Apresentação jbs – agosto

1,188 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,188
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
511
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação jbs – agosto

  1. 1. agostoJBS S.A. setembro 2011
  2. 2. JBS S.A.
  3. 3. JBS S.A.Fundada na década de 50 na região Centro-Oeste do BrasilRealizou abertura de capital da Companhia em 2007Líder em produção de proteína animal e a terceira maior companhia do setor alimentício do mundoReceita Líquida superior a R$29 bilhões no primeiro semestre de 2011EBITDA de R$1,42 bilhões no primeiro semestre de 2011Crescimento orgânico de 14,2% em receita líquida, em moeda local, no ano de 2010125.000 colaboradores pelo mundo134 unidades de produção em 5 continentesO valor de mercado é de aproximadamente R$ 13,8 bilhões (1)(1) 31/07/2011 PÁG. 3
  4. 4. Ranking JBS1 Liderança de Mercado2 Histórico de sucesso em aquisições3 Diversificação geográfica e 1º Maior Produtor Mundial de carne bovina e ovina nos segmentos de atuação 1º Maior Processador Mundial de couros4 Marcas 2º reconhecidas Maior Produtor Mundial de frango 3º Maior Produtor brasileiro de lácteos 3º Maior Produtor dos EUA de carne suína Fonte: JBS PÁG. 4
  5. 5. Track record em aquisições e integração1 Liderança de Mais de 30 aquisições em 15 anos Mercado 2005 Internacionalização da JBS com aquisição da Swift Argentina. 2007 JBS torna-se a maior empresa do mundo no setor de carne2 Histórico de bovina e a maior empresa brasileira na indústria de alimentos. Ingressa no mercado de carne suína. sucesso em Pilgrim´s Pride Rockdale Beef aquisições 2008 Construção de uma plataforma de produção e Inalca Tatiara Meat comercialização de carne sustentável. Fusão Bertin (Swift Austrália) Swift Foods Co. JBS Couros3 Diversificação 2009 Diversificação nos segmentos de atuação através da aquisição da Pilgrim’s Pride e da fusão com Bertin. Maringá (Amambay) Berazategui (Rio Platense) 5 novas unidades geográfica e 54,7 Colonia Caroya nos segmentos 2010 JBS Swift Austrália torna-se a líder na produção de Tasman carne ovina no país. SB Holdings de atuação JV Beef Jerky Smithfield Rio Branco Beef Cacoal 1 Venado Five Rivers4 Marcas Cacoal 2 Porto Velho Tuerto Pontevedra 34,3 reconhecidas Barretos (Anglo) Vilhena (CEPA) 30,3 (Frigovira) Pres. Epitácio e Pedra Preta Campo grande (Frigo Marca) (Bordon) Cáceres (Frigosol) Barra do Rosário Garças Andradina Araputanga San Jose 14,1 Iturama (Sadia) (Sadia) (Frigoara) (Frigosol) (Swift Argentina) 4,3 0,3 0,4 0,4 0,5 0,5 0,4 0,7 1,2 1,5 1996 1997 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Receita Líquida (R$ bilhões) Fonte: JBS PÁG. 5
  6. 6. Diversificação e liderança nos segmentos em que atua1 Liderança de Mercado de atuação diversificado Mercado2 Histórico de Bovinos sucesso em aquisições Transportes Suínos3 Diversificação geográfica e nos segmentos de atuação Couro Aves4 Marcas reconhecidas Lácteos Biodiesel e derivados Colágeno Ovinos PÁG. 6
  7. 7. Presença em mais de 100 países, nos 6 continentes1 Liderança de Distribuição Geográfica Estratégica Mercado2 Histórico de sucesso em aquisições3 Diversificação geográfica e nos segmentos de atuação4 Marcas reconhecidas 3 Suínos 37 Aves 7 Laticínio 58 Centros de Distribuição 134 Abatedouros e Indústria 60 Carnes 20 Couro 1 Biodiesel 7 Escritórios Comerciais u Unidades Presença Bovinos Frango Suínos Pele/Couro Lácteos Ovinos geográfica e 85.825 cabeças/dia 7,9 mm aves/dia 50.000 cabeças/dia 76.100 peles/dia 5.400 tons/dia 24.000 cabeças/dia capacidade de produção Fonte: JBS PÁG. 7
  8. 8. Marcas “símbolo de qualidade” nos mercados em que atua1 Liderança de Mercado2 Histórico de sucesso em aquisições Brasil3 Diversificação geográfica e Argentina nos segmentos de atuação4 Marcas reconhecidas EUA Austrália PÁG. 8
  9. 9. Nossa Estratégia RACIONAL Associando a qualidade e a Posicionamento marca ao produto para aumentar de Marca a fidelização do cliente Produtos processados e Produtos de Valor Agregado customizados para os consumidores finais Expandindo a plataforma de Plataforma de Vendas e Distribuição distribuição global para atingir os clientes finais Desenvolveu uma plataforma Plataforma de Produção global de produção eficiente e diversificada Estrutura Equipe de Redução de Gerenciamento Financeira Administradores Custos e de risco Experientes Otimização dos Processos Margem Valor e Estratégia da JBS EBITDA PÁG. 9
  10. 10. Perspectivas do mercado de proteína animalJBS bem posicionada para suprir demanda global por proteínas Um cenário promissor para investir
  11. 11. O mundo está consumindo mais proteínaConsumo por região nos últimos 10 anos Norte AsiáticoAmérica do Norte U.E. - 27 +3,0% +47,7% +7,5% Oriente Médio +41,4% +23,7% Ásia OrientalAmérica Central +29% +70,2% Sudeste Asiático +48,7% +32,2% América do Sul Oceania +23,3% ÁfricaFonte: Rabobank PÁG. 11
  12. 12. Crescimento do Consumo Global de Proteína AnimalFortes Fundamentos Globais do Setor(MT em mm)300250200150100 50 0 1960 1965 1970 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010 2015 2019 Histórico PrevisãoFonte: Dados históricos do USDA FAS. Projetado e Previsto pelas estimativas do OECD. PÁG. 12
  13. 13. Comércio Global de Proteína Animal Continua Crescendo Consumo Global por Proteína Animal (MT em ‘000.000s)250 (Em mil)20015010050 0 1981 1983 1985 1987 1989 1991 1993 1995 1997 1999 2001 2003 2005 2007 2009 2011 Fonte: USDA FAS PÁG. 13
  14. 14. Comércio Global de Carne BovinaMaiores Exportadores de Carne Bovina Outros 10,0% Brasil 27,0% U.E. 1,0% Uruguai 5,0% Argentina 5,0% Canadá 6,0% Austrália 18,0% Nova Zelândia 7,0% Índia 10,0% EUA 11,0%Fonte: USDA PÁG. 14
  15. 15. Brasil, Austrália e EUA continuam a liderar as exportações globais de carne bovinaO Brasil, a Austrália e os EUA representam, respectivamente, 27%, 18% e 11% do comércio global de carne bovina Exportações de Carne Bovina do Brasil (tons) 1.400.000 5.500 5.000 1.200.000 4.500 +31,6% 1.000.000 4.000 3.500 800.000 3.000 600.000 2.500 -16,4% 2.000 400.000 1.500 1.000 200.000 500 0 0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 1S10 1S11 Exportações de Carne Bovina da Austrália (tons) Exportações de Carne Bovina e Vitela dos EUA (tons) 1.400.000 5.500 1.400.000 5.500 5.000 5.000 1.200.000 +13,0% 1.200.000 +4,3% 4.500 4.500 1.000.000 4.000 1.000.000 4.000 3.500 3.500 800.000 800.000 3.000 3.000 600.000 2.500 600.000 2.500 2.000 2.000 +3,5 +25,8% 400.000 1.500 400.000 1.500 1.000 1.000 200.000 200.000 500 500 0 0 0 0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 1S10 1S11 2005 2006 2007 2008 2009 2010 1S10 1S11 Exportação de Carne Bovina Preço Médio (US$/Ton)Fonte: USDA, MLA e Secex PÁG. 15
  16. 16. Exportação de Carne de Frango Brasil vs EUAO Brasil e os EUA representam, respectivamente, 39% e 34% do comércio global de carne de frangoExportações de Carne de Frango do Brasil (tons) Exportações de Carne de Frango dos EUA (tons)4.000.000 2.000 4.500.000 1.800 1.800 4.000.000 1.6003.500.000 +21,4% 1.600 3.500.000 1.4003.000.000 1.400 3.000.000 1.2002.500.000 +10,2% 1.200 2.500.000 1.0002.000.000 1.000 +6,4% 2.000.000 800 8001.500.000 1.500.000 -1,7% 600 6001.000.000 400 1.000.000 400 500.000 500.000 200 200 0 0 0 0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 1S10 1S11 2005 2006 2007 2008 2009 2010 1S10 1S11 Exportação de Carne de Frango Preço Médio (US$/Ton)Fonte: USDA e Secex PÁG. 16
  17. 17. Exportação de Carne de Porco Brasil vs EUAOs EUA e o Brasil representam, respectivamente, 32% e 11% do comércio global de carne de porco.Exportações de Carne de Porco do Brasil (tons) Exportações de Carne de Porco dos EUA (tons) 3.000 3.0001.400.000 1.400.000 +7,2% +12,0% 2.500 2.5001.200.000 1.200.0001.000.000 2.000 1.000.000 2.000 800.000 800.000 1.500 1.500 600.000 600.000 +14,5% 1.000 1.000 400.000 400.000 -1,8% 500 500 200.000 200.000 0 0 0 0 2005 2006 2007 2008 2009 2010 1S10 1S11 2005 2006 2007 2008 2009 2010 1S10 1S11 Exportação de Carne de Porco Preço Médio (US$/Ton)Fonte: USDA e Secex PÁG. 17
  18. 18. $ Superávit (déficit) Global Estimativa Goldman Sachs para 2020 Superávit Déficit Carne Bovina & Vitelo Carne Suína Carne de Frango Fonte: Goldman Sachs PÁG. 18
  19. 19. Destaques do 2T11
  20. 20. Destaques do 2º trimestre de 2011 A receita líquida no 2T11 foi de R$14.621,8 milhões, 3,6% superior ao 2T10. A Companhia encerrou o trimestre com R$5,0 bilhões em caixa, superior a 100% da dívida de curto prazo. A JBS concluiu a captação de dívidas de longo prazo no montante de US$2,0 bilhões. A Companhia concluiu a capitalização das debêntures em ações da JBS S.A. a R$7,04. Todas as unidades da JBS apresentaram crescimento orgânico significativo ano a ano.Outros Destaques: A unidade de carne bovina do Mercosul A unidade de carne suína da JBS obteve EBITDA de R$427,9 milhões, com USA apresentou um EBITDA de margem EBITDA de 11,8%. US$83,6 milhões, 71,7% superior ao 2T10, com margem EBITDA de 9,9%. PÁG. 20
  21. 21. Resultado Consolidado – 2T11 EBITDAReceita Líquida (R$ milhões) EBITDA e margem EBITDA (R$ milhões) 1800,0 8,0 7,1 7,3 14.672,7 14.621,8 1600,0 6,0 5,7 14.116,3 14.069,6 14.319,6 1400,0 4,0 -0,3% +1,8% +2,5% -0,3% 1200,0 1.026 1.000 1000,0 866 836 +2,6% -15,6% 800,0 -3,5% 588 600,0 -29,7% 400,0 200,0 0,0 -12,0 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 Margem EBITDA (%)Fonte: JBS PÁG. 21
  22. 22. Análise Semestral Desempenho por Unidade de Negócio JBS Mercosul JBS USA JBS USA JBS USA (PPC) (Incluindo Austrália) Receita Líquida (R$ bilhões) Receita Líquida (US$ bilhões) Receita Líquida (US$ milhões) Receita Líquida (US$ bilhões) 1,7 3,9 7,2 7,8 3,4 6,3 1,4 6,2 0 1S10 1S11 1S10 1S11 1S10 1S11 1S10 1S11 EBITDA (R$ mi) EBITDA (US$ mi) EBITDA (US$ mi) EBITDA (US$ mi) 1100 0,16 1000 0,2 0,14 0,18 0,15 1000 0,12 0,161100 0,13 0,14 0,1 900 0,12 0,11 0,08 900 0,11000 300 0,1 0,08 0,06 800 0,09 0,06 0,04 900 800 0,04 800 697,2 736,2 0,07 700 0,02 0 0,05 700 0,02 0 -0,02 188,9 0,05 -0,02 -0,04 -0,06 0,03 600 700 -0,04 -0,08 600 200 -0,06 0 -0,1 0,01 -0,12 600 -0,08 500 -0,14 365,4 500 -0,01 -0,1 -0,16 314,4 500 -0,18 -0,12 -0,05 -0,03 400 -0,2 400 83,6 -0,14 -0,22 400 -0,05 -0,24 -0,16 187,1 -0,26 300 100 300 -0,18 -0,1 -0,07 -0,28 300 -0,2 -0,3 -0,09 -0,32 200 -0,22 200 200 -0,34 -0,24 -0,15 -0,36 -0,11 -0,38 100 -0,26 100 100 -0,4 -102,8 -0,13 -0,28 -0,42 -0,44 0 -0,15 0 -0,3 0 -0,2 -0,46 0 -0,48 -0,5 1S10 1S11 1S10 1S11 1S10 1S11 -0,52 1S10 1S11 -100 -0,54 -0,56 -0,58 -200 -0,6 Fonte: JBS PÁG. 22
  23. 23. Análise Trimestral Desempenho por Unidade de Negócio JBS Mercosul JBS USA JBS USA JBS USA (PPC) (Incluindo Austrália) Receita Líquida (R$ bilhões) Receita Líquida (US$ bilhões) Receita Líquida (US$ milhões) Receita Líquida (US$ bilhões) 1300 1220 1140 4,0 1060 837 846 2,0 980 3,8 900 772 799 1,9 820 739 1,7 1,7 1,8 3,6 3,6 3,6 740 3,5 3,5 660 3,4 3,4 580 3,3 500 420 340 260 180 100 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 EBITDA (R$ mi) margem EBITDA EBITDA (US$ mi) margem EBITDA EBITDA (US$ mi) margem EBITDA EBITDA (US$ mi) margem EBITDA 500 16,0% 500 20,0% 11,8% 12,8% 12,6% 14,0% 18,0% 9,5% 11,8% 5,9% 5,4% 7,1% 12,0% 9,9% 16,0%600 10,4% 12,0% 10,0% 9,9% 14,0% 8,6% 400 3,1% 8,0% 400 7,5% 12,0% 7,1% 10,0% 1,1% 6,0% 6,6% 102,4 105,3 10,0% 6,9% 10,0%500 427,9 4,0% 8,0% 90,8 8,0% 2,0% 6,0% 269,7 334,5 363,7 0,0% 6,0% 300 -2,0% 100 83,6 300 4,0% -2,4%400 5,0% 308,6 2,0% -4,0% 4,0% 0,0% -6,0%300 238,8 2,0% 194,9 194,8 -8,0% -10,0% 170 -2,0% -4,0% 200 -12,0% 48,7 0,0% 200 127,6 -2,9% -6,0% 124,8 0,0% -14,0% -8,0%200 -2,0% 103,5 -16,0% -18,0% -10,0 -12,0 -4,0% -20,0% 100100 -6,0% 100 44,7 -22,0% -24,0% -5,0% -14,0 -16,0 -18,0 -8,0% -26,0% -28,0% 0 -55,2 -47,6 -20,0 -22,0 0 -10,0% 0 -30,0% 0 -10,0% -24,0 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 -26,0 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 -100 -28,0 -30,0 Margem EBITDA (%) Fonte: JBS PÁG. 23
  24. 24. Distribuição da Receita Líquida e do EBITDA por Unidade de NegócioReceita Líquida por Unidade – 2T11 Receita Líquida por Unidade - 2010 21,5% 25,4% 22,5% 24,8% 9,6% 9,7% 43,5% 43,0%EBITDA por Unidade de Negócio – 2T11 EBITDA por Unidade de Negócio – 2010 -12,6% 73,4% 23,0% 34,7% 26,5% 12,6%12,7% 29,7% Fonte: JBS PÁG. 24
  25. 25. Crescimento Orgânico Todas as unidades de negócios apresentaram um crescimento orgânico acima de dois dígitos, em moeda local, no período analisado. JBS Carne Bovina – Receita Líquida (US$ milhões) JBS Carne de Frango – Receita Líquida (US$ milhões) 4.000 2.100 3.800 2.000 3.600 3.400 1.900 3.200 1.800 3.000 1.700 2.800 2.600 1.600 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 JBS Carne Suína – Receita Líquida (US$ milhões) JBS Mercosul – Receita Líquida (R$ milhões) 850 3.600 800 3.500 750 3.400 700 3.300 3.200 650 3.100 600 3.000 550 2.900 500 2.800 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11Fonte: JBS PÁG. 25
  26. 26. Distribuição das Exportações Consolidadas Outros 16,0% Japão 13,7% 2T11Vietnã 1,2% África e Oriente Médio 13,6%Taiwan 2,7%China 4,1% US$ 2.363,6 milhõesCanadá 4,8% México 13,0%Hong Kong 6,8% U.E. 6,9% Rússia 9,5% Coréia do Sul 7,7% Outros 14,0% África e Oriente Médio 15,9% 1T11 Filipinas 1,3% México 14,4% Taiwan 2,5% US$ 2.450,3 milhões China 4,0% Canadá 4,4% Japão 13,1% U.E. 5,2% Hong Kong 6,8% Rússia 8,4% Coréia do Sul 10,1% Fonte: JBS PÁG. 26
  27. 27. Perfil da DívidaA dívida líquida / EBITDA, excluindo a Pilgrim’s Pride Corp. (PPC)*, passou de 2,9x no 1T11 para 3,2x no 2T11A dívida líquida / EBITDA, incluindo a PPC, passou de 3,1x no 1T11 para 3,6x no 2T11A Companhia encerrou o trimestre com R$5,0 bilhões em caixa, superior a 100% da dívida de curto prazo.Alavancagem Perfil CP / LP 2T11 27% 73% 1500 3.6x 1300 3,1 1100 3,0 2,9 3,0 3,0 1T11 30% 70% 900 4T10 33% 67% 700 2,0 500 3T10 33% 67% 300 1,0 100 2T10 36% 64% -100 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 0,0 . Alavancagem EBITDA Curto prazo Longo prazoFonte: JBS PÁG. 27*subsidiária controlada pela JBS com dívidas non-recourse.
  28. 28. Mercado de AçõesEm 2007, a JBS foi a primeira Cia. do setor de carne bovina a negociar ações na bolsa
  29. 29. Composição AcionáriaVolume médiodiário denegociaçãoR$ 22,7 3,0%milhõesno 2T11 Fonte: JBS em 31/07/2011 PÁG. 29
  30. 30. $ Recomendação dos analistas de Sell-Side Instituição Analista Recomendação Preço alvo (R$) Banco do Brasil Mariana Peringer Hold Em revisão- 10,20 (ant) Bradesco Ricardo Boiati / Alan Cardoso Market Perform 8,80 BTG Pactual Fábio Monteiro / Thiago Duarte Compra 9,30 Citi Carlos Albano Neutro 7,40 Goldman Sachs Gustavo Wigman / Claudio Lensing Neutro 7,30 HSBC Pedro Herrera / Diego Maia Neutro 6,40 Merrill Lynch BofA Fernando Ferreira / Isabella Simonato Neutro 5,00 Santander Luis Miranda Manutenção 7,00 Safra Erick Guedes / Fernando Labes Compra 10,35 UBS Gustavo Oliveira / Flavio Barcala Neutro 5,10 Fonte: Bloomberg e JBS PÁG. 30
  31. 31. Governança CorporativaA JBS faz parte do Novo Mercado, segmento no qual as empresas se comprometem a seguir umconjunto de regras que oferecem maior transparência e segurança aos investidores. Transparência Diretoria e Conselho de Administração Melhores práticas Conselho de Administração Conselho fiscal Confiança 11 membros 5 membros Melhores produtos e serviços 1 presidente Efetivos, acionistas ou não, eleitos e 5 conselheiros efetivos s/ denominação destituíveis a qualquer tempo pela Solidez 5 conselheiros efetivos independentes Assembléia Geral. Rentabilidade Futuro * Diretoria executiva Comitês do Conselho de Eleitos pelo Conselho de Administração Administração por mandatos de 3 anos e estão sujeitos à reeleição. 4 comitês Auditoria Finanças Recursos Humanos Estratégia Empresarial / Sustentabilidade PÁG. 31
  32. 32. SustentabilidadeA JBS faz parte do Novo Mercado, garantindo transparência, confiança e uma busca constante por melhores práticas
  33. 33. A responsabilidade social, econômica e ambiental sempre fizeram parte dodesenvolvimento e crescimento dos negócios JBS Pilares Econômico Social Ambiental Gestão de Riscos Cidadania e educação Gestão Ambiental e Crises Melhores Práticas de RH Ecoeficiência Direcionamentos Corporativos Desenvolvimento do Pecuária Sustentável Capital Humano Gestão do Conhecimento Mudanças Climáticas Engajamento com as partes interessadas Premissas Prioridades Ecologicamente viável Utilização sustentável de materiais * Mecanismo de Ecologicamente correto Parcerias com organizações justas Desenvolvimento limpo **Convenção das Nações Socialmente justo Saúde e Qualidade de Vida Unidas em Mudanças Climáticas Culturalmente aceito Clima Tratamento de ResíduosFonte: Política de Sustentabilidade JBS PÁG. 33
  34. 34. O Instituto JBS funda a Escola Germinare Responsabilidade Social Social ESCOLA GERMINARE Início em 2010. Escola Germinare é uma iniciativa social do Instituto JBS, que vê na Educação o principal instrumento de transformação de qualquer sociedade. Objetivo: formar cidadãos muito bem preparados do ponto de vista acadêmico e humano, com repertório cultural amplo, valores éticos consolidados e atitudes positivas diante da vida e da sociedade. Sala de Aula SocialNúmero de alunos (2011): 270Capacidade para 630 alunosProfessores qualificadosÁrea construída: 6.000 m2Quadra poli-esportiva, piscina, laboratório de informática e de ciênciasProcesso seletivo: provas e dinâmica.:Investimento: R$15 milhões Laboratórios Fonte: JBS PÁG. 34
  35. 35. Atuação em programas de rastreabilidade de gado e no Bioma Amazônico Sustentabilidade GTPS (GRUPO DE TRABALHO DA PECUÁRIA SUSTENTÁVEL) Social Sistema de monitoramento por Imagem de Satélite no Bioma Amazônico Objetivo: reduzir o desmatamento no Bioma Amazônico; evitar a aquisição de gado proveniente de APA´s - Área de Proteção Ambiental e Embargadas, Áreas Indígenas e Unidades de Conservação; e erradicar o trabalho escravo no Brasil. Amazônia Social 100% das propriedades dos fornecedores de gado da JBS no Brasil são georreferenciadas. A JBS possui um banco de dados com aproximadamente 12.000 propriedades cadastradas no Bioma. A partir das coordenadas coletadas, os dados são inseridos no cadastro de fornecedores de matéria-prima da JBS e enviados à Empresa contratada para serem analisados sobrepostos à base cartográfica montada com imagens de satélite e relatórios DETER e Imagem de Satélite PRODES do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE.Fonte: Política de Sustentabilidade JBS PÁG. 35
  36. 36. Missão“ Sermos os melhores naquilo que nos propusermosa fazer, com foco absoluto em nossas atividades, garantindo os melhores produtos e serviços aos clientes, solidez aos fornecedores, rentabilidade satisfatória aos acionistas e a certeza de um futuro melhor ” a todos os colaboradores.

×