Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Filosofia
Política
“A Cidade”
Qual a melhor filosofia política para
         a nossa cidade?
É a reflexão crítica e sistemática
 sobre o conhecimento político,
sobre as essências, os fins e os
       valores da polí...
Política e Poder
  Política vem do grego ''polis''
   cidade-estado.
  Política é a arte de governar

  “ Política é um...
Tipologia do Poder
 Bertrand
         Russel diz: “Poder é a
 posse dos meios que levam à
 produção de efeitos desejados”...
O estado
A instituição poderosa da sociedade


 “ O estado é a instituição Política
  que, dirigida por um governo
  sobe...
Como surgiu o estado?

 Nemsempre Existiu o estado.
 Como surgiu?
Fundamentação do poder político.




                      Explicação
                  filosófica para a
                ...
Platão ( 428-347 a.C.)
O rei-filósofo conhece a justiça.


  OHomem possui 3 almas, ou 3
  princípios:
   1.  A alma sens...
Platão ( 428-347 a.C.)
O rei-filósofo conhece a justiça.

  Platão   aplica estes conceitos à política da
      cidade:

...
Aristóteles (384-322 a.c)
O homem como animal político

“O homem como ser social, não sobrevive
  isolado”.
1.    A busca ...
Aristóteles (384-322 a.c)
      O homem como animal político

A teoria do direito divino de
  governar
1.     Sofre Influê...
Aristóteles (384-322 a.c)
      O homem como animal político


Na Idade média, com o
desenvolvimento do
cristianismo,
1.  ...
Maquiavel (1469-1527)
       O realismo Político

1.    É reconhecido como
      fundador do
      pensamento e da
      c...
Maquiavel (1469-1527)
            O realismo Político

1.    Os conceitos desenvolvidos por
      Maquiavel rompem
      a...
Jean Bodin (1530- 1596)
A defesa do governo nas mãos de um só.


1.    foi um jurista francês, membro
      do Parlamento ...
Jean Bodin (1530- 1596)
A defesa do governo nas mãos de um só.


1.    Estado – o poder do monarca como
      absoluto e d...
Montesquieu 1689-1755
   Divisão de poderes

Característica mais
   importante da democracia:
1.  Divisão do poder
   Exe...
Jean Jaques Rousseau 1712-1778
A vontade geral como único fundamento legitimo



 OHomem nasceu livre e, não
 obstante, e...
HEGEL (1770-1831):
CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO




  O ESTADO NÃO É:
  1.  Uma simples soma de
      vários indiv...
HEGEL (1770-1831):
CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO




  Então, O Estado:

  1.    Precede o indivíduo;

  2.    É co...
HEGEL (1770-1831):
CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO




  Dentro da concepção hegeliana, a
  realidade é a manifestaçã...
HEGEL (1770-1831):
CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO




 Sendo uma manifestação
 da razão, o Estado possui
 uma univer...
KARL MARX (1818 -1883) E FRIEDRICH ENGELS (1820-1895):
 O ESTADO COMO PRODUTO E INSTRUMENTO DE
      CONTROLE DA CLASSE DO...
KARL MARX (1818 -1883) E FRIEDRICH ENGELS (1820-1895):
O ESTADO COMO PRODUTO E INSTRUMENTO DE CONTROLE
              DA CL...
KARL MARX (1818 -1883) E FRIEDRICH ENGELS (1820-1895):
O ESTADO COMO PRODUTO E INSTRUMENTO DE CONTROLE
              DA CL...
REGIMES POLÍTICOS


As relações entre a sociedade civil e o
Estado
1.  Regime político é o modo através
    do qual o Esta...
REGIMES POLÍTICOS


DEMOCRACIA: A participação política do povo.
DEMOCRACIA: (Gr) – Demos: Povo e Cracia :
Poder.
Atenas: ...
REGIMES POLÍTICOS


Um Estado considerado Democrático:
1.    PARTICIPAÇÃO POLÍTICA DO POVO: O Povo
      Participa nas dec...
REGIMES POLÍTICOS


ESTADO DE DIREITO:
1.  poder político é exercido dentro dos
    limites traçados pela lei imposta a
  ...
REGIMES POLÍTICOS


Ditadura: Concentração do poder político
DITADURA: (Lt) – Dictare = Ditar ordens
Principais caracterís...
Conclusão
   O que é
 melhor para
nossa cidade?
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Introdução à Política

28,766 views

Published on

adaptação de texto

Published in: Education, Technology

Introdução à Política

  1. 1. Filosofia Política
  2. 2. “A Cidade”
  3. 3. Qual a melhor filosofia política para a nossa cidade?
  4. 4. É a reflexão crítica e sistemática sobre o conhecimento político, sobre as essências, os fins e os valores da política. “Consiste na tentativaa de adquirir conhecimentos certos sobre a essência do político e sobre a boa ordem política ou ordem política justa.” Leo Strauss
  5. 5. Política e Poder   Política vem do grego ''polis'' cidade-estado.   Política é a arte de governar   “ Política é uma continuação da Ética, só pode ser aplicada à vida pública” Aristóteles
  6. 6. Tipologia do Poder  Bertrand Russel diz: “Poder é a posse dos meios que levam à produção de efeitos desejados” – As formas de poder são:  Económico  Ideológico  Político
  7. 7. O estado A instituição poderosa da sociedade  “ O estado é a instituição Política que, dirigida por um governo soberano, detém o monopólio do uso da força física, em determinado território, subordinando a sociedade que nele vive.” Max Weber
  8. 8. Como surgiu o estado?  Nemsempre Existiu o estado.  Como surgiu?
  9. 9. Fundamentação do poder político. Explicação filosófica para a organização social e política.
  10. 10. Platão ( 428-347 a.C.) O rei-filósofo conhece a justiça.   OHomem possui 3 almas, ou 3 princípios: 1.  A alma sensível (satisfação dos instintos) 2.  A alma apaixonada ( princípio de defesa) 3.  A alma racional ( que busca o conhecimento) Através da Educação, o individuo deve equilibrar essas 3 almas. No entanto, a alma racional deve dominar as outras.
  11. 11. Platão ( 428-347 a.C.) O rei-filósofo conhece a justiça.   Platão aplica estes conceitos à política da cidade: 1.  a classe que tem direito à riqueza material (alma sensível) 2.  a classe a quem deve ser entregue a defesa da cidade ( alma apaixonada) 3.  a classe que deve governar a cidade (alma racional) A justiça na cidade depende do equilíbrio destes 3 elementos
  12. 12. Aristóteles (384-322 a.c) O homem como animal político “O homem como ser social, não sobrevive isolado”. 1.  A busca de um bem determinado, que corresponda aos anseios dos homens, é o que deve guiar e organizar a sociedade. 2.  “A polis grega” é o modelo de Aristóteles. 3.  Para Aristóteles, “os homens não são naturalmente iguais: a)  uns nascem para a escravidão e b)  outros para o domínio”.
  13. 13. Aristóteles (384-322 a.c) O homem como animal político A teoria do direito divino de governar 1.  Sofre Influências de Platão e Aristóteles. 2.  A Ideia de que o objetivo da política deve visar o bem comum,   que para Platão era a justiça, e   para Aristóteles era a vida boa e feliz, 3.  tDefiniu os rumos da política actual.
  14. 14. Aristóteles (384-322 a.c) O homem como animal político Na Idade média, com o desenvolvimento do cristianismo, 1.  a igreja consolidou-se como um poder extra político. 2.  Defendia-se a ideia de que os governantes eram representantes de Deus na terra.
  15. 15. Maquiavel (1469-1527) O realismo Político 1.  É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna 2.  utiliza de autores e conceitos da Antiguidade Clássica de maneira nova.
  16. 16. Maquiavel (1469-1527) O realismo Político 1.  Os conceitos desenvolvidos por Maquiavel rompem a)  com a tradição medieval teológica e também b)  com a prática, comum durante o Renascimento, de propor Estados imaginários perfeitos ¹ 2.  Os fins justificam os meios. 3.  O Príncipe (1513) : visão realista da Teoria Política. ¹ http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicolau_Maquiavel
  17. 17. Jean Bodin (1530- 1596) A defesa do governo nas mãos de um só. 1.  foi um jurista francês, membro do Parlamento de Paris e professor de Direito em Toulouse. 2.  É considerado por muitos o pai da Ciência Política devido à sua teoria sobre soberania.¹ ¹ http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean_Bodin
  18. 18. Jean Bodin (1530- 1596) A defesa do governo nas mãos de um só. 1.  Estado – o poder do monarca como absoluto e de origem divina 2.  O poder do monarca é:   perpétuo,   ilimitado,   centralizado ou melhor,   É um poder que tem como únicas limitações a lei divina e a lei natural.¹ ¹ http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean_Bodin
  19. 19. Montesquieu 1689-1755 Divisão de poderes Característica mais importante da democracia: 1.  Divisão do poder  Executivo  Legislativo  Judiciário
  20. 20. Jean Jaques Rousseau 1712-1778 A vontade geral como único fundamento legitimo  OHomem nasceu livre e, não obstante, está acorrentado.  Julga-se Senhor dos demais seres, mas não deixa de ser tão escravo como eles.
  21. 21. HEGEL (1770-1831): CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO O ESTADO NÃO É: 1.  Uma simples soma de vários indivíduos; É formado a partir da vontade dos indivíduos; 2.  Resulta de um contrato.
  22. 22. HEGEL (1770-1831): CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO Então, O Estado: 1.  Precede o indivíduo; 2.  É concebido como a base da sociedade civil.
  23. 23. HEGEL (1770-1831): CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO Dentro da concepção hegeliana, a realidade é a manifestação da razão ou Espírito. O estado seria então: 1.  A manifestação do Espírito Objectivo 2.  Uma esfera que concilia a universalidade humana com os interesses particulares dos indivíduos da sociedade civil.
  24. 24. HEGEL (1770-1831): CONTRA A CONCEPÇÃO LIBERAL DE ESTADO Sendo uma manifestação da razão, o Estado possui uma universalidade que está acima da soma dos interesses individuais.
  25. 25. KARL MARX (1818 -1883) E FRIEDRICH ENGELS (1820-1895): O ESTADO COMO PRODUTO E INSTRUMENTO DE CONTROLE DA CLASSE DOMINANTE: A sociedade humana primitiva era uma sociedade sem classes. O Poder era exercido pelo conjunto dos membros da comunidade.
  26. 26. KARL MARX (1818 -1883) E FRIEDRICH ENGELS (1820-1895): O ESTADO COMO PRODUTO E INSTRUMENTO DE CONTROLE DA CLASSE DOMINANTE: Num certo momento do desenvolvimento histórico das sociedades humanas, 1.  algumas das funções administrativas tornaram-se privativas de um grupo específico de pessoas, 2.  que tinha força para impor normas e organização à vida colectiva. 3.  Assim, através desse núcleo de pessoas teria surgido o Estado. Consequentemente:
  27. 27. KARL MARX (1818 -1883) E FRIEDRICH ENGELS (1820-1895): O ESTADO COMO PRODUTO E INSTRUMENTO DE CONTROLE DA CLASSE DOMINANTE: 1.  O Estado nem sempre existiu; 2.  O Estado surgiu quando num determinado estádio do desenvolvimento económico surgiram as desigualdades de classes. 3.  O Estado não é um simples mediador das lutas de classes, antes actua geralmente como um instrumento do domínio de classe.
  28. 28. REGIMES POLÍTICOS As relações entre a sociedade civil e o Estado 1.  Regime político é o modo através do qual o Estado se relaciona com a sociedade civil. 2.  Na Política actual os regimes políticos são classificados em dois tipos:
  29. 29. REGIMES POLÍTICOS DEMOCRACIA: A participação política do povo. DEMOCRACIA: (Gr) – Demos: Povo e Cracia : Poder. Atenas: Democracia directa – O s cidadãos participavam directamente nas assembleias e decidiam os rumos políticos da cidade. Actualmente: Democracia representativa – Os cidadãos elegem os seus representantes Políticos para o governo do Estado.
  30. 30. REGIMES POLÍTICOS Um Estado considerado Democrático: 1.  PARTICIPAÇÃO POLÍTICA DO POVO: O Povo Participa nas decisões políticas elegendo através da escolha em eleições dos seus representantes. 2.  DIVISÃO FUNCIONAL DO PODER POLÍTICO: O poder político do estado apresenta-se dividido em vários órgãos que se agrupam em torno dos poderes (funções): a)  Legislativo (Elabora Leis), b)  Executivo (Executa leis através da administração pública) e c)  Judiciário (Aplicação das leis e distribuição da justiça)
  31. 31. REGIMES POLÍTICOS ESTADO DE DIREITO: 1.  poder político é exercido dentro dos limites traçados pela lei imposta a todos. 2.  Deste modo, a lei subordina tanto o Estado como a sociedade.
  32. 32. REGIMES POLÍTICOS Ditadura: Concentração do poder político DITADURA: (Lt) – Dictare = Ditar ordens Principais características: Eliminação da participação popular nas decisões políticas. Concentração do poder político: Poder centralizado nas mãos de um único governante. Inexistência do Estado de direito: As leis só valem para a sociedade. Fortalecimento dos órgãos de repressão. Controle dos meios de comunicação em massa.
  33. 33. Conclusão O que é melhor para nossa cidade?

×