Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Processos industrias x impactos ambientais

4,246 views

Published on

  • Be the first to comment

Processos industrias x impactos ambientais

  1. 1. Processos Industrias x Impactos Ambientais
  2. 2. PROCESSOS INDUSTRIAIS • A palavra processo tem origem no termo latim processus. O conceito refere-se à ação de andar para a frente (levar algo a cabo), procedimentos que visam atingir uma meta. • Na indústria, um processo industrial é o conjunto de operações necessárias para modificar as características das matérias-primas. De uma forma geral, para obter um determinado produto, são necessários diversos procedimentos individuais.
  3. 3. IMPACTO AMBIENTAL • Segundo a RESOLUÇÃO CONAMA Nº 001,de 1986, Impacto ambiental é qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam: • I - a saúde, a segurança e o bem-estar da população; • II - as atividades sociais e econômicas; • III - a biota; • IV - as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; • V - a qualidade dos recursos ambientais.
  4. 4. EXPLORAÇÃO E EXTRAÇÃO DO PETRÓLEO
  5. 5. IMPORTÂNCIA DO PETRÓLEO • É impossível viver hoje em dia sem petróleo. O petróleo é matéria-prima de muitos materiais, como, por exemplo, plásticos para saquinhos, enchimento de colchões, tintas, combustíveis, lubrificantes, solventes etc.
  6. 6. EXPLORAÇÃO E EXTRAÇÃO DO PETRÓLEO O petróleo é encontrado em bolsões profundos em terra firme e abaixo do fundo do mar. A exploração passa por três etapas principais: • Prospecção. • Perfuração. • Extração.
  7. 7. 1º PROSPECÇÃO: É a localização de bacias sedimentares por meio de análise detalhada do solo e do subsolo. • Imagens de satélites; • Gravímetro; • Magnetômetros; • Sniffers (farejadores); • Sismólogos ; • Ondas sísmicas;
  8. 8. SISMÓLOGOS :
  9. 9. ONDAS SÍSMICAS:
  10. 10. ONDAS SÍSMICAS:
  11. 11. ONDAS SÍSMICAS:
  12. 12. ONDAS SÍSMICAS:
  13. 13. 2º PERFURAÇÃO: • Marcação com coordenadas GPS; • Realiza-se a perfuração do solo(terra); • Profundidades de 800 a 6.000 metros(sondas de perfuração); • Mar (plataformas marítimas), torres de perfuração;
  14. 14. 3º EXTRAÇÃO: • Na terra, o petróleo é encontrado acima de água salgada e embaixo de uma camada gasosa em alta pressão. Assim, quando o poço é perfurado, o petróleo pode jorrar espontaneamente até a superfície em razão da pressão do gás. Quando essa pressão diminui é necessário o uso de equipamentos, como o “cavalo de pau”. Bombear o petróleo para a superfície. • Denso;
  15. 15. No mar, essa extração é mais difícil, sendo feita com: • Utilização de equipamentos especiais de perfuração ; • Extração por meio de bombas em plataformas e navios- sonda; Há varios tipos de plataformas para exploração de petróleo em alto-mar, veja as principais: EXTRAÇÃO MARÍTIMA:
  16. 16. Há vários tipos de plataformas para exploração de petróleo em alto- mar, veja as principais: PLATAFORMAS PARA EXPLORAÇÃO:
  17. 17. ACIDENTES E CONSEQUÊNCIAS
  18. 18. Plataforma Deepwater Horizon 2010-México 1
  19. 19. • Mais de 400 espécies em risco
  20. 20. • 34.000 pássaros contaminados
  21. 21. • Maré negra cobre 6.500 m²
  22. 22. 2Navio Volganeft 139 2007-Russía Foto em P&B de um navio afundando no mar negro
  23. 23. • Mais de 30.000 pássaros mortos
  24. 24. MILHARES DE PASSAROS NA COSTA RUSSA ESTÃO IMPEDIDOS DE VOAR • Milhares de pássaros na costa russa estão impedidos de voar. Na areia da praia, eles tentam bater as asas, mas não conseguem - suas penas estão emplastadas com uma espessa camada de óleo. Impossibilitadas de ganhar os céus, as aves acabam atacadas por cães selvagens.
  25. 25. • Derramamento cobriu 1.200 Km²
  26. 26. Petroleiro Prestige 2002-França3 Foto em P&B de um navio afundando perto da costa
  27. 27. • Poluição atingiu praias e encostas
  28. 28. CONSEQUÊNCIAS
  29. 29. Liberação de substâncias tóxicas 1
  30. 30. 2Bloqueio da luz solar
  31. 31. • Destruição dos seres fotossintetizantes
  32. 32. • Diminuição da temperatura da água
  33. 33. • Migração da vida marinha para áreas não afetadas
  34. 34. Proliferação de microorganismos3
  35. 35. • Escassez de Oxigênio
  36. 36. • Diminuição da fauna e flora
  37. 37. EXPLOTAÇÃO MINERAL
  38. 38. • Importância econômica • Alto investimento em tecnologia • Responsável por produtos de grande necessidade IMPORTÂNCIA DO MINÉRIO DE FERRO
  39. 39. FASES DA MINERAÇÃO • Pesquisa • -Prospecção • -Exploração • Lavra • -Desenvolvimento • -Lavra (Explotação) FASES DA MINERAÇÃO
  40. 40. SONDAGEMSONDAGEM
  41. 41. SONDAGEM – ASPECTOS E IMPACTOS • Medidas mitigadoras: Drenagem de água pluvial, compensação vegetal. • Supressão Vegetal – Afugentamento de fauna, perda de espécies arbóreas e favorecimento de processos erosivos. SONDAGEM: ASPECTOS E IMPACTOS
  42. 42. SONDAGEM – ASPECTOS E IMPACTOS • Medida mitigadora: Umectação de vias, manutenção preventiva periódica. • Abertura de Vias de Acesso – Emissão de particulado e ruído provenientes do maquinário que executa a movimentação de terra. SONDAGEM: ASPECTOS E IMPACTOS
  43. 43. LAVRA - DESENVOLVIMENTOLAVRA: DESENVOLVIMENTO
  44. 44. ABERTURA DE VIAS DE ACESSO • Para o desenvolvimento da mina primeiramente é realizado a abertura de vias de acesso aos locais onde serão implantados as infraestruturas necessárias à atividade. ABERTURA DE VIAS DE ACESSO
  45. 45. DRENAGEM PLUVIAL • O escoamento de águas pluviais é um dos maiores problemas para as estruturas de uma mineração. O sistema de drenagem é feito na berma do talude. DRENAGEM PLUVIAL
  46. 46. ÁGUA – UTILIZAÇÃO E ESCOAMENTO • Usa-se bacias, que além de reduzir a velocidade da água, retém sedimentos carreados. • Para evitar tais destruições, é importante realizar um eficiente projeto de drenagem. ÁGUA – UTILIZAÇÃO E ESCOAMENTO
  47. 47. LAVRA -LAVRA – EXPLOTAÇÃO MINERAL
  48. 48. EXPLOTAÇÃO – ASPECTOS E IMPACTOS • Supressão Vegetal – Causando erosão e afugentamento de fauna. • Movimentação de terra – Causando Emissão de particulado, ruído e destruição de habitat. • Transito de máquinas pesadas – Causando ruído, atropelamento de fauna e contaminação do solo. • Manutenção – Causando contaminação do solo por óleos e graxos. EXPLOTAÇÃO – ASPECTOS E IMPACTOS
  49. 49. EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES • Detonação – Causando vibração, ruído e emissão de particulado. EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES
  50. 50. EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES • Rachaduras em residências do entorno, causando comprometimento da estrutura física das mesmas; • Abatimento do teto de cavidades formando dolinas de abatimento; • Medidas Mitigadoras: Plano de Fogo EXPLOTAÇÃO – POSSÍVEIS DESASTRES
  51. 51. DETONAÇÃO AGRESSIVADETONAÇÃO AGRESSIVA
  52. 52. DETONAÇÃO NÃO AGRESSIVADETONAÇÃO NÃO AGRESSIVA
  53. 53. PILHA DE ESTÉRILPILHA DE ESTÉRIL
  54. 54. PILHA DE ESTÉRIL – ASPECTOS E IMPACTOS • Formação da pilha – Emissão de material particulado e Assoreamento. PILHAS DE ESTÉRIL – ASPECTOS E IMPACTOS
  55. 55. PILHA DE ESTÉRIL – POSSÍVEIS DESASTRES • Deslizamento de terra PILHAS DE ESTÉRIL – POSSÍVEIS DESASTRES
  56. 56. OBRIGADO E UMA BOA NOITE!

×