Apresentação jbs agosto v1

290 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
290
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação jbs agosto v1

  1. 1. Agosto de 2010
  2. 2. DisclaimerNós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Taisdeclarações têm como base crenças e suposições de nossa Administração e informações aque a Companhia atualmente tem acesso. Declarações sobre eventos futuros inclueminformações sobre nossas intenções, crenças ou expectativas atuais, assim como aquelas dosmembros do Conselho de Administração e Diretores da Companhia.As ressalvas com relação a declarações e informações acerca do futuro também inclueminformações sobre resultados operacionais possíveis ou presumidos, bem como declaraçõesque são precedidas, seguidas ou que incluem as palavras "acredita", "poderá", "irá", "continua","espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima" ou expressões semelhantes.As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho. Elasenvolvem riscos, incertezas e suposições porque se referem a eventos futuros, dependendo,portanto, de circunstâncias que poderão ocorrer ou não. Os resultados futuros e a criação devalor para os acionistas poderão diferir de maneira significativa daqueles expressos ousugeridos pelas declarações com relação ao futuro. Muitos dos fatores que irão determinarestes resultados e valores estão além da nossa capacidade de controle ou previsão. 2
  3. 3. Agenda Overview da CompanhiaPanorama de Destaques do 2T10 Mercado Expectativas de Curto Prazo 3
  4. 4. Quem Somos Nossa Missão Sermos os melhores naquilo que nos propusermos a fazer, com foco absoluto em nossasatividades, garantindo os melhores produtos e serviços aos clientes, solidez aos fornecedores, rentabilidade satisfatória aos acionistas e a certeza de um futuro melhor a todos os colaboradores. NOSSOS VALORES Excelência Planejamento Obstinação Disciplina Disponibilidade Franqueza Simplicidade 4
  5. 5. 1.2 Estrutura Corporativa CEO Presidente Joesley Batista Dir. Jurídico Relações Com Adm. Investidores CEO Novos Escritórios e JBS Financeiro Corporativo e Controle Lácteos Corporativo Mercosul Negócios Distribuição Couros Brasil Francisco Corporativo Gilson Jeremiah Marco José Luis No Exterior RobertoMarcos Cunha de Assis O‟Callaghan / Eliseo Teixeira Bortolon Medeiros Marco Bichieri Motta Bastos e Silva Guilherme Arruda Fernandes Sr. Marcos Sr. Jeremiah Sr. Eliseo Sr. Marco Bortolon Sr. Marco Sr. Roberto Motta Sr. Gilson Teixeira, Sr. Francisco deBastos, graduado O’Callaghan graduado Fernandez é possui mais de 10 Sr. José Luiz Bichieri possui têm 20 anos de possui mais de 25em Administração Assis e Silva, em engenharia pela graduado em anos de experiência experiência na anos de experiência Medeiros é mais de 24de Empresas pela Diretor Jurídico, UCC (University Administração de na JBS. Inicialmente formado em industria do couro. em finanças e anos de Universidade Graduado e Pós- College Cork) na empresas e como gerente de Contabilidade, Líder incorporando controladoria nas experiência noMackenzie e tem Graduado pela Irlanda. Imigrou para o Contabilidade pela plantas produtivas e trabalha no setor de no grupo JBS empresas do grupo setor deMBA em finanças Universidade Brasil em 1979. Iniciou Universidade depois foi promovido carnes desde 1975. desde a aquisição Bertin, onde foi proteínas.na San Francisco Mackenzie. no setor de carnes em Católica de em 2009 para Chief Iniciou no Bertin por em 2008 da BMZ membro do Trabalhou por State University. Trabalha na JBS 1983 e na JBS em 1996 Pernambuco e pós- Operating Officer da 14 anos e começou Couros. conselho por 5 anos mais de 20 anos Trabalhou em desde dezembro de para desenvolver a graduado em divisão de bovinos no na JBS em 1997. A . no Bertin. diversas 2001 e tornou-se área de “Trade”. Administração de Brasil. partir de Janeiro instituições Membro do Atualmente é o Diretor empresas pela FGV. 2010 está na financeiras no Conselho Executivo de Relações com Iniciou na JBS em Diretoria ExecutivaBrasil na área de da JBS em janeiro Investidores. Agosto de 2005 e é de Novos Negócios. investment Sr. Guilherme Arruda atualmente o Diretor de 2007. banking, project graduado em Business/ de Administração e finance and Economics pela Controle portfolio University of California. Corporativo. management. Ingressou na Experiência de oito Trabalha na JBS Companhia em 2009, anos em empresa desde 2008. após ter trabalhado por de auditoria e 7 anos no Banco consultoria, e 10 Pactual anos em indústria de varejo. 5
  6. 6. 1.2 Estrutura Corporativa CEO USA/AUS Wesley Batista JBS Five Recursos Pork JBS Carriers Trading CFO Pilgrims Pride Beef USA Austrália Rivers Humanos Martin Mr. Moe Robert André Don Jackson Richard Vesta Iain Mars Mike Bob Dooley Schroder Wadland Nogueira Thoren Daubenspeck Sr. Robert Wadland Sr. André Nogueira é Sr. Richard Vesta Sr. Iain Mars Sr. Thoren é o Sr. Robert Sr. Don Jackson é o Sr. Martin Dooley possui 27 anos de formado em Economia Juntou-se a Smithfield nascido na Presidente e CEO da Sr. Moe Schroder Daubenspeck Presidente, CEO e Formado em ciências experiência em trading pela Universidade Foods com a aquisição Inglaterra. Iain Five Rivers desde o possui mais de 30 anos assumiu a posiçãoDiretor desde janeiro de biológicas pela de proteína, com 17 Federal Fluminense, da Packerland em 2001 trabalha na indústria início da companhia. de experiência no setor desde fevereiro de2009. Anteriormente ele Universidade de Eastern anos na JBS mestrado em mercado de e atualmente é o de carne por toda a Mike possuí mestrado de transporte. É 2009 e antes nafoi presidente da divisão Illinois em 1982. desenvolvendo JBS Packerland de capitais pela FGV – presidente e CEO da vida. Sr Mars foi em ciências graduado Universidade de aves da Foster exportações da Fundação Getúlio JBS Packerland. Sr. Marty trabalha na designado econômicas agrícolas e de Ryerson, Toronto, 2002 a 2008.Farms‟ por 9 anos e vice Swift por toda a vida, Austrália e da Nova Vargas, mestrado em Presidente e CEO da é graduado em Canadá. Ocupava a presidente de food Zelândia. economia pela tendo iniciado na JBS Austrália em agronegócio pela posição de Vice service da ConAgra Recentemente foi Universidade de Brasília companhia como 2007, após a Universidade do Estado Presidente de vendas,Poultry Company. Antes transferido para os EUA in 2003. gerente trainee em 1983. aquisição da Swift. de Washington. Operações dedicadas disso trabalhou por 22 para coordenar a Ele trabalhou mais de 20 Em 2007 foi designado Sr. Mars trabalha na na KLLM e anos para a Seaboard unidade de trading anos no Banco do Brasil como Presidente da JBS desde 2005. anteriormente ocupou Farms of Athens divisão de suínos da e iniciou na JBS USA em cargo executivo por 15 incluindo 4 anos como JBS USA. 2007, após a aquisição anos na CR England.CEO da divisão de aves. Swift. 6
  7. 7. Acionistas  Volume médio diário de negociação no 2T10 de R$ 50,4 milhõesFonte: JBS 7
  8. 8. Plataforma de Negócios Líder, Robusta e Diversificada Bovino Frango Suíno Pele / Couro Lácteos Ovino Ranking 1o 2o 3o 1o 3o 1o Global Global EUA Global Brasil Global Unidades 75 33 3 26 7 6 „000 cabeças/dia: mm cabeças/dia: „000 cabeças/dia: „000 peles/dia: „000 tons/dia: „000 cabeças/dia: 41,2 55,6 1,4 1,1 Presença 6,7Geográfica e 28,6 6,9 48,5 28,6 4,5Capacidade Instalada 8,7 6,0 23,0 3,0 1,0 0,7 1,2 Total: 90,3 Total: 7,6 Total: 48,5 Total: 91,4 Total: 1,4 Total: 27,5 Marcasreconhecidas 8
  9. 9. Nossa Estratégia Racional • Associando a qualidade e a marca ao produtos para aumentar a fidelização do cliente • Produtos processados e customizados para os consumidores finais • Expandindo a plataforma de distribuição global para atingir os clientes finais • Desenvolveu uma plataforma global de produção eficiente e diversificada Equipe de Redução de Custos e Gerenciamento de Estrutura Financeira Administradores Otimização dos Risco Experientes ProcessosMargem EBITDA Valor e Estratégia da JBS 9
  10. 10. Plataforma de Distribuição com Acesso aos Principais Mercados Crescimento1 -2 % 3% 4% Crescimento1 9% 13 % 8% Crescimento1 Crescimento1 7% 2% 25 % 8% 16 % 5% Centro de Distribuição Escritório Comercial 1 Crescimento Real do consumo total em tons – 2010E to 2015E Fonte – OECD-FAO 10
  11. 11. Agenda Overview da CompanhiaPanorama de Destaques do 2T10 Mercado Expectativas de Curto Prazo 11
  12. 12. Consumo Mundial de Carne (milhões tons cwe) Crescimento 2000 2009 2018 2009-2018 Suíno 89 102 120 18% Frango 70 98 120 23% Bovino 60 65 75 15% TOTAL 219 265 315 19% Crescimento 2000 2009 2018 2009-2018 OECD 92 100,4 108,5 8% NON OECD 127 164 205 25%Fonte: OECD/FAO Agricultural Outlook 2009-2018 12
  13. 13. O crescimento do consumo de proteína animal na última década Antiga URSS 47,7% UE - 27América do Norte 41,4% 7,5% 23,7% Ásia Oriental América Central Oriente Médio 29,0% 70,2% África Subsaariana Sudeste 48,7% Asiático América do Sul 32,2% 23,3% Oceania 3 Fonte: FAPRI Fev 2010 13
  14. 14. Exportações de Carne Bovina  O aumento na demanda por carne bovina nos países emergentes propiciou um aumento nos volumes exportados tanto do Brasil como dos EUA, aliado a um aumento significativo nos preços médios. Como a produção de carne bovina tem um ciclo longo, parte da demanda internacional tenderá a fomentar as exportações de frango, particularmente dos EUA, nos próximos anos. Exportações de Carne Bovina e Vitela dos EUA Exportações de Carne Bovina do Brasil (tons) (tons)700.000 4.600600.000 4.500 1.400.000 4.500 5.,3% 4.400 4.000500.000 1.200.000 26,6% 3.500 4.300 1.000.000400.000 3.000 24,3 4.200 800.000 2.500300.000 4.100 600.000 2.000 7,0%200.000 1.500 4.000 400.000 1.000100.000 3.900 200.000 500 0 3.800 0 0 2005 2006 2007 2008 2009 JAN-JUN 09 JAN-JUN 10 2005 2006 2007 2008 2009 JAN-JUN 09 JAN-JUN 10 Exportação de Carne Bovina Preço Médio por ton em US$ Exportação de Carne Bovina Preço Médio por ton em US$ Fonte: USDA e Secex 14
  15. 15. Exportações de Carne de Frango  A forte demanda por carne de frango tanto no Brasil como nos EUA limitou as exportações no primeiro semestre do ano. Apesar disso, há uma clara tendência que os preços irão puxar os volumes das exportações de agora em diante, principalmente levando em consideração a reabertura da Rússia para os produtos dos EUA. Exportações de Carne Frango do Brasil (tons) Exportações de Carne Frango dos EUA (tons)3.500 2.000 1.8003.000 3.500.000 1.200 17,3% 1.600 -2,9% 3.000.000 1.0002.500 1.400 2.500.000 1.200 8002.000 1,1% 1.000 2.000.0001.500 -6,5% 600 800 1.500.0001.000 600 400 1.000.000 400 500 500.000 200 200 0 0 - - 2005 2006 2007 2008 2009 JAN-JUN 09 JAN-JUN 10 2005 2006 2007 2008 2009 JAN-JUN 09 JAN-JUN 10 Exportação de Carne Frango Preço Médio por ton em US$ Exportação de Carne Frango Preço Médio por ton em US$ Fonte: USDA e Secex 15
  16. 16. Agenda Overview da CompanhiaPanorama de Destaques do 2T10 Mercado Expectativas de Curto Prazo 16
  17. 17. Destaques do 2º Trimestre de 2010 Crescimento de 52,5% da receita líquida ano sobre ano e 12,5% sobre o 1T10, para R$14.116,3 milhões no 2T10. • A receita líquida na JBS USA aumentou 12,9% em relação ao 1T10. • A receita líquida da JBS MERCOSUL aumentou 19,1% sobre o 1T10. • As exportações da JBS aumentaram 37,0% sobre o trimestre anterior, atingindo 29% da receita total. O EBITDA consolidado alcançou a marca de R$1 bilhão no período, um aumento de 163,3%, ano sobre ano, e 16,0% sobre o 1T10. A alavancagem financeira ficou praticamente estável em 3,0x. A base de clientes consolidada aumentou 22,2% em relação ao 1T10, ultrapassando 300 mil no 2T10. 17
  18. 18. Resultado Consolidado Trimestral Receita Líquida (R$ milhões) EBITDA e margem EBITDA (R$ milhões) 6,9% 7,1% 5,4% 4,1% 3,5% 1.000,0 862,0 14.116,3 12.550,39.255,0 384,0 397,8 8.379,9 7.408,9 291,9 -9,5% -11,6% 69,4% 12,5% -24,0% 36,3% 116,7% 16,0%2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 Fonte: JBS Margem EBITDA (%) 18
  19. 19. Desempenho por Unidade de Negócio JBS USA Bovinos JBS USA Suínos Pilgrim’s Pride Corporation JBS MERCOSUL (Incluindo Austrália) Receita Líquida (US$ Receita Líquida (US$ Receita Líquida (US$Receita Líquida (R$ bilhões) bilhões) milhões) milhões) 3,5 3,0 3,3 1,8 1,7 1,7 1,6 739 1,7 1,7 1,7 2,9 2,8 646 2,8 2,8 606 554 559 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 1T09 2T09 1T10 2T10 EBITDA (US$ mi) margem EBITDA (US$ mi) margemEBITDA (R$ mi) margem EBITDA EBITDA (US$ mi) margem EBITDA EBITDA EBITDA 11,9% 6,6% 9,3% 5,4% 7,5% 9,5% 6,0% 5,9% 4,5% 4,7% 4,5% 2,7% 6,6% 352,6 3,6% 3,8% 4,8% 334,5 3,6% 4,9% 164,6 2,9% 178,6 127,6 170,5 48,7 126,0 108,4 80,8 104,6 34,9 112,2 28,6 59,5 24,7 82,6 15,3 47,3 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 1T09 2T09 1T10 2T10 Fonte: JBS Margem EBITDA (%) 19
  20. 20. Distribuição da Receita Líquida Receita Líquida por Mercado 2T10 Receita Líquida por Mercado 1T10 Carne Suína Carne de Frango Carne Suína Carne de Frango (ME) 2% (ME) 2% (ME) 1% (ME) 2% Carne Bovina Carne Bovina (ME) 20% (ME) 25% Carne Bovina Carne Bovina (MI) 44% (MI) 47% Carne de Frango Carne de Frango (MI) 22% (MI) 20% Carne Suína Carne Suína (MI) 7% (MI) 8% Exportações = 29% Mercado Doméstico = 71% Exportações = 23% Mercado Doméstico = 77%Receita Líquida por Unidade de Negócio 2T10 Receita Líquida por Unidade de Negócio 1T10 Carne de frango Mercosul USA Carne de frango Mercosul 27% 22% EUA 25% 23% Carne suína USA 9% Carne suína USA 10% Carne bovina Carne bovina USA USA 42% 42% Fonte: JBS 20
  21. 21. Distribuição do EBITDA por Unidade de Negócio 2T10 1T10 Mercosul Carne bovina Carne bovina 33,5% USA 34,7% Mercosul USA 35,7% 43,9% Carne suína Carne suína Carne de frango USA 8,7% USA 7,3% Carne de frango USA 22,7% USA 12,4% Fonte: JBS 21
  22. 22. Distribuição das Exportações Consolidadas Exportações JBS 2T10 Exportações JBS 1T10 Taiwan Canadá 2% Outros Taiwan 2% África e Oriente Médio China 4% 12% Canadá 4% Outros 12% África e Oriente Médio 16% 19% 4% China 4%Coréia do Sul México Coréia do Sul México 14% 5% 12% EUA 4% EUA 6% 7% U.E. Japão Rússia Hong Kong U.E. 8% Rússia 8% Japão 12% 7% 10% Hong Kong 9% 10% 8% US$ 2.331,0 Milhões US$ 1.765,0 Milhões Fonte: JBS 22
  23. 23. Perfil da Dívida• Apesar da relação Dívida líquida sobre EBITDA manter-se praticamente constante sobre o trimestre anterior (3,0x no 2T10), a liquidez da Companhia melhorou significativamente.• A posição de caixa aumentou 17,5% em relação ao 1T10 (o que representa 70,0% da dívida de curto prazo comparado a 55,0% no trimestre anterior), enquanto a dívida de curto prazo decresceu 7,7% no mesmo período.• Considerando a emissão do Bond citada acima em julho de 2010, a dívida de CP em base pro-forma representaria aproximadamente 33,0% da dívida total, próximo ao target da Companhia de reduzir a dívida de CP abaixo de 30,0%. Alavancagem Perfil 3,3 3,1 3,1 3,0 * 2,6 61% 60% 64% 67% 39% 40% 36% 33% 2T09 1T10 2T10 ** (Pro-Forma) 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 Curto prazo Longo prazo Fonte: JBS * Últimos 12 meses incluindo Bertin e Pilgrim‟s Pride pro-forma. ** Pro-Forma inclui os Títulos de Dívida (Bonds) emitido em julho de 2010 23
  24. 24. Agenda Overview da CompanhiaPanorama de Destaques do 2T10 Mercado Expectativas de Curto Prazo 24
  25. 25. Expectativas de curto prazo – Pilgrim’s Pride A JBS já capturou US$ 150 milhões em sinergias com a aquisição da Pilgrim‟s Pride, deum total de US$ 220 milhões estimados. Descrição O gráfico abaixo demonstra a origem das sinergias já capturadas . Sinergias Capturadas Sinergias Pendentes Tamanho Tempo US$ 150 Milhões Otimização de Ganhos de eficiência no load US$50mm 2 anos Logística factor médio dos caminhões Transporte Alcance de clientes finais por Despesas 23% Exportações meio estrutura de vendas atual US$20mm 2010 administrativas do JBS 34% Fornecedores 20% Total US$70mm Corporativo 23% Fonte: JBS 25
  26. 26. Expectativas de curto prazo – Bertin S.A. A JBS já capturou R$ 154 milhões em sinergias com a associação com Bertin, de um totalde R$ 485 milhões estimados. Descrição O gráfico abaixo demonstra a origem das sinergias já capturadas . Sinergias Capturadas Sinergias Pendentes Tamanho Tempo R$154 Milhões Maximização de canais de Exportações vendas e revisão de contratos de R$31mm 2010 frete Fornecedores Despesas Capturar valor com maior 16% Administrativas Couro / Pele R$45mm 2010 volume de processados Logística 26% 13% Revisão dos termos de contrato Fornecedores de fornecedores não core (ex. R$10mm 2010 embalagem) Exportações Otimização de custos fixos e 45% Processos Industriais racionalização dos contratos R$245mm 2 anos existentes Total R$331mm Fonte: JBS 26
  27. 27. RI Contatos: ri@jbs.com.br +55 11 3144 4447 www.jbs.com.br/ri“Confiamos em Deus, respeitamos a natureza” 27

×