Orientacoes para escola

993 views

Published on

Pequeno guia para auxiliar as escolas a receber crianças celíacas.

Published in: Self Improvement
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
993
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
183
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Orientacoes para escola

  1. 1. ACELBRA-MG www.quitandasemgluten.com.br Cuidados com a criança celíaca na escola O que é doença celíaca? É uma intolerância permanente ao glúten. A doença celíaca é uma doença autoimune, genética e sem cura. Existe uma variante da doença celíaca que é a dermatite herpetiforme, essa dermatite é uma manisfestação especifíca da doença celíaca na pele. Ela se apresenta na forma de pequenas bolhas, simétricas e que causam muita coceira e desconforto. Pode se manifestar em qualquer fase da vida. O único tratamento é a dieta sem glúten por toda vida. O que é glúten? É uma proteína presente no trigo, aveia, centeio, cevada e no malte. Quais os principais sintomas? A diarreia ocorre em proporção significativa de pacientes, mostrando-se crônica, ou seja, durando mais de três ou quatro semanas. A doença pode permanecer com sintomas mínimos e ocasionais durante longos períodos da vida. Bem antes destas manifestações clínicas mais visíveis, as pessoas com intolerância ao glúten podem se queixar de várias dificuldades inespecíficas, por exemplo, desconforto abdominal, flatulência, aftas bucais e, paradoxalmente, constipação. É interessante a observação de que sintomas da infância podem desaparecer na adolescência, para reaparecer na maturidade ou mesmo na velhice. Criança celíaca (clássica) Absorção Vilosidades normais Vilosidades danificadas
  2. 2. ACELBRA-MG www.quitandasemgluten.com.br Qual é o tratamento? O único tratamento é a dieta isenta de glúten por toda a vida. (Símbolo para livre de glúten) Quando a dieta não é seguida, mesmo sem sintomas, a mucosa do intestino está sendo agredida. Quais são as principais complicações da doença celíaca? O celíaco pode apresentar outras intolerâncias e ou alergias alimentares (leite, soja, etc.), distensão abdominal, cólicas, náuseas e vômitos, anemia, baixa estatura, fraqueza geral, modificação do humor, dificuldade para dormir, alterações na pele, fraqueza das unhas, queda de pelos, alterações do ciclo menstrual, diminuição da fertilidade ou infertilidade, diabetes, osteoporose, problemas de tireoide, câncer de intestino entre outros. Como é feito o diagnóstico? O diagnóstico da doença celíaca é feito através de exames laboratoriais, endoscopia e biópsia do intestino delgado. Quando o paciente também apresenta dermatite, é realizada a biópsia das lesões da pele para verificar se é a dermatite herpetiforme. Qual a maior dificuldade do tratamento? É conviver com as restrições alimentares, imposta pela dieta, com os novos hábitos alimentares e com o preconceito. Além disso, a contaminação cruzada é um fator de risco para os celíacos. O que é contaminação cruzada? A contaminação cruzada é um grande desafio. Ela acontece quando um alimento, ou objeto é contaminado por transferência. Por exemplo, quando passamos margarina em um pão francês e voltamos a faca para o pote de margarina para pegar mais. A partir deste momento a margarina do pote está contaminada por glúten. Isso não acontece só com o glúten. Acontece com todos os alimentos. Um utensílio mal lavado, facas para passar manteiga, geleia, migalhas de pão na mesa, mãos sujas. Também pode ocorrer entre objetos, por exemplo, a criança brinca com moldes na massa de modelar que contém glúten. Os moldes não são lavados, outra criança pega os mesmos moldes e utiliza na massa de modelar sem glúten. Neste caso estão contaminados: as crianças, o molde e a massa de modelar que era sem glúten. Pode parecer uma quantidade insignificante, mas para o celíaco não é, porque no organismo do celíaco ocorre um acúmulo, e com o passar do tempo os problemas surgirão. Materiais escolares Alguns materiais escolares podem ter em sua composição glúten. Nem todos os produtos informam em seus rótulos os ingredientes, sendo necessário entrar em contato com fabricantes para confirmar se o produto é seguro para celíacos. Os produtos da Acrilex, linha Escolar são seguros para celíacos, exceto a massa de modelar Soft. É recomendável sempre confirmar com o fabricante as informações. Sabemos que no Brasil, estes são os itens que costumam apresentar glúten: 1. Massa de modelar As massas de modelar do tipo SOFT contém glúten. As que são a base de CERA não contém glúten. 2. Giz de quadro negro
  3. 3. ACELBRA-MG www.quitandasemgluten.com.br Apenas o fabricante Calac fornece laudo comprovando que o produto é isento de glúten. 3. Cola, Cola Colorida e Cola com Glitter 4. Tinta para pintura a dedo 5. Tinta para pintar o rosto Alimentação na escola Recomenda-se que o celíaco sempre leve seus alimentos. Caso a alimentação seja fornecida pela escola, é necessário seguir uma lista de regras de segurança para garantir que a alimentação seja isenta de glúten. Segue abaixo algumas dicas para cozinhar sem glúten. O mais correto e seguro é a utilização de produtos frescos ou de marcas conhecidas (exemplos: existem alguns produtos como hambúrguer, salsichas e linguiças e sobremesas prontas que não contém glúten; batatas, mandioca, arroz, verduras e frutas frescas, legumes, carnes etc.). Cozinhe sempre em recipientes bem limpos, sem resíduos de glúten (se você tem alguma dúvida coloque o alimento na assadeira sobre um papel alumínio). Preste atenção aos temperos prontos. Dê sempre preferência aos temperos frescos e bem lavados, como alho, cebola, cheiro verde etc. Se lavar ou cozinhar verduras, que seja em água nova (que não tenha sido usada para cozinhar algum outro alimento que possa conter glúten). Se usar o forno, asse primeiro o prato sem glúten (coberto com papel alumínio) para depois assar algo com glúten - nunca asse os dois juntos, para evitar contaminação. Se utilizar manteiga ou margarina, descarte a que possa ter algumas migalhas de pão ou se foi tocada com uma faca usada para passar em alimentos com glúten. Nesse caso é melhor abrir um pote novo. Se fritar, que o óleo ou azeite seja novo. Se for fritar algo empanado ou batatas, frite com farinha sem glúten primeiro para depois fritar as outras coisas com glúten. Não use os mesmos utensílios para untar ou mexer alimentos com e sem glúten (por exemplo: tenha um talher para mexer ou servir cada alimento). Se fizer molhos, não deixe que usem pães diretamente sobre eles. No momento da refeição combine os cuidados com todos que estiverem comendo: doces, queijos, requeijão, manteiga ou margarina devem ser sem glúten e não podem ser contaminados. Se torrar pão sem glúten, faça isso sobre uma folha de papel alumínio em um forno ou frigideira - nunca use torradeira ou sanduicheira que seja usada normalmente com pães com glúten. Aula de culinária Celíacos não devem manipular ou permanecer em ambientes onde são manipulados produtos com glúten, pois pode ocorrer a contaminação por inalação. A farinha de trigo, por exemplo, fica em suspensão no ar. Festas, piqueniques e comemorações Nestes casos, a orientação é informar com antecedência aos pais para que eles providenciem o cardápio sem glúten. Dessa forma, a criança celíaca poderá participar de todas as atividades sem problemas.
  4. 4. ACELBRA-MG www.quitandasemgluten.com.br Higiene Caso a criança tome banho ou escove os dentes na escola é necessário que ela utilize apenas os produtos de higiene pessoal indicados pelos pais. Cremes hidratantes, xampu, condicionador, pasta de dente e sabonete podem conter glúten. A maioria contém glúten, e nos rótulos não há a indicação "Contém glúten" ou "Não contém glúten". Sendo necessário entrar em contato com os fabricantes pra verificar. Recomendações gerais Devemos ficar atentos a pequenos detalhes, pois uma quantidade mínima pode ser muito prejudicial. A contaminação por glúten pode ocorrer através da inalação, do contato com migalhas na hora das refeições, contato com outras crianças com as mãos sujas e até mesmo através de beijo por pessoas com batom, por exemplo. Em caso de dúvida, não dê o material escolar ou o alimento para a criança. Sempre entre em contato com o fabricante para confirmar se o produto é seguro para celíacos. Se houve a manipulação de algo com glúten, lave o rosto e as mãos da criança. No caso da ingestão, não há o que fazer. Em qualquer uma das situações informe aos pais para que eles possam identificar os possíveis sintomas, e amenizá-los da melhor forma possível. Nunca deixe de informar uma contaminação, pois os sintomas podem sem confundidos com outras doenças. Além disso, a relação de confiança entre a escola e a família deve ser sempre preservada. Para saber mais acesse: ACELBRA MG – www.acelbramg.com.br Quitanda sem glúten – www.quitandasemgluten.com.br Bibliografia: ACELBRA, RJ. Sou celíaco, posso brincar e comer em sua casa? Disponível em <www.riosemgluten.com/semgluten_baixar_gratuito.htm> ACELBRA, RJ.Doença celíaca, você pode ter e não saber Disponível em <http://www.riosemgluten.com/Folder_Fenacelbra_modelo_2011.pdf>

×