Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Jornal de Empregos e Estágios • 18 de março a 1º de abril de 2011  12                       especialGuia do EPI:segurança ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Guia do EPI 2011 e Amputados Vencedores

967 views

Published on

O Guia do EPI 2011 oferece uma gama de serviços que podem ser utilizados pelas empresas, para melhoria da segurança do trabalho. Amputados Vencedores apóia esse projeto sendo um dos parceiros da iniciativa

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Guia do EPI 2011 e Amputados Vencedores

  1. 1. Jornal de Empregos e Estágios • 18 de março a 1º de abril de 2011 12 especialGuia do EPI:segurança para os trabalhadores Publicação será lançada neste mês com o objetivo de proteger a integridade física e a saúde do profissional, além de prevenir doenças que o mesmo esteja propício a ter no local em que atua Jéssica Flausino Estatísticas da Previdência Socialmostram que mais de 700 mil aciden-tes do trabalho ocorrem no Brasil. São,aproximadamente, 7 mil mortes porano. As áreas de Construção Civil eIndústria Metalúrgica são as respon-sáveis pelos maiores números de aci-dentes de trabalho registrados anual-mente. Com o intuito de ajudar os tra-balhadores e os empregadores do país,será lançado, neste mês de março, oGuia do EPI 2011. O Brasil possui o maior índice demortalidade no ambiente de trabalho,só perdendo para a Coréia do Sul, ElSalvador e Índia. Com a Consolidaçãodas Leis do Trabalho (CLT), todas asempresas são obrigadas a fornecer gra-tuitamente aos seus colaboradores osEquipamentos de Proteção Individual(EPIs), de acordo com o risco de cadafunção. O Guia do EPI é o mais completomanual que reúne os principais fabri-cantes de EPIs, revendedores, asses-soria, consultoria e todos os produtose serviços que ajudam os profissionaisda área de Segurança do Trabalho aencontrá-los de maneira mais fácil e Acima, a gerente de marketing do Guia do EPI, Bianca Alves. Ao lado, profissional da construção civil usando seus devidos equipamentos de segurançacompleta. com o intuito de cuidar desuas vidas. “Criamos o guia para aju-dar na prevenção de acidentes que são tempo para encontrar o que se busca.causados no trabalho. Temos que le-var a conscientização do uso dos equi-pamentos de segurança”, explica a Guia do EPI Bianca Alves explica como aconte- ce a separação do guia. “Essa divisão foi feita para que todos encontrem e Prevenindogerente de marketing do Guia do EPI,Bianca Alves. O Guia do EPI existe desde 2004, em versão on-line e, desde 2009, em versão impressa. Criado para benefici- localizem de maneira mais rápida o que desejam. Dividimos por botas, botinas, biqueiras de aço, pernas e pés, além de acidentes ar empregados e empregadores, o guia separarmos por cadernos as categori- A ocorrência de um acidente ou é a primeira publicação no Brasil espe- as para facilitar a busca do material ou incidente de trabalho é raramente oca-Segurança cializada em onde encontrar produtos e serviços de segurança e saúde no tra- balho. “O guia é feito para conscienti- serviço necessário”, comenta. O Guia do EPI é gratuito e distribuído em todo o território nacional. A maior distribui- sionada apenas por um fator, mas sim por um conjunto de eventos que aca- bam levando a uma perda. Tão impor- do Trabalho zar sobre o uso dos equipamentos de segurança”, comenta a gerente de ma- rketing do Guia do EPI. ção está focalizada nas indústrias, mas também nos cadastros de solicitantes através do site. Na sua terceira edição, tante quanto as medidas preventivas de acidentes são as medidas de mini- mização das consequências do aciden- te. Muitos profissionais e empresas O Guia do EPI é feito por profissio- O guia oferece dicas de como utili- o Guia do EPI vem ganhando espaço e ainda não entendem que as medidasnais que atuam no campo de Segurança zar os equipamentos de proteção indi- categorias e subcategorias. A pesquisa esse sucesso se transformou em uma pós-acidentes devem fazer parte de umdo Trabalho. Essa área reúne os con- vidual, além de informações sobre os para a criação do Guia do EPI é uma excelente oportunidade de negócio. A programa de segurança do trabalho.juntos de medidas que são adotadas para equipamentos de proteção individuais grande preocupação da equipe para fa- tiragem do guia é de 30 mil exemplares Para Bianca Alves, os profissionaisminimizar os acidentes de trabalho, do- ou coletivos. A publicação é dividida em cilitar o uso do exemplar e economizar e, no total, são mais de 90 mil leitores. devem, primeiramente, conhecer os ris-enças ocupacionais, bem como prote- cos da sua profissão. “Conhecer per-ger a integridade e a capacidade de tra- feitamente os riscos aos quais eles es-balho do profissional. O técnico de se- tão expostos, no seu trabalho, é o pri-gurança do trabalho, Douglas Evans,explica qual é o objetivo da área. “O cam-po de Segurança do Trabalho tenta cons-cientizar, educar, reconhecer e eliminaracidentes no trabalho”, comenta. Mudança de vida meiro passo para utilizar corretamente o equipamento de proteção individual que a empresa oferece”, explica. Já Douglas Evans acredita que, antes de qualquer conscientização, é necessário O técnico de segurança do trabalho Flávio Peralta de 42 anos é es- furadas e os meus dedos ficavam pecialista em palestras na área de expostos a qualquer incidente. No respeitar os equipamentos de seguran-tem a função de inspecionar locais, ins- ça. “A falta de respeito que o profissio-talações e equipamentos da empresa, Segurança do Trabalho, na Sema- momento em que levei o choque eu na Interna de Segurança no Tra- não estava nem usando as luvas. nal tem com a máquina ou com os equi-observando as condições de trabalho para pamentos com os quais ele trabalha fazdeterminar fatores e riscos de aciden- balho (Sipat) e na Comissão de Pre- Não usei aquelas e vou ter que com que os acidentes aconteçam. Portes, além de estabelecer normas e dis- venção de Acidente (Cipa). Mas há usar as luvas da minha pró- isso, é preciso respeitar o seu local depositivos de segurança, para preveni-los. 14 anos ele era um trabalhador de tese para o resto a minha trabalho”, comenta o técnico de segu- Os acidentes de trabalho são defi- uma empresa que realizava troca vida” comenta. rança do trabalho. Os acidentes maisnidos por incidentes que acontecem de transformadores de alta tensão. Por causa do acidente, frequentes são quedas, batidas fortes,no exercício do trabalho a serviço da “Eu trabalhava numa companhia Flávio estudou e se espe- cortes e choques. Douglas Evans ex-empresa, provocando lesão corporal que fazia troca de transformado- cializou em Segurança do plica que os tipos de acidente variamou perturbação funcional, às vezes po- res de alta tensão. No dia 21 de Trabalho começando uma com a atividade exercida pelo profissi-dendo causar morte, perda ou redu- agosto de 1997, saímos para fazer nova carreira ministrando onal. “Existe a lesão grave ou fatal queção permanente ou temporária da ca- uma troca em uma chácara. Che- palestras, além de criar uma inclui lesões sérias e incapacitantes,pacidade para o trabalho. Para Dou- acidentes com danos à propriedade e guei ao local e preparei todas as cartilha denominada “Vamosglas Evans, as leis trabalhistas ajudam as lesões menores”, comenta.o profissional na hora em que ele so- ferramentas para executar o ser- Praticar Segurança no Traba-fre um acidente ocupacional, mas ainda viço. Logo que subi a escada, le- lho” e ser o autor do livro “Am-faltam alguns acertos. “As leis ajudam, vei um choque de 13.800 volts, fi- putados Vencedores – Porque aporém ainda precisam ser revisadas, cando pendurado ao poste e preso Vida Continua”, lançado em 2010.além de serem mais fiscalizadas, paraque elas sejam mais respeitadas”, co- ao cinto, o que evitou que eu caís- se”, explica. Hoje Flávio é casado e tem um filho de 7 anos. “O Guia do EPI Quero um Guia!menta. Já a gerente de marketing do Com o acidente, Flávio teve que é meu parceiro na luta pela vida Para você receber o Guia doGuia do EPI, Bianca Alves, acredita amputar os braços. “Meus equipa- do trabalhador. Esse Guia éque as leis trabalhistas não ajudam em mentos de proteção individual esta- muito importante para todas as EPI em casa, é necessárioquase nada os trabalhadores. “O que vam irregulares e em mau estado. Ao empresas, principalmente por acessar o sitedá confiança ao colaborador é acredi- sair da empresa eu levei comigo: cin- ter um conteúdo da área da <www.guiadoepi.com.br> etar que nós, da área de segurança, es- to de segurança, capacete, luvas, ater- Segurança no Trabalho e detamos lá justamente para que ele não ramento e detector. Acontece que ter sua distribuição gratui- clicar no link cadastro. O guiase acidente e não precise de qualquer esses materiais estavam em péssimas ta”, finaliza Flávio Peral- será entregue gratuitamentelei para favorecê-lo, já que a saúde não condições. As minhas luvas estavam ta.será restabelecida por qualquer uma no local solicitado.dessas leis”, argumenta.

×