  13. 13. Como indivíduos domam a informação
  14. 14. Espiral do silêncio NOELLE-NEUMANN (1974)
  15. 15. Forças dos meios de comunicação de massa Acumulação Consonância Ubiquidade
  16. 16. Agenda-setting McCOMBS e SHAW, 1972 A grande mídia tem o poder de escolher que assuntos e noticias terão destaques, e podem fazer isto de modo a conduzir uma narrativa. O que McCombs e Shaw destacam é que estas escolhas podem influenciar na forma como os indivíduos irão classificar e assimilar as informações.
  17. 17. Dispositivo Campos potenciais 14,9 bilhões •técnico •mercadológico •legal •segurança •comportamental
  18. 18. Que informações podem ser obtidas? Biométricas Relacionais e familiares PsicológicasConjugal e Sexual Rotinas e posicional Fisiológicas Financeiras Profissionais e educacionais Interesses pessoais Domésticas Como se informa Hábitos de consumo Princípios e valores
  19. 19. WU et al, 2015
  20. 20. McCrae e Costa (1989)
  21. 21. Homofilia Os iguais se atraem Os que curtem a página desta batata são: a) Gulosos b) Exóticos c) Inteligentes d) Preguiçosos
  22. 22. Fonte - Facebook, relações com investidores Capitalismo de vigilância Shoshana Zuboff 2015 Independência estrutural Hiperescala Tenciona os limites da lei e da ética Estado informacional Sandra Braman, 2006
  23. 23. Conclusão O capitalismo de vigilância é modelo da nova economia A tecnologia pode ser positiva A algoritmização das relações sociais provoca o encurtamento do mundo e constrói realidades voláteis, leva à desumanização e polarização, produzem vício e simulam relações tóxicas. O indivíduo está trocando sua autonomia e liberdade por doses imediatas de neurotransmissores. Pioneiros do Vale do Silício estão fazendo o caminho de volta A academia precisa deixar de fazer autópsia e tomar o protagonismo neste campo de estudo
  24. 24. Dedico este trabalho ao meu filho, João Gabriel, a minha esposa Marlene e ao meu pai, Carlos Caribé, que desde cedo nos ensinou a refletir sobre a vida e os valores que nos cercam. Agradecimentos Henrique Antoun Paulo Castro Arthur Bezerra Ricardo Pimenta Lena Vania Regina Marteleto Érica Resende Andrea Doyle Anna Brisola Daniele Dantas Fernanda Barros Josir Gomes Marcos Goncalves Janete Desidério Joelma Silva

×