Apresentação da Reunião Pública

524 views

Published on

Published in: Business, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
524
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
18
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação da Reunião Pública

  1. 1. APRESENTADORES
  2. 2. 8 8
  3. 3. COMÉRCIO E CONSUMO MUNDIAL DE CARNE BOVINA Estados Outros Unidos EU. 10% Outros 17% Uruguai 1% Brasil 33% 5% 27% Rússia Argentina 15% 5% Egito C anadá 3% 6% Austrália C anadá Japão Nova 4% 10% 18% Zelândia México 7% Índia C oréia do Sul EU. 7% Estados 10% Unidos 5% 6% 11% 65,9 56,0 42,6 37,3 37,0 32,6 23,3 17,5 16,8 9,5 5,9 Argentina Uruguai EUA Brasil Austrália Canadá México EU Rússia Japão China
  4. 4. PLAYERS RELEVANTES NO COMÉRCIO MUNDIAL DE CARNE 1999 2008*  Brasil Argentina  Austrália Estados Unidos C hina  União Européia Rússia  C oréia do Sul Japão (1.500) (500) 500 1.500 2.500
  5. 5. Rebanho (milhões de cabeças) 19 1000,0 1100,0 1200,0 600,0 700,0 800,0 900,0 60 19 62 19 64 19 66 19 68 19 70 19 72 19 1960 – 2009 74 19 76 19 78 19 80 19 Rebanho Total 82 19 84 19 86 19 88 19 90 19 92 Produção 19 94 19 96 19 98 20 00 CENÁRIO GLOBAL – REBANHO & PRODUÇÃO 20 02 20 04 20 06 20 08 10,0 20,0 30,0 40,0 50,0 60,0 70,0 Produção (milhões de tons)
  6. 6. CRESCIMENTO POPULACIONAL MUNDIAL E CONSUMO DE CARNE BOVINA (1960 – 2050) 10.000,0 200,0 9.000,0 180,0 8.000,0 160,0 7.000,0 140,0 Consumo (milhões tons) População (milhões) 6.000,0 120,0 5.000,0 100,0 4.000,0 80,0 3.000,0 60,0 2.000,0 40,0 1.000,0 20,0 0,0 - 1960 1965 1970 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010* 2015* 2020* 2025* 2030* 2035* 2040* 2045* 2050* População mundial População países desenvolvidos População países em desenvolvimento Consumo de carne bovina Tendência para o consumo de carne bovina considerando CAGR de 2,0% a.a (de 1960 a 2008)
  7. 7. MERCADO DE CARNE BOVINA EUA 1991 – 2009 (mil tons) 14.000 3500 13.000 3000 Estoques, Importação, Exportação 12.000 2500 Produção, Consumo 11.000 2000 10.000 1500 9.000 1000 8.000 500 7.000 0 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Estoque final Produção Consumo Importação Exportação
  8. 8. MERCADO DE CARNE BOVINA UNIÃO EUROPÉIA 1997 – 2013 (mil tons) 9.000 1600 UE - 15 UE - 25 8.000 1400 7.000 1200 Estoques, Importação, Exportação 6.000 Produção, Consumo 1000 5.000 800 4.000 600 3.000 400 2.000 1.000 200 0 0 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009* 2010* 2011* 2012* 2013* Estoques finais Produção Consumo Importação Exportação
  9. 9. MERCADO DE CARNE BOVINA RÚSSIA 1991 – 2009 (mil tons) 5000 4000 3000 2000 1000 0 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Estoques finais Produção Importação Exportação Consumo
  10. 10. 8 8
  11. 11. ESTRATÉGIA JBS * Aquisição sujeita as aprovações regulatórias e cumprimento de condições precedentes usuais em negócios dessa natureza
  12. 12. A HISTÓRIA DA JBS TEM SIDO MARCADA PELA AQUISIÇÃO DE MAIS DE 30 UNIDADES NOS ÚLTIMOS 15 ANOS COM ESTRUTURA DE CAPITAL E MANAGEMENT ADEQUADO Inalca National Beef Swift Foods Co. Receita Líquida (US$ bilhões) (1) Maringá (Amambay) Empresas e Unidades Adquiridas Berazategui Tasman (Rio Platense) Smithfield Beef Colonia Caroya Five Rivers SB Holdings JV Beef Jerky Goiânia Barretos (Anglo) Rio Branco Venado (Anglo) Pres. Epitácio (Bordon) Cacoal 1 Tuerto Campo Grande (Bordon) Cacoal 2 Pontevedra Porto Velho (CEPA) 24,8 Vilhena (Frigovira) Barra do Pedra Preta Cáceres Garças (Frigo Marca) (Frigosol) (Sadia) Rosário Iturama (Swift ARG) (Frigosol) San Jose Araputanga Anápolis Andradina (Swift ARG) (Frigoara) (Bordon) (Sadia) 12,7 1,2 1,5 1,9 0,3 0,4 0,4 0,5 0,5 0,4 0,7 1993 1996 1997 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007* 2008** R$/US$ cotação do final do ano R$/US$: 1,91 Fonte: JBS * Pro forma JBS S.A. LTM Dez07 (inclui JBS USA) ** Pro Forma JBS S.A. LTM Set08 (inclui JBS USA, Tasman e 50% da Inalca); National LTM Maio08; Smithfield Beef LTM Set08; (1) A conclusão da aquisição está sujeita ao cumprimento de condições precedentes usuais em negócios dessa natureza, dentre as quais a aprovação pelas autoridades governamentais.
  13. 13. ESTRUTURA CORPORATIVA Conselho da Administração Marcus CEO Demósthenes Wesley José José Vinicius Presidente Marques BNDES Mendonça Batista Batista Jr. Pratini de Joesley (Independente (Independente) Batista Sobrinho Moraes PROT FIP) Batista (Independente) Diretor de Italia Diretor de Relações com Brasil Argentina Jurídico Administração Luigi Finanças Investidores Humberto Nelson Francisco e Controle Scordamaglia / Sérgio Jerry Magalhães Dalcanale de Assis e Silva Eliseo Paolo Boni Longo O‟Callaghan Fernandez Sr. Humberto de Sr. Nelson Sr. Scordamaglia, Sr. Sérgio Longo, É o Sr. Francisco de Assis Sr. Jerry O’Callaghan Sr. Eliseo Campos Dalcanale Iniciou sua carreira diretor de finanças da e Silva, Diretor graduado em Fernandez é Magalhães Trabalha na JBS como Professor na JBS desde abril 2003 e Jurídico, engenharia pela UCC graduado em Graduado em desde 2001 e é Universidade tornou-se membro da Graduado e Pós- (University College Administração de Biologia na atualmente o CEO na Veterinária de Diretoria Executiva em Graduado pela Cork) na Irlanda. empresas e Universidade Argentina. Antes de Perugia e como 2005. Antes de iniciar Imigrou para o Brasil Contabilidade pela Universidade Federal do Mato iniciar na JBS, já consultor no na JBS já possuía mais em 1979. Iniciou no Universidade Católica Mackenzie. Grosso. É tinha 21 anos de departamento de 25 anos de setor de carnes em de Pernambuco e experiência na jurídico e de QA da experiência trabalhando Trabalha na JBS desde 1983 e na JBS em atualmente o pós-graduado em indústria da carne. Inalca. Tornou-se em instituições dezembro de 2001 e 1996 para desenvolver diretor de Administração de CEO da Inalca em financeiras. tornou-se Membro do a área de “Trade”. empresas pela FGV. operações no 2007 Conselho Executivo da Atualmente é o Diretor Iniciou na JBS em Brasil. Antes de Iniciar na JBS em Sr. Paolo Boni JBS em janeiro de de Relações com Agosto de 2005 e é 1999, já tinha 8 graduado em 2007. Investidores. atualmente o Diretor anos de contabilidade. Antes de Administração e experiência na de iniciar na JBS já Controle Corporativo. indústria da carne. possuía mais de 25 Experiência de oito anos de experiência anos em empresa de na indústria da auditoria e carne. Tornou-se consultoria, e 10 anos Membro do Conselho em indústria de da Inalca desde varejo. 1996.
  14. 14. ESTRUTURA CORPORATIVA CEO USA/AUS Wesley Batista JBS Five Pork Trading CFO JBS Austrália Rivers Beef USA Martin Brent André Packerland Iain Mars Mike David Colwell Dooley Eastwood Nogueira Richard Vesta Thoren Sr. Iain Mars Sr. Martin Sr. Brent Sr. André Sr. Richard Vesta Sr. Thoren é o Sr. David Colwell nascido na Dooley Eastwood Nogueira é formado Juntou-se a Presidente e CEO da formado pela Inglaterra. Iain trabalha na Swift em Economia pela Smithfield Foods Five Rivers desde o Formado em Universidade da há 18 anos. Universidade Federal com a aquisição da início da companhia. trabalha na ciências biológicas South Florida e Fluminense, Packerland em 2001 Mike possuí indústria de carne pela Universidade Ele se mudou para funcionario da JBS mestrado em e atualmente é o mestrado em por toda a vida. Sr Swift & Company ha de Eastern Illinois os EUA em 2007 mercado de capitais presidente e CEO da Mars foi designado ciências econômicas 11 anos, David é o em 1982. para ser o Diretor pela FGV – Fundação JBS Packerland. agrícolas e é Presidente da divisão Presidente e CEO Sr. Marty trabalha / Vice Presidente Getúlio Vargas, graduado em de carne bovina da da JBS Austrália na Swift por toda da JBS Trading mestrado em agronegócio pela JBS USA desde 2007. em 2007, após a USA, Swift economia pela Universidade do a vida, tendo Universidade de aquisição da Swift. iniciado na Distribution Estado de Sr. Mars trabalha Brasília in 2003. Washington. companhia como Centers USA, na JBS desde Ele trabalhou mais gerente trainee Trading Australia, 2005. de 20 anos no Banco em 1983. Em Distribution do Brasil e iniciou na 2007 foi Centers Australia JBS USA em 2007, designado como e Global Trading após a aquisição Presidente da Business no Brasil. Swift. divisão de suínos da JBS USA.
  15. 15. A JBS TEM UMA PLATAFORMA DE PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO GLOBALIZADA Principais unidades e mercados da JBS x = Legenda Abatedouro Abatedouro e Indústria Centros de Distribuição Indústria de Vegetais em Conserva Indústria de Carne Enlatada Indústria de Beef Jerky (Beef Snack‟s) Indústria de Carne Suína Indústria de Carne Ovina x Processamento de Carne Bovina e Suína = Curtume Sede Administrativa Confinamento Indústria de Embalagens Pátio de Containeres Escritórios Comerciais
  16. 16. RESUMO DAS OPERAÇÕES Unidades de Produção Funcionários Capacidade de Abate Diária JBS Brasil 22 16.993 18.900 B JBS Argentina 6 5.059 6.700 B 28.100 B JBS USA 18 24.295 47.900 P 4.000 O 8.500 B JBS Austrália 10 6.995 16.500 O Inalca JBS 8 2.019 3.000 B 65.200 B Total JBS 64 55.361 47.900 P 20.500 O National Beef 6 8.800 14.000 B 79.200 B Total Consolidado 70 64.161 47.900 P 20.500 O * Aquisição sujeita a aprovações regulatórias e cumprimento de condições precedentes usuais em negócios dessa natureza (B) Carne Bovina; (P) Carne Suína; (O) Ovino;
  17. 17. JBS BRASIL Descrição  A operação da JBS Brasil é realizada por 22 unidades de produção com uma capacidade total de abate de 18.900 cabeças de gado por dia e mais de 16.900 funcionários.  Os clientes da JBS no Brasil são primariamente revendedores, restaurantes e curtumes. O atual portfólio da JBS inclui mais de 6.000 companhias no mercado interno.  A JBS é o maior exportador do Brasil de produtos bovinos com receita de US$ 1.1 bilhões em 2007, de acordo com a SECEX (Secretaria de Comércio Exterior). A empresa é também a 22ª maior exportadora do Brasil entre todos os setores. Plataforma  Até o momento, as plantas da companhia estão distribuídas conforme abaixo: – 19 plantas de abate localizadas no Brasil nos estados do Acre, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rondônia, São Paulo e Paraná, cinco dos quais também possuem capacidade de produção de industrializados; – 1 planta de latoaria localizado no estado do Rio de Janeiro, Brasil; – 1 planta de latoaria de vegetais localizado no estado de Minas Gerais, Brasil; – 1 confinamento localizado no estado de São Paulo, Brasil; e – 1 planta de beef jerky localizado em São Paulo, Brasil. Clientes  Em 2008 foram 11.240 clientes atendidos no mercado interno e 436 clientes no mercado externo, atendendo a mais de 100 países, com destaque para Rússia, União Européia, Iran, Hong Kong e Arábia Saudita.
  18. 18. JBS ARGENTINA     – –
  19. 19. JBS USA    – – – – – – – – 
  20. 20. JBS AUSTRÁLIA    – – 
  21. 21. „ INALCA JBS ITÁLIA   –  € € –  –  –  –  –  –   –  –     – – Moscow – Logística e Distribuição 
  22. 22. RESUMO DA BASE DE CLIENTES MI – Mercado Interno; ME – Mercado Externo 24
  23. 23.    
  24. 24.    
  25. 25. 8 8
  26. 26. DETALHAMENTO DA DÍVIDA – 3º TRIMESTRE 2008 A Administração da Companhia está confiante que mesmo que a crise financeira não tenha se estabilizado até o próximo trimestre, não enfrentará dificuldades em refinanciar sua dívida de curto prazo, e acredita que em último caso isso possa apenas representar um acréscimo no custo desta dívida. A Companhia fez uma análise de sensibilidade considerando um cenário provável e um pessimista em relação à renovação de suas linhas de financiamento do curto prazo. Obs: Linhas de Finame, Finem e Finimp são dívidas auto liquidáveis. Linhas de Trade Finance, Capital de Giro, etc são intercambiáveis, ou seja, são dívidas refinanciadas, não necessariamente na mesma modalidade contratada anteriormente *Inclui Finimp ** Percentual a ser pago no período *** Simulação das disponibilidades e aplicações financeiras após as amortizações programadas para os respectivos trimestres sem considerar as gerações de caixas nos trimestres vindouros
  27. 27. ANÁLISE DE LIQUIDEZ Fonte: * Últimas informações públicas das companhias e JBS Pro-forma Set08 (inclui JBS USA, Tasman e 50% da Inalca) ** Últimos 12 meses
  28. 28. JBS - PERFIL DA DÍVIDA Câmbio: R$ / US$ = 1,91 – 30/09/2008 US$ / €$ = 1,41 – 30/09/2008 3,7 2,9 2,8 2,3 471 X 291 176 95 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08e Fonte: JBS Sem considerar as aquisições da National Beef e Smithfield Beef.
  29. 29. RESULTADO CONSOLIDADO JBS RECEITA LÍQUIDA, EBITDA E MARGEM EBITDA 14.141,6 6,1% 7.771,5 4,2% 4,1% 7.129,5 6.650,7 3,0% 5.859,1 1,4% 591,1 470,5 290,8 176,3 94,8 12M07 4T07 1T08 2T08 3T08 12M07 4T07 1T08 2T08 3T08 Fonte: JBS Sem considerar as aquisições da National Beef e Smithfield Beef.
  30. 30. DESEMPENHO POR UNIDADE DE NEGÓCIO JBS USA (Bovinos) Incluindo Austrália JBS USA (Suínos) INALCA JBS MERCOSUL Receita Líquida Receita Líquida Receita Líquida Receita Líquida (US$ milhões) (US$ milhões) (€ milhões) (R$ milhões) 7.375 4.892 2.630 2.756 521 2.175 1.811 1.976 1.425 1.271 620 682 155 143 536 132 FY07 1T08 2T08 3T08 FY07 1T08 2T08 3T08 FY07 1T08 2T08 3T08 FY07 1T08 2T08 3T08 (1) (2) (3) (1) (2) (3) EBITDA (US$ mi) EBITDA (US$ mi) EBITDA (€ mi) EBITDA (R$ mi) margem EBITDA margem EBITDA margem EBITDA margem EBITDA Margem (%) Margem (%) Margem (%) Margem (%) 7,6% 15,3% 5,1% 5,6% 4,9% 5,6% 5,3% 3,2% 4,8% 3,2% 2,9% 10,4% 0,3% -0,1% 5,6% 692,0 4,1% 155,6 132,9 70,3 52,1 26,0 25,8 15,7 19,9 7,5 7,6 132,7 102,2 7,4 58,2 -0,9 FY07 1T08 2T08 3T08 FY07 1T08 2T08 3T08 FY07 1T08 2T08 3T08 FY07 1T08 2T08 3T08 (1) (2) (3) (1) (2) (3) Fonte: JBS FY da Swift compreendia o período de junho a maio e o da Inalca compreende o período de Janeiro a Dezembro (1) 13 semanas findas em 30/03/2008. (2) 13 semanas findas em 29/06/2008. (3) 13 semanas findas em 28/09/2008.
  31. 31. JBS: PLATAFORMA GLOBAL DE PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO A diversificação geográfica das operações da Companhia permite-a fornecer carne com eficiência, servir os seus clientes com custo-benefício, capitalizar em crescentes oportunidades de comercio internacional e ajuda a mitigar os potenciais impactos de barreiras sanitárias. Câmbio: US$11.839 R$ / US$ = 1,91 – 30/09/2008 US$ / €$ = 1,41 – 30/09/2008 US$778 5% US$42 76% Revenue Ebitda US$265 Revenue Ebitda US$3,043 19% US$257 Revenue Ebitda JBS Mercosul JBS USA / Austrália Inalca JBS Fonte: JBS * JBS S.A. LTM Set08, Pro forma JBS USA LTM Set08 (incluindo Tasman) e 50% Pro forma da Inalca LTM Set08
  32. 32. EVOLUÇÃO DAS MARGENS EBITDA DA JBS BEEF USA EM RELAÇÃO AOS CONCORRENTES LOCAIS Margem EBITDA (%) 5,3% 3,6% 4,2% 2,3% 3,2% 1,3% 1,3% 0,9% 0,9% 0,9% 0,7% -0,4% -0,4% -0,7% -0,9% -1,2% -1,3% -1,7% Média Concorrentes Beef USA JBS Beef USA -5,3% FY03* FY04* FY05* FY06* FY07* 3T07** 4T07** 1T08** 2T08** 3T08** Administrações Anteriores Administração JBS S.A. Fonte: JBS e Estimativa JBS baseados em dados públicos dos concorrentes Margem EBITDA das Companhias, apenas as divisões de beef USA * Anos fiscais das companhias diferem entre si: FY Tyson: Outubro a Setembro FY Smithfield: Maio a Abril FY National Beef: Setembro a Agosto FY JBS USA: Junho a Maio (foi alterado após a aquisição) **Os períodos trimestrais dos considerados como ano calendário
  33. 33. PRO-FORMA CONSOLIDADO SETEMBRO DE 2008 Pro-forma da combinação das Empresas (US$ milhões) INTEGRADO e Five Rivers Receita Líquida (US$ mm) 15.660 3.033 18.694 EBITDA (US$ mm) 564 139 703 Margem EBITDA 3,6% 4,6% 3,8% Caixa (US$ mm) 1.178 10 1.188 Dívida Curto Prazo (US$ mm) 1.019 0 1.019 Dívida Longo Prazo (US$ mm) 1.464 400 * 1.864 Dívida Líquida (US$ mm) 1.304 0 1.694 Dívida Líquida / Ebitda 2,3x 0,0x 2,4x Capacidade de abate (mil cabeça/dia) 57,6 7,6 65,2 Unidades 98 16 114 Colaboradores 48.991 6.370 55.361 Cotações: R$ / US$ = 1,91 – 30/09/2008 Fonte: Estimativas da Companhia JBS – relatório anual, relatórios trimestrais - Pro-forma LTM Set08 (inclui JBS USA, Tasman e 50% da Inalca) Smithfield Beef – Números gerenciais LTM Set08 e 100% da Five Rivers LTM Set08 *ABL – Asset Based Loan contratado via JBS USA
  34. 34. JBS USA VOLUME DE EXPORTAÇÃO DE CARNE BOVINA EXPORTAÇÃO JBS USA 55 50 45 Milhões de libras 40 35 30 25 20 15 10 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 2007 2008
  35. 35. CONSOLIDADO JBS – DISTRIBUIÇÃO DAS EXPORTAÇÕES Carne Bovina Itália 5% Carne Bovina Argentina 3% 0% Carne Bovina Austrália 13% Carne Suína EUA Carne Bovina Brasil Exportações 14% 22% 36% Mercado Carne Bovina EUA Doméstico 43% 64% Fonte: JBS Fonte: JBS
  36. 36. CONSOLIDADO JBS – DISTRIBUIÇÃO DA RECEITA BRUTA Outros Rússia 25% 18% Japão Taiwan 15% 3% México U.E. 10% 10% Hong Kong 3% EUA 3% China 4% Coréia do Sul Canadá 4% 5% Fonte: JBS
  37. 37. VALOR PAGO E MÚLTIPLO EBITDA 15,1x 8,1x 5,5x 4,1x 264,8 139,3 96,3 70,0 out/07 set/08 jul/07 set/08 Fonte: JBS
  38. 38. 40 8 8
  39. 39. DISCLAIMER
  40. 40. Relações com Investidores ri@jbs.com.br + 55 11 3144 4055 www.jbs.com.br

×